sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Lista seletiva de exportadores de carne feita pelo desgoverno Lula pretende fragilizar o agronegócio

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O Ministério “brasileiro” da Agricultura e Pecuária foi inteiramente responsável pela escolha seletiva de apenas 106 fazendas que poderão exportar carne bovina para o mercado europeu. A revelação feita ontem pela União Européia confirma as péssimas intenções do desgoverno Lula com o agronegócio. As fazendas não-credenciadas para vender carne para fora ficam reféns do projeto transnacional de controlar a produção brasileira e os preços da carne. Se não quiserem ficar no prejuízo, os pecuaristas se vêem forçados a fechar contratos leoninos no mercado futuro ou, em último caso, cedem ao assédio para vender suas terras.

Na realidade, não aconteceu o previsto embargo da União Européia à carne brasileira. Mas, na prática, ocorreu um criminoso embargo burocrático imposto pelo próprio desgoverno Lula – cujos aliados do MST tem ódio mortal do agrobusiness. Na lista de apenas 106 fazendas autorizadas a exportar, aparecem 10 empresas que não farão isso, pois não são destinadas à pecuária de corte. As dez fazendas são propriedades leiteiras ou se destinam à criação de gado para melhoramento genético. O desgoverno cara de pau alega que elas foram incluídas na lista das 106 porque “estavam com a documentação em dia”.

Dos 106 propriedades brasileiras certificadas para exportar carne para a União Européia, 87 fazendas são de Minas Gerais. Apenas por coincidência, o estado do futuro-já aliado petista Aécio Neves. Foram habilitadas 11 fazendas do Rio Grande do Sul, 4 de Mato Grosso, 2 de Goiás e 2 do Espírito Santo. Em janeiro, a EU havia barrado a carne nacional por questões sanitárias.

Leilão milionário

Um grupo de investidores portugueses, franceses, espanhóis, que trabalham com o consultor José Dirceu de Oliveira e Silva, promete realizar um dos maiores negócios imobiliários dos últimos tempos em São Paulo.

Eles querem arrematar um super terreno na Avenida Faria Lima que será leiloado por R$ 500 milhões.

Quem está mais à frente dos trabalhos é o famoso assessor do Zé, o Bob.

O retorno dos Petrodólares

Animados com os bons indicadores da economia e com a perspectiva de rentabilidade das ações de empresas brasileiras, investidores de países árabes produtores de petróleo estão injetando dólares na Bolsa de São Paulo.

A injeção ajuda Bovespa a operar em alta apesar do pessimismo no mercado norte-americano.

Os petrodólares também aquecem as operações de compra de fazendas de gado e de áreas ricas em recursos minerais.

Insatisfação geral

61% das pessoas ouvidas disseram que não estão satisfeitas com a maneira que o país trata os seus pobres.

69% acham que o fosso entre pobres e ricos está aumentando no Brasil.

Os números, que desagradam ao desgoverno Lula, aparecem em uma pesquisa do Instituto Gallup, divulgada pelo blog do Josias de Sousa.

Assim, a tal aprovação de 69,9% do presidente Lula, medida pelo Instituto Sensus, fica totalmente fora de senso...

Pau no Judiciário

O chefão Lula da Silva atacou o Judiciário no final da noite de ontem, durante discurso de lançamento de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Sergipe.

Ao defender os programas sociais do governo, Lula disse que seria bom que o Judiciário "metesse o nariz apenas nas coisas dele".

Sem citar nomes, criticou as declarações de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que criticaram o lançamento de novos programas sociais em ano eleitoral e o aumento dos benefícios pagos pelo governo.

Para quem foi o recadinho...

O poderoso Lula batraqueou da canela para cima:

É preciso perguntar a quem falou essa sandice, se ele quer ser ministro da Suprema Corte ou político. Se quer ser político, renuncie lá e se candidate a um cargo para falar as bobagens que quiser, a hora que quiser, mas não ficar se metendo nas políticas do governo federal. Não tem um palpite meu no Legislativo. O governo não se mete no Poder Judiciário. Se cada um ficar no seu galho, o Brasil tem chance de ir em frente. Se cada um der palpite na vida do outro, a gente pode conturbar a sociedade”.

Tudo indica que os recados foram para o ministro Marco Aurélio Mello, que condenou publicamente o aumento do Bolsa Família em ano eleitoral.

Ataque explícito com “razão”

O presidente Lula criticou o fato de o Supremo Tribunal Federal, em várias decisões, ter assumido o papel do Legislativo:

Seria tão bom se o Judiciário metesse o nariz apenas nas coisas dele, o Legislativo nas coisas dele e o Executivo nas coisas dele. É preciso que a gente reordene as instituições brasileiras para que elas funcionem cada vez mais de forma harmônica”.

Quem entende da psique lulista interpreta que as verdadeiras preocupações de Lula, em seus duros recados, são com possíveis investigações sobre os cartões corporativos e sobre o risco de condenação de seu “gestor financeiro” Antônio Palocci no caso Francenildo.

Medinho do cartão

Apesar da pizzaria armada na CPI, o chefão Lula ainda teme que se abram algumas contas de cartões corporativos do seu desgoverno.

Pegou muito mal que despesas do cartão presidencial ainda aumentaram depois da enxurrada de denúncias.

Saltou dos R$ 6 milhões e 200 mil em janeiro para o acumulado de R$ 7 milhões em fevereiro.

Só os gastos secretos, em nome da segurança nacional, no gabinete presidencial aingem R$ 634 mil.

Mudou de idéia rápido...

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi obrigado pelos fatos e evidências políticas a engolir a candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) à prefeitura de São Paulo.

Se ele quiser ser candidato, será. E com meu apoio. Para vencer as eleições”.

Foi a declaração de FHC durante o lançamento do livro “Cultura das Transgressões no Brasil - Lições da História”, patrocinado pelo seu instituto, o IFHC, e pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), na última quarta-feira.

FHC era um dos líderes do grupo do PSDB que pressionava Alckmin a desistir da idéia da candidatura em favor do prefeito Gilberto Kassab (DEM), que tenta uma difícil reeleição.

Traveco-card

Até a Agencia Brasileira de Inteligência, a ABIN que usa seus cartões corporativos protegidos pelo segredo legal, foi acionada para investigar os cartões de crédito travestidos usados por supermercados, mas que pertencem a bancos.

O problema é que o consumidor não sabe que está fechando um contrato com o banco – e não com o supermercado.

Os cartões alvejam os clientes de baixa renda, obrigando-os a pagar os cartões no banco.

A operação é de venda casada, embora os bancos usem outros nomes, e o Banco Central nada faz contra mais esse desrespeito ao consumidor.

A gente acreditamus

A Polícia Federal garante que os ladrões de computadores da Petrobrás não sabiam que roubaram dados reservados sobre o Campo de Júpiter.

Quatro ladrões foram presos ontem no Rio e os quatro laptops desaparecidos, recuperados.

Estranhamente, uma máquinas estavam sem o HD funcionando...

Idas e vindas policiais

Mesmo assim, a PF descartou a hipótese de espionagem industrial no furto de computadores com informações sigilosas da Petrobras.

Sete dias atrás, o superintendente da PF no RJ, Valdinho Jacinto Caetano, descartara a possibilidade de ter ocorrido um crime comum no caso Petrobrás.

Ontem, declarou que estava “totalmente descartada a hipótese de ter sido um crime de espionagem industrial ou de pirataria”.

Lula, Dilma e Tarso erraram?

No dia 17 de fevereiro, o chefão Lula, que nunca sabe de nada quando lhe é conveniente, comentou o furto na Petrobrás:

"São apenas três empresas no mundo que trabalham com esse tipo de prospecção. Roubaram um software que continha informações que eram um segredo de Estado".

No dia anterior, o ministro da Justiça, Tarso Genro, tagarelou: “Esses furtos do contêiner têm de ser tratados como questão de Estado, que envolve Abin e PF. Não é um caso só de espionagem de empresas que querem entrar na licitação. São interesses geopolíticos”.

E no dia 15, a presidente do Conselho de Administração da Petrobrás, super poderosa ministra da Casa Civil e candidata preferida a substituir Lula, a esterna guerrilheira Dilma Rousseff fora incisiva:

"Todos os indícios parecem mostrar que se trata de espionagem industrial. Eles vão fazer o quê? Vai chegar uma pessoa lá e explorar?".

Os apanhados

Foram presos Alexandro de Araújo Maia, Eder Rodrigues da Costa, Michel Mello da Costa e Cristiano da Silva Tavares.

Os acusados são seguranças da empresa Bric Log, que atua para a Poliporto, na zona portuária

Eles destruíram um disco rígido e venderam um pen drive a um receptador.

Cozinhando notícia com o ladrão

O chefe de cozinha Moisés Manuel de Lima Sobrinho, de 25 anos, que confessou ter planejado o furto ao Masp (Museu de Arte de São Paulo), no dia 20 de dezembro, afirma que é ameaçado pela pessoa que encomendou os quadros.

"Minha família foi coagida, minha mulher teve que se mudar".

Foi o que o cozinheiro relatou, ontem, em entrevista à Folha de S. Paulo no CDP 2 (Centro de Detenção Provisória) do Belém, na zona leste de São Paulo.

Salário da Tropa

Um dia após a notícia de que uma medida provisória (MP) fixará em 8% o reajuste das Forças Armadas, o ministro da Defesa afirmou desconhecer a informação.

O genérico Nelson Jobim garantiu que os números ainda não foram fechados.

Hoje acontece mais uma reunião dos burocratas da Defesa com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Grande dívida

A dívida ativa (a receber) da União já chega a R$ 586,5 bilhões.

O montante devido pelos contribuintes representa cerca de 42% do R$ 1,4 trilhão da dívida interna brasileira.

A quantia é equivalente a 45 cortes no orçamento de 2008 ou a 14 arrecadações com a CPMF em 2007.

Os vilões

Os órgãos públicos que mais têm créditos inscritos a receber na dívida ativa são o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), além da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e da Secretaria do Tesouro Nacional, órgãos responsáveis por administrar a dívida.

Os maiores devedores são os empregadores, normalmente por apropriação indébita. Isso acontece quando eles descontam os impostos do salário dos empregados, mas não os repassam aos órgãos que os arrecadam.

Também são freqüentes os débitos oriundos da não emissão de nota fiscal e da prática do “caixa dois”.

Leão teimoso

A Super Receita Federal tá nem aí para uma recomendação do Ministério Público.

Vai exigir do contribuinte do Imposto de Renda o número que comprova declaração feita em 2007.

Sem o número, que a própria Receita tem em seus arquivos, o Zé Mane do contribuinte não poderá fazer sua declaração do Imposto Federal sobre Salário.

Super imposto

A proposta de emenda constitucional da reforma tributária entregue pelo desgoverno ao Congresso indica que o Imposto sobre Valor Adicionado (IVA) federal será um superimposto.

O IVA também incidirá sobre serviços, atualmente tributados apenas por municípios e Estados.

Na verdade, o novo imposto incidirá sobre "praticamente tudo".

Salve o Corinthians...

O Ministério Público de São Paulo encaminhou hoje à Justiça denúncia contra o ex-presidente do Sport Club Corinthians Alberto Dualib por formação de quadrilha, estelionato e concurso material de delitos.

Também foram denunciados o empresário Juraci Benedito, Marcos Roberto Fernandes (funcionário do clube), Nesi Curi (vice-presidente) e Daniel Espíndola da Cunha (conselheiro).

Segundo a denúncia, eles obtiveram vantagens ilícitas consistentes, e teriam se apoderado de R$ 1,4 milhão em dinheiro e cheques, prejudicando Corinthians.

Lançamento Hoje

Eliane (Lyca) Violini convida para o lançamento do seu livro “Networking Multicultural” (Scor Editora Tecci).

Será nesta sexta-feira, a partir das 19 horas, na Livraria Cultura, em São Paulo.

O endereço é Avenida Paulista, 2073, Conjunto Nacional.

Lançamento 2

Beijo de Língua é o próximo livro de contos de Wanderlino Teixeira Leite Netto.

Será lançado dia 13 de março, no Clube Central, em Niterói (RJ), pela Editoração..

O endereço é Avenida Jornalista Alberto Torres (Praia de Icaraí), 335.

Lançamento eterno

Está na Internet, para quem quiser ler, o livro que nenhuma editora teve a coragem de publicar.

É o “Escândalo do Mensalão”, de Ivo Patarra.

Basta clicar no link e baixar: http://www.escandalodomensalao.com.br/

Parto com dor no bolso

Chegou a US$ 1 milhão e 400 mil dólares a conta hospitalar da pop star Jennifer Lopez, que deu à luz gêmeos no dia 22 de fevereiro, em Nova York.

O cálculo das despesas no hospital de Long Island soma US$ 700 mil pela suíte hospitalar, US$ 300 mil em médicos e enfermeiras particulares, além de US$ 300 mil com seguranças e US$ 100 mil por assistentes pessoais da cantora.

São da revista In Touch as revelações sobre o absurdo de gastos com o nascimento dos gêmeos de Jennifer Lopez e Marc Anthony.

Parar ou diminuir?

Um advogado dirigia distraído quando, num sinal PARE, passa sem parar, mesmo em frente a uma viatura policial. Ao ser mandado parar, o causídico tem uma atitude de espertalhão:

Policial - Boa tarde. Documento do carro e habilitação.

Advogado - Mas por quê, policial?

Policial - Não parou no sinal de PARE ali atrás.

Advogado - Eu diminuí, e como não vinha ninguém...

Policial - Exato. Documentos do carro e habilitação. Advogado - Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?

Policial - A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE deve parar completamente. Documento e habilitação.

Advogado - Ouça policial, eu sou Advogado e sei de suas limitações na interpretação de texto de lei. Proponho-lhe o seguinte: se você conseguir me explicar a diferença legal entre diminuir e parar eu lhe dou os documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.

Policial - Muito bem, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, Sr. Advogado?

O Advogado desce, e os integrantes da patrulha lhe baixam o cacete. Levou porrada de tudo quanto é lado, tapa, botinada, cassetete, cotovelada, etc.

O Advogado grita por socorro, e pede para pararem pelo amor de DEUS.E o Policial pergunta:

- Quer que a gente PARE ou só DIMINUA???

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Armação: Cúpula do PMDB já costura chapa presidencial com Aécio e Dilma para a sucessão de Lula

Edição de Quinta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Aécio Neves, pelo PMDB, na cabeça. Dilma Rousseff, a preferida do chefão Lula, de vice. Esta é a chapa que se desenha na cabeça dos peemdebistas para a sucessão presidencial de 2010, embora seja ainda um pouco cedo para qualquer definição. Ontem à tarde, o governador mineiro deu mais uma prova de que anda “costeando o muro tucano” e doido para entrar no terreno peemedebista. Aécio alegou que sempre teve uma ligação histórica com o PMDB. Nas entrelinhas, deixou claro que tem opção de legenda no PMDB, caso o PSDB não feche questão logo em torno de seu nome.

O recado velado de Aécio acontece no momento em que as bases tucanas indicam que não vão aprovar sua candidatura com tanta facilidade. Aécio sabe que pode ficar sem o ninho tucano, depois que o senador Arthur Virgílio (AM) pediu oficialmente ao PSDB, na terça-feira passada, para ser incluído como pré-candidato à Presidência da República em 2010. Virgílio avisa que sua postulação é “coisa séria” e pediu “igualdade de tratamento” com os outros candidatos do partido: Aécio Neves e José Serra. Virgílio quer a inclusão de seu nome nas pesquisas do PSDB. Ele quer saber, por exemplo, o quanto estaria “atrás de Aécio”.

No PSDB, Aécio Neves já sente que as portas se fecham. Por isso, o namorador governador mineiro flerta com o PMDB. Aécio Neves sabe que Lula não descarta um apoio a sua candidatura em 2010, ainda mais se for pelo PMDB, que é da base amestrada do desgoverno. Por enquanto, o presidente fará de tudo para emplacar sua favorita Dilma – que não decola nas pesquisas. Lula já escalou a companheira para estar com ele em todos os palanques que anunciam obras do PAC.

Se o nome de Dilma não se viabilizar, Lula será o defensor da aliança com o PMDB. Neste caso, os petistas teriam de engolir até o lugar de vice numa eventual chapa de Aécio Neves, se ele vier realmente para o PMDB, como tudo indica que vai acontecer depois da nova arrumação política após a sucessão municipal deste ano. Aécio é o nome com melhor perfil para angariar votos no Nordeste, partindo da base que já tem em MG. Até no meio militar, o nome de Aécio já apontado como o “mais apoiável” para 2010.

E no mercado financeiro, que manda mesmo nos destinos econômicos e políticos do País, Aécio é “o cara”. Sua candidatura foi lançada em 2004, durante um suntuoso jantar no castelo inglês dos banqueiros Rothschild. O empresário Mário Garnero o apresentou à platéia como “o futuro presidente do Brasil em 2010”. O Lord Rothschild considera Garnero “um de seus quatro filhos”, e confia no taco dele.

A cena histórica

Aécio Neves participou, no dia 16 de maio de 2004, de uma mega-festa na mansão inglesa dos Rotschild, em homenagem ao empresário Mário Garnero, do grupo Brasilinvest.

Aecinho foi um dos coroados a ter o privilégio de entrar na famosa “Spencer House”, uma construção do século XVIII que pertence a Lorde Jacob Rothschild, pai do jovem Nathanael e decano da família de banqueiros mais influente dos últimos dois séculos, que a usa apenas em ocasiões especiais.

Aécio Neves presenciou o Lord erguendo taças de cristal para homenagear Garnero e ninguém menos que o ex-presidente dos EUA George Bush (pai do presidente dos EUA), no Great Room do andar superior da mansão história.

Graças a Deus?

"Graças a Deus, o sistema financeiro está ganhando".

Foi a frase sincera, porém cínica no contexto, do chefão Lula da Silva, minutos depois que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, reclamou dos bancos pelo aumento dos juros após a elevação do IOF:

"Eles não perderam tempo e deram uma subidinha na taxa de juros".

Os bancos agradecem

Nove dias depois de o Brasil passar de devedor a credor internacional, o desgoverno anuncia que transferiu mais recursos do Estado para os banqueiros.

Pela primeira vez em um mês de janeiro, o país economizou dinheiro suficiente para pagar juros da dívida interna e ficar com sobra de caixa, um superávit nominal de R$ 5,5 bilhões.

Acontece que a economia foi usada para quitar parte do principal devido a credores.

Com isso, a relação entre a dívida pública e o PIB, total das riquezas produzidas no País, caiu para 42,1%, mesmo patamar de 1998, antes da maxi-desvalorização do real.

Delegado dançou

Benedito Antonio Valencise não é mais o seccional da região de Ribeirão Preto.

Foi detonado, burocraticamente, o delegado que comandou as investigações da "máfia do lixo" (envolvendo o deputado federal petista Antônio Palocci Filho) em Ribeirão Preto, entre 2004 e 2006.

Valencise foi surpreendido na tarde de terça-feira, por telefone, ao saber que fora exonerado da função na cidade.

Será substituído por Rafael Rabinovici, que estava no Departamento de Trânsito (Detran), em São Paulo.

Muito estranho

A exoneração de Valencise, após quatro anos na cidade, soou estranha.

Ocorreu na semana seguinte a denúncia feita ao STF contra o deputado federal e ex-prefeito e ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci Filho, só que no caso da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.

Foi Valencise quem indiciou Palocci, no final de 2006, como "chefe" da quadrilha do lixo, que teria supostamente desviado mais de R$ 30 milhões dos cofres públicos em contrato de varrição e coleta do lixo com a empresa Leão Leão.

Tudo arranjadinho

O Palácio do Planalto e o PSDB mantiveram o acordo para uma CPI "civilizada" dos Cartões Corporativos, sem devassa nas contas do presidente Lula e de FHC.

Depois de duas semanas de negociação, o PMDB aceitou ceder a vaga de presidente da CPI ao PSDB para evitar a criação de uma segunda comissão no Senado com o mesmo objetivo.

Os tucanos indicaram a vice-presidente do partido, senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), para presidir a CPI.

Ligada ao ex-presidente Fernando Henrique e ao governador de São Paulo, José Serra, ela disse que não permitirá "pirotecnia".

Só negou acordo com o PT para poupar FHC, Lula e os familiares de ambos das investigações.

Processos continuam

Todos os processos movidos contra jornalistas, baseados na caduca Lei de Imprensa, continuam valendo.

Apenas um ponto da decisão liminar do ministro Carlos Ayres Britto, que suspendeu 20 dos 77 artigos da Lei de Imprensa, foi derrubado ontem pela maioria do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).

O relator havia suspendido a tramitação de todos os processos movidos nos tribunais brasileiros com base na Lei de Imprensa até o julgamento definitivo da liminar concedida ao PDT.

Quem votou o quê?

Na sessão de ontem no STF, votaram pela manutenção da liminar de Ayres Britto, além dele próprio, os ministros Ricardo Lewandowski, Cezar Peluso, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Ellen Gracie.

No início do julgamento, o ministro Carlos Alberto Direito chegou a sugerir que toda a Lei de Imprensa fosse suspensa.

Apenas outros dois ministros concordaram com a idéia: Eros Grau e Celso de Mello.

Por motivos técnicos, Marco Aurélio Mello defendeu que a liminar de Ayres Britto fosse derrubada.

Ele acredita que o instrumento usado pelo PDT para contestar a lei, uma argüição de descumprimento de preceito fundamental, não é o juridicamente mais apropriado.

Nem aí para a Justiça...

Mesmo estando preso desde o dia 26 de dezembro, acusado de formação de quadrilha por envolvimento com a milícia Liga da Justiça, que atua na Zona Oeste, o vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho (PMDB), continua prestigiado.

Foi reeleito ontem pelos colegas (14 votos) para a Comissão de Abastecimento, Indústria, Comércio e Agricultura da Câmara do Rio.

Para a mesma comissão, 18 vereadores indicaram Josinaldo Francisco da Cruz (DEM), o Nadinho de Rio das Pedras, também acusado de envolvimento com milícias e que exerce o mandato beneficiado por habeas corpus.

Negócio entre petistas

Contratada pelo governo Marta Suplicy (PT) para aperfeiçoar o modelo das subprefeituras de São Paulo, a Finatec (Fundação da Universidade de Brasília) subcontratou, de 2003 a 2004, uma empresa que pertence a um petista e figura entre os doadores da campanha do PT.

Além de Marta, o vereador Antônio Donato - responsável pela contratação da Finatec em 2003, quando ocupava a Secretaria de subprefeituras - aparece como beneficiário de contribuição da Pro-sistemas Consultoria na eleição de 2004.

A Pro-sistemas doou R$ 4.000 para a campanha de Donato em 27 de julho de 2004 e R$ 21 mil para a de Marta no dia 2 de agosto.

A Pro-sistemas pertence ao petista Luiz Antônio Melhado.

