sábado, 27 de setembro de 2008

Procuradoria quer tirar do ar a propaganda de Lula "É mais arroz, é mais feijão" que fere a Constituição ainda em vigor

Edição de Sábado do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

A equipe do Bolcheviquepropagandaminister do chefão Lula tem tudo para sofrer uma derrota na Justiça. O ministério Público Federal em Mato Grosso decidiu questionar a “campanha publicitária” do desgoverno federal que usa o slogan "É mais arroz, é mais feijão". O MPF quer a suspensão da propaganda oficial.

Os procuradores denunciam que a propaganda, que divulga o volume da produção de alimentos no Brasil, contraria os requisitos constitucionais da publicidade no setor público. O artigo 37, parágrafo primeiro, da Constituição (ainda em vigor, embora alguns petistas pensem o contrário) deixa claro que a publicidade oficial deve ter caráter educativo, informativo ou de orientação social. A Constituição estabelece esses requisitos para impedir a promoção pessoal de autoridades e funcionários públicos.

O procurador da República em Mato Grosso, Fernando Amorim Lavieri, reclama que o jingle da campanha promove de maneira direta o governo federal e, de forma indireta, os atuais mandatários. A peça publicitária fala sobre os investimentos governamentais na agricultura. O procurador argumenta que a peça "simplesmente pretende formar no público uma opinião favorável ao governo federal", além de atingir os princípios da impessoalidade e da moralidade administrativa.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Setembro de 2008.

4 comentários:

Anônimo disse...

Esse pessoal de tanta impunidade já se acha acima da lei, é macaco lambuzado de tanto comer mel pela primeira vez, coitada da nossa constituição é mais desrespeitada que mãe de árbitro de futebol, e essa do arroz na propagando ilegal, ironicamente contradiz com os produtores de Roraima, responsáveis por boa parte da economia do Estado e de garantir o alimento mais barato na mesa do população nortista, esta sendo expulso de sua terra pátria, como se bandidos fossem, onde mais uma vez a constituição esta sendo desrespeitada quando o estrangeiro e o índio podem ir e vir e o não-índio brasileiro não. O MST( Meliantes Sem Tratamento) também não respeitam, só na cabeça(sabe-se lá as causas) mesmo do ministro relator do caso RSS, acha que a ONU vai respeitar.. Francamente.

Anônimo disse...

Serrão,

Nessa altura não dá mais pra obter um diploma universitário; todavia, ainda se pode produzir uma big cruz de carvalho...

que tal?



"Me acusavam porque eu tinha barba mas não lembravam que Jesus Cristo tinha barba.
Acusavam que a estrela do PT era comunista e depois me acusavam que eu não tinha diploma universitário".

Anônimo disse...

Essa é boa... não "tinha" diploma universitário mas, agora já tem? Vá estudar, analfabeto! E vamos arrumar uma cruz para elle se cruxificar...

Esperança disse...

Finalmente alguém teve coragem de assumir publicamente:

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI3212759-EI5030,00-Lei+benevolente+livra+criminosos+engravatados+diz+ministro.html