domingo, 4 de novembro de 2007

O Grande Circo Brasil

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Márcio Accioly

Diante dos constantes atrasos e cancelamentos de vôos, a ninguém mais irá surpreender se o ministro Nelson Jobim (Defesa), surgir de repente num dia qualquer, montando fogoso alazão e fantasiado de Zorro para inspecionar pistas e torres de controles dos aeroportos.

A indumentária parcial do Corpo de Bombeiros bem como a farda de general quatro estrelas não foram suficientes para impor o tipo de ordem desejada por sua excelência, num País que vive da aparência e do blablablá e onde o comportamento das autoridades é de flagrante nulidade.

A existência, já se diz, em mal-comparando, é como caleidoscópio de infinitas alternativas, abrindo caminhos e oportunidades que deixa embasbacado o mais renitente dos incréus. Que seria de todos nós, pobres mortais, não fosse o papa e o “bispo” Edir Macedo interpretando os desígnios do “Criador”?

O problema é que, enquanto quem acredita espera as mordomias do Céu (torcendo para que atrase em muito a hora da partida), aqui embaixo a vida se torna um inferno. No país da galhofa e da devassidão crônica os dias se apresentam mais e mais insuportáveis. Nada funciona.

Para que aconteça aquilo que dentro de uma sociedade se classifica de “progresso”, deve-se seguir determinado procedimento, estabelecendo-se referências. E quais são os pontos de referência no nosso País?

É certo que nada é estático: um grego chamado Heráclito de Éfeso (540 a.C.-470 a.C.), segundo consta, foi o primeiro a dizer isso. As coisas “estão em movimento como um fluxo perpétuo”. Significa que o “sim” de hoje pode ser “não” amanhã e vice-versa.

As sociedades mudam seus valores. Há até bem poucos anos, nas cidades do nosso País, uma mulher desquitada era apontada na rua como ovelha negra e olhada de soslaio por entre frestas de janelas.

Veja-se o tabu com relação à virgindade, preconceito que a Rede Globo de forma inegável e positiva ajudou a derrubar, na atuação decidida em que levou o País do extremo conservadorismo à condição de verdadeiro bordel.

De maneira que para se ter alguma coisa que funcione, acumulando-se resultados dentro de escala que permita o mínimo de crescimento (numa abordagem humana), faz-se necessária a utilização de regras básicas.

A natureza, na realidade, é quem põe e impõe sua própria ordem, não há como exercer controle sobre suas forças. O homem cria espécie de universo à parte, na estruturação da organização social, só isso. Se ele fugir às regras estabelecidas, ver-se-á na desordem.

E é aí é que reside o perigo. No nosso país, nada do estabelecido é cumprido. O Executivo está cheio de contraventores, parte do Judiciário produz a venda de sentenças no varejo e o Legislativo dispensa maior análise.

Em face do desarranjo, só resta criar fatos com estardalhaço, como método no desvio das atenções daquilo que interessa. Busca-se aliviar crescente e palpável tensão. O dia-a-dia do brasileiro parece alcançar fase das mais delicadas: a da total impaciência. Daí, até os atos disparatados, é questão de impulso.

Ainda bem que a Rede Globo já começou a escalar o time de futebol que deverá jogar na Copa de 2014, ao apresentar reportagem no JN da sexta-feira (02), mostrando filhos, sobrinhos, netos e correlatos de jogadores famosos.

Que crise que nada, o brasileiro aceita tudo calado. A palhaçada é generalizada neste imenso circo.

Márcio Accioly é Jornalista.

Um comentário:

rico_fil disse...

Eles, os políticos brincam e dançam, pois sabe que muitos no final irão votar no circulo dessa política podre elegendo pelo mesmo sistema em que vivemos todos nós, sabe porque, porque muitos não dão o valor necessário ao VOTO, muitos ainda adormecem e outros temem o futuro e se contentam com as migalhas que caem da mesa chamada Brasil.

Jesus disse as multidões que vos acompanhava por onde ele passava.
O meu povo padece por lhe faltar conhecimento.

A ESCOLHA É NOSSA !
Clik e leia, veja os caminhos o do simples mais livre e mais Democrático basta querermos.
http://prod.midiaindependente.org/pt/blue/2007/11/401428.shtml
Ou o complicado.Comunismo boliviano que se propaga na América. Não deixem que implantem o comunismo pois, todos eu digo todos perderemos ate o mais simples homem perdera a liberdade, os caminhos a vista que se propagam na revolução democrática ou revolução comunista.
http://assembleiabolivariananacional2007.blogspot.com