sábado, 18 de dezembro de 2010

E a autonomia dos Estados para legislar sobre jogos?

Artigo no Alerta Total –www.alertatotal.net


Por Thomas Korontai

Se houvesse respeito à cláusula "pétrea" da Constituição Federal que trata sobre a manutenção do modelo federativo do Brasil, esse assunto jamais deveria ser objeto de decisão central e sim de cada estado. É tão simples resolver esse assunto... basta respeitar a Constituição.

Certamente é da autonomia dos estados esse e muitos outros temas, a existência de cassinos, bingos e outros jogos.

E mais certamente ainda, o direito dos municípios em decidir se aceitariam ou não, nos estados onde fosse autorizado o jogo.

Deve caber ao cidadão o direito de decidir, em conjuntos locais – cidades, vilas e até bairros - se aceitam jogos dessa natureza e, finalmente, ao indivíduo, decidir se joga ou não, onde fosse autorizado.

Enquanto "meia dúzia" de pessoas em Brasília se acha melhores do que 195 milhões de brasileiros, ao decidir por eles - tadinhos, somos realmente imbecis, sem capacidade de julgamento e decisão próprias! - vamos continuar a assistir milhares de brasileiros irem ao Paraguai, Argentina e Uruguai para deixar lá recursos que poderiam ficar aqui.

Lavagem de dinheiro? Ao invés de proibir ou criar tanta burocracia, que se prenda gente que for flagrada ou comprovadamente fazendo isso e pronto. Mas, parece ser melhor manter proibido, porque isso gera caixa 2, 3, 4, 5... Para muita gente que tem o poder da caneta, de influências e de coerção...

Esta é a verdade, poucos estão realmente preocupados com o vício...

Thomas Korontai é fundador e líder do Movimento Federalista – www.movimentofederalista.org.br

Nenhum comentário: