sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Cidadãos reagem na Justiça contra a máfia que impõe milícias, taxas e câmeras em "condomínios" ilegais

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão


As flagrantes ilegalidades cometidas por empresas privadas de segurança e milícias em "condomínios" artificiais atolam ainda mais o Judiciário. Moradores são obrigados a entrar com ações para conter cobranças ilegais de "taxas de segurança" e a invasão de engenhos eletrônicos de inspeção automática, principalmente as câmeras bisbilhoteiras. A prática da vigilância agressiva, ferindo o direito à privacidade, virou moda com o aumento da violência e a propagação do marketing do terror pós-onze de setembro.

A Constituição brasileira (ainda em vigor, até prova em contrário) garante que ninguém é obrigado a se associar a nada e que nenhuma pessoa é obrigada a pagar por serviços não contratados ou solicitados. No entanto, tais abusos viraram rotina no Brasil. São praticados por pretensas associações de moradores (sem legitimidade, criadas artificialmente) que patrocinam perigosas milícias urbanas, alimentando ilegalidades e abusos em meio ao lucrativo negócio de “segurança privada”.

É mafioso o esquema miliciano - que esconde intenções ideológicas de controle político da vida dos cidadãos. O esquema prospera em bairros e ruas que não têm a caracterização legal de “condomínio fechado”. Lugares comuns e abertos, de livre circulação e trânsito, se transformam em feudos. Associações inescrupulosas inventam “taxas de segurança”, obrigando moradores a pagá-las, sem qualquer base legal. A grana é administrada nem Deus sabe como.

Quem não paga, apenas por coincidência e “infortúnio”, vira alvo da ação de bandidos. Além do terror direto, atribuído “ao acaso e ao azar da violência urbana crescente”, os moradores são alvos de constrangimentos. Quem se recusa a entrar no esquema de pagamento compulsório sofre perseguição econômica. Os “inadimplentes” acabam processados judicialmente para pagar pelos supostos serviços de segurança ou benfeitorias executadas.

O mais grave é que alguns juízes acabam iludidos pelos argumentos das “associações” (inventadas sem um número representativo de moradores). Alguns magistrados decidem contra a cidadania e em favor das duvidosas associações. A Justiça tem o dever de coibir o "efeito Juvenal Antena” (líder miliciano que criou e se perpetuou no poder em uma fictícia “comunidade” na novela global “Duas Caras”).

Afinal, o Brasil não é uma “favela da Portelinha” – embora a sociedade do crime organizado se esforce para que isto aconteça.

E o general não faz nada contra?

As denúncias de atuação de milícias urbanas em bairros da classe média alta da Grande São Paulo já obrigam moradores a apelar à Justiça.

Moradores do bairro Parque dos Príncipes, que se divide entre Osasco e São Paulo, já reagem contra a manobra de uma associação local que resolveu contratar a transnacional Prossegur Brasil S/A para instalar câmeras na região, cobrando taxas pelo serviço indesejável que fere a privacidade, sob o pretexto de “mais segurança”.

Moradores que prometem recorrer à justiça contra a “armação miliciana” sustentam que, em tese, o lugar não precisaria de tanta segurança.

Afinal, quem mora lá é o general reformado linha-dura Oswaldo Muniz Oliva, que é pai do senador Aloísio Mercadante.

Leia abaixo as Rapidinhas Políticas e também as Rapidinhas Econômicas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Novembro de 2008.

4 comentários:

Anônimo disse...

DO BLOG DO CORONEL –

http://coturnonoturno.blogspot.com/
..................................................................................
Off topic: frente à tragédia que está ocorrendo em Santa Catarina, vocês viram algum "movimento social" se apresentar para realizar trabalhos voluntários? Uma caravana do MST? Um grupo do movimento dos assentados de barragens? Uma equipe dos padrecos que insuflam os índios? A turma dos quilombolas? A UNE e o pessoal da sua "caravana da saúde"? Onde estão os ditos "movimentos sociais", tão solidários consigo mesmos? Enfim, esta gentalha que emporcalha a democracia e arrebenta os cofres públicos, onde estão eles?

Anônimo disse...

Do blog - .........http://www.ucho.info/ ........................ Goma arábica Há quem diga que as relações entre o presidente Lula da Silva e o ex-ministro e deputado cassado José Dirceu não são boas, mas isso não é verdade. Segundo apurou este site, Lula e Dirceu conversam quase que diariamente. Em certas ocasiões, chegam a conversar por telefone duas vezes por dia. O que mostra que ambos rezam na mesma cartilha. Porém, o mais interessante nessa história é que Dirceu ? segundo informações não confirmadas hoje ele estaria em Nova York ? sempre antecede em trinta dias as visitas oficiais de Lula da Silva.

bizu disse...

Caso o General fosse linha dura, não teria o filho que tem!!!
-Ou então, o nobre senador continua rebelde!!!

Anônimo disse...

Em Itatiba Sp também temos uma máfia, chama-se ASSOCIAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS EM GIARDINO 'ITÁLIA. a tal associação está se enriquecendo ilicitamente com o dinheiro dos moradores. Quem se recusa a pagar toma processo na justiça. E que justiça! sempre à favor dos ilegais. Mas o STJ já esta mudando esta situação e vai enquadrar todos os bandidos