sábado, 8 de novembro de 2008

Rapidinhas Econômicas

Edição de Sábado do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

G-20 in Sampa

Neste fim de semana, ministros de Economia e presidentes de bancos centrais das grandes economias desenvolvidas e emergentes debaterão alternativas para a crise financeira internacional.

A reunião anual do chamado G-20 financeiro ocorrerá em São Paulo, já que o Brasil ocupa a presidência rotativa do grupo.

Aliás, em sua gestão, o Brasil propôs três temas para 2008: Competição nos Mercados Financeiros, Energia Limpa e Desenvolvimento Econômico e Elementos Fiscais de Crescimento e Desenvolvimento.

Os assuntos foram debatidos em seminários realizados em fevereiro (na Indonésia), em maio (em Londres) e em junho (em Buenos Aires).

Passa a grana

O Banco Central continuará pelo tempo que for necessário com as operações para injetar liquidez no mercado doméstico.

Segundo o presidente do BC, Henrique Meirelles, os US$ 50 bilhões estimados para colocação de swap cambial são "mais do que suficientes" para atender a demanda local por moeda americana.

Até o último dia 5, o BC já havia colocado US$ 26 bilhões em títulos do tipo. .

Técnico de economia

O chefão Lula da Silva espera que a crise financeira global pode se transforme em uma boa oportunidade para os países em desenvolvimento.

Existe uma máxima do técnico do Santos que, por coincidência, se chamava Lula também. Ele dizia que a melhor defesa é o ataque. O Santos não se importava com a defesa ele se importava era se tomasse quatro gols, em marcar cinco. Isso fez do Santos o time mais brilhante do final da década de 50 e começo da década de 60”.

O presidente admitiu que embora o coração da crise sejam os países ricos, seus efeitos fatalmente afetarão os emergentes e pobres.

Grande vantagem

Para Lula, no entanto, os países em desenvolvimento têm a vantagem de possuir mercados internos pouco explorados.

Os nossos países, diferentemente do chamado mundo desenvolvido, cresceu muito neste período. É um paradoxo, mas é verdade. É a primeira vez na história do século XX e do século XXI que a crise se dá nos países ricos e não nos países pobres ou em desenvolvimento. E quem hoje sustenta a produção industrial e agrícola do mundo são exatamente os países considerados emergentes ou pobres. Essa crise, que nós ainda não sabemos o tamanho dela e os efeitos perversos que ela vai causar no mundo, e certamente causará porque uma recessão nestes países causará problemas sobretudo nas nossas exportações. Não tenhamos dúvida de que isso pode acontecer. Qual a vantagem que temos neste momento? É o potencial de crescimento do mercado interno que eles já não têm mais. Nós temos a produção de coisas essenciais que eles precisam para sobreviver. E ao mesmo tempo temos uma diversificação das nossas relações comerciais".

Lula pregou que o primeiro cuidado que os países emergentes devem ter é evitar a contaminação pelo pânico.

No primeiro momento, o pânico vai diretamente na cabeça do povo. Na medida em que chega na cabeça do povo o pânico retratado 24 horas por dia nos meios de comunicação a primeira coisa que acontece é o cidadão ficar com medo de comprar. E isso é muito delicado porque quando o cidadão tiver medo de comprar aí a crise chegou de verdade. Porque ele não comprando a indústria não produz, o comércio não vende, a economia não gira e aí a crise chegou até nós”.

Cinismo do discurso

Para o presidente, a política neoliberal que dominou o mundo a partir do chamado Consenso de Washington foi soterrada pela crise.

A partir de agora, o estado passa a ter novamente um papel de protagonista no desenvolvimento econômico global.

Para enfrentar essa crise de recessão temos que apostar em mais capacidade de investimento do estado. É a vez do estado outra vez recuperar o prestígio que durante 30 anos o Consenso de Washington colocou de forma equivocada. Durante 30 anos, fomos doutrinados. Aqui no Brasil chegou-se a criar a teoria do pensamento único. Durante muitos anos quem falasse contra não saía uma palavra no jornal, não dava entrevista na televisão e no rádio. O pensamento único elaborado pelo Consenso de Washington pelo qual o mercado seria o responsável por tudo, o mercado saberia regular a economia, o mercado faria política social, que o estado só gastava dinheiro e não sabia administrar, acabou“.

Detalhe: Lula fez parte do Consenso de Washington – agora detonado por ele, por mero casuísmo e conveniência.

O médico de novo...

O presidente se comparou a um médico que vai visitar o paciente no hospital.

Em vez de dizer para o paciente tomar o remédio e se cuidar eu teria que dizer: "Olha, vai morrer, não tem salvação".

