quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Lula faz corpo mole, governistas jogam contra e retorno dos bingos fica para gestão Dilma

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/


Por Jorge Serrão

Faltaram grandes acerto$ e pequenas negociaçõe$. Por isto foi para o saco, ontem à noite, todo o esforço do bilionário lobby para a aprovação do jogo no Brasil. Mais preocupado com as férias e com a briga por cargos no próximo governo, o plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o Projeto de Lei 2944/04 - que regulamentaria a exploração dos bingos no Brasil. O corpo mole do Palhaço do Planalto, que liberou o Ministério da Justiça para combater o projeto, também pesou para que a jogatina saísse derrotada por 212 votos contra, 144 a favor e 5 abstenções dos deputados.

O próprio chefão Lula não fazia questão que a jogatina fosse aprovada agora, ao apagar das luzes de seu governo. Lula prefere que questões polêmicas sejam resolvidas na gestão da Dilma Rousseff – de quem poderá ser aliado ou inimigo, dependendo das conveniências político-econômicas. A lucrativa atividade está proibida desde 2004, quando estourou o escândalo de corrupção envolvendo Waldomiro Diniz, então subchefe de Assuntos Parlamentares da Casa Civil na gestão José Dirceu de Oliveira e Silva.

O grande perdedor foi o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP). O presidente da Força Sindical pregava aos quatro cassinos que a legalização da jogatina renderia R$ 2 bilhões de impostos por mês e geraria 120 mil empregos diretos e 300 mil indiretos. Paulinho era o apoiador do texto do deputado João Dado (PDT-SP) - relator do projeto sobre os bingos na Comissão de Finanças e Tributação.

O Dado do Paulinho não deu sorte e o jogo de azar perdeu feio – ao menos por enquanto. No governo Dilma, o projeto dos bingos volta à mesa do Cassino do Congresso. Provavelmente, daqui a dois meses, na nova legislatura. Se a aposta do lobby for bem alta, o negócio será aprovado sem maiores dificuldades.

Corrupção rolando

Um deputado do mesmo partido e do mesmo estado dos deputados pró-jogatina Paulinho e Dado abriu ontem o jogo sobre os bastidores corruptos pela aprovação do projeto dos bingos:

No meu entender, quem estiver votando a favor da urgência e a favor do projeto, está levando uma graninha para colocar no bolso. A corrupção está rolando solta aqui. Vamos ver ali, no placar, quem está ganhando dinheiro de traficante. Traficante, hoje, eu vi pelo menos uns 200 rodando aqui em Brasília. Eles não estão nos morros do Rio de Janeiro, não. Estão aqui, fazendo lobby para aprovar o bingo. E vão aprovar o bingo, os molequinhos dos traficantes”.

Assim esbravejou, o deputado Fernando Chiarelli (PDT-SP) dando a impressão de que o plenário do Congresso funcionava no Complexo do Alemão e adjacências...

Namoro abortista

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, voltou a defender ontem a legalização do aborto com um argumento canalha e machista:

Quem aqui que não teve uma namoradinha que teve que abortar? A gente engravida uma moça... Eu não porque já tenho família e sou bem casado”.

Em São Paulo, durante fórum "As novas oportunidades de investimento e negócios no Rio de Janeiro", promovido pela revista "Exame", Cabral soltou a gracinha abortista depois de afirmar que as clínicas de aborto são comuns no País.

Negociado

Os jornalistas Boris Casoy (Band) e Paulo Henrique Amorim (Record) fecharam ontem um acordo no Juizado Especial Criminal de São Paulo.

Paulo Henrique prometeu que não mais fará relação entre Boris e o grupo Comando de Caça aos Comunistas (CCC) dos tempos da dita-dura.

Boris tinha entrado com uma queixa-crime contra Amorim que o teria chamado de “torturador” e membro do CCC, conforme reportagem da velha revista O Cruzeiro - reproduzida no blog Conversa Afiada.

Condenação esperada

A Corte Interamericana de Direitos Humanos responsabilizou ontem o Brasil pelo desaparecimento forçado de 62 pessoas entre 1972 e 1974 na região do Araguaia, norte do país, onde militantes de esquerda (PC do B) realizaram uma guerrilha contra o regime militar que governava o Brasil à época.

