quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Rapidinhas do Alerta Total

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Vitória previsível

O candidato democrata Barack Obama, de 47 anos foi eleito, na madrugada desta quarta-feira, presidente dos EUA.

O 44º presidente norte-americano será o primeiro negro a comandar da Casa Branca (sem trocadilho infame, para que a frase não pareça comentário racista do Casseta & Planeta).

Na contagem do número de votos no Colégio Eleitoral, Obama tem 338 votos contra 156 do republicano John McCain.

Foi a maior margem de votos desde o pleito de 1996, com a reeleição de Bill Clinton.

Primeira mensagem

Falando a dezenas de milhares de pessoas que lotaram o Grant Park, em Chicago, Barack Obama mandou seu recado de vitorioso:

"O momento da mudança chegou à América. A estrada à frente será longa. Nossa escalada será dura. Não deveremos chegar lá em um ano ou mesmo em um mandato, mas, América, eu nunca fui tão confiante do que esta noite de que nós chegaremos lá”.

John McCain reconheceu a derrota diante de uma multidão em Phoenix, Arizona, e pediu que o país se una sob o comando de Obama.

Tadinho do Bradesco

O Conselho Nacional de Justiça decidiu ontem que os depósitos judiciais só podem ser mantidos em instituições oficiais.

Com a decisão do CNJ, as licitações realizadas pelos tribunais de Justiça do Rio e Minas, vencidas pelo Bradesco, foram anuladas.

Foi mais uma péssima notícia para o banco “completo”, depois da mega-fusão entre Itaú e Unibanco.

Especular é preciso

O mercado especula sobre as opções do Bradesco e do Banco do Brasil para retomarem suas posições no ranking dos maiores bancos.

Uma alternativa seria a compra de uma instituição no exterior ou mesmo da operação local de um banco estrangeiro.

O Bradesco poderia formar uma parceria com o Citi, e o BB poderia se juntar com a Caixa Econômica Federal.

Leia os artigos de Luciano Blandy: Os limites do pensamento mágico e Arlindo Montenegro: Pingos nos iiiiiiiiis!

E se o cara fugir?

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) restituiu o passaporte a um cidadão inglês investigado por supostos crimes contra o sistema financeiro nacional e de lavagem de dinheiro.

Os ministros consideraram que pôr o investigado em liberdade, mas reter-lhe o passaporte, seria como conceder uma "meia liberdade".

O que dirão os ministros do STJ se o bem articulado inglês rapar fora do Brasil?

Coisa ruim

O chefão Lula da Silva criticou ontem a imprensa, ao reclamar que as manchetes só destacam coisas ruins, como se nada de bom acontecesse no Brasil ou no mundo.

Ou será que a nossa cabeça está condicionada a pensar que o bom é obrigação fazer e só o mal tem que mostrar”.

O chefão fez a reclamação durante a inauguração da segunda casa de força da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Pará.

E a educação?

Lula lembrou a primeira vez que esteve em Tucuruí, em novembro de 2004, para a inauguração de uma turbina e comeu um bombom de cupuaçu, jogando o papel entre a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o então governador do Pará, Simão Jatene (PSDB).

Lula reclamou que, apesar da importância da obra, no dia seguinte, o destaque era a foto do papel do bombom jogado no chão:

Não teria importância em lugar nenhum do mundo, mas no Brasil o preconceito estava demonstrado naquele papel de bala. Porque se quisessem mostrar uma coisa dessas, era só mostrar o que muitos governantes faziam muito mais sujo que um papel de bala e que não era mostrado em nenhum momento”.

Perguntinha idiota: Jogar papel no chão, não é falta de educação, oh grande e popular chefão?

Caindo na real

O desgoverno admite que a economia brasileira crescerá menos em 2009.

O Orçamento terá corte de pelo menos R$ 8 bilhões.

A previsão de crescimento está sendo revista de 4,5% para 3,7% a 3,8%.

O ministro Paulo Bernardo (Planejamento) indicou ontem que o verdadeiro tamanho da tal “marolinha” vaticinada pelo chefão Lula da Silva.

Conselho útil sempre

O chefão Lula voltou a recomendar que os empresários brasileiros não abortem os investimentos em curso.

Lula argumentou que o País precisa estar preparado para quando a atual turbulência econômica passar.

Temos que nos preparar porque, na hora que esse vendaval passar, quem tiver mais preparado é que vai levar o jogo. E penso que começa a surtir efeito logo depois das eleições (americanas). Porque não é possível que quem ganhar essas eleições vá deixar essa crise durar um ano. A economia não agüenta. (Quem for eleito) Tem que tomar medidas rápidas”.

Contra o marketing policial

O Conselho Nacional de Justiça ontem uma recomendação a todos os magistrados para que evitem usar em seus despachos os nomes adotados nas operações da Polícia Federal (PF).

O presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, chamou os nomes das operações da PF de "denominações jocosas":

É preciso encerrar esse capitulo de marketing policial à custa do Judiciário”.

As operações da PF usaram muitos nomes inusitados: Satiagraha, Navalha, Perseu, Fariseu, Themes, Anaconda, e a mais recente Deja vú, uma alusão à volta da corrupção nos Correios.

Dia de Dantas

O Supremo Tribunal Federal resolve hoje se o banqueiro Daniel Dantas deve voltar para a prisão ou se pode continuar solto.

A expectativa no STF é de que o plenário do STF confirme liminar dada em julho pelo presidente da Corte, Gilmar Mendes, que garantiu a libertação do banqueiro.

Dias depois do despacho de Mendes, o Ministério Público Federal enviou um parecer ao STF opinando que Dantas deveria voltar para a prisão.

Dantas foi preso em julho por ordem do juiz da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, onde tramitou o inquérito sobre a Operação Satiagraha da Polícia Federal, que investigou um suposto esquema de crimes financeiros.

Supressão da Justiça

O subprocurador-geral da República Wagner Gonçalves, autor do parecer contrário à libertação de Dantas, protestou que a decisão de Mendes de revogar a prisão suprimiu instâncias da Justiça e contrariou uma jurisprudência consagrada do STF.

O presidente do STF não poderia ter decidido o caso antes de a prisão ter sido analisada pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

"Da mesma maneira que não podia o presidente, ministro Gilmar Mendes, apreciar diretamente o decreto de prisão temporária, não pode Sua Excelência revogar diretamente a preventiva, sem que, antes, tal revogação seja pleiteada no Tribunal Regional Federal da 3ª Região e no Superior Tribunal de Justiça".

Careca preso

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região negou ontem o pedido de habeas corpus ao empresário Marcos Valério Souza, preso no dia 10 de outubro, durante a Operação Avalanche pela Polícia Federal em Belo Horizonte.

Suspeitos de participarem de um esquema de fraude fiscal, investigado pela operação Avalanche, Marcos Valério e Rogério Lanza Tolentino devem continuar detidos na Penitenciária Dois de Tremembé, no interior de São Paulo.

Um dos pivôs do escândalo do mensalão, Marcos Valério foi preso no mês passado acusado de articular um esquema de corrupção e comandar uma quadrilha para forjar um inquérito contra fiscais da Fazenda.

Ataque ao Supremo

A CPI dos Grampos, que foi instalada para investigar suposto esquema de interceptações telefônicas de ministros do Supremo Tribunal Federal, denunciou às presidências da Câmara e do Senado "reiterados atos de intervenção" do STF nas atividades da comissão.

O deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), que conduz a CPI, afirma que "recentes decisões judiciais exaradas em razão da atividade da comissão colocam em xeque a harmonia dos Poderes da República".

"Fica o alerta para que amanhã o Parlamento não seja menos do que merece ser".
Foi a bronca de Itagiba em seu ofício-manifesto de 8 páginas, ao requerer a seus pares que assumam "posicionamento formal e uma postura firme contra a invasão, pelo Poder Judiciário, das competências constitucionais do Congresso e contra as decisões judiciais que vêm criando embaraços para o pleno funcionamento da CPI
".

Grampolândia

Formalmente denominada Comissão Parlamentar de Inquérito das Escutas Telefônicas Clandestinas/Ilegais, a CPI dos Grampos apontou 409 mil interceptações autorizadas judicialmente, em 2007:

"Surpreendentemente, as vicissitudes dos processos de autorizações judiciais das escutas que tornam milhões de brasileiros e diversas autoridades políticas reféns de detetives, funcionários corruptos das polícias e das empresas de telefonia fixa e móvel têm sido mantidas em segredo, inatingíveis e incólumes, por decisões que não tiveram a preocupação necessária com a cooperação institucional entre os Poderes".

Hino de greve

Policiais civis de São Paulo, em greve por tempo indeterminado, criaram um hino (quase um jingle):

"Contra o arrocho salarial, policial quer fazer greve geral. É opressão e covardia, é repressão e tirania, contra o arrocho salarial, policial quer fazer greve geral!"

Na Internet, postaram um vídeo em que aparecem imagens do confronto da Polícia Civil com a Polícia Militar e frases como "Pior Salário Do Brasil" (uma alusão ao fato de o governador do estado, José Serra, ser do PSDB).

Cassado

Após mais de quatro horas de julgamento, a corte eleitoral de Rondônia cassou ontem o mandato do governador Ivo Cassol (sem partido), acusado pelo Ministério Público Eleitoral de captação ilícita de sufrágio (compra de votos) e abuso de poder nas eleições de 2006.

Também foi cassado o mandato do senador Expedito Gonçalves Ferreira Júnior (PR-RO), acusado dos mesmos crimes juntamente com a ex-candidata a deputada federal Valdelise Martins dos Santos Ferreira e o ex-candidato a deputado estadual José Antônio Gonçalves Ferreira.

A decisão ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que beneficia os políticos condenados.

Crime da mega-sena

A Justiça autorizou o desbloqueio dos bens do espólio do milionário Renné Senna, assassinado em 2006.

A juíza da 2ª Vara de Rio Bonito, Roberta dos Santos Braga Costa, argumentou que a decisão não foi tomada antes para evitar a dilapidação do patrimônio do ganhador de R$ 52 milhões na Mega-Sena e por que ainda não havia sido nomeado um inventariante — função, atualmente, ocupada pela filha dele, Renata de Almeida Senna.

No despacho, a juíza enfatiza que os bens movéis e imovéis existentes em nome da viúva de Renné, a ex-cabeleireira Adriana Almeida — acusada de ser a mandante do crime —, independentemente de terem sido adquiridos direta ou indiretamente pelo marido, permanecerão bloqueados.

A covardia

Um ano e meio após ganhar R$ 52 milhões na Mega-Sena, Renné Senna, de 54 anos, foi assassinado com quatro tiros quando tomava cerveja em um bar do bairro de Lavras, em Rio Bonito.

Uma moto preta parou ao seu lado de Renné - que não tinha as pernas e usava um triciclo para se locomover -, o carona saltou e atirou vezes na sua nuca e rosto.

Os bandidos levaram apenas a pochete que a vítima carregava, mas deixaram o cordão de ouro, o relógio e os anéis.

Égua Loura

A cabeleireira Adriana Almeida, 29 anos, que começou o romance com o milionário um ano antes do crime, vivia com ele em uma mansão de Rio Bonito.

As investigações descobriram que ela era amante de um topiqueiro, com quem tinha passado o réveillon de em Angra dos Reis.

Em depoimento, ele disse que a viúva saiu de casa dias antes do crime porque Renné desconfiava de um romance entre ela e um segurança da família.

No celular do amante, a polícia encontrou um apelido no número da viúva: Égua Loura.

Mais namorados

Dois dias depois da revelação de que mantinha um amante - e da suspeita de que teria um segundo namorado -, Adriana foi presa no dia 30 de junho de 2007 acusada de envolvimento na morte do marido.

Ela foi indiciada por homicídio qualificado, por motivo torpe.

Conversas telefônicas captadas pela Justiça indicaram relação de intimidade entre ela e ex-seguranças, que também se tornaram suspeitos do crime.

Condenação exemplar

Nos EUA, o brasileiro Jeremias Bins foi condenado à prisão perpétua pelo duplo-assassinato da esposa Carla Souza, 37 anos, e do enteado Caíque Souza, de 11, em 20 de maio de 2006.

Os 12 jurados da Corte Superior de Woburn, no estado de Massachusetts, concluíram que Bins, 32, cometeu dois assassinatos em primeiro grau, e sentenciaram o brasileiro a cumprir uma prisão perpétua por cada morte.

O único irmão de Carla vivendo nos EUA, Élvio Maia, um decorador de festas radicado em Milford, disse estar satisfeito com o trabalho da promotoria.

Ficou provado que a justiça dos homens funciona nos EUA. Agora a minha vida pode seguir em frente”.

Crime na escola

Um estudante de 13 anos espancou Cridinal Antonia Gonçalves Carlos - vice-diretora da escola estadual Dathan Cervo, em Indiaporã (SP).

A agressão ocorreu depois que ela o proibiu de usar boné na sala de aula.

A vítima, que ficou com hematomas por todo o corpo devido aos chutes, socos e pontapés que recebeu, passou por exames médicos e não quis conversar com a imprensa.

O aluno, cujo nome não foi divulgado, foi enviado à cadeia pública de Guarani D´Oeste, na cidade vizinha, onde está apreendido numa cela especial.

Morte de ministro

O ministro do Interior do México, Juan Camilo Mourino, morreu ontem junto com pelo menos sete pessoas em um acidente de aéreo no centro da Cidade do México.

A pequena aeronave em que estava o ministro entrou em chamas e caiu no distrito financeiro da capital mexicana durante a hora do rush.

O acidente aconteceu às 19h, horário local (23h em Brasília).

Racismo babaca ou babaquice sobre o racismo?

Na semana passada, o campeão mundial da F1 Lewis Hamilton recebeu um gato preto de pelúcia.

O bicho preto é considerado um sinal de má sorte no Brasil foi dado a Hamilton pelos comediantes do "Pânico na TV".

A situação criou certo constrangimento, porque os jornais ingleses chegaram a questionar se o ato era uma manifestação racista ao primeiro negro a correr na Fórmula 1.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 5 de Novembro de 2008.

4 comentários:

Anônimo disse...

E agora José? O presidente dos EUA e a poderosa comunidade (secreta pero no tanto) que tem o poder de fato sobre os recursos financeiros querem "chegar lá"... aonde? O Fidel Castro vai estar presente na posse? E o Evo? e o Lula? e a Cristina? e o Chavez? e...
A respeito dos assuntos internos da anistia, o Dr. Ives Gandra, um dos poucos HOMENS iluminados desta nação, pronunciou-se:

"Qual a opinião do senhor sobre a interpretação da AGU a respeito da Lei de Anistia?

A interpretação da AGU e do advogado-geral, Antonio Carlos Toffoli, e do ministro da Defesa, Nelson Jobim, é irretocável. Tivemos a anistia absoluta para os dois lados e não somente para os que enfrentaram o regime. O contrário seria considerar o ditador Fidel Castro, um verdadeiro genocida, de forma branda.

Qual sua interpretação sobre a anistia à luz da Constituição?

Ela reza que a anistia é absoluta e o tema foi amplamente discutido. Convivi muito com o então deputado Bernardo Cabral, que era o relator da Assembléia Nacional Constituinte, e posso atestar que houve muitas discussões sobre o tema. Se não tivesse ocorrido a anistia, os torturadores poderiam ser processados, mas como houve, não faz sentido pensar em punir agentes de Estado envolvidos com a questão.

A tortura é vista, em termos internacionais, como crime contra a humanidade, não passível de anistia. Por que seria diferente no Brasil?

Esta legislação internacional que tipifica a tortura surgiu depois da aprovação da Lei de Anistia. Nenhuma legislação retroage no tempo, de acordo com o Código Penal, a não ser que venha a beneficiar o réu. Não é o caso, evidentemente, da interpretação que se quer dar à Lei de Anistia. Além do mais, leis internacionais só têm valor no Brasil se referendadas por nossos tribunais.

Quando o Eixo foi derrotado, os nazistas tiveram que responder criminalmente diante do Tribunal de Nuremberg. O que tem se falado sobre a Lei de Anistia não guarda relação com este momento histórico?

Não. Naquele caso, um grupo de nações venceu uma guerra contra outro. Um juiz alemão chegou a afirmar que, se a Alemanha fosse a vencedora, os aliados é que estariam no banco dos réus. Sou radicalmente contra a tortura, mas não entendo que somente um lado tenha que responder, já que houve este crime degradante dos dois lados."
No mais, ah! Bancos e banqueiros? O FED que elegeu o Obama é o Vaticano dos bancos. Têm nada a perder no cassino do Al Capone!

Anônimo disse...

"I have a dream" disse um dia o Martin Luther King referindo o sonho da América livre do racismo. E para os que não vêm mais que a paisagem colorida na tela da tv, o "dream" virou "reality show". O que vejo são as turbas de gladiadores erguendo o braço com a mão espalmada gritando em coro: Ave Obama, morituri te salutant! (Salve Obama, os que vão morrer te saúdam).

Anônimo disse...

É, vamos torcer por ele para que de certo, embora eu ache que presidente Estado Unidense branco ou preto, nunca vem coisa boa pro Brasil.

Anônimo disse...

Se Fidel, Chávez, Evo e Rafael receberem convite para a posse, não poderão deixar Bin Laden fora dessa festa.