sábado, 18 de setembro de 2010

Riscos do Autoritarismo Petista

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Cesar Maia

O explícito caminho do PT em direção ao autoritarismo, na busca do controle do Senado a qualquer preço e da mudança da Constituição abalando as instituições democráticas e as garantias individuais, saiu da neblina e se tornou transparente com o discurso de José Dirceu, em Salvador. Lembrando: José Dirceu afirmou que, agora, nessa segunda etapa com Dilma, o PT vai poder implementar suas teses.

Todos lembram que no início de 2004, quando era ministro, numa reunião interna do PT em S. Paulo, Dirceu pedia paciência com a política econômica, pois essa acalmava a imprensa e as elites, e que depois viria a segunda fase. Pois bem: a segunda fase chegou, nas palavras dele.

As garantias individuais já vêm sendo abaladas com a invasão das privacidades fiscal e bancária, com os grampos generalizados e com a manipulação do Estado para fortalecer as finanças dos amigos do PT conforme últimos fatos publicados.

Mas agora, nem tão subliminarmente, o que se diz nos palanques do PT pelo Brasil afora, inclusive por Lula, é que o presidente não pode governar com a imprensa incomodando, com oposição no senado, e com fiscalizações e investigações permanentes. Afinal, como funcionam as democracias na Europa e EUA?

As fiscalizações e investigações são parte integrante e central dos regimes democráticos, e se incluem no que a constituição chama de Controles Interno e Externo. Começaram pelo TCU, com críticas e desqualificações. Agora chegam ao Ministério Público. E, para isso, desdenham - muito mais que a lei da mordaça, se aproveitando da iniciativa de Maluf - de sua base aliada, que apoia. Agora, o PT quer mudar a própria constituição em seu artigo 127 (parágrafos primeiro e segundo).

Cesar Maia, Economista, é candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro.

Um comentário:

Cássio disse...

Jorge Serão, bom dia!
Tudo que não funciona, realmente, não há razão para existir. O Ministério Público não funciona no Brasil. Portanto, é uma instituição inútil, infelizmente. Os PTralhas não pretendem CALAR o Ministério Público, eis que elle já está caladinho há muito tempo. Elle não funciona. O Ministério Público, atualmente, é uma despesa desnecessária ao contribuinte. O Ministério Público é uma vergonha nacional. Daí, pode-se dizer, sem peso na consciência, que os artigos 127 e 129 da Constituição não têm necessidades de suas existências no mundo jurídico. Bastaria mero regulamento administrativo. Gostaria de estar enganado. Mas, foi o Ministério Público que engana e continua enganando os cidadãos.