sábado, 11 de setembro de 2010

LULALA II – Alegria e Besterol

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Ercio Braga

Alegria é um sentimento de satisfação, prazer que as pessoas sentem com fatos, estórias, gestos, figuras divertidas, proposital ou acidentalmente, tudo que acontece, ou que existe tem sempre a capacidade de produzir alegria em alguém. Besteira é alguma ação tola, impensada, burrice que geralmente gera alegria nas pessoas que a presenciam.

No ano de 2002 eu pensava que os melhores humoristas do país eram Chico Anízio, Renato Aragão, Miele, Chico, Fernanda Torres, Luiz Fernando Guimarães, Tom Cavalcante e outros tantos.

Mas no início de 2003 cheguei à conclusão que os maiores humoristas estavam na Presidência da Republica e no Partido dos Trabalhadores. O Presidente Lula dizer que “sua mãe, nasceu analfabeta” é anedota imbatível e pode ser considerada a piada do século.

Quando o Presidente fica um pouco alto (em razão de subir num palanque) suas declarações ganham entusiasmo, palavras viram palavrões e o desrespeito às famílias brasileiras, agiganta-se num besteirol grande o suficiente para divertir o Universo.

O PT também faz questão de fazer humor com coisa séria. Escolher Dilma Roussef para candidata só pode ser considerada humor negro. Considerar o Presidente Lula como um líder mundial, subordinado apenas a Evo Morales, Fidel Castro e Hugo Chaves, é piada de chancelaria.

Será que no PT não existe alguém que saiba falar a língua portuguesa para ajudar o Presidente ou isso é tarefa impossível.

Acreditar que haja uma liderança numa pesquisa levantada em locais convenientemente escolhidos e muito bem paga é inocência de recém-nascido. Chamar de liderança a popularidade que Presidente tem entre as pessoas que recebem a “bolsa família” é constatar o obvio ululante.

O Presidente Lula ao criar o “bolsa família” dividiu os brasileiros em duas categorias: 1ª) os que não trabalham e recebem a bolsa; 2ª) os que trabalham não recebem bolsa e pagam por ela. Será que existe liderança do Presidente no 2º grupo? O PT substituiu a urna pela bolsa numa compra deslavada de votos que só o Tribunal Superior Eleitoral não vê.

Assim, com um besteirol interminável, nossa democracia continua sobrevivendo, para a alegria geral do povo brasileiro.

Ercio Braga é Brigadeiro da Reserva da FAB.

4 comentários:

Anônimo disse...

1a. PARTE

Sr. Brigadeiro Ercio Braga, a lucidez do Sr. ao analizar o Governo atual, vai permitir que o Superior Tribunal Eleitoral, analise sem isenção o seu Mandado de Segurança que se encontra pendente neste Egregio Tribunal Superior Eleitoral, desde o dia 6 de julho de 2010 sôbre sua candidatura a Presidência da Republica pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC).

O Partido Trabalhista Cristão, Ignorou a Pré-Candidatura a Presidência da Republica feita em Brasilia no dia 9 de junho de 2010 na sede do Partido. Neste mesmo dia o Brigadeiro registrou no TSE a sua Pré-candidatura, recebendo o protocolo do TSE o n.14.587, 9/6/2010 as l3:41, o que deu motivo ao Mandado de Segurança, protocolo n.18.471/2010 - 6/7/2010, as 15:51 hs.
Na sua primeira decisão o Tribunal Superior Eleitoral, na pessoa do Exmo. Ministro Audir Passarinho Junior, Relator, apesar de reconhecer a legalidade do Mandado de Segurança, indeferiu a liminar por ser um fato INAUDITO
Aproveitou a deixa da frase usada pelo Advogado do Brigadeiro, que colocou a frase FACE NÃO TER ACATADO, (com sentido de ignorado) a sua pré-candidatura pelo Presidente do Partido Sr.Daniel Sampaio Tourinho, interpretou como se tivesse havido um INDEFERIMENTO do Partido e como não havia nos documentos apresentados nenhum documento desse indeferimento, negou provimento ao Mandado.
Considerar FACE NÃO TER ACATADO = INDEFERIMENTO é um fato INAUDITO para anais do TSE.
Decisão publicada no dia 8/7/2010 no Acompanhamento Processual e Push do Egrégio Tribunal Superior Eleitoral. No dia 9/7/2010, após tomar conhecimento oficial desta decisão.
Foi impetrado pelo Brigadeiro o Embargos de
Declaração, protocolo n.18.881/2010 de 9/7/2010 as 12:42hs para o CPRO e recebido as 13:06 hs, esta seção, após a divulgação da decisão do Ministro Relator no seu canal pela internet, como ja citado acima, resolveu publicar pelo CPRO, as l5,35hs, o seguinte: aguardando publicação de decisão prevista para o dia 4/8/2010, sem contudo afirmar que esta decisão se referia a que já havia sido publicada no dia 8/7/2010 no seu Acompanhamento Processual e Push, isto é, duas horas e vinte e nove minutos(02:29hs), após o recebimento dos Embargos de declaração(12:42hs).
Este artificio foi usado pelo Exmo.Sr. Ministro para fugir do prazo de 5 dias uteis para a resposta do Embargos de Declaração que lhe impoe o art 535 e seguintes do CPC. (transcrevo).
“Processo de Conhecimento
CAPÍTULO V
DOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO
Art. 535. Cabem embargos de declaração quando:
— Vide art. 463, II, do Código de Processa Civil.
I. houver, na sentença ou no acórdão, obscuridade ou contradição;
II — for omitido ponto sobre o qual devia pronunciar-se o juiz ou tribunal.
Caput e incisos com redação determinada pela Lei n. 8.950, de 13 de dezembro de 1994.
- Vide Súmula 211 do STJ.
Art. 536. Os embargos serão opostos, no prazo de 5 (cinco) dias, em petição dirigida ao juiz ou relator, com indicação do ponto obscuro, contraditório ou omisso, não estando sujeitos a preparo.
- Artigo com redação determinado pela Lei n. 8.950, de 13 de dezembro de 1994.
Art. 537. O juiz julgará os embargos em 5 (cinco) dias; nos tribunais, o relator apresentará os embargos em mesa na sessão subseqüente, proferindo voto.
-Artigo com redação determinado pela Lei n. 8.950, de 13 de dezembro de 1994.” (G.N.).. e para jogar mais para a frente esta decisão INAUDITA, assim considerada pelo Exmo. Sr. Ministro Relator.
Ass.Cesar Pinto
Cel

Anônimo disse...

1a. PARTE

Sr. Brigadeiro Ercio Braga, a lucidez do Sr. ao analizar o Governo atual, vai permitir que o Superior Tribunal Eleitoral, analise sem isenção o seu Mandado de Segurança que se encontra pendente neste Egregio Tribunal Superior Eleitoral, desde o dia 6 de julho de 2010 sôbre sua candidatura a Presidência da Republica pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC).

O Partido Trabalhista Cristão, Ignorou a Pré-Candidatura a Presidência da Republica feita em Brasilia no dia 9 de junho de 2010 na sede do Partido. Neste mesmo dia o Brigadeiro registrou no TSE a sua Pré-candidatura, recebendo o protocolo do TSE o n.14.587, 9/6/2010 as l3:41, o que deu motivo ao Mandado de Segurança, protocolo n.18.471/2010 - 6/7/2010, as 15:51 hs.
Na sua primeira decisão o Tribunal Superior Eleitoral, na pessoa do Exmo. Ministro Audir Passarinho Junior, Relator, apesar de reconhecer a legalidade do Mandado de Segurança, indeferiu a liminar por ser um fato INAUDITO
Aproveitou a deixa da frase usada pelo Advogado do Brigadeiro, que colocou a frase FACE NÃO TER ACATADO, (com sentido de ignorado) a sua pré-candidatura pelo Presidente do Partido Sr.Daniel Sampaio Tourinho, interpretou como se tivesse havido um INDEFERIMENTO do Partido e como não havia nos documentos apresentados nenhum documento desse indeferimento, negou provimento ao Mandado.
Considerar FACE NÃO TER ACATADO = INDEFERIMENTO é um fato INAUDITO para anais do TSE.
Decisão publicada no dia 8/7/2010 no Acompanhamento Processual e Push do Egrégio Tribunal Superior Eleitoral. No dia 9/7/2010, após tomar conhecimento oficial desta decisão.
Foi impetrado pelo Brigadeiro o Embargos de
Declaração, protocolo n.18.881/2010 de 9/7/2010 as 12:42hs para o CPRO e recebido as 13:06 hs, esta seção, após a divulgação da decisão do Ministro Relator no seu canal pela internet, como ja citado acima, resolveu publicar pelo CPRO, as l5,35hs, o seguinte: aguardando publicação de decisão prevista para o dia 4/8/2010, sem contudo afirmar que esta decisão se referia a que já havia sido publicada no dia 8/7/2010 no seu Acompanhamento Processual e Push, isto é, duas horas e vinte e nove minutos(02:29hs), após o recebimento dos Embargos de declaração(12:42hs).
Este artificio foi usado pelo Exmo.Sr. Ministro para fugir do prazo de 5 dias uteis para a resposta do Embargos de Declaração que lhe impoe o art 535 e seguintes do CPC. (transcrevo).
“Processo de Conhecimento
CAPÍTULO V
DOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO
Art. 535. Cabem embargos de declaração quando:
— Vide art. 463, II, do Código de Processa Civil.
I. houver, na sentença ou no acórdão, obscuridade ou contradição;
II — for omitido ponto sobre o qual devia pronunciar-se o juiz ou tribunal.
Caput e incisos com redação determinada pela Lei n. 8.950, de 13 de dezembro de 1994.
- Vide Súmula 211 do STJ.
Art. 536. Os embargos serão opostos, no prazo de 5 (cinco) dias, em petição dirigida ao juiz ou relator, com indicação do ponto obscuro, contraditório ou omisso, não estando sujeitos a preparo.
- Artigo com redação determinado pela Lei n. 8.950, de 13 de dezembro de 1994.
Art. 537. O juiz julgará os embargos em 5 (cinco) dias; nos tribunais, o relator apresentará os embargos em mesa na sessão subseqüente, proferindo voto.
-Artigo com redação determinado pela Lei n. 8.950, de 13 de dezembro de 1994.” (G.N.).. e para jogar mais para a frente esta decisão INAUDITA, assim considerada pelo Exmo. Sr. Ministro Relator.
Ass.Cesar Pinto
Cel

Anônimo disse...

2a. PARTE

Após fugir do prazo acima estipulado pelo CPC, o EXmo Sr. Ministro Audir Passarinho Junior, ficou ciente que não houve por parte do Brigadeiro e de seu advogado a reiteração dos Embargos de Declaração, após a publicação do dia 4/8/2010, logo, no dia 13/8/2010, as 18:06hs (Registrado Decisão Monocratica de 9/8/2010 Não conhecido os Embargos de Declaração e jogando ainda para ganhar mais tempo a sua decisão para publicação oficial em 18/8/2010), decidiu não conhecer dos Embargos de Declaração, dizendo que o mesmo teria dado entrada antes da publicação. Negando dessa forma novamento com artificio inaudito para um Magistrado o Mandado de Segurança.
No dia 19/8/2010, as 17:01hs, o Brigadeiro interpos um Agravo Regimental, que esta tramitando ate a presente data sem decisão do Égregio Tribunal Superior Eleitoral.
Será que esta decisão sairá antes das eleições marcadas para o dia 3 de outubro de 2010.

Ass.cesar Pinto

Anônimo disse...

Amigo Serrão: LULALÁ II
Este comentário se necessitar de provas sôbre ele posso encaminhá-las por email ou sedex 10, se me mandar os endereços ou email.
Ass. Cesar Pinto Cel