segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Rapidinhas Econômicas

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Quem ganha com isso?

O Banco do Brasil conseguiu tirar o Bradesco das negociações e acertou a compra de 49% do Banco Votorantim, braço financeiro do grupo controlado pela família Ermírio de Moraes.

No final, a operação financeira deverá sair por cerca de R$ 13 bilhões.

O chefão Lula também já deu sinal verde para o Banco do Brasil comprar a Nossa Caixa, banco do governo paulista.

O negócio, de R$ 6,4 bilhões, deverá ser concretizado nesta semana.

Concentração bancária

No Brasil, os cinco maiores bancos do País detêm agora 75,2% do total de ativos do sistema bancário brasileiro.

Caso se concretize a assimilação da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil, a participação dos cinco maiores bancos pode chegar a 80,41% dos ativos no País.

O Brasil passaria para o segundo lugar entre os países com maior concentração do setor.

O perigo

A maior preocupação é sobre a redução da concorrência entre os bancos e possível aumento de juros e tarifas.

A recente fusão de Itaú e Unibanco e a compra do ABN Amro Real pelo Santander, no ano passado, colocaram o Brasil no topo da lista dos países com o sistema financeiro mais concentrado da América Latina.

A avaliação é da consultoria Austin Rating e do Instituto de Ensino e Pesquisa em Administração (Inepad).

Lá fora quebra

Dois bancos locais norte-americanos fecharam em razão da crise financeira nos Estados Unidos.

As instituições afetadas são o Franklin Bank, de Houston, (Texas), e o Security Pacific Bank, de Los Angeles (Califórnia).

Neste ano, 19 bancos americanos fecharam por problemas financeiros.

O elevado número contrasta com os três bancos que faliram entre junho de 2004 e fevereiro de 2007.

Até a Raínha perdeu?

A imprensa britânica revelou que a Rainha Elisabeth 2 perdeu quase US$ 40 milhões com a turbulência financeira e a queda das bolsas em Londres.

Segundo a revista Forbes, a fortuna da rainha está estimada em US$ 500 milhões.

Cerca de um terço do valor estava aplicado em investimentos no mercado financeiro.

Sentindo na bolsa...

A bolsa de Londres já soma perdas superiores a 41% desde o início do ano.

Preocupada, a rainha visitou a London School of Economics e pediu um encontro com os principais acadêmicos.

Sua pergunta aos professores foi direta: "como é que ninguém notou que esses problemas existiam".

Ao ser explicada, sua Majestade classificou a situação internacional como "horrível".

Terror econômico

Cerca de 300 pessoas por dia se declaram insolventes na Inglaterra.

Como a média é de setembro, o temor do governo britânico é de que, a partir de outubro, a taxa aumente ainda mais.

O número de empresas em concordata e que declararam falência aumentou em mais de 50% em setembro, em comparação ao mesmo período de 2007.

Apenas neste mês, 1007 empresas declararam falência e concordata no Reino Unido.

Governo perdulário

O governo federal brasileiro deve fechar 2008 gastando com pessoal e encargos sociais nos três poderes cerca de R$ 8 bilhões acima do autorizado inicialmente no Orçamento da União deste ano, que era de R$ 137,6 bilhões.

Segundo cálculos da Comissão Mista de Orçamento, de 2000 a 2009 houve um crescimento de 224% nos gastos do governo com pessoal - na comparação direta dos valores autorizados nos orçamentos.

Em novembro, segundo dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do governo (Siafi), a verba máxima autorizada para a folha de pagamento do funcionalismo está em R$ 145,9 bilhões.

Copiando o Brasil?

A China anunciou ontem um “enorme programa de investimentos em infra-estrutura”, como parte de um novo plano de estímulo fiscal visando aquecer a economia, em rápida desaceleração.

O governo chinês decidiu incentivar o crédito bancário.

O PAC chinês prevê investimentos de US$ 586 bilhões nos próximos dois anos.

A Mãe comemora...

Em Roma, a ministra Dilma Rousseff disse que o pacote chinês reflete o papel dos emergentes na crise:

As medidas estão no mesmo sentido do que já fizemos no Brasil”.

A grande diferença é que os chineses prometem uma redução na carga tributária, e o governo daqui apenas alongou o prazo para os empresários no sufoco quitarem seus débitos com o fisco.

A swapada continua

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, já reviu que o programa de swap cambial do BC pode ultrapassar os 50 bilhões de dólares já anunciados:

É importante considerar, para as posições de swaps cambiais que sintetizam uma venda futura no mercado de câmbio, o BC tem o hedge natural das reservas. Então nós temos uma grande latitude para tomar posições. Na medida em que o Brasil tem esse montante de reservas, tem uma posição bastante confortável de atuar nos mercados futuros".

Os especuladores adoram o que ouviram do presidente do BC, em entrevista a Reuters.

Vai vem do chefão

Da “marolinha” ao “ninguém está a salvo”, o jornal O Globo verificou que Lula mudou muito de opinião sobre a crise.

O jornal da família Marinho listou as frases ditas por Lula sobre a crise:

30 de março de 2008: "Bush, meu filho, resolve a sua crise"

17 setembro 2008: "Que crise? Pergunta para o Bush"

29 de setembro de 2008: "O Brasil, se tiver que passar por aperto,será muito pequeno"

30 de setembro de 2008: "A crise é muito séria e tão profunda que nós ainda não sabemos o tamanho"

22 de setembro de 2008: "Até agora, graças a Deus, a crise não atravessou o Atlântico"

4 de outubro de 2008: "Lá, a crise é um tsunami. Aqui, se chegar, vai ser uma marolinha, que não dá nem para esquiar"

5 de outubro de 2008: "Queremos que esse tema da crise seja levado ao Congresso"

8 de novembro de 2008: "Ninguém está a salvo e todos os países serão atingidos pela crise".

Conversinha fiada

O encontro de ministros das finanças e presidentes de Bancos Centrais do G-20, que terminou ontem em São Paulo, pediu uma reforma "abrangente" das instituições financeiras multilaterais estabelecidas no acordo de Bretton Woods, firmado após a Segunda Guerra Mundial.

O documento final focou o pedido no Fundo Monetário Internacional (FMI) e no Banco Mundial.

Os membros do G-20 dizem entender que ambos organismos devem refletir de forma mais adequada o peso dos países na economia mundial e serem mais preparados para lidar com os desafios futuros.

O que se aprovou

G20 precisa definir medidas para restaurar o crescimento e a estabilidade financeira;

G20 deve desempenhar papel-chave na garantia da estabilidade econômica e financeira global;

G20 tomará ação conjunta para reduzir a volatilidade dos mercados, restaurar os níveis normais de crédito;

G20 reconhece a necessidade de melhorar supervisão e governança das instituições financeiras;

G20 deve assegurar formas para melhorar a proteção de instituições de importância sistêmica;

G20 reconhece necessidade de expandir fórum sobre estabilidade financeira para incluir economias emergentes;

G20 pede que todos países resistam ao protecionismo, reitera apoio para rápida conclusão da Rodada de Doha;

Países com desvalorização cambial e inflação precisam de monitoramento atento das autoridades monetárias;

É preciso uma reforma abrangente das instituições de Bretton Woods, dando mais voz aos países emergentes.

Triste conclusão

Os empregadinhos de 20 paises reuniram-se em São Paulo.

Falaram, comeram, "brindobamaram" e concluiram:

"Vamos deixar como está, para ver como é que fica".

Ou seja, depois de constatar o obvio, ficaram no escuro repetindo a palavra de ordem do momento:

"É preciso uma ação coordenada".

Isto até o Lula e o Obama já haviam dito...

Fusão cinematográfica

Quem curte o escurinho do cinema se deu bem com a fusão que resultou no maior banco do Hemisfério Sul.

O Unibanco decidiu estender aos clientes do Itaú o desconto de 50% em suas salas de cinema.

O desconto vale para as salas em São Paulo, Rio, Curitiba e Porto Alegre.

Peito econômico

Pelo menos a filha do ministro da Fazenda provou que sabe combater os problemas de liquidez.

A modelo Marina Mantega fez cirurgia para redução dos seios.

Marina revelou a amigos que os seios estavam tão grandes que não dava nem para reparar em sua "barriga chapada".

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 10 de Novembro de 2008.

Nenhum comentário: