segunda-feira, 21 de maio de 2007

Políticos se apavoram com a lista negra da “navalha”, e Dilma quer cortar a cabeça do ministro Rondeau

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
No Ar às 9h 55min

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão - 2ª Edição

Pelo menos um ministro do governo Lula deverá ter o pescoço cortado pela navalha da Polícia Federal, afiada pela Casa Civil. Silas Rondeau, das Minas e Energia, ligadíssimo ao senador governista José Sarney. O relatório da Polícia Federal enviado ao Supremo Tribunal Federal deixa claro que o ministro cometeu crime de corrupção passiva. Rondeau teria recebido R$ 100 mil reais da empreiteira Gautama, no dia 13 de março. A contrapartida da propina seria a liberação de obras para o programa “Luz para Todos”, no Piauí. O ministro deve jogar a toalha hoje, por pressão dos petistas. Os apadrinhados do Senador Sarney no governo correm perigo de exoneração.

O interesse direto dos petistas em cortar o pescoço de Silas Rondeau vem de sua antecessora na pasta das Minas e Energia. A atual poderosa Chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, quer tirar da jogada todo o esquema da construtora Gautama. A empreiteira integrava um dos consórcios interessados em disputar as licitações das usinas do Rio Madeira (Jirau e Santo Antônio), uma das obras que mais interessam ao Palácio do Planalto, dentro do imaginário Plano de Aceleração do Crescimento (o famoso conto do PAC). A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estimava que a obra mexeria com R$ 25 bilhões.

O consórcio formado pela Gautama conta com a participação da PLP Consultoria e Noronha Advogados, Impsa, empresa argentina de equipamentos, o conglomerado chinês CTIC, Schahin e Alusa. As investigações da Operação Navalha confirmam que a Gautama contava com importante intermediário dentro do Ministério de Minas e Energia (MME) para atuar em seu favor nos processos de concorrência e liberação de recursos. Preso pela Polícia Federal, Ivo Almeida Costa, já havia trabalhado na Eletronorte antes de se tornar assessor do MME. O suspeito possuía grande experiência no setor energético, especialmente na região amazônica.

A segunda-feira é de pânico no Congresso! A Polícia Federal passa hoje uma navalha na lista de políticos apreendida na contabilidade da construtora Gautama, em Salvador e São Paulo. Pelo menos dois senadores do PMDB temem sair feridos nas investigações. Na Câmara, o número de envolvidos é muito maior. A PF comprovou que a quadrilha gastou pelo menos R$ 2 milhões e 100 mil reais para corromper 32 agentes públicos, com propinas ou presentinhos. O esquema de fraude em licitações e desvio de recursos destinados a obras públicas, no final do governo FHC e ao longo do governo Lula, foi denunciado pela Polícia Federal na quinta-feira passada.

Vôo da Morte

A PF encontrou o nome do senador Delcídio Amaral (PT-MS) na listinha da Gautama.

O santo nome de Delcídio aparece ao lado de um valor (R$ 24 mil), seguido da descrição da despesa “aluguel de jatinho”.

Os investigadores da PF não sabem ainda se citação está ou não relacionada a alguma atividade ilícita.

Desculpa fatal

O senador argumenta que, no dia 4 de abril, precisou alugar um avião para ir ao enterro do sogro em Barretos (SP).

Como não tinha dinheiro, pediu a um amigo, Luiz Gonzaga Salomon, que por sua vez pediu ajuda ao dono da Gautama, Zuleido Soares Veras.

Azar ou sorte de Delcídio é que, até agora, a companhia de táxi aéreo não teria recebido a conta.

Depoimentos eletrizantes

O Superior Tribunal de Justiça começa a ouvir hoje os depoimentos dos acusados de envolvimento na Operação Navalha.

O primeiro a depor, a partir das 8h, será o conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, Flávio Conceição Oliveira Neto, cuja prisão temporária foi suspensa na sexta-feira pela ministra Eliana Calmon, do STJ.

