quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Palocci, Dirceu e Lula negociam a privatização de aeroportos lucrativos com empreiteiras e governadores

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

O submundo das empreiteiras confirma que dois grandes grupos trabalham intensamente para conquistar, previamente, no jogo político de cartas marcadas, a privatização dos lucrativos aeroportos Tom Jobim e Viracopos. O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro interessa ao grupo suíço Dufry (que já controla as operações de free-shopping no Brasil, depois que comprou a Brasif, em 2006). Os estrangeiros selam o negócio se fecharem uma parceria com a Odebrecht. Já o aeroporto de Campinas, onde se movimenta por dia US$ 50 milhões de dólares em importações, interessa ao grupo Andrade Gutierres.

O desgoverno do chefão Lula também pretende privatizar os aeroportos de Confins, em BH, Juiz de Fora e Uberlândia. O Aeroporto da Pampulha permaneceria com a Infraero, pois só opera com jatos e não dá lucro. Lula negocia a proposta entreguista dos aeroportos, pessoalmente, com os governadores Sérgio Cabral Filho e com os tucanos Aécio Neves e José Serra. Assim, os grandes grupos ligados a todos eles participarão do mega-negócio, sem conflitos desnecessários.
Nos bastidores, os grandes pilotos da privatização dos aeroportos são o deputado federal Antônio Palocci Filho e o ministro informal José Dirceu de Oliveira e Silva.

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, muito mais interessada em ser candidata a presidente em 2010, também acompanha, tecnicamente, o complicado negócio de privatizar os aeroportos lucrativos. Tudo vai depender de Medida Provisória ou de regulamentações aprovadas pelo Congresso Nacional e por Assembléias legislativas estaduais. Sem o tradicional “molha mão” para convencer deputados, fica inviabilizada a parceria público privada (PPP) dos grupos econômicos nacionais e transnacionais com a Infraero.

Só os aeroportos Tom Jobim e Viracopos são responsáveis por 40% da receita da Infraero. Com 35 anos de existência, a Infraero administra 67 aeroportos, sendo 34 internacionais, 81 unidades de navegação aérea, além de 32 terminais de carga aérea. Os recursos carreados nos poucos aeroportos lucrativos ajudam a cobrir os deficitários. A tática do desgoverno entreguista é sufocar, aos poucos, uma empresa que é a terceira maior no mundo na administração de aeroportos.

Desequilíbrio

O desgoverno entreguista de Lula ignora que os aeroportos são estratégicos em termos de Segurança Nacional.

Também não avalia o impacto da privatização de Viracopos – que deve causar um baque de ociosidade na operação de cargas no Aeroporto Internacional de Guarulhos, reduzindo ainda mais as receitas da Infraero.

Viracopos tem sempre melhores condições de pouso e decolagem que Guarulhos.

O aeroporto em Campinas chega a apenas fechar quatro vezes por ano para vôos por instrumentos – ao contrário do aeroporto na Grande São Paulo.

Perguntinhas idiotas?

E o trem bala ligando Campinas ao Rio, quem vai financiar, e a troco de quê?

Será que o assunto daria uma bela CPI ?

As perguntas são de um aeroportuário indignado?

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Setembro de 2008.

7 comentários:

Anônimo disse...

Vejam só que trio! Algemas neles, são prerigosos e representam uma ameaça enorme para a população, Brinacadeira não é?! Cade o FHC? Sr. Fernando Henrique, voce é o responsável por essa desgraça, na campanha presidencial de 2002 tirou o Ciro Gomes e depois a Roseana Sarney de tempo, enquanto o chefe dos aloprados corria por fora, e agora o senhor não faz nada? ou esta comprometido também? que vergonha Sr. Fernando Henrique, perseguiu os funcionários públicos com anos de trabalho, os aposentados. o Sr. é o principal responsável, saia da toca, capacidade o Sr. tem, ainda pode tentar consertar o seu erro.

Anônimo disse...

Esse homem ta louco, tem que tira-lo da presidência e interná-lo, o alcool já deve ter consumido o único neurônio que ele tinha.

Esperança disse...

O Brasil vive uma época de muito fartura:
farta vergonha,
farta caráter,
farta ética,
farta atitude,
farta compromisso com a qualidade.
farta um presidente...

Esperança disse...

Peripécias etílicas:

É para rir ou para chorar?

http://www.estadao.com.br/geral/not_ger247439,0.htm

Anônimo disse...

O Rafael Correa gritou com o Lula e ele abaixou a cabeça, nosso Presidente parece que além de ter perdido o dedo, perdeu também as duas bolas... ô Lula, levanta a bunda da cadeira e toma uma atitude, o Brasil não pode ser covarde que nem você.

Anônimo disse...

Nunca na história desse país, tivemos um presidente tão cabra safado como é o Mula.

Anônimo disse...

Dentro da minha cabeça pairam muitos questionamentos, um deles é o seguinte:

Se gritar pega ladrão dentro do PT, será que fica um?