Lula também defendeu a desdolarização das relações comerciais entre os países do Mercosul, a exemplo do que estão fazendo Brasil e Argentina.

Papo de Obama

O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, advertiu que o país ainda terá grandes desafios pela frente para sair da crise financeira que atravessa.

Não será rápido e não será fácil sair do buraco em que estamos”.

Obama defendeu um pacote econômico que se baseia na criação de empregos para a classe média, ampliação do seguro-desemprego, um plano de estímulo fiscal e ajuda a pequenos negócios.

Matas os velhinhos, mata...

Em mais uma medida do Governo federal para manter a concessão de crédito em alta, o Ministério da Previdência autorizou, os bancos a cobrarem taxas de juros diferentes no crédito consignado, dentro do mesmo estado.

Até então, as instituições só podiam variar o valor das taxas em função do prazo do empréstimo.

As características de cada segurado, como local de residência ou nível de renda, não podiam influenciar no encargo cobrado dos aposentados.

Atualmente, existem 14,91 milhões de operações de crédito consignado ativas, somando R$ 23,5 bilhões.

Protesto contra o “Boi”

Cerca de 8 mil produtores de leite da região de Pompéu, em Minas Gerais, e de outros municípios do Alto São Francisco, distribuíram 20 mil litros do produto em uma manifestação contra os preços baixos pagos aos pecuaristas.

De acordo com o presidente da Comissão de Pecuária Leiteira da Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Eduardo Dessimoni, os pecuaristas elaboraram uma pauta de reivindicações.

O dossiê deverá ser encaminhado ao Ministério da Agricultura, com medidas para minimizar o impacto da crise sobre o setor.

Invadindo Sampa

A rede de ensino superior Estácio Participações se expande.

Por meio da controlada IREP, a Estácio fechou a compra de três instituições, localizadas em São Paulo, Cotia e Ibiúna, por R$ 10,288 milhões.

Do valor, já foram descontadas dívidas de R$ 2,3 milhões.

As adquiridas foram: Maria Montessori de Educação e Cultura, mantenedora da Faculdade de Educação e Cultura Montessori (FAMEC); a Cultura e Educação de Cotia, responsável pela Faculdade Associada de Cotia (FAAC ou Instituto de Ensino Superior de Cotia - IESC) e a Unidade de Ensino Superior Montessori de Ibiúna, que controla a Faculdade Montessori de Ibiúna (FMI).

Quase desempregado

A disputa brasileira por uma vaga na Honda fica cada vez mais acirrada.

A escuderia japonesa confirmou que Lucas Di Grassi vai participar dos testes coletivos da Fórmula 1, em Barcelona, na Espanha, de 17 a 19 de novembro.

Nos mesmos dias, Bruno Senna também vai testar pela Honda.

Os dois disputam uma vaga para a temporada de 2009, assim como Rubens Barrichello.

Droga de sexo

Policiais da 64ª DP (São João de Meriti) prenderam um homem e identificaram 12 acusados de participar de uma quadrilha que troca sexo por crack e cocaína em Duque de Caxias.

Segundo o delegado André Drumond, várias mulheres envolvidas são menores de idade.
E
m vários momentos os jovens aparecem pessoas consumindo drogas e adolescentes fazendo sexo.

Efeito BBB Bunda...

A Playboy divulgou comunicado informando que o ensaio fotográfico de julho, com a ex-BBB Natália Casassola, foi o segundo mais vendido do ano.

Foram vendidos 242 mil exemplares com Natália na capa, segundo dados do IVC (Instituto Verificador de Circulação).

O ensaio com a gaúcha só perde para a capa com a Mulher Melancia, veiculada em junho, que vendeu 360 mil revistas.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Novembro de 2008.

2 comentários:

Anônimo disse...

Desenhados os fundamentos da Internacional Financeira do capimunismo, são ultimadas as normas éticas de procedimento:"como a crise é global a solução tem que ser global", isto é: em NOSSO PODER ninguém mexe. Ficamos no controle e determinamos a exploração, vocês vão à luta prá nos abastecer e pagam os juros para sobreviver.
Em outras palavras: tiramos o nosso da reta, dividimos a responsabilidade com vocês e ficamos com o lucro.

Mujahdin Cucaracha disse...

Pouco citado o calote de R$ 60 mil dado pelo Itamaraty no Hotel onde ocorre a reunião do G-20. Há notícia de que, por ocasião da visita de Bush ao Brasil, em março de 2007, a empresa contratada teria embolsado a grana recebida e "quebrado" sem quitar as dívidas. As dúvidas: não há uma verificação prévia de idoneidade na contratação de "empresas de eventos"? A empresa (desconhecida) seria de algum "cumpanhêro"?