Obrigado a sair

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que faz o controle externo do Judiciário, determinou a aposentadoria compulsória do desembargador Sebastião Teixeira Chaves, ex-presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia.

Ele ficará proibido de exercer a profissão, mas continuará recebendo vencimentos proporcionais ao tempo de carreira.

O desembargador foi preso pela Polícia Federal na Operação Dominó, em agosto de 2006, junto com outras 22 pessoas, sob suspeita de integrar um esquema que teria desviado pelo menos R$ 70 milhões em dinheiro público de Rondônia.

Junto com ele, foram presos o então presidente da Assembléia Legislativa do estado, José Carlos de Oliveira, o procurador de Justiça José Carlos Vitachi e o ex-chefe da Casa Civil Carlos Magno Ramos.

Sebastião Teixeira Chaves foi acusado de ter cometido os crimes de formação de quadrilha, advocacia administrativa e corrupção ativa.

Só na promessa

O ministro Guido Mantega promete apresentar na próxima semana um projeto de desoneração do Imposto de Renda para a pessoa física.

"Estamos estudando alguma mudança no IR. Certamente, uma parte da população vai pagar menos. Na próxima semana, já direi quais serão as intenções do governo em relação às alíquotas do IR. Serão para beneficiar, para melhorar".

Mantega não quis antecipar nenhum detalhe do estudo elaborado pelos técnicos do ministério em torno do alívio da carga fiscal para os trabalhadores, mas afirmou que uma parte da população vai pagar menos imposto.

O chão é o limite

O mercado financeiro já projeta o dólar entre R$ 1,50 e R$ 1,55 no fim do semestre.

No patamar de R$ 1,50, a moeda forçará uma revisão da política monetária.

Não será possível sustentar a Selic em 11,25% até o fim do ano como parece ser o desejo do Copom.

O juro básico terá de começar a cair no segundo semestre, pois os modelos econométricos estarão estimando o IPCA abaixo de 4% para este ano e 2009.

Fuga da moeda

Os grandes investidores globais estão fugindo das aplicações denominadas em dólar.

O dólar teve ontem baixa recorde frente ao euro: US$ 1,51.

A moeda americana caiu ontem a R$ 1,672 e, no ano, já se desvalorizou em 6,28%.

Lógica da assimilação

O dólar em baixa apavora os exportadores brasileiros que perdem competitividade e diminuem muito suas margens de ganho.

Assim, empresas brasileiras (sobretudo na área agropecuária) viram reféns fáceis de ofertas de fusão ou aquisição dos grandes investidores internacionais.

Isso explica a corrida para a compra de terras onde haja recursos minerais no subsolo e fazendas produtoras de gado.

O Boi será deles

Apenas 106 propriedades poderão vender carne bovina aos 27 países do bloco europeu.

Os europeus rejeitaram uma lista de 2.681 produtores brasileiros.

Após 27 dias de embargo branco, a União Européia anunciou ontem a retomada de importações de carne bovina "in natura" do Brasil.

A UE negou protecionismo e imposição de cotas e criticou o país por descumprimento de regras sanitárias acertadas desde 2007.

A bolsa já é

A BM&F e o CME Group, controlador das duas principais bolsas de derivativos dos Estados Unidos, sediadas em Chicago, deverão integrar suas atividades no terceiro trimestre deste ano.

As bolsas passaram a sócios com uma troca de ações. Para a brasileira, a principal vantagem da parceria será a possibilidade de aumentar sua base de distribuição de produtos.

A BM&F utilizará a "globex", plataforma eletrônica de negociação com a qual a bolsa norte-americana atua em cerca de 80 países.

Bolsas na boa

A BM&F registrou lucro líquido de R$ 69, 1 milhões no quarto trimestre de 2007.
No ano, foram R$ 293 milhões, expansão de 48,7% em relação a 2006.

A Bolsa de Valores de São Paulo subiu, este ano, em dólar, 9,08%, o maior percentual entre os mercados do mundo.

A alta de preços das commodities e a expectativa de que o Brasil possa obter, em breve, o grau de investimento foram decisivos no desempenho.

Pelo menos uma notícia boa

Completou cinco meses o projeto-piloto de sistema de TV Digital Interativa, implantado pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) para avaliar a potencialidade da interatividade em plataformas de TV Digital.

O projeto-piloto, chamado SAPSA ou Serviço de Apoio ao Professor em Sala de Aula, foi instalado na Escola Municipal de Ensino Fundamental Janilde Flores Gaby do Vale, em Hortolândia, São Paulo.

O sistema opera sobre a rede online sem fio (WiMAX) da prefeitura do município e oferece aos professores recursos audiovisuais em tempo real, como material de apoio às atividades em sala de aula.

Por meio de um aparelho conversor (set top box) conectado à rede WiMAX, o professor pode, sob demanda e com a ajuda de controle remoto, mostrar determinados conteúdos pedagógicos audiovisuais, como filmes, documentários e material multimídia, que ilustrem o que foi explicado durante a aula.

O sistema obedece os critérios de interatividade em tela idealizados pelo Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD), conduzido pelo CPqD com recursos do FUNTTEL do Ministério das Comunicações.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

BC prevê que juros bancários podem aumentar ainda mais em fevereiro, na onda do perigoso crédito fácil

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O seu suado dinheiro contribui para que o lucro líquido dos bancos bate recordes e supere a marca de 43% em média. Os bancos aumentaram em até 11% a taxa de juro de crédito pessoal. As instituições financeiras faturam cada vez mais com o aumento do spread bancário - diferença entre juros de captação e as taxas cobradas nos empréstimos. A alta foi mais forte nos financiamentos para pessoas físicas, subindo de 43,9% ao ano para 48,8%.

Foi a maior alta dos juros em quase sete anos – segundo o Banco Central. Desde julho de 2001 o custo do crédito não subia nessa velocidade de um mês para outro. No crédito pessoal, uma das modalidades de empréstimo mais populares, os juros subiram de 59,1% ao ano para 67,3%. Cinicamente, a alta dos juros é atribuída ao aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e à maior procura pelos financiamentos.

O valor total dos empréstimos cresceu 2,5%. O volume total emprestado passou de R$ 523,9 bilhões para R$ 529,3 bilhões. O mais absurdo foi que o juro médio nas operações para pessoa física disparou 11%, de 43,9% para 48,8% ao ano, uma elevação muito maior do que a inflação prevista para 2008, que deve ficar em torno de 4,5%.

Altamir Lopes adverte que certamente teremos uma elevação dos juros em fevereiro, motivada pelos mesmos fatores que elevaram as taxas em janeiro, como aumento da IOF, volatilidade externa, crescimento de demanda e busca por modalidades com juros mais caros. Só teremos uma posição mais clara de como as taxas vão se comportar neste ano em março ou abril

Seis motivos

Altamir Lopes, chefe do Departamento Econômico do Banco Central, apontou seis fatores contribuíram para as elevações nos juros, que foram sentidas em todas as modalidades, tanto nos empréstimos para as pessoas físicas como para as pessoas jurídicas:

- O aumento da demanda por empréstimo, sobretudo por parte das pessoas físicas; aumento do IOF e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) para os bancos, como forma de compensar o fim da CPMF

- A restrição que o INSS fez no começo do ano, quando os aposentados e pensionistas ficaram proibidos de obter este tipo de empréstimo - mais barato - por sete dias

- A correção das taxas de juros dos empréstimos consignados aplicados pela CEF aos servidores do Judiciário.

- Maior utilização do cheque especial, com taxas maiores, o que eleva a taxa média dos empréstimos.

- Correção forte dos juros do cheque especial, devido à elevação dos custos de captação, spread e aumento da demanda

- Volatilidade externa, que fez com que os bancos ficassem mais cautelosos na concessão do crédito.

Viva os bancos

O lucro líquido de 31 instituições financeiras que já divulgaram os resultados atingiu a marca de R$ 34,4 bilhões.

O volume cresceu 43,3% em 2007, segundo levantamento da Austin Rating para o jornal Gazeta Mercantil.

Os ativos dos bancos somaram R$ 1,7 trilhão, acima do PIB do Brasil.

Os ganhos foram impulsionados pelo crédito e, no caso dos gigantes do varejo, Bradesco, Itaú e Unibanco, por ganhos extraordinários com venda de fatias de empresas.

E o BB?

Na contramão dos outros bancos, o Banco do Brasil divulgou uma queda de mais de 16% do lucro, para R$ 5 bilhões.

O lucro em 2006 fora de R$ 6,044 bilhões.

Já o ganho do Bradesco subiu 58,5% e o do Itaú, 96,7%.

O presidente do BB, Antonio Lima Neto, avisou que o resultado se deve ao fato de a carteira de crédito não abranger todas as operações do mercado, como crédito imobiliário.

Passa a bolsa

A LSE (London Stock Exchange) promoveu ontem, em São Paulo, seminário para mostrar aos executivos brasileiros as vantagens de negociar ações em seu pregão.

Atualmente, três empresas do País negociam na poderosa bolsa de Londres.

A Nyse Euronext, que detém uma participação de 1% no capital da Bovespa, também quer ampliar a clientela por aqui, que hoje é de 32 companhias brasileiras com ADR nos EUA.

O interessante é que as duas bolsas são controladas pelos mesmos grupos que comandam a economia mundial, a partir da City de Londres e das casas reais da Europa.

Companheiro preso

A Polícia Federal engaiolou ontem o assaltante Antônio Jossivan Alves dos Santos, de 41 anos, o Alemão.

Ele foi o chefe da quadrilha que levou, em agosto de 2005, R$ 164,7 milhões do cofre-forte do Banco Central em Fortaleza.

Federais acreditam que o bandido tenha ligações com o PCC.

"Alemão" já havia sido detido três vezes em São Paulo, mas pagou propina e fugiu.

Estrategista

Alemão fingia ser fazendeiro, usava o nome de Antônio Joaquim Oliveira Paes e estava morando havia oito meses no Riacho Fundo II.

Na casa, agentes federais encontraram R$ 890 mil num cofre escondido embaixo de um fogão.

Antes de se refugiar no Distrito Federal, o bandido teria passado pela Paraíba, São Paulo e Mato Grosso.

A PF também prendeu a mulher do assaltante, Rosângela Oliveira Pontes, e Antônio Rivaldo de Oliveira da Silva, um dos laranjas de Alemão.

Tese sobre bandidos

O poderoso Lula pregou ontem que o Estado tem que oferecer mais oportunidades de emprego para impedir que o crime ganhe espaço na sociedade.

Se o Estado não oferece, se as empresas não oferecem, se as prefeituras não oferecem, o crime organizado oferece, a bandidagem oferece. Então tem que ser um disputa constante do Estado brasileiro fazendo aquilo que tem que fazer. E é por isso que na semana que vem estarei outra vez com Sérgio Cabral aqui no Rio, porque não vamos fazer uma intervenção com a polícia, não. Nós vamos visitar o Complexo do Alemão, de Manguinhos, da Rocinha, para levar investimento de milhões e milhões de reais, para fazer casa ,escola, rua, hospital, água e esgoto. Se porrada educasse as pessoas, bandido saía da cadeia santo. O que educa as pessoas são oportunidades e gestos de solidariedade”.

Foi o discurso chulo de Lula na durante visita às obras da ThyssenKrupp CSA, no complexo siderúrgico em Santa Cruz, no Rio de Janeiro.

Acontece que, no ano passado, em apoio à operação que matou 19 no Alemão, Lula havia dito que não se combate o crime com "pétalas de rosas".

Para avaliar a sinceridade das palavras de Lula, releia o artigo de Olavo de Carvalho: A Força do Segredo

Bem acompanhado no palanque

O deputado estadual Natalino Guimarães (DEM) foi o centro das atenções na inauguração da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 horas de Campo Grande, com o chefão Lula e o poderoso Sérgio Cabral.

Denunciado pelo Ministério Público Estadual por formação de quadrilha e por suspeita de liderar a milícia ‘Liga da Justiça’ na Zona Oeste, o parlamentar subiu no palanque presidencial.

Natalino é irmão do vereador Jerominho (PMDB), preso preventivamente por causa das mesmas acusações.

Ataque ao FHC

Falando para uma platéia de operários, o presidente exaltou a figura do trabalhador brasileiro, lembrando seus tempos de torneiro mecânico e das assembléias do ABC.

Lula garantiu que em 2010, quando sair do governo, não vai passar oito meses na Europa dando aula.

Mas voltará para São Bernardo, onde ficará próximo aos sindicatos:

Eu não posso errar, tenho consciência disso. Meus amigos são os trabalhadores brasileiros. Não vou a Paris ou Londres, vou para São Bernardo”.

Definindo o bode expiatório

Ficou clara para quem vai sobrar o peso das acusações da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.

O bode expiatório será Marcelo Netto, ex-assessor de imprensa do Ministério da Fazenda na gestão de Antônio Palocci Filho.

Ontem, o ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Mattoso voltou a repetir que não tem "nada a ver com o rompimento do sigilo" bancário e deu a dica:

"Quem passou isso [dados do sigilo] à imprensa é que tem que dar a explicação".

Convencido da culpa

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, afirmou que há provas suficientes para confirmar a participação do ex-ministro da Fazenda e deputado federal Antonio Palocci (PT-SP) na quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo:

Não se oferece uma denúncia sem estar convencido de que há elementos que indicam a autoria e a materialidade. O convencimento surge das provas que estão nos autos. Evidentemente que a culpabilidade se resolve no julgamento pelo tribunal competente. Não há um juízo de condenação (na denúncia). É um juízo da presença de elementos que indicam a existência de atos ilícitos”.

A operação foi feita de forma ilegal em 2006, após o caseiro acusar Palocci publicamente de freqüentar uma mansão em Brasília, onde eram promovidas festinhas sexuais, destinada à atividade de lobistas.

Grito dos tolos

O chefão Lula da Silva proclamou ontem que o Brasil deu "seu segundo grito da independência" ao se tornar credor internacional.

Na semana passada, o Banco Central anunciou o factóide de que o País se tornara pela primeira vez na história credor externo, e na segunda-feira divulgou que os ativos do país no exterior superaram os passivos em 7 bilhões de dólares.

Em discurso na inauguração de uma fábrica de pneus da Michelin, na zona oeste do Rio, Lula destacou a conquista e o trabalho do governo para chegar ao fato inédito:

"Preparamos a casa para o segundo grito da independência. O primeiro passo foi dado com o aperto fiscal e monetário de 2003 e o segundo passo foi o pagamento da dívida de 15,9 bilhões de dólares com o FMI".

Roto falando dos esfarrapados

O chefão Lula reclamou que o País tem muitos palpiteiros e que "os analistas econômicos quebraram a cara nos últimos anos".

Lula voltou a condenar a crise norte-americana como ambição de especuladores:

"A crise americana foi de especulação e do sistema financeiro que tentou ganhar dinheiro fácil. Os bancos achavam que poderiam especular com títulos e quebraram a cara. Quantas vezes o Citibank dizia que sabia o que era bom ou ruim para o Brasil e tomou na cara 10 bilhões de dólares. Fizemos como a formiguinha, enquanto alguns cantarolavam nós comprávamos dólar para enfrentar esta e outras crises”.

Releia o artigo: Jornalismo ignorante ou FDP?

Mais endividamento

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, reúne-se hoje com o chefão Lula da Silva.

"Queremos ver como é possível fazer uma parceria PAC-BID".

O BID promete mais que dobrar, para US$ 4 bilhões, a aprovação de projetos para o Brasil em 2008.

Reação zero

“Quando, da noite para o dia, dezenas de deputados largaram suas legendas e se bandearam para as hostes do governo, era preciso explicar tão misteriosa adesão. O que se viu? Uma descarada e desafiadora alegria no alto comando do País! E qual foi a reação do povo? Nenhuma”.

“Quando um parlamentar, que integrava a tal maioria, veio denunciar o uso de recursos públicos, desviados de forma indecente, com a conivência dos altos ocupantes do governo, provando que a direção do PT e do governo sabiam de tudo e de tudo se haviam aproveitado, qual foi a reação do povo? Nenhuma”.

Leia o artigo em que a professora Sandra Cavalcanti retrata tais verdades: Já não podemos dizer nada!

Lei de Imprensa em xeque

A liminar concedida pelo ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendendo boa parte da Lei de Imprensa, será submetida hoje ao crivo dos outros dez integrantes da Corte.

Na sessão plenária, os ministros deverão opinar sobre a decisão de Britto de revogar uma lei que vigora desde 1967 por decisão liminar (provisória), em vez de compartilhar a decisão com o colegiado.

A legislação contém dispositivos considerados prejudiciais à liberdade de expressão, como a pena de prisão para jornalistas condenados por calúnia, injúria e difamação. Hoje, esses artigos estão suspensos.

Ruim em qualquer lugar

Os deputados decidiram, em votação simbólica, transferir a sede e foro da TV Brasil do Rio de Janeiro para Brasília.

O Rio segue como principal centro de produção da EBC.

A presidente da EBC, Tereza Cruvinel, já tinha avisado que a mudança de sede não muda nada o modelo de produção da emissora.

O chão é o limite?

Pela primeira vez desde 1999 o dólar rompeu o piso de R$ 1,70.

Com depreciação de 5,23% acumulada neste ano, o dólar encerrou as operações de ontem a R$ 1,684.

A queda de 1,29% registrada ontem - a sétima seguida - levou a moeda a seu menor valor desde 19 de maio de 1999.

Enxurrada de verdinhas virtuais

Operadores de câmbio revelam que ontem houve uma entrada pesada de dólares no mercado, que teriam sido trazidos por uma mineradora.

Com isso, o BC teria feito uma intervenção mais pesada, retirando aproximadamente US$ 400 milhões do mercado.

Mesmo que o BC tenha atuado de forma mais intensa -normalmente tem comprado algo em torno de US$ 100 milhões por dia-, a moeda americana não alterou sua rota de queda.

Sossega, Leão!

A Receita Federal recebeu recomendação do Ministério Público para suspender a exigência de recibo de entrega da última declaração do Imposto de Renda na apresentação da documentação deste ano.

O MP lembra que a fiscalização já tem a informação solicitada.

Logo, a máquina de terror fiscal devia dar uma sossegada em seu leão.

Sem credibilidade

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, garantiu ontem a representantes da oposição que a nova proposta de reforma tributária terá dispositivo para impedir o aumento da carga tributária federal.

O texto será enviado amanhã ao Congresso, mas o ministro não explicou como será aplicada a tal trava.

Especula-se que haverá um gatilho, cujos contornos ainda não estão definidos, que impedirá esse aumento.

O fato é: quem acredita na palavra empenhada pelo desgoverno Lula?

Fúria arrecadadora

No primeiro mês sem a cobrança da extinta CPMF, a arrecadação do desgoverno federal aumentou em níveis muito superiores aos da inflação e do crescimento da economia.

Recorde para um mês de janeiro, a receita foi de R$ 62,6 bilhões, uma expansão de 20% acima da inflação em relação ao mesmo período do ano passado -ou de 18,3%, se descontada a arrecadação residual da extinta contribuição sobre movimentação financeira.

Em valores absolutos, o caixa do governo foi reforçado, num único mês, em R$ 9,6 bilhões, excluindo da conta os R$ 875 milhões em recolhimentos remanescentes da CPMF.

Maior torcida do Mundo

A torcida do Flamengo é a maior do mundo no futebol.

È o que garante uma pesquisa do Datafolha divulgada pelo site da revista Mundo Estranho, da editora Abril, dedicada a curiosidades em geral.

O levantamento foi feito a partir de dados de países da América do Sul, América Central, Europa e Ásia. Em cada país, um importante centro de pesquisa serviu de fonte.

Poder da Nação Rubro Negra

Apenas as três primeiras torcidas de cada país entraram no levantamento.

O Flamengo faturou o primeiro lugar, com 32,6 milhões de torcedores, o equivalente a 17% da população brasileira.

O Coritinhians ficou em quarto lugar no geral, com 23 milhões de simpatizantes (algo em torno de 13% do Brasil).

O outro brasileiro é o São Paulo, que aparece na sétima posição, com 15,3 milhões de torcedores (8%).

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Já não podemos dizer nada!

Edição de Artigos de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Sandra Cavalcanti

Em 14 de de abril de 1930, aos 36 anos, Vladimir Maiakóvski, o maior poeta russo da era contemporânea, deu um fim trágico à sua atormentada vida. Matou-se porque perdeu toda a esperança e se viu diante de uma estrada sem saída.

Sua obra é absolutamente revolucionária, como revolucionárias eram as suas idéias. Mas o poeta, dizia ele, por mais revolucionário que seja, não pode perder a alma!

Ele acreditou piamente na Revolução Russa e pensou que um mundo melhor surgiria de toda aquela brusca e violenta transformação. Aos poucos, porém, foi percebendo que seus líderes haviam perdido a alma.

A brutalidade crescia. A impunidade era a regra. O desrespeito às criaturas era a norma geral. Toda e qualquer reação resultava em mais iniqüidades, em mais violência. Um stalinismo brutal assolou a pátria russa. Uma onda avassaladora de horror e impotência tomou conta de seu espírito, embora ainda tentasse protestar. Mas foi em vão. Rendeu-se e saiu de cena.
Em 1936, escreveu Eduardo Alves da Costa o poema No caminho com Maiakóvski, que resume sua desoladora tragédia.

"... Na primeira noite eles se aproximam/ e roubam uma flor/ de nosso jardim./ E não dizemos nada./ Na segunda noite, já não se escondem:/ pisam as flores,/ matam nosso cão,/ e não dizemos nada./ Até que um dia,/ o mais frágil deles/ entra sozinho em nossa casa,/ rouba-nos a luz e,/ conhecendo nosso medo,/ arranca-nos a voz da garganta./ E já não podemos dizer nada."

Nestes tristes tempos, muitos estão vivendo as angústias desabafadas neste poema. Também acreditaram em líderes milagrosos, tiveram esperanças em dias mais serenos, esperaram por oportunidades melhores e sonharam com paz e alegria. Nunca imaginaram que, em seu lugar, viriam a impunidade, a violência, o rancor e a cobiça. Os que chegaram ao poder, sem nenhuma noção de servir ao povo, logo revelaram a sua verdadeira face.

O País está vivendo uma fase de completo e total desrespeito às leis. A Lei Maior, aquela que o País aprovou por meio de seus representantes, não existe. Para uns, todas as leniências. Para outros, todos as violências. Nas grandes cidades, dois governos, duas autoridades: a tradicional e a dos marginais.

No campo, ausência de direitos e deveres. Uma malta de desocupados, chefiados por líderes atrevidos e até debochados, está conseguindo levar o desassossego e a insegurança aos milhões de trabalhadores rurais que ali se esforçam para sobreviver. Isso já vem acontecendo há muito tempo e não há sinal de que alguma autoridade pretenda submetê-los às penas da lei. Ao contrário. Eles gozam de imenso prestígio junto ao presidente, que não se acanha em lhes dar cobertura e agir com a maior cumplicidade.

A ausência das autoridades tem sido o grande estímulo para que esses grupos, e outros que vão surgindo, venham conseguindo, num crescendo de audácia e desrespeito, levar o pânico aos que vivem do trabalho no campo. A mesma audácia impune garante também a expansão das quadrilhas de narcotraficantes em todo o País. A cada dia que passa eles chegam mais perto de nós.

Se examinarmos com atenção os acontecimentos destes últimos dois anos, dá para entender o nosso medo. Quando explodiu o caso do Waldomiro Diniz, as autoridades estavam na obrigação de investigar tudo e dar uma punição exemplar. O que se viu? Uma porção de manobras para encobrir os fatos e manter os esquemas intocáveis. E qual foi a reação do povo? Nenhuma.
Roubaram uma flor de nosso jardim, a flor da decência, da dignidade, da ética, e nós não dissemos nada!

Quando, da noite para o dia, dezenas de deputados largaram suas legendas e se bandearam para as hostes do governo, era preciso explicar tão misteriosa adesão. O que se viu? Uma descarada e desafiadora alegria no alto comando do País! E qual foi a reação do povo? Nenhuma.
Eles nem se esconderam. Pisaram em nossas flores, mataram o cão que nos podia defender. E nós não dissemos nada!

Quando um parlamentar, que integrava a tal maioria, veio denunciar o uso de recursos públicos, desviados de forma indecente, com a conivência dos altos ocupantes do governo, provando que a direção do PT e do governo sabiam de tudo e de tudo se haviam aproveitado, qual foi a reação do povo? Nenhuma.

Eles nem se importaram com o fato de terem sido descobertos. O mais frágil deles entrou em nossa vida, roubou a luz de nossas esperanças e, conhecendo o nosso medo, ainda se deu ao luxo de arrancar a nossa voz da garganta!

Será que vamos aceitar? Não vamos dizer nada? Será que o povo brasileiro perdeu de vez a sua capacidade de se indignar? A sua capacidade de discernir? A sua capacidade de punir?
Acho que não. Torço para que isso não esteja acontecendo. Sinto, por onde ando e por onde vou, que lá no mar alto uma onda de nojo está crescendo, avolumando-se, preparando-se para chegar e afogar esses aventureiros. Não se trata, simplesmente, de uma questão eleitoral. Não se cuida apenas de ganhar uma eleição. O importante é não perder a alma. O direito de sonhar. A vontade de viver melhor.

Colocar este momento como uma simples luta entre governo e oposição é muito pouco. E derrotá-los, simplesmente, também é muito pouco, diante do crime que eles praticaram contra as esperanças de um povo de boa-fé. O que vai hoje na alma das pessoas é o corajoso sentimento de que é preciso vencer o pavor e o pânico diante da audácia dessa gente, não permitindo que eles nos calem para sempre. Se não forem enfrentados, se não forem punidos, se seus métodos e processos não forem repudiados, nosso futuro terá sido roubado. Nossa voz terá sido arrancada de nossa garganta.

E já não poderemos dizer nada.

Sandra Cavalcanti, professora, foi deputada federal constituinte, secretária de Serviços Sociais no governo Lacerda, fundadora e presidente do BNH

A Força do Segredo

Edição de Artigos de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Olavo de Carvalho

Na mesma semana em que o Foro de São Paulo é objeto de uma reportagem em Veja , Fidel Castro revela que a idéia de criá-lo não foi nem dele: foi do próprio Lula. Sim, coube a este, não ao ditador cubano ou ao seu colega da Venezuela, a glória macabra de salvar da extinção o movimento comunista na América Latina.


E esse fato vem à tona quase no mesmo dia em que um importante líder empresarial, o Sr. Emílio Odebrecht, tenta impingir a si próprio a balela anestésica de que "Lula nunca foi de esquerda". A alienação da burguesia brasileira em relação ao estado de coisas no país é uma das maravilhas do universo, mas ela não teria sido possível sem o longo e persistente silêncio da "grande mídia" nacional quanto ao Foro de São Paulo.

A gigantesca engenharia de ocultações que sonegou ao público o conhecimento dos lances essenciais da história política da última década e meia é, por si mesma, um acontecimento inédito nos anais do jornalismo mundial, um fenômeno tão espetacular e tão criminoso quanto as atividades do próprio Foro.

Um dia a ciência histórica terá de sondar os mais baixos estratos da sordidez humana para explicar como foi possível tanta vileza, tanta abjeção, da parte daqueles que recebiam os melhores salários do jornalismo para abster-se de praticá-lo.

As conseqüências da sua omissão foram portentosas.

Consolidando numa estratégia de dimensões continentais a clássica articulação comunista dos meios de luta lícitos e ilícitos, o Foro de São Paulo é a mais vasta, a mais íntima, duradoura e bem sucedida parceria que já se viu entre a política e o crime na América Latina.

Se a força dessa parceria não tivesse crescido em segredo, não teria crescido de maneira alguma: nem o Parlamento, nem a opinião pública, nem a Justiça, nem o empresariado, nem as Forças Armadas teriam tolerado ver o presidente da República cochichando pelos cantos com os comandantes das Farc e do Mir chileno. Muito provavelmente Lula não teria chegado aonde chegou, mas, se chegasse, não escaparia do impeachment à primeira notícia da sua condição de aliado e protetor máximo de assassinos, narcotraficantes e seqüestradores.

Se o eleitorado não tivesse sido reduzido à menoridade mental pelos autoconstituídos censores a serviço da boa imagem esquerdista, o partido beato, desmascarado antes de consolidar-se no poder, não teria podido montar um espetáculo de corrupção ante o qual o próprio P. C.Farias, se pudesse vê-lo do além, cairia pasmo de incredulidade.

Se o Foro de São Paulo tivesse sido denunciado em tempo, os comandantes das Farc não teriam podido transitar livremente pelo Brasil e ser recebidos como
hóspedes de honra enquanto seus subordinados, discretamente, treinavam o PCC e o Comando Vermelho para matar brasileiros.

Se os fatos mais decisivos não tivessem se tornado invisíveis, não teríamos chegado ao recorde hediondo de 50 mil homicídios por ano.

Agora, que a notícia da sua existência foi publicada com dezessete anos de atraso, o poder do Foro de São Paulo já se tornou tão gigantesco, tão onipresente, que ninguém, no Parlamento, na Justiça, nas Forças Armadas ou seja lá onde for, terá os meios nem a coragem de reagir à altura, de fazer o que é preciso fazer ante esse fabuloso concurso de crimes.

Se já houve neste país motivo para uma CPI, é o Foro de São Paulo, mas quem, nas duas casas do Congresso, terá a hombridade de solicitá-la? E, na remota hipótese de que alguém a solicite, quantos não votarão para bloqueá-la, com ou sem o incentivo de uma nova edição do Mensalão?

Olavo de Carvalho e Filósofo e Jornalista. Publicado no Jornal do Brasil, 31 de janeiro de 2007

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Lula fará pressão no STF para que seja arquivada a denúncia contra Palocci por violar a conta do caseiro

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O caso vai dar em nada. Afinal, o deputado federal petista tem impunidade parlamentar e lobbies poderosos em suas costas quentíssimas. Mas pelo menos o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, apresentou denúncia, por quebra de sigilo funcional e prevaricação, contra o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci no Supremo Tribunal Federal. Se for julgado e condenado, Palocci pode pegar de 1 a 4 anos de prisão. Mas será que Palocci será realmente punido por ter determinado, de forma irregular, quando era ministro, a quebra de informações bancárias sigilosas do caseiro Francenildo dos Santos Costa? Mais fácil é apostar que não!

É mais fácil Celso Daniel, antecessor de Palocci no controle dos negócios petistas, ressuscitar. Também é mais fácil o tal Disco Voador de Araraquara reaparecer em Brasília, e o ET convocar Lula para dar uma voltinha com ele, com direito a um passeio só de ida. O certo é que o desgoverno Lula jogará nos bastidores contra qualquer punição a Palocci. Afinal, trata-se de um parlamentar queridinho dos banqueiros e um dos líderes do lobby secreto em favor da liberação do jogo e dos cassinos no Brasil. Nada de ruim pode acontecer com o médico Antônio. Após receber a defesa prévia do advogado José Roberto Batochio, o plenário do Supremo, composto por 11 ministros, decidirá sobre a abertura do processo criminal. Para abri-lo basta que os ministros entendam que há indícios de prática de crime.

Por inspiração de alguns gênios no Palácio do Planalto, Palocci e seus assessores quebraram o sigilo bancário de Francenildo para tentar desmoralizá-lo. O caseiro dera uma entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, no início de 2006, contando que Palocci freqüentava uma mansão num bairro nobre de Brasília, alugada por ex-assessores da prefeitura de Ribeirão Preto em Brasília. Freqüentado por prostitutas de fino trato da Ilha da Fantasia, o local era usado supostamente para fazer lobby. O caseiro confirmou a versão à CPI dos Bingos, em depoimento prestado em março do mesmo ano. A turma de Palocci queria provar que o caseiro levou grana da oposição para fazer tais denúncias.

Como Palocci tem direito a foro privilegiado por ser parlamentar, o inquérito foi aberto no STF. Agora, diante da denúncia do procurador-geral, caberá ao ministro Gilmar Mendes, relator do caso, elaborar um voto e apresentá-lo ao plenário. Reunidos, os onze ministros da Corte decidirão se aceitam a denúncia ou não. Se a resposta for positiva, Palocci, Mattoso e Marcelo Netto passarão a ser réus em um processo penal. Se não virem indícios suficientes de crime, os ministros também poderão arquivar o caso. Não existe data marcada para o julgamento. O certo é que o caso tem tudo para acabar em pizza.

Em abril de 2006, uma investigação da Polícia Federal concluiu que Palocci montou uma estratégia ilegal para quebrar o sigilo bancário do caseiro. De acordo com a legislação brasileira, os dados bancários de pessoas físicas e jurídicas são secretos e só podem ser obtidos por ordem judicial, se o correntista for investigado formalmente. A polícia indiciou Palocci pelos crimes de violação de sigilo bancário e funcional e prevaricação. Ele também foi indiciado por denunciação caluniosa, porque teria acionado o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) com o objetivo de desmoralizar o caseiro.

Também foram denunciados no STF o ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, e Marcelo Netto, ex-assessor de imprensa de Palocci. Mattoso teria cumprido uma ordem de Palloci para obter os dados bancários do caseiro e Marcelo Netto teria divulgado os extratos bancários à revista Época. A Polícia Federal também indiciou Mattoso por quebra de sigilo bancário e funcional e Marcelo Netto por quebra de sigilo bancário.

No relatório policial, o então ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, não foi citado. Bastos se reuniu com Palocci uma semana depois da quebra do sigilo de Francenildo, mas a PF não viu nenhuma ligação entre o vazamento da movimentação bancária de Francenildo e o encontro entre os ministros.

O relatório da polícia foi enviado à 10ª Vara Federal de Brasília. O documento explica detalhadamente como foi o plano traçado para quebrar o sigilo do caseiro. Segundo o texto, Palocci ouviu rumores que de Francenildo recebia valores incompatíveis com seu salário e determinou a Mattoso que vasculhasse a conta de Francenildo na Caixa. Com a ajuda de três funcionários, Mattoso cumpriu a ordem com eficiência: entregou um extrato nas mãos do ex-ministro no mesmo dia, 16 de março de 2006. As informações foram publicadas no site da revista Época no dia seguinte. A polícia ficou convencida de que o vazamento da informação coube a Marcelo Netto.

E o caseiro, oh...

O caseiro Francenildo que se lasque. Não passa de um honesto trabalhador sem futuro de luxo.

E nós, os contribuintes, continuaremos a pagar a grande farra dos poderosos petistas, seus aliados, amiguinhos, churrasqueiros, afilhados do sobrinho da rapariga do prefeito do "cu do Judas" et caterva.

Leia o artigo de Sônia van Dijck: Francenildo que se lasque

Orgulho Prostituto

As prostitutas brasileiras dominam o mercado de alto luxo nas ilhas mais exclusivas da Espanha.

A conclusão é de um estudo divulgado no Congresso sobre Prostituição e Direitos Humanos do governo do arquipélago mediterrâneo de Baleares (que inclui Palma de Mallorca, Ibiza, Menorca e Formentera).

São brasileiras oito entre dez mulheres que exercem a prostituição no arquipélago.

Alto faturamento

As autoridades estimam que a prostituição movimenta por ano mais de 300 milhões de euros (cerca de R$ 760 milhões) apenas nas ilhas da região.

"Mudou o perfil da mulher que exerce a prostituição. Das espanholas que estavam na rua, passamos às sul-americanas que agora estão em prostíbulos de nível muito elevado em mansões com bares, piscinas e varandas com vista para o mar, entre outras comodidades, para captar uma clientela seleta e com capacidade econômica".

A constatação é do diretor do Congresso sobre Prostituição e Direitos Humanos do governo balear, Jaume Perelló, que é um pedagogo da Universidade de Mallorca.

Onde está a ética?

O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal Sepúlveda Pertence é o novo presidente da Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

Trata-se de mais um fato que comprova o desequilíbrio entre os poderes em nossa República Sindicalista.

Em condições éticas normais, um magistrado aposentado de um cargo vitalício na corte guardiã da Constituição jamais poderia ocupar um cargo ligado ao poder Executivo.

Ministro Sepúlveda, ainda dá tempo de pedir para sair – a exemplo do que fez agora o embaixador Marcílio Marques Moreira.

Marcação com o Lupi

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República insiste em analisar novas denúncias contra o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, que teria beneficiado ONGs ligadas à Força Sindical e ao PDT.

No final de 2007, a Comissão sugeriu a demissão de Lupi ao chefão Lula da Silva, mas ainda não obteve uma resposta.

Para a comissão, o acúmulo por Lupi dos cargos de ministro e presidente nacional do PDT gera conflito de interesses.

Novo ataque

O Globo de hoje denuncia que uma ONG presidida por um pedetista e que mantém um asilo para idosos no interior de São Paulo já recebeu do Ministério do Trabalho, comandado por Carlos Lupi, presidente do PDT, R$ 367 mil de um convênio de R$ 3,6 milhões para dar cursos de qualificação para jovens.

Os cursos, porém, só serão criados a partir de março.

E a ONG do asilo teve de alterar seu estatuto.

Tiro pela culatra

No Ministério Público está correndo sob sigilo investigação das contas de publicidade da Secretaria de Ação e Desenvolvimento Social na gestão DEM/PSDB.

Foi o secretário Floriano Pesaro, do PSDB, quem contratou a Finatec (Fundação da Universidade de Brasília que é alvo de investigação do Ministério Público Federal por irregularidades em contratos de prestação de serviço).

A investigação sigilosa pretende descobrir quais os interesses por trás da contratação da fundação que já fora generosa com os rivais petistas.

O tiro que o prefeito deu na Marta Suplicy, abrindo uma investigação sobre a gestão passada de sua atual rival na corrida pela prefeitura, pode sair pela culatra.

Pediu para sair, mas já era tarde...

O Super-Secretário Andréa Matarazzo, o tucano mais aninhado politicamente com Kassab, agora tenta viabilizar outro nome do grupo dos jovens "líderes" tucanos para emplacar a candidatura à vereança.

Floriano Pesaro, que era muito ligado ao ex-presidente FHC, ficou com o filme totalmente queimado no episódio.

Antes que o prefeito Gilberto Kassab pedisse sua cabeça, ele pediu para sair na semana passada.

Simone nega tudo

A ex-diretora da SMP&B Simone Vasconcelos depôs ontem na Justiça Federal de Minas Gerais e garantiu que não tem nenhum envolvimento com o esquema do mensalão.

Simone advertiu que só cumpria ordens do dono da empresa, o empresário Marcos Valério.

Mesmo assim, Simone é acusada de formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

O crime compensa mesmo

Três suspeitos de seqüestrar o repórter Guilherme Portanova, da TV Globo, e o auxiliar técnico Alexandre Calado, em 2006, foram absolvidos pela Justiça de São Paulo.

O juiz Djalma Rubens Lofrano Filho alegou falta de provas para condenar os acusados Simone Barbaresco, Ivan Raymondi Barbosa e Anderson Luis de Jesus.

Portanova e Calado foram seqüestrados em 12 de agosto de 2006 por supostos integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital, responsável operacional pela onda de violência em São Paulo naquele ano.

O repórter foi solto pelos bandidos após a divulgação, pela TV Globo, de um DVD supostamente produzido por integrantes da facção criminosa PCC.

Brasil das drogas

Metade das 80 toneladas de cocaína produzida na Colômbia, na Bolívia nos EUA e Europa, agora fica no Brasil.

Dados da Organização das Nações Unidas colocam o Brasil entre os que enfrentam uma explosão no consumo interno.

Segundo o chefe do escritório regional da ONU para drogas e crimes no Brasil, Giovanni Quaglia, os consumidores brasileiros absorvem 40 toneladas de cocaína por ano.

As outras 40 toneladas são outras 40 são traficadas, via países africanos, com destino à Europa.

Consumindo cada vez mais

O representante regional do Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crimes (UNODC), Giovanni Quaglia, destaca que, em termos globais, o Brasil consome 15% do que é produzido no mundo.

"O tráfico não é só de cocaína, é também de drogas sintéticas e pessoas. Hoje falamos sempre mais em crime organizado e menos em tráfico de drogas. Sem contar o problema da corrupção, presente em todas as ações do crime organizado para que ele funcione”.

O Brasil elevou em 30% o consumo da droga e está entre os países onde o tráfico mais cresceu na América Latina, ao lado de Argentina e Uruguai.

No tráfico de cocaína, Europa e Estados Unidos registraram pequeno crescimento nos últimos cinco anos.

O negócio das drogas movimenta pelo menos US$ 80 bilhões no mundo, na avaliação da ONU.

Isto é crime organizadíssimo

Investigação da Polícia Federal em Alagoas identificou ligações entre o Judiciário e o Ministério Público do Estado e a suposta organização criminosa que desviou R$ 280 milhões da Assembléia Legislativa.

Em conversa telefônica gravada pela PF com autorização da Justiça Federal, um juiz que atua temporariamente no Tribunal de Justiça pede a um deputado estadual que um cunhado seja colocado folha de pagamento da Assembléia.

As escutas também identificaram que o promotor Cyro Blater, de Satuba (AL), passou informações sobre as investigações a integrantes do esquema e, em troca, teve uma amiga incluída na folha de pagamento do Legislativo.

Bastardo do ACM?

A embaixatriz Lúcia Flexa de Lima reclama a paternidade do falecido senador ACM para seu filho caçula, que seria um clone do falecido deputado Luis Eduardo Magalhães.

O processo, que corre em segredo de Justiça, foi aberto contra a vontade do embaixador Paulo Tarso de Lima.

A justiça baiana negou o pedido de exumação do corpo de ACM, para um exame de DNA.

Investindo no futuro imediato

Em ano de eleições municipais, o desgoverno Lula quer marcar presença no interior.

O presidente prometeu ontem que viajará muito (mais ainda) pelo País.

O nosso popular chefão reclamou que ficar em Brasília "é uma desgraceira só".

Dilma em campanha

Foi o que Lula anunciou junto com investimentos de R$ 11,3 bilhões em municípios pobres e garantiu o cumprimento da meta do Programa Luz para Todos, de levar energia para 2 milhões de famílias.

O presidente anunciou que a chefe da Casa Civil vai acompanhá-lo para vistoriar as obras do PAC.

Lula estimulou os ministros a saírem dos gabinetes e percorrerem o País.

Investindo no próprio futuro

Candidato declarado à sucessão de Lula (já lançado desde 2004 em um jantar no castelo inglês dos banqueiros Rothschild, em Londres), o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), pediu ontem ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, união entre governo e oposição na hora de analisar a nova proposta de reforma tributária.

Aécio reclamou que o PT já cometeu o erro de, no passado, rejeitar propostas apenas porque elas vinham do governo Fernando Henrique, o que atrasou a modernização tributária do País:

Não podemos repetir o erro que foi cometido no passado pelo próprio PT, que considerava como vício de origem qualquer coisa que saísse do governo Fernando Henrique. Talvez se nós tivéssemos tido lá atrás a compreensão mais madura que a oposição de hoje deverá ter, nós já tivéssemos vivendo num novo regime tributário”.

Melhor exemplo de aposta no próprio futuro político, impossível.

Novo remendo de Lula

O desgoverno encaminha na quinta-feira ao Congresso o projeto de reforma tributária, que pretende desonerar as empresas e acabar com a guerra fiscal entre os estados.

O projeto de reforma tem como principal destaque a desoneração da folha de pagamento, com a suspensão da cobrança das empresas do salário-educação. Também vai reduzir gradativamente a contribuição das empresas ao INSS, atualmente de 20 %.

A reforma cria ainda o Imposto de Valor Agregado (IVA) federal, que reunirá o PIS/Pasep, Cofins e Cide. O ICMS estadual será unificado no IVA dos estados.

Canecão entornou

O Ministério Público denunciou por falsidade ideológica e estelionato o sócio da casa de espetáculos Canecão, no Rio de Janeiro.

O empresário Mario Priolli teria usado outra empresa, no lugar da que gere o espaço, para garantir patrocínio da Petrobras.

O acordo com a petrolífera foi fechado por Mario por meio da Canecão Promoção de Eventos Ltda, criada em 1997 e sem funcionários, e não pela Caneção Promoções e Espetáculos Teatrais S/A, razão social original da tradicional casa de shows de Botafogo.

A manobra ocultou dívida de R$ 5,5 milhões com o INSS, que impediria o Canecão de receber incentivo fiscal pela Lei Rouanet.

O contrato fechado em 2007 prevê R$ 7,5 milhões ao ano da Petrobrás para o Canecão, até 2009.

Estelionato continuado

O leitor e cidadão Silvio de Barros Pinheiro denuncia que flagrou ontem (25/02/2008), às 16h 50min, no km 24 da Rodovia dos Imigrantes, sentido Capital / Litoral, um radar escondido, sem nenhuma sinalização, como manda a lei:

O leitor concluiu que vivemos no País em que a lei só vale quando é para roubar o povo.

Dê uma conferida em nosso post: Estelionato continuado nas estradas

Mentirinha econômica

A mídia amestrada (e abestada) comemora que o Brasil registrou em janeiro deste ano um recorde para o mês no ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED).

O Brasil recebeu US$ 4,8 bilhões em investimento estrangeiro no setor produtivo - o maior volume alcançado desde 1947.

Acontece que, ao mesmo tempo, o Brasil teve um déficit de US$ 4,2 bilhões nas transações correntes, atribuído principalmente à remessa de lucros e dividendos para o exterior de US$ 3,025 bilhões.

Investidores otários

A Polícia Federal prendeu ontem pelo menos 17 suspeitos de uma organização criminosa transnacional, que levava investidores do mercado financeiro na Internet.

O grupo atuava há três anos no Brasil, com lucro de US$ 50 milhões.

Os bandidos presos responderão pelos crimes de estelionato, evasão de divisas, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Somadas, as penas para estes crimes podem chegar a 33 anos de prisão.

Golpe bem armado

A coordenadora da investigação, Karina Souza, o perfil dos investidores era de estrangeiros que não conheciam o mercado americano de ações.

Os papéis vendidos pelo grupo eram de empresas que operavam nos EUA.

"Trata-se de um golpe de estelionato clássico. Eram usados operadores de telemarketing brasileiros com conhecimento de inglês que ligavam para as vítimas oferecendo um alto valor por ações de baixa liquidez".

Alvos fáceis

Os clientes da quadrilha eram tanto pessoas quanto empresas.

Feito isso, o grupo cobrava uma comissão pela transação dos papéis e um adiantamento.

Após depositados esses valores, os fraudadores desapareciam.

O dinheiro era depositado nos EUA e chegava ao Brasil com a ajuda de doleiros.

Disco Voador de Araraquara

Um suposto vídeo de UFO circula na cidade de Araraquara e pela Internet.

A aparição do disco voador virou o principal assunto dos moradores dessa cidade do interior de São Paulo.

A filmagem aconteceu no Domingo de Carnaval, dia 03/02/2008, em pleno centro da cidade, entre o Shopping Lupo e prédios comerciais, tendo ao fundo o atual prédio da Telefônica.

Especialistas já estão em busca de novos relatos, vídeos e fotografias da possível aparição.

Chama os universitários

Albino Castro é o diretor da nova versão dojornalístico “Aqui e Agora” que tem estréia prevista para o dia 3 de março no SBT.

Integram a equipe do programa os jornalistas Eric Klein, Luiz Guerreiro, Magdalena Bonfliglioli e João Leite Neto, entre outros.

As matérias do programa "serão sobre comportamento, política e denúncias.

E a novidade é que estudantes serão convidados a participar do programa, como comentaristas.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Francenildo que se lasque

Edição de Artigos de Terça-feira no Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Por Sônia van Dijck

Essa tribo de petistas, aliados, publicitários, compadres, churrasqueiros, irmão "lambari", ministro gourmet da culinária tapioqueira, aloprados, apanhados com dinheirama para comprar dossiê fajuto contra os tucanos, assessor transportador de dólares na cueca (e haja ridículo no episódio... - e se os dólares estivessem sujos de merda?! - e se o cara tivesse se masturbado no banheiro do aeroporto?) - ministra consumidora de free shop, filhotes privilegiados (um virou milionário relâmpago; a outra, titular de frota de elite...), netos com previdência paga com dinheiro público, primeira-dama recauchutada em botox, reitor metido a bacana com a grana de Fundação de pesquisa e mais outros contraventores e corruptos notórios e mais uma fauna miúda integrada por cafetina, diretores de bancos, deputados corruptos, senadores desonestos, tudo isso faz a substância e a essência - a fina flor - la crème de la crème - do governo Lula. Quem é in no governo Lula vira notoriedade na roda do crime ("olha aí, é o meu guri!").

E não quero ser exaustiva, pois a enumeração dos que mamam nas tetas do estado brasileiro é muito mais ampla. Se eu enumerar todos os afilhados da rapariga do sobrinho do delegado que encontraram uma boca livre no cartão corporativo do governo Lula, vou tomar o tempo de vocês - são cerca de 11.000 que comem, bebem, fazem sexo, compram brinquedos e artigos esportivos e chocolates finos, curtem a vida numa boa, graças ao dinheiro do contribuinte - o fenômeno, que pode ser chamado de tornado que atinge diretamente o cidadão, atravessa o Executivo, passa pelo Legislativo e aporta no Judiciário. O Brasil é um estado no qual a corrupção se tornou sistema de governo - é caráter do estado brasileiro: ser corrupto é participar do poder, é ser governo - o cidadão paga a conta da farra dos poderosos e de seus peões, aproveitadores da criminalidade.

E tem até peão com diploma de doutorado, que faz questão de ter em casa algumas lixeiras de muitas centenas de Reais - resistir, quem há-de? - afinal, se não podemos impressionar os cientistas estrangeiros pela nossa competência acadêmica, podemos impressionar pelo fausto do apartamento decorado com a verba destinada à pesquisa científica. Quem não dá valor ao saber científico, pelo menos pode mostrar competência em ser corrupto e dar lição de criminalidade aos representantes das universidades mais respeitadas academicamente no mundo, exibindo um apartamento tipo petrodólares...

E peão do PT tem que mostrar serviço, seja reitor de universidade ou terrorista do MST - peão do PT, se goza do bem bom, tem que fazer a tarefa destruidora das instituições, para que o PT possa vencer, quando se apresentar como partido salvador da pátria - essa foi a missão do reitor da UnB - e ele teve nota 10 ao desmoralizar a universidade e mais uma instituição que era vista como de pesquisa científica.

Deve ser por causa do luxo e da ostentação do Reitor da UnB que Lula nunca concedeu reajuste aos professores das IFES - Lula deve pensar que professor-pesquisador de universidade federal mora em palácio semelhante ao do reitor da UnB, com luxos pagos por fundações de pesquisa, e que os professores-pesquisadores aposentados se alimentam de manjar caído dos céus e que, por isso, devem morrer esperando a nova temporada de chuva de manjar - até para pagar com o manjar dos céus os altos impostos cobrados pelo governo Lula.

Se há lances de corrupção, cinismo e covardia, nos fatos relembrados acima, devemos nos preparar para a reprise, em grande estilo, da consagração da corrupção, da vitória do cinismo e da institucionalização da covardia.

O ex-ministro Palocci, já no Jornal Nacional (Rede Globo), tinha sua declaração de angelicalidade para ser noticiada.

Ou Palocci é um notório imbecil ou se julga o maior dos espertos. Imbecil: no caso de acreditar que alguém de bom senso e com um mínimo de ética vai acreditar em sua proclamada inocência oportuna. Esperto: porque vai usar a fragilidade da legislação brasileira para escapar impune de um crime contra a Constituição.

Na verdade, Paloccci não passa de mais um corrupto que será beneficiado pela brandura recente dos magistrados brasileiros, que fazem a leitura da Lei conforme a jogada da vez - afinal, como Deputado, ele tem forum privilegiado, pois no Brasil é assim: canalha importante é menos canalha e nem é canalha, depois de os magistrados se pronunciarem, e ficar declarado inocente. Temos o melhor sistema jurídico e o mais completo repertório de leis para prejudicar a VÍTIMA: o cidadão. E a farra com os cartões corporativos tem nossos impostos como garantia.

O caseiro Francenildo que se lasque: não passa de um honesto trabalhador sem futuro de luxo. E nós, os contribuintes, continuaremos a pagar a grande farra dos poderosos petistas, seus aliados, amiguinhos, churrasqueiros, afilhados do sobrinho da rapariga do prefeito do "cu do Judas" et caterva.

Sônia van Dijck é Professora Universitária Aposentada.

Estelionato continuado nas estradas


Edição de Denúncias do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/


O leitor e cidadão Silvio de Barros Pinheiro denuncia que flagrou ontem (25/02/2008), às 16h 50min, no km 24 da Rodovia dos Imigrantes, sentido Capital / Litoral, um radar escondido, sem nenhuma sinalização, como manda a lei:

Não contente em esfolar o povo paulista, cobrando o IPVA, o seguro obrigatório e os pedágios mais extorsivos do País, o estelionatário Governo do Estado de São Paulo continua utilizando os radares enrustidos para roubar a população. É um estelionato continuado. Continua violando impunemente a Resolução do Contran que manda sinalizar esses caça-níqueis, porque nenhuma "autoridade" dá a mínima, apesar de receber essas denúncias devidamente documentadas com fotografias”.

O leitor concluiu que vivemos no País em que a lei só vale quando é para roubar o povo.
O sorriso amarelo do operador do radar apenas confirma que somos "Um País de Tolos"...

Crimes e matanças no dia-a-dia

Edição de Artigos de Terça-feira no Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Por Márcio Accioly

Sempre que se fala a respeito das condições de vida nas prisões brasileiras, masmorras medievais que não servem ao supostamente disposto (recuperar criminosos), ouve-se forte clamor de localizados setores das classes médias, numa grita que se multiplica.
Esses setores cuidam logo de associar tal abordagem ao sentimento de certa defesa “irracional” dos direitos humanos, em explícita legitimação da tortura. Mas não se toma qualquer providência com relação à verdadeira “fábrica de bandidos e loucos” em que estão transformados os nossos presídios.

Temos notícias de adolescentes encarceradas em prisões masculinas, engravidadas sob os auspícios do Estado (além de homicídios praticados por apenados, na busca pela ampliação de espaço em celas apinhadas), onde o ato de dormir só pode ser efetuado em rodízio.
Num país onde a pilhagem do dinheiro público tornou-se norma incontrolável, e os assaltantes dos recursos financeiros pertencentes à população estão, em grande parte, responsáveis pela guarda desses mesmos recursos, nada mais escandaliza.

Talvez, por isso, e só por isso, numa sociedade anestesiada por denúncias de roubos, homicídios e crimes hediondos (jamais punidos, pois patrocinados por considerável parcela dos seus dirigentes), ninguém esteja dispensando atenção à CPI do Sistema Carcerário que roda atualmente pelo país.

Fato lastimável! O Brasil está perdendo, dessa forma, excelente oportunidade de discutir a fundo uma das causas mais sérias de sua derrocada e desordem.

Somente a TV Câmara está acompanhando a CPI. Nos arquivos daquela emissora, segundo veterano profissional de imprensa (integrante da comitiva), pode ser encontrado banco de imagens capazes de transformar Sobidor, Treblinka e Auschwitz (campos de extermínio nazista), em espelhos de apropriada dimensão.

As redes de TV não se interessam pelo assunto. E, no Brasil, cuja tradição cultural é oral e visual (rádio e televisão), o assunto passa ao largo das preocupações do dia-a-dia, embora seja fator determinante na estruturação da sociedade.

O que mais impressiona nos presídios e celas de delegacias é a superlotação. De acordo com a ONU, o espaço que deve ser destinado a cada apenado é de 6m² (seis metros quadrados). Em Valparaíso (GO), em três celas com a dimensão de 12m², foram encontrados 30 prisioneiros, amontoados, impossibilitados em seus movimentos.

Não se trata de defesa pura e simples dos chamados direitos humanos, mas da constatação clara e direta de que o Estado brasileiro age, também, de forma criminosa, transformando em loucos aqueles a quem deveria cuidar e recuperar para o convívio.

Enquanto isso, cresce o número de crimes cometidos diariamente, com o esforço aberto da maioria dos dirigentes em escamotear dados oficiais, especialmente os que se referem a homicídios.

Em Pernambuco, na página mantida por conta do esforço pessoal de quatro jornalistas (http://www.pebodycount.com.br/home/index.php), tomamos conhecimento de que, em 55 dias (desde janeiro), 703 pessoas foram assassinadas.

Média capaz de deixar qualquer mandatário sem dormir, se nós vivêssemos num país que respeitasse cidadãs e cidadãos. Mas nada será feito e os dados estatísticos irão se perder em planilhas e promessas, enquanto a matança aumenta a escalada.

O certo é que, na desmoralização de um Estado ineficiente e passivo, os direitos humanos de todos, cidadãs e cidadãos, estão perdidos.

Márcio Accioly é Jornalista.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

CPI das ONGs prepara devassa nos contratos de Marta Suplicy com fundação da UnB acusada de irregularidades

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A ministra do Turismo de Lula, que sonha voltar à Prefeitura de São Paulo, sofrerá grandes pesadelos com as investigações da CPI das ONGs. Martga Suplicy será alvo de investigações sobre os contratos firmados na gestão dela entre a Prefeitura de São Paulo e a Finatec – a fundação da Universidade de Brasília sob intervenção por práticas administrativas irregulares. Em 2003, a Prefeitura de São Paulo contratou a Finatec por mais de R$ 12 milhões. Pagou R$ 9 milhões, sendo que quase R$ 5 milhões foram parar no caixa de um consórcio de consultores composto pela Intercorp e pela Camarero. As duas consultorias são ligadas intimamente aos petistas. O dono da Intercorp é Luiz Antônio Lima, que, segundo a revista "Época", foi assessor da prefeitura petista de Porto Alegre.

Preocupado com seu terceiro lugar nas pesquisas para a sucessão de si mesmo, atrás de Geraldo Alckmin e de Marta Suplicy, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) determinou ontem que a Corregedoria do Município instaure processo de correição na Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), especificamente voltado para o exame de contrato realizado com a Finatec. Kassab anulou o contrato da gestão Marta e agora e quer entrar na Justiça para recuperar o dinheiro. O caso promete render na campanha eleitoral paulistana. O ex-secretário das Subprefetrituras de São Paulo na época em que Marta era a prefeita, Antônio Donato, nega as acusações. Donato garante que foi o próprio Kassab (agora perseguidor) quem contratou a Finatec em 2007 pela Secretaria de Ação Social.

A Finatec foi contratada para assessorar a implantação das subprefeituras. A auditoria já constatou ausência de documentos comprobatórios dos serviços prestados e muitos indícios de que não foram efetivamente prestados. O relatório das irregularidades constatadas foi encaminhado ao Tribunal de Contas do Município e ao Ministério Público Estadual. O caso tem tudo para render mais um processo contra Marta Suplicy. Mais um caso em véspera de eleição que vai dar rigorosamente em nada.

Viva a investigação

Um documento Controladoria Geral do Município do Rio de Janeiro, através de sua Auditoria Geral, aponta diversos problemas na ONG Viva Rio - aquele que lidera campanhas contra o desarmamento.

Os principais problemas apontados são a ausência de comprovação de despesas administrativas, a falta de evidência de acompanhamento de serviços executados, discrepância de valores, ausência de documentos fiscais, despesas realizadas em desacordo com os objetos dos convênios, entre outros gastos não justificados que totalizam quase R$ 50 mil.

O documento, que circula no Congresso, chama a atenção que o Secretário Executivo do Viva Rio, Rubem Cezar Fernandes, seja sócio de uma empresa que prestou serviços à própria entidade

O Viva Rio integra a rede mundial de organizações não-governamentais chamada IANSA (International Action Network of Small Arms), que é financiada por indústrias estrangeiras de armas de fogo, principalmente a americana e inglesa, que, há muito, estão de olho no mercado brasileiro.

CPI de araque

Indicado pelo PT para assumir a relatoria da CPI do Cartão Corporativo, o deputado Luiz Sérgio (RJ) defende que as investigações comecem por uma auditoria completa na prestação de contas e notas fiscais apresentadas por quem usou o cartão ou é detentor de conta B.

No Poder Executivo, existem 11,5 mil cartões corporativos e mais de 20 mil contas do tipo B.
Essas contas bancárias (em nome do ordenador de despesas de cada órgão) seriam substituídas gradativamente pelos cartões corporativos, criados em 2001.

No ano passado, os gastos com contas B foram de R$ 99,5 milhões e com cartão, R$ 78 milhões.

Tática da oposição

O Senador Álvaro Dias tem uma estratégia e algumas táticas para anular a força governista na CPI dos Cartões:

Defendo a tese de que nós da Oposição devemos adotar a estratégia de participar, mas radicalizando a investigação desse novo escândalo do governo do PT, sem admitir a hipótese de qualquer acordo. Essa investigação não pode ter limite. O único limite que eu admito neste caso é o limite da lei. Assim, dentro dessa estratégia que proponho, os Partidos de Oposição devem encaminhar, formal e oficialmente, ao Ministério Público, cada fato relevante apurado, pedindo a abertura do competente inquérito. Isso quer dizer que não devemos aguardar o Relatório final desta CPI porque ele vai ser faccioso. Não podemos duvidar disso, pois, se trata de uma CPI chapa branca, que vai gerar um relatório favorável ao governo. Daí a tese que defendo de não esperar o Relatório Final, mas anteciparmos-nos com o encaminhamento dos fatos apurados imediatamente para a Procuradoria Geral da República, que, pela Constituição, tem competência para processar membros do governo”.

Vale a pena tentar o ataque direto às irregularidades no caminho processual-judicial.

Vídeos de sucesso

O filósofo Olavo de Carvalho faz um desabafo contra o PT e seus parlamentares (principalmente contra o agora relator da CPI dos Cartões), revelando a ligação da política com o narcotráfico na América Latina.

http://br.youtube.com/watch?v=KtuDhG2Fpl0

Relembre também o discurso de 21 de junho de 2006, no qual o falecido senador Antônio Carlos Magalhães afirma que Lula é o maior ladrão do Brasil.

http://www.weshow.com/br/p/29508/acm_chama_lula_de_ladrao

De cabeça para baixo

O jornalista Pedro Porfírio observa que puseram nossa pátria amada de cabeça para baixo.

O Executivo legisla por medidas provisórias, o Judiciário, por liminares, e o medíocre Poder Legislativo simula investigar para ser pautado pela grande mídia.

No caso da medida provisória, embora ela possa ser reeditada muitas vezes, tem prazo para votação no Congresso e ainda tranca sua pauta.

Já nas liminares, elas podem durar como se fossem leis: estão aí os escândalos dos bingos, dos combustíveis adulterados e outros mais que não convém falar aqui, agora.

Leia o artigo dele: Por que a Lei de Imprensa é o filão dos danos morais

Ação Popular contra Lula

Luiz Inácio Lula da Silva, nosso popular chefão, é alvo de uma ação popular por improbidade administrativa: processo 200860000022479.

A ação foi impetrada por Paulo Magalhães Araujo (OAB/MS 10.761), numa iniciativa da ONG Brasil Verdade.

Leia aqui os argumentos da Ação Popular – mais uma a pressionar o desgoverno.

Porre de desgoverno

O sensacional Macaco Simão indagou em sua coluna:

Se o Obama ganhar? Vai ser Obama na Casa Branca e OBRAHMA no Planalto

Vai não, Simão. O chefão aqui prefere Kaiser.

E a liminar para a turma da Varig?

O Jornalista Pedro Porfírio lembra que o PDT assinou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade - a ADI 3994 - contra artigos da Lei 11.101/05, que ferrou de cara 9 mil trabalhadores da VARIG, cujos direitos trabalhistas foram solenemente desconhecidos.

Na ação de agosto do ano passado, que criou o primeiro grande desconforto para o ministro Carlos Lupi, o PDT também requereu LIMINAR.

Só que a petição dormita entre as pilhas de processos distribuídos ao ministro Ricardo Lewandowski, desde o dia 2 de agosto de 2007.

Apelo

Cleia Carvalho, Pensionista do fundo AERUS/VARIG, faz mais um apelo ao desgoverno Lula:

Todos os aposentados e pensionistas do Instituto AERUS/VARIG, estão sendo torturados e massacrados pelo nosso atual governo por não ter o mesmo amor ao próximo. Porque estão nos enrolando tanto para resolver uma situação gravíssima como a nossa?

A pensionista lembra que, por causa do descaso do nosso governo, a cada dia que passa temos notícias de mortes de amigos que não agüentaram viver com tantos sofrimentos morais intensos em todos os sentidos:

A nossa decadência, se deve a má administração e incompetência dos órgãos que não fiscalizaram os nossos direitos dentro da lei. E por que temos que suportar tal castigo causado por terceiros? Como cidadãos honestos, não merecemos, pois pagamos para ter uma vida tranqüila. Queremos solução imediata e não enrolação!

Fome de negócio

Hoje, o brasileiro gasta fora de casa 25% das despesas com alimentação.

Nas daqui a cinco anos, esse número deve subir para 40%.

Por isso, várias redes de restaurantes de pequeno porte estão à venda e (quase) todas as grandes dizem ter apetite para comprar.

Fundos como Advent, Merrill Lynch, UBS Pactual e Deutsche Bank estão com fome desse negócio que movimenta acima de R$ 100 bilhões por ano no Brasil.

Farra do Crédito

O montante destinado às operações de crédito do sistema financeiro nacional deverá atingir a marca histórica de R$ 1 trilhão entre julho e agosto deste ano.

O mercado estima que a concessão de crédito deverá terminar o ano de 2008 no patamar de R$ 1,1 trilhão, aumento de 21%.

O volume emprestado encerrou dezembro de 2007 em R$ 932,311 bilhões - 34,7% do Produto Interno Bruto (PIB) do País.

Quem trabalha mais?

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) derruba o mito do senso comum de que os paulistas são os que mais trabalham no Brasil.

Considerando os números de horas efetivamente trabalhadas, o Rio de Janeiro é a cidade onde os habitantes têm a maior média de horas trabalhadas por semana, em comparação com outras cinco capitais brasileiras

Em 2007, o carioca trabalhou, em média, 41,1 horas semanais.

Em segundo lugar vêm os recifenses, com 41 horas, e São Paulo só surge em terceiro, com 40,7 horas.

Você acredita?

O moribundo Fidel Castro foi substituído na presidência do Conselho de Estado, órgão máximo de poder na ilha, pelo seu jovem irmão Raúl Castro, de 76 anos.

Confirmado presidente ontem pela Assembléia Nacional de Cuba, Raúl avisou logo no discurso de posse que vai reestruturar a máquina estatal, cortando órgãos para diminuir a burocracia.

E prometeu que na semana que vem eliminará "proibições simples", dando mais liberdade ao povo do último país socialista do Ocidente.

Raúl só não detalhou quais direitos os cubanos ganharão.

Leia o artigo de Maria Lucia Barbosa: “Só se salvarão os que sabem nadar”

Por falar em Nazismo...

O ditador alemão Adolf Hitler era um apaixonado pelos desenhos de Branca de Neve e de Pinóquio dos estúdios de Walt Disney, até o ponto de se entreter fazendo cópias dos desenhos, segundo um historiador norueguês.

William Hakvaag, diretor do Museu da Guerra de Lofoten, na Noruega, adquiriu quatro cópias de desenhos saídos das mãos do "Führer".

As cópias, datadas de 1940, um ano depois da invasão da Polônia que culminou na Segunda Guerra Mundial, foram adquiridas por Hakvaag em um leilão na Alemanha e levam a sigla "A.H." ou, no caso da Branca de Neve, como "A. Hitler".

O ministro da Propaganda, Joseph Goebbels, presenteou o líder no Natal de 1937 com 12 cópias de filmes do rato Mickey e, segundo lembra a "Spiegel", a partir daí surgiu o projeto de dar ao regime sua própria produtora de desenhos animados.

Inglês guloso

Um homem britânico de 34 anos morreu no fim de semana após engasgar durante uma competição para ver quem comia a maior quantidade de bolinhos doces.

A competição, realizada num bar da cidade de Swansea, no sul do País de Gales, era parte de uma festa para arrecadar fundos para uma exposição de arte.

Após o homem desmaiar, supostamente com um bolinho entalado na garganta, os funcionários e freqüentadores do bar tentaram reavivá-lo, mas as tentativas foram em vão.

18 Taças Guanabara

Mengo! Mengo! Mengo!

Créeeeeeeeeeeeeeeeeeeuuuuuuuuuuuuuu, no Fogão!

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.