quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Nem tudo está perdido

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net


Por Arlindo Montenegro

70 anos depois do crime cometido, escondido, negado e atribuído aos nazistas, a Rússia reconheceu ontem, primeiro de Dezembro de 2010, a eliminação com um tiro na nuca, de 22 000 poloneses, na floresta de Katyn. Os deputados comunistas tumultuaram a sessão da Duma, o Congresso russo, alegando que reconhecer o fato, isto é confessar o crime, era "falsificar a história" era "fazer a revisão das conclusões do Tribunal de Nuremberg".

Nem nas versões históricas ocidentais, oficiais, da II Guerra Mundial, o crime aparece na conta da NKVD, do exército dos soviéticos. Afinal, o aliado exército vermelho era um dos vencedores pela democracia! Stalin aparecia na foto ao lado de Churchil e Eisenhower. Os soviéticos que viriam a ser a potência comunista, "contrária" ao ocidente capitalista, tinham recuperado suas fábricas com a maciça ajuda (escondida, negada) dos grandes capitalistas americanos e europeus.

Imagine a cena, um buracão, aberto por tratores, os poloneses conduzidos à margem, os soldados soviéticos dando tiros na nuca de cada um e os corpos caindo na vala. Isto durou alguns dias! Os tratores taparam a vala. E as famílias das vítimas ficaram sabendo, da boca dos "salvadores" soviéticos, que os culpados pelo "desaparecimento" de oficiais, professores acadêmicos, toda a intelectualidade polonesa eram os nazistas.

Desaparecidos pelo mundo afora, na continuidade da guerra fragmentada entre grupos oponentes, consumidores dos artefatos da indústria bélica, é o que não falta. A história da China tem lacunas e segredos ainda desconhecidos. O fato é que todos complementam um só objetivo: o controle total das pessoas e dos recursos sob a face da terra. Um só governo: o da nova ordem mundial.

Nos dias atuais a guerra de "contrários" (contrários são os que disputam o poder aqui ou acolá, objetivando manter os feudos regionais, sob o comando centralizado na Onu ou qualquer outra coisa que inventem e imponham) continua a vitimizar nações, manipulando a informação, mandando jovens para a morte em nome de ideologias e mercados, escondendo fatos e impondo comportamentos que facilitem seus lucros de capital e influência.

Todos estes poderosos, em todas as latitudes, conspiram contra a vida de todas as maneiras possíveis, utilizando para a morte o saber humano, originalmente voltado para a busca da sobrevivência em melhores e mais seguras condições. Os governantes conspiram e mantêm em segredo suas verdadeiras intenções. Dizem uma coisa e fazem outra. E os registros são cada vez mais conhecidos, embora eles busquem guardar a sete chaves e mentir descaradamente.

O que diria o povo soviético se tivesse conhecimento dos crimes sob o comando de Stalin? O que diriam ou fariam os americanos e alemães, se soubessem que seus governantes e banqueiros negociavam e se apoiavam mutuamente por baixo do pano? O que diriam se soubessem há um século, que todos eles tinham conhecimento e apoiavam experimentos eugênicos, promoviam a redução da população e contribuíam para o projeto de uma economia globalizada e logo o governo mundial único?

Muitos, que ousaram levantar os véus do secretismo dos poderosos, foram presos, mortos ou desmoralizados, ditos loucos e internados em hospícios. Os editores se recusaram a publicar obras que denunciavam o Federal Reserve, a mídia promoveu muitas mentiras, calou ou destorceu fatos verdadeiros, que viriam a desmascarar a insensatez e o banditismo de gangues governamentais.

Agora mesmo, estamos vendo o jogo da nova ordem mundial sendo revelado, pelos documentos vazados no site wikileaks. Qual é a providência imediata? Todos os poderosos caçam o sujeito que quer mostrar à humanidade, quem são de fato os homens que controlam tudo, negociam com todos e querem controlar tudo e todos.

A agilidade da internet já é censurada na China, em Cuba, no Irã e em outros países. Quem acredita que não é censurada e controlada entre nós? Por que será que todos os governantes dos países controlados por regimes de "esquerda" já promovem leis de censura à opinião? Por que será que nos Estados Unidos de Obama já estão caçando e impedindo o funcionamento de sites que divulgam e defendem as liberdades?

É só visitar os endereços: http://torrent-finder.com/ e http://rapgodfathers.com/

para ver a ordem do Departamento de Justiça Americano e agências de segurança e direito de propriedade, para prender, multar e confiscar os conteúdos que eram disponibilizados para semear a informação que os poderosos tentam esconder. Há uma resistência espalhada pelo planeta.

Nem tudo está perdido. O terrorismo patrocinado pela nova ordem mundial começa a ser contestado.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: