segunda-feira, 8 de maio de 2006

OAB teme se desgastar por pedir impeachment de Lula que o Congresso não tem a menor vontade política de aprovar agora

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Resumo no ar às 8h e Edição completa a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A maioria dos 91 membros do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil só tem uma grande dúvida hoje cedo caso consiga aprovar a proposta de pedido de impeachment do presidente Lula: que a entidade acabe se desgastando inutilmente, do ponto de vista político, pedindo algo que será rejeitado adiante pelo Congresso, porque a tirada de Lula do poder, agora, não é o desejo da classe política brasileira. De todo modo, o “espetáculo” da sessão plenária, presidida pelo advogado Roberto Busato, será transmitido a partir das 8h da manhã pela TV e Rádio OAB, através do site http://www.oab.org.br/.

Tudo indica que a OAB deve aprovar o relatório que pede ao Congresso o impeachment do presidente Lula. Seus conselheiros querem reeditar o pedido de 1992, quando a OAB e a Associação Brasileira de Imprensa fizeram o pedido que levou ao afastamento de Fernando Collor. O relator designado pela OAB, Sérgio Ferraz, concluiu ontem o texto que defende o impeachment. Mas tudo pode acontecer no conselho que representa quase 600 mil advogados filiados em 27 estados da Federação.

Uma corrente na OAB acha que pode ter grande influência no voto a entrevista bomba do ex-secretário-geral do PT, Sílvio Pereira, confirmando que cúpula do partido sabia de todos os esquemas milionários de arrecadação de dinheiro, no sistema operado por Marcos Valério. Outra corrente avalia que a proximidade com as eleições e a aparente popularidade do presidente Lula nas pesquisas pode dar um tom de “golpe” ao pedido da OAB.

Jogo de cena oposicionista

A oposição volta fingir que discute o pedido do impeachment do presidente Lula, por causa da calculista entrevista concedida por Silvinho Pereira ao jornal O Globo.

O líder da minoria na Câmara, deputado José Carlos Aleluia (PFL-BA), afirma que “os elementos para um processo de impedimento estão se tornando evidentes”, porque o ex-secretário-geral petista revelou que quem mandava no esquema de arrecadação do PT era Lula, José Genoino, Aloízio Mercadante e José Dirceu..

Já o líder da minoria no Senado, Álvaro Dias (PSDB-PR), lamenta que a oposição perdeu o timing para o impeachment, e sugere que o Ministério Público Federal é quem deveria pedir o indiciamento do presidente.

PSDB e PFL fazem reuniões hoje, certamente, para deixar tudo como está...

Pensando no Carequinha

A CPI dos Bingos marcou para a próxima quarta-feira o depoimento do ex-secretário-geral e informou que acionará a Polícia Federal para localizá-lo, se for o caso.

A CPI também avalia se convoca o empresário Marcos Valério - acusado de operar o “mensalão”, esquema de pagamentos a parlamentares aliados do governo -, e que planejava arrecadas R$ 1 milhão – segundo revelações de Silvinho Pereira.

A oposição só não sabe se consegue votos suficientes para aprovar a convocação do carequinha.

Land Rover não fala!

Silvinho Pereira pretende ir ao STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar obter uma liminar que o desobrigue de falar à CPI dos Bingos e, se a estratégia falhar, fará tudo para não comprometer ainda mais o PT no escândalo do mensalão.

Pelo menos teria sido este o recado que ele deu aos ex-aliados que agora fazem o jogo de cena de chamá-lo de “traidor”...

O medo do presidente Lula era que Silvinho se transformasse em um "homem-bomba" depois da entrevista publicada em O Globo.

Mas como Land Rover não fala, no máximo buzina para encher o saco cos outros ou para desviar a atenção, o governo pode voltar a dormir em paz...

Pode falar à vontade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a entrevista dada pelo ex-secretário-geral do PT, Sílvio Pereira, não o preocupa.

"Ele (Sílvio) pode dizer o que bem entender".

O presidente soltou essa ao deixar ontem o sítio do ministro Mares Guia, do Turismo, onde descansou por dois dias.

Quem vai matar quem?

Vão me matar. Eles vão me matar, você não entende. Não faça isso comigo. Tem muita gente importante envolvida nisso - repetia Silvio, com os olhos arregalados”.

Eis o teor da Página 5 do Globo de sábado/domingo, no final da matéria sobre Silvinho Pereira.

Será que Pereira teme se juntar a Celso Daniel e Toninho do PT? Vai faltar lugar no purgatório celestial petista para tanto santo... Bento 16 e São Pedro, por favor, socorram o Partido dos Trabalhadores...

Por que tanto nervosismo?

Diante das argumentações sobre a necessidade de sua versão ser divulgada, já que ainda há fatos do escândalo que continuam obscuros para a opinião pública, Silvio Pereira ficou ainda mais nervoso e passou a se bater e a destruir o próprio apartamento.

A repórter Soraya Aggede deixou o apartamento e pediu ajuda a uma vizinha, que chamou o serviço de ambulâncias.

O porteiro do prédio, no entanto, entrou no apartamento e disse que ele já estava mais calmo, dispensando a ambulância. Queria apenas que a repórter fosse embora do prédio.

O porteiro recolheu no apartamento a bolsa da repórter que havia ficado sobre a mesa de Silvio, que ele jogou contra uma parede.

Um dos cadernos de anotações da repórter e vários documentos que a jornalista tinha recebido de Silvio não foram mais devolvidos.

Na sexta-feira, o ex-secretário-geral deixou na portaria do seu prédio apenas o aparelho celular e o maço de cigarros da repórter que estavam junto com seu caderno e um recado de que iria viajar.

As gravações e anotações feitas na véspera tinham ficado na redação do Globo.

A matéria sumiu?

No O Globo de sábado, página 2, uma chamada prometia:

Mensalão: Uma entrevista imperdível amanhã!

No texto: "Na entrevista feita pela repórter Soraya Aggede da sucursal de São Paulo, descobre-se ainda o papel relevante de um nome que nem o marqueteiro Duda Mendonça responsabilizara em seu depoimento".

Na edição de domingo não se encontra este nome. Engano da edição de sábado? Faltou incluir no domingo?

Ou será que a reportagem bomba contra o bom baiano Duda nos papéis no apartamento de Silvinho? Mistério...

“Senhor Sílvio” é deboche

O presidente do PT, Ricardo Berzoini, atacou o ex-secretário-geral do partido, Silvio Pereira, classificando-o de traidor e mentiroso.

É uma pessoa que traiu o partido e mentiu para a CPI”.

Berzoini se disse surpreso com as palavras de Silvio Pereira ao Globo e afirmou que “o senhor Silvio” deveria ter feito as declarações à CPI, ao Ministério Público e à Polícia Federal.

Berzoini também refuta qualquer tese de pedido de impeachment do presidente Lula, alegando que “não há qualquer elemento crível que relacione o presidente a esses fatos narrados” por quem ele chama agora de “Sr Sílvio”.

O Listão dos Sanguessugas

Os parlamentares começam a semana muito menos preocupados com o improvável pedido de impedimento de Lula do que com a divulgação da listinha dos supostamente envolvidos no escândalo da manipulação de emendas ao Orçamento da União entre 2004 e 2005 para a compra de ambulâncias, num valor total de quase R$ 250 milhões.

O presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputado Gilmar Machado (PT-MG), promete divulgar amanhã uma lista de 135 deputados e senadores que apresentaram emendas.

A lista é encabeçada pelo líder do PMDB no Senado, Ney Suassuna (PB), e por três integrantes da Mesa da Câmara – João Caldas (PL-AL), Eduardo Gomes (PSDB-TO) e Nilton Capixaba (PTB-RO) –, que já vinham sendo investigados pelo Ministério Público e pela Polícia Federal e faziam parte de uma lista de 65 parlamentares sob suspeita.

