quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

BC cria compulsório para mercado de câmbio, e Dilma pensa em acabar com dólar flutuante

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/


Por Jorge Serrão

Além da cada vez mais tensa negociação fisiológica com seus “sócios da vitória” do PMDB, a Presidenta Dilma Rousseff tem outra preocupação cavalar. Precisa decidir, com urgência, se vai mesmo encarar o risco de mexer no câmbio. Ontem, a especulação noturna era de que a equipe econômica, por vontade do ministro Guido Mantega, pretendia dar uma interrompida no câmbio flutuante, operando com um dólar cotado na média de R$ 1,75.

Os “desenvolvimentistas” de Dilma podem radicalizar um pouco mais. Pensam em instituir a artificial política de duas cotações da moeda norte-americana. Uma pseudoflutuante – que se manteria “estável” pela intervenção diária do Banco Central – e uma cotação fixa para os contratos de exportação. O ex-presidente do BC do B, Henrique Meirelles, que não apita mais no governo, era contra tais mudanças. A equipe de Dilma não sabe o que fazer para conter a “valorização” do Real por causa da grande quantidade de dólares na economia brasileira.

O problema foi gerado pela política econômica de Meirelles-Lula. Ano passado, o BC do B comprou todos os dólares que ingressaram no País. A autoridade monetária também ficou com uma parte da moeda norte-americana que estava no caixa dos bancos. Nos leilões realizados diariamente, o BC do B ficou com US$ 41,4 bilhões no ano passado. A média “comprada” foi de US$ 165,6 milhões a cada dia útil. O volume adquirido foi 72% maior que o registrado em 2009.

Hoje, o Banco Central baixa circular determinando que os bancos deverão recolher ao BC, sob a forma de depósito compulsório, 60% sobre o valor da posição de câmbio vendida que exceder o menor dos seguintes valores: US$ 3 bilhões ou o patrimônio de referência (PR). Esse depósito compulsório será recolhido em espécie e não será remunerado. As instituições financeiras terão 90 dias para se adequar à nova regra. O BC do B alega que pretende melhorar o funcionamento do mercado de câmbio à vista e reduzir as posições vendidas do sistema, que em dezembro de 2010 alcançavam um valor de US$ 16,8 bilhões.

Censura marítima

A reportagem da Folha que faz a cobertura das férias do ex-presidente Lula no Forte dos Andradas, no Guarujá, foi censurada, em mar aberto, na manhã de ontem, por um bote motorizado com homens a serviço da Presidência.

O equipamento do repórter-fotográfico Moacyr Lopes Junior e o celular do repórter Fernando Gallo foram apreendidos pelos seguranças Mizael, sargento Frederico e agente Rodrigues.

Para que tanto excesso de segurança com o Extalinácio?

Que droga

Serginho Cabral faz mesmo escola no governo Dilma.

O novo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, é a favor de que haja uma discussão pública sobre a descriminalização do uso de drogas.

O recado foi dado ontem durante a gravação do programa 3 a 1, da TV Brasil.

O direito de negar

A primeira-dama da França, Carla Bruni, voltou ontem a negar que tenha pedido ao ex-presidente Lula que não extraditasse o terrorista italiano Cesare Battisti.

"Eu nunca intervim em favor de Cesare Battisti".

Ontem, o presidente do "Domus Civitas" (grupo de familiares de vítimas do terrorismo italiano na década de 1970), Bruno Berardi, acusou Bruni, italiana de nascimento, de ter tentado persuadir Lula da não extradição.

Segredinhos

Defensores da transparência das informações públicas criticam o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, por ter criado uma nova regra para classificar os inquéritos que chegam à corte contra deputados, senadores e ministros de Estado, autoridades que têm direito a foro privilegiado.

O serviço de consulta pública do Supremo não deve mais informar o nome do investigado, mas apenas suas iniciais.

E a censura deve ser imposta mesmo se o caso não correr em segredo de Justiça.

O piloto

É ninguém menos que Antonio Palocci Filho, desde o governo Lula, quando era deputado, quem pilota, nos bastidores, os projetos de abertura do capital da Infraero (estatal responsável pela administração do setor aeroportuário) e da criação de uma secretaria ligada à Presidência da República para cuidar da aviação civil.

Foi compromisso de campanha de Dilma, negociado por Palocci, entregar à iniciativa privada a construção e a operação dos novos terminais dos aeroportos paulistas de Guarulhos e de Viracopos.

Já no Rio de Janeiro, todas as articulações na área aeroportuária passam pelo governador Serginho Cabral.

Inflação do carro

O custo para andar e manter o carro ficou 7,48% mais caro em 2010.

O índice é maior do que a inflação registrada na cidade de São Paulo medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que foi de 6,40%, no ano passado.

A chamada “Inflação do Carro” é medida pela Agência AutoInforme, que apura mensalmente os preços dos produtos, serviços, impostos, seguros e combustíveis necessários para o motorista rodar e fazer a manutenção do carro.

Curtas

SescTV estreia, no dia 10 de janeiro, às 21h, a série Faixa Curtas, produzida pela produtora Bambu Filmes, com curadoria e direção de Luís Carlos Soares.

Com uma hora de duração, cada episódio apresenta em média três películas e aborda um tema, entre eles: Cinema e Terceira Idade; Cinema e Literatura; e Cinema e Destino.

O primeiro programa trata do tema Cinema e Solidão ao apresentar os curtas premiados: “Cotidiano” (2008), 17 min., direção de Joana Mariani; “Chapa” (2009), 15 min., de Thiago Ricarte; e “Náufrago” (1998), 19 min., de Amilcar Claro.

60 anos de TV

A Caixa Cultural São Paulo inaugura, às 11h do próximo dia 25, a mostra “60 Anos de TV no Brasil”, que segue exposta até o dia 13 de março.

A abertura, além de comemorar os 457 anos de São Paulo, faz um paralelo com a trajetória com a TV Brasileira, que pode ser visto logo na entrada da exposição.

Será uma viagem pela história desse importante meio de comunicação que, até hoje, hipnotiza milhares de brasileiros.

O público também poderá conferir os figurinos memoráveis que fazem parte do acervo da Pró-TV, entidade responsável pela exposição, que busca resgatar a história da televisão brasileira.

Boa notícia

2010 foi um ano de conquistas para crianças e adolescestes com câncer beneficiados pelos projetos apoiados pelo Instituto Ronald McDonald.

A instituição arrecadou mais de R$15 milhões em campanhas e eventos promovidos durante o ano, beneficiando 88 instituições em todo o Brasil.

A maior parte desse valor é proveniente do McDia Feliz, principal campanha no país em prol do combate ao câncer infantojuvenil que superou o recorde registrado na edição anterior e, neste ano, arrecadou R$ 13 milhões.

Sinal dos maus tempos...

O Conselho Federal de Medicina autorizou ontem que homossexuais e solteiros possam ser beneficiados pelas técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro e a inseminação artificial.

Antes, o CFM só permitia o procedimento em casais heterossexuais e oficialmente casados.

Após a morte de um dos integrantes do casal, desde que comprovada autorização prévia, registrada em cartório, também é autorizado o uso do material biológico coletado - espermatozóide, óvulo ou do embrião.

Foi-se

Morreu ontem à noite, de falência múltipla de órgãos, Lily Marinho, viúva de Roberto Marinho, fundador das Organizações Globo e Embaixadora da Boa Vontade da Unesco.

Com infecção respiratória, ela esteve internada na Unidade de Terapia Intensiva da Clínica São Vicente, nas últimas duas semanas.

Sua última grande aparição pública foi uma mega-festa para manifestar apoio das socialites cariocas à candidatura de Dilma Rousseff.

Vida que segue...


Ave atque Vale!


Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 6 de Janeiro de 2011.

Um comentário:

José disse...

Como a guerrilheira e terrorista dilma, elogia seu amo e senhor, $talinacio. Artigo de Demétrio Magnoli. A vassalagem è linda, tão linda quanto patética! Somos governados por outro doente. Saiu um e entrou outro! E os puxa-sacos, olhando para outro sociopata, babam-se felizes. Se o ridiculo matasse, 192 milhões de brasileiros teriam o status de defuntos! Mas, estamos mesmo no Brasil ou Coreia do Norte?

"Ah, o exagero - a sombra monstruosa do exagero. "Lula estará conosco." "Sei que a distância de um cargo nada significa para um homem de tamanha grandeza e generosidade": "o maior líder que este país já teve." "Seu nome já está cravado no coração do povo." Não é o elogio incisivo, mesmo mais que protocolar, ao presidente que saiu, companheiro de partido, responsável por seu triunfo. É a louvação desmedida, o adjetivo incontido, o culto despropositado, a metáfora de ressonâncias religiosas. "Sob sua liderança, o povo brasileiro fez a travessia para uma outra margem da história." É Moisés, na travessia das águas e na jornada pelo deserto. Nos seus dois discursos de posse, Dilma Rousseff apalpou a linguagem das tiranias personificadas.

Condutor? Comandante? Eterno Presidente? Líder Genial dos Povos? Grande Timoneiro?"

http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=10152&Itemid=141