segunda-feira, 31 de maio de 2010

Políticos tentam abafar processo da Operação Harém que investiga prostituição de luxo com famosas da televisão

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta Segunda)

Por Jorge Serrão

Dois famosos comunicadores são investigados pela Operação Harém, da Polícia Federal, por suspeita de envolvimento com agenciadores de prostituição de luxo. Eles agiriam como facilitadores para que modelos, atrizes e dançarinas de programa (de televisão) recebessem um cachês variando de R$ 4 mil até R$ 20 mil para “fazerem programa” (sexual) com políticos, empresários e jogadores de futebol. Sorte das beldades midiáticas que caso tem tudo para acabar abafado, sem punição para os grandes cafetões, porque envolve também dois governadores de Estado – um deles da base aliada – que eram clientes do esquema.

Os comunicadores foram denunciados diretamente por um funcionário de uma emissora e por uma produtora de outro canal. Se a operação abafa não funcionar conforme o esperado, os dois correm o sério risco de ter sua imagem danificada. O processo criminal do escândalo ainda está na fase de depoimentos. O destino dos dois artistas mais famosos depende dos relatos de 12 mulheres que o Ministério Público indicou como testemunhas. Três delas ainda freqüentam as telas da TV. Outras duas já tiveram seus corpos esculturais estampados na capa de grandes revistas masculinas. Uma das moças é conhecida, nos meios políticos, como “namoradinha de um governador”.

A PF já investiga se políticos, empresários, jogadores e os comunicadores envolvidos usam de “meios não convencionais” para abafar o processo da Operação Harém. Os suspeitos são monitorados. O principal risco às investigações é que eles paguem “cachês” ou ofereçam outras facilidades para “incentivar” as testemunhas a darem versões fantasiosas da realidade, tirando os nomes de “famosos” do foco da prostituição de luxo.

Os envolvidos contam com a sorte de que a prostituição não é crime no Brasil. A exploração da prostituição é atividade criminosa. O problema: nunca é fácil comprovar o aliciamento de mulheres via cafetização refinada. Assim, o escândalo tem grandes chances de dar em nada - como é mau costume no Brasil.

Censura na Internet?

Na última semana, em decorrência de ordem judicial, diversos sites retiraram da rede inúmeros artigos de autoria do engenheiro João Vinhosa.

Da ordem judicial constava que, caso não fosse cumprida a decisão, o GOOGLE seria intimado a retirar os sites do ar, sob pena de multa diária.

O fato de os mesmos artigos terem sido julgados difamatórios na esfera cível e não difamatórios na esfera criminal tem causado insegurança jurídica àqueles que se dispõem a denunciar atos lesivos ao interesse público pela internet com o objetivo de compelir a Justiça a tomar providências.

Leia, abaixo, o artigo: Difamação ou não difamação, eis a questão

Muito além da fronteira

O cineasta Oliver Stone, de 62 anos, estará em São Paulo nesta segunda-feira, em viagem relâmpago.

Vem divulgar seu documentário "South of the Border" ("Ao Sul da Fronteira", EUA, 2009, 102 min, distribuído pela Europa Filmes).

Com estreia marcada para 5 de junho nos cinemas tupiniquins, o filme celebra avanço da esquerda na região.

Saiba o que o filme não divulgará lendo o artigo: Lavagens Muito Além do Sul da Fronteira

Tem defesa?

“Segurança Internacional-Perspectivas Brasileiras”.

Este é o título do quarto evento do ciclo de seminários promovido pelo Ministério da Defesa, para levantar subsídios de especialistas civis e militares, das mais diversas correntes de pensamento, sobre a conjuntura global, as questões de segurança relacionadas, e a forma como afetam o Brasil.

A reunião será transmitida quarta-feira, ao vivo, a partir das 9 horas, pelo site www.segurançainternacional.com.br

Pode perguntar

Pela manhã, participam Luiz Alfredo Salomão, Maria Regina Soares de Lima, General Alberto Mendes Cardoso e Octávio Amorim Neto.

Os palestrantes da tarde são: Almirante Moura Neto, General Villas Boas, Deputado Ibsen Pinheiro e deputado Raul Jungmann

Durante o evento (que aconterá no Auditório do Estado-Maior do Exército, QG Ex, SMU, Brasília-DF), os internautas poderão enviar perguntas aos palestrantes.

Terror na copa

Faltando pouco para o início da Copa do Mundo na África do Sul, a insegurança com ameaças de ataques terroristas é grande.

A Holanda, por exemplo, manifestou publicamente a preocupação com seus torcedores depois que um integrante da Al Qaeda disse planejar ataques contra holandeses ou dinamarqueses.

A Interpol, por sua vez, vai enviar cerca de 200 especialistas no assunto para ajudar a polícia local durante a competição, além dos 31 países que também enviarão profissionais para trabalharem em conjunto com seguranças sul-africanas.

E a gente que pensava que o único terror da copa fosse a convocação da nossa seleção feita pelo Dunga...

Advertência

Para o advogado criminalista, especializado em ataques terroristas, Antonio Gonçalves, mesmo com toda a preocupação e a garantia de proteção das autoridades, o país ainda pode correr riscos de ataques:

"Afinal a oportunidade para disseminar o medo é a mola propulsora do terrorismo e um evento de massa com repercussão mundial é uma oportunidade de assustar o mundo como no caso recente de Kabinda e a seleção do Togo e os ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos".

Gonçalves afirma que não há como negar que o terrorismo chegou ao esporte e a melhor maneira de combater é investir em um trabalho conjunto das autoridades como Interpol e Scotland Yard, como forma de prevenção e de segurança para a população.

Difamação sempre

As legiões estão PTs da vida com o vídeo “Ditadura, Nunca mais”.

Produção, interpretação e roteiro de Narciso Pires, do Grupo Tortura Nunca mais no Paraná, o programinha de cinco minutos pode ser visto na Internet:

http://www.youtube.com/watch?v=RUTOXN8Ho4c

A tal da dita-dura pode ser para nunca mais, mas a campanha contra as Forças Armadas parece durar para sempre...

A Luta continua na telona

Os militares levam mais pancada no filme “Em teu nome”, do diretor gaúcho Paulo Nascimento.

Rodado no Rio Grande do Sul, França e Marrocos, o filme aborda, de forma romanceada, a vida do ex-preso político João Carlos Bona Garcia, exilado durante a década de 1970 no Chile, Argélia e França.

A empresa Espaço Filmes, responsável pela distribuição, fará promoção destinada a professores com ingressos a R$ 3 em alguns cinemas, em sessões durante a semana, nas cidades de São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Rio, Salvador e Brasília.

Excelente iniciativa tavistockiana de propaganda subliminar para ensinar as criancinhas e seus mestres a odiarem as Forças Armadas.

Cinema pra quê...

Niterói faz pouco caso e dispensa duas Salas de Cinema.

Por isso, Adailton Modeiros lança uma campanha para que internautas pressionem o prefeito Jorge Roberto Silveira a mudar de posição:

“Envie sua opinião, seu protesto, sua solidariedede a nossa iniciativa para os endereços redacao@ofluminense.com.br; prefeitura@niteroi.rj.gov.br; contato@culturaniteroi.com.br; Ainda há tempo. Viva o Cinema Brasileiro!”

Leia o artigo: "Arroz, Feijão e Cinema"., no site Fique Alerta.

Festival de Curtas

Até 15 de julho, estão abertas as inscrições para a terceira edição do Festival de Curtas-Metragens ENTRETODOS.

Promovido pela Comissão Municipal de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo e pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP), será realizada entre 12 e 19 de setembro de 2010, quando haverá projeção dos curtas selecionados e premiação dos melhores trabalhos.

Os filmes de no máximo 20 minutos de duração devem ser remetidos até o dia 15 de julho para a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo (Páteo do Colégio n 05 – Centro – São Paulo – SP – CEP 01016-040).

Informações: www.entretodos.com.br / www.twitter.com/entretodos

Responsabilidade

O Walmart convida para a apresentação de uma nova plataforma que introduz a responsabilidade social e ambiental no comércio online.

Será nesta terça-feira, das 10h às 12h 30, na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano - Av. Morumbi, 4077, em São Paulo.

Carlos Fernandes, Vice-Presidente Administrativo do Walmart Brasil, e Flávio Dias, Diretor do E-commerce, explicam a nova estratégia comercial.

Reconstituição impressionante

Todos se lembram das imagens espetaculares captadas por uma câmera de segurança da Guarda Costeira dos Estados Unidos que flagrou a queda de um Airbus A 320 da US Airwais, no Rio Hudson.

http://colunistas.ig.com.br/fronteiralivre/video-flagra-pouso-de-aviao-no-rio-hudson/

Agora, a quase tragédia do dia 15 de janeiro de 2009 é reprodizida em computação gráfica, em um realismo impressionante:

http://www.youtube.com/watch_popup?v=tE_5eiYn0D0#t=109

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Maio de 2010.

domingo, 30 de maio de 2010

Lavagens Muito Além do Sul da Fronteira


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão


O cineasta Oliver Stone, de 62 anos, estará em São Paulo nesta segunda-feira, em viagem relâmpago. Vem divulgar seu documentário "South of the Border" ("Ao Sul da Fronteira", EUA, 2009, 102 min, distribuído pela Europa Filmes). Com estreia marcada para 5 de junho nos cinemas tupiniquins, o filme celebra avanço da esquerda na região. Por ironia, Chavez é um dos mais festejados pelo quase “road movie” feito por um dos mais famosos cineastas dos EUA – país que mais ataca o venezuelano e que agora lhe prepara mais uma cama de gato.

Os norte-americanos resolveram dar um troco a Chavez. Tudo porque o venezuelano ordenou que sua “Polícia Investigativa” invadisse, no dia 18 de maio, quatro corretoras de Caracas. Banvalor Casa de Bolsa, Positiva Sociedad de Corretaje de Títulos de Valores C.A., Premier Sociedad de Corretaje de Títulos de Valores C.A. e Italbursátil Casa de Bolsa foram acusadas, junto com outras 31 corretoras, de operações ilícitas de câmbio e lavagem de dinheiro. Em resposta, os EUA resolveram acelerar uma investigação idêntica contra Chávez e seus ilustres assessores – em operações de compra e venda de petróleo aos EUA.

A estória tem tudo para virar o roteiro de um filme de terror econômico. A Águia manda avisar que a investigação tem tudo para prejudicar um ilustre consultor brasileiro. O assessor brasileiro do presidente bolivariano é um dos principais articuladores das operações de lavagem de dinheiro, nas quais acaba bem remunerado com polpudas comissões por resultado de aplicações financeiras. Quem será ele? Mistério... OS EUA só indicam que a intervenção chavista nas corretoras venezuelanas parecem servir para “queimar arquivos” dos negócios escusos. Fala-se até em dinheiro sujo financiando narcotráfico e o comércio ilegal de armas para ações “revolucionárias”.

Um fato escandaloso vai muito além das fronteiras esquerdistas do Sul, onde reinam os membros do Foro de São Paulo. O mercado paralelo de dólar na Venezuela é um convite às falcatruas. A atual cotação da moeda norte-americana no mercado negro venezuelano é de até 12 bolívares por dólar. O Banco Central da Venezuela mantem duas taxas de câmbio oficiais entre o bolívar e o dólar dos EUA.

Para as mercadorias que o governo Chávez considera de primeira necessidade, o que inclui alimentos e medicamentos, o dólar custa 2,6 bolívares. Mas adquirir para os supérfluos, o dólar custa 4,3 bolívares. Como os exportadores não conseguem facilidades de acesso ao dólar, apelam para o mercado paralelo e ao câmbio negro. A Justiça norte-americana está de olho nesta ida e vinda de dólares, por caminhos escusos, entre os EUA e a Venezuela, que acaba financiando atividades criminosas.

O cerco à lavagem transnacional de dinheiro se aperta. O Parlamento de Mônaco aplica, desde segunda-feira passada, uma nova lei contra a lavagem de dinheiro, a corrupção e o financiamento ao terrorismo. A regra aumenta o rigor das medidas de controle a seguradoras, contadores, notários e comerciantes de objetos de grande valor, assim como advogados e consultores que executam tais operações financeiras nada ortodoxas. O rigor em Mônaco também pode ser seletivo contra “consultores” brasileiros. O recado da Águia está dado...

A nova ação da Águia contra Chavez coincide com o lançamento global do documentário de Stone. Com jeitinho obra de encomenda, bem financiada pelos interessados, o filme registra a viagem do diretor Stone por cinco países da América Latina. O cineasta interage com cinco presidentes esquerdistas da região: Hugo Chavez (Venezuela), Rafael Correa (Equador), Fernando Lugo (Paraguai), Evo Morales (Cocalívia), Cristina Kirchner (Campos dos Goytacazes); Raúl Castro (Cuba Libre), e Lula da Silva (de onde mesmo?).

Os roteiristas Tariq Ali e Mark Weisbrot usam o filme para criticar a campanha midíatica dos meios jornalísticos norte-americanos contra os processos de mudanças na América Latina - especificamente na Venezuela, a partir de 1998, com a primeira eleição de Hugo Chavez. Historiador e escritor anglo-paquistanês, Tareq Ali, reclama que “os meios de comunicação dos Estados Unidos e Europa atuam contra a América do Sul e todos os seus presidentes. Então decidimos fazer um filme que desafie todas essas campanhas. A idéia é mostrar ao público norte-americano, quem são esses presidentes para que possa decidir e formar sua própria opinião”. Mais propaganda que isto, impossível.

Hugo Chavez, em várias manifestações, é só elogios ao cineasta ianque: “Oliver compreendeu muito bem que na América Latina se está forjando uma revolução. Seu documentário é um tributo à América Latina, que está lutando para unir-se e forjar seu próprio destino”. Foi o que ele proclamou no Festival de Veneza do ano passado sobre o "South of the Border" – filme produzido por José Ibáñez (ex-judoca cubano), Fernando Sulichin (argentino), além dos norte-americanos Oliver Stone e Robert S. Wilson.

Stone é famoso por seus filmes “Platoon” (1986) e “Nascido em 4 de julho” (1989), JFK, Wall Street e W (sobre a vida do ex-presidente dos EUA, George W. Bush). Já rodou vários filmes sobre a realidade da América Latina, como “Comandante” (2003), sobre Fidel Castro, e “Salvador” (1986), sobre o conflito na América Central. Oliver Stone lançou em Cannes, este ano, sua nova versão de “Wall Street - Money Never Sleeps”, com Michael Douglas e Carey Mulligan.

Um trailer do "South of the Border", que tem cara de “documentário-propaganda-ideológica” pode ser visto em:

http://cinema.cineclick.uol.com.br/trailers/carregar/filme/ao-sul-da-fronteira/id/4379

Certamente, o filme não falará das sujeiras e lavagens de grana e outros crimes que vão muito além do Sul da Fronteira. Mas fica o consolo de esperar se vai mesmo sobrar alguma pipoca para faminta Águia devorar na truculenta geopolítica real – que nem sempre é retratada devidamente nas telas cinematográficas.
Leia também o artigo de Arlindo Montenegro: Jogadas Decisivas

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Maio de 2010.

Difamação ou não difamação, eis a questão

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por João Vinhosa


Por vezes, é difícil saber se determinado ato é ou não é difamatório. Na própria Justiça, um mesmo ato pode ser julgado difamatório na esfera cível e não difamatório na esfera criminal.

O conhecimento de tal fato é importante, principalmente para aqueles que usam a internet com o objetivo de compelir as autoridades a tomar providências contra atos lesivos ao interesse público. Sua importância pode ser avaliada pelo ocorrido em processos contra mim movidos; um breve resumo das decisões judiciais contidas nesses processos se encontra no relato a seguir.

Antes de tudo, informo que tomei o cuidado de não emitir opiniões a respeito de referidas decisões. Tomei tal cuidado por entender que quem é parte de um processo só deve questionar decisões judiciais dentro do próprio processo nas quais elas estão contidas.

Tudo começou no final de 1988. Alegando ter sido difamada por meio de correspondências que encaminhei a autoridades e disponibilizei no site “Dossiê Oxigênio”, determinada empresa contra mim moveu simultaneamente dois processos: uma ação de reparação de danos junto à Justiça do Rio de Janeiro (que será chamada “CÍVEL I”) e uma queixa-crime junto à Justiça do Distrito Federal (que será chamada “CRIMINAL I”).

A ação CÍVEL I

Tal ação correu rápido, até mesmo porque eu perdi o prazo de me defender. Em 1999, eu já tinha sido condenado a retirar o site da internet, a pagar uma pena pecuniária à empresa e a abster-me de difamá-la. Não apresentei recurso contra minha condenação.

Na sentença que me condenou, lê-se: “A divulgação do ‘Dossiê Oxigênio’, em um site propalado na Internet, se de um lado pode transparecer indignação de um cidadão para com atos lesivos ao patrimônio público, de outro lado também pode evidenciar a existência de concorrentes da empresa Autora, e que tentam com o site abalar a sua reputação (...) Observo estes fatos, especialmente porque somente há indignação com os supostos atos da Autora, não se importando o Réu com os outros gravíssimos problemas que ora atingem a nação, tais como a ausência de educação para o povo, a precariedade dos hospitais públicos, a superpopulação carcerária, a tributação implacável do governo, etc”.

A queixa-crime CRIMINAL I

Na CRIMINAL I, fui absolvido. A empresa recorreu, mas minha absolvição foi confirmada em 2002 pela Segunda Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.

Do categórico Acórdão que, por unanimidade, confirmou a sentença, são transcritos os seguintes trechos: “Manter uma página na internet, visou ampliar a divulgação dos fatos, para compelir as autoridades a tomar providências (...) In casu, não ficou evidente o dolo específico de difamar, pois agiu o Apelado com o fim de noticiar às autoridades competentes possíveis irregularidades perpetradas pela empresa (...), notícias estas já veiculadas pela imprensa, originando procedimentos judiciais (...) Não há como condenar uma pessoa por crime de difamação, por ter divulgado e disponibilizado informações de fatos notoriamente conhecidos (...) Esta conduta nada mais é do que o direito de um cidadão em ver investigadas possíveis irregularidades praticadas por quem quer que seja”.

Resumidamente, o mesmo fato “encaminhar correspondências a autoridades e disponibilizá-las no site Dossiê Oxigênio” foi julgado difamatório no CÍVEL I e não difamatório no CRIMINAL I.

As queixas-crime CRIMINAL II

No início de 2005, a empresa contra mim moveu simultaneamente mais três queixas-crime praticamente idênticas junto ao Juizado Especial Criminal do Rio de Janeiro. Motivo alegado: difamação por meio de três diferentes cartas dirigidas a autoridades. Cada carta deu origem a uma queixa-crime. Por terem o mesmo autor e o mesmo réu, além de terem motivação análoga, as três diferentes queixas-crime foram juntadas em um só processo, aqui chamado “CRIMINAL II”.

Fui absolvido em primeira instância nas três queixas-crime que correram juntas.

Para reforçar a fundamentação que as cartas por mim encaminhadas às autoridades não eram difamatórias, a sentença do CRIMINAL II transcreveu integralmente a ementa do Acórdão da CRIMINAL I, destacando: “Os crimes contra a honra possuem um dolo específico, consistente na vontade livre e consciente de ofender a honra alheia (...) Os elementos probatórios não demonstram a presença do elemento subjetivo com o fim de difamar, ao revés, o querelado apenas noticiou às autoridades competentes possíveis irregularidades perpetradas pela querelante/apelante, solicitando providências (...) Representando tal conduta tão somente o exercício regular de um direito assegurado constitucionalmente e, ausente o animus diffamandi, nega-se provimento ao recurso”.

A empresa recorreu contra a sentença que havia me absolvido. A apelação contra a sentença do CRIMINAL II foi julgada pela Segunda Turma Recursal Criminal do Conselho Recursal dos Juizados Especiais, integradas por três juízes.

Apenas um dos três juizes votou pela confirmação da sentença que havia me absolvido. Ao final, fui condenado a sete meses de detenção em dois dos três processos e absolvido no terceiro. Total da pena: quatorze meses de detenção, transformada em prestação de serviço social. Não pude recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra minha condenação devido ao fato do STJ não admitir recursos contra julgamentos provenientes de uma Turma Recursal de Juizado Especial.

Do voto da Juíza que me condenou, são destacados os seguintes trechos: “isso já havia sido reconhecido pelo Poder Judiciário, ao julgar a ação de responsabilidade civil proposta perante a 14ª. Vara Cível, quando o réu foi condenado (...) os verbos, as ações criminosas previstas no Código Penal são ‘difamar’ e ‘injuriar’, perfeitamente descritas na inicial”.

Vê-se assim que, ao reformar a sentença que havia me absolvido na CRIMINAL II, o Voto da Juíza amparou-se na sentença da CÍVEL I (que havia me condenado) desprezando por completo o categórico Acórdão da CRIMINAL I (no qual se apoiou a sentença que foi reformada). Em outras palavras, a esfera criminal, baseou-se no entendimento contido numa sentença monocrática cível que considerou difamatório meu procedimento, em detrimento de um Acórdão criminal que considerou o mesmo procedimento um “direito de um cidadão de manter uma página na internet visando ampliar a divulgação dos fatos, para compelir as autoridades a tomar providências”.

O Despacho CÍVEL II

A respeito da mesma questão (difamação ou não difamação), no início de 2010, foi publicado o Despacho “CÍVEL II”.

Referido Despacho, interligado ao processo CÍVEL I, determinou que eu fosse intimado a retirar do ar todos os artigos publicados em detrimento da empresa, constantes nos sites “alertatotal”, “radiopetroleira”, “colunadosardinha”, “resistenciademocraticabr” e “sindsprevrj”, “sob pena de serem remetidas cópias dos presentes autos ao Ministério Público, para oferecimento de denúncia, nos termos do artigo 330 do Código Penal, bem como a intimação da GOOGLE INC e da LOCAWEB SERVIÇOS DE INTERNET S/A, determinando a retirada dos sites acima referidos do ar, sob pena de multa diária”.

O Despacho CÍVEL II foi agravado. No agravo, foi comprovado que os mesmos documentos julgados difamatórios na ação CÍVEL I foram julgados não difamatórios na CRIMINAL I.

O Acórdão CÍVEL III

Em 16 de abril de 2010, foi publicado o Acórdão “CÍVEL III”, indeferindo o agravo ao Despacho CÍVEL II.

