quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Enxugando o gelo do caos social: Congresso Nacional perde tempo discutindo redução da maioridade penal

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O Congresso Nacional perde tempo hoje discutindo mais uma falsa questão no pretenso combate à violência: a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos de idade. Tal medida é mero enxugamento de gelo do caos social. Além de não resolver, ainda agrava o problema. Apenas servirá para mandar mais jovens delinqüentes para as “universidades do crime”. Pelo menos assim deveriam ser chamadas as superlotadas e ineficientes unidades prisionais brasileiras que só aperfeiçoam os marginais, tornando-os ainda mais violentos..

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado debate hoje a falsa questão da redução da maioridade. A proposta é que menores sejam julgados como adultos quando cometerem crimes graves. Os políticos discutem o pretenso combate tático ao crime por razões de marketing. Fazem isto três semanas após o assassinato do menino João Hélio Fernandes, de 6 anos, arrastado por bandidos — entre eles, um menor.

Agora, propõem a criação de comissão especial com 60 dias para reunir principais projetos sobre segurança. Prometem votar tudo em regime de prioridade. Mas tudo depende de mudar a Constituição. Depois de serem aprovadas no Senado, as propostas deverão ser submetidas ao mesmo processo na Câmara. Assim, na prática, vão demorar para vigorar como lei. Ou nem serão aprovadas e executadas – o que é mais provável.

Às 15h de hoje, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), conversa com os governadores Sérgio Cabral, Aécio Neves (MG), José Serra (SP) e Paulo Hartung (ES) para tentar aprovar medidas de consenso sobre a redução da maioridade penal e também mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Mas o próprio Renan é contrário à redução da maioridade penal.

Samba Profético

Outro dia o Alerta Total publicou a letra do genial e profético samba “O Dia em que o morro descer e não for carnaval”.

A autoria é de Paulo Cesar Pinheiro e Wilson das Neves.

Quem quiser ouvir a música é só acessar o podcast Alerta Total, que promete novidades para breve, no link abaixo:

http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Líderes em violência

Entre 1994 e 2004, o Rio de Janeiro perdeu a posição de liderança no ranking nacional de taxa de homicídios.

Agora, quem tem a triste posição de liderança é Pernambuco, que registrou taxa de 50,7 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

O Espírito Santo se manteve no segundo lugar, seguido do Rio de Janeiro, que agora é terceiro.

São Paulo, 10º colocado, ficaria à frente se fosse considerado o número absoluto de homicídios.

Em 2004, foram 11.216 registrados pelo Sistema de Informações de Mortalidade, base de dados usados no estudo Mapa da Violência.

Barbarie se interioriza

O Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros revela que, entre 1999 e 2004, as taxas de homicídios cresceram 5,4% por ano nas cidades do interior, contra 0,8% nas áreas metropolitanas.

Em 2004, os 556 municípios com as mais altas taxas de homicídios registraram 81,9% das mortes de jovens entre 15 e 24 anos.

Também foram palcos de 96,6% dos assassinatos ao se levar em conta a população como um todo.

Confira os lugares mais violentos do Brasil clicando no link:

http://farm1.static.flickr.com/168/405556100_9097325526_o.jpg

Bolsa Mentira

O Ministério do Desenvolvimento Social recebe hoje apenas 70% dos dados sobre freqüência escolar das crianças entre as 11 milhões e 400 mil pessoas beneficiadas com o programa Bolsa Família – que é o maior esquema de clientelismo eleitoral.

A União ignora se 4 milhões e 900 mil alunos cumprem as exigências do programa.

O próprio ministério admite que o governo federal é informado precariamente pela maior parte dos municípios brasileiros sobre a freqüência escolar e o cumprimento das exigências de saúde dos beneficiados pelo Programa Bolsa Família.

O problema é que essas são as duas contrapartidas impostas pelo programa para manter os repasses.

Fogo amigo

A taxa básica de juros da economia, a Selic, fixada em 13% ao ano, foi o tema principal da pancadaria verbal travada ontem, entre os presidentes Henrique Meirelles (do Banco Central), e Aloizio Mercadante (PT-SP), da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado..

Meirelles ironizou integrantes da chamada ala desenvolvimentista do governo.

Mercadante cutucou que a autoridade monetária perseguia uma meta de inflação secreta, inferior à aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Grosseria fina

Terminada a sessão, Meireles deu a mão para Mercadante apertar.

Mas o presidente do Banco Central ficou alguns segundos com ela no ar...

Só muito a contragosto, retorcendo seu bigodão, Mercadante fingiu que é educado e despachou seu desafeto.

Os bolcheviques do Campo Majoritário do PT querem tirar Meireles do BC a todo custo.

Conselho de quem entende de megaespeculação

As fortes quedas sofridas ontem pelas bolsas de valores mundiais - as maiores desde os ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001 - refletem o desmonte de operações em mercados de alto risco.

Os investidores bancavam essas operações tomando dinheiro barato, graças às baixas taxas de juros internacionais.

O tombo de 9,2% sofrido pela bolsa de Xangai, na China, foi o sinal de alerta para mais uma crise mundial à vista.

"É um aviso de que não podemos basear a política econômica em dados de euforia momentânea".

A interpretação é de Henrique Meirelles, presidente do Banco Central do Brasil, que já foi presidente mundial do Bank Boston.

Dinheiro sobrando?

Com as aquisições de dólares no mercado feitas ontem, as reservas internacionais brasileiras já superam US$ 100 bilhões.

Formalmente, a barreira deve ser quebrada hoje, com a liquidação - feita sempre com dois dias de atraso - das compras de dólares realizares pelo Banco Central na sexta-feira.

Na segunda-feira, o BC acumulava US$ 99,7 bilhões em reservas.

Mais grana

O Banco Central indica que ainda não deu por encerrado o programa de fortalecimento de reservas.

O acúmulo de reservas fez o País melhorar bastante seus indicadores de vulnerabilidade externa.

Só que as reservas do Brasil continuam atrás de outras economias emergentes, em especial daquelas que atingiram o grau de investimento.

Simplesmente Rosinha

A ex-governadora do Rio de Janeiro vai mesmo ser estrela de televisão.

A radialista Rosinha Garotinho começa a gravar o programa de televisão que será veiculado pela Rede Bandeirantes.

O “Simplesmente Rosinha” tem estréia programada para dia 11 ou 17 de março.

Produtos da Rosinha

Rosinha Garotinho resolveu diversificar seus negócios.

A partir de maio, vai perfumar, cuidar da pele e dos cabelos das mulheres.

Rosinha vai lançar uma linha de cosméticos com o sugestivo nome de ‘O Segredo da Rosa’.

Em princípio, serão lançados 12 produtos, sendo quatro colônias, quatro sabonetes para tratamentos de pele e quatro hidratantes.

O administrador da marca ‘Rosinha’ é o ex-governador e marido dela, Anthony Garotinho.

Sugestão do Macaco

O excelentíssimo Esculhambador Geral da República, o infame Macaco José Simão, faz um apelo ao Palhaço do Planalto:

Inventa um ministério pra Marta! Ela não é sexóloga? Ministério do Orgasmo. O Brasil quer gozar! Rarará. Ou então o Ministério do Botox! A Marta é superPT: Perua de Tailleur! E diz que o Lulalelé falou: "A Marta? Nem Morta". Rarará”.

Cuidado, macaco, a Marta vai querer te derrubar do galho...

Mulherada da CUT contra Bush

A Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS) está organizando um grande protesto para o dia 8 de março, na Avenida Paulista, contra os Estados Unidos e seu presidente, George W. Bush, durante a visita dele ao Brasil.

Além da manifestação na capital paulista, a coordenação pretende protestar em cada cidade onde estiver sendo comemorado o Dia Internacional das Mulheres.

A CUT promete “perseguir” Bush assim que ele desembarcar no País, o que deve acontecer no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica.

Provocação do Filósofo

O filósofo e jornalista Olavo de Carvalho quer mesmo comprar briga com os setores militares nacionalistas:

Ouvi dizer, de fontes variadas, que alguns militares ditos "nacionalistas" estão falando o diabo a meu respeito em grupos de discussão na internet. Como não é decente que oficiais das nossas Forças Armadas sejam covardes e maricas o bastante para fazer intrigas pelas costas da vítima, em vez de lhe falar francamente de homem para homem, forneço aqui aos interessados o meu endereço eletrônico (e-mail): olavo@olavodecarvalho.org

Olavo de Carvalho adverte: “Podem me chamar de americanófilo, de agente da CIA, de vendido ao Departamento de Estado, de comunista enrustido, do que quiserem. Essa fofocagem miserável não mudará em nada a natureza da guerra e a identidade do verdadeiro inimigo. Acabo de resumir uma coisa e a outra com a maior clareza. Do diagnóstico resulta, por pura lógica, o sentido da ação a empreender. Quem for brasileiro, que me siga. Os demais podem passar no caixa do MR-8 e embolsar sua quota do oil for food”.

O calçadão vai virar mar?

Um estudo inédito divulgado ontem no Ministério do Meio Ambiente, por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), indica que o Rio de Janeiro é o estado como o mais vulnerável ao aquecimento global no País.

Na Cidade Maravilhosa, as previsões mais sombrias são de que, até 2100, o aumento do nível do mar, que sobe 4 milímetros por ano, engolirá calçadões da orla, ameaçando tudo que estiver à beira-mar.

Segundo Sérgio Besserman, presidente do Instituto Pereira Passos (IPP), vinculado à Secretaria Municipal de Urbanismo, os efeitos de uma elevação média do litoral vão desde problemas na rede pluvial, no esgotamento sanitário e em vias próximas ao litoral a até aumento de erosão em praias como o Leblon.

Além disso, Besserman prevê que tempestades e ressacas no litoral carioca serão mais freqüentes e fortes, com conseqüências mais graves daqui a 100 anos, quando o mar estará 40 centímetros mais alto e acabará também com a faixa de areia.

Bussunda faz escola

A Prefeitura do Rio de Janeiro vai contratar estudos sobre os efeitos do aquecimento global especificamente no município.

A informação é de Sérgio Besserman, que ainda fez uma brincadeira, no melhor estilo de seu falecido irmão Bussunda:

Se continuarmos indo para onde estamos indo, vamos chegar lá”.

Mais grana oficial para a mídia televisiva

Nossos amestrados empresários de televisão ganham mais uma generosa esmolinha oficial.

O governo já abriu para as emissoras um programa de financiamento de R$ 1 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a TV digital.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, promete que as emissoras de TV vão começar a operar experimentalmente a partir de julho, em São Paulo, o tão esperado sistema digital japonês.

Em dezembro, Costa jura que as emissoras já estarão operando comercialmente.

É do Caribe

Político de fino trato é outra coisa...

Depois da maratona carnavalesca no Rio, Recife e Salvador, o governador Sérgio Cabral, junto com a mulher, Adriana Ancelmo, e amigos, foi descansar num dos recantos mais exclusivos do mundo: St. Barth - conhecida como a Montecarlo do Caribe.

Trata-se de uma ilha montanhosa de 25km, onde o único terreno plano é o do aeroporto.

O príncipe de Mônaco era um de seus apreciadores e a princesa Diana adorava a ausência dos paparazzi no local reservadíssimo.

Saliência principesca

Antes de embarcar para uma temporada de 10 meses no Iraque, comandando um regimento do Exército inglês, o Príncipe Harry enfrentará mais uma dura batalha.

Sua namoradinha, a zimbabwiana Chelsy Davy, gostou nada de saber que herdeiro do trono inglês foi flagrado massageando o seio de uma mulher na boate Boujis, em Londres.

Só que Chelsy também está na berlinda, pois passa férias no Rio de Janeiro, e jornais britânicos já especularam que ela teria até “ficado” com um brasileiro, entre um copo de cerveja ou outro que andou tomando nos bares da Zona Sul do Rio.

A plebéia, de 21 aninhos, estudante de economia, está se mudando para a Inglaterra, onde vai cursar Pós-Graduação em Política, na Bristol University, enquanto o namorado vai para o campo de batalha...

Malha, Indy

Harisson Ford, 64 anos, entrou numa dieta rigorosa para estrelar o quarto Indiana Jones.

O astro está se dedicando a uma alimentação saudável, aliada a três horas de malhação diária em uma academia de Los Angeles.

Todo para reprisar o papel do arqueólogo aventureiro.

Pelo menos é o que informa o site Female First.

Despedindo-se de Fidel

Um grupo de cubanos abandona a ilha rumo à Miami.

No meio da viagem, um dos cubanos que estava no barco, o mais velho, sofre um ataque cardíaco e faz um último desejo.

Quer uma bandeira para se despedir de sua querida Cuba.

Os outros começam a procurar em bolsas, sacolas e em todos os lugares onde pudesse estar guardada uma bandeira cubana.

Depois de algum tempo, descobriram que não havia qualquer bandeira de Cuba a bordo.

Por sorte do moribundo, uma belíssima jovem, de vinte anos, vendo o sofrimento do velho.

Ela avisou que tinha tatuada a bandeira de Cuba em seu corpo escultural, e se ofereceu para ajudar.

A mulher virou-se de costas para o moribundo, baixou as calças e mostrou sua redonda bunda com a bandeira cravejada.

O velho agarrou a moça com força e, emocionado, beijou a bandeira, enquanto gritava:

- Mi querida Cuba, me despido con recuerdos, mi vieja Havana, mi linda terra!

O velho continuou com beijos e mais beijos na maravilhosa bandeira.

Depois de um tempo, sem vontade de parar e quase desistindo de morrer, ele fez mais um apelo dramático à moça totalmente despida:

- Ahora vira de frente que quiero me despedir de Fidel!!!

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Operação abafa vai proteger poderosos que levam dinheiro no pagamento de prêmios das loterias da Caixa

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Uma grande “operação abafa” tenta proteger a quadrilha liderada por grandes políticos e empresários que usavam o sistema de pagamento de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal (CEF) para lavagem de dinheiro. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Fazenda, será obrigado a se pronunciar hoje sobre um relatório sigiloso que estaria produzindo sobre o esquema mafioso – conforme denunciou ontem o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

O esquema consistiria na troca do pagamento de bilhetes premiados. Funcionários da Caixa seriam intermediários do crime. Eles avisam os interessados em lavar dinheiro sobre ganhadores que comparecem às agências para sacar prêmios. Os criminosos depositam o valor do prêmio (dinheiro obtido em atividades criminosas, a ser lavado). O valor é sacado pelo vencedor da loteria sem que seja dada baixa no sistema. O sistema de loterias só é informado quando o fraudador faz o saque, como se fosse ele o verdadeiro ganhador.

De acordo com o senador, as fraudes, que podem chegar a R$ 32 milhões, ocorreram entre 1998 e 2006 e envolveram 75 pessoas, inclusive servidores da Caixa. Parte dos investigados responde a outros crimes como receptação, estelionato, homicídio, sonegação fiscal e contrabando. O deputado citou o caso de uma pessoa que ‘ganhou' 525 vezes na loteria, totalizando R$ 3 milhões e 800 mil reais. Mas os valores sacados, na maioria dos casos, eram pequenos. Variavam de R$ 100 mil a R$ 300 mil, para que não houvesse suspeitas. No entanto, há relatos de criminosos que chegaram a descontar 107 prêmios no mesmo dia.

A Caixa confirma a existência das fraudes no pagamento dos prêmios a uma pessoa. Mas o Banco garante cumprir rigorosamente as determinações do Coaf para combater a lavagem de dinheiro. A Caixa alega que os dados divulgados pelo senador Álvaro Dias são baseados em relatórios da própria instituição aos órgãos de investigação. Segundo a Caixa, diariamente, o Coaf recebe arquivos contendo dados de identificação de ganhadores de acordo com critérios estabelecidos pelo Conselho. As informações também são repassadas anualmente à Receita Federal.

O senador Alvaro Dias irá apresentar requerimentos ao Ministério da Fazenda, pedindo informações sobre o caso, e ao Tribunal de Contas da União (TCU), solicitando uma auditoria no sistema de pagamento de Loterias. Ainda em plenário, Dias apresentou um projeto de lei para coibir a lavagem de dinheiro.

Finalmente...

Os parlamentares desengavetaram um pedido de investigação para apurar como se dá a presença de dezenas de ONGs atuando livremente em toda a Amazônia.

Serão vasculhadas não só as entidades estrangeiras envolvidas em pesquisas e com os índios, mas também algumas ligadas a petistas.

Mas é bom lembrar que tudo pode acabar dando em nada, como a CPI das ONGs, muito bem conduzida anos atrás pelo senador Mozarildo Cavalcanti, cujo resultado foi abafado.

Hóspede de luxo da cadeia

O empresário do ramo hoteleiro José Farani, preso ontem sob a acusação de sonegação fiscal de R$ 7 milhões, continuará hospedado por mais uns tempos na carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE), em Brasília.

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), com sede em Brasília, lhe negou habeas corpus.

O empresário, que é dono da Academia de Tênis, um dos hotéis mais tradicionais de Brasília, situado às margens do Lago Paranoá, não se conforma com tamanha humilhação.

Tá jogando de que lado?

Ontem a noite no programa Roda Viva, gerado pela TV Cultura, o governador do Estado do Rio, Sergio Cabral Filho, propôs o debate de duas questões extremamente polêmicas.

A liberação do comercio das drogas (e não apenas a descriminalização dos usuários, que já existe) e a permissão do aborto (citando Espanha e Portugal).

A grande pergunta é: o que pretende o governador carioca com essas duas medidas que só alimentam o crime organizado?

Golpe bolchevique

O Campo Majoritário (tradução do termo soviético Bolchevique), corrente que domina o PT, já tem um projeto mais ambicioso do que garantir ao presidente Lula um terceiro mandato.

A intenção dos bolcheviques petistas é propor a aprovação do parlamentarismo em plebiscito que seria realizado juntamente com as eleições municipais de 2008.
Com isso, estaria aberto o caminho não apenas para mais um governo do petista, mas para quantas reeleições forem possíveis.

De tão geniais, esses petistas vão acabar refundando a União Soviética...

Marta vai dançar?

Os radicais petistas, que pressionam por mais espaço e tenta nomear a ex-prefeita Marta Suplicy para Cidades ou Educação, podem se dar mal.

O presidente Lula advertiu ontem em seu programa semanal de rádio que a reforma ministerial não terá "grande novidade”:

"O que sei é que a máquina está funcionando bem".

Lula avisou que os partidos, à exceção do PDT, estão contemplados dentro do governo.

Em recado direto ao PT, Lula advertiu que não fará muitas mudanças na equipe.

Guerra comercial

O presidente Lula da Silva provocou um recuo da intenção do governo uruguaio de fazer um tratado de livre comércio com os EUA.

Na visita, 12 dias antes da chegada do presidente George W. Bush ao Brasil, Lula propôs um generoso pacote de vantagens ao país vizinho.

Lula advertiu ao colega Tabaré Vasquez que o acordo com os EUA feriria as normas do Mercosul.

As regras do Mercosul impedem que qualquer um dos membros faça, individualmente, acordos de livre comércio com outros países.

Guerra psicológica?

O jornal francês Libération, de linha esquerdista, mas que é dirigido por membros da família de banqueiros ingleses Rothschild, detona mais uma pancada nos Estados Unidos da América:

O número de pessoas que chegaram à extrema pobreza nos EUA nunca foi tão alto nos últimos 30 anos. Cerca de 16 milhões de americanos vivem numa "pobreza profunda e severa", indica um estudo baseado sobre o último recenseamento (2005), da McClatchy Newspapers: "o número de americanos muito pobres (renda de menos de 9903 dólares anuais para uma família de 4 pessoas), aumentou de 26%, de 2000 a 2005" e este aumento "excede em 56% o crescimento do conjunto da população pobre durante o mesmo período".

Os EUA levam chumbo grosso todo dia dos porta-vozes e agentes conscientes da Oligarquia financeira transnacional que manda no mundo...

Quase dançou...

O vice-presidente norte-americano, Dick Cheney, escapou hoje de um atentado promovido por um homem-bomba matou pelo menos dez pessoas, diante da principal base militar dos Estados Unidos, que fica 60 km ao norte de Cabul, onde funciona o quartel-general das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), no Afeganistão

"O vice-presidente está são e salvo".

Foi o que garantiu a porta-voz do vice de George W. Bush, Lea Anne McBride.

Dá para acreditar nele?

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Ehehr Mottaki, avisou hoje que seu país "nunca" suspenderá o enriquecimento de urânio, mas está disposto a negociar seu programa atômico "sem condições prévias".

O chanceler reafirmou ainda que a República Islâmica "nunca abandonará seu direito a ter tecnologia nuclear para uso pacífico".

A declaração, transmitida pela agência de notícias "Irna", é considerada a primeira reação do Governo iraniano à decisão dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU de elaborar uma nova resolução para obrigar o Irã a parar seu programa nuclear.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

O Brasil Submerso

Edição de Artigos de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Maria Lucia Barbosa

Passado o carnaval volta com força o futebol. Noticiários televisivos são excessivamente nutridos com amenidades, sinal de aquiescência com poderes mais altos o que não deixa de ser um tipo de censura. Além do grande assunto do momento referente ao que acontece na casa dos brothers do BBB7, matérias relativas ao Pan e ao Papa entretêm os telespectadores. O PAC entra como elemento de propaganda governamental e não desperta grande interesse, mas apenas reedita a vaga noção de que, sobretudo a classe média, com sempre pagará o pacto.

Ainda no departamento da política volta a novela da escolha dos ministros do segundo mandato, o que pode levar alguém a perguntar: “ Para que serve o ministério da Pesca?”. Ou duvidar: “se a maioria dos numerosos ministros nada fez em quatro anos, por que faria agora? Como me disse um amigo: “a maioria dos ministros que passaram ou estão nesse governo, com certeza não teriam tão alto cargo em nenhum outro governo”. Portanto, o troca-troca nos ministérios, o prazer do presidente em prolongar a aflição e aumentar a ganância de seus aliados, os engalfinhamentos dos clubes de interesses que se denominam de partidos políticos, passam ao largo da atenção e do entendimento coletivo. Os bastidores da política são inacessíveis ao vulgo.

No mais, na superfície do Brasil tudo parece calmo, tudo está bem a se crer em notícias de TV. A volta das férias restabelece a mesmice da rotina, impõe o cotidiano. Sem medo de ser feliz o homem comum está pronto para responder aos questionários das pesquisas de opinião e aprovar de modo eloqüente o presidente da República e seu governo.

E assim, aos poucos, a classe dirigente vai aplainando o terreno para a democracia de massas, tão cara a Hugo Chávez, na qual não faltam plebiscitos ou consultas manipuladas através das quais o povo pode opinar sobre tudo apesar de não saber do que se trata. Ardorosos como sempre, petistas já falam em plebiscito para pedir o terceiro mandado de Luiz Inácio. Mais bolsas família para os pobres, mais lucros para os ricos e tudo se resolve. A classe média já é por natureza domesticada.

Além disso, desde o ano passado paira no ar a idéia de uma Constituinte, ventilada pelo próprio presidente da República. Copia-se desse modo a estratégia de Hugo Chávez que está inspirando seus seguidores Evo Morales e Rafael Correa. Por que no Brasil seria diferente, já que aqui também é nítida a ascendência de Chávez? E uma Constituinte pode operar milagres como um terceiro mandato para o presidente ou mesmo um reforço de seus poderes à feição do que ocorre em outros países latino-americanos.

Chegamos a um ponto em que tudo é permitido ao governo que aí está, pois foi fortalecido pela reeleição. Além do mais, não temos oposição partidária. As instituições, sem exceções, estão enfraquecidas, desmoralizadas, submissas aos ditames do Executivo. O mesmo se pode dizer das entidades de classe. E quantas vezes não vimos julgamentos políticos nas mais altas instâncias do Poder Judiciário, onde a lei deveria ser aplicada e não a vontade do presidente da República?

Simultaneamente a tudo isso, crescem grupos que passam a deter o monopólio da violência, atributo do Estado, decretando assim sua falência. Quem ainda acredita que o MST é um movimento social pacífico em busca da reforma agrária? E quem duvida que facções criminosas, especialmente no Rio de Janeiro, criaram um Estado dentro do Estado, com mais força e organização que esse?

Diante da situação de anomia que vai se adensando sob a complacência ou mesmo o estímulo governamental, impressiona a ausência de reação popular. Inconformados com desmandos de seus governos existem na Venezuela, na Bolívia, enfim, em todos os países da América Latina, opositores que, no caso de Cuba, são heróicos.

Aqui a pasmaceira se confunde com a ignorância de uns e a esperteza de outros. Caras-pintadas são coisas do passado. Movimentos cívicos inexistem. E na hora do voto consagram-se mensaleiros, sanguessugas e outros tipos de larápios. Entretanto, existe um Brasil submerso onde a insatisfação ou mesmo a repulsa ao atual estado de coisas é latente, difusa, mas real.

A questão é que os habitantes do Brasil submerso se encontram pulverizados, individualizados, isolados uns dos outros. Não conseguem se conectar em um movimento coerente, organizado, disciplinado, pois não existem partidos políticos que canalizem os protestos, nem instituições que dêem cobertura legal à indignação e, sobretudo, não temos lideranças que aglutinem as aspirações.

Neste cenário, onde avança o autoritarismo camuflado de democracia, a maioria nada percebe, com nada se importa. Mas se os ventos ditatoriais da obsoleta esquerda latino-americana, que sopram sobre o Brasil, se transformarem em tornados, não será mais possível conter o desastre.

Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Ditadura petista com o dinheiro público: Lula inclui o Rio de Janeiro criminosamente na lista negra de devedores

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A Cidade do Rio de Janeiro é a mais recente vítima do terrorismo tributário promovido pelo governo petista contra as administrações estaduais ou municipais consideradas “inimigas” do PT. O Ministério da Fazenda obedeceu a uma ordem judicial que o obrigava a liberar, integralmente, R$ 350 milhões de reais retidos indevidamente pela União. Mas, por vingança, o governo Lula incluiu o Rio de Janeiro, ilegalmente, no famigerado Cadin. Trata-se do Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal é um banco de dados no qual se encontram registrados os nomes de pessoas físicas e jurídicas em débito para com órgãos e entidades federais.

O Cadin foi criado pelos tecnocratas monetaristas que dominaram a área econômica no governo militar. Na visão centralizadora de seus criadores, o Cadin serviria para impor as vontades do governo federal aos Estados e Municípios e constrangê-los. Em 19 de Julho de 2002, graças a um Congresso Nacional incompetente e ignorante em assuntos tributários e federativos, o monstro autoritário ganhou ares de legalidade, transformando-se na Lei nº 10.522. Agora, o Cadin é usado discricionariamente pelos “democratas” petistas para barganhar ou ajudar os amigos e emparedar as finanças públicas dos municípios ou estados administrados por adversários políticos.

A denúncia é de Cesar Maia. O prefeito acusa o Ministério da Fazenda de criar um constrangimento ilegal à Prefeitura do Rio. A atitude de terror burocrático quase impediu o Rio de Janeiro de ter recursos para o pagamento do Estádio Olímpico João Havelange, que será um dos principais palcos dos Jogos Panamericanos de 2007. O Rio obteve quase R$ 350 milhões com a licitação da folha de pagamentos, que é um ativo da Prefeitura. Na contabilidade pública, o município lançou o recurso como “receita de capital”. Mas o Ministério da Fazenda inventou que tais recursos seriam “receitas correntes”. Assim, a turma de Guido Mantega quis aplicar 13% dos recursos para pagamento da dívida contratada pelo Rio de Janeiro.

A Prefeitura carioca teve de recorrer à Justiça para não sofrer prejuízos. Obteve uma liminar obrigando o governo federal a liberar o dinheiro. Só que o governo petista sujou o nome do Rio de Janeiro no Cadin. A Prefeitura do Rio perde a liberdade para obter concessão de crédito, garantias, incentivos fiscais e financeiros, bem como à celebração de convênios, acordos, ajustes ou contratos. Cesar Maia denuncia que o governo petista joga contra o Rio de Janeiro, impedindo financiamentos como o do Banco Mundial para educação infantil, ou para saneamento das lagoas.

Aos aliados, tudo

Cesar Maia critica o governo Lula por ter pesos diferentes no tratamento aos aliados e adversários políticos:

Aos amigos tudo. Aos inimigos a lei. No final de 2005, com Alagoas devendo tudo, o senador Renan Calheiros conseguiu que Lula excluísse Alagoas do Cadin, por pressão política. Para Marta Suplicy – quando prefeita de São Paulo - nunca valeu Cadin, nem limites de endividamento. O governo federal usa o Cadin discricionariamente, para barganhar ou ajudar os amigos e constranger os adversários. Isso é marcha batida para o autoritarismo. Mais uma”.

O mais curioso é que o Rio de Janeiro é sacaneado pelo governo petista, e os políticos do Estado nada fazem contra isto.

Viva a impostura

O governo petista patrocina o maior terror tributário e burocrático da história republicana brasileira.

A participação da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) na arrecadação da União triplicou em menos de 15 anos.

Considerada pelos especialistas um mau tributo, porque provoca distorções na economia, a Cofins arrecadou R$ 92,4 bilhões no ano passado.

O valor equivale a mais de 4% do Produto Interno Bruto (PIB).

Hoje ela é o tributo mais importante do governo federal depois do Imposto de Renda (IR) e representa quase 25% do total recolhido aos cofres do governo central.

Carandiru para quem precisa

Mais uma prova objetiva da precisão cirúrgica do conceito de que o Governo do Crime Organizado é a associação, para fins delitivos, entre a classe política, bandidos de toda espécie, e dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), para usurpar os bens do Estado.

A Comissão de Constituição e Justiça, a mais poderosa da Câmara dos Deputados, tem 21 (18,1%) dos seus 116 componentes sob investigação ou acusados de algum tipo de crime em ações do Ministério Público.

Fazem parte da CCJ, João Paulo Cunha e José Genoino, do PT, denunciados como integrantes do mensalão, e o ex-prefeito Paulo Maluf (PP), processado por suposta prática de crime de lavagem de dinheiro.

Telefone do crime

Outra prova prática de que o conceito de governo do crime organizado não falha:

As milícias policiais que dominam as favelas no Rio, concorrendo com o poder dos comerciantes ilegais de drogas e armas, oferecem centrais clandestinas de telefone aos moradores mediante pagamento de taxas.

O investimento da milícia é de R$ 150 por linha (R$ 3,7 mil no total), renovado mensalmente.

Faturamento alto

Em Rio das Pedras, Jacarepaguá, o grupo paramilitar criou 25 postos telefônicos.

Com eles, a arrecadação mensal, que vai para as contas bancárias dos milicianos, chega a pelo menos R$ 250 mil.

Nos postos telefônicos dos milicianos, os moradores pagam R$ 2 por minuto para usar linhas ilegais, que são fixas ou celulares.

As ligações são para qualquer estado do Brasil.

Guerra de mentira

Soldados da Força Nacional de Segurança (FNS) começam uma nova operação de repressão ao tráfico de drogas no Rio.

Sob o comando do coronel Aurélio Ferreira, as tropas que há duas semanas passaram pelo Complexo do Alemão agora devem atuar no Centro da Cidade e em Jacarepaguá, região das favelas Providência e Cidade de Deus, dominadas pelo Comando Vermelho.

Os bandidos da Providência estariam planejando invasões à Rocinha.

Bicho pegando...

Laudos do Departamento Médico Legal do Espírito Santo confirmam lesões em pelo menos 72 detentos que estavam na Casa de Custódia de Viana, quando policiais da Força Nacional de Segurança foram deslocados para o Estado para fazer a guarda emergencial da unidade.

Os agentes estão entre os suspeitos na investigação do Ministério Público.
Essa é a primeira acusação oficializada de espancamentos e tortura envolvendo policiais da FNS, criada em 2004 pelo governo federal para atuar nos Estados em situações de crise.

O promotor Cézar Ramaldes Santos, coordenador do Getep (Grupo Especial de Trabalho em Execução Penal), responsável pela investigação, afirma que os laudos atestam as lesões, mas só os depoimentos devem esclarecer se houve tortura e quem foram os autores.
Bandidos têm direito

"A Força Nacional é um instrumento importante. Mas o papel dela tem de ser melhor discutido. Se é para repetir os erros das forças estaduais, não interessa".

O argumento é de Rosiana Queiroz, coordenadora-geral do Movimento Nacional dos Direitos Humanos.

Segundo ela, a confirmação das lesões e do uso de instrumentos contundentes descritos nos laudos são "indícios fortíssimos de tortura".

Mau exemplo do ministro

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, não registrou queixa na polícia depois de ser mantido refém em assalto, na chácara de um milionário amigo, no interior de São Paulo, na terça-feira de carnaval.

Especialistas acreditam que Mantega deu um mau exemplo e que esse tipo de atitude contribui para aumentar a impunidade.

Pesquisas revelam que o índice dos que se omitem na hora de denunciar bandidos oscila entre 70% e 80%.

O descrédito da polícia e o medo de represália estão entre os motivos mais citados pelos omissos para não procurar a Polícia.

Futuro de miséria para servidores

O governo deve enviar nos próximos dias ao Congresso o projeto de lei que criará um fundo de pensão único para os funcionários dos Três Poderes.

No futuro próximo, quem desejar se aposentar acima do teto de R$ 2,8 mil, garantido por uma alíquota de 11% de contribuição atual, deverá contribuir com 7,5% adicionais.

Entidades representativas dos funcionários do Judiciário e do Legislativo queriam que cada poder tivesse autorização para criar sua própria previdência complementar.

Os servidores que entrarem nessa fria terão o mesmo destino de funcionários das companhias aéreas falidas, cujos fundos de pensão (caso do Aerus e do Aeros) foram vítimas de quebradeira e má gestão, com a leniência da Secretaria de Previdência Complementar do Ministério da Fazenda.

Aquele mesmo ministério que é craque em sacanear as prefeituras, mas é incompetente na gestão do dinheiro público e no respeito ao Estado de Direito.

Briga que promete...

O presidente Hugo Chávez, fez duras críticas ao jornal "O Globo" durante entrevista coletiva neste sábado.

Ao responder a uma pergunta de um repórter do jornal da família Marinho sobre o destino de uma televisão e um diário de Caracas, o Chapolim Colorado detonou:

"Dou as boas-vindas a você como cidadão sul-americano. Não dou boas-vindas é ao O Globo. Estão te pagando para você dizer coisas, em função da oligarquia brasileira, que é o plano do império dos Estados Unidos. Tristemente você pode acabar como um cachorrinho do império, escrevendo o que seus donos, do jornal O Globo, querem que você diga".

Meteu Lula no meio...

Chávez reiterou que os proprietários de O Globo "são da mais rançosa extrema direita" e "vem agredindo há anos a verdade, o povo venezuelano, a mim, chegando a sabotar a integração com o Brasil. Uma ditadura é o que há em meios de comunicação como O Globo".

O presidente venezuelano lembrou que seu colega brasileiro, Lula da Silva, recentemente disse que os dois eram agredidos pela imprensa de seus países e que "O Globo" foi o maior representante da "imoral agressão contra Lula e contra o Brasil", ao supostamente ter sugerido que ele ordenasse um ataque militar ou uma invasão armada à Bolívia.

Lula, agora, será obrigado a dar uma telefonada a João Roberto Marinho para desmentir Chávez...

Brigite Bardot detona

A musa do cinema foi perguntada pelo Estadão:

O que a sra. pensa do presidente Lula e da ministra Marina Silva?”.

Brigite Bardot respondeu na lata:

Eu não penso nada de Lula, nem de Marina Silva. Os políticos só fizeram promessas, jamais ajudaram. Em geral, são oportunistas e não fazem nada de concreto e positivo por seus países. Eles são piores que as estrelas de cinema, pensam na própria popularidade antes de pensar no essencial de sua função, que é governar e promover melhorias no país. No que diz respeito ao Brasil, estou horrorizada e escandalizada com o desflorestamento da Amazônia, que é o pulmão do mundo. Marina Silva faria bem se parasse com urgência a morte das árvores, que virou uma indústria e que pesa muito na opinião que o mundo tem sobre o Brasil. Se o fizer, poderá merecer o título de ministra do Meio Ambiente. Se não, ela não servirá para nada, como todos os outros”.

Buraco do Metrô

A suspeita de negligência nas obras do metrô de São Paulo é tema da conversa, na manhã desta segunda-feira, de senadores com representantes do Ministério Público.

À tarde, os parlamentares se reunirão com os encarregados do consórcio responsável pela obra, formado por cinco empreiteiras.

O Senado terá de avaliar empréstimos contraídos pelo Estado com o Banco Mundial e com uma instituição japonesa para as obras da Linha Amarela, embutidos na parceria.

O Ministério da Fazenda pede o aval do Senado para avalizar a capacidade de endividamento de São Paulo no investimento global de R$ 3,98 bilhões no metrô.

Inteligência de Bush

O poder da Direção Nacional de Inteligência dos Estados Unidos da América volta às mãos dos militares.

O Vice Almirante Mike McConnell só aguarda a aprovação do Senado para assumir seu novo posto.

O ex-Diretor Nacional de Inteligência, John Negroponte, vai ser o par de Condollezza Rice no Departamento de Estado.

Olha o foguete...

O Irã anunciou que obteve sucesso em seu primeiro teste para lançar ao espaço um foguete de fabricação nacional, segundo informou a TV iraniana Alalam.

A agência de notícias Isna informou que o lançamento do foguete foi possível devido à cooperação entre os ministérios de Defesa e Ciência e Tecnologia da República Islâmica.

Segundo o diretor do Instituto de Aeroespacial do Irã, Mohsen Bahrami, o teste foi o "ponto de partida na marcha do desenvolvimento iraniano nas pesquisas sobre o espaço".

As informações foram reveladas um dia depois do ministro da Defesa iraniano, Mostafa Mohammad Najjar, ter afirmado que o país planejava construir um satélite e um lançador de foguetes.

Quem diria...

O vice de futebol do Flamengo, Kléber Leite, afirmou que o Madureira é o favorito para a final da Taça Guanabara."O Madureira é o favorito. É o único time invicto do campeonato e nos venceu por goleada recentemente".

O cartola aproveitou para convocar a galera rubro-negra para o jogo decisivo:

"Domingo é dia de todo os rubro-negros estarem no Maracanã. Não faz sentido o Flamengo jogar e a nação não estar presente".

Por causa do preço salgado dos ingressos (R$ 40 reais) o público no Maracanã, no jogo decisivo de ontem entre Flamengo e Vasco, foi de apenas 23 mil pagantes.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A guerra civil brasileira antevista pelo poeta

Edição de Artigos de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Ruy Fabiano

Dizem que os poetas são uma espécie de antena da raça humana. Captam o que, embora ainda não perceptível aos olhos, já circula no ar. Mais ou menos como os profetas, que, no momento não têm compromissos com a métrica e o ritmo.

O poema que adiante reproduzo é de autoria de Paulo César Pinheiro, poeta e parceiro de todos os gigantes da MPB nos últimos 40 anos (Baden Powell, Tom Jobim, Edu Lobo, Dori Caymi, Pixinguinha, Rafhael Rabello etc.). Foi gravado pelo compositor e percussionista Wilson da Neves há 14 anos, num CD que é hoje raridade. Foi escrito há uns 16 anos.

É um retrato premonitório do que está acontecendo hoje no Rio de Janeiro e nas principais cidades brasileiras. A guerra civil não declarada. Ou, para quem, como Paulinho Pinheiro, tem “olhos de ver” (plagiando a linguagem bíblica), declaradíssima.

Nome do samba: “No dia em que o morro descer e não for carnaval”. Pena não ser possível transpor para o papel a bela melodia e a voz de Wilson das Neves. Este escriba a dedica ao presidente Lula, ao Congresso Nacional e ao Poder Judiciário.

Nenhum projeto ou iniciativa no campo da política e da economia fará sentido, nos tempos que correm, se não levar em conta a realidade que o poema expressa. Ei-lo:

“No dia em que o morro descer e não for carnaval”

O dia em que o morro descer e não for carnaval
Ninguém vai ficar pra assistir o desfile final
Na entrada, a rajada de fogos, para quem nunca viu,
Vai ser de escopeta, metralha, granada e fuzil!
( É a guerra civil...)

O dia em que o morro descer e não for carnaval
Não vai nem dar tempo de ter o ensaio geral
E cada uma ala da escola será uma quadrilha
A evolução vai ser de guerrilha
Que a alegoria é um tremendo arsenal
O tema do enredo vai ser a cidade partida
No dia em que o couro comer na avenida
Se o morro descer e não for carnaval.

O povo virá de cortiço, alagado e favela
Mostrando a miséria sobre a passarela
Sem a fantasia que sai no jornal.
Vai ser uma única escola, uma só bateria
Quem vai ser jurado? Ninguém gostaria
Que desfile assim, não vai ter nada igual.

Não tem órgão oficial, nem governo, nem liga
Nem autoridade que compre essa briga
Ninguém sabe a força desse pessoal
Melhor é o poder desenvolver pra esse povo a alegria
Senão todo o mundo vai sambar no dia
Em que o morro descer e não for carnaval.

Texto publicado no Jornal da Comunidade, Brasília, 24 de fevereiro a 2 de março de 2007

domingo, 25 de fevereiro de 2007

A Ideologia dos Bandidos

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Jorge Serrão

A classe dos bandidos não tem ética e nem ideologia? Depende dos bandidos. O certo é que eles não têm respeito sequer pelos políticos. E respeitam, menos ainda, os integrantes do alto escalão do governo Lula. Na terça de carnaval, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e sua esposa foram mantidos reféns por quatro horas, durante assalto praticado por três homens na Chácara do empresário Vitor Sandri, em Ibiúna, no interior de São Paulo. No dia 20 de janeiro, o ex-ministro Luiz Gushiken e sua família também foram vítimas de um assalto, praticado por quatro bandidos, que os mantiveram reféns na chácara, que ficava no condomínio fechado Recanto das Flores, no bairro de Itaci, em Indaiatuba, também no interior paulista.

O ministro da Fazenda não vai se pronunciar sobre o assunto. Não há informações sobre o que foi roubado dele. Mantega não será intimado a depor, já que é uma autoridade. Ou seja, ele é Deus. Ele poderá marcar horário e local para falar à polícia sobre o assalto. Três suspeitos de praticar o crime já estão no presídio de São Roque. Os presos negam participação no assalto, mas a polícia afirma que os capuzes usados no assalto e os coldres das armas foram encontrados na moradia de um deles. Bandidos incompetentes. Sem foro privilegiado, não serão julgados pelo Supremo Tribunal Federal. Vão mofar na cadeia.

Já o ataque a Gushiken rendeu polêmica porque o ex-ministro não gostou de insinuações que foram feitas contra ele na imprensa. O simpático “China”, como Lula o trata carinhosamente, chegou a pedir a interferência oficial da Polícia Federal contra os ataques e a invasão de privacidade que alegou estar sofrendo da mídia anti-petista. Gushiken alegou que jornalistas foram subornados pelo empresário Daniel Dantas para falar mal dele. O mais grave do episódio foi que PF admitiu que um delegado estava investigando jornalistas sobre a suposta operação em curso que “envolveria escutas ilegais e divulgação de informações falsas, com a finalidade de atingir a honorabilidade” da pessoa do ex-ministro.

Enquanto o aparelho repressivo do Estado fica procurando chifre em cabeça de vaca, cerca de duzentas famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram na madrugada deste sábado a fazenda Floresta, em Araçatuba, região acima do Pontal do Paranapanema, no oeste do Estado de São Paulo. Os criminosos invasores, sob a fachada bondosa de um “movimento social”, tiveram o apoio de trabalhadores rurais ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Foi a 14ª invasão da parceria do MST/CUT em uma semana. No Pontal do Paranapanema, onde 13 fazendas foram invadidas no carnaval, os revolucionários sem-terra, que lutam pelo socialismo na América Latina, estão desocupando as áreas por ordem da Justiça. Como é fácil fazer o socialismo com revolucionários bem alimentados pelo programa Bolsa Família... E que maravilhoso é o socialismo financiado por ONGs européias ligadas à oligarquia financeira transnacional... A grana do capitalista é tão boa que banca os espertos socialistas.

Vida que segue, o socialismo avança na Venezuela. Para felicidade dos sem terra que são filiados ao Foro de São Paulo (grupo fundado pelo PT, em 1990, que reúne as esquerdas, misturando grupos narco-guerrilheiros na América Latina e Caribe). Foi lançado na sexta-feira passada o programa de Educação Socialista. Este é o terceiro dos 5 motores do projeto do presidente venezuelano, Hugo Chávez, rumo ao seu “socialismo do Século 21”. Foram formados os primeiros 480 “brigadistas” representantes dos 24 Estados da Venezuela. Este pequeno Exército será responsável por disseminar a ética e a moral socialista por toda a Venezuela nos próximos anos.

Os brigadistas farão parte de uma campanha intitulada "Bem Comum". Vestirão um kit básico: um chapéu e um pano vermelhos. Andarão para cima e para baixo com uma pasta com discursos de Simón Bolívar, que deverão decorar e espalhar. Devem levar a mentalidade do socialismo do século 21 para suas comunidades, o que inclui a solidariedade, a ética, a responsabilidade social e, principalmente, o bem comum. Devem ajudar as comunidades locais e desenvolver e implantar uma sociedade mais participativa. A idéia deste projeto educacional é "colocar o ser social por cima das notas, provas e conteúdos".

O ideólogo do socialismo venezuelano do século 21, William Izarra, destaca que o presidente Hugo Chávez propôs a criação do chamado "Centro de Formação Ideológica" para enfrentar a oposição no referendo revogatório de 2003. Izarra já avisou que Chávez quer ficar no poder pelo menos até 2021. Só então estará completa a "transição" do atual regime capitalista para o socialismo do século 21.

William Izarra explica que o socialismo do século XXI tem três grandes componentes. “O primeiro é o bem comum. Tudo o que se faça está sustentado na comunidade, não no indivíduo. A busca da produção para o bem comum. Para chegar a esse nível temos de ser solidários e sentir amor em relação ao coletivo. O segundo componente é a produção social. O terceiro é a democracia com participação direta. O sistema só funcionará dessa maneira que eu expliquei quando esses 3 elementos estiverem funcionando ao mesmo tempo”.

Izarra ensina que agora começa a etapa de transição, porque o povo ainda não tem o poder. Segundo o ideólogo, o objetivo final é que o povo tenha o poder. “O sistema socialista é um novo modelo político que substituirá o modelo atual, mas isso ainda não aconteceu. Muitas estruturas do estado burocrático seguem vivas. É parte da luta resolver essas contradições. Começa com os motores que o presidente anunciou na posse: a Lei Habilitante - que deu a Chávez poderes de legislar por um ano e meio no lugar dos parlamentares. A educação socialista, que vem sendo colocada em prática por meio dos centros de formação ideológica; a reestruturação territorial do Estado; e, finalmente, uma nova Constituição do Estado socialista. Essas são as mudanças necessárias na estrutura do Estado que permitirão que entreguemos o poder ao povo”.

William Izarra destaca que a grande novidade do Socialismo do Século 21 é o componente espiritual. “Jesus Cristo, Bolívar, Che Guevara e Hugo Chávez são ícones que não existem no modelo cubano, por exemplo, um modelo basicamente marxista. E para um marxista o fato de Cristo estar presente seria uma verdadeira heresia. O socialismo do século XXI está estruturado em Bolívar, introduz Cristo dentro do que pode ser a busca do bem comum, o amor dentre os seres e a confraternização entre todos. Além disso, a definição de propriedade privada do nosso socialismo não descarta a propriedade privada.

O ideólogo de Chávez adverte que a esquerda tradicional é superada pelos conceitos do socialismo do século 21 porque tem uma dimensão muito mais humana e mais justa. William Izarra acredita que o socialismo do século 21 vai inspirar uma nova esquerda na Europa, em pouco tempo. “A diferença desse socialismo para o de outra época é o momento em que se desenvolve essa revolução. O momento atual estimula as pessoas a adotarem uma postura mais ativa em relação aos meios de produção, ter uma atitude que busca acabar com o domínio hegemônico no mundo, ter uma disposição plena a entender e assumir o ser humano como irmão fraterno e solidário. Lembre-se que cada época está constituída por diferentes gerações e pela constante evolução do ser. Hoje há novas formas de interpretar o mundo e a vida”.

William Izarra insiste que, no Socialismo do Século 21, não será a produção sustentada pelo mercado, que se traduz na acumulação do benefícios. “Aqui a produção não busca esse materialismo, busca a satisfação das necessidades básicas para a sustentação das pessoas, mas principalmente para a satisfação coletiva da humanidade. Por isso estamos estimulando o conceito de empresa de produção social. Isso dentro do marca de um modelo capitalismo que ainda vigora na Venezuela. Como resolver essa contradição? Acho que a própria dinâmica irá produzir os canais. Como fazer para romper o esquema dominante que leva a população a ser capitalista? Isso leva tempo, é o grande desafio”.

Mas Cháves se prepara para a revolução não só com educação e ideologias. Mas sim com armamento. A Venezuela investiu US$ 4 bilhões de dólares nos últimos dois anos. Virou a maior compradora de armas da América Latina. Seus gastos no setor cresceram 12,5% no ano passado. Eles justificam as compras de jatos, de helicópteros de ataque e de 100 mil rifles de assalto russos Kalashnikov como um esforço preventivo contra um eventual ataque dos Estados Unidos da América.

Até o principal aliado do governo Lula soltou seus marimbondos de fogo contra Hugo Chávez esta semana. O senador José Sarney (ex-presidente do Brasil) descreveu o modelo de governo venezuelano como um “Populismo Militar”. Sarney reclamou que o Brasil não pode deixar a Venezuela se tornar uma potência militar no continente. E o governo Lula é criticado, pelo Departamento de Estado norte-americano, por não criticar, enfaticamente, a corrida armamentista venezuelana. Certamente, Lula tomará uma bronca do cowboy George Bush ou da pantera Condollezza Rice, na visita deles ao Brasil, dia 8 de março.

Enquanto a turma de Chávez opera sua utopia socialista e armamentista, bem financiada pelo petróleo e pela oligarquia financeira transnacional, os companheiros petistas no Foro de São Paulo correm atrás do preju. O Governo do Presidente Lula arma o golpe branco da Reforma Constitucional para modificar a redação do inciso XV do art. 48 da Constituição Federal. Querem alterar o dispositivo que dá exclusividade ao Congresso Nacional (Câmara e Senado) “autorizar referendo e convocar plebiscito”.

De posse dessa autorização, manipulando consultas populares através do voto fraudável, o Poder Executivo poderá modificar a Constituição ao seu bel prazer. Colocar juízes independentes em disponibilidade ou aposentadoria forçada. Intervir nos Estados e Municípios. Exercer maior controle sobre a economia do País e sobre o empresariado em especial. Modificar a legislação eleitoral e concentrar mais poder no governo Lula. Os petistas sabem muito bem que o poder deles é capaz de manipular a opinião pública utilizando duas grandes armas: os programas assistencialistas e as prostituíveis emissoras de rádio e televisão, que dependem da verba oficial do Estado.

O nome disto que acontece na Venezuela e no Brasil é GOLPE. Tenha a cor que lhe queiram dar. Tenta-se fundar, na América Latina, um esquema muito parecido com um Capitalismo de Estado com o verniz socialista. Na verdade, engendra-se um Social Populismo. Por trás de todo o esquema dos revolucionários está o grande capital transnacional, comandado pelas oligarquias financeiras, que querem ampliar o seu controle sobre a América Latina. Eles patrocinam as ideologias fora do lugar para nos controlar.

As ideologias são mecanismos políticos de dominação e controle das massas, através da padronização e simplificação das idéias. Elas influenciam o meio “bio-psicossocial”. Atuam sobre a “vida” e a mente dos seres organizados socialmente. Ideologia é um termo comumente usado no sentido de "conjunto de idéias, pensamentos, doutrinas e visões de mundo de um indivíduo ou de um grupo, orientado para suas ações sociais e, principalmente, políticas".

Muitos autores definem ideologia como sinônimo de “visão de mundo”. Costuma-se chamar uma visão de mundo como a perspectiva com a qual um indivíduo, uma comunidade ou uma sociedade enxergam o mundo e seus problemas em um dado momento da história, reunindo em si uma série de valores culturais e o conhecimento acumulado daquele período histórico em questão. Mas as ideologias vão além da visão no mundo controlado por oligarquias financeiras.

A ideologia é um fenômeno histórico-social decorrente do modo de produção. Karl Marx desenvolveu uma teoria da ideologia concebendo-a como uma forma de falsa consciência cuja origem histórica ocorre com a emergência da divisão entre trabalho intelectual e manual. É a partir deste momento, desta alienação, segundo Marx, que surge a ideologia. Ela é derivada de agentes sociais concretos (os ideólogos ou intelectuais), que tornaram autônomo o mundo das idéias. Desta forma, os ideólogos ou intelectuais teriam invertido a realidade.

Marx acredita que a ideologia cria uma “falsa consciência” sobre a realidade que visa a reforçar e perpetuar a dominação. Já Antônio Gramsci conceitua que a ideologia não é enganosa ou negativa em si, constituindo qualquer ideário de um grupo de indivíduos. Louis Althusser retoma a linha original de Marx, definindo que a ideologia é materializada nas práticas das instituições. Desta forma, o discurso, como prática social, seria a “ideologia materializada” na prática.

Também de linha marxista, o psicólogo e sociólogo Erich Fromm sempre se mostrou profundamente impressionado pelo que ele via como uma poda da liberdade humana, pelo modo como as pessoas se submetiam, inconscientemente, a desempenhar papeis mecânicos dentro da sociedade exclusivista estruturada na ideologia do capitalismo. Vale conferir o conceito de Erich Fromm, exposto em seu livro "A revolução da esperança por uma tecnologia humanizada":

"As ideologias são idéias formuladas para consumo público, satisfazendo a necessidade que todos têm de aliviar sua consciência culpada, na crença de que elas agem em favor de algo que lhes parece bom ou conveniente. As ideologias são mercadorias de pensamento já prontas, divulgadas pela imprensa , oradores e ideologistas a fim de manipular a massa do povo para finalidades que nada têm a ver com a ideologia, e que muitas vezes são exatamente o oposto. Essas ideologias são muitas vezes manufaturadas "ad hoc" – por exemplo, quando uma guerra é popularizada sendo descrita como guerra de libertação ou quando ideologias religiosas são usadas para racionalizar o status quo político".

Quem quiser não aceitar essas verdades teóricas objetivas será feito de idiota pelos bandidos sem ética, mas com ideologia, que são meros agentes conscientes da oligarquia financeira transnacional que controla o mundo, em nome da manutenção do poder pelo poder. Ideologia? Você quer uma para viver? Então viva entorpecido, enganado, fora da realidade. E PT saudações (sem trocadilho infame).

Bomba - E para terminar, o Agente 171 do Alerta Total revela a última do mega empresário da comunicação Lulinha. Fábio da Silva, o Primeiro Filho, acaba de conseguir a concessão de uma estação de TV na Venezuela. A grande pergunta é: Que retribuição Chávez estaria dando a Lula para conceder este "mimo" ao filho dele?

Jorge Serrão, jornalista radialista e publicitário, é Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. http://alertatotal.blogspot.com/ e http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Sorry, Periferia

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Sônia van Dijck

Nós estamos no Brasil e não vai adiantar ficar pensando em ética, Lei e mais outras bobagens do mundo civilizado. Aqui corrupto é gente chique e a corrupto a Lei não se aplica. Criminoso que é político, por aqui, tem a indiscutível proteção do STF. Político não comete crime, porque político está sempre acima da Lei.

Finalmente, a genialidade dos magistrados encontrou a saída: como tem gente demais com telhado de vidro, outros tantos com rabo de palha e mais muitos outros de rabo preso, e um monte de processos contra nossos honrados políticos, vamos acabar com essa idéia idiota de que tem Lei para político no Brasil.

E ainda os magistrados estarão no lucro: como não haverá mais políticos acusados de crimes, pois todas as suas ações, que, aos olhos dos cidadãos comuns, podem ser entendidas como ilegais, criminosas, aos olhos dos magistrados serão ações ingênuas, angelicais, de inocentes providências de assalto aos cofres públicos, e assim os nobres magistrados terão bem menor carga de trabalho. Os magistrados querem ganhar mais, trabalhar menos e já estão eliminando um monte de processos atuais e futuros: processo contra político criminoso passa a ser nulo. Com isso, os ilustres magistrados terão mais tempo para fazer contas, pensando no próximo aumento de salário.

Sorry, periferia, mas quem não havia entendido por que tem tanta gente importante dizendo ser contra a diminuição da idade penal, acusando a classe média como responsável pela violência urbana, inocentando os assassinos do menino João por serem negros e "pobres" e, portanto, vítimas da sociedade e, antes de mais nada, vítimas do próprio menino João, que sendo branco e filho da classe média foi (juntamente com seus pais) responsável pelo seu próprio assassinato, pois seus assassinos não têm responsabilidade pela existência de uma classe média e de tantos brancos no Brasil e até proprietários de carros particulares, vai entender agora: no Brasil, estamos caminhando para a inexistência do crime; a Lei é só uma banalidade, que deve desaparecer no processo de avanço de nossa sociedade para um mundo perfeito. O STF está oficializando que político não comete crime; já sabíamos que menor de 18 anos pode matar e fazer outras brincadeirinhas e não pode ser chamado de criminoso. Estamos a caminho da sociedade perfeita.

