sábado, 31 de janeiro de 2009

STF deve repetir julgamento do “Padre Medina”, das FARC, e confirmar refúgio a terrorista Battisti

Edição de Sábado do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

O governo italiano já pode exerceu seu direito de “jus esperniandi” antecipadamente. O Supremo Tribunal Federal vai confirmar, no julgamento marcado para segunda-feira, que a concessão de refúgio político pelo Poder Executivo impede qualquer pedido de extradição em tramitação no Judiciário. Assim, o terrorista italiano Césare Battisti não só terá direito a asilo no Brasil, como será brindado com a libertação da Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

No julgamento do caso Battisti, os 11 ministros do STF devem apenas sacramentar o que já decidiram no caso de outro terrorista, o colombiano Olivério Medina, que uns desinformados insistem em chamar de “padre” que é um dos elementos de ligação entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e os petistas no poder, via Foro de São Paulo. Medina foi e agora Battisti será beneficiado pelo artigo 33 da Lei do Refúgio.

O ministro Marco Aurélio de Mello, do STF, já antecipou ao site Consultor Jurídico que, antes da atual legislação, a Lei 6.815/80 até permitia ao Supremo apreciar a natureza do crime nos casos de extradição envolvendo refugiados. No entanto, com a Lei do Refúgio (9.474/97), o Judiciário ficou impedido de revogar os atos do ministro da Justiça. Tarso Genro, portanto, tem mais poder que muita gente imaginava...

No dia 13 de janeiro, o ministro da Justiça Tarso Genro concedeu refúgio político ao escritor Césare Battisti - membro do grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC). O italiano foi condenado à prisão perpétua na Itália pelo assassinato de quatro pessoas. Seus compatriotas reagiram. O primeiro-ministro Sílvio Berlusconi mandou avisar que cancelaria sua visita ao Brasil, este ano. Depois, voltou atrás. Mas ontem esbravejou que a Itália fará de tudo para ter Battisti de volta.

Antecedente perigoso

Em março de 2007, Gilmar Mendes foi o relator do pedido de extradição de Francisco Antonio Cadena Colazzos, também conhecido como Camilo ou padre Medina, um ex-integrante do grupo guerrilheiro Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Por nove votos a um, o STF manteve o refúgio de Medina, cuja mulher ocupa cargo comissionado na Presidência da República.

Na ocasião, Gilmar foi voto vencido, pois se opôs à concessão de asilo territorial ou diplomático pelo Executivo a Medina.

Ligações...

Césare Battisti é defendido pelo ilustre advogado e maçom Luiz Eduardo Greenhalgh.

O petista histórico quase foi preso na Operação Satyagraha, por suas ligações com o banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity.

Há quem suspeite que Battisti tenha boas relações na Brasil Telecom, assimilada pela Oi, onde Dantas reinava.

Vale o que está escrito?

Quando for libertado, Battisti afirma que voltará a se dedicar ao seu próximo romance, intitulado O Pé do Muro.

Autor de 10 livros, Battisti lançou apenas uma obra no Brasil, pela editora Martins Fontes: Minha fuga sem fim (R$ 47 reais).

O comunista Battisti foi condenado a prisão perpétua na Itália por matar o agente penitenciário Antonio Mares Santoro, em Udine, no dia 6 de junho de 1977; Pierluigi Trregiane, em Milão, no dia 16 de fevereiro de 1979; o açougueiro Lino Sabbadin, em Mestre, no dia 16 de fevereiro de 1979; e o agente de Polícia Andréa Campagna, em Milão, no dia 19 de abril de 1979.

Battisti, que fugira para a França e foi julgado à revelia, nega que tenha cometido qualquer crime.

Jogo de cena

O ex-militante de esquerda italiano Cesare Battisti divulgou nesta sexta-feira uma nota em que reafirma ser perseguido pelo governo de seu país e se diz vítima de uma campanha com acusações falsas.

Numa carta de quatro páginas e escrita à mão, ele diz estar muito tenso e abalado pela demora do Supremo Tribunal Federal (STF) em decidir se autoriza ou não sua extradição para a Itália:

"Reafirmo minha condição de perseguido político. Não sou responsável por nenhuma das mortes que (sic) me acusam (...) Fui condenado à revelia em um processo com acusações feitas há mais de dez anos. Meus advogados de confiança foram presos à época e depois foram fabricadas três falsas procurações".

Pegou pesado, seu italiano...

O deputado Ettore Pirovano, do partido conservador Liga Norte da Itália, ironizou ontem o trabalho de juristas brasileiros:

"Não me parece que o Brasil seja conhecido por seus juristas, mas sim por suas dançarinas. Portanto, antes de pretender nos dar lições de Direito, o ministro da Justiça brasileiro faria bem se pensasse nisso não uma, mas mil vezes".

Pirovano também esculachou que ainda vivem no Brasil ex-agentes do regime nazista, e questionou se para eles também vale a regra usada para dar o refúgio a Battisti.

Em campanha

O chefão Lula da Silva apresentou ontem sua favorita Dilma Rousseff aos cerca de 100 integrantes do Conselho Internacional do Forum Social Mundial, em Belém.

Ao comentar a proposta dos organizadores de realizar o próximo evento em 2011, no exterior, Lula ponderou que, se for ainda em 2010, ele participará como presidente. No entanto...

"Se for em 2011, já vai ser a Dilma".

Foram as palavras de Lula, segundo um inconfidente que já trabalha na campanha da Dilma, é claro!

Provocação

Recadinho provocativo do cientista político Wanderley Guilherme dos Santos, membro da Academia Brasileira de Ciências e bastante pró-petista, botando água no chope das pretensões de José Serra:

Na Primeira República o governador José Serra já estaria eleito presidente de São Paulo. Ainda não dá para mais”.

Serra não gostou do final do artigo de Wanderley na página 27 do Valor Eu& deste fim de semana.

Mais sacanagem






O Secretário Especial de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, repudia veementemente a publicidade da coleção primavera/verão da grife italiana Relish.

Clicada em Ipanema, a campanha, veiculada em outdoors na cidade de Nápoles, mostra duas modelos sendo revistadas por dois policiais de forma abusiva e com uma clara conotação sexual.

A prefeitura do Rio de Janeiro vai enviar à embaixada Italiana no Brasil um pedido de retirada imediata dos outdoors que denigrem a imagem da PM fluminense.


A imagem do policial passando as mãos por baixo da roupa de uma das modelos circulou na internet e já há uma comunidade no site de relacionamento Facebook com 145 membros pedindo a remoção dos outdoors e convocando para um boicote às lojas.

A trois?

Modelos seminus, sugerindo sexo a três, protagonizaram o novo comercial de jeans da Calvin Klein.

O filminho acabou proibido na TV, mesmo de madrugada, em canais pagos ou de sexo.

Acabou retirado até do YouTube, por violação dos direitos de uso...

É mole ou não é?

O jornalista Jorge Kajuru prometeu ao site ofuxico realizar uma cirurgia para aumentar o tamanho do pênis logo após o Carnaval - em procedimento que não usa prótese, mas sim, um corte no ligamento suspensor que liga o pênis ao púbis.

Kajuru reclama inconformismo com o tamanho de seu órgão sexual e garantiu que as mulheres gostam do “documento” maior:

O meu pênis tem 15 centímetros e quero aumentá-lo para uns 23 centímetros, vai depender do meu organismo. Sempre conversei com amigas, como a Galisteu, e todas elas dizem que adoram os maiores. Vai ser a maior alegria da minha vida”.

Já pensou se o desgoverno resolve fazer o mesmo que Kajuri? Os brasileiros e brasileiras não vão aguentar...

Vida que segue...

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Janeiro de 2009.

Transmutação quântica da consciência das zaméricas

Edição de Artigos de Sábado do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Adriana Vandoni

No Fórum Social Mundial manifestantes protestaram contra a crise. Eles terminantemente rejeitam a crise mundial e exigem o imediato fim dela. Justo, justíssimo. Alguns carregaram faixas dizendo que não aceitam pagar pela crise inventada pelo império. É por isso que eles abominam a globalização (outra invenção do imperialismo norte-americano, entende?).

A globalização está na origem dessa crise, afinal é ela que faz com que os países ricos comercializem com países pobres criando uma situação de exploração. Deixa ver se entendi. É GLOBALIZAÇÃO comercializar com países ricos, comprar produtos de grife e tals; mas a comercialização de produtos ordinários e de gosto duvidoso lá no mercadinho do fórum é INTEGRAÇÃO. Hummm.

Depois da manifestação os críticos do capitalismo foram lanchar no McDonald's.

Ô povo doido, meu...

Lula foi lá, enalteceu-se e criticou os países ricos, o Banco Mundial e o FMI. Explicou aos ouvintes: Hugo, Lugo, Evo e Rafael, que “A crise não nasceu por causa do socialismo bolivariano do Hugo Chávez. Não nasceu das brigas do Evo Morales.” Well, desde o Fórum de 2005, em Porto Alegre, que a proposta é democratizar a OMC, o FMI e o futebol. Juropordeus!O futebol. E tem mais, eles queriam também transferir a sede da ONU de Nova Iorque para Caracas. Acho que ainda não conseguiram.

E não querem que eu ache graça...

Hugo enalteceu-se e disse não tem grandes esperanças em Obama, defendeu que “Bush seja julgado por uma corte internacional por genocídio”. Lugo enalteceu-se e cobrou uma democratização do contrato de Itaipu, “um tratado leonino firmado no tempo da ditadura”. Evo enalteceu-se e afirmou que as zaméricas estão mudando e que “jamais haverá traição na luta contra o imperialismo norte-americano.” Rafael enalteceu Hugo e sentenciou: “Davos é culpado pela crise e não pode dar lição de moral”. E pensar que eles que comandam as zaméricas...

Uai...Senti falta a Maga Patológica da Argentina!

Eu, como sou mais radical que o pessoal da aldeia de lá, acho que as zaméricas deveriam romper todos os acordos comerciais com esses países imperialistas. Vamos ficar nós e nós. Comercializando nós com nós mesmos. Só quero ser avisada a tempo de arrumar minhas malas.

Minc - o “Homem ONG”, decretou guerra aos agrotóxicos e anunciou uma “ofensiva”, proposta totalmente aceita por Marina – a “mulher ONG”. Dilma – a “Mulher Boneca”, disse que ainda não é candidata porque ele, Lula, ainda não conversou com ela, Dilma. O movimento Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), que eu nunca soube que existia, mas existe, apresentou o projeto: "Ações pela Vida", exigindo a legalização do aborto!?!? Vai compreender...

E daí eu fico aqui né, com cara de ponto de interrogação e exclamação ao mesmo tempo, aguardando notícias das próximas palestras: “Ecopedagogia e a práxis da Cultura da Sustentabilidade”; “Sustentabilidad de la vida y espiritualidades” e a mais apropriada para a ocasião: “Luta Antimanicomial e Psicologia”.

Uma grande evolução! Em 2005, eles propuseram a "transmutação da consciência através da arte, explicando à população os novos paradigmas e a física quântica". Até hoje eu não entendi.

Adriana Vandoni é Economista e Especialista em Administração Pública pela FGV. Site: www.prosaepolitica.com.br

O Extremo Nordeste de Roraima

Edição de Artigos de Sábado do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Roberto Gama e Silva


Inicialmente, antes de penetrar no assunto, faz-se justo destacar a atitude patriótica do General de Exército Augusto Heleno Ribeiro, Comandante das Forças Terrestres estacionadas na Amazônia, que o credencia como merecedor da gratidão dos brasileiros de fé, todos, sem exceção, preocupados com a situação crítica da fronteira setentrional do país, ameaçada pela ação deletéria de organizações não governamentais a serviço de interesses estrangeiros. A homenagem particular, pois, ao brioso General.

Também, necessário se torna declarar que o propósito desse trabalho, simples coleta de dados geográficos e históricos, é o de facilitar o julgamento dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, na questão do estabelecimento de uma reserva indígena contínua no extremo nordeste de Roraima, como desejam os maus brasileiros, sob o estímulo de estrangeiros interessados em ocupar o “paraíso dos recursos naturais”, a Amazônia Brasileira.

Transmitidos os recados indispensáveis, iniciemos a excursão pelo extremo nordeste de Roraima.

Quem imagina que nessa região do setentrião brasileiro vai se deparar com a floresta tropical úmida, tipologia vegetal predominante na Amazônia, que se prepare para uma surpresa.

O Monte Caburaí, com 1.456 metros de altitude e localizado num ponto de coordenadas 05º 15´ 05´´ Norte e 060º 12´33´´ Oeste, é o ponto extremo da região e, também, o ponto extremo norte do Brasil. Faz parte de uma seqüência de serras denominada Pacaraima e tem, um pouco a oeste, uma elevação ainda maior, o Monte Roraima, com 2.734,06 metros de altitude e coordenadas geográficas 05º 12´08´´ Norte e 060º 44´07´´ Oeste.

A sequência de serras atua como uma barreira geomorfológica em relação aos ventos dominantes que sopram durante parte do ano, exatamente enquanto a “Zona de Convergência Intertropical”, no seu passeio ao norte do Equador, mantém-se distanciada desta linha imaginária. Nessa ocasião, predominam os alíseos de nordeste, suplantando a força dos alíseos de sudeste. Então, as chuvas se precipitam a barlavento da barreira geomorfológica, deixando os trechos a sotavento praticamente sem umidade.

Esse o motivo da existência dos campos gerais do Rio Branco, que ocupam cerca de 50 mil quilômetros quadrados do extremo nordeste de Roraima, começando nas fraldas da cadeia montanhosa e estendendo-se até o encontro do rio Tacutú com o rio Branco.

Essa savana, num determinado ponto, é interrompida pela Serra do Sol, antigo Morro dos Cristãos, devidamente contornada pelos rios Cotingo e Tacutú.

Os habitantes primitivos da região pertencem aos dois mais importantes grupos dos chamados povos atlântico-setentrionais, segundo a classificação de Pericot y Garcia: aruaques e caribes.

No grupo dos ARUAQUES, distinguem-se os índios UAPISHANAS, os ATORAÍS e os MABIDIAN. No grupo CARIBE alinham-se, apenas, os CARIPUNAS, os MACUXÌS e os TAULIPANG, eis que um quarto grupo, o dos PARAVILHANAS, teve o seu último remanescente falecido em 1914, nas proximidades da serra da LUA.

No total, a população indígena dos campos gerais do Rio Branco deve somar uns 15 mil indivíduos, para os quais se pretende destinar uma área contínua de 1,74 milhão de quilômetros quadrados, como reserva.

Acontece que os campos do Rio Branco, desprovidos de árvores de grande porte, atraíram, desde cedo, a atenção dos colonizadores, que começaram a montar fazendas de criação às margens dos igarapés.

Manoel da Gama Lobo d´Almada, segundo governador da Província do Rio Negro (1786 a 1789), reconhecendo a vocação natural dos campos, introduziu gado e cavalos nas pastagens naturais do extremo nordeste de Roraima, promovendo a ocupação de grandes trechos da região pelos colonizadores descendentes de europeus. Na época, a bacia do Rio Branco já contava com 26 povoações, sendo 3 vilas, 9 “lugares” e ‘4 aldeias.

A população de origem européia cresceu com certa rapidez, depois da iniciativa de Lobo d´Almada e o entrosamento com os habitantes primitivos se foi estreitando, devido ao fato dos fazendeiros contratarem a mão de obra indígena para tocarem as suas propriedades.

Hoje, os macuxís, tribo predominante na região, estão de tal maneira integrados à comunhão nacional a ponto de uma jovem da citada etnia ter saído vitoriosa em concurso de soletração, de âmbito estadual, e, por esse motivo, escolhida para representar Roraima na disputa nacional promovida por uma rede de televisão.

Então, como montar uma Reserva Indígena de área avantajada, deslocando à força criadores de gado lá estabelecidos há mais de dois séculos, convivendo harmonicamente com os habitantes primitivos?

Mas, não serão só os fazendeiros as vítimas da decisão precipitado do Poder Executivo.

A partir de 1967, a Universidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, montou um “campus” avançado em Boa Vista, como parte do “Projeto Rondon”.

Muitos gaúchos, surpreendidos com a semelhança entre os campos gerais e os pampas, decidiram se fixar em Roraima, ocupando áreas no extremo nordeste do estado, onde o clima é mais ameno, devido à altitude crescente do terreno, até atingir as serras que separam o Brasil dos seus vizinhos. Esses “novos roraimenses” dedicaram-se ao plantio do arroz e o vem fazendo, com sucesso, há quatro décadas. Não são, portanto, arrivistas que lá chegaram para explorar os habitantes primitivos. Ao contrário, convivem com eles harmoniosamente, inclusive oferecendo-lhes trabalho.

Ainda resta falar de um terceiro grupo, menos numeroso e pouco estável: os garimpeiros.

Desde tempos imemoriais existe a garimpagem de diamantes nos arenitos basais das rochas classificadas como pertencentes ao “Grupo Roraima”. Esses diamantes provêm de chaminés “kimberlíticas” recobertas pelas rochas sedimentares que formaram as serras integrantes dos limites externos de Roraima, por ocasião dos choques entre as placas tectônicas da América do Sul e da América do Norte, antes do afloramento do istmo do Panamá.

Agora, para onde foram e para onde vão os diamantes garimpados nesses arenitos, ninguém sabe, ninguém viu.....

Por tudo o que foi dito, espera-se que, doravante, os dirigentes que editam e fazem cumprir as leis estudem com sabedoria as situações com que se defrontam, para que sejam evitados os traumas impostos aos cidadãos de bem, em pleno exercício de atividades produtivas.

Por outro lado, precisam eles prestar muita atenção aos mapas (será que sabem interpreta-los?) e às atividades de organizações não governamentais estrangeiras, estas empenhadas em provocar uma secessão na Amazônia, para suprir as necessidades de matérias primas já escassas nos países que expandiram os seus ecúmenos até os limites dos respectivos territórios.

Fiquem certos, os brasileiros, que as organizações não governamentais estrangeiras não querem o nosso bem, mas os nossos bens!

Portanto, merecem ser expulsas da Amazônia, no lugar dos fazendeiros, arrozeiros e garimpeiros que habitam a região e atuam, também, como sentinelas avançadas da nacionalidade.

TUDO PELA PÁTRIA!

Roberto Gama e Silva é Almirante Reformado.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Ex-presidente do Citibank se suicida em São Paulo

2a Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão


O empresário Alcides de Souza Amaral, de 72 anos, ex-presidente do Citibank no Brasil, se suicidou hoje de manhã em São Paulo. Alcides se jogou do décimo segundo andar do prédio em que morava, na rua Jesuíno Arruda, 325, no Itaim Bibi. Jornalista por formação, ultimamente ele escrevia artigos para o jornal Estado de S. Paulo.

Num primeiro momento, não há relação entre a crise global e o gesto extremo. Amigos relatam que ele sofria de depressão. Tratava-se com medicamentos. Alcides escreveu o livro "Os limões de minha limonada", no qual conta sua trajetória como jornalista e executivo de bancos e descreve sua luta contra a depressão.

Alcides presidiu o Citibank S/A, no Brasil de 1998 a 2001. Foi também Presidente da ABBI- Associação Brasileira de Bancos Internacionais de 2000 a 2001, Conselheiro e Diretor da Febraban – Federação Brasileira de Bancos de 1985 a 2001, Conselheiro da Oxiteno, Grupo Maeda e Makenji (Sta. Catarina).

Foi eleito “Líder Empresarial do Mercosul” pela Gazeta Mercantil Latino-Americana em 2000, eleito um dos cinco Líderes Empresariais do setor financeiro do país pelos leitores da Gazeta Mercantial em 1999 e foi representante do Citibank S/A no Comite de Renegociação da Divida Externa Brasileira em New York, de 1991 a 1994.
Em nota oficial, o Citibank lamentou a morte do ex-executivo. "Lamentamos profundamente a perda do sr. Alcides Amaral. Ele sempre foi uma referência para todos nós do Citi e, sem dúvidas, deixará um enorme legado e muitas saudades".
O sepultamento será neste sábado, às 14 horas no Cemitério Gethsêmani.

Inteligência das Forças Armadas denuncia que ações marginais no RJ são treinamento de terror revolucionário

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Em relatórios e comunicados reservados A1A (informação precisa, de fonte altamente qualificada), os serviços de inteligência das Forças Armadas, advertem que ações terroristas, com objetivos de ensaio para futuros movimentos revolucionários, são os verdadeiros objetivos das recentes ações armadas de traficantes no Rio de Janeiro. Análises de Inteligência avaliam que os incêndios a ônibus, arrastões e “bondes” (comboios de veículos roubados) para assaltos simples, contra a população carente, são instrumentos de terror psicossocial.

A doutrina sobre o funcionamento do crime organizado é bem clara. A narcoguerrilha, as milícias e as máfias, que são atividades criminosas financiadas e auto-financiáveis, formam o que se chama de “Aparelho Terrorista”. Essas chamadas “Forças Subterrâneas”, também conhecidas doutrinariamente como “Quarto Elemento” promovem ações de guerrilha em regiões urbanas ou rurais.

Atrás das atividades criminosas, se escondem grupos ideológicos que defendem os nobres princípios da “Justiça e Paz”. Não por coincidência, "Justiça e Paz" é o slogan do Comando Vermelho e do Primeiro Comando da Capital – facções criminosas, bem organizadas administrativamente, no Rio de Janeiro e São Paulo.

Ontem, em ação típica de treinamento de guerrilha urbana, com objetivo de gerar terror, mais de 50 pessoas foram vítimas de arrastão que durou 16 hora e meia na Zona Norte do Rio de Janeiro. Três homens armados, num Corsa prata, percorreram pelo menos três bairros, aterrorizando pedestres. O arrastão começou às 15h de quarta-feira e só terminou às 7h30m de quinta-feira, quando os bandidos foram finalmente avistados por PMs na Rua Diamante, em Rocha Miranda.

Houve perseguição e troca de tiros. Após o carro derrapar e rodar duas vezes, os ladrões foram presos. O trio roubou, entre outros itens, celulares, documentos, dinheiro, roupas, Bíblias, biscoitos e até uma marmita. A ação dos marginais não foi meramente criminosa. Tinha claras intenções de efeito psicossocial, para que a população se sinta refém absoluta da face armada do crime organizado.

Os serviços de inteligência do Exército e da Marinha infiltraram agentes no movimento dos marginais do Rio de Janeiro, e acompanham, de perto, o que acontece. A Agência Brasileira de Inteligência emitirá um relatório em breve sobre a situação. Mas o teor do documento ficará guardado a sete chaves no Palácio do Planalto, onde os ex-participantes da luta armada detestam comentar a atuação dos atuais companheiros insuflados pelos Comandos Vermelhos e PCCs da vida.

Denúncia

Em Davos, onde participa como ilustre convidado do Fórum Econômico Mundial, o governador Sérgio Cabral denunciou ontem que traficantes montaram "uma estratégia para gerar o vício do crack na meninada das favelas".

Segundo ele, os criminosos passaram a agir dessa forma porque o crack é uma droga mais barata:

"O crack é uma droga assassina. Está matando crianças e adolescentes. Foram criminosos de outros estados que trouxeram este consumo para o Rio de Janeiro. Nossa polícia já apreendeu grandes quantidades desta droga".

Por trás da Vitrine

Em suas reuniões com empresários globais ontem, o governador cita como exemplos de ação do poder público nas comunidades as ocupações policiais e sociais em andamento nas favelas do Batan, Dona Marta e Cidade de Deus.

Entre os dias 14 e 16 de abril, ele espera mostrar o mesmo aos participantes do Fórum Econômico para a América Latina, que acontecerá no Rio.

A quem interessa vender a ilusão de que o poder estatal consegue conter as estratégias do “Quarto Elemento”?

Leia abaixo as Rapidinhas Políticas, e, mais abaixo, as Rapidinhas Econômicas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Janeiro de 2009.

Rapidinhas Políticas

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Coração de candidata

A ministra repaginada Dilma Rousseff foi recebida ontem no Fórum Social Mundial, em Belém, por um coro de mais de 500 pessoas que gritavam:
"Brasil urgente, Dilma presidente".

Justificando que ficou "comovida" com a manifestação, Dilma foi sincera:

O Brasil está preparado para ter uma mulher presidente, um presidente negro, um presidente índio. O Brasil é uma sociedade democrática. Sinto nessa manifestação aqui no Pará um calor humano, uma força muito grande. É comovente estar aqui. É uma coisa que toca o coração”.

Imagina se fosse...

A ministra Dilma advertiu que “ainda” não é candidata.

Alegou que “ainda” não houve conversa oficial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a respeito da sucessão.

Enquanto isso, ela aproveita toda as oportunidades para promover as políticas do governo Lula.

Ouve antes...

O ministro Cezar Peluso, do Supremo Tribunal Federal, ouvirá o governo da Itália antes de decidir se concede liberdade a Cesare Battisti.

Em entrevista à revista IstoÉ, Battisti admite que pegou em armas e fez assaltos, mas nega que tenha executado inimigos.

Mas o governo italiano pensa diferente e, diante do desgaste das relações bilaterais provocado pelo caso, o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, cancelou sua visita ao Brasil, prevista para fevereiro.

Abaixo-assinado

Já circula na Internet o pedido de assinatura na carta de apoio à Itália, repudiando a decisão de Tarso Genro de refugiar o terrorista Cesare Battisti:

http://www.petitiononline.com/FL0001FL/petition/pe

O texto foi concebido na comunidade Fora Lula, “para mostrar ao mundo que este governo não nos representa”.

Papo de Tarso

O ministro da Justiça, Tarso Genro, comparou o caso Battisti com o do deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), já que ambos foram guerrilheiros e participaram de sequestros durante o período de ditaduras em seus países:

Por exemplo: Fernando Gabeira participou inclusive de sequestro de embaixador (dos Estados Unidos, Charles Elbrick). E hoje Gabeira é um respeitado deputado federal”.

Tarso reclamou que a Itália ainda vive fechada sobre os "anos de chumbo", enquanto o Brasil passa por um processo de "pacificação política":

No Brasil estamos em um patamar de pacificação política, enquanto na Itália a ferida ainda não foi cicatrizada. Respeitamos as razões da Itália, mas aplicamos nossa soberania”.

Pacificação revanchista

O problema é que Tarso diz uma coisa mas faz exatamente outra.

A revisão, na prática, da Lei da Anistia defendida por Tarso vai na contramão da tal “pacificação” que ele agora alega em defesa da Battisti.

Em maio do ano passado, o ministro da Justiça pregou ser favorável à revisão da lei para garantir o julgamento de militares acusados de crimes de tortura, considerado por ele imprescritíveis, e de homicídio durante a ditadura.

A posição do tenente R2 do EB Tarso Genro desagradou às Forças Armadas, setores da Justiça e deixou o chefão Lula na maior saia justa.

Ajuda capimunista

Em dezembro de 2008, Cuba recebeu a visita de navios de guerra russos.

Veio junto com o presidente Vladimir Putin uma doaçãozinha de US$ 20 milhões.

Agora é o irmão Castro presidente quem visita a Rússia, para acertar a segunda parte das tramas capimunistas para dominar a América Latina.

Crítica de Gabeira

O escritor e deputado Fernando Gabeira considera muito difícil fóruns como esses (de Davos e Belém) contribuírem para um mundo novo:

A visão revolucionaria tem muito de religiosa. Sobretudo na certeza em determinar o sentido do homem, em sonhar com um mundo completamente novo. Uma vez foi tentada uma conferência entre os fóruns de Davos e Porto Alegre. Um caos. Cada um falava a sua língua. Não conseguiram se entender. Se houver outro mundo, ou mais modestamente, um mundo melhor, dependerá mesmo de fóruns como esses?”.

Os argumentos de Gabeira estão na Folha de S. Paulo de hoje.

Quem procura acha

Os leitores do Alerta que perguntam quem são os controladores do mundo podem encontrar os nomes listados entre os mais poderosos presentes ao Fórum de Davos.

Já os comandantes dos exércitos operadores de campo, que trabalham de forma consciente para os controladores estão em Belém do Pará.

Junto com eles, milhares de agentes inconscientes, entorpecidos pela ideologia de um mundo melhor, que ignoram que o socialismo que defendem é financiado pela fina-flor do capitalismo, como estratégia de manter o controle do primeiro sobre o terceiro mundo.

Deuses

O chefão Lula da Silva foi vaiado ontem por militantes radicais de esquerda, presentes ao Fórum Social em Belém, que não sabem que ele é apenas um marionete do poder global.

Em discurso improvisado, no fim da noite de ontem, o Lula da Silva filosofou que houve uma época em que a sociedade apelava para o que ele chamou de "deus mercado", na crença de que no mercado estava a solução para todos os problemas do país.

Lula ironizou que o curioso é que as empresas hoje apelam para o "Deus Estado".

Capimunismo

O chefâo é um cara de pau ou não entende nada de comunismo.

O sistema social-comunista pregado por Lula e seus pares funciona exatamente nessa lógica.

O Estado Socialista controla todas as atividades, principalmente a econômica.
Neste regime, quem não rezar conforme o Deus Estado acaba no inferno econômico ou no “paredon”.

Discurso mortal

O chapolim colorado da Venezuela Hugo Chávez foi aplaudido entusiasticamente em sua fala – um raro discurso curto -, no fim da noite de ontem, no Fórum Social Mundial de Belém:

Se não matarmos o capitalismo, o capitalismo acaba com os povos. Estamos vivendo um momento de crise do capitalismo global e a saída está no socialismo”.

Só faltou lembrar que o mesmo projeto é defendido pelos “socialistas fabianos” presentes ao Fórum de Davos.

Meu mundo caiu...

O Senado de Illinois, nos EUA, votou ontem a favor da destituição do governador daquele estado.

Rod Blagojevich foi acusado de corrupção e prevaricação.

Recentemente, o político protagonizou um escândalo ao ser flagrado vendendo a vaga deixada pelo presidente Obama no Senado.

Estreante

Os legisladores estatais decidiram pelo impeachment de Blagojevich por maioria absoluta.

A votação, no capitólio do Estado, em Springfield, foi mostrada ao vivo pela TV.

Durante o processo de destituição, os senadores puderam ouvir as escutas obtidas pelo Ministério Público das conversas telefônicas em que o governador fala da sua intenção de obter dividendos com a nomeação do sucessor de Barack Obama.

Blagojevich é o primeiro governador da história de Illinois a perder o cargo em um processo de impeachment.

Leia, abaixo, as Rapidinhas Econômicas

Vida que segue...

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Janeiro de 2009.

Rapidinhas Econômicas

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Carro do trabalhador

Na tentativa de conter demissões, o governo federal acena com a possibilidade de socorrer mais uma vez o comércio de carros, só que agora os usados.

O Banco do Brasil está perto de anunciar linha de crédito no valor de R$ 2,5 bilhões para as revendedoras de carros de segunda mão.

Os recursos são provenientes do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), informaram fontes do Ministério do Trabalho.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) também discute com o governo medidas para incentivar o comércio de seminovos.

Onda protecionista

O Fórum Econômico, de Davos, foi marcado por alertas de que uma nova onde de protecionismo ameaça o mundo diante do agravamento da crise financeira.

A Comissão Européia disse que vai contestar cláusula do pacote americano que proíbe a compra de ferro e aço estrangeiros - como europeus e brasileiros - para projetos de infraestrutura financiados com recursos do Tesouro.

O pacote de Obama será votado em breve no Senado.

Pau no Brasil...