A respeito do Acórdão CRIMINAL I, que julgou não difamatórios os documentos de minha autoria, o Acórdão CÍVEL III afirmou: “Não há a litispendência suscitada, até porque o procedimento confrontado seria de natureza criminal. Sabe-se inclusive que as esferas cível e criminal são inteiramente independentes”.

Além disso, reforçando o entendimento segundo o qual eu havia difamado a empresa por meio do site “Dossiê Oxigênio”, referindo-se ao processo CÍVEL I, o Acórdão CÍVEL III afirmou: “Determinou o juízo a retirada de site criado pela Agravante de informações inseridas em campanha que se entendeu a priori injusta e difamatória (...) teria criado novo site para continuar a tentar difamar a atividade da Recorrida (...) o Agravante vem descumprindo decisões judiciais pretéritas, que proibiram a divulgação da campanha difamatória que o Recorrente insiste em fazer contra a empresa-Agravada (...) continua no propósito de difamar tal empresa”.

Conclusão

Considerando que o mesmo fato “denunciar atos lesivos ao interesse público às autoridades, e divulgá-los no site Dossiê Oxigênio” foi julgado difamatório na área cível (Sentença CÍVEL I e Acórdão CÍVEL III), e não difamatório na área criminal (Acórdão CRIMINAL I), aqueles que usam a internet com o objetivo de compelir as autoridades a tomar providências contra atos lesivos ao interesse público se encontram diante do dilema shakespeariano “Difamação ou não Difamação, eis a questão”.

João Vinhosa é engenheiro. joaovinhosa@hotmail.com

Leia também o artigo: Diga não à Censura na Internet

Jogadas Decisivas

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Uma verdade é que a sociedade ocidental está erguida sobre os sólidos fundamentos do judaico cristianismo; outra verdade é que há mais de um século, os teóricos do marxismo encontraram na instituição da família, na propriedade privada e na fé em Deus a barreira de força espiritual que impedia os excessos do Estado.

Como garantir todo poder ao Estado? Todo e qualquer meio – guerra, roubo, assassinato em massa, homicídio, drogas, perseguição aos oponentes, mentiras, - foi admitido pelos apóstolos do fundamentalismo marxista, como norma de ação para tomar e manter-se no poder. Alguns mataram pessoalmente, por prazer, como Guevara. Outros mais próximos e recentes contratam sicários e eliminam as provas.

Para manter o poder, todos que o impuseram às nações vitimadas pelos estados comunistas começaram por impor novas leis, proibir as práticas religiosas, limitar a manifestação do pensamento e a liberdade de locomoção, controlar toda a propriedade e essencialmente aterrorizar as populações. Desarmar. Como dizia Stalin: "Não os deixamos ter ideias. Por quê deixaríamos terem armas?"

Nosso progresso, até há pouco tempo, devia-se à prática de virtudes – amor, misericórdia, simplicidade, boa fé, justiça, coragem, temperança, humildade – inspiradas pelo cristianismo. A infiltração e o ataque ao "ópio do povo" manifesta-se hoje como a grande ofensiva dos marxistas, para varrer os valores ancestrais da memória dos homens, abrindo caminho para a "fé" e esperança no Estado todo poderoso, metido em tudo, pretenso sabedor e promotor de tudo.

O "bem comum", foi virado em bem das megaempresas e bem estar dos políticos. Os ideólogos do marxismo desistiram da economia socialista e disponibilizaram a mão de obra barata para os megaempresários capitalistas. O estado da nova ordem mundial, para assegurar a ordem econômica globalizada, decide e controla tudo, reescreve a história e ensina às crianças o primado da sociedade contra o indivíduo. Esta é a diretiva que chamo capimunista.

Como se o coletivo, não devesse às iniciativas individuais, ao genio individual, à aplicação individual, ao estudo disciplinado, o progresso e tudo quanto significa bem estar e qualidade de vida. Os estados democráticos se agigantam e impõem, sem medida, o volume de impostos cobrados sobre a renda bruta das nações. Aproximam-se todos do modelo capimunista. Um casta que domina as instituições e todos os que produzem para o Estado e seus empresários.
Outro dia uma pessoa amiga que já andou pelo mundo inteiro fez a pergunda: "O que fazer para agir realmente??????? " - agir contra os desmandos e a socialização em curso imposta ao Brasil?

Estamos vivendo sob o fogo cerrado do Movimento Comunista Internacional associado aos interesses de mega empresas capitalistas, cujos proprietários financiaram e financiam as matanças e o ódio de classes dos comunistas. Estes proprietários industriais, financeiros, midiáticos e políticos apenas financiam, não sujaram as mãos de sangue e pólvora. Os governantes controlam o voto e o veto.

A ação destes estados exclui a comparação entre ações humanas. O que seja a melhor escolha. Eles, os poderosos, decidem tudo. Calam ou isolam quem seja oposicionista. O significado do que enuncio, pode ser constatado entre nós, nas cartilhas pornográficas que induzem o hedonismo e a lascívia desde o berço, na corrupção denunciada e impune, nos atos do governo ignorando e modificando as Leis fundamentais – com o silêncio dos lebisladores e do Poder Judiciário.
Querem implantar a idéia de que nada diferencia os seres humanos. O Estado decide pela coletividade isolando o indivíduo.

Será mais racional o critério de construir palácios luxuosos e de manutenção dispendiosa, monumentos gigantescos, obras inacabadas e superfaturadas ou seria mais conveniente aplicar os recursos em pequenas obras locais para facilitar a vida dos cidadãos? Será ético tomar iniciativas, sem consulta prévia, ignorando as leis vigentes, sem qualquer possibilidade de prestação de contas? Quem autoriza ao poder o gasto do dinheiro público com cartões de crédito secretos mais juros secretos?

Emilio Cárdenas, ex Embaixador da Argentina nas Nações Unidas, publicou recentemente um artigo sob o título "A esquerda radical e o uso da intimidação", indicando a ação de grupos violentos a serviço da ideologia esquerdista, financiados pelo mesmo Estado e cidadãos que atacam e prometem destruir. Na Venezuela são os “Círculos Bolivarianos”. Na Argentina: “Quebracho”. Na Nicaragua, os "Conselhos do Poder Cidadão".

A esquerda radical, organizada e protegida pelo Partido que tomou o Estado de assalto e a mobiliza, alimenta e transporta com gastos ilimitados, segue o exemplo de Cuba, onde as forças de segurança atacam a agridem as "Damas de Branco". O articulista deixou de citar a direção do Foro de São Paulo, que orienta todos os movimentos "sociais".

No Brasil temos o MST, PCC, CV e similares. Seus líderes acreditam nos efeitos sociais da intimidação e semeiam o terror, ocupando propriedades públicas e privadas, praças, ruas e rodovias, muitas vezes com a proteção da policia, que segue instruções pouco transparentes. Golpeiam, matam, roubam, ferem, destroem, insultam em uníssono, coordenados operacionalmente em todos os países.

Defendem com unhas e dentes o Exército do Povo Paraguaio, a Venezuela e a Bolívia e a ditadura cubana, todos conectados com as Farc. O verdadeiro "ópio do povo" é a deseducação, a doutrinação e a propaganda que nos enche de medo. O terror, arma do megaestado capimunista.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

A vida vale mais que o futebol

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por JC Bolognese


Num jogo de futebol, mais do que em qualquer outro esporte, a partida terminar com muitas irregularidades e erros de arbitragem é um fato aceito com muita naturalidade. Um impedimento não marcado, ou mal marcado, um pênalti ignorado pelos bandeiras ou pelo juiz, um gol “por la mano de Dios ”- grave violação das regras do esporte - pode até ganhar campeonato mundial. Mas os deuses do futebol sempre dão oportunidades de novos jogos, onde quem se deu bem roubando, pode acabar perdendo de quem roubou.

Nesses dias que antecedem a Copa, poucos param para pensar que muita coisa nesse País segue a filosofia (ou o vício) do futebol onde ela não cabe. Como quando se admite que um problema não resolvido prejudicando milhares de pessoas, não precisa ser corrigido, porque já é depois do jogo....e aí, não há o que fazer, não tem chororô de perdedor. Muito conveniente...... e muito cômodo para quem não fica no prejuízo.

Não aparecem "deuses" dando novas oportunidades. E então o estado, que não é financiado pelo cidadão para fazer de sua vida um jogo, se revela dos maiores adeptos dessa cultura pelo hábito que tem de fazer vista grossa para injustiças flagrantes... e ainda sacar metáforas esfarrapadas de futebol, quando o injustiçado reclama. Não se pode chamar de mau perdedor quem está simplesmente lutando por seus direitos.

Valendo num meio onde duas forças mais ou menos se equivalem e novos eventos garantem o ajuste de contas, a receita futebolística nos problemas do dia a dia é uma distorção inaceitável, ao não levar em conta que poderosos não se equiparam a grupos fracos, que pouco podem fazer para se defender. Não é, senão esta, a forma como esse "governo" e parte do legislativo e do judiciário tratam os trabalhadores e aposentados da Varig.

Se assim não fosse, em qualquer nível dos três poderes já se teria tomado uma atitude decente e acabado com esse massacre que, vergonhosamente nessa altura já passa por duas Copas do Mundo. Um juiz - e não há falta deles no país - poderia, se estivesse interessado na justiça, dar um estridente apito de moralidade e acabar com esse jogo sujo.

O "Fairplay", tão cobrado nos jogos da FIFA, só existiu para nós variguianos enquanto trabalhávamos, contribuíamos e quando nos mostraram o contrato do Aerus para assinar. Continuou aparentemente nos "informes" hoje infames do Aerus, até que a arrecadação nas bilheterias dos nossos contracheques começou a engordar os olhos dos cartolas da aviação.

Já na altura do calote na bilheteria dos 3%, que pararam de repassar aos participantes do Aerus, os "bandeirinhas" da SPC -Secretaria de Previdência Complementar - começaram claramente a alterar o resultado do jogo contra nós, e assim continuaram com os 21 contratos feitos por tratantes para nos prejudicar. É difícil acreditar que algum cartola real do futebol seja capaz de tanta baixeza.

Pior ainda é ver uma justiça, tão ciosa de sua liturgia e de seus paramentos, como os grandes times nos dias de grandes jogos, atuar de forma tão omissa, no mesmo nível de um árbitro despreparado, que acaba roubando a vitória de quem jogou limpo e a oferece a quem não fez senão trapacear.

No nosso caso, vitória é o direito de continuar vivendo decentemente com recursos que são, diga-se o que queira, nossos. Derrota é algo já assumido por muitos trabalhadores e aposentados que já se foram, comprovando uma coisa tão comum como a jabuticaba nesse país: Justiça tardia é mera INJUSTIÇA.

JC Bolognese é Comissário de Vôo aposentado - Varig/Aerus.

Enfim, o Plano Nacional contra o crack

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Archimedes Marques


Há alguns anos atrás, quando o crack foi introduzido no Brasil, em especial em São Paulo, seu uso estava praticamente restrito a classe paupérrima da nossa sociedade devido ao seu baixo custo de venda, começando assim a sua trajetória inglória e mortal com os moradores de rua que eram viciados em álcool, maconha ou em cheirar cola e que assim viam naquela nova e poderosa droga mais barata e acessível, a pretensa solução para amenizar os seus problemas sociais.