Quem perdeu o sono

O Alerta Total divulga uma lista vazada pela Polícia Federal com 64 nomes de parlamentares que terão de se explicar sobre o esquema de desvio de dinheiro do orçamento da União aprovado para estados e prefeituras que compravam ambulâncias de uma quadrilha a preços superfaturados.

1- Ney Suassuna (PMDB-PB); 2- Alceste Almeida (PTB-RR); 3- Aldir Cabral (PFL-RJ); 4- Almir Moura (PFL-RJ); 5- Amauri Gasques (PL-SP); 6- Benedito de Lira (PP-AL); 7- Benedito Dias (PP-AP); 8- Cleonâncio Fonseca (PP-SE); 9- Coriolano Sales (PFL-BA); 10- Denise Frossard (PPS-RJ); 11- Doutor Heleno (PSC-RJ); 12- Edna Macedo (PTB-SP); 13- Edson Ezequiel (PMDB-RJ); 14- Eduardo Paes (PSDB-RJ); 15- Eduardo Seabra (PTB-AP); 16- Elaine Costa (PTB-RJ); 17- Enivaldo Ribeiro (PP-PB); 18- Fernando Estima (PPS-SP); 19- Fernando Gonçalves (PTB-RJ); 20- Irapuan Teixeira (PP-SP); 21- Isaias Silvestre (PSB-MG); 22- Itamar Serpa (PSDB-RJ); 23- Jefferson Campos (PTB-SP); 24- João Batista (PP-SP); 25- João Caldas (PL-AL); 26- João Correia (PMDB-MG); 27- João Magalhães (PMDB-MG); 28- João Mendes de Jesus (PSB-RJ); 29- José Divino (PMR-RJ); 30- José Militão (PTB-MG); 31- Júnior Betão (PL-AC); 32- Laura Carneiro (PFL-RJ); 33- Lino Rossi (PP-MT); 34- Marcelino Fraga (PMDB-ES); 35- Marcelo Ortiz (PV-S P); 36- Marcos Abramo (PP-SP); 37- Mario Negromonte (PP-BA); 38- Maurício Rabelo (PL-TO); 39- Nélio Dias (PP-RN); 40- Nelson Bournier (PMDB-RJ); 41- Neuton Lima (PTB-SP); 42- Nilton Capixaba (PTB-RO); 43- Osmânio Pereira (PTB-MG); 44- Paulo Baltazar (PSB-RJ); 45- Paulo Magalhães (PFL-BA); 46- Pedro Henry (PP-MT); 47- Raimundo Santos (PL-PA); 48- Reginaldo Germano (PP-BA); 49- Reinaldo Betão (PL-RJ); 50- Reinaldo Gripp (PL-RJ); 51- Ribamar Alves (PSB-MA); 52- Ricarte de Freitas (PTB-MT); 53- Rogério Nunes (PFL-BA); 54- Rodrigo Maia (PFL-RJ); 55- Ronivon Santiago (PP-AC), já expurgado da Câmara por decisão da Justiça Eleitoral; 56- Severiano Alves (PDT-BA); 57- Silas Câmara (PTB-AM); 58- Telma de Oliveira (PSDB-MT); 59- Vanderley Assis (PP-SP); 60- Vieira Alves (PMR-RJ); 61- Wanderval Santos (PL-SP); 62- Wellington Fagundes (PL-MT); 63- Wellington Roberto (PL-PB); 64- Zelinda Novaes (PFL-BA).

Mais lenha na fogueira

O deputado Gilmar Machado pretende propor a inclusão de regras mais duras para a transferência de recursos para entidades privadas e ONGs, além de municípios, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2007.

O levantamento da Comissão de Orçamento também será encaminhado à Procuradoria Geral da República como contribuição complementar às investigações da Operação Sanguessuga.

Além da lista de emendas, Machado colocou à disposição do Ministério Público e da PF uma senha de acesso ao sistema computacional que permite o acompanhamento da execução orçamentária, o Siafi.

A Polícia Federal já mandou para o xilindró 48 pessoas, incluindo ex-deputados, assessores parlamentares, empresários e funcionários do governo federal.

O chefe da Polícia, pelo telefone, manda escutar...

Investigações da Polícia Federal indicam que a quadrilha desbaratada na Operação Sanguessuga tentou expandir seus negócios além da compra de ambulâncias e veículos com equipamentos para programas de inclusão digital.

Integrantes do grupo, flagrados em escuta telefônica autorizada pela Justiça, conversavam também sobre reforma e ampliação de prédios hospitalares.

Há indícios ainda de que o grupo contava com pelo menos mais dois funcionários infiltrados no governo, além de Maria da Penha Lino lotada no gabinete do ex-ministro da Saúde Saraiva Felipe desde o início do ano passado.

Escutas “legais”

O grampo mais comprometedor denuncia que o senador Ney Suassuna (PMDB-PB) manteve contato direto com a quadrilha.

Em uma das escutas, Maria da Penha Lino diz ter falado com o senador ao telefone.

As conversas gravadas legalmente pela PF revelam que um deles trabalharia no FNS (Fundo Nacional da Saúde) – que é vinculado ao ministério.

O outro envolvido atua na Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), empresa pública ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

Como funcionava o esquema?

A Polícia Federal descobriu que a grana da venda de ambulâncias superfaturadas era repartida entre os empresários, prefeitos, assessores e parlamentares.

Em um dos casos, em que são mencionados o deputado Wellington Fagundes (PL-MT) e o prefeito de Juruá, Oscar Bezerra,

A propina negociada pela quadrilha seria superior a 30% da verba liberada pelo governo federal.
A polícia chegou a esta conclusão depois de gravar, com autorização judicial, uma conversa entre os empresários Luiz Antônio Trevisan Vedoin e Ronildo Pereira dos Santos, dois dos principais integrantes da suposta organização criminosa.

Pagar propina alta vale a pena...

No diálogo, travado em 26 de dezembro do ano passado, acertam o pagamento de propina a partir da liberação de uma emenda de R$ 365 mil, apresentada por Wellington Fagundes.

Pelo acordo, os dois empresários embolsariam R$ 40 mil e o prefeito ficaria com R$ 73 mil para pagar um pedágio de 20% ao deputado, autor da emenda.

Na conversa, Santos diz que “o dito prefeito quer 20% do valor (da emenda) para repassar ao parlamentar e que a metade desse percentual deve ser paga até o dia 30/01/2006”.

Ao longo do diálogo, os dois empresários até discutem se vale a pena ou não pagar valores tão altos. Mas, ao final, entendem que sim.

Sobrou para o Renan?

Outro que vai perder o sono nos próximos dias é o presidente do Senado.

Uma conta bancária aberta no paraíso fiscal da ilha Grand Cayman, no Caribe, que chegou a registrar R$ 11 milhões e 100 mil reais em depósitos, foi operada do Brasil por um aparelho de fax instalado na sala da liderança do PMDB no Senado, em Brasília.

A conta, de número 650303, é identificada pelo codinome “Pacto”. Os papéis sugerem que o dinheiro foi transferido em 2003 para outra conta, de codinome “ABCDHGFE”, cujo saldo de investimentos chegou a R$ 15 milhões e 500 mil em 2004.

Quem apertou o botão do esquema foi a Folha de S Paulo.

Apadrinhado do Senador

Extratos, autorizações para compra de ações no exterior e relatórios bancários dos investimentos, num total de cem folhas, entre originais e cópias, relacionam todas as operações ao ex-assessor do Senado Francisco Sampaio de Carvalho.

Coordenador do programa de modernização do Senado no biênio 95-96, ele trabalhou na liderança do PMDB quando o senador Renan Calheiros (AL) era o líder.

Em 2005, foi levado por Renan Calheiros para atuar na consultoria do então presidente do Senado.

Dos papéis, cinco foram recebidos em maio de 2005 pelo fax da Consultoria de Coordenação Técnica e Relações Institucionais da presidência do Senado, onde Carvalho trabalhava.

Envolvido se demitiu

Em meio à apuração da reportagem da Folha de S Paulo, que denuncia o caso, Carvalho pediu demissão no dia 16 de março (a Folha recebera os papéis três dias antes).

Alegou “motivos de ordem pessoal” para abandonar um cargo que lhe rendia um salário de R$ 17 mil.

Carvalho negou a autoria das assinaturas nos papéis e negou ter mantido, transferido recursos ou adquirido ações no exterior.

O Exército deu um gás no debate...

Um relatório reservado do Exército ao Senado fez o pedido na semana passada, e o Congresso teve o bom senso de começar a investigar como o Brasil compra gás da Bolívia.

Tanto que a nacionalização do gás boliviano e seus impactos no Brasil será discutida na próxima quarta-feira, a partir das 10 horas, em reunião conjunta das comissões da Câmara de Minas e Energia, Fiscalização Financeira e Controle, Relações Exteriores e Amazônia.

Foram convidados para o debate os ministros da Casa Civil, Dilma Russeff, das Relações Exteriores, Celso Amorim, do Desenvolvimento indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, das Minas e Energia, Silas Rondeau, o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

Índio quer aumento...

O presidente Lula leva mais uma flechada do índio... Em vez de 45%, será de 52,6% o aumento no preço do gás boliviano fornecido ao Brasil.

Foi o que anunciou o generoso presidente da Bolívia, Evo Morales.

O cacique quer adicionar US$ 2 aos US$ 3,80 que a Petrobras paga hoje por mil metros cúbicos de gás.

Com US$ 1,7 do transporte, o milhar de metros cúbicos saltaria para US$ 7,5 pela nova reivindicação do presidente boliviano.

Lula pediu penico

Exclusivo – O Agente 171 do Alerta Total, que adora pegar uma carona no aerolula, descobriu que o Presidente Lula pediu, encarecidamente, ao colega boliviano que não aumentasse o gás antes de 180 dias.

Na reunião da semana passada com Hugo Chávez, Néstor Kirchner e Morales, o humilde Lula pediu que o aumento do gás fosse segurado, sob o seguinte argumento:

Estou em campanha eleitoral”...

Ou seja, depois de vencer a reeleição, Lula vem com todo gás para liberar os aumentos que vão comprometer os custos da indústria e detonar os consumidores residenciais e motoristas que abastecem com GNV.

Pressões internas

O índio prometeu cumprir a palavra, segurando os preços nos próximos três meses...

Mas, parece, já está mudando de idéia, por pressões internas na Bolívia...

Evo Morales faz a conta de que o acréscimo de US$ 1 por mil metros cúbicos de gás resultará em US$ 300 milhões por ano para os cofres públicos boliviano.

Com o aumento de US$ 2, a receita adicional de US$ 600 milhões permitiria a eliminação do déficit fiscal boliviano.

Conselheiro da tribo do Foro de São Paulo

O índio Morales deve estar seguindo os conselhos de seu “cacique” Hugo Chávez.

O presidente da Venezuela anunciou em seu programa semanal de rádio que criará mais um tributo sobre a extração de petróleo no país, além de elevar as taxas já existentes.

"As empresas que estão extraindo petróleo na Venezuela estão ganhando muito dinheiro".

Chávez espera obter receita extra de US$ 1 bilhão por ano.

Negociações desgastantes

O Brasil importa da Bolívia 26 milhões de metros cúbicos por dia.

Amanhã, uma missão da Petrobras viajará a La Paz para negociar o novo preço do gás.

Oficialmente, a estatal manifesta-se contrária a qualquer reajuste e ameaça recorrer a cortes internacionais para manter os dispositivos contratuais.

Petrobrás inventando

A Petrobras anuncia hoje a construção de plantas de regaseificação que tornem viável a importação de Gás Natural Líquido (GNL), para reduzir a dependência do fornecimento da Bolívia, hoje em 51% do gás consumido no País.

O diretor de Gás e Novos Negócios da Petrobras, Ildo Sauer, informou que a estatal estuda duas plantas do gênero, uma no Nordeste, com capacidade para 6 milhões de metros cúbicos/dia, e outra no Sudeste, para 14 milhões.

Os 20 milhões de metros cúbicos/dia estariam muito próximos ao consumido nas termelétricas em operação no país e nas refinarias da Petrobras.

Mais prejuízos?

A Petrobrás não fez projeção de custo das duas plantas, alegando que os estudos são preliminares.

O GNL custa mais caro que o gás vindo da Bolívia.

No mercado spot, os preços oscilam entre US$ 8 e US$ 10 o milhar de metros cúbicos.

Greve infantil

Fazendo greve de fome tomando soro, que é mais uma inovação em termos de protesto político, Antony Garotinho foi avisado que tem grandes chances de acabar expulso do PMDB

Com 5 quilos e 700 gramas menos pesado do que quando iniciou sua greve de fome, sete dias antes, o pré-candidato do PMDB à Presidência da República se considera fortalecido politicamente.

Garotinho conclamou "os companheiros do PMDB" a irem à convenção do partido, no dia 13 de maio, lutarem pela candidatura própria.

Última cartada

Como Garotinho sabe que já perdeu a indicação do PMDB - partido que deve mesmo se aliar a Lula -, sua assessoria estuda uma manobra jurídica para que ele possa se candidatar ao senado, pelo Rio de Janeiro, embora decisão do TSE não permita, porque a mulher dele não deixou o cargo de governadora em tempo habilmente legal.

Mas Garotinho também sabe que corre o risco de ter sua inelegibilidade confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral, na condenação por abuso do poder político e econômico na campanha para a Prefeitura de Campos dos Goytacazes.

Por isso, só resta a Garotinho jogar para a platéia, e salvar o eleitorado que ainda lhe é fiel.

Derrota da Marta

A vantagem do senador Aloizio Mercadante no interior do Estado deve confirmar hoje a vitória do petista nas prévias realizadas ontem contra a ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy, na definição do candidato do PT ao governo de São Paulo.

O resultado oficial será divulgado no final da tarde, com a presença dos dois pré-candidatos na sede estadual do partido.

A vantagem de Mercadante sobre Marta deve ser de aproximadamente 2.000 votos. Mercadante, apoiado pelo Planalto, venceu a votação em 18 das 19 macrorregiões do Estado.

A única derrota de Mercadante foi na capital, por 8.321 votos a 16.609.

Torçida Brasileira

Mensagem pichada em um muro, abaixo de uma bandeira brasileira mal pintada:

"RUMUAL ÉKISSA"

Se a pichação tivesse ocorrido em Brasília, ao menos poderíamos pedir o impedimento do autor do crime por responsabilidade pelo "mal uzu da lígua portugueza"...

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:

jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Jornalismo inteligente passou bem longe daqui...acusar o ETA pela falta de política de segurança é totalmente equivocado, o que aconteceu tem nome, ou melhor nomes, Sr. Alckmin, Furukawa, Saulo, e evidentemente o Congresso e o sistema judiciário nacional, sem esquecer do Governo Federal, acho bom você inventar notícias sem relacionar o ETA, que pelo jeito você não conhece e nem sabe do que se trata!

Anônimo disse...

Chamar Evo Morales de "índio" como vc o faz é uma forma racista de menosprezo pessoal be politicamente incorreto mesmo para um direitista como vc. Faço votos que alguma instituição o processe. Sugiro que vc leia algum manual de redação para exercer o lixo que vc escreve.

Anônimo disse...

Very nice site! » »

Anônimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! Etherfast cablebuy ionamin Concerta facts bextra cheap Platinum air charter Digital print world 2005 welcome ringtones guide loss product weight neurontin withdrawal Dodge charger and srt 8 and reviews reverse phone book Ford 302 high output Allerderm skin care products designer handbags Engine optimization ranking search wisconsin dresses for less http://www.1971pontiactransam.info Cadillac bluetooth