A Organização Mundial do Comércio (OMC) acaba de concluir relatório, que é feito a cada quatro anos, sobre a política comercial do Brasil no qual insufla a suspeita de que as taxas de juros cobradas pelos bancos oficiais, como BNDES e Banco do Brasil, carregam subsídios à produção e exportação.

O estudo mostra que o papel do financiamento oficial no Brasil é mais importante do que em qualquer outro país em desenvolvimento, com juros que equivaleriam à metade dos praticados pelos bancos comerciais em 2008.

O documento, sigiloso, já foi entregue ao governo brasileiro.

Sempre assim...

Na OMC se pergunta por que os juros continuam tão altos no Brasil e as taxas dos bancos oficiais, tão baixas em relação às do mercado?

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, rechaça as suspeitas de subsídios oficiais.

Alega que há uma "deformação" na estrutura dos juros no país, porque a taxa de curto prazo é "extravagantemente elevada" e sempre foi assim desde o Plano Real.

Briga de banqueiro grande

O ex-banqueiro Ezequiel Nasser e o banco americano Merrill Lynch estão brigando na Justiça de Nova York.

Cinco fundos da família Nasser alegam ter sido induzidos pelo Merril Lynch a fazer maus negócios e cobram US$ 612 milhões a título de ressarcimento de perdas e indenização.

Já o banco americano afirma ter levado um calote de Nasser, de quem quer receber agora US$ 78 milhões.

Me dá um dinheiro aí...

O Fundo Monetário Internacional está negociando um empréstimo de US$ 100 bi do Japão.

O FMI deve fazer seu primeiro lançamento de bônus pra reforçar o caixa e enfrentar a crise global.

Se até o FMI está pegando grana emprestada, imagina os outros pobres mortais sem crédito pelo mundo afora...

Vai cair mais?

A ata da última reunião do Comitê de Política Monetâria (Copom) do Banco Central reconhece que o consumo deixou de pressionar a inflação.

"Há sinais de que, depois de um longo período de expansão, a demanda doméstica teria passado a exercer influência contracionista sobre a atividade econômica".

O tom adotado no comunicado reforçou a expectativa de que o BC continue a cortar a taxa de juros.

Mais um acerto?

Em uma operação que deve superar R$ 500 milhões, a Vale do Rio Doce deixará o capital da Usiminas.

O negócio foi divulgado ontem pela Nippon Steel, que acertou a compra dos 5,9% de ações ordinárias que a Vale detinha na siderúrgica mineira.

Os demais acionistas do bloco de controle - Votorantim, Camargo Corrêa e o Clube dos Empregados da Usiminas - têm preferência de compra, proporcionalmente a suas participações.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Janeiro de 2009.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Juros altos, gastos em campanhas municipais e gestão questionável aumentam a dívida do PT: R$ 45 milhões

Edição de Quinta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

A política de juros super-altos agrava os problemas macroeconômicos e prejudica quem tem dívidas ou precisa de crédito. A dívida pública mobiliária federal interna cresceu 3,7% em 2008. Saltou para R$ 1,264 trilhão. A dívida externa líquida do Tesouro somou R$ 132,2 bilhões. Com isso, o endividamento total atingiu a absurda marca de R$ 1,397 trilhão. A tendência da situação é piorar.

Por ironia da História, a crise também atinge o partido no poder que sustenta tal política econômica suicida, que só é boa para os bancos que lucram na parceria que não deixa o governo quebrar. O PT está mais endividado que nunca. O financiamento de campanhas elevou o passivo petista para cerca de R$ 45 milhões no fim do ano passado. O endividamento do PT era de R$ 38 milhões, no início de 2008.

Tudo indica que a situação financeira do partido de Lula pode piorar até 2010. O PT terá gastos elevados. O primeiro é a campanha para a escolha dos novos dirigentes. Em 2010, haverá a comemoração dos 30 anos do partido, a realização do congresso, em Brasília, e eleições gerais no País, além da conclusão da transferência da sede para a capital federal.

Sinal de derrota

O governo federal doou seis milhões de hectares de terras de sua propriedade ao estado de Roraima - 25% do território estadual.

O chefão Lula alega que foi uma compensação depois da homologação da Reserva Raposa Serra do Sol:

"Estávamos em dívida."

O governo de Roraima, que fará a regularização das propriedades, já sabe que essa é a senha para a derrota final do caso Raposa do Sol, assim que for retomado o julgamento no Supremo Tribunal Federal.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 29 de Janeiro de 2009.

Verdade, Honra, Vergonha

Edição de Artigos de Quinta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Maria Lucia Barbosa

Nosso relativismo moral vem de longe. É obra cumulativa de séculos. A acachapante aprovação nacional de Lula da Silva, sem contar com sua eleição e reeleição, demonstra que já chegamos aos píncaros das conseqüências históricas com requintes de caos. E diante do que se passa na atualidade, lembremos de Gregório de Matos e Guerra (1636-1696) advogado e poeta, alcunhado Boca do Inferno ou Boca de Brasa. Em Epílogos, ele retrata a paisagem moral de Salvador, Bahia, nossa capital na época colonial. Mudando a palavra cidade para país, teremos a paisagem moral atual em alguns dos versos do poeta:

“Que falta neste pais? Verdade.
Que mais por sua desonra? Honra.
Falta mais que se lhe ponha? Vergonha”.

“O demo a viver se exponha,
Por mais que a fama o exalte,
Num país onde falta
Verdade, honra, vergonha”.

Nunca nos faltou tanto verdade, honra, vergonha. Convivemos alegremente com “mensaleiros”, sanguessugas, transportadores de dólares em cuecas e até os reelegemos. Somos antiamericanistas doentes, mas volta e meia vamos aos Estados Unidos para fazer turismo, comprar, estudar, trabalhar, cuidar da saúde, além dos milhões de brasileiros que partem em busca da América, América e lá permanecem clandestinos, mas ganhando o que jamais ganhariam aqui. Odiamos os judeus porque preferimos o Hamas dos Palestinos.

Como bons latino-americanos somos de esquerda e por isso idolatramos Fidel Castro, não importando ser ele um ditador implacável que nunca respeitou os direitos humanos. Se Lula da Silva, o grande pai de seu povo, põe o Brasil de joelhos diante de Hugo Chávez, Evo Morales, Rafael Correa, Fernando Lugo, Cristina Kirchner, nos inclinamos também perante as lideranças populistas que infestam a América Latina sempre imersa em sua mentalidade do atraso, em suas mazelas, em seus fracassos.

A corrupção faz parte de nossa história e aprovamos governos corruptos ao dizer que se estivéssemos lá faríamos as mesmas coisas. Afinal, somos espertos, malandros e nossa satisfação em passar os outros para trás não tem limites. Indiferentes ou ignorando o que ocorre no Congresso Nacional ou no âmbito da Justiça seguimos cantando o samba de Zeca Pagodinho que nosso presidente da República tanto aprecia: “Deixa a vida me levar”.

Futebol, carnaval e Big Brother são nosso alimento espiritual. Acreditamos que o MST é um movimento social pacífico que não esbulha proprietários rurais destruindo maquinário, roubando gado, pilhando, queimando sedes de fazendas. Do mesmo modo admiramos as sanguinárias Farcs, idealizadas como heróicas e defensoras do povo colombiano.

No momento dois fatos empolgam os noticiários. O primeiro diz respeito ao caso do terrorista Cesare Battisti, que a Itália quer de volta, mas que já foi perdoado por nosso ministro da Justiça com o acordo de Lula da Silva. Não devolveremos Battisti de jeito nenhum, o criminoso é nosso. Também estamos de braços abertos para receber os terroristas de Guantánamo.

Aplausos para a Justiça brasileira, pois aqui o crime compensa. Do jeito que a coisa vai, pode ser que Lula da Silva crie o Ministério do Terrorismo e convide Osama Bin Laden para ministro. Seria mais uma vez delirantemente aplaudido pelo povo e seu prestígio subiria como atestado em pesquisa.

O segundo fato é relativo ao Fórum Social Mundial, que ocorre em Belém do Pará. O governo investiu milhões na festividade, inclusive, em camisinhas. Tudo pago com o dinheiro do contribuinte, ou seja, estamos financiando a esbórnia que atrai pessoas de todo o Brasil e do exterior. Presentes ao festival estarão Lula da Silva, ministros, assessores, figuras como João Pedro Stédile, além dos caudilhos Hugo Chávez, Evo Morales, Rafael Correa. Fernando Lugo, que fazem Lula sonhar com outro mandato possível. Lula não irá ao Fórum Econômico Mundial em Davos. Ficará em Belém dançando o Carimbó.

Aliás, não faltarão ao carnavalesco evento, além das camisinhas, muita cachaça e folia. Naturalmente, os participantes se posicionarão contra o capitalismo que os sustenta, contra a liberdade que permite a festividade, contra a riqueza que almejam para si. Dizem que no globalizado Fórum será dada oportunidade aos participantes, se os eflúvios etílicos permitirem, de perceberem que os problemas que assolam o mundo derivam da competição pelo poder e do acúmulo de bens materiais.

Ou seja, tudo que eles mesmos fazem ou almejam. Em suas utopias delirantes as esquerdas clamarão pela volta do socialismo, nem que seja o do século XXI. E enquanto a crise avança sobre o planeta, em Belém do Pará se dançará o Carimbó, pois o tal outro mundo possível nunca foi definido nesses fóruns onde acontece de tudo, menos idéias.

Sem dúvida, esse "Fórum Socialista" faz recordar as proféticas palavras de Ortega y Gasset em A Rebelião das Massas: “A vida toda se contrairá. A atual abundância de possibilidades se converterá em efetiva míngua, escassez, em impotência angustiante, em verdadeira decadência. Porque a rebelião das massas é a mesma coisa que Rathenau chamava de ‘a invasão vertical dos bárbaros”.

No Brasil essa invasão começou faz tempo, mas diante dela nos quedamos indiferentes porque nos falta verdade, honra e vergonha ou, talvez, porque sejamos nós os bárbaros.

Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Segredo de Justiça protege “ilustres e poderosos” que investiam dólares com Daniel Dantas nas Ilhas Virgens

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

A Operação Satyagraha tem tudo para se transformar em mais um exemplo de impunidade político-econômica – a exemplo do que ocorre com o escândalo do mensalão. Ontem, circulava nos bastidores do Senado a informação de que o tradicional “rigor seletivo” (pune os inimigos e alivia os amigos) opera a pleno vapor nas investigações que correm em “segredo de Justiça”.

Conforme o “informe”, um senador muito respeitável, da base governista, foi convidado a dar explicações por que havia US$ 6,4 milhões de dólares numa conta em seu nome, aberta em 2002, nas Ilhas Virgens, através de intermediação do Banco Opportunity, de Daniel Valente Dantas. O senador alegou que a grana nada tinha de ilícita, pois vinha de “bens de família”.

O marido estrangeiro de uma famosa política também teve de explicar por que tinha pouco mais de US$ 3 milhões de dólares guardados em uma conta também apanhada nas investigações não divulgáveis da Satyagraha. A ilustre figura, com seu sotaque portenho e porte gaulês, alegou que o dinheiro foi resultante da venda de um apartamento em Paris, entre os anos 2000 e 2001.

As duas historinhas ficarão devidamente abafadas junto com outras que envolvem personalidades de peso da República Sindicalista. No fim da história, quem deve acabar como grande vilão é o delegado federal Protógenes Queiroz. A não ser que o fato de saber demais lhe garanta alguma “promoção” - a exemplo do que já ocorreu com o delegado Paulo Lacerda, um experiente homem de informações, ligadíssimo ao senador Romeu Tuma e muito próximo do chefão Lula da Silva.

E a grana da presidenta?

Se viessem à tona os fatos reais, a Operação Satyagraha renderia até um incidente diplomático.

As investigações rastrearam um depósito de US$ 11 milhões na conta de uma amiga muito recente do quase falecido democrata cubano Fidel Castro.

A poderosa figura e seu maridão também eram clientes ilustres do banqueiro DVD.

Leia, abaixo, as Rapidinhas Político-econômicas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Janeiro de 2009.

Rapidinhas Político-econômicas

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

A arte de Roubar

O próprio Banco Central admite que, em dezembro, os bancos do Brasil captaram dinheiro a taxas mais baixas que as observadas de junho a novembro, mas não repassaram a queda aos correntistas.

Ao contrário, o “spread” bancário atingiu o maior nível em mais de cinco anos.

No mês passado, os bancos pagaram 12,6% ao ano para levantar recursos no mercado e repassaram esse dinheiro aos clientes cobrando juros médios de 43,2%.

Segundo a Febraban (associação dos bancos), embora a tendência do “spread” seja cair, a inadimplência tem atuado no sentido oposto.

Gostou?

Vai sair do Fórum Social Mundial a proposta de criação da área Pan Amazonia!
A região seria considerada “Patrimonio da humanidade” – como já apregoam, há muitos anos, governantes e dirigentes de OMGs do Primeiro Mundo.

Leia o artigo de Arlindo Montenegro: Diversão e diversionismo

Amazônia roubada

Operação realizada pelo Ministério do Meio Ambiente, Polícia Federal e Ibama apreendeu mais de 11 mil metros cúbicos de madeira ilegal em Cujubim, a 160 Km de Porto Velho.

Parte da madeira é de uma espécie nobre da Amazônia, que será leiloada pelo Ibama.

Veja o artigo de Roberto Gama e Silva: Ruralistas e Ambientalistas

Filminho

Circula no mundo livre da Internet um filminho que conta o lado negro dos regimes de força, travestidos de boa intenção socialista-comunista.

Vale a pena assistir, sem preconceitos ideológicos, para entender como funciona a dinâmica da história pouco contada:

http://video.google.com/videoplay?docid=6488701198639525321

Bravata chavista

O chapolim colorado Hugo Chávez avalia que seu país pode mergulhar em uma guerra civil caso os partidos de oposição voltem a governar a Venezuela:

"Se a oposição chegar ao poder, haverá uma guerra. Por isso, é necessário garantir a continuidade do processo revolucionário democrático bolivariano, e aí está a proposta de emenda constitucional".

Chávez deu a declaração durante um encontro com militantes no Estado de Táchira, durante campanha para o referendo sobre a emenda constitucional que permite a sua reeleição ilimitada, marcado para o dia 15 de fevereiro.

Reeleito em 2006, Chávez teria de deixar o governo em 2013, já que a atual Constituição prevê apenas uma reeleição.

O Crime compensa

O governo do estado de São Paulo foi condenado a pagar R$ 177 mil a uma ex-aluna da rede estadual de ensino, na época com 12 anos de idade, que foi estuprada dentro da escola, em horário de aula.

Seria Justiça se o crime não tivesse ocorrido dez anos atrás, no dia 17 de setembro de 1999, em Hortolândia, a 105 km da capital.

Mais injustiça ainda é que a vítima, agora com 22 anos, traumatizada pelo crime bárbaro, deve demorar mais uns 10 anos para receber a indenização que será paga pela via do “precatório”.

Compensa para o Estado

Precatórios são títulos de dívidas judiciais que a prefeitura, o governo estadual e o governo federal devem pagar (geralmente referentes a indenizações), de acordo com um cronograma pré-definido.

O problema é que os governos demoram séculos para pagar os precatórios, com a leniência do Judiciário que só pede a intervenção no Estado quando quer fazer o jogo de pedir mais verbas.

A situação é tão absurda que, em 2008, o Estado mais rico da Federação, São Paulo, pagava os precatórios referentes a ações julgadas em 1998.

A Procuradoria Geral do Estado ainda faz a bondade de advertir que, antes de entrar com uma ação na Justiça por indenização, pode ser mais rápido procurar a PGE e tentar um acordo sem processo.

Violência

No caso em questão, a vítima estudava na 5ª série do ensino fundamental na Escola Estadual Jardim Santa Clara.

Naquela manhã, a garota saiu da classe no início da segunda aula para ir ao banheiro.

Quando entrou, foi dominada pelo desempregado Nodeci Correia, que estava escondido em uma das cabines dos vasos sanitários.

Barbaridade

O estuprador arrastou a menina para dentro de um dos boxes, tirou a camiseta dela e enrolou em volta de sua cabeça, tapando sua boca e olhos.
Nodeci começou a espancar a menina e a ameaçou de morte caso ela gritasse.

Depois, bateu a cabeça da garota contra a parede várias vezes e a estuprou.

Surrealismo

O marginal se assustou com o barulho de pessoas entrando no banheiro e saiu correndo do local, atravessou o pátio sem ser molestado e pulou o muro para fugir.

Durante a fuga, o estuprador deixou cair o RG, o que permitiu sua prisão – onde admitiu o crime.

Naquele horário, não havia Ronda Escolar da PM na escola, que também não contava com vigias ou seguranças.

O Tribunal de Justiça (TJ), em 27 de janeiro de 2000, condenou o estuprador a 9 anos de prisão, e também condenoo o Estado a indenizar a vítima.

Outro caso

Em março de 2007, o Estado foi condenado a pagar uma indenização de R$ 860 mil a uma ex-funcionária da Febem (atual Fundação Casa).

A educadora, de 32 anos, foi estuprada por quatro internos durante uma rebelião na unidade em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, em 2005.

A vítima ainda não recebeu a indenização que, corrigida, passaria de R$ 1 milhão.

Denúncia fresquinha

Os sites dos jornais ingleses The Sun e The Times veicularam ontem à noite uma denúncia de estupro contra o atacante Robinho, do Manchester City e da seleção brasileira.

Na versão dos jornais britânicos, o brasileiro foi detido pela polícia inglesa e só deixou a delegacia após pagar fiança.

Robinho teria ido no dia 14 de janeiro a uma boate em Leeds chamada Space, onde estava uma estudante de 18 anos da Universidade Yorkshire, que alega ter sido atacada pelo jogador de 25 anos.

Tudo negado

Chris Nathaniel, porta-voz de Robinho, negou as acusações.

Robinho nega veementemente qualquer acusação de má conduta ou envolvimento criminal e está feliz para prestar mais esclarecimentos se solicitado”.

Os policiais britânicos planejavam ouvir Robinho durante o período de treinamentos do Manchester City em Tenerife, na Espanha, na semana passada, mas foram surpreendidos com a atitude do jogador de partir sem explicação de volta para o Brasil.

O craque havia embarcado para São Paulo por "razões pessoais", mas sem autorização do clube e, por isso, foi multado em cerca de R$ 1 milhão.

Mole do Berlusconi

O premiê italiano, Silvio Berlusconi foi duramente criticado por ter alegado, no domingo, que os estupros vão continuar a acontecer enquanto não houver "tantos soldados quanto meninas bonitas na cidade".

Os críticos reclamaram que o bilionário de 72 anos (cuja mania de flertar com as mulheres em público lhe rendeu reprimendas públicas da esposa) foi insolente em relação a uma questão muito séria.

"Berlusconi tem de parar de dizer coisas ofensivas sobre as mulheres. Basicamente, o que ele está dizendo é que as mulheres que saem de casa correm o risco de ser estupradas ou atacadas porque não é possível deixar o país seguro”.

Foi o protesto da ministra da Igualdade italiana, Vittoria Franco.

Crise rendendo...

Num gesto de agravamento da crise deflagrada pelo refúgio dado ao terrorista Cesare Battisti, o governo da Itália convocou para consultas o seu embaixador em Brasília, Michele Valensise.

A decisão italiana foi uma resposta ao parecer da Procuradoria Geral da República que recomendou ao Supremo a extinção do processo de extradição de Battisti.

Para saber o que está por trás desse rolo todo, releia: Brasil entra de gaiato na batalha oculta da Oligarquia Globalitária para impedir que a Itália abandone o Euro

Briga em campo?

A crise diplomática trouxe reflexos até no futebol.

Ontem, o subsecretário das Relações Exteriores da Itália, Alfredo Mantica, sugeriu que o amistoso entre Brasil e Itália, marcado para o dia 10 de fevereiro, em Londres, seja cancelado.

Mantica afirmou que "é preciso levar em consideração a hipótese de anular o amistoso", pois o encontro poderia se tornar um "confronto político".

Defensora

Autora de best-sellers policiais de sucesso na Europa, a escritora francesa Fred Vargas abandonou temporariamente os livros para se engajar na campanha pela libertação de Battisti.

Fred acusou nesta terça o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, de perseguir o amigo em busca de dividendos políticos:

Ele lidera uma reação histérica e movida por ódio. Quer transformar Battisti num monstro e apresentá-lo como o símbolo dos anos de chumbo, o que não é verdade”.

Tadinho...

Fred acompanhou o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) numa visita ao italiano, segunda-feira.

Com a irmã gêmea Jo, ela revelou ter deixado o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília preocupada com o futuro do amigo.

Ele está muito nervoso, mal consegue comer. O que mais o aflige é se ver na TV como um vilão”.

Battisti fazia parte do grupo Proletários Armados pelo Comunismo – cuja sigla é PAC...

Pedindo para soltar

A defesa do ex-militante de esquerda italiano Cesare Battisti entrou ontem no Supremo Tribunal Federal (STF) com mais um pedido de libertação imediata dele.

Para o advogado do réu, o ilustre maçom Luiz Eduardo Greenhalgh, Battisti está preso ilegalmente, já que fora considerado refugiado político pelo governo brasileiro:

O normal no Brasil é a pessoa responder a um processo em liberdade. Ele já está há 12 dias preso sob constrangimento”.

Obra inoportuna

O Ministério Público Federal abriu inquérito para investigar o novo projeto do arquiteto Oscar Niemeyer, de 101 anos, para a capital federal, alvo de uma avalanche de críticas.

A polêmica foi detonada pela divulgação dos croquis da Praça da Soberania, que ficaria no canteiro central da Esplanada dos Ministérios.

O Instituto do Patrimônio e Histórico e Artístico Nacional (Iphan) informou que o plano contraria o tombamento da cidade e concorreria com outras obras do próprio Niemeyer, devendo ser embargado.

Mataram o véio...

O radialista Norberto foi o segundo eliminado do “Big Brother Brasil 9”, na noite de ontem.

Nonô foi detonado com 55 % dos votos na disputa com Ana Carolina e Naiá.

Prova de que o público quer sacanagem – e não reflexão da terceira idade – no maravilhoso programa global apresentado por Pedro Bial.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Janeiro de 2009.

Diversão e diversionismo

Edição de Artigos de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Arlindo Montenegro

Na grande festa da esquerda mundial reunida no Pará, fala-se de cidadania planetária em contraposição ao globalitarismo econômico, como se o mundo não fosse extremamente diversificado: religiões, costumes, culturas, interesses locais específicos, abusos de toda natureza contra o bicho homem, xenofobia, formas de estado; como se a economia não fosse resultante do trabalho em busca do bem estar, como se os controladores financeiros não fossem os verdadeiros beneficiários de todos estes movimentos que, são financiados por eles e objetivam apenas mudar o foco de atenção sobre o processo de dominação totalitária.

Fala-se na carta de princípios que o “Fórum Social Mundial é um espaço aberto de encontro para (...) o debate democrático de idéias, a formulação de propostas”, “um espaço plural e diversificado, não confessional, não governamental e não partidário”, isto é, apolítico. Será?

”(...) é um processo de caráter mundial. Todos os encontros (...) têm dimensão internacional.” (...) “contrapõem-se à globalização comandada pelas grandes corporações multinacionais e pelos governos e instituições internacionais a serviço de seus interesses, com a cumplicidade de governos nacionais. “

Os pontos 6 e 7, deixam inferir outro aspecto da natureza submersa desta organização globálitaria financiada por governos e organizações dependentes dos controladores financeiros do globalitarismo econômico. Um espaço livre onde os que pagam a festa vão colher informações sobre as organizações de esquerda e suas articulações com outros movimentos.

Um espaço para observar a ingenuidade, a paixão irrefletida, o romantismo e a desinformação da juventude. Para mapear onde e como os donos do mundo vão poder explorar, financiando e direcionando as oposições radicais e até a rede do comércio de drogas que financiam o terrorismo e, em última instância, associam-se aos traficantes de armas e diversas máfias do banditismo internacional.

De posse desses dados vão planejar a manipulação destes movimentos: planejar as novas guerras, crises, protestos violentos e todo o arsenal historicamente utilizado para perturbar e amedrontar as populações, reduzindo as liberdades. ”Não deverão participar do Fórum representações partidárias nem organizações militares.” Que mentira irônica!

Dizem orientar-se para “centrar a atividade econômica e a ação política no atendimento das necessidades do ser humano e no respeito à natureza, no presente e para as futuras gerações. (...) tanto na esfera da vida pública como da vida privada...” Taí! Os apolíticos confessam com todas as letras o objetivo de interferir na vida política, pública e privada! Dizem ainda articular-se contra o neoliberalismo e empenhar-se na construção de uma sociedade planetária. Dirigida por quem? Com que modelo econômico?

Proclamam que "um outro mundo é possível". Estamos de acordo. Mas as alternativas deveriam contemplar soluções alternativas à organização econômica e política marxista. No final das contas, no frigir dos ovos, esta é uma metodologia que não atende – como a história tem comprovado – os anseios diferentes dos grupos de pessoas sobreviventes no planeta.

Como está provado o conteúdo objetivo na cabeça dos poderosos, sejam capitalistas ou marxistas e o mesmo: dominação, submissão total, pensamento e ação a serviço do Estado controlador. O FSM objetiva a internacionalização econômica ou cultural. Seus movimentos são financiados em ultima instância pelos institutos, governos e bancos dependentes de Davos.

Seus jovens participantes são objetos úteis, cruzados a serviço da destruição e anulação de diferentes culturas, pensamentos, crenças, comportamentos, escolhas e decisões locais. Ampliam os alicerces dos currais de pessoas miseráveis a serviço de minorias opulentas. Desvalorizam as crenças, a família e acenam com o retorno ao tempo das cavernas. Repetição programada para resultados já conhecidos pelos que conhecem a historia da humanidade.

Na relação de organizadores e facilitadores deste encontro global estão listados (CUT, UNE, MST, FARC...) não há nenhuma organização “conservadora”, ou de “direita”. Se o evento fosse organizado por "democratas", os antagonistas estariam presentes, massivamente! Entre os financiadores (apolíticos!) estão Caixa Econômica, Banco do Brasil, Petrobrás, Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia, Governo (petista) do Pará, Governo (petista) Federal.

Os governantes, ministros, políticos, professores e conferencistas convidados são todos identificados com partidos e ideologias socializantes, mais ou menos radicais, todos defensores da violência de guerrilheiros, terroristas e produtores de cocaína, maconha, ópio... Todos comovidos com a humanidade de bandidos qualquer laia, contra a humanidade de trabalhadores contribuintes, crianças, famílias tradicionalmente nunca ouvidas, tratadas como estatística, dependentes, mão de obra de reserva.

LuLu vai levar 12 ministros e as ongs que deviam prestar contas já estão todas liberadas para receber mais doações. Sob este aspecto, “nada de novo na face da terra”. Bush, Barak, LuLu, Chavez, Elizabeth, Putim... são como rótulos de uma mesma cervejaria. Nas garrafas, o conteúdo é igual, similar, pouco diferente: preta ou loira gelada.

A propaganda escolhe e o sujeito enfia goela abaixo. Quando não tem gelo vai quente mesmo. Quando o nome é trocado, engole-se o conteúdo, quente ou frio, sempre com mesmo. O gosto pode ser mais ou menos amargo dependendo da origem da água, se é das geleiras nórdicas ou de fontes tropicais.

Que alternativas conhecemos? Sabemos o que queremos? Temos algum líder confiável neste panorama pernicioso? Se alguém tem fé, é bom lembrar que: a fé, sem as obras é morta. É bom lembrar que, quem cala consente e que de grão em grão a galinha enche o papo.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Ruralistas e Ambientalistas

Edição de Artigos de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Roberto Gama e Silva


Trava-se no Congresso Nacional uma verdadeira guerra deflagrada pelo grupo parlamentar denominado “ruralista”.

O motivo é a pretensão dos proprietários de “frotas de tratores” em alterar o texto de um dos artigos do Código Florestal, posto em vigor pela Lei nº. 4.771, de 15 de janeiro de 1965 e atualizado pela Medida Provisória nº. 2.166, de 2001.

Os “ruralistas”, gulosos como sempre, usando o pretexto de ampliar a área cultivada do país, pleiteiam a modificação do item I do artigo 16º da Lei que reza o seguinte:

Art. 16º. As florestas e outras formas de vegetação nativa, ressalvadas as situadas em área de preservação permanente, assim como aquelas não sujeitas ao regime de utilização limitada ou objeto de legislação específica, são susceptíveis de supressão, desde que sejam mantidas, a título de reserva legal, no mínimo:

I – oitenta por cento, na propriedade rural situada em área de floresta localizada na Amazônia Legal.

A manutenção, como reserva legal, de 80% das áreas florestadas das propriedades privadas inseridas no “Bioma Amazônico”, não é, em absoluto, um número aleatório lançado, por capricho de algum ambientalista extremado, no texto da Lei.

Acontece que faltam conhecimento e competência aos membros do grupo herdeiro da tradição colonial que ainda visualizam o Brasil, mesmo depois do 7 de setembro de 1822, como fornecedor de uns poucos produtos agrícolas às metrópoles de outros continentes. Anteontem a cana de açúcar, ontem o café e hoje a soja!!!!

Nenhum deles, com certeza, têm conhecimento da “relação biunívoca” que existe entre a cobertura vegetal original e o regime de chuvas da Amazônia verdadeira.

Por essa razão, precisam travar contato, o mais rápido possível, com as primeiras noções desse grande segredo ambiental responsável pela formação da maior floresta ombrófila da Terra, numa área dominada por solos de baixa fertilidade natural.

Os ventos predominantes na região sopram do Oceano Atlântico para o interior, variando de nordeste para sudeste, conforme a posição da “Zona de Convergência Intertropical”, área de baixa pressão que acompanha as posições do Sol no seu movimento aparente.

A “Zona de Convergência Intertropical” passeia em torno do Equador terrestre e gera dois ventos permanentes: os alíseos de nordeste e os alíseos de sudeste

Quando o Sol se localiza bem ao norte do Equador predominam na Amazônia os ventos de sudeste, eis que a maior parte do território fica abaixo da “Zona de Convergência Intertropical”. Com o Sol bem ao sul do Equador os alíseos de nordeste, varrem a maior porção da região.

Nas posições intermediárias do passeio da “Zona de Convergência Intertropical”, os ventos do leste são os mais frequentes, promovendo a penetração profunda do vapor de água contido nas nuvens até os contrafortes andinos.

Entretanto, essa massa de vapor proveniente da evaporação do Atlântico só corresponde a uns 60 ou 65% das chuvas que caem sobre a Amazônia. O restante da precipitação se deve à evapotranspiração da superfície terrestre. Evaporação da umidade retida no solo e na superfície foliar da vegetação e transpiração da vegetação arbórea que recobre boa parte do “Bioma Amazônico”.

Se, de repente, a vegetação arbórea original sofrer diminuição sensível, a evapotranspiração também diminuirá na mesma proporção, mesmo que a floresta original seja substituída por uma floresta homogênea. A superfície foliar da floresta nativa, em função da diversidade florística e da disposição relativa dos indivíduos arbóreos, é sempre superior à superfície foliar da floresta homogênea.

Então, terá início uma reação em cadeia, que diminuirá progressivamente as chuvas, devido à diminuição paulatina da evapotranspiração.

Se, por acaso, a vegetação arbórea original for substituída por culturas de ciclo curto, com a soja, então acelerar-se-á a reação em cadeia, por causa da eliminação quase total da transpiração..

Esse fenômeno, por sinal, foi testado por ocasião do último período glacial, quando a “Zona de Convergência Intertropical” deslocou-se bem mais para o sul, em virtude da progressão das geleiras sobre as áreas continentais do Hemisfério Norte.

Por mais de 60 mil anos a Amazônia foi recoberta por vegetação típica de cerrado, exceto em pequenos santuários úmidos remanescentes, onde a vegetação florestal conseguiu sobreviver.

Eis aí a razão pela qual os formuladores do Código Florestal só permitiram que 20% da vegetação arbórea nativa pudesse ser retirada para outros fins, nas propriedades privadas.

A competência desses legisladores fica sobejamente demonstrada pela inserção no texto do artigo 15º: “Fica proibida a exploração sob forma empírica das florestas primitivas da bacia amazônica que poderão ser utilizadas em observância a planos técnicos de condução e manejo a serem estabelecidos por ato do Poder Público, a ser baixado dentro do prazo de um ano”.

A irresponsabilidade, ou talvez incompetência, do citado Poder Público, impediu que fossem definidos, até hoje, os planos técnicos de condução e manejo determinados na Lei.

Mas, que outras conseqüências nocivas suscitaria um ataque maciço à floresta tropical úmida da Amazônia, além da transformação da área em uma grande savana?

Em primeiro lugar, a substituição da floresta tropical úmida afetaria o regime de chuvas no sudoeste do país, eis que uma parcela do vapor de água atmosférico é refletida pelos Andes para engrossar, em determinados meses, o índice pluviométrico do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul e de partes de São Paulo e do Paraná.

A conseqüência mais desastrosa, todavia, é o assassinato da “galinha dos ovos de ouro” dos brasileiros: os 40 bilhões de metros cúbicos de madeira em pé contidos no “Bioma Amazônico”, computados, tão somente, os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito igual ou superior a cinqüenta centímetros.

Pouco mais da metade desse volume contêm indivíduos arbóreos já conhecidos no mercado, ou seja, com cotação comercial. Todas essas madeiras com cotação comercial são da categoria conhecida como “hardwoods”, especiais para a fabricação de móveis, para a construção civil, para dormentes e tantas outras aplicações.

Por esse motivo exibem preços elevados, de modo que o valor estático dessas madeiras ultrapassa a casa de 1 trilhão de dólares.

Óbvio está que existem bens do subsolo amazônico que podem render mais dinheiro para o país. Todavia, nunca se deve esquecer que são eles bens de uma única safra, por não serem renováveis na escala humana de tempo.

As madeiras do “Bioma Amazônico”, ao contrário, são bens renováveis e só tendem a se valorizar devido à diminuição sensível dos estoques de “hardwoods” existentes na África e no Sudeste da Ásia.

Para conservar integralmente o “principal” dessa vultosa “caderneta de poupança”, bastará aplicar à atividade silvicultural técnicas de conservação modernas que, inclusive, concedam tempo suficiente para a regeneração natural dos talhões submetidos a corte.

Além da vegetação arbórea usada para a obtenção das “hardwoods”, a floresta amazônica encerra inúmeras espécies valiosas, tais como matérias primas para a indústria farmacêutica, para a elaboração de perfumes e cosméticos, para a indústria química. Há outra, ademais, capazes de fornecer látex, gomas e óleos vegetais, inclusive combustíveis limpos, e, até mesmo, alimentos, pelo aproveitamento dos frutos e dos gomos terminais do caule de certas palmeiras.

No tocante às plantas que possuem princípios ativos passíveis de uso na indústria farmacêutica, sabe-se que já existem mais de 300 espécies já catalogadas pelo “Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia”, além de algumas centenas usadas pelas populações interioranas, embora ainda não analisadas cientificamente.

Então, vale a pena trocar todo esse patrimônio por pastos e por plantações de culturas de ciclo curto?

Os ruralistas brasileiros devem aprender, bem depressa, que a Amazônia jamais deverá ser conquistada pela relha do arado ou pela pata do boi!

Agora, os seus opositores, os ambientalistas, merecem uma divisão em três grupos: os competentes, conhecedores das ciências biológica e ecológica, os do asfalto, que se identificam pelas excentricidades e, finalmente, os da “quinta-coluna”, que trabalham para as “Organizações Não Governamentais” estrangeiras.

O primeiro grupo, relativamente reduzido, não tem oportunidade de se manifestar nacionalmente, abafado que está pelos integrantes dos dois outros grupos.

Os ecologistas do asfalto são os que, normalmente, ocupam cargos na hierarquia governamental e, como não conhecem a matéria, acabam acolhendo as opiniões dos integrantes do terceiro grupo.

A “quinta-coluna” ambientalista, representada pelas “Organizações Não Governamentais” estrangeiras que invadiram a Amazônia, usa o conhecimento dos patrocinadores para confundir os brasileiros desprevenidos, pregando a “preservação” da região, que em termos científicos significa a intocabilidade dos ecossistemas regionais, de modo tal que fiquem reservados para o uso futuro dos países mais adiantados, hoje praticamente desprovidos de recursos naturais.

Essas organizações estrangeiras, sem exceção, devem ser proibidas de operar na Amazônia, sobretudo junto às comunidades indígenas.

Evidente que, em simultaneidade, com a expulsão das “Organizações Não Governamentais” estrangeiras, devem ser afastados dos órgãos que cuidam do meio ambiente os fanfarrões que se intitulam ecologistas, isto é, os integrantes do segundo grupo.

Só assim os brasileiros garantirão a soberania nacional sobre a coração (hearthland) do Brasil.

O vazio de poder não é o maior perigo que ronda a Amazônia brasileira, mas sim o vazio de competência!

Roberto Gama e Silva é Almirante Reformado e Presidente da Comissão Executiva Provisória do Partido Nacionalista Democrático.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Lula recebe má notícia de que Alencar não pode mais assumir a vice-presidência, e fica mais refém do PMDB

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

O chefão Lula da Silva foi comunicado ontem à noite, reservada e oficialmente, que seu amigo José Alencar não poderá mais assumir a função de vice-Presidente da República. Aos 77 anos, Alencar luta contra um câncer, e respira com a ajuda de aparelhos. Médicos já avisaram que será muito lenta e difícil sua recuperação, depois da recente cirurgia que demorou 17 horas, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Além de péssima do ponto de vista sentimental, a notícia cria um mega-problema político. Lula ficará ainda mais refém do PMDB, que ocupará as presidências da Câmara e do Senado, conforme tudo indica. Os prováveis eleitos, o deputado Michel Temer e o senador José Sarney se tornam os substitutos eventuais de Lula. Sem o escudeiro Alencar, ficam prejudicadas as viagens de Lula ao exterior.

O Sírio Libanês descreveu a cirurgia de Alencar. "Foi feita a retirada de uma porção do intestino delgado, uma parte do intestino grosso e de 2/3 do ureter. O ureter foi substituído por uma parte do intestino delgado, com a mesma função de ligar o rim à bexiga". Estas porções (tiradas por ressecção) estavam comprometidas pelo tumor.

Os médicos informaram que retiraram todos os “tumores visíveis”. E acrescentaram: "A complexidade da cirurgia deveu-se, em parte, ao fato do vice-presidente possuir apenas o rim esquerdo". Além disso, os médicos aplicaram uma "quimioterapia hipertérmica". Após a cirurgia de retirada dos órgãos acometidos, um cateter foi introduzido na cavidade peritonial, por onde foi injetada uma solução quimioterápica.

O boletim médico de ontem à tarde informava que Alencar se recuperava bem da cirurgia, respirando por aparelhos e mantendo todos os sinais vitais normais, inclusive com bom funcionamento renal. "Seu estado é estável e os médicos consideram que o paciente está bem, levando-se em conta o tipo de intervenção". Em setembro de 2008, Alencar foi submetido a uma cirurgia para tratar um tumor no abdome.

Visita - atualizada às 16 horas

Lula visitou Alencar no hospital Sírio-Libanês hoje à tarde e saiu do local com discurso otimista:

Eu acho que além da fortaleza que é o ser humano Zé Alencar, além da competência dos médicos, acho que a mão de Deus está cada vez mais presente em toda cirurgia do Zé Alencar. Obviamente que ainda está longe de fazer 48 horas da cirurgia que ele fez, mas os médicos estão extremamente confiantes e acho que a recuperação de Alencar, como nas outras vezes, será mais rápida do que em qualquer ser humano comum porque a capacidade de reação que tem o Zé Alencar é extraordinária. Saio daqui feliz pelo otimismo dos médicos, da família e porque aprendi a conhecer o Zé Alencar nesse tempo. Ele vai surpreender outra vez, ficando melhor do que qualquer um depois dessa cirurgia. Daqui a algum tempo terei o companheiro Zé Alencar de volta para as conversas normais de um presidente e um vice-presidente”.

Lula sabe que não terá Alencar de volta ao trabalho, mas não pode afirmar isso publicamente...

Lula informou que Alencar estava sedado, mas "já está acordando" e brincou que quando estiver acordado a primeira coisa que o vice fará será reclamar da taxa de juros do país.

A hora que ele puder falar a primeira palavra vai dizer que vai subir a taxa de juros. E é bom ter uma voz de alerta à sociedade brasileira”.

Reviravolta

A má notícia sobre a saúde de José Alencar pode mudar, radicalmente, a estratégia do Palácio do Planalto em relação à presidência da Câmara.

Lula pode até mudar de sua posição de falsa neutralidade e até investir na eleição (pouco provável) do deputado Aldo Rebello (PC do B-SP).

E também vai crescer a pressão interna dentro do PT para que o Planalto volte a apostar (na também quase impossível) eleição de Tião Viana para a presidência do Senado.

Lula está na sinuca de bico, porque sabe que são quase certas as escolhas de Michel Temer e José Sarney.

Risco de traição sempre

A senadora Ideli Salvatti (PT-SC) jura que os deputados petistas vão manter o acordo de apoio à candidatura do deputado Michel Temer à presidência da Câmara.

Mas Ideli não descarta a hipótese de traições ao acordo, embora sem riscos de punição.

"A votação é secreta, não há como fazer a conferência dos votos".

Logo, a senha para a traição já foi devidamente dada...

Leia, abaixo, as Rapidinhas Políticas, e, mais abaixo, as Rapidinhas Econômicas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Janeiro de 2009.

Rapidinhas Políticas

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Comissários do Povo

Grupos que atuam como milícias em um dos bairros mais populosos e violentos de Caracas se tornaram mais uma arma do presidente venezuelano, Hugo Chávez, em defesa de sua "revolução bolivariana".

O Grupo de Trabajo La Piedrita atua com outros cinco "coletivos" no bairro 23 de Enero, localizado a apenas 1,5 quilômetro do palácio do governo, onde o presidente comanda sua revolução, pela qual os integrantes do movimento se dizem dispostos a matar ou morrer.

Uma matéria no site do jornal espanhol "El País" de ontem confirma a existência dos chamados “comissários do povo” de Hugo Chávez.

Proteção oficial

Nem a polícia nem a Guarda Nacional estão autorizadas a entrar nos domínios do La Piedrita.

Até a Guarda de Honra presidencial é liberada com ressalvas em dias de visita de Chávez.

O líder do grupo, Valentín Santana, define com clareza o papel deles:

Somos um coletivo que faz trabalho social, mas também, como disse nosso comandante Hugo Chávez, estamos armados e dispostos a defender esta revolução pela via das armas”.

Milícias aqui

No Rio de Janeiro, as milícias de bairro são formadas por policiais, ex-policiais, bombeiros, geralmente sob o comando de políticos ou gente com pretensão política.

As milícias se sustentam na cobrança de taxas de segurança, cobranças de “pedágios” de cooperativas de transportes e na exploração de serviços públicos ilegais nas comunidades, como a exploração de gás de botijão e televisão por assinatura (a famosa gatonet).

Os milicianos, que substituem traficantes de drogas nas comunidades, arrecadam de R$ 2 a 5 milhões mensais na atividade criminosa.

Coitado

O jornalista Paulo Henrique Amorim pede proteção especial.

Paulinho exige que a Polícia Federal investigue por que está sendo vítima de perseguição “contra ele e sua família” por indivíduos a mando do banqueiro Daniel Dantas e do governador José Serra.

O Ministro da Justiça, Tarso Genro, já teria se colocado à disposição de Paulo Henrique no caso.

Eleito pela Oligarquia

Não importa quem seja o candidato a Presidente (José Serra ou Dilma Rousseff).

O escolhido pela Oligarquia Financeira Transnacional para ser o vice de um deles (de preferência o candidato que deve vencer em 2010) é Sérgio Cabral Filho.

Não é á toa que o governador do Rio de Janeiro tem presença festejada no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, junto com o Presidente Henrique Meirelles e o chenceler Celso Amorim.

Nem o chefão Lula – com a bola meio murcha entre a Oligarquia Globalitária – vai dar as caras por lá, embora adore uma viagem...

Numa fria (no bom sentido)

Apesar da crise, 1400 presidentes de empresas viajam a Davos, nos Alpes Suíços, para o concorrido Fórum Econômico Mundial.

A assinatura anual exigida das empresas para participar do evento é de 42.500 francos suíços (US$ 36.862 dólares).

Fora os caríssimos gastos com acomodações, ainda é preciso desembolsar mais 18 mil francos para participar do fórum.

O evento, que acontece há 38 anos, começa nesta quarta, com mais de 2.500 inscritos e 40 chefes de Estado ou de governo confirmados.

Papo com Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu ontem ao chefão Lula, por telefone, que pretende avançar nas negociações da rodada Doha, de liberalização do comércio internacional, como forma de combater os efeitos da crise financeira.

Ontem, por iniciativa do norte-americano, aconteceu a primeira conversa entre os dois presidentes após a posse de Obama.

Teve início às 18h15 e durou cerca de 25 minutos, segundo informação do porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach:

"O presidente Obama declarou estar interessado em continuar as discussões no sentido de fazer avançar a rodada Doha, dada a importância do comércio mundial para o enfrentamento da atual crise econômica internacional".

Encontro marcado

Ficou acertado que Lula e Obama se encontrarão em Washington em meados de março, depois que o presidente brasileiro participar de um seminário com investidores estrangeiros em Nova York.

Lula também convidou Obama a visitar o Brasil em abril.

Só que o presidente norte-americano informou que já teria compromissos e respondeu que a viagem poderia ser feita no verão do Hemisfério Norte (entre julho e setembro).

Pauta

Os dois presidentes também conversaram sobre os principais temas da agenda de interesse dos dois países.

Lula elencou assuntos que considera prioritários, como a paz mundial, as relações dos dois países com a América Latina e a África, o G20 (grupo dos países desenvolvidos e em desenvolvimento, do qual o Brasil faz parte), as mudanças climáticas e os biocombustíveis.

"O presidente Lula mencionou que considera que as boas relações entre Brasil e Estados Unidos têm muito a contribuir para um bom ambiente político para a América Latina".

Já Obama, na versão do Planalto, comunicou que deseja trabalhar em coordenação com o presidente Lula para garantir "a paz e a estabilidade no continente" e para fortalecer as relações econômicas entre os dois países.

Pertinho de Londres

Segundo a Presidência, o presidente Obama informou que já instruiu sua equipe econômica no sentido de coordenar-se com o Brasil para aproximar posições para a cúpula do G20, que se realiza em abril em Londres.

Lula elogiou o trecho do discurso de posse de Obama que tratou da necessidade de cuidar dos mais pobres, e sublinhou que a vitória de Obama pode influenciar positivamente a imagem dos EUA na América Latina.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e a secretária de Estado, Hillary Clinton, conversariam por telefone, ontem à noite para dar continuidade aos entendimentos.

Tá com inveja?

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, vai responder com o silêncio as críticas que lhe foram feitas pelo chefão Lula da Silva, sábado passado, no programa “Bola da Vez”, da ESPN Brasil.

O corinthiano Lula, que jura não querer terceiro mandato para si, reclamou do continuísmo nas entidades esportivas, dando uma estocada no ex-genro de João Havelange:

Quando me candidatei à Presidência da República pela primeira vez, em 1989, ele já estava lá. Agora, renovou o mandato até 2015”...

Por que Lula não se candidata a presidente da CBF depois que Teixeira sair?

O eleito

O economista Luiz Gonzaga Beluzzo é o novo presidente do Palmenras.

Venceu por 145 votos a 123 o opositor Roberto Frizzo, que é advogado e comerciante.

Beluzzo é um dos conselheiros informais do corinthiano Lula em assuntos econômicos.

Pára a briga

Lula ficou pt da vida com a troca de acusações entre os ministros Reinhold Stephanes e Carlos Minc, publicada pelo Globo.

O chefão determinou à chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que interrompa imediatamente as hostilidades no primeiro escalão.

E mandou os dois pararem de brigar publicamente.

Só no cinema

O prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, patrocina hoje um jantar para todo o elenco do épico “Lula, o filho do Brasil” (antigo “Lula, filho de Lindu”).

A grandiosa obra cinematográfica, de R$ 12 milhões, começa a ser rodada no ABC.

Nada como ficar bem com a família do chefão – nem que seja a da ficção.

Vai tomar pau também?

Não é só o chefão Lula que anda tomando pau na mídia internacional porque não cumpriu direito alguma ordem de seus patrões da Oligarquia Globalitária.

O cacique Evo Moralles deve tomar pau também porque nacionalizou totalmente, na última sexta-feira, a empresa de petróleo Chaco.

A transnacional pertencia à Panamerican Energy, cuja principal acionista era a BP (British Petroleum) – que não costuma perdoar quem atrapalha seus negócios...

Libertado

O advogado Vilmar Quizeppe conseguiu um Habeas Corpus em favor do capitao do EB Luis Fernando de Sousa.

O militar estava detido por 15 dias, dos quais cumpriu três, por causa de uma entrevista dada ao jornal Folha de S. Paulo, acusando o Exército por ter punido, com transferência, militares que concorreram na eleição passada.

Quem mandou soltar o capitão foi a Justiça Federal em Porto Alegre.

O capitão foi convidado para uma Audiência pública na Câmara dos Deputados para falar do problema.

EB contra o terrorismo

O Exército Brasileiro vai participar da operação de libertação de seis reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O Exército forneceria apoio logístico para o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que encaminha as negociações para a libertação dos sequestrados.

Entre os equipamentos brasileiros que poderão ser deslocados para o país vizinho estariam helicópteros e material de comunicação, além de dados geográficos da região.

Arquive-se

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, recomendou que o processo de extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti seja arquivado.

Condenado na Itália por quatro homicídios, Battisti conseguiu o status de refugiado político no Brasil por decisão do ministro Tarso Genro (Justiça).

Apesar de recomendar o arquivamento, o procurador afirma que a decisão que vier a ser tomada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) deve prevalecer sobre qualquer outra manifestação.

No muro...

No seu parecer, Souza afirma que é favorável à extradição do ex-ativista italiano, mas com base na Lei 9.474, artigo 33, o processo deve ser suspenso quando o envolvido está submetido ao status de refugiado político.

O procurador lembrou ainda que em decisão anterior da Suprema Corte envolvendo um refugiado político, o processo de extradição foi suspenso.

O parecer de Souza foi remetido para o ministro Cezar Peluso, que está interinamente na presidência do STF.

Mandou bem...

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção do Rio de Janeiro, Wadih Damous, defendeu em entrevista ao Jornal do Commercio do RJ que o Supremo Tribunal Federal se transforme em Corte Constitucional.

Wadih Damous reclamou que o STF não pode mais se comportar como a terceira instância do Judiciário, julgando até ação de despejo.

O advogado defende um debate em torno do projeto do deputado Flávio Dino (PC do B-MA), de forma ampla e produtiva, no sentido de amenizar o que considera "o exacerbado ativismo judicial em voga, que interfere de forma indevida na esfera política".

Dose cavalar

Depois que Mônica Bergamo vazou ontem em sua coluna, na Folha de S. Paulo, o prefeito Gilberto Kassab terá de correr com a idéia de desapropriar a área do Jockey Club de São Paulo, em Cidade Jardim.

A intenção de Kassab é transformar a área do jockey em um parque público, aberto à população, sem atrapalhar as corridas de cavalo.

A prefeitura paulistana estudava a desapropriação em sigilo, mas o negócio vazou em dose cavalar...

O valor venal do imóvel, de 593,6 mil metros quadrados, é de R$ 306,2 milhões - um bom dinheirinho para uma indenização...

Obama digital

O Partido Democrata criou a organização “Obama 2.0”.

O objetivo é reunir os 13 milhões de nomes acumulados pela campanha de Barack Obama na Internet, e mobilizá-los sempre que alguma campanha de mobilização for necessária.

Nos EUA, o presidente é proibido por lei de usar, pessoalmente, uma lista de e-mails para se comunicar com o eleitorado.

Terrorismo criativo

A explosão de uma bicicleta-bomba no noroeste do Paquistão deixou pelo menos cinco mortos e 20 feridos ontem.

A polícia afirmou que a bicicleta estava estacionada em uma das principais ruas da cidade de Dera Ismail Khan quando explodiu, ferindo pedestres e pessoas que passavam de carro no local.

Bicicleta-bomba... é sacanagem...

Vida que segue...

Leia, abaixo, as Rapidinhas Econômicas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Janeiro de 2009.