quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Rapidinhas do Alerta Total

Edição de Quinta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Vovó zelosa

Volta a circular na Internet a notícia de que a primeira-dama ítalo-brasileira Marisa Letícia “desembolsou, em dinheiro vivo, nada menos que R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais), que foram recolhidos aos cofres da Brasilprev e incorporados ao seu balanço de 2007, para a aquisição de três planos de 'previdência junior' para garantir o futuro de seus três netinhos”.

O texto dos malvados internautas – certamente com inveja de não terem uma vovozinha tão zelosa para cuidar do futuro deles – indica que tais recursos teriam sido originados da movimentação secreta de cartões corporativos.

Pura malvadeza, pois se a vovó Marisa investiu tanto dinheiro, certamente, os recursos são das suadas economias da família Da Silva.

Obrigado Amigo Serra

A empreiteira OAS é uma das grandes interessadas em ampliar a pista do Aeroporto de Congonhas.

Não foi à toa que o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o prefeito Gilberto Kassab (DEM) apresentaram ontem ao Ministério da Defesa um projeto para prolongar em cerca de 1.000 metros as duas pistas do aeroporto de Congonhas, na cabeceira em direção ao bairro do Jabaquara.

As pistas de Congonhas ficariam estendidas sobre pilares de até 80 metros de altura, permitindo a exploração de estacionamento e lojas, mediante contratos de concessão, em três pavimentos inferiores.

Kassab estimou o custo das desapropriações entre R$ 260 milhões, segundo o valor venal dos imóveis, e R$ 400 milhões, pelos valores de mercado.

A conversinha...

O governo federal estima que o setor de transporte aéreo crescerá cerca de 7% ao ano nos próximos 15 anos.

Por isso, decidiu acelerar os estudos para tornar viável a concessão de aeroportos à iniciativa privada.

Não foi á toa que Kassab comentou que as obras podem ser bancadas pela iniciativa privada.

Outro grande negócio fechado

Em outra reunião em Brasília, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fecharam o preço básico da venda da Nossa Caixa para o Banco do Brasil.

O valor de cerca de R$ 6,4 bilhões deverá sofrer ajustes antes de a operação se concluída.

O preço de venda do banco paulista era o principal impasse nas negociações.

Agora, a transação só depende do aval do chefão Lula.

O BB é uma mãe...

Os bancos das montadoras terão R$ 4 bilhões do Banco do Brasil para financiar a venda de veículos.

Com os recursos, as instituições pretendem voltar a oferecer, entre novembro e dezembro, juros mais baixos e prazos mais longos de crediário na tentativa de recuperar as vendas.

No mês passado, os negócios caíram 11% na comparação com setembro.

Delegado vira alvo?

A Polícia Federal fez devassa na residência paulista do delegado Protógenes Queiroz para tentar comprovar o vazamento de informações da Operação Satiagraha, que resultou na prisão do banqueiro Daniel Dantas, do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e do especulador Naji Nahas.

Os colegas federais levaram o computador pessoal do delegado, que prendeu Dantas no dia 9 de julho, deflagrando a polêmica Satiagraha.

Também foram recolhidos o rádio e o celular de Protógenes.

Investigado

Internamente, na PF, Queiroz é investigado por suspeita de ter feito grampos ilegais.
Protógenes foi abruptamente despertado às 6h da manhã de ontem por uma equipe de agentes e delegados federais, munidos de mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

Os policiais vasculharam o apartamento 2.508, no 25º andar do Shelton Hotel, na Avenida Cásper Líbero, Centro da capital paulista - endereço que Protógenes, que reside em Brasília, ocupa quando se desloca para a cidade.

A devassa nos endereços de Protógenes foi requisitada, formalmente, pela PF, mas o procurador da República Roberto Diana se manifestou contra a inspeção e a apreensão de bens do delegado.

Outras devassas

O inquérito, presidido pelo delegado Amaro Lucena, corregedor da PF, apura ainda suspeita de grampos telefônicos ilegais.

Outras equipes da PF, simultaneamente, fizeram blitz em outros dois endereços de Protógenes, em Brasília e no Rio, onde mora o filho dele Felipe, de 21 anos.