Oliveira Neto, que estaria em tratamento médico, é acusado de receber vantagens indevidas para intermediar o contato do empreiteiro Zuleido Soares Veras, apontado como chefe do esquema, com o governo de Sergipe, na época em que ocupava a chefia da Casa Civil.

Delação premiada

A Polícia Federal e o Ministério Público vão oferecer o benefício da delação premiada, com redução de pena, ao empresário Zuleido Soares Veras, dono da construtora Gautama.

Tudo em troca de informações que ajudem a desvendar a rede de corrupção investigada pela Operação Navalha.

A Controladoria-Geral da União (CGU) começou a mapear quem foram os parlamentares que fizeram emendas ao Orçamento que beneficiaram obras sob responsabilidade da Gautama.

Governadores enrolados

O inquérito criminal da Operação Navalha da Polícia Federal cita o suposto envolvimento do governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), no esquema de fraude a licitações e obras públicas.

Nas conversas, o presidente do Senado, Renan Calheiros, é citado por colaborar com a empreiteira.

Segundo gravações telefônicas da PF, ele teria autorizado a execução de uma obra pela construtora Gautama, logo após um encontro com o dono da empresa, Zuleido Veras, apontado como o chefe da organização criminosa.

Também aparece nas investigações o nome do ex-governador de Sergipe João Alves Filho (DEM), cujo filho, João Alves Neto, está preso.

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, diz que ele tinha conhecimento da suposta atuação irregular do filho.

Imagens fatais

As imagens usadas pela Polícia Federal no inquérito mostram uma funcionária da Gautama, Fátima Palmeira, entrando no ministério pelo elevador privativo no dia 13 de março deste ano.

Diretora financeira da Gautama, ela carrega um envelope de cor parda, no qual a PF acredita que estavam R$ 100 mil.

Fátima se dirige até o andar do gabinete de Silas Rondeau.

Lá, encontra-se com o assessor do ministro Ivo Almeida Costa, preso na Operação Navalha.

Meia hora depois, as imagens registram a saída de Fátima e de Ivo do gabinete.

Mas quem está de posse do envelope é o assessor do ministro.

Ele volta ao gabinete, e depois sai sem o envelope pardo.

Auto-navalhada

A Operação Navalha cortou também na própria carne.

O vice-diretor da PF, Zulmar Pimentel, é acusado de vazar investigações contra outros delegados.

Pânico no Tribunal

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou na noite de ontem o pedido de habeas corpus do ex-governador do Maranhão José Reinaldo Carneiro Tavares e do presidente do Banco Regional de Brasília, Roberto Figueiredo Guimarães, que também é consultor financeiro do Maranhão.

Os dois haviam sido presos por suspeita de envolvimento no esquema de desvio de dinheiro público desmantelado pela Operação Navalha.

Já Alexandre Maia Lago e Francisco de Paulo Lima Júnior, sobrinhos do governador do Maranhão, Jackson Lago, e Jair Pessine, ex-secretário municipal de Sinop (MT), tiveram o pedido negado.

No final de semana, os advogados de 21 presos protocolaram pedidos de liberdade.

Foram 19 habeas corpus e quatro tentativas de extensão da liminar que revogou a prisão preventiva de Ulisses Martins de Souza, ex-procurador do Maranhão.

Confira a listinha dos 46 presos (e já quase soltos) na Operação Navalha:

1. Zuleido Soares Veras: dono da Gautama
2. Rodolpho de Albuquerque Soares de Veras: filho de Zuleido
3. Maria de Fátima Palmeira: diretora comercial da Gautama
4. Flávio Henrique Abdelnur Candelot: empregado Gautama
5. Abelardo Sampaio Lopes Filho: engenheiro e diretor da Gautama
6. Bolivar Ribeiro Saback: empregado-lobista da Gautama
7. Rosevaldo Pereira Melo: lobista da Gautama
8. Tereza Freire Lima: funcionária da Gautama
9. Florencio Brito Vieira: empregado da Gautama
10. Gil Jacó Carvalho Santos: diretor-financeiro Gautama
11. Jorge E. Dos S. Barreto: engenheiro da Gautama
12. Vicente Vasconcelos Coni: diretor da Gautama no Maranhão
13. Dimas Soares de Veras: irmão de Zuleido e empregado da Gautama
14. Henrique Garcia de Araújo: administra uma fazenda do grupo Gautama
15. Ricardo Magalhães da Silva: empregado da Gautama
16. João Manoel Soares Barros: empregado da Gautama
17. Flávio Conceição De Oliveira Neto: ex-chefe da Casa Civil do governo João Alves Filho e atual Conselheiro do Tribunal de Contas Estadual
18. João Alves Neto: filho do ex-governador João Alves Filho (SE)
19. José Edson Vasconcelos Fontenelle: empresário
20. Alexandre de Maia Lago: sobrinho do governador do Maranhão
21. Francisco de Paula Lima Júnior: sobrinho do governador do Maranhão
22. Jair Pessine: ex-secretário municipal de Sinop (MT)
23. Ernani Soares Gomes Filho: servidor do Planejamento cedido à Câmara Dos Deputados
24. Roberto Figueiredo Guimarães: consultor financeiro do Maranhão
25. Ivo Almeida Costa: assessor especial do gabinete do Ministério de Minas e Energia
26. Jorge Targa Juni: presidente da Companhia Energética do Piau í
27. Iran César De Araújo Filho: Secretário de Obras de Camaçari (BA)
28. Edílio Pereira Neto: assessor de Iran César de Araújo Filho
29. Everaldo José De Siqueira Alves: subsecretário de Iran César de Araújo Filho
30. Luiz Carlos Caetano: prefeito de Camaçari (BA)
31. Adeilson Teixeira Bezerra: secretário de Infra-Estrutura de Alagoas
32. Denisson de Luna Tenório: subsecretário de Infra-Estrutura de Alagoas
33. José Vieira Crispim: diretor de Obras da Secretaria de Infra-Estrutura de Alagoas
34. Eneas De Alencastro Neto: representante do governo de Alagoas em Brasília
35. Marcio Fidelson Menezes Gome: diretor do Detran e ex-secretário de Infra-Estrutura de Alagoas
36. José Reinaldo Tavares: ex-governador do Maranhão
37. Nilson Aparecido Leitão: prefeito de Sinop (MT)
38. Ney Barros Bello: secretário de Infra-Estrutura do Maranhão
39. Sebastião José Pinheiro Franco: fiscal de obras do Maranhão
40. José De Ribamar Ribeiro Hortegal: servidor da secretaria de Infra-Estrutura do Maranhão 41. Flávio José Pin: superintendente de Produtos de Repasse da Caixa Econômica Federal
42. Pedro Passos Júnior: deputado distrital
43. Humberto Rios de Oliveira: empregado da Gautama
44. Geraldo Magela Fernandes da Rocha: assessor do ex-governador José Reinaldo Tavares
45. Sérgio Luiz Pompeu Sá: não é servidor do Ministério de Minas e Energia, apesar de aparecer dessa forma para a PF
46. José Ivan De Carvalho Paixão: ex-deputado federal

Obra importantíssima

Apesar de ter o mesmo número de deputados há 19 anos, a Câmara dos Deputados vai construir o seu quinto anexo, ao custo da bagatela de R$ 108 milhões de reais.

A intenção é acomodar o crescente número de funcionários.

A obra de 40.775 metros quadrados, com 108 gabinetes e garagem para mais de 1.200 carros.

Só falta apelar a Bento 16!

Após 13 anos de luta para receber diferenças salariais em atraso, 2500 servidores da prefeitura de Santo André, no ABC paulista, enviaram uma denúncia à OEA (Organização dos Estados Americanos).

A reclamação ocorreu em setembro de 2006, por violação dos direitos humanos dos credores de precatórios alimentares do município.

A dívida da prefeitura de Santo André é resultante da Lei Municipal 6.504/89, de autoria do falecido, mas politicamente insepulto, prefeito Celso Daniel.

