quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Uma explosão programada

Edição de Artigos de Quinta-feira do Alerta Total http://aledrtatotal.blogspot.com

Por Márcio Accioly

Farda de general (ou indumentária do Corpo de Bombeiros) provou não ser suficiente para o ministro Nelson Jobim (Defesa), dar um basta na desmoralização que abarca o país da galhofa, pois é patente a consciência de generalizado desmando.

Não se consegue entender como o Brasil ainda funciona; a razão de suas estruturas permanecerem de pé, depois de constatada a presença de quadrilhas impunes que saqueiam o Estado a bel-prazer e a ausência de qualquer padrão que sirva de referência às instituições. Afinal, onde fica o ponto de chegada do rumo tomado?

Um dia depois da divulgação de fraudes na Saúde, totalizando alguma coisa em torno de 613 milhões de reais, tivemos a denúncia de que a empresa aérea BRA (que suspendeu suas atividades), colocava em risco a vida dos passageiros, utilizando aeronaves com graves problemas de manutenção.

Segundo imputação de crime, confirmada pelo Sindicato Municipal dos Aeroviários do Rio de Janeiro (Simarj), “foi muita sorte não ter acontecido um desastre nas proporções do ocorrido em Congonhas (SP), pois os aviões da BRA voavam em situação precária”.

Sem contar que o apagão aéreo continua apesar da atividade circense do ministro Jobim. A Anac é um caos onde ninguém se entende nem revela entender de aviação. Sem contar, também, que a BRA vendeu bilhetes aéreos que vão até o mês de março do próximo ano e não dispõe de recursos financeiros para devolver os valores recebidos.

Já os que se arriscarem a seguir pelas estradas, não terão boas notícias: a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), depois de inspecionar as rodovias brasileiras por 40 dias, constatou que quase 74% têm “asfalto precário, desnível de pista ou sinalização deficiente”.

O Brasil está em absoluto primeiro lugar no registro mundial de mortes por acidentes de trânsito. O número de mortos e/ou mutilados nas estradas nacionais já causa prejuízo alarmante à economia. São 18 os que perdem a vida diariamente só em acidentes com motos.

São Paulo é o estado que oferece as melhores rodovias, mantidas por empresas privadas com preços de pedágio proibitivos. O proprietário de veículo paga imposto e também multas de trânsito, mas não recebe contrapartida do Estado que soçobra num mar invencível de corrupção.

Trata-se de verdadeiro milagre, o fato de o Brasil funcionar! No circo da vida política nacional, as denúncias de desvios e malversação de fundos jorram em profusão, mas contam-se nos dedos os condenados obrigados a cumprir pena prisional.

De acordo com a Controladoria Geral da União (CGU), os recursos federais aplicados de forma irregular no sistema de Saúde, “alcança, desde o ano de 2003”, a impressionante cifra de 613 milhões de reais.

Um total de 513 milhões e 200 mil reais foi drenado no ralo da corrupção e da má aplicação, “de janeiro de 2003 a julho de 2007”. E o presidente Dom Luiz Inácio (PT-SP), que certamente não tem visitado as salas de emergência dos hospitais, afirmou recentemente que “o sistema de Saúde no nosso país está a um passo da perfeição”.

A verdade é que o brasileiro tornou-se escravo do capital financeiro mundial, produzindo riquezas que são escoadas através de juros extorsivos de dívidas (interna e externa), sem nenhuma perspectiva de reversão do cruel cenário.

Ninguém demonstra preocupação ou interesse em mudar o atual modelo. Mas o tic tac da bomba armada começa a elevar o som e já alerta ouvidos mais sensíveis.

Márcio Accioly é Jornalista.

Um comentário:

Anônimo disse...

Saudações.

Ótimo seu artigo.
Bem escrito e patriótico.

Entretanto como estou no mesmo barco, .....
..... lembro que estamos sendo vítimas de nossa integridade moral,
responsabilidade como cidadão
e
defensores ferrenhos da Pátria.


Está nos faltando uma percepção “sem paixões”, uma análise “fria e realista”.

NADA POLITICAMENTE CORRETO !!!

Acredito que para nós, está faltando um olhar realista, como se fosse alguém que chegando de marte depois de 50 anos ausente da terra, olhasse para o que chamamos de Brasil.

O que esse turista veria ?

Bem ....
O chão continua o mesmo:
São 8,5 milhões de quilômetros quadrados de terra.
O mar também continua lá e até foi acrescido de algumas “milhas” reconhecidos pela ONU, totalizando 12,7 milhões de quilômetros quadrados.

ENTRETANTO .....
...... O POVO MUDOU SIGNIFICATIVAMENTE:

Em 1950 eram residentes 51.941.767 pessoas.
Sim, 51.941.767 pessoas que “viviam como Brasileiros, dentro de parâmetros simples, em que um mínimo de dignidade humana era preservada”.

Naquele tempo....
Xingar a “mãe”, chamar de “viado” era questão de briga em todo TERRITÓRIO NACIONAL.
“Afro” eram pessoas nascidas na África.

Havia “HONRADEZ DE CARÁTER” e “BRASILIDADE”.

Desde 1970, quando os brasileiros eram "90 milhões em ação" (ou, mais exatamente, 93.139.037, segundo o Censo daquele ano) a população do País cresceu 82%.

Na segunda metade do século a população mais que triplicou.

Em 2000, já eram residentes 169.590.693 pessoas.

Gostando ou não, o aumento galopante da população não seguiu o aumento das necessidades em infra-estruturas, energia e principalmente educação, moral e ética. .

Faltou GOVERNO.

Dizem que quando você não assume o lugar de pai o traficante assume o seu lugar.

Bem, o País foi abandonado.
São pelo menos duas gerações perdidas.

Os pais literalmente jogaram os bebês fora e criaram as placentas.

Hoje temos um puro lixo humano que nada mais são do que selvagens nativos (mais conhecidos como brasileiros).

Só para falar nos últimos 50 anos, podemos indicar um marco histórico, pouco lembrado.

É um marco de desconstrução do País que os historiadores fogem como fogem do FORO DE SÃO PAULO.

É um período em que podemos nos referir a tempos antes e tempos depois de Ernesto Beckmann Geisel / Golbery do Couto e Silva.

Do Brasil que era dos Brasileiros, passamos a “um país de todos” ...(menos dos BRASILEIROS).

Tudo que representa NACIONALISMO ou BRASILIDADE foi retirado de cena !!!

Tudo virou num retrocesso galopante, seguindo o galopante crescimento inconseqüente (populacional ).

Como os pais(patriotas) não se preocuparam com seus filhos, os “quadrilheiros” (comunistas) tomaram conta.

Mas muita calma nesse momento !!!

Quadrilheiro é uma palavra muito forte, preferimos uma que seja mais “light” como sociopata, traficante, esquerdopata, “governo do crime organizado” etc....

....................
....................

Bem, temos agora outro marco importante ... 2014 ....
........ surpresa emocionante, “surpresa que estava prevista há um ano atrás” !!!

Estamos “bovinamente” felizes porque a copa de 2014 será no Brasil !!!

Agora só tenho olhos e ouvidos para a copa de 2014 !!!

Não posso esquecer de comprar no “camelô” uma “bandeirinha do brazil” !!!

Atenciosamente.

Manoel Vigas