Na época as autoridades constituídas viviam as ilusões de que esse subproduto da cocaína não sairia do consumo dos mendigos, dos pobres, dos desafortunados e dos desgraçados, por isso pouco se importavam com a problemática. Contudo, o seu consumo rompeu esse quadrilátero, conquistou as demais classes sociais, expandindo-se rapidamente, virando uma epidemia nacional e aí, diante do clamor público, o Estado passou a correr atrás do prejuízo, embora de maneira tímida.

O crack saiu arrastando multidões em todos os lugares, fazendo vítimas e mais vitimas em todo canto do País, aumentando a geometricamente a violência aonde se instalou. Nos últimos cinco anos o número de usuários dessa droga em todo o país quase dobrou, passando de 380 mil para 610 mil, apesar das mortes constantes advindas do crack e pelo crack, pois se assim não fosse, por certo já teríamos ultrapassado a casa de um milhão de viciados, devido a sua rápida proliferação e difícil recuperação curativa.

As crackolandias passaram a ser realidade triste e deprimente em vários lugares do Brasil. Em diversas reportagens sentimos até com certo temor e angústia aquele comércio e uso do crack a céu aberto se proliferar sem solução.

A crackolandia paulistana, em especial, mostra para o mundo a sua superioridade negativa superando todas as outras do Brasil, nunca houve tantos usuários zumbis e pequenos traficantes por lá. Técnicos a serviço da prefeitura local estimam que algo como 3 mil a 5 mil pessoas do grupo perambulem dia e noite naquele polígono de 181 mil metros quadrados, bem no centro velho da capital.

Cenário de uma cidade bombardeada, a Crackolandia paulistana de hoje é um território com quarteirões e mais quarteirões, demolidos em 2008 para dar lugar a um projeto de revitalização urbana que nem começou a se materializar. Seus habitantes são meninos e meninas, por vezes grávidas, além dos adultos, dentre os quais deficientes físicos, que envelheceram, apodreceram e se transformaram em lixo humano principalmente pelo uso do crack.

Existe também uma crackolandia em Brasília, a menos de dois quilômetros do Congresso Nacional, assim como tantas outras no Rio de Janeiro e nos grandes centros do país. Uma vergonha nacional que Policia nenhuma dá jeito, pois quando chegam os policiais logo todos dispensam as drogas no meio do lixo existente por toda parte para recolhê-las posteriormente quando das suas saídas.

Correndo contra o tempo o Ministério da Saúde lançou um remédio paliativo, um Programa emergencial infrutífero em junho de 2009 colocando em prática investimentos na ordem de R$ 118 milhões de reais até o fim de 2010, entretanto, agora, de forma mais abrangente o Governo Federal, lançou um Plano mais condizente na tentativa de conter o avanço do crack e as suas conseqüências nefastas.

Depois das muitas alertas colocadas pela imprensa nacional, com matérias e mais matérias nos jornais e revistas escritos ou virtuais e principalmente pelas centenas de reportagens televisivas dando conta do horror do crack em nossa sociedade...

Depois das inúmeras campanhas das diversas ONGS ou entidades diversas, a exemplo do Jornal Mais Brasil que ganhou apoio de personalidades importantes como Ivete Sangalo, Claudinha Leite, Roberto Carlos, Zezé di Camargo & Luciano, Pelé, Chitãozinho e Xororó, Vitor & Leo, Xuxa Meneghel, Angélica, Bel Marques, KLB, dentre outros que vestem a camisa e lutam contra as drogas... Depois de muitos artigos escritos por especialistas no problema dando conta da necessidade e da urgência de projetos reais e verdadeiros contra essa droga aniquiladora, aparece enfim, mais do que na hora, o Plano Nacional de Combate ao Crack.

Na verdade o Governo ignorou o problema. Foi negligente. E resolveu se corrigir a sete meses do fim, na boca da urna, se redimindo do seu erro ocorrido durante dois mandatos eletivos seguidos, mas, como diz o velho ditado: “Antes tarde do que nunca”, então precisamos dar todo o crédito possível ao Plano, vez que, acima de tudo, o que está em jogo é a saúde e a felicidade de muitos e a segurança pública de tantos outros.

O Governo quer envolver toda a sociedade na luta contra o crack através de Projeto que investe em prevenção, capacitação de agentes de saúde e duplicação dos leitos do SUS para os dependentes da droga. Nesse sentido, como não há números oficiais divulgados de pessoas à espera por tratamento em seus devidos lugares.

Tomando por base uma matéria jornalística relativa ao Estado de Alagoas que é um dos menores do Brasil e que possui uma fila de mais de dois mil dependentes do crack à espera de tratamento, podemos muito bem observar que a quantidade de pessoas com o mesmo objetivo em todo o país é imensa, apesar de muitos já terem alcançado o tratamento em Clínicas e Hospitais particulares pagos pelo Governo através de ações e decisões judiciais, pois se entendem ser obrigação estatal tratar assim dos seus drogados.

Aqui no Estado de Sergipe, o menor da Nação, que tem se destacado nas ações repressivas contra o crack, tendo proporcionalmente ficado nas primeiras colocações em termos de apreensão dessa droga e da prisão de traficantes, possui 31 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) para tratar da saúde mental do usuário, embora o número de leitos do SUS em Hospitais especializados ainda esteja indefinido quanto ao seu alcance, agora também promete investir fundo nas três áreas principais.

Na área curativa mental com o aumento substancial do atendimento ao drogado e seus familiares, na área preventiva por via da conscientização social e educação, inclusive com proposta de se colocar em grade curricular matéria específica sobre as drogas, além da divulgação na mídia local, principalmente na imprensa televisiva, mostrando rápidos filmes exemplificativos e emocionantes sobre o usuário do crack, e para completar, continuará com mais rigor ainda com a repressão policial ao tráfico do produto.

O combate, a prevenção e o tratamento dos seus usuários são as três palavras chave que emergiram do Decreto Governamental que instituiu o Plano, assinado pelo chefe da Nação na tarde do último dia 20 de maio de 2010, e que prevê ações entre saúde, educação, assistência social e segurança pública, concomitantemente contra o avanço e conseqüências advindas do crack.

Uma das frases da fala do Presidente Luis Inácio Lula da Silva ao assinar o Decreto, demonstra a sua incerteza quanto a fórmula química do crack que é ainda indefinida: “O crack é uma coisa nebulosa. Nós já sabemos os efeitos que ele causa, já sabemos a dureza para quem utiliza o crack. Mas, cientificamente tem poucos estudos sobre a questão do crack.”

Para muitos o crack é composto somente de cocaína e bicarbonato de sódio, enquanto que para tantos outros estudiosos no assunto, absurdamente são adicionados à borra da cocaína para compor uma fórmula maligna e cruel, a amônia que é usada na fabricação de produtos de limpeza, o ácido sulfúrico que é altamente corrosivo e usado em baterias automotivas, querosene, gasolina ou outro tipo de solvente que é para dar a combustão ao produto e, para render aumentando a sua lucratividade, a cal virgem, ou cal viva que também é tóxica e usada em construções ou plantações, que ao serem misturados e manipulados se transformam numa pasta meio endurecida de cor branca caramelizada onde se concentra mais ou menos 40% a 50% de cocaína que é para dar o efeito alucinógeno ao seu usuário.

Particularmente e principalmente pelo grande mal físico causado ao seu dependente, assim como, pelos diversos depoimentos colhidos em conversa com usuários do crack que foram unânimes em afirmar que há um cheiro de gasolina ou querosene na pedra, e quando da fumaça do produto, um forte cheiro de pneu queimado (a não ser que existam vários tipos de fabricação do produto), fico, portanto com a segunda opção que é a mais grave e contundente, conforme demonstra o caso ser.

De todas as minhas pesquisas e estudos sobre o tema, em todos os meus artigos é dessa fórmula que falo e não me canso em afirmar os efeitos nefastos causados pelo crack ao organismo do seu usuário, quais sejam:

O crack causa destruição de neurônios e provoca ao seu usuário a degeneração dos músculos do seu corpo, conhecida na medicina como rabdomiólise, o que dá aquela aparência esquelética ao indivíduo, ou seja, ossos da face salientes, pernas e braços finos e costelas aparentes.

O usuário do crack pode ter convulsão e como conseqüência desse fato, pode levá-lo a uma parada respiratória, coma ou parada cardíaca e enfim, a morte. Além disso, para o debilitado e esquelético sobrevivente seu declínio físico é assolador, como infarto, dano cerebral, doença hepática e pulmonar, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC), câncer de garganta e traquéia, além da perda dos seus dentes, pois o ácido sulfúrico que faz parte da composição química do crack assim trata de furar, corroer e destruir a sua dentição.

A estratégia governamental a ser posta em prática terá de imediato disponibilizados R$ 410 milhões em recursos, dentre os quais, R$ 13 milhões que serão destinados à área curativa com a duplicação dos leitos existentes e construção de novos CAPS. Para a questão da prevenção e repressão ao tráfico de drogas, a pasta do Ministério da Justiça receberá R$ 120 milhões, tendo como uma das metas, a construção de 11 postos de fronteira com policiais especializados em detectar crimes de contrabando e tráfico de drogas, embora tal estratégia se mostre ainda pequena para a quantidade de opções marginais existentes para a entrada de drogas no nosso país a para o abastecimento junto aos traficantes.

Em contrapartida o crime organizado continua investindo pesado do tráfico de drogas. Muita cumplicidade perversa promove e mantém o crack no seio da nossa sociedade. Tudo prolifera e floresce com muito arranjo sinistro. As Polícias Militar, Civil e Federal apesar de todos os esforços empreendidos, com prisões e apreensões diariamente de muitos traficantes e de grandes quantidades de crack, não tem conseguido efetivamente vencer essa guerra.

Aliados a tais medidas governamentais é preciso também da conscientização popular principalmente na área da educação. Dentre as formas de prevenir está a questão de se oferecer atividades escolares extracurriculares que despertem mais atenção dos estudantes, além de um convívio mais profundo e dialogado entre alunos com professores, psicólogos e especialistas, assim como, entre pais e filhos, para enfim, lutarmos com todas as forças possíveis contra essa epidemia.

Não podemos achar que a polícia e a medicina resolverão os problemas, que, muitas vezes, se iniciam nos lares, escolas, festas, shopings center e outros lugares de convivência social, principalmente dos jovens, mais expostos, por vários motivos, à atração do mundo das drogas.

Archimedes Marques, Delegado de Policia, é Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Publica pela Universidade Federal de Sergipe) archimedes-marques@bol.com.br

sábado, 29 de maio de 2010

Refrescando a Cuca


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Existem fatos para os quais pouca gente atenta, mesmo as pessoas contrárias à marcha dos acontecimentos que desfiguram a nação. Quem deseje conhecer mais sobre o significado das ações que nos encaminham para a ditadura total, pode encontrar a históia dos antecedentes brasileiros de vários intentos comunistas para colocar as garras sobre a nação. A fonte de consulta é o site http://www.averdadesufocada.com/. Quem quiser pode baixar e ler o livro documento, sobre a resistência das Forças Armadas contra o terrorismo que os comunistas espalharam, em varias ocasiões da história, tentando chegar poder.

O "Orvil", (livro ao contrário) é apenas uma descrição dos fatos, direta, objetiva, despida de qualquer pretensão literária em suas mais de 900 páginas. No mesmo site, está a notícia do lançamento da 5ta. Edição do testemunho do Cel. Brilhante Ustra, “A verdade sufocada” também escrito em linguagem direta, acessível, sem maquiagens, achismos ou suposições. Apenas fatos. Como deveriam ser todos os registros históricos.

A propósito, destacamos algumas anotações de José Carlos Pedrosa, sobre estas histórias mal contadas: "A líder do grupo, terrorista que tinha os codinomes Estela, Luiza, Patrícia e Wanda, era chamada de "Joana D'Arc da subversão". Com sua colega de quarto, conseguiu penetrar em um quartel e roubar armas e munição, levando tudo para a pensão em que moravam. Hoje seria muito bem chamada de Joana D'Arc da corrupção."

"A esquerda brasileira cometeu crimes absurdos, matou inocentes, esquartejou, dilacerou corpos e parece que não se lembra de nada. Acusa os militares de terem cometido crimes de tortura, mas não fala nas torturas praticadas pelos terroristas. As vítimas, militares e civis, pontilharam com sangue o caminho desses bandidos." Esta é a parte da "memoria e da verdade" que deletaram na mídia, nos livros, nos documentários, que nem o inédito sobre o caso Lovecchio e outros que "Nada tinham a ver com aquela luta desmiolada, mas foram vítimas assim mesmo."

O que estamos vivendo no Brasil é resumido por Carlos José Pedrosa, colunista do site Mídia sem Máscara: "Entre os flagelos que atormentam o Brasil figuram mais de 10 milhões de analfabetos, um sistema de saneamento básico que só cobre metade das moradias, cicatrizes apavorantes no sistema de saúde e de educação, favelas miseráveis penduradas em morros sem lei, fronteiras fora do alcance do Estado, zonas de exclusão que encolheram o mapa oficial em milhões de quilômetros quadrados, a violência epidêmica, a corrupção endêmica, o primitivismo político, uma demasia de carências a eliminar. O presidente faz de conta que isso é conversa de inimigo da pátria e capricha na pose de conselheiro do mundo."

Os bem informados, racionais, conscientes, defensores de um estado democrático de direito (restam poucos no Brasil!) sabem que tudo isto tem a raiz cravada há 80 anos, quando os emissários da Internacional Comunista chegaram ao Brasil, cumprindo ordens de Lenin para orientar os internacionalistas brasileiros que conclamavam a tomada violenta das terras e a defesa pelas armas. Eram uns gatos pingados naquele tempo. Hoje são os militantes petistas e grupos de pessoas simples mobilizadas sob o engano e promessas.

A primeira "frente" para a revolução comunista no Brasil, foi fundada fevereiro de 1935, denominando-se Aliança Nacional Libertadora. Trinta anos depois, Marighella apenas mudaria o nome para Aliança Libertadora Nacional (ALN). Dos seis principais dirigentes, três eram militares: o presidente, Hercolino Cascardo, comandante da Marinha; o vice-presidente, Amorety Osório, capitão do Exército; e o secretário-geral, Roberto Henrique Sisson, também oficial da Marinha, este o único filiado ao PCB. Prestes foi aclamado presidente de honra.

Em Novembro de 1945, o recém-anistiado Luiz Carlos Prestes foi ao Recife para as comemorações do 109 aniversário da Intentona Comunista. E discursou: “O Partido Comunista fez uso da violência, contra a violência dos dominadores, como única arma de que podiam dispor todos os verdadeiros patriotas". Mentindo, afirmou que a Intentona Comunista não visava a implantar o comunismo e nem o socialismo, mas, apenas, realizar uma "revolução democrático-burguesa". O discurso e a mentira se repete hoje.

Em Março de 1946, em pleno Congresso Nacional, Prestes declarou, que lutaria ao lado da Rússia em caso de guerra contra o Brasil. Era a confirmação de que a pátria dos comunistas era a União Soviética. Era a confirmação de que o comunismo lida com a promessa de igualdade utilizando a força, seguindo o que Lenin ensinava em política: “a conveniência em lugar da ética e a utilização dos canalhas”.

Mas a lição contundente de Lenin que estamos experimentando há duas gerações e passa por despercebida no Brasil, era: "Dai-me quatro anos para ensinar às crianças e as sementes que terei plantado jamais serão erradicadas... Destrua a família, e destruirás o país."

Duvido muito que cada um dos que nos representam não saiba disso. Duvido muito que cada um não tenha contribuído para a destruição do país. Tenho certeza que bem poucos ainda lembram do princípio do “bem comum”. Nosso país está destruído por conta das decisões insensatas dos nossos representantes, escolhidos sob o arbítrio de partidos especializados na rapinagem da coisa pública.

Desviam a atenção da gente com notícias que parecem moralizadoras. Como no recente caso envolvendo os da família Tuma. Duvido que toquem no Senador! Ele é guardião de segredos que jamais vai revelar, seja em virtude do sigilo profissional ou para honrar compromissos com as entranhas do poder. Está entre os intocáveis deste país. Se os porra loucas se quiserem livrar dele teriam de “queimar arquivo” que nem fizeram com o Celso Daniel e outros, quantos ninguém sabe. Mesmo assim vão hesitar, porque certamente existem documentos secretos, que guardam e garantem a integridade do Delegado Senador.

A violência comunista que teve sequência histórica no Aeroporto dos Guararapes, no Recife, com a explosão de uma bomba matou o jornalista Edson Régis de Carvalho e o Almirante Nelson Gomes Fernandes e deixou 17 pessoas feridas, já foi esquecida pela imprensa que louva e promove os comunistas mascarados, que hoje pousam de democratas e atribuem a violência das ruas e das drogas a uma “polícia mal formada” e não as políticas oficiais. Eles abrem o caminho para um caos futuro não muito distante.

A nação, enganada, nem percebe. Queira Deus que seja o contrário!

Arlindo Montenegro é Apicultor.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Aécio desiste de ser vice de Serra, e a dúvida é se a Oligarquia Financeira Transnacional apostará em Dilma

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta Sexta)

Por Jorge Serrão


O mistério acabou. Aécio Neves vem mesmo candidato ao Senado por Minas Gerais. O neto de Tancredo Neves confirmou ontem que não será o vice de José Serra na sonhada chapa puro-sangue à presidência da República. Apesar das intensas articulações nos últimos dias, Aécio voltou de férias no exterior e logo anunciou sua decisão conservadora de deixar para outra vez (que nem pode ocorrer) a disputa pelo Palácio do Planalto.

O recuo de Aécio só aumenta uma dúvida crucial: quem é o candidato preferido da Oligarquia Financeira Transnacional para suceder Lula? Os clubes de poder global alimentam sérias dúvidas sobre a consistência de Dilma Rousseff não para ganhar a eleição, mas para governar a partir de 2011. Também desconfiam de José Serra, que sempre lança ameaças de instabilidade contra o sistema financeiro e o Banco Central. Aécio é o queridinho dos banqueiros internacionais, mas não conseguiu viabilizar sua candidatura ao trono de $talinácio.

Com a decisão, Aécio pode ter sepultado seu sonho de um dia ser Presidente do Brasil. Se Dilma vencer este ano, ela disputa a reeleição ou abre caminho para o retorno de Lula em 2014. Se Serra vencer – e não for mudada a fórmula legislação – ele teria direito a tentar um novo mandato. Aécio ficaria sem opções, ou teria de esperar para ser presidente na disputa de 2018. A não ser que largue o PSDB no meio do próximo mandato, e venha candidato por outro partido, disputando com Dilma ou Serra a sucessão de 2014. Por enquanto, tudo é futurologia política.

O que fica na memória é que, anos atrás, Aécio fora eleito pelo grande capital para ser o presidente do Brasil a partir de 2001. Nada custa recordar que Aécio Neves participou, no dia 16 de maio de 2004, de uma mega-festa na mansão inglesa dos Rotschild. O evento fechadíssimo era em homenagem ao empresário Mário Garnero, do grupo Brasilinvest. Aécio Neves foi um dos coroados a ter o privilégio de entrar na famosa “Spencer House”, uma construção do século XVIII que pertence a Lorde Jacob Rothschild, usada apenas em ocasiões especiais. No Great Room do andar superior da mansão histórica, Lord Rotschild ergueu uma taça em homenagem a Garnero e proclamou que o neto de Tancredo seria “o futuro Presidente do Brasil”, em 2010.

A previsão falhou. Nem vice Aécio será. Resta-lhe o Senado – casa que tem cacife para presidir, como prêmio de consolação.

Cascatinha

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra contou ontem uma menritinha.

Alegou ontem que o ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves já estava descartado como vice na chapa de José Serra há seis meses.

Como não deram certo as recentes articulações para formar a chapa puro-sangue, agora o negócio é contar uma historinha do Boi Tatá e correr atrás de um vice para Serra, até a convenção partidária de 12 de junho.

Numa fria?

Questionado ainda se perdeu um bom candidato a vice, Serra respondeu:

"Você só perde o que tem. Ele não era candidato a vice".

Serra fez a declaração no frio de Gramado (RS), onde participou ontem do 26º Congresso Nacional de Secretários Municipais de Saúde.

Punidos mesmo?

Atual prefeita da cidade de Campos dos Goytacazes, a ex-governadora do Rio de Janeiro Rosinha Garotinho (PMDB) fica inelegível por três anos e tem seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ).

Rosinha foi acusada de abuso de poder econômico durante a campanha nas eleições de 2008.

A punição foi estendida ao marido dela, o pré-candidato do PR ao governo estadual, Anthony Garotinho.

A decisão ainda pode ser revertida em recurso com efeito suspensivo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que permitiria a Garotinho concorrer ao governo do Rio de Janeiro.

Delação premiadíssima

Autor dos vídeos que delataram o "mensalão do DEM" do Distrito Federal, Durval Barbosa, aproveitou uma festinha de luxo, em Brasília, para revelar ao Estadão que o presidente nacional do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ), era um dos beneficiários do esquema montado pelo governador cassado José Roberto Arruda.

"O acerto do Rodrigo era direto com o Arruda. O Ministério Público vai pegar ".

O ex-secretário de Relações Institucionais do detrito Federal também acusou o PMDB de receber pagamentos mensais do esquema de Arruda.

Durval colabora com o Ministério Público pelo sistema de “delação premiada”.

$talinácio tem razão?

O DEM fez propaganda antecipada em seu programa partidário exibido ontem à noite em cadeia nacional de rádio e TV.

O pré-candidato tucano à Presidência, José Serra, foi a principal estrela, ocupando cerca de 80% dos dez minutos da propaganda.

$talinácio adorou, já que o DEM contrariou seus discursos e ações na Justiça Eleitoral contra a prática do PT de fazer campanha antecipada.

A Luta continua

O vice-presidente da República, José Alencar, foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para a realização de exames.

Alencar apresenta baixa taxa de hemoglobina (proteína responsável pelo transporte de oxigênio no sangue).

O vice de Lula, que luta há anos contra um câncer na região abdominal, irá se submeter a exames rotineiros na manhã desta sexta-feira, quando o hospital deverá emitir um boletim médico

CINEfoot

Rio de Janeiro e São Paulo vão receber o CINEfoot – Festival de Cinema de Futebol – organizado pela Conexão Cultural e pelo IBEFEST - Instituto Brasileiro de Estudos de Festivais Audiovisuais, produtoras com destacada atuação no segmento de festivais audiovisuais no Brasil e no exterior.

No Rio de Janeiro, até 1º de junho, no Unibanco Arteplex, acontecem as Mostras Competitivas de longas (com 8 filmes) e curtas (com 14 produções), além da exibição fora de concurso do documentário “João”, sobre o sempre polêmico João Saldanha.

De 4 a 6 de junho, a mostra CINEfoot acontece no Museu do Futebol - Estádio do Pacaembu - Praça Charles Muller, em São Paulo.

Mais detalhes no oficial: www.cinefoot.org

Filme no Minhocão

O filme Elevado 3.5, que estr-eia no cinema dia 4 de junho, terá exibição especial ao ar livre, no próprio Minhocão, no domingo, às 19h, entre a Rua Helvetia e Alameda Glete.

Dirigido pelos cineastas João Sodré, Maíra Bühler e Paulo Pastorelo, o filme retrata o mundo de pessoas que se cruzam ao longo dos 3.5km do Elevado Costa e Silva, via expressa construída na região central de São Paulo, durante o governo dos presidentes militares.

Elevado 3.5 venceu o Festival “É tudo verdade / It’s all true” em 2007

Para ver de graça

A Elo Company - empresa pioneira em mídias digitais e distribuição de conteúdo audiovisual – disponibiliza na internet documentários produzidos em 2009 pela CPFL Cultura no canal www.elocpflcultura.com.br

Em Pandemonium (52 min), Jorge Bodanzky, investiga o impacto das mudanças climáticas e os novos desafios na área energética.

Também podem ser vistos Espaço e Movimento (26 min, de André Finotti), Homem Centenário (26 min, de Andréa Pasquini) e Limite (26 min, de Paschoal Samora).

Saiba mais em www.elocompany.com.br

É brinquedo não...

Pela 5ª vez que o Playcenter será palco, no próximo dia 5, do Gay Day – concurso miss Beleza Gay São Paulo 2010.

Todos que forem ao Gay Day poderão curtir as mais de 35 atrações do parque, além das atrações específicas do evento.

O concurso é direcionado apenas para transformistas, não sendo aceita a participação de candidatos que tenham silicone (seios e bumbum) e plásticas que eliminem características masculinas.

A “vencedora” participará do maior evento de Beleza Gay do Brasil – o 33o Miss Brasil Gay.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Maio de 2010.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Capimunismo chinês articula novos empréstimos à Petrobrás e compra terras com urânio na Bahia

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta Quinta)

Por Jorge Serrão


Em médio prazo, o Brasil corre o risco de se tornar, tecnicamente, um satélite da poderosa metrópole capimunista chamada República Popular da China. Os chineses miram a compra de terras e garantias de preços baixos para o fornecimento de commodities – principalmente grãos, minérios e petróleo. Também planejam investimentos em bioenergia. O esquema chinês usa como laranjas grupos de investidores privados ávidos por adquirir o controle de empresas estratégicas, em curto e médio prazo.

A China tem um poderoso fundo soberano, China Investment Corporation, com ativos de US$ 300 bilhões, presidido por Gao Xiqing. Outros instrumentos fundamentais para a “conquista econômica” dos chineses são o Bank of China e o Industrial and Commercial Bank of China. O capitalismo de Estado chinês também conta com empresas do porte da Pallas International. Tais grupos de investidores escondem os verdadeiros “timoneiros” do sinocapimunismo: a Oligarquia Financeira Transnacional. O Partido Comunista Chinês segue, direitinho, as ordens dos controladores globais, em uma parceria lucrativa e bem sucedida.

Na semana passada, a estatal de energia elétrica State Grid Corporation of China assumiu o controle de sete das 12 empresas da Plena Transmissoras, por R$ 3,1 bilhão. Ao mesmo tempo, a Sinochem adquiriu 40% do Campo Peregrino, na bacia de Campos, em mãos da norueguesa Statoil, por US$ 3,7 bilhões. Investidores chineses têm interesse em participar dos leilões de concessão de exploração realizados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Os chineses planejam vender máquinas e equipamentos à Petrobrás

A Pallas International assinou com o governo baiano um protocolo de intenções para se instalar no Estado e produzir grãos para exportação. Pretende comprar de 200 mil e 250 mil hectares de terras, tanto no oeste da Bahia quanto na região conhecida como Mapito, o cerrado do Maranhão, Piauí e Tocantins. O interesse no Oeste da Bahia, na região do rico município de Luiz Eduardo Magalhães, tem uma razão específica: lá existem reservas de urânio e potássio – fundamentais para a energia nuclear e para o setor de fertilizantes.

A Petrobrás ontem se esforçou para desmentir a notícia de que negocia um novo empréstimo bilionário com Banco de Desenvolvimento da China (BDC). O Diário do Povo e o Global Times, jornais ligados ao Partido Comunista chinês, atribuíram à Sinopec a informação sobre os empréstimos. Há um ano, o BDC concedeu crédito de US$ 10 bilhões à “estatal” brasileira (de economia mista). Em troca, a estatal assinou um contrato de fornecimento de petróleo por dez anos com a estatal chinesa Sinopec, que previa a entrega de 150 mil barris/dia no primeiro ano e 200 mil barris/dias no período restante.

Seguro morreu de velho...

Antônio Palocci Filho, que cuidará dos recursos da milionária campanha de Dilma Rousseff, não vem mesmo candidato a deputado federal.

Vai disputar uma posição política bem mais segura e privilegiada.

Será suplente ao Senado de Marta Suplicy.

Julgamento

O Observatório do Direito à Comunicação informa que está marcado hoje o início do julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre a constitucionalidade do Decreto 5.820 de 2006, que estabeleceu o Sistema Brasileiro de TV Digital e as regras para a digitalização da principal mídia do Brasil.

O ministro Carlos Ayres Britto é o relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 3944) foi protocolada em 21 de agosto de 2007 pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e contesta quatro artigos do decreto.

A principal motivação da ação é a avaliação de que o decreto mantém as bases para a concentração da propriedade das emissoras de TV no Brasil, sem licitação.

Pressão política

Outras três entidades sociais endossam a ADI, na condição de Amicus Curiae. São elas: Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, Conectas Direitos Humanos e Instituto Pro Bono.

Também a Procuradoria Geral da República defende que a outorga dos novos canais surgidos com a digitalização da TV deveria seguir o rito atual de renovações e concessões, sendo examinadas pelo Poder Executivo e Legislativo, nos termos do Artigo 223 da Constituição.

Um parecer da PGR questiona ainda a falta de transparência durante o momento da escolha, pelo governo brasileiro, do padrão japonês como base tecnológica do SBTVD.
Sem motivo pra comemorar

Há exatos 300 dias, o desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, colocou o jornal Estado de São Paulo sob censura.

Atendendo pedido do empresário Fernando Sarney, o jornal foi proibido de publicar informações sobre investigações da Polícia Federal que atingiam o filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Além de proibir a publicação sobre a operação Boi Barrica, Dácio Vieira impôs a aplicação de multa de R$ 150 mil para cada vez que o jornal publicasse uma informação sobre o caso.

Se liga, Cinemateca

Circula na Internet uma Carta à Cinemateca Brasileira, em forma de abaixo-assinado, escrita, em conjunto, por um grupo de pesquisadores, produtores, cineastas e a Associação Brasileira dos Documentaristas/ Nacional e de São Paulo.

A principal reivindicação é um pedido de acesso para todos, de todos os materiais arquivados na Cinemateca, e valores justos/transparência de acordo com os projetos, democratizando e cobrando valores justos para o uso de um acervo que é bem público.

http://www.PetitionOnline.com/CCB2405/petition.html

FFAA em ação

Um vídeo mostra como a Marinha, Exército e Força Aérea estão sempre prontos para a defesa da terra e da gente brasileira.

Confira em:

http://www.youtube.com/watch?v=b85Aw3_CWVQ&feature=player_embedded

Martinho do Hino

Vale a pena conferir o HIno Nacional Brasileiro na voz do renomado cantor e compositor Martinho da Vila, ex-sargento do Exército:

O espetáculo foi produzido para um comercial institucional do Governo do Estado do Rio de Janeiro, sob patrocínio da Cedae:

http://www.youtube.com/watch?v=qzbrc0YoVH4&feature=related

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Maio de 2010.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Aécio depende de decisão da família Neves para ser vice de Serra, e Lula só tira licença se tucano disputar o Planalto

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta Quarta)

Por Jorge Serrão


Só depende de uma decisão familiar, para Aécio Neves definir se vem candidato a vice-Presidente na chapa de José Serra ou se fica limitado a disputar uma vaga ao Senado por Minas Gerais. Aliados do DEM preferem que Aécinho entre na corrida pelo Palácio do Planalto. No ninho tucano, o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, é um dos maiores incentivadores da solução que garantiria uma grande votação nos dois maiores colégios eleitorais do País, além de parte do Nordeste – onde a popularidade de Lula pode fazer alguma diferença pró-Dilma Rousseff. Serra acha a chapa “o máximo”.

A família Neves mede os prós e contras de uma aventura na chapa com Serra. A grande questão é se vale a pena arriscar uma fácil eleição para o Senado por uma incerta disputa com a candidata de $talinácio. Aécio tem cacife político para ser o Presidente do Senado no próximo governo. O cargo é bom em um eventual governo Serra, e melhor ainda na continuidade do governo Lula. A oposição direta a Dilma pode abrir o caminho do Planalto para Aécio, em 2014. Ainda mais que a previsão conjuntural para o próximo governo é de crise econômica internacional – um cenário bem diferente do enfrentado por Lula, que só sentiu uma pequena turbulência – definida por ele como “marolinha”, nos dois mandatos, desde 2003.

O objetivo maior de Aécio, no longo prazo, é ser candidato a Presidente. Preferia ter sido agora, mas deixar para a próxima eleição é a opção alternativa. A complicada decisão de compor a chapa com José Serra também depende de uma equação geopolítica. A qual candidato a Oligarquia Financeira Internacional dará seu apoio político-financeiro? Pela gélida recepção dos investidores internacionais à Dilma, na recente visita a Nova York, a balança dos banqueiros-controladores globais penderia para o lado de José Serra – apesar dos discursos dele ameaçando mexer na governança do Banco Central do Brasil e seu lucrativo esquema de juros altíssimos. Aécio é muito bem visto pela banca transnacional.

Se prevalecer o velho estilo mineiro, Aécio disputa o Senado e resguarda sua imagem para daqui a quatro anos. Enquanto isto, sua indefinição até a convenção tucana, obrigará o PT a pensar várias estratégias para a nada fácil campanha de Dilma, que decola nas pesquisas amestradas, mas, na realidade, voa com o desempenho e habilidade de uma galinha.

Fator Aécio

No fim de semana, $talinácio definiu que poderia tirar licença da Presidência, por um mês, entre 31 de julho e 31 de agosto, para mergulhar na campanha da Dilma.
Mas só vai tomar tal decisão se Aécio Neves vier candidato a vice de José Serra.

Se Aecinho disputar o Senado (o que é muito mais provável), Lula deixa tudo como está e continua fazendo campanha disfarçada, tomando inúteis multas do Tribunal Superior Eleitoral.
Impostura político-tributária

As figuras que disputam a dianteira nas pesquisas presidenciais deram ontem mais uma prova de que não estão dispostas a tratar, com seriedade, a questão dos impostos elevados e abusivos no Brasil.

O encontro entre os três principais pré-candidatos à Presidência da República e os representantes das indústrias - realizado ontem, em Brasília, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) – decepcionou quem queria discutir a elevada carga tributária brasileira.

Dilma Rouseff, José Serra e Marina Silva foram completamente evasivos sobre temas como redução de tributos, dos encargos sobre a folha de pagamentos e desoneração das exportações.

Fugindo do assunto

José Serra criticou a falta de planejamento, de investimento em infraestrutura, além da ausência de uma política de concessões na área.

Dilma Rousseff optou por um discurso focado nas ações do governo Lula, em que defendeu a política macroeconômica, embora classificasse o sistema tributário de "caótico".

Marina embarcou na demagogia de que “não faltam boas ideias no Brasil que podemos adotar para desenvolver e criar empregos".

Dos presidenciáveis, apenas Mário Oliveira, do PT do B, tem batido seriamente na tecla da redução de impostos e redesenho do modelo tributário no Brasil.

Pulando do Dilmanic

A base amestrada de $talinácio sofre uma baixa importante.

Roberto Jefferson, presidente do PTB, fechou ontem um acordo para apoiar José Serra, pré-candidato do PSDB à Presidência.

Jefferson anunciou que a convenção nacional será realizada nos dias 18 e 19 de junho, em São Paulo, quando o acordo será formalizado.

A coligação com o PTB dará ao tucano mais 58 segundos no tempo da TV.

Sucessão Global

Não são apenas Aécio e Lula que vivem com os olhos apontados para o ano de 2014, quando teremos Copa Mundial de Futebol no Brasil.

Carlos Henrique Schroder, atual diretor da Central Globo de Jornalismo e Esportes, é sério candidato à Presidência da Rede Globo, a partir de 2014.

Corre por fora, mas com chances enormes, Érico Magalhães, atual diretor de Recursos Humanos da Globo.

O atual presidente, Octávio Florisbal, tem um compromisso com a família Marinho para ficar no cargo por mais quatro anos.

Troca-troca

O presidente francês Nicolas Sarkozy aproveitará o encontro de cúpula do G-20, mês que vem, em Toronto, no Canadá, para propor que o Brasil tenha uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU.

O benefício será a moeda de troca para que Lula referende o compromisso de adquirir 36 caças franceses Rafale, da Dassault, para o reequipamento da Força Aérea Brasileira.

O prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, e o próprio Alto Comando da FAB preferiam o caça sueco Gripen NG, da Saab.

Seis por meia dúzia?

O Ministro da Defesa do caça francês, Nelson Jobim, tem agora novos argumentos em favor do Rafale.

Se vencer o jato francês, o governo Sarkozy se comprometeria a adquirir 12 cargueiros KC-390, cargueiro da Embraer que substituiria a atual frota francesa de C-130 Hércules, fabricados pela norte-americana Lockheed.

Jobim já raciocina que os EUA não ficariam PTs da vida com a derrota do F-18, fabricado pela norte-americana Boeing – porque a maior parte da tecnologia usada pela Embraer em seu cargueiro vem de empresas do Tio Sam e seus controladores associados.

Controladores nervosos

A Oligarquia Global sente arrepios com o projeto de lei 5.696, que tramita na Câmara Federal desde o ano passado, e pretende exigir das empresas estrangeiras a indicação de todos os participantes do quadro societário como condição para se instalarem no Brasil.

Atualmente, para terem autorização para funcionar, obtendo o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), as estrangeiras só precisam indicar à Receita Federal um procurador no Brasil.

O autor da ideia é o deputado Paulo Rubem Santiago (PDT-PE).

O projeto ainda precisa ser submetido às comissões de Finanças e Tributação e, posteriormente, à Comissão de Constituição e Justiça, seguindo, finalmente, para votação no Senado.

Salvação programada

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar as relações de Romeu Tuma Júnior com a máfia chinesa.

Mas o Secretário Nacional de Justiça pode curtir suas férias usando um Raidar fabricado em Xangai...

A investigação dará em nada, para que papai Tuma não colabore para que o Boi acabe no brejo...

Mala cheia

Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos receberão da Rede Globo, cada um, R$ 9,5 milhões pelos direitos de transmissão do Campeonato Paulista de 2011

O valor equivale a um ajuste de pouco mais de 26% em relação ao que foi pago no campeonato deste ano (R$ 7,5 milhões).

O contrato foi assinado ontem pelos clubes com a Globo.

X versus $ do Reino de Deus...

O Bispo Macedo terá um adversário de peso financeiro na disputa para comprar o prédio da velha TV Manchete, na Rua do Russel, para transformar em majestosa sede da Rede Record no Rio de Janeiro.

O Sr X Eike Batista também tem interesse no edifício, que fica em área sob seus domínios, na região da Glória.

A Credicheque Serviços Bancários, que é a atual dona do imóvel, quer a bagatela de R$ 80 milhões para passar para frente o elefante branco dos Bloch - projetado por Oscar Niemeyer.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 26 de Maio de 2010.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Brasil, no mato sem cachorro

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

As pessoas que integram estas instituições internacionais ligadas à ONU, parecem viver num planeta estranho, onde as decisões são regidas por leis, que não batem com as realidades e diferenças em cada área do planeta. E todas aquelas pessoas perseguem um almejado governo único inspirado na nova ordem mundial.

Um ensaio para instalação de tal autoridade supra nacional, já foi tentada quando da malograda conferência sobre o clima, cujas fraudes patrocinadas pelo grupo de cientistas a serviço da ONU, foram descobertas e denunciadas a tempo de desmascarar Al Gore e seu grupo de bandidos bem situados.

O esquema é parecido com o que acontece aqui: todos os impostos são recolhidos por Brasília e os prefeitos tem de viajar, viajar e viajar com o pires na mão para pedir a liberação de verbas para as obras mais simples, como construir uma quadra de esportes. Como está no vídeo que dona Dilma proibiu de ser apresentado no encontro de prefeitos em Brasília: http://www.youtube.com/watch?v=z-1Appoc8XI

Todas as nações recolheriam seus recursos para que a autoridade mundial, - gente estranha, de outras culturas, gente prepotente que já comprovou utilizar a mentira e a fraude para alcançar objetivos internacionalistas e totalitários, coletivistas e racistas – decida e legisle, critique e determine, faça e desfaça em nossa casa, carreando o produto do nosso trabalho e nossos recursos naturais.

Os "verdes" da nossa política, estão todos comprometidos com estes centros de decisão internacionalista. São financiados, alimentados e servís, que nem o Minck do coletinho, que encheu o Ministério do Meio Ambiente com os gringuinhos de ongs estrangeiras e advogadinhos para criar leis terroristas, que inviabilizariam o agro negócio, que nem sua antecessora dona Marina que repete o discurso de ongs internacionais.

O caminho da pátria socialista que todos os da esquerda – PT, PSOL, PSB, PC do B, PV e menos radicalmente o PSDB e PDT – desejam está com as trilhas abertas. Os assessores e "movimentos sociais" trabalham diuturnamente criando fatos para calar a imprensa, para acabar com a propriedade privada, para ditar sobre a educação sem interferência dos pais, para controlar toda a economia, como Chávez está fazendo, como Cuba fez. O Foro de São Paulo determina e os "bolivarianos" cumprem e alardeiam.

No Brasil já se adiantaram com o PNHD, com a compra e submissão de todos os partidos, com a corrupção imensurável, com o ataque sistemático às Forças Armadas, com o compadrio com as FARC abrindo espaço para as drogas. Querem até acabar com o Exército e entregar a defesa nacional a quem? À ONU ou aos generais cubanos que já mandam na Venezuela e na Nicarágua? Nossos "inteligentes" são mais dependentes e assimiladas do que imaginamos.

E por esta razão, nos tornamos objeto de piada mundial. E nas nossas universidades, os que vão dirigir esta nação nos próximos anos, optam por greve, maconha, agitação política marxista vermelha, verde ou melancia do coletivismo internacional, que nos manterá cada vez mais pobres, submissos e dependentes.

É o que a história registra. É o que se vê em Cuba, onde o Coma'ndante chegou a controlar 277 empresas e dois bancos, faturando bilhões de dólares com tráfico de armas, drogas, marfim, diamantes, proteção a Pablo Escobar na Nicaragua e agora alugando médicos e militares para a Venezuela que paga 3 mil dólares por cada profissional, que recebe como salário apenas 100 dólares mensais.

Dos vídeos mostram depoimentos sobre as façanhas do heróico Fidel, o mais violento dos traficantes, contra o povo cubano e em favor do seu poder tirânico. O mesmo que em aparição na tv chamou de "filho da puta" o homem que agiu durante 7 anos criando empresas para burlar o cerco dos EUA e lavar dinheiro do tráfico de drogas e armas:

1.O Coronel nicaraguense Victor Boitano: http://www.youtube.com/view_play_list?p=8B90C5654F501F37

2.Manuel de Beunza, ex oficial de inteligência cubano, que rodou o mundo fundando as empresas de Fidel: http://www.youtube.com/watch?v=GK_KY0t7pL4&NR=1

Enquanto isso, no Chad, mais de dois milhões condenados a morrer de fome em dois meses, estão esperando a ajuda da ONU. E mais outros 10 milhões estão na faixa do Sahel – Senegal, Mauritânia, Mali, Burkina, Faso, Niger, Nigéria, Chade, Sudão, Etiópia, Eritreia, Somália,Digibouti - sem ajuda da "comunidade internacional".

Os recursos estão concentrados no Haití. E isto nos dá uma visão da inteligência administrativa e do poder da ONU, que deseja ditar o que devemos fazer, principalmente em referência a direitos humanos! E lá vamos nós: "Brasil vai à Corte da OEA por crimes cometidos na ditadura militar" e todos os viajantes que vão pedir a "condenação" dos estrangeiros, são defensores dos guerrilheiros de antanho.

São todos eleitores da líder de organizações terroristas que era conhecida como Estela, ou Patrícia, ou Vanda, ou Luiza e que "juntamente com sua colega de quarto, conseguiu penetrar em um quartel e roubar armas e munição, levando tudo para a pensão em que moravam. Hoje seria muito bem chamada de Joana D'Arc da corrupção." Mas isto é conversa prá outro dia.

Hoje, ficamos com as palavras do ator Carlos Vereza: "Não podemos nem pensar em colocar como Presidente do Brasil, uma mulher Terrorista, que passou a vida assaltando bancos, matando pessoas inocentes, arrombando casas, roubando e matando as pessoas. Só uma pessoa internada num manicomio, seria capaz de votar numa BANDIDA para presidente de um País." E o arremate de Augusto Nunes na revista Veja: "Lula já é um dos favoritos na disputa do título de idiota útil da década".

Loguinho, fome, desemprego, tragédias, corrupção, gafes estarão esquecidas: ele vai receber os jogadores da seleção de futebol. Uma festa. Se o General De Gaulle não estivesse entre os mortos, voltaria a afirmar: "O Brasil não é um país sério!". Se fosse, estaria alimentando o mundo, com sobras e sem a Monsanto. Se fosse, estaria com escolas de alto nível formando verdadeiros líderes e pesquisadores de ponta.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Major nega uso de “delação premiada” contra Generais, policiais e políticos metidos no Escândalo do IME

2a Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta Segunda)

Por Jorge Serrão

Novidades de hoje cedo, no front do escândalo do IME, indicam que existe uma campanha para tentar desmoralizar o Comando do Exército. O Major Washington Luiz de Paula acaba de negar a oficiais amigos o teor de um e-mail a ele atribuído com ataques a Generais, coronéis, capitães, burocratas do TCU ou políticos. O General Enzo Peri, Comandante do EB, precisa se cuidar, já que este é o segundo episódio, em sequência, para "queimá-lo". O outro foi a denúncia de quebra de sigilo fiscal de militares atribuída ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

O Major Washigton, investigado por problemas em licitações de consultoria no IME, deixou claro na mensagem a um oficial amigo: "É um absurdo esse e-mail. Jamais faria algo dessa natureza.Trata-se da reputacao de pessoas idoneas e acima de qq suspeita.Nada tenho haver com esse absurdo.Tenho fe que a justica e nosso exercito tomarao as medidas cabiveis.Existem ferramentas para descobrirem a verdade e isso será feito.Fico triste com meu nome na lama, mas confiante na descoberta da verdade".

Em nossa primeira edição desta segunda-feira, o Alerta Total informou que um e-mail enviado quinta-feira passada para mais de cinco mil membros do Exército, da ativa e da reserva, serviu para aumentar a dimensão política do escândalo das licitações no Instituto Militar de Engenharia – um dos mais importantes centros acadêmicos do Brasil. Na sempre viva “comunidade de informações”, surgia ontem a informação de que parte dos R$ 15,3 milhões – obtidos em licitações de consultorias técnicas entre os anos de 2004 e 2006 – pode ter sido desviada até para campanhas eleitorais de membros do governo Lula, inclusive a campanha presidencial deste ano.

O escândalo se torna mais explosivo e pode ficar incontrolável, se um dos principais suspeitos de comandar o esquema de fraudes e desvio de dinheiro público confirmar sua ameaça de apelar para a “delação premiada”. A mensagem eletrônica, supostamente assinada pelo Major Pqdt Washington Luiz de Paula, deixa clara a intenção do militar de denunciar oficiais superiores que teriam participação nos “negócios”. Washington ameaça divulgar os nomes à Polícia Federal. O oficial, acuado e acusado, pode abrir o bico para a procuradora militar Maria de Lourdes Souza Gouveia Sanson, que apura o caso.

Se a “carta” for verdadeira – o que a Procuradoria Militar já está investigando -, até a cúpula do Exército pode ter problemas políticos de sustentação. O autor da mensagem acusou: “Não esqueçam meu chefe direto, meu comandante, na época das ´ditas falcatruas´, era nada mais nada menos que, hoje, o Chefe Supremo do Exército Brasileiro, General de Exército Enzo Martins Peri, nascido no Rio de Janeiro, a 11 de abril de 1941. Ele sabia de tudo, ´tudo´ mesmo. E os outros dois generais, esses frouxos, só resolveram aparecer quando passaram para a reserva. Assim fica fácil. Não estranhem se algum deles aparecer pedindo votos ou se lamentando no Clube Militar”.

O suposto Major Washington reclama, na mensagem, que “todo o Exército Brasileiro sabe e ninguém tomou nenhuma atitude contra todos, somente contra este Major, que ora vos escreve”. O denunciante acrescenta: “A conta tem que ser paga por todos. Por que apenas este Major, que trabalhou duro para proporcionar: mordomias, lazer, patrimônios, etc., agora é abandonado e desde já condenado a pagar por este fardo que é de todos? No documento, abaixo relatado, seguem os nomes de todos meus ex-companheiros, inimigos e algozes. A partir de agora, sei que, minha cabeça está a prêmio. Se eu for eliminado, tenham a certeza que a culpa recairá na cabeça de algum (ns) desse (s) senhor (es). A Polícia Federal só tem olhos para mim. A Receita Federal triturou minhas declarações, de minha esposa, cunhadas, concunhado, sobrinho e de meu sogro. INSS, ISS e outros impostos também estão acabando com as firmas de minha família. Já houve três tentativas de assassinato a minha pessoa, todas registradas na polícia. Até que ponto eu aguentaria? Só me restou a ´Delação Premiada`”.

O ator do e-mail abusa da ironia: “Se eu for expulso, resta-me a carreira política. Vejam o caso do Capitão Jair Bolsonaro. E eu não quero explodir quartel, não sou torturador, nada parecido com esses militares bitolados, sou apenas produto do meio administrativo do Exercito Brasileiro. Resta-me, ainda, passar em qualquer concurso público, com QI acima de 170, nada para mim é difícil. Minha família estará assegurada se expulso eu for, sou dado como morto. Minha esposa e duas filhas recebem meu salário integral, esse salário de fome. Há muito tempo minha esposa e filhas estão fora do Brasil, seguras, bem de vida. Esta é a minha maior glória. Não temo nada, sou forte e tenho, na minha força, aquele que me fortalece: Deus. Deus seja louvado”.

Intervalo Eleitoral

Damos uma pausa no escândalo do Exército, que tem tudo para provocar uma crise militar com altas doses de acidose, para um comunicado eleitoreiro.

O chefão $talinácio da Silva decidiu ontem que vai mesmo pedir licença do cargo para correr atrás dos votos que elegerão Dilma Rousseff sua sucessora.

Ficou combinado com a cúpula do governo que Lula se licencia entre 31 de julho e 31 de agosto.

O vice José Alencar terá de segurar a onda por um mês.

Aécio articulando

O ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, passou o fim de semana sondando caciques do DEM.

Perguntou se eles consideram viável sua propensa decisão de vir candidato a vice-Presidente de José Serra.

Recebeu vários apelos para aceite o desafio, ainda mais que a candidatura Dilma não demonstra substância.

Vale dar uma lida, no intervalo

Sobre sucessão, leia o artigo de Maria Lúcia Barbosa: Lula, o “bom amigo” e “irmão” de Ahmadnejad

Sobre os danos da “Engenharia Social”, João Ubaldo Ribeiro: Use corretamente o papel higiênico

Sobre censura, nosso artigo: Diga não à Censura na Internet

Ataque e defesa

O autor do e-mail se defende com ameaças, em letras garrafais:

"SENHORES XXXXXXXX, REZEM PARA QUE NADA ACONTEÇA COMIGO. TENHO UMA DOCUMENTAÇÃO COM SEUS NOMES, VÍDEOS ETC. CASO VENHA A SOFRER QUALQUER AÇÃO, NÃO POUPAREI NINGUÉM. TRÊS PESSOAS, DE MINHA INTEIRA CONFIANÇA, "DETONARÃO", EM ÂMBITO NACIONAL, TODA ESSA DOCUMENTAÇÃO. SENHORES POLICIAIS, IGUALMENTE, SE EU FOR ELIMINADO, AS DELEGACIAS AS QUAIS RECEBEMOS EXTORSÃO E SEUS RESPECTIVOS NOMES SERÃO DEVIDAMENTE ANUNCIADOS AOS QUATRO VENTOS. TCU, NÃO ESQUECI DE VOÇÊS, TAMBÉM DENUNCIÁ-LOS-EI, NOME POR NOME, AÇÃO POR AÇÃO. TEN CEL INFANTARIA XXXXXX – SEU PSICOPATA. SE, SEQUER, SONHAR EM VIR PARA FLORIANÓPOLIS OU VISLUMBRAR EM MANDAR PARA CÁ QUALQUER CAPANGA SEU, MENCIONADO SERÁ SEU NOME”.

Perguntinha idiota do Alerta Total: Será que tantos ataques, atingindo tanta gente aparentemente poderosa, não fará com que este escândalo seja mais um providencialmente abafado no Brasil?

O escândalo

O Ministério Público Militar investiga a atuação das empresas Deligon/Antoned, Benchtop, GNBR e Leadman, Digmar/New Works/Work & Service em consultorias técnicas ao IME e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), do Ministério dos Transportes.
O major Washington Luiz de Paula (que era lotado no IME) tem cinco pessoas da família, entre elas cunhadas e sogro, nas empresas investigadas.

Quem tiver estômago, veja a carta supostamente assinada por Washington Luiz de Paula, que preserva o nome dos Generais que denuncia, mas ataca alguns oficiais de patente mais baixa:

http://www.reservaer.com.br/gb7new/detalhes.php?pSerial=35737

Recado das Legiões

Militares da ativa e da reserva, indignados, exigem a apuração do caso, doa a quem doer.

A opinião "generalizada" ontem era de que, apesar da constitucional presunção de inocência, as denúncias precisam ser rigorosamente investigadas, para não contaminar o Exército.

As Legiões avaliam que qualquer abafamento do caso seria um dos maiores atentados terroristas contra a honra das Forças Armadas.

Pânico com candidaturas militares?

Não é só o escândalo no IME que deixa o Forte Apache em polvorosa.

Em 15 Estados, militares quebram o silêncio dos quartéis e se organizam para formar uma bancada no Congresso Nacional.

Esta é a linha de uma reportagem da revista Isto é, ouvindo oficiais que serão candidatos este ano, pedindo o abrandamento dos regulamentos militares das Forças Armadas, a criação de um fundo de garantia por tempo de serviço para os militares, maior presença nas fronteiras, além de barrar a criação de 700 cargos comissionados no Ministério da Defesa.

Confira a reportagem em:
http://www.istoe.com.br/reportagens/74669_CANDIDATOS+FARDADOS

Oportunismo gay

As Legiões ficaram iradas porque o superintendente estadual de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos do Rio de Janeiro, Claudio Nascimento, pediu indenização por danos morais contra o ministro do Superior Tribunal Militar, Raymundo Nonato de Cerqueira Filho.

Em fevereiro, em audiência pública no Senado, Cerqueira Filho foi sincero e expressou sua opinião de que homossexuais não podem ingressar nas forças armadas.

O General de Exército chegou a comentar: “a vida militar reveste-se de determinadas características, inclusive em combate, que pode não se ajustar ao comportamento desses indívíduos (os homossexuais)”.

Notícia Atômica

A Agência Brasil informa que os dez prédios em construção no complexo militar de Aramar, em Iperó (SP), vão abrigar o Laboratório de Geração Nucleoelétrica.

Do Labgen sairá o primeiro reator nuclear 100% brasileiro – os de Angra 1 e 2 são, respectivamente, norte-americano e alemão.

A principal aplicação do reator será equipar o primeiro submarino nuclear brasileiro, que deverá entrar em operação por volta de 2020.

No prédio principal será montada uma réplica em escala real do submarino, para testar cada detalhe do reator, do motor e de todos os sistemas da embarcação, além de treinar a tripulação.

Bomba anatômica

Tem algo mais perigoso que o programa nuclear iraniano.

A candidatura presidencial de Dilma do Chefe.

Simplesmente, porque é uma “bomba” que pode implodir o sonho continuista do “terceiro mandato” do $talinácio.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Maio de 2010.