O próprio contestou o pagamento, mas a Prefeitura perdeu na Justiça.

A lei prevê um reajuste salarial de 25%, no período de março/1989 a outubro/1996, e tem de ser paga.

Soltinha

A bela Viviane Araújo não é mais casada com o cantor Belo - condenado a oito anos de prisão por associação ao tráfico e tráfico de drogas.

Durante o tempo em que Belo esteve preso, Viviane demonstrou muita dedicação ao marido, em visitas constantes na cadeia.

Apesar de o casamento ter terminado, Viviane ainda torce para que o ex-marido consiga a liberdade.

Eu sei que ele não mereceu nada disso. Foi uma injustiça o que fizeram com ele. Torço como ser humano”.

Belo teria trocado a bela Vivi pela dançarina Gracyanne Barbosa, do grupo Tchakabum.

Salvem o Cordão da Bola Preta

O mais antigo bloco de rua do Carnaval carioca deve mesmo perder sua sede, na Avenida Treze de Maio, nº 13, 3º andar, no Centro da cidade - já arrematada pelo condomínio do Edifício Municipal num leilão em fevereiro.

A campanha pela salvação do Bola surge de maneira espontânea com apelos à mídia e autoridades, através de cartas e da internet.

Tem solução

O Bola Preta tem cerca de R$ 2 milhões em bens.

Só o prédio de sua sede da Treze de Maio, tem 34 salas, 21 das quais correspondendo ao salão social.

Na Treze de Maio, 23, têm quatro salas alugadas à Prefeitura do Rio.

Tem ainda uma sede campestre em Petrópolis, em área de 10 mil metros quadrados, com 14 suítes.

100 anos da Dercy

Dia 23 de junho a pequena cidade de Santa Maria Madalena, no interior do Rio de Janeiro, vai promover uma semana de comemorações dos 100 anos da filha mais ilustre do local: Dercy Gonçalves.

Durante os sete dias serão exibidos filmes, realizados bailes, feiras e até show.

Dercy vai cortar o bolo, inaugurar a pedra fundamental do seu Centro Cultural e entregar ao governador Sérgio Cabral o diploma de Amigo do Museu Dercy Gonçalves.

Em São Paulo, o Jockey Club também prepara uma festança para os 100 anos de Dercy.

Recado para Deus

Dercy está com viagem marcada para os EUA, onde fará quatro talk-shows e acaba de lançar o DVD “Dercy 100 Anos”.

Dercy tem uma frase em que questiona a fama e dá uma cutucada até em Deus:

Amanhã tudo acaba, a fama é uma epidemia. Nem Deus é famoso, eu não acredito nele. Acredito mais na natureza do que nele. Deus é um título que arranjaram para você se comunicar”.

Mil vermelho e preto

Finalmente, Romário fez seu Gol 1000.

Foi de pênalti contra um time rubro-negro.

Azar dele que foi o Sport Recife, e não o Flamengo, a tomar o milésimo.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

6 comentários:

EM NOME DO POVO BRASILEIRO! disse...

NÓS OS BRASILEIROS DE BEM DESSE DESGRAÇADO PAÍS, EXIGIMOS O IMPEACHMENT IMEDIATO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA.


FORA QUADRILHA

O BRASIL NÃO PERTENCE AO PT!!!

Anônimo disse...

O PIOR É QUE TODOS ELES SERÃO LIBERTADOS, INOCENTADOS E VOLTARÃO A VIDA CRIMINOSA.

TODOS ENRIQUECENDO CADA VEZ MAIS COM O DINHEIRO PÚBLICO.

TUDO ISSO, GRAÇAS AO AVAL DO JUDICIÁRIO TÃO CORRUPTO QUANTO ELES.

TODOS AQUELES QUE ESTÃO DE ALGUMA FORMA LIGADOS COM O DESGOVERNO MAFIOSO DE LULA, DEVERIAM ESTAR TRANCAFIADOS EM PRISÃO DE SEGURANÇA MÁXIMA!!!

MAS TUDO ACABARÁ EM PIZZA!!!!!!

.NOVA BASTILHA!!! disse...

O Congresso e o governo do Lula exalam a podridão proveniente de suas entranhas.

O crime organizado se instalou dentro do parlamento e lá atua de maneira prepotente e desafiadora,protegido por leis arcaicas e juizes tão corruptos quanto elles.

O governo Lula é considerado o mais corrupto da história deste País e assim mesmo foi reeleito pela grande maioria acéfala e ignorante, dando-lhe desta forma carta branca para o ilícito.

A base do governo está infiltrada por marginais, criminosos da pior espécie. Milhões são desviados, enquanto desassistidos aguardam nas filas de hospitais públicos mal aparelhados.

A segurança pública é uma tragédia diária. A educação fundamental é de má qualidade, formando analfabetos funcionais.

Deputados e senadores comprovadamente corruptos são absolvidos vergonhosamente por seu pares.

O Procurador Geral da República ofereceu denúncia ao STF que até agora não julgou nenhum desses políticos.

Há mais de vinte anos que o supremo não condena sequer um parlamentar por corrupção.
Um sistema judiciário inepto, lento em suas decisões faz com que esses crimes prescrevam e normalmente o fazem dentro da lentidão e ineficácia do STF.


É chegada a hora da sociedade exigir uma operação mãos limpas.

O gangsterismo tem que ser severamente combatido, nem que para isso tenha que se mudar a constituição.

É CHEGADA A HORA DO IMPEACHMENT DO LULA, OU ESTAREMOS TODOS CONDENADOS
Á FOME MISÉRIA E ABSOLUTA SERVIDÃO À QUADRILHA QUE ADONOU-SE DO BRASIL.


BASTAS!

BRASILEIROS, VAMOS ÀS RUAS FAZER VALER A CONSTITUIÇÃO FEDERAL,
O FUTURO É AGORA !!!!

CHEGA! BASTA! disse...

Luiz Inácio da Silva, "el grand capo" do PAC:

Programa de Aceleração da Corrupção

21 de maio de 2007

Presidente e vice: não saiam pelos
fundos, desçam a rampa.





A Polícia Federal da República Federativa do Brasil apresentamos nossos cumprimentos pela coragem moral e funcional de revelar a Operação Navalha, tornando público o escândalo da Construtora Gautama, uma das ligações perigosas do Gabinete da Presidência da República, aduladora da ministra-chefe do Gabinete Civil e do ex-ministro, hoje governador da Bahia, Jacques Wagner.


Se os conhecimentos disponíveis em órgãos fazendários e de inteligência do exterior chegassem aos ouvidos da Suprema Corte de Justiça do país, os magistrados entenderiam que o Brasil está fora dos trilhos com o Governo Luiz Inácio da Silva. Acrescidos do arsenal de informações da mídia e de órgãos oficiais, o Governo sofreria saneador processo com sua destituição.



Gabinete presidencial é o centro do
controle de distribuição de 600 bi-
lhões de reais para o Programa de
Aceleração da Coisa...
Vergonhosas fortunas às custas do suor do povo contribuinte e de tributos sangrados de negociatas, ajustes de facilidades com empreiteiros, banqueiros e políticos, foram transformadas em dólares, euros e ouro, aplicadas ou depositadas em paraísos fiscais.


O PAC é uma infeliz e melancólica sigla predestinada a ser bandeira maldita da corrupção, que hoje tem o seu patrono como aliciador do lixo político da Pátria, enfeixado em 11 partidos da subserviência, com uma oposição anêmica que descaracteriza a democracia.


Do Observatório de Inteligência
Por Orion Alencastro

Anônimo disse...

Enquanto não fechar a câmera dos deputados e a câmera dos vereadores neste sistema em que vivemos politicamente não vai melhorar em nada, temos que mudar para outra forma política com um outro sistema menos corrupto!

ricardo antonio filgueiras

Anônimo disse...

Hallo.
Ich mochte mit Ihrer Website www.alertatotal.net Links tauschen