domingo, 25 de julho de 2010

EB, Um grande Big Brother

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Autor Desconhecido

“Modelo pra se dar bem na carreira militar” ao longo do tempo.

1964 – 1969

- Perfil: “Revolucionário caçador de comunista”.

- Estereotipo: Anti comunista ferrenho. Virou amante do Brasil, explorador e pioneiro da Amazônia. Só ele era pioneiro, descobridor da Amazônia, em pleno Séc XX. Democrata. Apoio incondicional ao regime militar. Entrava no quartel com o plástico “Brasil Ame-o ou Deixe-o” pregado no Fusca ou no Simca.

- Para ser “notado”: idealista, as vezes truculento na defesa dos “ ideais revolucionários”.

- Pensamento : “A farda é a nossa segunda pele”.

- Objetivo na carreira: Ser ministro de estado, prefeito ou governador de estado nomeado.

1969 – 1975

- Perfil : “ O Guerrilheiro “

- Estereotipo: Ex-combatente de “Xambioá”. Selvático. Guerreiro amante do infortúnio, "daí-me Senhor meu Deus o que Vos resta...”. Metido a besta, punidor de cadetes, gostava de posar de super homem.

- O que fazia para ser notado: Instrutor do CIGS e da SIEsp. Peito cheio de brevet.

- Pensamento: “A selva nos une”, “Tudo pela Amazônia”...

- Objetivo: Ser Presidente da República

1975 – 1980

A guerrilha acabou, agora vou informar.

- Perfil: “ O agente secreto”

- Estereotipo: Trabalhava a paisano, barbado, trajando terno barato, normalmente com o casaco do terno da cor diferente da calça. O status era pertencer ao “sistema”. Posava de bem informado, mas não passava de um fofoqueiro. Metido a intelectual. Discreto, com óculos escuros, mas estava escrito na testa que era milico.

- O que fazia: nada.

- Para ser notado: posava de James Bond (007).

- Objetivo: Servir no SNI ou no Gabinete Militar da Presidência.

1980 – 1984

“O regime começava a ruir ... Era hora de mudar o perfil sem se comprometer, então surgiu o Militar Metrossexual.

- Perfil: O atleta, nada mais oportuno!

- Estereotipo: Amante dos esportes. Cursou a EsFEx. Normalmente sarado, sem barriga, bonitinho e bem casado. Era um verdadeiro Patricinho. Só andava de calção preto. Tinha horror de coturno, da tropa. O sucesso começava como instrutor da EsAO. Detestava cursos guerreiros, “PQD, Guerra na Selva?, jamais”!

- O que fazia para ser “notado”: Normalmente um sujeito corredor, corria de manhã , de tarde e à noite nas vilas militares pra todo mundo ver. Não bebia, não fumava e nem trepava. O ápice: quando corria com a esposa nas alamedas das vilas.

- Pensamento: “O preparo físico é pressuposto para o exercício da liderança”.

- Objetivo: Servir na EsEFEx ou viajar com a "CDE", de preferência para o exterior.

1985 – 1990

“O regime militar acabou, e agora? Como serei? Como serei? Chegou a era dos “sabonetões”: Cheirosos, lisos e amargos...

- Perfil: O profissional, teórico, o doutrinário. Metido a disciplinador, durão com a tropa, intolerante com os saudosistas do regime, apolítico. Passou a não se lembrar do regime militar. Eu não era nem nascido na época...

- Para ser notado : entusiasta da FT 90, revisor da doutrina, e fazedor de manual. Era “o pensador militar”. Uniforme de passeio impecável. Camisa bege de plástico vincada. Pasta 007 brilhando.

- Pensamento: Pregava a volta aos quartéis. “O nosso lugar é nos quartéis”, dizia. Mas só ia lá pra inspecionar e encher o saco dos outros, e voltava correndo pro "gabinete". Vamos nos “profissionalizar” , como se antes ninguém fosse profissional. Embusteiro.

- O regime militar acabou. Intervenção militar? “Na minha opinião, jamais !”. “O sistema político nacional tem de se aperfeiçoar sem a presença dos militares”. Esse é o caminho da plenitude democrática”. Ou: "Se cada vez que houver um problema institucional os militares intervierem, o sistema jamais vai evoluir para a democracia plena" Eita caboco democrata!!

- Objetivo : Servir no “Gabinete”.

1990 – 1995

"A FT 90 e as outras foram pro saco então surgiu o...

- Perfil: O “gente boa”.

- Estereótipo : amigo de todo mundo, bom de papo, light, festeiro, não pune ninguém, apaziguador, família bem constituída.

- Para ser notado: Organiza festa junina no quartel ou no clube, churrasqueiro.

- Pensamento: “Precisamos nos relacionar com o meio civil, militar tem de sair do Quartel...”.

- Objetivo: Voltar a servir na Presidência.

1995 – 2000

Com a FT 2000, agora vai... Novas perspectivas, vamos encarar o novo milênio!

- Perfil: aí surgiu o “inteligente emocional”.

- Estereotipo: sujeito comunicativo, espirituoso, festeiro, jogava tênis no Clube do SMU, ruim mas jogava. Tocava muito mal um instrumento musical, palestrante de rolha, aviador, piloto de helicóptero ou motoqueiro nas horas vagas, pintor de quadros, humanista, amante de vinhos, conhecia todos os vinhos da adega do "Carrefour de Brasília", enturmado no meio civil, uma evolução do “gente boa”.

- Para ser notado: ajudava nas missas, cantava ou tocava nas reuniões sociais, participava da diretoria dos círculos militares. Dançarino nas festas, cantor e metido a gourmet. Dava recepções, jantares no Ap sintecado por ele na SQN 103.

- Pensamento: “É importante fazer “network”, sermos multifacetados.

- Objetivo: Participar de uma missão de paz, depois de jogar tênis com o Comandante do EB no SMU.

2000 – 2003

Vamos viajar...

- Perfil: O poliglota

- Estereotipo: humanista, intelectualizado, normalmente habilitado em três línguas, o português, o portunhol e o inglês do CEP. Alguns, mais ousados, de visão larga, falando “russo” e “mandarim” (chinês). Normalmente ostentando um distintivo de Missão de Paz, com muita história pra contar. Leitor assíduo da “Military Review”.

- Para ser notado: escreve artigo nas revistas militares sobre as suas experiências e desfila pelas unidades com a boina azul da ONU e aquele cachecol azul .... A glória seria ter um artigo publicado na “Military Review”...

- Pensamento: Estamos num mundo globalizado, temos que “interagir” com outros exércitos, viajar, “abrir a cabeça” e nos preocupar com os aspectos humanos e sociais da instituição e do país. Temos de contribuir para o resgate social da nação. O EB tem de participar. Eita caboco humanista!

- Objetivo: Inicialmente, "interagir", só ele... Viajando pro exterior. Voltar como adido no país onde participou da missão de paz. Afinal, tem experiência, e, depois, comprar um Ap em Brasília, em Águas Claras.

2003 – 2010

Tá tudo dominado.

- Estereotipo: Mudo

- Perfil: Mudo

- Para ser notado: Mudo

- Pensamento: Mudo

- Objetivo: Ela, a PETROBRÁS.

2010 – 2015 (PREVISÃO)

A bruxa governando...

- Estereotipo: Mudo

- Perfil: Mudo

- Pensamento: Mudo

- Para ser notado: Mudo

- Objetivo: Uma boquinha na “PETROSAL” está de bom tamanho.

2015 – 2020 (Uma triste possibilidade)

O EB acabou. Oficiais e sargentos aproveitados nos ministérios como mão-de-obra não especializada na administração, nos almoxarifados e nos serviços gerais, faxina e limpeza. Os quartéis do litoral ocupados pela PETROBRÁS como bases de apoio, alguns transformados em “resorts” de turismo para a Copa do Mundo e as Olimpíadas, mediante licitações conduzidas pelos petistas. Os quartéis do interior desativados e cedidos a Força Nacional de Segurança e a Polícia Rodoviária Federal.

O governo conclui que são mais adestrados e melhor preparados para a segurança interna. Os Cadetes foram “lotados” na Polícia Rodoviária Federal, fizeram o curso obrigatório deles, de três meses, e já saíram ganhando R$ 5.300,00 por mês (valores de hoje!). Os quartéis na fronteira cedidos a Polícia Federal.

A AMAN virou a Universidade Rural do Vale do Paraíba (UVRP). O complexo da Vila Militar foi cedido a ONG “Viva a Periferia”, os imóveis transformados em moradia popular solidária e os quartéis em “centros de cultura cidadã”, com aulas de capoeira, berimbau, pintura, música, pagode e tamborim. O centro de ballet e culinária ficou nas instalações do antigo REsC.

A Brigada Paraquedista, desativada, deu lugar a ONG “Legião das Minorias”, congregando os segmentos gays, lésbicas e assemelhados numa corrente solidária dos que queriam e não podiam e os que podiam e não queriam.

Artigo de autor desconhecido. A Sátira circula nas listas de e-mail de turmas militares como “sugestão de reflexão”.

8 comentários:

Anônimo disse...

Que horror, meu Deus, perante os céus!!! Estas são divagações de um cachaçudo. Ou então de um iluminado pai que ousa dar croque nos filhos para ajustar os neurônios bagunçados pela nova educação mundial onunista, prá não dizer onanista.

Anônimo disse...

Que gozação mais cruel! Pior que é pura realidade em curso.

Anônimo disse...

Isto nada mais é que uma profecia Petista. Mas não será cumprida. Ainda há militar com sangue nas veias e com vergonha na cara.

Anônimo disse...

NÃO HÁ MAIS FORÇAS ARMADAS NO BRASIL MEU CARO SERRÃO, O QUE EXISTE É UM BANDO DE BARNABÉ FARDADO GANHANDO UMA MERDA, OS AMERDALHADOS NÃO SÃO DE NADA! O BRASIL FOI DOMINADO POR UMA GANG DE DELINQUENTES TRAVESTIDOS DE COMUNISTAS/SOCIALISTAS E JÁ SE PASSARAM 16 ANOS DE MEGA BANDALHEIRAS,ENTREGARAM A AMAZONIA AO GRINGO, ESTÃO ENTREGANDO TODAS AS RIQUEZAS MINERAIS , ESTÃO ACABANDO COM O BRASIL E LITERALMENTE PRATICANDO EXTERMINIO/GENOCIDIO EM MASSA CONTRA A GENTALHA DO POVO BRASILEIRO VIA TOTAL DESCASO E OMISSÃO DO ETADO, ESTE AMERDALHADOS FARDADOS ASSITEM TUDO,SABEM DE TUDO MAS COMO SÃO C-O-V-A-R-D-E-S NA MAIS COMPLETA PROFUNDIDADE DESTA PALAVRA, NÃO FAZEM NADA!!! PELO CONTRARIO ,OS CHEFES MILIMERDAS SÃO OS MAIORES GUARDA-COSTAS DOS LADRÕES/TRAIDORES DE PLANTÃO O BRASIL JÁ NÃO EXISTE MAIS. VIROU UM GRANDE TERRITORIO SEM LEI,LIVRE PARA A EXPLORAÇÃO ESTRANGEIRA S´PO TEM UMA "FACHADA" PARA MANTER AS APARENCIAS, AQUI ATÉ HUGO CHAVEZ MANDA E O GARANHÃO DO BISPO PARAGUAIO MANDA E DESMANDA.
O BRASIL JÁ ERA!

Anônimo disse...

Faltou escrever que as nossas FA serão substituidas nos quarteis pelos MST e os oficiais serão os novos faxineiros dos MST.

ALBERTO FIGUEIREDO disse...

Alguém esqueceu onde e em que serã empregados s generais em atividade hoje.
Terão a nobre missão de servir de babas para levarem os filhos dos Generais do MST às escolas.
Esta será a recompensa pela omissão.
Ainda tem militar com sangue nas veias é verdade.
Sangue amarelo, muito comum em traidorees da pátria.
Os únicos militares com sangue verde-amarelo correndo digo, se arrastando pelas veias são os de pijama.

Manoel Vigas disse...

Saudações.

Atento e lúcido Sr. ALBERTO FIGUEIREDO (.3:26 AM ).

Venho também de forma até repetitiva dizendo igualmente que:
“Os únicos militares com sangue verde-amarelo correndo digo, se arrastando pelas veias são os de pijama. “

ASSIM, LEMBRO QUE NINGUÉM DEIXA DE SER BRASILEIRO, PATRIOTA, E INDIGNADO COM A QUADRILHA QUE NOS HUMILHA PORQUE FOI REFORMADO.

O SOLDO CONTINUA VINDO DO MESMO LUGAR !!!

A PATENTE CONTINUA FAZENDO PARTE DO NOME DE CADA UM.

A INSTITUIÇÃO QUE UM DIA O ACOLHEU ( e o encheu de orgulho, numa vaidade merecida ) CONTINUA FAZENDO PARTE DE SUA VIDA, QUERENDO OU NÃO.

E O QUE MAIS IMPORTA PARA ESTES HOMENS HONRADOS QUE DURAMENTE CONQUISTARAM SUAS POSIÇÕES DE COMANDO ?

SEU PASSADO !!!

PORTANTO, QUALQUER OMISSÃO OU RENÚNCIA COVARDE NOS DIAS DE HOJE CORRESPONDE A UM DESASTROSO FRACASSO CURRICULAR, E DENOTA CLARAMENTE UMA VIDA SEM SENTIDO ...

NINGUÉM TEM DÚVIDA ( nem a esposa, nem os filhos e nem amigos):

APAGAR O PASSADO É PROCEDIMENTO TÍPICO DE “TERRORISTA CANDIDATO”.

PORTANTO CONTAMOS COM OS SENHORES.

Atenciosamente.
Manoel Vigas

Mauricio disse...

Com um comandante fraco como esse do EB,é bem possível,ele não parece com nada daqueles oficiais com que servi.Teve a oportunidade de dar voz de prisão a aquele safado Jobin,quando apareceu usando farda com pin de general de exercito.e nada fez,e aproveito tambem para dizer que a petralhada vai transformar o glorioso CIGS num zoológico,com alguma ONG coordenando.