Sorry, periferia. Quem pretender falar em ética é melhor arrumar as malas: o crime é oficial desde o Congresso Nacional até as esquinas das grandes cidades e as ladeiras das favelas. São todos iguais perante a não-Lei: isso deve ser uma opinião profundamente democrática. O STF assim decidiu - quem acreditar que há possibilidade de algum iluminado magistrado mudar o voto não conhece o Brasil.

Quem decidir ficar por aqui, é melhor aprender a conviver com nossa realidade: obras superfaturadas, desvio de dinheiro público para contas particulares no Brasil e no exterior, sonegação de tributos, compra de votos, crime ambiental, contaminação de lavoura de cacau, depredadores do Congresso Nacional como convidados de honra do Planalto e mais outras miúdezas que não ocupam e nem ocuparão o tempo livre dos ministros do STF.

Caso pretenda visitar o Congresso Nacional, alguma Assembléia estadual ou Câmara de vereadores, ou qualquer outro ambiente em que haja políticos (palácios, prefeituras, por exemplo) é melhor deixar a bolsa/a carteira em casa - leve apenas o ticket do ônibus ou do metrô, no fundo de algum bolso; não há necessidade de levar relógio - os políticos sempre usam ótimos relógios e a qualquer um deles pode-se perguntar "que horas são?".

Quando seu filho ou outra pessoa querida for sacrificada pela violência urbana, pense no quanto de culpa pelo próprio assassinato tinha seu ente querido e você mesmo, que trabalha, paga impostos e tem até coragem de oprimir os criminosos soltos nas ruas ao sair com seu carro particular, para pegar as crianças na escola ou ir trabalhar. Não acuse político de corrupção: isso não é democrático. Quem aprender a conviver com nossa realidade viverá com certa tranqüilidade - é o que o STF se esqueceu de esclarecer, talvez por pensar que nossa inteligência já havia decifrado as regras do jogo.

Não se pode desrespeitar decisão dos dignos magistrados (e ninguém é doido para querer saber quais as suas razões). E estamos conversados. O STF liberou geral.

NOTA - claro que quem quiser pode repassar; afinal, outros amigos deve saber que entramos na nova era: a Idade do "Salve-se Quem Puder".

Sônia van Dijck é professora universitária aposentada.

Políticos e Ladrões

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Geraldo Almendra

Diferença entre político e ladrão. Após longa pesquisa, cheguei a seguinte conclusão. A diferença é que, um eu escolho, o outro me escolhe". Citação de um observador atento do cenário político brasileiro.

Utilizando esta brilhante conclusão de um cidadão participante do mundo virtual, acrescento neste texto, duas outras colocações do mesmo, sendo a primeira como uma frase da década de 80 e a outra refletindo os tempos atuais:

− “Coma merda! É impossível que bilhões de moscas estejam enganadas”.

− “Sozinho, um homem não é absolutamente nada. Nem ao menos corno!”.

Os cheiros fétidos emanados dos Palácios do Poder Público nos conduzem, inevitavelmente, a fazer uma digressão “política” aproveitando essas duas frases que, se analisadas com atenção, refletem o estado esquizofrênico de uma catatonia apátrida que tomou conta da sociedade no nosso país, especialmente da sociedade organizada.

Esta catatonia se apresenta, em um primeiro plano, “disfarçada” na omissão, na passividade, ou na cumplicidade do silêncio coletivo, diante da grotesca canalhice em andamento contra nossos sonhos de uma sociedade desenvolvida, justa, digna e moderna.

Nosso desejo sempre foi que a meritocracia fundada na educação, no trabalho honesto, na dignidade, na moralidade, e na ética, pudesse substituir a “meritocracia” fundada na corrupção das relações públicas com o resto da sociedade, assim como na redundante e criminosa prevaricação de funcionários públicos de alto escalão e seus cúmplices, no exercício de suas responsabilidades.

A maldição que está destruindo nosso país − imerso em uma guerra civil que já está assassinando criança pendurada em carro roubado – tomou a forma desta esquizofrenia que se incorpora na passividade daqueles que poderiam mudar o rumo do penhasco de nossa história.
Esta doença coletiva está sendo alimentada tanto pelos patifes corruptos e prevaricadores do maior estelionato político já cometido, como pelo negativismo de uma-andorinha-só, praticado pelos covardes e cúmplices, por opção ou ignorância, que não acreditam que o Brasil possa ser salvo das mãos dos bandidos chefiados pelo Ali-Babá, a gang dos 40. ... Livres, leves e soltos...

A propósito, uma salva de palmas inesquecível para os Tribunais Superiores (!), “formados por togados patriotas de primeira qualidade”. Gente “digna” de ser lembrada na lápide de nossos sonhos de uma verdadeira Justiça, enterrada durante o desgoverno petista.

Enquanto isso o “carequinha” e o segundo “homem” na linhagem da máfia da corrupção do poder público no país, tomam um drink – rindo dos otários dos contribuintes − em um barzinho lá “nazeuropa”, como diria o apedeuto mestre de cerimônias do Circo do Retirante Pinóquio.
Em outro plano, associado a esse estado catatônico de omissão, cumplicidade e covardia apátridas, sempre se presencia, de forma dinâmica e redundante, uma profunda excitação dos FDP da corrupção e da prevaricação; basta aparecer oportunidades para entrar nos quadros burocráticos da máfia das oligarquias políticas decadentes, para também tirarem proveito do corporativismo fétido, e ladrão do dinheiro dos contribuintes.

Peço desculpas às mães dos “distintos” pela desonra que lhes são impostas, pelos canalhas de seus filhos. Não temos culpa se seus filhos, diplomados ou não, se comportem desta forma. Nossa culpa reside no fato de continuarmos comendo merda voluntariamente ao prestigiar nas urnas essa forma de democracia que somente beneficia ricos, corruptos, prevaricadores, e seus cúmplices.

Parabéns amigos − A.H. − do mundo virtual! Suas citações são quase axiomas da política no nosso país. A síndrome das moscas é rigorosamente verdadeira. Continuamos imersos no mar de merda de uma “democracia” leviana e hipócrita, em que “roubar realizando” dá milhões de votos, entre outras doenças e desgraças de nossa política prostituída sustentada pela falência da educação e da Justiça no país.

Temos sempre a esperança de que, de tanto comermos esse “alimento” da covardia e da omissão, elegendo – por vontade própria, ignorância ou falta de consciência crítica − vagabundos, ignorantes, canalhas e bandidos para o Parlamento, um dia conseguiremos olhar para os podres Poderes da República tendo outra sensação diferente de um terrível embrulho no estômago e de uma vontade renitente para ir viver em outro lugar no mundo.

Sempre achamos que podemos ter algum tipo de orgulho da maioria dos nossos representantes, e não uma revolta misturada com uma covardia lenitiva, refletida por um silencioso e covarde asco dos canalhas da corrupção e da prevaricação, que não se cansam de nos fazer de palhaços e imbecis, e que acabam sendo maioria na “Casa do Povo”. Para isso acontecer basta ser “notada” a necessidade de apoio político solicitado pelo mais sórdido filho da serpente da prostituição da política.

Em contrapartida, no nosso mundo de solidão “que não produz corno”, continuamos gritando às escondidas – SALVEM NOSSO PAÍS, HOMENS DAS CASERNAS! − , talvez achando que estamos impedidos de nos reunirmos em praça pública, limitados por uma estúpida covardia e autocensura.

É esta falta de atitude que nos impede de ressaltar publicamente o fato de estarmos juntos na mesma causa que também é das Forças Armadas. Contudo, seus ideais parecem já esquecidos na monotonia do medo de assumirmos – civis e militares − uma dura responsabilidade diante da guerra civil e da dimensão criminosa do incontrolável apodrecimento moral e ético do poder público. Nada disso está previsto na Constituição do País, da qual os militares devem ser os principais defensores na companhia de civis que ainda amam o Brasil.

Pelas nossas atitudes de isolamento, não temos o “direito” de sermos cornos.

Apesar de continuamos em multidão, estamos rigorosamente sozinhos na prática – em uma masturbação ideológica pré-revolucionária −, em um mundo conectado pela idéia de uma insurreição militar-civil para libertar o país das mãos dos canalhas, mas nos apresentando como incapazes de transformarmos esta coragem virtual em realidade para salvar o Brasil da desgraça do socialismo ladrão, corrupto e prevaricador.

Enquanto isso está sendo permitido que os poderes públicos, sustentados com mais de quatro meses por ano do nosso sangue, suor e lágrimas, sejam sistematicamente infestados pelas moscas-varejeiras-militantes, que não param de depositar seus ovos para a reprodução ilimitada dos vermes da política e de seus cúmplices.

São esses vermes – responsáveis diretos pela continuidade pós-FHC da epidemia nacional da falta de caráter, honestidade, ética e moralidade − que estão agora formalizando a destruição final de um país de mais de 180 milhões de habitantes. Uma população que se apresenta despreparada para se reunir e salvar sua pátria das mãos dos prostitutos da política que estão assumindo o controle do futuro dos nossos filhos e de suas famílias.

A histórica decomposição do patriotismo, da moralidade e da ética reproduziu, em larga escala, os vermes-filhotes da falência da educação, da falta de patriotismo e da decorrente ausência de cidadania. São esses os vermes que estão contaminando a sociedade do “país do futuro”, sem mais futuro pela ótica dos covardes e dos cúmplices da canalha, que se associam contra a absoluta maioria daqueles que sonham – no silêncio dos inocentes, dos ignorantes, dos fracos e dos covardes − com um país digno para vivermos.

Nosso destino está sendo traçado pelos vermes do socialismo ladrão, corrupto e prevaricador e estamos pagando para ver os espetáculos diários do Circo do Retirante Pinóquio, no qual somos os palhaços.

Como atores desta tragédia, estamos sendo talhados para servirmos cada vez mais como um prato feito para atender a fome e às ambições incontroláveis da canalha do capitalismo financeiro, exploradora dos excluídos e dos covardes apátridas que habitam os países em desenvolvimento, e que tem na patifaria da política prostituída seu instrumento de lobby predileto para comprar a moral, a ética, a lealdade e as consciências daqueles que se apresentam como representantes do povo.

E, pela nossa falta de atitude, estamos sendo emudecidos pelo assistencialismo populista e preservador da pobreza que influencia mais de 50 milhões de brasileiros a continuarem sendo pedintes do Estado, e não terem oportunidade de educação para lutarem com dignidade para a construção de um futuro melhor para suas famílias, sem os favores de um estelionatário da política prostituída.

Fomos transformados em serviçais da realização dos sonhos de poder dos canalhas da política e seus cúmplices, formadores de uma burguesia estruturada para explorar o Estado em benefício próprio a partir de um projeto de poder alicerçado no corporativismo corrupto e picareta entre os Podres Poderes da República, com o claro objetivo de se tornar perpétuo.
FDP!

Enquanto os extratos de gastos de milhões com cartões de crédito palacianos são qualificados como confidenciais, não são nada confidenciais as merdas de vidas que milhões de cidadãos estão vivendo.

Pobres de todos nós. Moscas e sem nem o direito a sermos cornos.

Geraldo Almendra é ensaísta.

Lula é um Rótulo

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Almeida Lima

Nunca gostei de rótulos. Quase sempre eles são usados para mascarar o conteúdo, enaltecendo-o ou diminuindo-o. Eles empobrecem o objeto e, muitas vezes, servem de instrumento para simulações ou dissimulações. O rótulo é, portanto, quase sempre, um elemento enganador, principalmente quando se projeta no tempo, distanciando-se de sua origem e passando a fazer parte da “história”.

A história (sem aspas) é sempre contada de forma circunstanciada o que diminui a possibilidade de formação de consciências distorcidas, mas estas se proliferam exatamente pelos rótulos que são estabelecidos, às vezes, como síntese de um pensamento ou mesmo de uma ideologia, outras vezes, com o propósito de distorcê-los já no seu nascedouro, uma forma de apelido pejorativo.

As teses do liberalismo econômico propagadas por Adam Smith durante o iluminismo, precursor da Revolução Francesa, por exemplo, encantaram o mundo progressista de então (século XVIII) por se contrapor ao status quo vigente assentado no feudalismo e no mercantilismo que atendiam aos interesses da elite econômica da época, contra a classe média e a pobreza (sans-culottes). Para os “progressistas” de hoje, idéias liberais, ou liberalizantes são um acinte, daí os rótulos não serem eloqüentes ou convincentes, não se prestando, portanto, aos esclarecimentos.
Um grande exemplo de rótulos está nas expressões “direita” e “esquerda”, cuja origem, mesmo levando-se em conta o cenário político em que foram cunhadas – Assembléia Nacional Francesa, séc. XVIII –, nada tinham a ver com o conteúdo ou as teses políticas daqueles que assim foram rotulados. Direita e esquerda nada mais eram do que os lugares (assentos) ocupados pelos grupos políticos antagônicos (girondinos e jacobinos) que compunham a Assembléia Nacional, apenas uma referência a quem se sentava à direita ou à esquerda do rei naquele parlamento.

O significado político que hoje em dia se dá a estas expressões é completamente diverso, pois enquanto a palavra “direita” é associada aos que defendem as teses do capitalismo econômico ou liberalismo, a palavra “esquerda” é associada ao socialismo, expressão surgida em meados do séc. XIX, quase cem anos depois.

Confesso a minha pieguice ou mesmo idiossincrasia com o uso indevido da expressão esquerda em nossos dias. Sinto-me incomodado. O PT nada tem a ver com a esquerda. A esquerda nada tem a ver com a delinqüência. A delinqüência é que tem a ver com o PT. Chega de apropriação indébita. PT nunca foi esquerda, nem a esquerda será, jamais, propriedade desse PT, por mais que tentem se apropriar desse rótulo. PT sempre foi uma simulação – aquilo que parecia ser e não era –, um engodo, uma mentira.

Para mim e para muitos brasileiros esta máscara caiu. Muitos já descobriram essa farsa. PT quer dizer Partido Totalitário, e o totalitarismo jamais poderá ser o caminho para o socialismo. O rito de passagem será sempre a liberdade, a solidariedade, a igualdade e a fraternidade. Ser socialista, ou de esquerda como desejem rotular, é aprofundar historicamente, na prática, no cotidiano, esses conceitos, passando a liberdade e a igualdade não serem, apenas e tão somente, direitos subjetivos a serem alcançados, mas condições objetivas e efetivas de vida.

O mundo não deve esquecer que o totalitarismo, que pode ser de esquerda (Stalin na URSS) ou de direita (Hitler na Alemanha e Mussolini na Itália), é um regime nefasto a toda a humanidade, e as suas características são bastante conhecidas e todas elas, a exemplo do regime de partido único; da centralização do processo de decisão no núcleo dirigente; do aparelhamento da burocracia estatal; da intensa repressão a dissidentes partidários; do culto à personalidade; da intensa propaganda estatal; da censura aos meios de comunicação e da militarização de seus quadros, estão sendo perseguidas pelo governo do presidente Lula e pelo seu Partido dos Trabalhadores.

Por isso não devemos banalizar o rótulo esquerda e, sobretudo não confundi-lo com a expressão “totalitarismo de esquerda”. Isto não é pieguice, é uma essencialidade.

José de Almeida Lima é Senador da República

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Bush vem ao Brasil enquadrar Lula, mas seus interesses são os negócios bilionários com álcool combustível

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Além de tomar um “whisky cowboy” com seu colega brasileiro, o que é de lei, o presidente George Bush vai aproveitar sua viagem oficial ao Brasil, no próximo dia 8 de março, para dar uma bronca e tratar de negócios. Depois de reclamar da leniência de Lula em não condenar as atitudes beligerantes do presidente venezuelano Hugo Chávez, Bush vai discutir o que realmente lhe interessa pessoalmente: o ingresso da empresa de sua família no lucrativo mercado do álcool como combustível.

O negócio, que deverá resultar em investimentos de US$ 100 bilhões nos próximos cinco anos, interessa diretamente a Bush. Tanto que o irmão dele, o ex-governador da Flórida Jeb Bush, faz parte da Comissão Interamericana do Etanol, cujo diretor-executivo Brian Dean é seu indicado. Quem participa do grupo, pelo lado brasileiro, é Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura. Na visita ao Brasil, será firmado um acordo que incluirá o etanol na lista de bens e serviços ambientais prevista no mandato negociador da Rodada Doha da Organização Mundial de Comércio (OMC).

Os presidentes Lula e Bush devem assinar um memorando na área de etanol que reafirmará o compromisso deles com a abertura de mercados para o biocombustível, o estímulo à pesquisa científica e a criação de normas técnicas internacionais para o comércio do produto. Até o momento, prevalece a resistência dos EUA em aliviar as barreiras comerciais que blindam sua indústria de etanol. A família Bush patrocina a atual dificuldade, para vender cara a futura facilidade. Os Bush querem ser sócios ou adquirir grandes usinas brasileiras, para depois permitir que elas tenham facilidade de entrada no mercado dos EUA, cujo potencial de consumo é de 200 bilhões de litros por ano.

Vem mensalão aí...

Após convidar várias empresas para participar de uma concorrência pública, o governo dispensou a licitação para a escolha do consórcio que prestará o serviço de infra-estrutura e inteligência de segurança do Pan-Americano do Rio.

O maravilhoso contrato tem o valor de R$ 161 milhões.

Nos bastidores do mercado, afirmam que um famoso advogado, consultor de empresas e blogueiro cuidou de toda a operação...

Sinal de que pode sobrar mensalão para muita gente na farra do PAN-2007...

Mercadante salvo

Procurador-geral da República não vê indícios da participação do senador Aolísio Mercadante na compra do dossiê contra José Serra.

Por isso, Antônio Fernandes de Souza pede ao Supremo que arquive processo.

É mais uma evidência que o caso dos sanguessugas tem tudo mesmo para acabar em pizza, igualzinho ao escândalo do mensalão.

Custo bandido

O custo mensal de manutenção de um menor infrator em regime de internação é de R$ 4.400.

O valor é vinte e oito vezes o necessário para custear as despesas de um aluno no ensino público fundamental, segundo dados da OCDE.

Um preso custa a média de R$ 1 mil por mês aos sistemas penitenciários.

E um deputado, seja ou não mensaleiro, custa R$ 1 milhão por ano para a sociedade.

Guerra à vista

Vai se agravar nos próximos dias a guerra entre as milícias de segurança e os comerciantes de drogas no Rio de Janeiro.

Ontem, foi assassinado o policial Félix dos Santos Tostes, que era o chefe da milícia que dava “segurança” à favela de Rio das Pedras, na Zona Oeste.

O atentado é a primeira ação confirmada do tráfico contra as milícias que estão expulsando os criminosos de pelo menos 90 favelas do Rio.

A polícia suspeita de uma reação contra a ameaça das milícias de ocuparem a Cidade de Deus.

Barbaridade

O crime ocorreu no Recreio dos Bandeirantes, quando saía de um prédio de apartamentos.

A polícia encontrou 46 cápsulas detonadas no local.

Félix estava afastado da Polícia Civil, onde atuou até dezembro como adjunto do gabinete do chefe da corporação.

Lula versus Irã

O presidente Lula vai levar uma chamada de seus amiguinhos do Foro de São Paulo...

A decisão do Conselho de Segurança da ONU de impor sanções ao Irã pela não interrupção do seu programa nuclear teve o apoio do Brasil.

O presidente Lula da Silva estabeleceu, por decreto, "o congelamento de ativos financeiros e recursos econômicos de indivíduos e entidades ligadas à atividades nucleares de enriquecimento, reprocessamento, projetos de água pesada e desenvolvimento de vetores e armas nucleares iranianas".

Ameaça nuclear

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) divulgou ontem relatório segundo o qual o Irã acelerou o enriquecimento de urânio, em vez de suspendê-lo, como a comunidade internacional exigia.

O documento da AIEA revela que foram instaladas mais centrífugas e acumuladas várias toneladas de gás hexafluoreto de urânio numa usina.

Além disso, autoridades iranianas teriam revelado à AIEA que pretendem colocar em operação um total de 3.000 centrífugas - suficientes para enriquecer urânio em escala industrial.

Ultimato insistente

O relatório foi divulgado um dia depois do fim do ultimato do Conselho de Segurança da ONU.

A chanceler britânica, Margaret Beckett, promete estudar a adoção de mais medidas no CS.

Entre as novas sanções que podem ser adotadas estão a proibição de viagens de autoridades iranianas e restrições a empresas do país.

A secretária de Estado americano, a pantera Condoleezza Rice, já avisou que Washington e seus aliados usariam o CS e "outros meios disponíveis" para convencer o Irã a voltar para a mesa de negociações

Guerra por cargos

O presidente Lula quer ganhar tempo para superar os conflitos abertos pela disputa de cargos, nos 37 ministérios ou nos que serão criados, em seu segundo mandato.

Em conversas ontem com dirigentes do PSB e do PC do B, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva indicou que pode fechar os nomes da reforma ministerial apenas após a convenção nacional do PMDB, em 11 de março.

O PT disputa cargos e ministérios com o PP.

O PSB bate de frente com o PMDB pelo mesmo motivo.

E O PC do B, que não quer briga com ninguém, só quer manter o atual Ministério dos Esportes e deseja um novo Ministério: o da Juventude.

A praga do Velho Chico

O bispo de Barra (BA), Luís Flávio Cappio, que em dezembro de 2005 fez 10 dias de greve de fome contra a transposição do São Francisco, retomou os protestos contra o projeto.

Ontem, no Palácio do Planalto, ele entregou carta ao presidente Lula, pedindo audiência para discutir a suspensão da obra.

Em 12 de março, o Bispo promete liderar passeata na Esplanada dos Ministérios para pressionar o governo a desistir do projeto que interessa às grandes empreiteiras amigas do governo e dos mensaleros.

Vai para o FMI

O presidente Lula da Silva decidiu nomear para o FMI o economista Paulo Nogueira Batista Jr.

Ele foi um dos principais responsáveis pela moratória da dívida externa no governo Sarney, em fevereiro de 1987.

Em março de 2005, quando o Brasil não renovou o acordo do fundo, Nogueira escreveu um artigo intitulado "Bye, bye, FMI".

Punidos nos EUA

No Brasil, o uso de informações privilegiadas no mercado de ações é crime, mas ninguém vai preso por nossa tradição de impunidade.

Mas nos Estados Unidos da América o bicho pega para os malandros.

A Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador do mercado de capitais americano, anunciou ontem a punição do ex-diretor financeiro da Sadia Luiz Gonzaga Murat Júnior e do ex-funcionário do banco ABN AMRO Real Alexandre Ponzio de Azevedo.

Ambos foram punidos por "insider trading" (tráfico de informação privilegiada) com ações da Perdigão, no período da oferta hostil de compra feita pela Sadia.

Vai doer no bolso

Os dois compraram recibos de ações da Perdigão nos EUA, usando informação privilegiada da oferta.

Só não vão para a cadeia porque fizeram acordo com a SEC.
Murat pagará US$ 364.432,12 em multas e foi proibido de atuar em companhias abertas por cinco anos.

Ponzio de Azevedo pagará US$ 135.380,45 e não pode atuar no mercado financeiro por três anos.

Lucros na operação

O termo de acusação no processo da SEC descreve em detalhes a conduta ilegal de Murat, que começou a comprar ações ainda durante as reuniões da Sadia com bancos de investimento para discutir a oferta de compra da Perdigão.

A reunião, na qual foi sugerida a oferta, ocorreu em 7 de abril.

No mesmo dia Murat comprou 5.100 recibos de ações da Perdigão no mercado norte-americano, por US$ 354.363.

Continuou comprando e vendeu quando a oferta foi retirada, com lucro de US$ 180,4 mil.

Já Azevedo, desligado pelo Banco ABN AMRO Real, lucrou US$ 67.1675 na operação de "insider trading".

Garotinhos que se cuidem...

O que a queda de uma ponte em construção, sobre o rio Paraíba do Sul, em Campos tem a ver com o novo Hospital de Duque de Caxias, que não consegue sair da planta?

A empresa Delta Construções, a construtora preferida do Casal Garotinho por longos oito anos.

Um dos pilaress da ponte em Campos desabou e, agora, a empresa terá de explicar as causas do acidente, que matou quatro operários e feriu outros nove, que foram hospitalizados. Tara não tem idade

Uma velhinha norte-americana, de 84 aninhos de idade, foi condenada a três anos de cadeia por ter abusado sexualmente de um menino de 11 anos de idade.Georgie Audean Buoy, que era uma pacata moradora do norte de Oregon, foi presa há um ano e confessou ter transado com o garoto.

Agora, dona Georgie vai se tornar a prisioneira mais velha de Oregon.

O último cheque

A filha faz 18 anos e o pai está todo feliz por emitir o último cheque da pensão que paga à ex-mulher, desde que a menina tinha 1 ano de idade.

Pede para a filha que ela retorne para lhe contar como ficou a cara da mãe ao dizer-lhe que é o último cheque que ela verá da parte dele.

A filha entrega o cheque à mãe e volta à casa do pai para lhe dar a resposta.

- Diga filha, qual foi a reação dela?

- Ela mandou lhe dizer que você não é o meu pai.

Qualquer semelhança entre o casamento de Ciro Gomes com os filhos da mãe do governo Lula é apenas mera coincidência...

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

Senado investigará gastos secretos de militares lotados na Presidência em empresas processadas por sonegação

Edição de Quinta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Exclusivo - Os gastos secretos da Presidência da República devem dar muita dor de cabeça ao presidente Lula da Silva e a alguns militares que com ele trabalham e emprestaram seus nomes para não-justificadas despesas com cartões de crédito corporativo. A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado deverá solicitar à Secretaria da Administração da Presidência, comandada pelo General Romeu Costa Ribeiro Bastos, uma explicação objetiva sobre os R$ 4.836.740,12 gastos “secretamente”, no ano passado, e sobre estranhas compras feitas em anos anteriores.

Os senadores vão se debruçar sobre “despesas sigilosas” que têm pelo menos dois problemas. Primeiro, ultrapassam o valor previsto em lei para uma compra normal por licitação. Segundo, compras feitas por militares em empresas que respondem a processos por sonegação fiscal desde o ano 2000. O Tribunal de Contas da União também será acionado para analisar o caso que tem tudo para gerar a incômoda CPI dos Cartões de Crédito Corporativo – cujo efeito tsunâmico pode superar o escândalo do Mensalão.

Serão alvos diretos da investigação as aquisições, no valor de R$ 212 mil reais, feitas entre os dias 28/01 a 03/02/04, pelo então Cel Av Luiz Fernando de Aguiar (no cartão BB/Visa, usado pelo CPF 017.057.598-58), na firma SIELBRA Sistemas Eletrônicos Ltda. Sediada em um subsolo da 406 Norte, em Brasília, a empresa responde a sete processos por execução de dívida pela fazenda pública por sonegação de impostos, gerados por descaminho (contrabando). Como a SIELBRA está na divida ativa da união desde 2000, muito antes da compra em 2004, qualquer operação com ela é ilegal!

Outro alvo das checagens serão os gastos com o cartão corporativo (usado pelo CPF 049.978.548-75) do então Tenente Coronel Carlos Eduardo Alves Da Silva. O militar da FAB era piloto da Presidência, quando fez uma compra secreta de quase R$ 45 mil reais em uma empresa que está registrada bem longe de Brasília. A Bomfim Conceição Comércio de Informática Ltda/ME, que tem sede no centro do município baiano de Ilhéus, é representada pela Greco Representações, sediada em Salvador. Técnicos do Tribunal de Contas da União investigam se as notas emitidas pela empresa à Presidência são mesmo “quentes”. A investigação é para saber se foram ou não usadas notas frias para lavar dinheiro usando os cartões corporativos.

Atualmente o TC Carlos Eduardo comandou o 1º/4º GAV, sediado em Natal, e depois virou adido militar da Aeronáutica no Chile. A mesma base aérea de Natal era comandada até janeiro deste ano pelo mesmo Cel Av Luis Fernando Aguiar, que também foi piloto da Presidência. O militar foi recompensado com uma missão permanente no exterior em 22 de agosto de 2006.

O valor a ser explicado sobre os “gastos secretos” fica ainda maior se forem somadas as despesas da Abin, da Polícia Federal e da Presidência da República. A parcela sigilosa foi de R$ 10 milhões e 900 mil (em 2006), em comparação com os R$ 10 milhões e 500 mil (em 2005) e os R$ 8 milhões e 700 mil (em 2004). A Casa Civil da Presidência alega que os dados são “direta ou indiretamente imprescindíveis a planos e operações de segurança do presidente e vice-presidente da República, seus familiares, e de chefes de Estado e governos estrangeiros em visita ao nosso País”.

Acompanhar as operações, saber onde, como e quem usou os recursos seria um direito de todo o contribuinte não fosse a existência de legislação que impede o livre acesso. Os cartões corporativos, administrados pela BBCartões, subsidiária do Banco do Brasil, permitem que servidores façam saques ou pagamentos de rotina com dinheiro público sem autorização prévia. A Controladoria Geral da União (CGU) informa que, desde 2004, foram realizadas 219 mil operações, totalizando R$ 73 milhões e 300 mil em despesas com cartões.

Morte suspeita

Será que os casos de Celso Daniel e Toninho do PT se repetem?

Foi assassinado na madrugada de quarta-feira, na cidade de Mococa (174 km de São Paulo) o professor Usaldo Mendes Campos, de 56 anos.

A vítima é pai de Fernanda Karina Somaggio - aquela ex-secretária de Marcos Valério, que posou pelada em revistas masculinas.

Karina Somaggio ficou conhecida depois de denunciar, na imprensa, supostos esquemas de pagamentos, feitos por Marcos Valério, para parlamentares, com o chamado "mensalão".

Assalto?

Campos estava na sala quando dois homens armados invadiram o local e anunciaram o assalto, por volta da 0h.

A vítima teria reagido ao “assalto” e lutado com os criminosos, até ser baleado no abdômen.

As investigações trabalham com a hipótese de assalto seguido de morte.

Processando o MST

Podem sair hoje as primeiras liminares para a desocupação das 12 fazendas que foram invadidas durante o Carnaval por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

No total, foram 13 propriedades invadidas na região do Pontal do Paranapanema, mas uma delas, a Fazenda Cachoeira, foi desocupada espontaneamente pelos invasores.

O advogado da União Democrática Ruralista (UDR), Joaquim Botti, deve entrar com o pedido de liminar apenas contra o MST.

"A participação da CUT será analisada depois".

O líder dos sem-terra, José Rainha Júnior, disse que as ordens judiciais serão respeitadas.

Tirando o corpo fora

O secretário da Justiça de São Paulo, Luiz Antonio Marrey, adverte que a responsabilidade pela reforma agrária é da União.

"É preciso relembrar que a Constituição prevê como competência da União a realização da reforma agrária. Os movimentos sem terra e a CUT têm vínculos políticos com o governo federal e devem cobrar a reforma agrária de quem tem a competência constitucional".

Marrey avisou que o governo do Estado "não será omisso" e irá atuar para acelerar a regularização fundiária no Pontal do Paranapanema.

"Há inúmeras ações do Estado para arrecadar terras devolutas na região. Se formos aguardar a última instância judicial, provavelmente, essas ações demorarão uns dez anos para ter uma decisão final. Ou se aguarda, ou se procura costurar um novo acordo, legislativamente, para apressar a situação”.

CUT rachada

A onda de invasões nas propriedades rurais promovida pelo Movimento dos Sem-Terra (MST) durante o carnaval causou racha entre a direção estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e sindicatos.

A coordenadora regional de Presidente Prudente, Sônia Auxiliadora, disse que a CUT não se responsabilizará pelas ações dos filiados.

Ela alegou que a CUT apóia a reforma agrária, mas que não promove ocupações...

Inferno para o bolso das ONGs

O dólar em baixa virou o inferno das ONGS que dependem de ajuda externa para financiar projetos sociais no Brasil.

Em reais, elas recebem cada vez menos.

A saída tem sido reduzir investimentos, cortar pessoal, trocar o plano de saúde de funcionários.

Mesmo assim muitas estão no vermelho.

Vítima dos bolcheviques

Os radicais petistas querem porque querem tirar do cargo o diretor de Política Econômica do Banco Central, Afonso Bevilaqua.

Ele é considerado a personificação do conservadorismo das decisões da instituição.

Ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, para discutir a questão.

Tudo indica que possa até ocorrer troca de cadeira na autoridade monetária, mas nada que implique guinada nas decisões sobre juros e câmbio.

Para Lamentar

O Correio Braziliense de hoje traz mais uma daquelas notícias para se lamentar, profundamente, a qualidade da classe política que temos no Brasil.

O vereador José Adelino Ribeiro (PFL), de Santo Antônio do Descoberto (GO), recebe R$ 5 mil mensais de salário e aposentadoria.

Mesmo assim, a mulher e três filhos dele estavam na lista de beneficiários do programa Bolsa Família até novembro passado.

Risco de apagão no bolso

Por falar em bocada, uma boa parte das um milhão e meio de pessoas que consomem entre 80 e 220 quilowatts/hora por mês e têm parte da conta de Luiz bancada pelo governo, pode ficar com os bolsos as escuras.

A maioria corre o risco de perder o benefício se não se cadastrar e provar que recebe renda mensal próxima de um salário mínimo.

Muito espertalhão já deveria ir comprando um pacote de velas...

Seria uma Boa Deputada

Circula na Internet a notícia de que a Deputada Federal Brasileira, Agnes Marchioni, despiu-se para o Site da Playboy.

As tais fotos foram tiradas em outubro/2006,na praia de Itamambuca,em Ubatuba.
Clique para ver as fotos.

Só tem um probleminha: a notícia é falsa. Mais um caso de fake da Internet.

A gostosa não foi eleita por qualquer partido, e nem tem mandato. Mas que seria uma boa deputada, certamente seria., dada a zona que é o nosso Congresso.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.