terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Problemas em obras do Palácio do Planalto afetam indicado por Dilma para comandar EB

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/


Por Jorge Serrão


Exclusivo – Lançadas por um senador de oposição, as suspeitas de superfaturamento e má execução nas obras de reforma do Palácio do Planalto podem queimar o filme do preferido da Presidenta eleita Dilma Rousseff para comandar o Exército. O Chefe do Departamento de Engenharia e Construção (DEC) e membro do Alto Comando do EB, General de Exército Ítalo Fortes Avena, entrou na linha de tiro porque foi o responsável, junto ao Ministério da Defesa, por supervisionar a obra da sede do governo – orçada em R$ 76 milhões, mas que acabou custando R$ 111 milhões.

Até o problema com a reforma do Palácio do Planalto, denunciado ontem pelos senadores tucanos Álvaro Dias e Arthur Virgílio, o General Ítalo Avena tinha todos os trunfos para assumir o comando do EB por indicação do grupo próximo à Dilma Rousseff. Avena é o preferido do atual comandante da Força, General Enzo Perri, que desejava a continuidade da Arma da Engenharia na hegemonia do Forte Apache. Avena também tem prestígio junto a Miriam Belchior (futura ministra do Planejamento), porque fez o Exército atuar em várias obras do PAC que a iniciativa privada preferiu não tocar.

Enzo também foi Chefe do Departamento de Engenharia e Construção, cargo que exerceu de 31 de março de 2003, quando recebeu a quarta estrela, até assumir o Comando do Exército, em 08 de março de 2007. A turma da Engenharia deseja continuar mandando no EB para tirar o poder da Arma da Infantaria – cujos oficiais são mais identificados com os “ideais” de 1964 que o atual e o novo governo desejam apagar da memória militar. A favor de Avena pesa, também, que ele é gaúcho e membro da Maçonaria – ordem à qual pertencem vários futuros ministros de Dilma.

Se a obra do Planalto não atrapalhar, Avena comandará o EB. Seu principal concorrente para a chefia do Forte Apache é o General de Exército Antônio Gabriel Esper. O atual chefe do Coter (Comando de Operações Terrestres) tem importância estratégica no momento porque é o responsável direto por definir a estratégia e a ação tática das tropas que ocupam o Complexo do Alemão – na guerra de enxugamento de gelo contra o narcovarejo. Esper tem a seu favor uma relação azeitada com a cúpula da mídia, trabalho feito desde que comandou o Centro de Comunicação Social do Exército e que perdurou quando assumiu o Comando Militar do Sudeste, até ser alçado ao Coter.

Probleminha

Supervisionada pelo EB, que chegou a fazer o trabalho de mudança, demolição interna e terraplanagem, a megareforma do Palácio do Planalto foi tocada pela construtora Porto Belo - PB Construções e Comércio Ltda.

Atualmente, a PB toca a Reforma Geral e Recuperação de Áreas Comuns e de Áreas Externas de Imóveis Funcionais da Câmara dos Deputados.

A empresa fez o espelho d'água do Congresso e reformou o prédio do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

A empresa tem matriz na Rua 4, nº 1400 – Centro, Goiânia – GO. Mas possui filial em Brasília - na SRTVS Quadra 701, bloco O, Salas 266 a 269 - no Centro Multiempresarial Asa Sul.

Denúncia não apurada

O projeto da reforma do Palácio do Planalto foi feito pelo escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, contratado por R$ 1,069 milhão, em 2007.

Devido às fortes chuvas que atingem a capital federal nas últimas semanas, teriam sido detectados vários problemas no Palácio do Planalto pós-reformado, como infiltrações, alagamentos, ralos entupidos e impermeabilizações mal feitas.

O representante de Oscar Niemeyer em Brasília, Carlos Magalhães, já havia feito críticas à má qualidade da reforma.

As queixas foram oficialmente enviadas em carta ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

Investigue-se

Prevista para custar R$ 76 milhões, a obra tocada pela PB Construções e Comércio Ltda terminou consumindo R$ 111 milhões.

A ironia é que o Exército a assumiu o comando da licitação, substituindo a Casa Civil sob comando da Presidenta eleita Dilma Rousseff e sua então amiga Erenice Guerra.

Houve suspeitas de concorrência desleal no primeiro edital da obra, lançado em dezembro de 2008, e cuja licitação acabou anulada em fevereiro do ano passado.

Ontem, o senador Álvaro Dias – que pertence à mesma Maçonaria do General Avena - pediu que seja colocado em votação no plenário do Senado o requerimento de autoria do senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) pedindo uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) nas contas das obras do palácio presidencial.

“Irmão” Battisti

No mundo quase secreto da Maçonaria, surgiu ontem uma perguntinha indiscreta:

Por que o Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil, Marcos José da Silva, foi visitar, na penitenciária da Papuda, o ilustre terrorista italiano Cesare Battisti – que é defendido pelo advogado petista e também maçom Luiz Eduardo Greenhalgh e que está prestes a receber o asilo político do chefão Lula da Silva?

Ontem, soletrava-se nos bastidores maçônicos que Battisti seria membro da famosa loja P2 Italiana, cujos membros pediram a discreta ajuda da Maçonaria brasileira para salvar a pele do “irmão” condenado por assassinatos e terrorismo na terra de Berlusconi.

Invasão suspeita

Comentário terrível, de um oficial da ativa das Forças Armadas, ao ler a notícia de que um tanque do Exército, sem fazer vítimas, perdeu o controle e invadiu ontem uma padaria no bairro de Vila Rica, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana de Recife:

“Isso é que dá não alimentar corretamente a tropa, por contenção de despesas. Nossos blindados já estão invadindo até padarias para matar a fome dos soldados que trabalham em meio expediente”.

Malvadezas à parte, o tanque acidentado fazia um treinamento das forças de paz que vão para o Haiti.

Ficante à francesa

Apadrinhado pelo chefão-em-comando Lula da Silva, o Genérico ministro Nelson Jobim vai continuar no comando do Ministério da Defesa a partir do próximo dia 1º de janeiro.

Jobim se reuniu ontem, por quase três horas, na Granja do Torto, com a futura chefona-em- comando, Dilma.

Jobim fica (à francesa) para cumprir todos os acordos bilionários fechados programa de reaparelhamento das Forças Armadas, a começar pela aquisição dos novos caças da Força Aérea Brasileira (FAB).

Enxugando gelo

O futuro ministro da Justiça, deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP), avisou ontem que pretende reunir todos os países que fazem fronteira com o Brasil para definir uma estratégia regional de combate ao narcotráfico e o tráfico ilegal de armas:

"O diálogo com os países que fazem fronteira com o Brasil é essencial para combater o narcotráfico e o tráfico de armas. É fundamental a integração dos países da América do Sul nessa questão".

Cardozo só advertiu que, antes vai conversar com o Ministério das Relações Exteriores e com o Ministério da Defesa para ver quais estratégias já estão sendo adotadas e como elas podem ser integradas com as iniciativas dos países vizinhos.

Vai ficando...

O futuro ministro de Dilma também avisou que as Forças Armadas não têm data para deixar o Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro:

"As Forças Armadas devem permanecer lá até quando for necessário. Não há prazo determinado para a saída".

Nos bastidores da inteligência militar, maldosamente, falava-se ontem que o Exército e a Marinha ficarão no Alemão até que o controle do tráfico no local seja assumido inteiramente – e sem guerra ostensiva – pelos parceiros das FARC colombianas que têm pequenas empresas e grandes negócios com bandidos brasileiros.

Dane-se o avião?

O aerolula, que custou R$ 156 milhões, está em condições de atender a futura presidenta.

Portanto, cabe perguntar: a quem interessa a compra de uma nova aeronave para a Presidência da República?

Se os negócios continuarem assim, vai ter muito brasileiro comprando mansão na França...

É brinquedo, não!

Circula pela Internet um vídeo-denúncia inacreditável.

"Direitos Humanos" e MEC ensinarão às crianças como é o Beijo Lésbico e como se ama o Piu-Piu alheio:

Confira em: http://youtu.be/ONfPCxKdGT4

Poder da rabina
Pela primeira vez em 75 anos, uma mulher foi ordenada ontem rabina na Alemanha coisa que não acontecia desde a devastação da comunidade judaica pelo Shoah (Holocausto).

A bela Alina Treiger, 31 anos, originária da Ucrânia, tornou-se sacerdote do culto judaico durante cerimônia emocionante em uma sinagoga do oeste de Berlim, que contou com a presença do presidente, Christian Wulff.

Ela é a segunda mulher ordenada na Alemanha, já que a primeira, também do mundo, a conseguir o título de rabina foi Regina Jonas, em 1935 - assassinada em Auschwitz, em 1944, aos 42 anos.

Milhões de motivos?

A Igreja Renascer em Cristo preferiu não dar uma justificativa midiática para o abrupto rompimento do craque Kaká e sua esposa Caroline Celico com o Apóstolo Estevam e a Bispa Sônia Hernandes.

Mas, nos bastidores políticos, sussurrava-se ontem que Kaká teve “15 milhões de motivos” para não mais contribuir com as obras assistenciais de Estevam e Sônia.

É mais forte a versão de que Kaká ficou descontente com a administração de suas milionárias doações à Igreja do que o suposto mal-estar entre a cantora gospel Caroline e Fernanda Hernandes – filha de Estevam e Sônia.

Quando será?

A notícia do rompimento de Kaká com a cúpula da Igreja Renascer – veiculada com alarde pela revista Veja e propagada pela mídia que odeia Estevam e Sônia - gerou uma perguntinha irônica no meio político tupiniquim:

“Quanto tempo a discípula Dilma Rousseff vai demorar para trair ou romper com o chefão $talinácio da Silva, assim que ela assumir e ele deixar o Palácio do Planalto?”

Palpites podem ser dados na área de comentários e de enquetes do Alerta Total.

Vida que segue...


Ave atque Vale!


Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Dezembro de 2010.

5 comentários:

Anônimo disse...

O governo negocia a compra de um Boeing 777 e não um Airbus 330, para uso da futura presidenta Dilma Rousseff. Fonte do Comando da Aeronáutica confirmou que as negociações estão em curso. O modelo capaz de poupar o presidente Lula da humilhação do reabastecimento, o Boeing 777-200LR, pode voar 17,446 km em 18 horas e custa até US$ 250 milhões (R$ 422 milhões), dependendo da decoração interna. A decoração do avião de Lula custou US$ 15 milhões à Aeronáutica.


http://http://www.boeing.com/Features/2010/11/bca_777-200lr_11_23_10.html


Bem feito para o imbecil povo brasileiro. Tomara que comprem uma meia dúzia!!!

Roberto Santiago

Anônimo disse...

Brazylândia News

http://www.youtube.com/watch?v=u-w-s95Zh7U

Paulo Figueiredo disse...

Serrão,

Não temos dúvidas de que a equipe que orienta a política de Lula é grande conhecedora das páginas de “O Príncipe” de Niccolò di Bernardo dei Machiavelli. Vou além, quem leu, e entendeu a espantosa obra, “Diálogo no Inferno entre Maquiavel e Montesquieu”, do genial Maurice Joly, tem grande impressão de que aqueles ensinamentos também norteiam, significativamente, as ações de Lula. Caso contrário, estaríamos diante de coincidências intangíveis e inacreditáveis.

Entretanto, como a vaidade provoca o turvamento das visões e percepções e, no reforço desta assertiva, cito texto do provérbio: “A arrogância precede a queda e a altivez do espírito precede a ruína”; ou ainda mais no popular: “De tanto ir à fonte, o cântaro um dia se quebra”; muitas das vezes os vaidosos passam a pensar que são muito mais sábios que os próprios ensinamentos; donde sobrevêm os desmoronamentos dos projetos muito audaciosos.
Vejamos:


Supondo, mesmo, que as equipes de orientação política do governo Lula se baseiam nos ensinamentos de Joly e de Machiavelli para traçarem diretivas e nisso estão obtendo estrondoso e inegável sucesso. Porém, há um ensinamento que possa estar passando despercebido, ou negligenciado; e se assim for, Lula cairá em desgraça durante o governo Dilma; basta observarmos o que vaticina Machiavelli no Capítulo III do mesmo “O Príncipe”:


“Quem é causa do poderio de alguém, arruína-se; por que este poder resulta da astúcia ou da força e ambas são suspeitas para aquele que se tornou poderoso”.



A história está repleta destes resultados, onde as crias políticas se viraram contra os criadores.

Lula irá se achar responsável pelo poder e desempenho do governo Dilma; esta, por sua vez, fará de tudo para se desvencilhar desta tutela. Quando surgirão as distensões e desavenças. Tudo isso aliado às graves dificuldades econômicas, que se avizinham, preditas por respeitáveis especialistas e encobertos, por enquanto, pela grande mídia. A vitória de Dilma, poderá ser como a “Vitória de Pirro”.

Se Lula planeja voltar coberto de glórias em 2014, seria melhor que os desgastantes temporais econômicos, dos próximos anos, fossem enfrentados pelo governo do PSDB.

Abraço.

TOMEM VERGONHA disse...

Coragem, altivez e patriotísmo.

atributos ausentes nos homens de farda.

mas aqui TEM:

http://lilicarabinabr.blogspot.com/2010/12/pusilanimidade-de-um-ministro-da-defesa.html

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A pusilanimidade de um ministro da Defesa



Vocês simpatizantes deste monturo de merda chamado governo Lula /Dilma Rousseff, são uns apátridas. Vocês são o lixo da história!
Deixo de citar nominalmente alguns desses vândalos, para não os colocarem nas alturas. Seria contaminar o ar. Esses porcos imundos, fedem a excremento de merda!
José Geraldo Pimentel
Cap Ref EB

Enviado por Ronaldo Schlichting

Anônimo disse...

É forçoso convir que a gatunagem nas esferas governamentais; federal, estadual e municipal, não seja endêmica e coerente, pois roubam tudo e a todos na republiqueta das bananas. Salve-se quem puder!!!
Indignadamente, Nelson Caetano Fonseca - Bauru (SP)