quinta-feira, 15 de julho de 2010

Costumes Depravados e a "Grande Crise Certa"

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Em 1994, os embaixadores representantes das nações do planeta na ONU, ouviam do muito bem informado David Rockfeller: "Estamos diante da oportunidade para uma transformação global. Tudo o que precisamos é a GRANDE CRISE CERTA e as nações aceitarem a Nova Ordem Mundial ".

Nos últimos anos, as guerras, o terrorismo, as barreiras comerciais, propaganda intensiva e extensiva a favor de aborto, redução de natalidade, "matrimônio" entre pessoas do mesmo sexo, liberação do uso de drogas, inversão do sentido formal das leis sobre direitos humanos, perseguição contra religiões, redução dos direitos da família e um sem fim de ítens, somaram-se à "grande crise econômica".

Os banqueiros, o FMI e outras agências governamentais, os mesmos governantes, não mudaram uma vírgula em seus tratados. Continuam espalhando mais controles, mais barreiras, mais impostos, mais leis comportamentais que restringem liberdades e desfiguram as culturas nacionais.

Desde a posse do "ético" governo brasileiro em 2003, a intromissão externa através das ONGs importadas (greenpeace, wwf, e centenas de outras ) e nacionais (aos milhares ou que nem o mst, que não existe de direito, mas atua de fato) são bem aceitas, até assessorando ministérios, com a aprovação do poder executivo e tolerância do legislativo e judiciário. Já temos até áreas (território indígena) onde brasileiros não entram sem licença de estrangeiros.

Estas ONGs, quase um governo paralelo de fingidos ecologistas e reais ideólogos do marxismo e da nova ordem mundial anunciada por Rockfeller, são apoiadas, financiadas e estimuladas por governantes do mundo inteiro, incluindo o(s) governante(s) da cena e dos bastidores no Brasil.

Todos seguem uma mesma cartilha subversiva, especializada em explorar a delinquência, cultura do rock mais violento, drogas e prostituição juvenil, além da mistificação do sucesso fácil, "vendido" como resultado da "sorte", "esperteza", "malandragem" (roubo, corrupção e violência, mesmo!), sem necessidade do saber, da aplicação, do trabalho, esforço pessoal e soma de méritos continuados.

Governantes, educadores (incluindo pais e religiosos), a mídia que informa, todos abrigam analfabetos funcionais, mentirosos e monstros morais. Impostores e oportunistas, ateus, conformistas, pedófilos, militantes comunistas, devem ser localizados e ridicularizados em todos os ambientes, por todos que ainda conservem características humanas, por todos que ainda prezem as liberdades conquistadas pelas civilizações milenares.

Vamos olhar, caminhar, sentir, falar firmemente, que somos contra estas propostas de destruição dos valores culturais que nos conduziriam para o bem estar, tomando a iniciativa de corrigir nossos erros e lavar a roupa suja em casa. Estes governantes tem apenas reproduzido tudo quanto nos aproxima dos atitudes e modismos mais infames, mais vergonhosos, mais escandalosos, mais desrespeitosos diante do saber dos Mestres espirituais e das ciências naturais.

No Brasil se discute, na Argentina se discute, na Venezuela Chávez impõe com a interferência dos comunistas cubanos: aborto, proibição de práticas religiosas, redução dos direitos paternos na família, casamento gay, estado socialista gigantesco, restrições à livre opinião, censura à imprensa, controle da privacidade, restrições à livre iniciativa... e ontem o Senado aqui aprovou que "o casal que quiser se divorciar, está livre para fazê-lo", ignorando o que prevê a Constituição.

Família, se supõe, começa com duas vontades, corpo e espírito, comprometidos diante das leis e do grupo social, para preservar a espécie, para educar, orientar, amparar, corrigir, prover educação, cultura, alimentação, segurança moral, saúde física e espiritual. Família, em vez de ouvintes individuais passivos de noticiários e novelas. Não é hora de pais e filhos, juntos, defenderem seus direitos? Não é o momento de pai e mãe defender a vida e bem estar de suas crias?

Ou é melhor a anarquia irresponsável da cultura "progressista", que vem sendo imposta pelos que implantam a ordem da anarquia mundial, da irresponsabilidade individual, das drogas e degradação moral: "caso e largo", "se emprenhar aborto", "dou...porque é meu", "cheiro porque quero", roubo, mato, "tô nem aí!" .

É a mente psicopata propícia para a eleição de governantes psicopatas, incapazes, enrolados, promitentes mentirosos, maquiados, ladrões e doutores em enganação. Cenário propício para a nova ordem mundial. Escravidão totalitária globalizada e Cultura Criminal Universal.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: