sábado, 1 de janeiro de 2011

A Presidenta Fantoche do Poder Globalitário

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net


Por Jorge Serrão

O ouro foi a aplicação mais rentável, em 2010, no Brasil, com ganho de 32,26%. E quem é a dona do nobre metal, no mundo? A Oligarquia Financeira Transnacional, cuja sede econômica é a City de Londres. É a este Poder Real Globalitário que a presidenta Dilma Rousseff irá se curvar e servir, como fantoche, nos próximos quatro anos, se os linfomas políticos não lhe aplicarem algum golpe, por qualquer motivo.

Luiz Inácio Lula da Silva, agora em permanente saideira, e seu antecessor Fernando Henrique Cardoso, fizeram, direitinho, o dever de casa do esquema globalitário. Ambos, nos últimos 16 anos, seguiram as dietas do Diálogo Interamericano e demais clubes de poder da Oligarquia Globalitária. No campo econômico, Dilma será uma fiel seguidora do status quo dos verdadeiros donos do mundo.

O mau humor só mudará de faixa. Para servir aos patrões de sempre. Apenas o teor etílico deve diminuir no Palácio do Planalto. Só é preciso torcer muito para que Dilma não exagere na dose – no sentido conotativo. Caso se embriague pela cachaça autoritária, e contrariar grandes interesses, quem manda mesmo no Brasil vai lhe tirar o poder. Os controladores nunca perdem tempo. Logo preparam o retorno de Lula ou qualquer outro fantoche. E PT saudações. Literalmente...

Traição ao poder globalitário é sempre fatal. Para quem duvida disto, ilustrando este artigo, temos o símbolo de quem manda, realmente, no Brasil. A estátua do Príncipe Charles. Ele mesmo, o pomposo e vaidoso Duque da Cornuália! O Príncipe de Gales foi imortalizado em bronze como um deus alado e musculoso, quase pelado, vestido unicamente com uma tanga. O monumento ao nosso colonialismo econômico-cultural foi feito sob medida para uma praça, com o nome dele, em Palmas, capital do Tocantins. Simboliza o “Salvador do Mundo”.

O Brasil não precisa de salvadores, nem de fantoches dos que se autoproclamam “salvadores”. Precisamos, sim, é de um projeto de desenvolvimento, democracia, soberania e educação, para que sejamos uma Nação digna de nossas potencialidades. Dilma no poder é uma incognita. Se der certo, ruim para Lula, que será logo ofuscado e pode ser esquecido. Se der errado, melhor para Lula, que posará de bom antecessor, com direito a retorno. Se nem feder nem cheirar, pouco importa. Terá servido ao esquema que a colocou no poder.

Que venha a Dilma, disposta a vencer os cânceres políticos e ideológicos que ameaçam sua existência política, a partir deste primeiro de janeiro do novo ano.  Que a faixa lhe seja leve! Que ela não se transforme em uma PRESIDANTA. E as Legiões que se cuidem, porque o salto alto tem tudo para pisar nos coturnos.

Com que roupa eu vou para a festa da posse que ninguém me convidou? Segredo... O bom penetra não berra! Nem revela seus trajes. Só avisamos que, nos próximos quatro anos, continuaremos cumprindo a desagradável missão diária de desnudar a nova poderosa de plantão. Tomara que ela fique mais bonitinha que o pretenso Salvador peladão aí de cima.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 1º de Janeiro de 2011.

10 comentários:

Anônimo disse...

ministerio isto familia educação enquanto destroçada avança gayzada doutrination crianças prazer livre abortar sem limites estado amparando

Coronel Humberto Pinto disse...

Ilustre Jornalista
JORGE SERRÃO

Passado 2010 e iniciado 2011 desejo para você e todos os seus leitores Feliz Ano Novo.

O fim do Governo LULA e início da DILMA Presidente fecha o ciclo de uma época que começou em 1964 com a intervenção militar, concluída em 1988 com a Constituição Cidadã e continuada com os governos de Sarney, Collor, Fernando Henrique (2) e Lula (2). Cento e vinte e dois anos da nossa República e nos últimos quarenta e seis anos ainda não conseguimos assumir o Brasil em razão de fatores que não cabe aqui enumerar, mas que v. muito bem conhece. O rumo certo continua diante de nossos olhos, apenas aguardando alguém capaz de colocar o Brasil nos eixos. Os novos procedimentos do governo serão decisivos para aproximar ou afastar mais esse caminho.

José disse...

Não aceito nem considero dilma como presidente do Brasil. Tenho esse direito. E tenho, por que quem è eleito com urnas eletrônicas manipuláveis, não reconhecidas pela OAB, e que não permitem recontagem de votos. Logo por aqui, temos vigarice, no mínimo! Logo, uma presidente que pode até nem ter sido eleita pelos brasileiros, mas sim pelos programas informáticos maliciosos constantes nessas urnas, principalmente no Norte e Nordeste!

Só um idiota útil, um petralha esquerdopata acredita na seriedade dessas urnas eletrônicas!

Depois, temos uma terrorista que militou numa facção criminosa, assassina e terrorista acusada de mortes e assaltos a bancos, Essa terrorista vanglorizou-se de ter debaixo da cama, armamento, munições e explosivos. Combateu os militares e agora è "comandante-em-chefe" desses militares. Paradoxo e demagogia em doses industriais. Para mim, não encaixa! Não dá!

Ainda depois, tem horror aos homens, por sua ordem, a sua segurança, è ser formada apenas por mulheres. A guarda motorizada que irá ao lado do carro presidencial, è formada só por mulheres. A bordo do avião presidencial, só mulheres estão autorizadas a servi-la. Eu também gosto de estar rodeado por mulheres, mas não vou deixar de lado meus amigos.

Não tenho nada contra a terceira via sexual, mas quando ela se torna doentia, então aí dá para pensar que teremos outro doente a governar o Brasil. Sem duvida que temos outro psicopata e sociopata. Já mostrou sua faceta homofobica! Aliás, na Casa Civil, mostrava isso todos dias, ora com ministros, ora com funcionários! Outro era alcoólatra!

Politicamente, primeira reunião com chefe de estado è inacreditavelmente o ditador chavez! Coincidência? Não existem. Está dado o sinal da orientação política do seu governo. Agora só falta ir de vestido vermelho como insistem lulla e marisa! Um casal patológico! Aí teremos um Brasil soviético, vitoria do Foro de São Paulo.

A maioria dos seus ministros e lugares de confiança do seu governo(?) foram indicados por lulla! Dá para confiar na capacidade intelectual desse terrorista feita pesidente?

José disse...

Não aceito nem considero dilma como presidente do Brasil. Tenho esse direito. E tenho, por que quem è eleito com urnas eletrônicas manipuláveis, não reconhecidas pela OAB, e que não permitem recontagem de votos. Logo por aqui, temos vigarice, no mínimo! Logo, uma presidente que pode até nem ter sido eleita pelos brasileiros, mas sim pelos programas informáticos maliciosos constantes nessas urnas, principalmente no Norte e Nordeste!

Só um idiota útil, um petralha esquerdopata acredita na seriedade dessas urnas eletrônicas!

Depois, temos uma terrorista que militou numa facção criminosa, assassina e terrorista acusada de mortes e assaltos a bancos, Essa terrorista vanglorizou-se de ter debaixo da cama, armamento, munições e explosivos. Combateu os militares e agora è "comandante-em-chefe" desses militares. Paradoxo e demagogia em doses industriais. Para mim, não encaixa! Não dá!

Ainda depois, tem horror aos homens, por sua ordem, a sua segurança, è ser formada apenas por mulheres. A guarda motorizada que irá ao lado do carro presidencial, è formada só por mulheres. A bordo do avião presidencial, só mulheres estão autorizadas a servi-la. Eu também gosto de estar rodeado por mulheres, mas não vou deixar de lado meus amigos.

(...)

José disse...

(...)

Não tenho nada contra a terceira via sexual, mas quando ela se torna doentia, então aí dá para pensar que teremos outro doente a governar o Brasil. Sem duvida que temos outro psicopata e sociopata. Já mostrou sua faceta homofobica! Aliás, na Casa Civil, mostrava isso todos dias, ora com ministros, ora com funcionários! Outro era alcoólatra!

Politicamente, primeira reunião com chefe de estado è inacreditavelmente o ditador chavez! Coincidência? Não existem. Está dado o sinal da orientação política do seu governo. Um regime politicamente sovietico mas economicamente servindo a Oligarquia Financeira Transnacional. Um regime bolivariano chavista!Agora só falta ir de vestido vermelho como insistem lulla e marisa! Um casal patológico!

A maioria dos seus ministros e lugares de confiança foram indicados por lulla! Dá para confiar na capacidade intelectual desse terrorista feita presidente?

Anônimo disse...

Essa estátua não é mais uma queima de dinheiro público ???

VIDALVO DE OLIVEIRA disse...

OLÁ AMIGOS,
a posse dessa senhora guerrilheira comunista neste dia 1 de janeiro de 2011 até a natureza chorou em brasilia com medo do que pode acontecer com os trabalhadores neste brasil idiotizado pela nova ordem mundial financeira que a propria guerrilheira presidente disse que iria acabar com a pobreza, atenção meus amigos pobres do brasil se cuidem porque o pau vai cantar, nao podemos acreditar mais na democracia representativa brasileira porque ela nao representa a nacionalidade, enquanto a guerrilheira tomava posse e chorava de alegria por ter conquistado o poder político na minha analise eu chegava a pre isa conclusão; ela ganhou o poder político porem falta a ela e seus guerrilheiros de meia tigela ganharem o poder do estado, ai é que está o nó. Feliz ano novo para todos se a guerrilheira meia tigela deixar.
obrigado, um abraço.

Vidalvo de Oliveira

Anônimo disse...

Anime-se!

Apesar da escuridão imposta sobre o Brasil, novas luzes em breve se acenderão.

Aguarde.

Feliz 2011. Força!

Brasilândio

elton disse...

jorge olha essa deu no defesa net Petróleo

Conseguirão, as petroleiras “estrangeiras” reverter a lei do pré-sal?”. Este é o tema de um extenso telegrama enviado pelo consulado americano no Rio de Janeiro a Washington em dezembro do ano passado... É que, para o pré-sal, o Brasil mudou o sistema de exploração. As petroleiras exploradoras não serão mais as “donas” do petróleo como no sistema de concessões... No pré-sal elas terão que seguir um modelo de partilha, entregando pelo menos 30% à União, e a Petrobras será a operadora exclusiva, com controle sobre a compra de equipamentos, tecnologia e a contratação de pessoal, o que poderia prejudicar os fornecedores americanos.

Mesmo com as novas regras as petrolíferas estrangeiras não sairão do Brasil, inclusive porque não há muitos lugares no mundo para onde possam ir. Naturalmente elas se opuseram as novas regras usando de toda pressão internacional, com auxílio de um dos partidos que disputavam as eleições. A afirmação "as regras sempre podem mudar depois" de um executivo de uma petrolífera estrangeira pode ter sido um acinte, mas lhe teria sido prometido por um candidato à presidência. Alguns políticos ainda insistem neste lobby sem levar em conta o interesse do País.

WikiLeaks revelou que o Instituto Brasileiro de Petróleo e a Organização Nacional da Indústria do Petróleo são “brasileiros” só no nome. Muitos dos que acusavam a Associação de Engenheiros da Petrobrás (AEPET), de paranóicos agora reconhecem que eles estavam certos. Realmente existia uma conspiração e era extremamente danosa para a sociedade brasileira Da AEPET nos chegaram os seguintes dados: A emenda do deputado Henrique Alves, que devolve, em petróleo, os royalties pagos, (cerca de 30 bilhões de dólares por ano) aos consórcios produtores teria sido “inspirada” pelos cartéis de Londres “O Senador Jucá, em face das denúncias do absurdo da emenda Henrique Alves, retirou-a, mas por pressão do lobby, recolocou a devoluç ão, sub-repticiamente, em artigos do substitutivo. Onde fala em ressarcir os custos de produção, Jucá acrescentou: e os royalties pagos.

A boa notícia é que os estrangeiros têm medo que a sociedade brasileira saiba de toda a tramóia deles e se indigne. Então, como a sociedade está agora começando a saber, deveremos ter boas notícias brevemente

Outra boa notícia

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara aprovou Projeto de Lei determinando a submissão de novas demarcações de terras indígenas à aprovação do Congresso. O Projeto ainda será analisado pelas Comissões de Direitos Humanos e Minorias e Justiça e Cidadania, antes de ser submetido ao plenário.

Se aprovado, o País se livrará das imposições da FUNAI - sempre a serviço da agenda indigenista internacional, delimitando vastas ares do território nacional para tribos indígenas e "esterilizando- as" para os processos de desenvolvimento ou, até mesmo, em favor de futura emancipação e independência. Naturalmente como protetorado das nações que ambicionam os minerais daquele rico sub solo.

A proposta foi de autoria de autoria dos deputados Aldo Rebelo e Ibsen Pinheiro, aos quais cumprimentamos efusivamente.

Enquanto isto o front indígena / ambientalista segue incrementando a política de reivindicar áreas sob as quais estão as mais importantes jazidas para o desenvolvimento autônomo deste País! A questão moral é mais simples do que a “reparação das injustiças” que a Funai proclama ou da “preservação” dos sonhos do Ibama: é escolher entre a integração nacional e manter uma poética curva do rio

elton disse...

jorge olha essa deu no defesa net Petróleo

Conseguirão, as petroleiras “estrangeiras” reverter a lei do pré-sal?”. Este é o tema de um extenso telegrama enviado pelo consulado americano no Rio de Janeiro a Washington em dezembro do ano passado... É que, para o pré-sal, o Brasil mudou o sistema de exploração. As petroleiras exploradoras não serão mais as “donas” do petróleo como no sistema de concessões... No pré-sal elas terão que seguir um modelo de partilha, entregando pelo menos 30% à União, e a Petrobras será a operadora exclusiva, com controle sobre a compra de equipamentos, tecnologia e a contratação de pessoal, o que poderia prejudicar os fornecedores americanos.

Mesmo com as novas regras as petrolíferas estrangeiras não sairão do Brasil, inclusive porque não há muitos lugares no mundo para onde possam ir. Naturalmente elas se opuseram as novas regras usando de toda pressão internacional, com auxílio de um dos partidos que disputavam as eleições. A afirmação "as regras sempre podem mudar depois" de um executivo de uma petrolífera estrangeira pode ter sido um acinte, mas lhe teria sido prometido por um candidato à presidência. Alguns políticos ainda insistem neste lobby sem levar em conta o interesse do País.

WikiLeaks revelou que o Instituto Brasileiro de Petróleo e a Organização Nacional da Indústria do Petróleo são “brasileiros” só no nome. Muitos dos que acusavam a Associação de Engenheiros da Petrobrás (AEPET), de paranóicos agora reconhecem que eles estavam certos. Realmente existia uma conspiração e era extremamente danosa para a sociedade brasileira Da AEPET nos chegaram os seguintes dados: A emenda do deputado Henrique Alves, que devolve, em petróleo, os royalties pagos, (cerca de 30 bilhões de dólares por ano) aos consórcios produtores teria sido “inspirada” pelos cartéis de Londres “O Senador Jucá, em face das denúncias do absurdo da emenda Henrique Alves, retirou-a, mas por pressão do lobby, recolocou a devoluç ão, sub-repticiamente, em artigos do substitutivo. Onde fala em ressarcir os custos de produção, Jucá acrescentou: e os royalties pagos.

A boa notícia é que os estrangeiros têm medo que a sociedade brasileira saiba de toda a tramóia deles e se indigne. Então, como a sociedade está agora começando a saber, deveremos ter boas notícias brevemente

Outra boa notícia

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara aprovou Projeto de Lei determinando a submissão de novas demarcações de terras indígenas à aprovação do Congresso. O Projeto ainda será analisado pelas Comissões de Direitos Humanos e Minorias e Justiça e Cidadania, antes de ser submetido ao plenário.

Se aprovado, o País se livrará das imposições da FUNAI - sempre a serviço da agenda indigenista internacional, delimitando vastas ares do território nacional para tribos indígenas e "esterilizando- as" para os processos de desenvolvimento ou, até mesmo, em favor de futura emancipação e independência. Naturalmente como protetorado das nações que ambicionam os minerais daquele rico sub solo.

A proposta foi de autoria de autoria dos deputados Aldo Rebelo e Ibsen Pinheiro, aos quais cumprimentamos efusivamente.

Enquanto isto o front indígena / ambientalista segue incrementando a política de reivindicar áreas sob as quais estão as mais importantes jazidas para o desenvolvimento autônomo deste País! A questão moral é mais simples do que a “reparação das injustiças” que a Funai proclama ou da “preservação” dos sonhos do Ibama: é escolher entre a integração nacional e manter uma poética curva do rio