Também nesses locais foram recolhidos pertences e equipamentos do delegado, alvo de inquérito que investiga o vazamento de informações sigilosas da operação que ele próprio criou para esmiuçar a vida e as atividades empresariais de Dantas.

Além de Protógenes, são investigados agentes de sua equipe que também sofreram busca e apreensão por ordem judicial.

Injuriado

No fim da tarde, bastante chocado, Protógenes dirigiu-se à sede da Procuradoria da República, disposto a obter mais informações sobre os motivos pelos quais é investigado.

O cunhado dele, o advogado Fernando Alfonso Garcia, declarou que Protógenes se indignou muito com a busca realizada na casa onde mora o filho, no Rio.

É mais uma prova de como age o Estado policialesco no Brasil contra os “inimigos do Estado”.

Levou o troco

Quando a operação foi deflagrada, em julho, Protógenes acusou superiores de boicotar a Satiagraha ao não liberar contingente suficiente de homens para realizar as operações.

Com base na denúncia do delegado, o procurador Diana abriu procedimento para apurar a conduta da cúpula da PF.

Protógenes foi afastado da condução do inquérito Satiagraha e ficou marginalizado na instituição.

Pede pra sair

O ministro da Justiça, Tarso Genro (PT), cogita a possibilidade de sair do ministério e voltar ao Rio Grande do Sul para começar a preparar sua candidatura ao governo do Estado em 2010.

Tarso se sente desgastado pela disputa com o advogado-geral da União sobre a extensão da Lei da Anistia.

Tarso Genro criou várias áreas de atrito no governo desde o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leilão

Se efetivamente Tarso sair, um dos cotados para o cargo é o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Para a Defesa, iria o deputado Aldo Rebello (PC do B).

A vaga, porém, pode ficar aberta até a reforma ministerial que reacomodaria a coalizão governista.

Olhe pra frente

Em discurso no lançamento da Frente Parlamentar da Defesa Nacional, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, colocou panos quentes na discussão que envolve punição ou não para militares que atuaram na dita-dura.

Jobim afirmou que o país precisa olhar pra frente.

Ao falar da atual missão dos militares, Jobim fez menção ao deputado José Genoíno (PT-SP) que estava presente ao evento.

Os militares têm certos valores que o civil vê com certo desprezo como a relação com símbolos nacionais. Valores como de ficar na fila. E política não se fura a fila, quem fura-fila sabe o que acontece na frente. Nesta Frente Parlamentar se encontra a esquerda e a direita. É composta por José Genoíno, por alguém que foi preso pela força militar. Não estamos falando do passado. Temos um ajuste de contas com seu futuro”.

Sem interferência

Antes de seu discurso, o ministro da Defesa advertiu que o ministério e os militares não irão interferir na resposta que o presidente Lula terá que enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF), na ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que questiona se crimes praticados pela ditadura são imprescritíveis ou não.

O assunto é da AGU (Advocacia-Geral da União) que é um órgão do estado que tem a competência para examinar questões jurídicas. Vamos aguardar a decisão do STF. O ministério da Defesa não tem nenhuma ingerência a respeito deste assunto e nem os militares”.

Até agora, o qeu se vê, é todo mundo se metendo...

Fuzis pelos correios

O ministro Nelson Jobim mandou investigar o envio de 80 fuzis pelos Correios.

As armas foram encomendadas à Imbel, Indústria de Material Bélico, órgão do Comando do Exército, pelo Bope (Batalhão de Operações Especiais), da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Tudo foi entregue por meio de malotes dos Correios.

Desgaste

Jobim considerou "um equívoco" e "um absurdo" a remessa pelos Correios de armas fabricadas pela Imbel, que é uma empresa vinculada às Forças Armadas.

Já o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, observou que a legislação permite o envio de armas pelos Correios.

"Está dentro da legalidade. Estamos verificando o que houve"

As declarações do militar foram rebatidas por Jobim.

Lei permite

Nota divulgada ontem pelo Centro de Comunicação Social do Comando do Exército afirma que a legislação em vigor, Lei 10.826/03, permite o envio de armas pelos Correios.

"É vedado o emprego de serviços postais para a importação e exportação de armas de fogo, bem como peças e acessórios. No entanto, para o tráfego no âmbito nacional é permitido entre fabricantes nacionais e algumas organizações, entre as quais os órgãos listados no artigo 144 da Constituição Federal, cujos volumes não podem exceder o limite de armas previsto em normas reguladoras".

Segundo a nota, a direção da Imbel já instaurou processo administrativo "a fim de apurar os fatos bem como as medidas regulamentares e legais adotadas quanto o tráfego de armamento para aquela proposta comercial".

No texto, o Exército observa ainda que "conforme essa legislação em vigor, o contrato existente entre a Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL) e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos estabelece, em seu bojo, a permissão de remessa, em âmbito nacional, de objetos controlados pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, do D Log".

Policiais mafiosos dos transportes

A máfia das vans do Rio teve ontem uma baixa com a prisão de 36 pessoas pela Delegacia de Repressão a Crimes Organizados (Draco).

Entre os detidos estão oito policiais militares, um da Polícia Civil e cinco ex-PMs, todos acusados de agir na Região Metropolitana.

Segundo a Draco, a quadrilha explora o transporte alternativo ilegal, principalmente em São Gonçalo, extorquindo dinheiro de motoristas e praticando pelo menos 50 homicídios desde 1995.

Má intenção

Têm objetivos estratégicos os ataques ao advogado e colecionador João da Cruz Vicente de Azevedo, que será o novo presidente do Museu de Arte de São Paulo.

A intenção de desmoralizá-lo – alegando que João é réu em um processo no qual o Ministério Público acusa a diretoria do MASP de má gestão – esconde a intenção de estatização do museu.

O lindo edifício do MASP na Avenida Paulista pertence á Prefeitura e foi cedido em comodato à associação privada que dirige o Masp por 40 anos.

O problema é que o prazo venceu em outubro, e começam as pressões para que o museu se torne “público” (leia-se, estatal).

Tomara que os bandidos não testem...

O Museu de Artes de São Paulo colocou em funcionamento ontem seu novo sistema de segurança.

O superintendente do Masp, Fernando Pinho, garante que agora "o museu mais seguro do Brasil".

A idealizadora do projeto de segurança, Joelma Dvoranovski, vai mais longe e afirma que hoje o Masp "é o museu mais seguro do mundo".

Com 96 câmeras de segurança digitais e identificação remota de movimentos, o projeto, cuja instalação começou em janeiro deste ano, custou cerca de R$ 1 milhão e foi inteiramente pago pela coreana LG.

Vida boa de consultor...

O Comitê Olímpico Brasileiro contratou, sem licitação, a empresa suíça EKS (Events Knowledge Services) para elaborar o relatório que justificará a candidatura do Rio aos jogos de 2016.

A EKS, que já recebeu R$ 3,5 milhões, embolsará mais R$ 10,8 milhões para supervisionar o dossiê final e gerenciar o planejamento da postulação até outubro de 2009, quando a sede olímpica será decidida.

A Fundação Getúlio Vargas vai receber R$ 12 milhões para elaborar o estudo de viabilidade das instalações esportivas e não esportivas propostas no dossiê.

No total, serão gastos R$ 46 milhões em consultorias para convencer o Comitê Olímpico Internacional de que a Cidade Maravilhosa tem condições de sediar o evento.

Sortudo

A equipe Renault de F-1 confirmou a permanência da dupla de pilotos Fernando Alonso e Nelsinho Piquet para a temporada 2009 da F-1.

Em seu primeiro ano na F-1, Nelsinho foi muito irregular – o que quase lhe custou a vaga na equipe francesa.

O piloto brasileiro terminou o campeonato em 12º lugar, com 19 pontos e um pódio - o segundo lugar no GP da Alemanha.

Pelo novo contrato, se não apresentar bom desempenho, vai “rodar” no meio do campeonato de 2009.

Campeão moral

O brasileiro Felipe Massa seria o campeão mundial de 2008 caso os pontos fossem distribuídos da maneira antiga.

Por isso, o presidente da Ferrari, o italiano Luca di Montezemolo, defendeu ontem a elaboração de um novo sistema de pontuação para a F-1.

Até a temporada de 2002, os vencedores de uma corrida conquistavam dez pontos, segundo colocado ficava com seis, ao contrário dos oito de hoje, e o terceiro colocado levava quatro pontos, enquanto atualmente o mesmo fica com seis.

Caso o antigo sistema de pontuação ainda estivesse em uso, Massa seria o campeão da temporada de 2008 com 85 pontos. Hamilton ficaria em segundo, dois pontos atrás, com 83.

Agora, como diria João Saldanha, depois que tomava uns whiskies, “quem reclama já perdeu”...

Baixaria

Um laudo do Instituto Médico Legal, liberado ontem aponta que Luana Piovani sofreu agressão.

Dado Dolabella negou em dois depoimentos à polícia que tenha agredida a ex na discussão que colocou um fim ao noivado dos dois.

A delegada Adriana Pereira, da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) informou que será aberto um inquérito contra o ator.

Luana registrou a queixa contra Dado, denunciando que ele deu um tapa em seu rosto.

Que mancada

Uma apresentadora da emissora de televisão chinesa CCTV anunciou Barack Obama como "a primeira mulher negra" eleita presidente dos EUA.

A gafe aconteceu depois que foi anunciada a notícia de que Obama havia obtido matematicamente a vitória.

A jornalista se corrigiu de imediato, mas a seqüência contendo o erro foi repetida em alguns sites chineses mesmo assim.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 5 de Novembro de 2008.

8 comentários:

Anônimo disse...

Detona logo Protógenes, se não encontraram o que procuravam, ainda haverá mais retaliação.

Anônimo disse...

Estamos vivendo num estado de terror, orquestrado por terroristas que dizem que isso é democracia e estão convictos disso, esse pessoal são doentes, psicopatas sem escrúpulos, ambiciosos que se não for dado um basta, eles não terão limites.

Anônimo disse...

Estamos vivendo num estado de terror, orquestrado por terroristas que dizem que isso é democracia e estão convictos disso, esse pessoal são doentes, psicopatas sem escrúpulos, ambiciosos que se não for dado um basta, eles não terão limites.

Anônimo disse...

Vovó zelosa - tem de tudo de trambadinhas, aloprados, terroristas, cuequeiros, golpistas, vavazeiros, não deixam escapar nada, é um limpa que estão fazendo.. eita Brasilzão que não quebra.

Anônimo disse...

A Vovó MLeticia não brinca e nem fala em serviço.
Ela "aplica" sua tática em silêncio.
Ela "aplica" a máxima : o silêncio é a alma do negócio ...
Ou, quem sabe, ela pensa que "quem dá aos netos, empresta a Deus"

Anônimo disse...

IBGE do PT manipula mais um dado!

Do jeito que as manipulações vão, daqui a pouco o IBGE do PT vai dizer que,
sob Lulla, o Brasil cresce mais que a China......Será que alguém acredita
nessas baboseiras do IBGE do PT??

Deu na Folha de S. Paulo
Sob Lula, PIB cresce à base de 3,5% ao ano

Dado de 2006 é revisado para cima e passa de 3,8% para 4%; taxa supera os
mandatos de Fernando Henrique Cardoso

Média de crescimento da primeira gestão de FHC ficou em 2,6% por ano, enquanto
a da segunda recuou para 2,3%, diz IBGE

De Pedro Soares:

Em 2006, a economia brasileira cresceu mais do que o estimado inicialmente:
4%, contra a taxa de 3,8% divulgada inicialmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro
de Geografia e Estatística). Em 2005, a expansão havia sido de 3,2%. Com
o resultado, a taxa de investimento do país saltou de 15,9% em 2005 para
16,4% em 2006.

Durante o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a economia
se expandiu à taxa média anual de 3,5%. Esse dado supera o desempenho de
2,6% do primeiro mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (95/98)
e da segunda administração do tucano (99/2002), de 2,3%.

Adonias Mangueira - SP

Anônimo disse...