Em mais uma interferência do poder globalitário sobre a soberania brasileira, a corte concluiu que dispositivos da Lei da Anistia, de agosto de 1979, são incompatíveis com a Convenção Americana sobre os Direitos Humanos.

A Corte Interamericana concluiu que o Brasil é responsável pela violação do direito de acesso à informação, estabelecido no artigo 13 da Convenção Americana, pela negativa de dar acesso aos arquivos em poder do Estado com informação sobre esses fatos.

É a preparação para o revanchismo em marcha contra os militares que será tocado na gestão da ex-terrorista Dilma Rousseff...

Dica de Saúde

Saiu em O Globo que: “A futura Presidente Dilma Rousseff, descobriu que a promessa de campanha de criação de 500 unidades de pronto atendimento(UPAs) está ameaçada.. "Para cumprir a principal meta tem como motivo a falta de profissionais de saúde".

Se Dilma quiser realmente resolver esta situação caótica da falta de 40 mil médicos, basta requisitar à Escola Superior de Guerra, o TE - Trabalho Especial de autoria do advogado Américo Chaves, no ano de 1980, sob o título "SERVIÇO NACIONAL OBRIGATÓRIO".

Segundo Chaves, o trabalho não só atende a necessidade de falta de profissionais de saúde, como também de todas as profissões.

Deus salva mesmo

Ontem surgiu mais uma prova de que os magistrados de tribunais superiores podem mesmo se considerar Deuses...

Eu e Rosinha somos gratos ao nosso Deus por essa vitória no TSE”.

Assim escreveu Antony Garotinho, em seu Twitter, para agradecer pela decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que mandou devolver o recurso do deputado federal eleito à primeira instância da Justiça Eleitoral em Campos dos Goytacazes, no interior do estado do Rio.

Graças a essa divina manobra jurídica, Garotinho poderá ser diplomado na sexta-feira como o deputado federal mais bem votado no Rio de Janeiro.

Diploma do Maluf

Os advogados de Paulo Maluf devem entrar hoje com pedido de liminar ou cautelar no TSE para permitir a diplomação dele nesta semana.

Por enquanto, os cerca de 500 mil votos de Maluf são considerados nulos pelo TRE-SP, mas sua candidatura foi salva por uma decisão de desembargadores que anularam sua condenação em um dos vários escândalos a que responde judicialmente.

Maluf espera ser diplomado na sexta-feira, como todo bom menino eleito em 3 de outubro...

Quase solto...

O ex-banqueiro Salvatore Alberto Cacciola deverá conseguir autorização da Justiça do Rio para visitar familiares e trabalhar parte do dia fora do presídio Petrolino Werling de Oliveira (Bangu 8), onde cumpre pena de 13 anos de prisão.

Ontem, os desembargadores da 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio e Espírito Santo) suspenderam, por unanimidade, um mandado de prisão preventiva decretada pela 2ª Vara Federal contra o ex-dono do Banco Marka, que responde a processo por crimes contra o sistema financeiro.

Cacciola terá agora os benefícios imediatos da progressão de regime fechado para semiaberto.

Seus advogados ainda esperam que Cacciola consiga liberdade condicional com o indulto que o presidente tradicionalmente publica no fim de ano.

Cheque em branco para Chavez

A Assembleia Nacional (Legislativo, unicameral) da Venezuela aprovou ontem, em primeiro debate, a chamada Lei Habilitante.

Assim, o presidente Hugo Chávez teria 12 meses de poder para aprovar leis por decreto.

A votação definitiva será na quinta-feira, quando o legislativo unicameral venezuelano decidirá se aceita o argumento de “emergência nacional”, alegado por Chavez após as inundações que mataram cerca de 40 pessoas e deixaram mais de 130 mil desabrigados.

103 anos

O arquiteto Oscar Niemeyer vai ganhar de Niterói um presentão de 103 anos de aniversário.

O prédio da Fundação Oscar Niemeyer, projetado pelo velho comunista, será inaugurado pelo prefeito Jorge Roberto Silveira, no Caminho Niemeyer.

Com 1.600 metros quadrados, e formato de um caracol sobre um espelho d'água, com 1.500 metros quadrados, o prédio vai abrigar todo o acervo do arquiteto, como esculturas, projetos, maquetes e outros trabalhos realizados ao longo de mais de 70 anos de trabalho.

Barcas S/A e o Ministério do Turismo injetaram R$ 10 milhões na obra.

Vida que segue...


Ave atque Vale!


Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 15 de Dezembro de 2010.

4 comentários:

Anônimo disse...

"R$ 2 bilhões de impostos por mês e geraria 120 mil empregos diretos e 300 mil indiretos"

Paulo Pereira da Silva é realmente um cara sem nenhuma graça. Usa suposições para ocultar o fato gravíssimo de que o jogo leva ao vício, à desagregação familiar, à corrupção e ainda abre as portas para o crime organizado e a lavagem de dinheiro.

Resumindo: não há nada que pague ou compense o custo social e o sofrimento causado.

Anônimo disse...

Serrão, pelos artigos publicados hoje, 15/12/2010, eu pergunto:
Você sabe a diferença entre um Juiz e um Desembargador? Não???
É fácil: o Juiz pensa que é Deus. O Desembargador tem certeza que é!

Mas, para toda esta sujeira que há no nosso Brasil atual, bem que poderíamos copiar o que foi feito por lá! Aí, sim, seríamos "primeiro mundo", e ninguém nos desbancaria... nem a China! Leia:


ASSEPSIA!

Um Militar, com mão de ferro, assumiu o comando do país. Em seis meses, dos cerca de 500 mil presidiários sobraram somente 50. Todos os outros (criminosos confessos) foram fuzilados.

Todo homem público (político, policial, etc) corrupto foi fuzilado (Existiam milhares de provas contra eles). Todos os empresários ladrões foram fuzilados ou fugiram rápido do país.

Aquela multidão de drogados que ficavam dormindo nas ruas, fugiram desesperados para a Malásia, para não terem que trabalhar ou seriam fuzilados.

Tinha uma mensagem de televisão onde o novo governo avisava que o país estava com câncer e que a única solução era extirpá-lo. Tipo, se algum parente seu foi extirpado, compreenda, ele era um câncer para a nação.

Depois de ter feito toda a limpeza no país, reorganizado o sistema político, judiciário e penal, esse militar convocou eleições diretas e se candidatou para presidente. Venceu as eleições com 100% dos votos.

Hoje, Cingapura é um dos países mais seguros de se morar. E um dos mais desenvolvidos e mais seguros que os Arrogantes Estados Unidos, Inglaterra, ou Israel.

Já no avião, a ficha de desembarque tem um "DEAD" (morte) bem grande em vermelho e a explicação da penalidade sobre o porte de drogas. Qualquer droga. Com zero vírgula nada de cocaína encontrada, o sujeito ou é sumariamente fuzilado, ou é condenado a prisão perpétua com trabalhos forçados.

Um surfista brasileiro, tentou entrar em Cingapura com uma prancha de surf recheada de cocaína. Óbvio que ele traçou a sua própria morte. E a mãe do jovem traficante apareceu na TV pedindo para o Lula interceder pelo filho; não adiantou nada. Nem mãe, nem Lula, nem protestos evitaram o cumprimento da lei.

Nos hoteis, os "Guias da Cidade" têm uma página explicando que a polícia de Cingapura garante a integridade física de qualquer mulher 24 horas por dia (isso porque na antiga Cingapura, sem lei e ordem, as mulheres que saíam sozinhas eram estupradas e/ou mortas). O chiclete é proibido em Cingapura, pelo simples fato de que, se jogado no chão suja as calçadas da cidade. Distribuir panfletos, sem chance. Só em lojas e não devem ser entregues as pessoas, que, se os quiserem pega-os em uma gôndola ou suporte. Jogar no chão, então... dá multa cara.

Ano retrasado, a secretária local de um amigo, que estava fazendo um trabalho por lá, foi seguida pela polícia desde sua casa até o trabalho.

Quando chegou no trabalho ligou a seta do carro para entrar no prédio, a polícia deu-lhe sinal para que ela parasse.

Um dos policiais veio até a janela do seu carro e disse: "Como a Sra. sabe, estamos fazendo uma campanha de civilidade no trânsito. Multando os infratores e dando bônus a quem dirige corretamente. E a Sra., em todo o trajeto da sua casa até aqui, não cometeu nenhuma infração. Parabéns! Aqui está um cheque de 100 dólares cingapurianos (equivalente a cerca de R$ 128,00) e pediria à Sra. que assine o recibo, por favor.

Sabe, Serrão? O BRASIL tem solução!

Anônimo disse...

Serrão, pelos artigos publicados hoje, 15/12/2010, eu pergunto:
Você sabe a diferença entre um Juiz e um Desembargador? Não???
É fácil: o Juiz pensa que é Deus. O Desembargador tem certeza que é!

Mas, para toda esta sujeira que há no nosso Brasil atual, bem que poderíamos copiar o que foi feito por lá! Aí, sim, seríamos "primeiro mundo", e ninguém nos desbancaria... nem a China! Leia:


ASSEPSIA!

Um Militar, com mão de ferro, assumiu o comando do país. Em seis meses, dos cerca de 500 mil presidiários sobraram somente 50. Todos os outros (criminosos confessos) foram fuzilados.

Todo homem público (político, policial, etc) corrupto foi fuzilado (Existiam milhares de provas contra eles). Todos os empresários ladrões foram fuzilados ou fugiram rápido do país.

Aquela multidão de drogados que ficavam dormindo nas ruas, fugiram desesperados para a Malásia, para não terem que trabalhar ou seriam fuzilados.

Tinha uma mensagem de televisão onde o novo governo avisava que o país estava com câncer e que a única solução era extirpá-lo. Tipo, se algum parente seu foi extirpado, compreenda, ele era um câncer para a nação.

Depois de ter feito toda a limpeza no país, reorganizado o sistema político, judiciário e penal, esse militar convocou eleições diretas e se candidatou para presidente. Venceu as eleições com 100% dos votos.

Hoje, Cingapura é um dos países mais seguros de se morar. E um dos mais desenvolvidos e mais seguros que os Arrogantes Estados Unidos, Inglaterra, ou Israel.

Já no avião, a ficha de desembarque tem um "DEAD" (morte) bem grande em vermelho e a explicação da penalidade sobre o porte de drogas. Qualquer droga. Com zero vírgula nada de cocaína encontrada, o sujeito ou é sumariamente fuzilado, ou é condenado a prisão perpétua com trabalhos forçados.

Um surfista brasileiro, tentou entrar em Cingapura com uma prancha de surf recheada de cocaína. Óbvio que ele traçou a sua própria morte. E a mãe do jovem traficante apareceu na TV pedindo para o Lula interceder pelo filho; não adiantou nada. Nem mãe, nem Lula, nem protestos evitaram o cumprimento da lei.

Nos hoteis, os "Guias da Cidade" têm uma página explicando que a polícia de Cingapura garante a integridade física de qualquer mulher 24 horas por dia (isso porque na antiga Cingapura, sem lei e ordem, as mulheres que saíam sozinhas eram estupradas e/ou mortas). O chiclete é proibido em Cingapura, pelo simples fato de que, se jogado no chão suja as calçadas da cidade. Distribuir panfletos, sem chance. Só em lojas e não devem ser entregues as pessoas, que, se os quiserem pega-os em uma gôndola ou suporte. Jogar no chão, então... dá multa cara.

Ano retrasado, a secretária local de um amigo, que estava fazendo um trabalho por lá, foi seguida pela polícia desde sua casa até o trabalho.

Quando chegou no trabalho ligou a seta do carro para entrar no prédio, a polícia deu-lhe sinal para que ela parasse.

Um dos policiais veio até a janela do seu carro e disse: "Como a Sra. sabe, estamos fazendo uma campanha de civilidade no trânsito. Multando os infratores e dando bônus a quem dirige corretamente. E a Sra., em todo o trajeto da sua casa até aqui, não cometeu nenhuma infração. Parabéns! Aqui está um cheque de 100 dólares cingapurianos (equivalente a cerca de R$ 128,00) e pediria à Sra. que assine o recibo, por favor.

Sabe, Serrão? O BRASIL tem solução!

Anônimo disse...

Não s'importe: vamos contratar os 40 mil médicos que faltam na Agencia de Empregos dos irmãos Castro, "Cubasalud", a preço módico, como na Venezuela.
Mais ainda quando tudo pode ser legal com o Congresso controlado, manso, obediente. Pior é se derem plenos poderes por aqui, como fizeram agorinha na Venezuela.
As águas vão rolar com a marolona que está por vir.