terça-feira, 24 de maio de 2011

Ataque a braço direito de Palocci, o sérvio Brani, confirma negócios com a cúpula do PT

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

A situação política do poderoso ministro da Casa Civil, Antônio Palocci Filho, fica ainda mais delicada depois da confirmação de suas ligações empresariais com seu assessor especial, o sérvio Branislav Kontic, e o franco-argentino Luis Favre – ex-ficante da Senadora Marta Suplicy (PT-SP). Antes de assumir o ministério, Palocci era dono da Projeto, que tinha parcerias com a Anagrama - empresa de gestão empresarial pertencente a Kontic, que é sócio minoritário de Favre na Epoke Consultoria, que atua no ramo de prestação de serviços de informação.

As ligações em cadeia de Palocci com negócios tocados pela cúpula petista já colocam em xeque sua atuação como homem-forte de Dilma Rousseff. A presidenta sofre pressões internas e externas para afastar Palocci. Mas Dilma sabe que, se abrir mão dele, estará frita. Por isso, Dilma pretende suportar, até quando der, pressões como as iniciadas ontem, pelo senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) , que pediu a renúncia de Palocci evitar "maiores danos" ao governo: “Cabe ao ministro Antonio Palocci renunciar ao cargo para evitar maiores danos ao Governo ou cabe à própria Presidente da República justificar a sua fama de gerente intransigente, cortando na carne ao afastar o principal auxiliar”.

O ataque a Branislav Kontic, mais conhecido como Brani, atinge diretamente Palocci. O consultor sérvio jura estar afastado do comando da Anagrama desde 2007. Alegou que repassou a função oficial de administrador para o sócio minoritário, Marco Antonio Campagnolli, que é assessor da prefeitura petista de Guarulhos. O problema é que Campagnolli nega saber das atividades da consultoria. Brani assessorou Palocci durante o mandato do petista na Câmara dos Deputados (2007-2010), no mesmo período em que Palocci manteve sua consultoria, a Projeto, em São Paulo. Brani esteve formalmente à frente dos negócios enquanto era secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, em Guarulhos. Todos têm ligações estreitas de negócio com Elói Pietá, ex-prefeito de Guarulhos, e hoje secretário-geral do PT.

Brani também já foi assessor de Marta Suplicy na prefeitura de São Paulo. A casa da petista ainda consta como sede dessa empresa dele na Junta Comercial de São Paulo. Com a derrota de Marta à reeleição, Brani foi nomeado secretário de Desenvolvimento Urbano de Guarulhos, na gestão de Elói Pietá. No cargo, trabalhou para revisar o plano diretor e de zoneamento da cidade. Durante a gestão Marta Suplicy em São Paulo (2001-2004), Brani ajudou a coordenar o plano de desenvolvimento econômico da Zona Leste da cidade e esteve à frente de vários projetos.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Maio de 2011.

Um comentário:

Anônimo disse...

PRESIDENTA NÃO EXISTE. É verdade que o MEC autorizou falar e escrever errado, mas os jornalistas não precisam acreditar...