ESTE NATAL
-- Este natal é muito perigoso - concluiu João Brandão, ao ver dois PMs travarem pelos braços o robusto Papai Noel, que tentava fugir, e o conduzirem a trancos e barrancos para o distrito. Se até Papai Noel é considerado fora-da-lei, que não acontecera com a gente?
Logo lhe explicaram que aquele era um falso velhinho, conspurcador das vestes amáveis. Em vez de dar presentes, tomava-os das lojas onde a multidão se comprime, e os vendedores afobados com a clientela, não podiam prestar a atenção a tais manobras. Fora apanhado em flagrante, ao furtar um rádio transmissor, e teria de despir a fantasia.
-- De qualquer maneira, este Natal é fogo – e voltou a ponderar João Brandão, pois se os ladrões se disfarçam de Papai Noel, que garantia tem a gente diante de um Bispo, de um Almirante, diante de um Astronauta? Pode ser de verdade, pode ser de mentira; acabou-se a confiança no próximo.
De resto é isso mesmo que o jornal recomenda: “Nesta época de Natal, o melhor é desconfiar sempre”. Talvez do próprio Menino Jesus, que, na sua inocência cerâmica, se for de tamanho natural, poderá esconder não sei que mecanismo pérfido, pronto a subtrair tua carteira ou teu anel, na hora em que te curvares sobre o presépio para beijar o divino infante.
O gerente de uma loja de brinquedos queixou-se a João que o movimento está fraco, menos por falta de dinheiro que por medo de punguistas e vigaristas. Alertados pela imprensa, os cautelosos preferem não se arriscar a duas eventualidades: serem furtados ou serem suspeitos como afanadores, pois o vendedor precisa desconfiar do comprador: se ele, por exemplo, já traz um pacote, toda cautela é pouca. Vai ver, o pacote tem fundo falso, e destina-se a recolher objetos ao alcance da mão rápida.
O punguista é a delicadeza em pessoa, adverte-nos a polícia. Assim temos de desconfiar de todo desconhecido que se mostre cortês; se ele levar a requinte sua gentileza, o remédio é chamar o Cosme e depois verificar, na delegacia, se se trata de embaixador aposentado, da era de Ataulfo de Paiva e D. Laurinha Santos Lobo, ou de reles lalau.
Triste é desconfiar da saborosa moça que deseja experimentar um vestido, experimenta, e sai com ele sem pagar, deixando o antigo ou nem esse. Acontece – informa um detetive, que nos inocula a suspeita prévia em desfavor a todas as moças agradáveis do Rio de Janeiro. Ô Natal de pé atrás, que nos ensina o desamor.
E mais. Não aceite o oferecimento do sujeito sentado no ônibus, que pretende guardar sobre os joelhos o seu embrulho. Que use botas, seja ou não Papai Noel, olho nele: é esconderijo de objetos surrupiados. Sua carteira, meu caro senhor, deve ser presa a um alfinete de fralda, no bolso mais íntimo do paletó; e se, ainda assim, sentir-se ameaçado pelo vizinho de olhar suspeito, cerre o bolso com fita durex e passe uma tela de arame fino e eletrificado em redor do peito. Enterrar o dinheiro no fundo do quintal não adianta, primeiro porque não há quintal, e, se houvesse, dos terraços dos edifícios em redor, munidos de binóculos, ladrões implacáveis sorririam da pobre astúcia.
Eis os conselhos que nos dão pelo Natal, para que atravessemos a salvo. Francamente, o melhor seria suprimir o Natal e, com ele, os especialistas em furtos natalino. Ou -- idéia de João Brandão, sempre inventivo – comemorá-lo em épocas incertas, sem aviso prévio, no maior silêncio, em grupos pequenos de parentes, amigos, unidos na paz e na confiança de Deus.

Carlos Drummond de Andrade

Anônimo disse...

Roubar é contagioso, o primeiro sinal de contágio é gostar da cor vermelha, mentir, sempre diz que não sabe de nada, ficar raivoso quando contrariado e achar que todo mundo gosta de ouvir MERDA, e seu contágio é igual à catapora, da na família toda. Alguma semelhança com alguma família será mera coincidência.