segunda-feira, 30 de maio de 2011

Dilma quer exonerar ministro Haddad por esconder que kit gay escolar era para crianças

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

Além de se atritar pessoalmente com Lula por sua interferência excessiva como “bombeiro” do Escândalo Palocci, Dilma Rousseff pretende abrir outra área de atrito com o antecessor. Deseja exonerar, assim que puder, o protegido de Extalinácio no Ministério da Educação. Dilma está com ódio e quer a cabeça do ministro Fernando Haddad. Motivo: ele lhe omitiu que o kit “Escola sem homofobia” seria também destinado a alunos a partir dos 11 anos de idade que cursam o ensino fundamental do 6º ao 9º ano – e não apenas aos estudantes do ensino médio, conforme, descaradamente, mentiu e omitiu o Ministério da Educação.

Dilma ficou PT da vida ao ser informada que o caderno de instruções para aplicação do kit com três vídeos, um DVD e guias de orientação a professores, continha a orientação de “dinâmicas que podem ser aplicadas à comunidade escolar e, em especial, a alunas/os do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e do ensino médio”. O promotor do kit Gay, Fernando Haddad, é um dos protegidos de Lula que gostaria de lançá-lo candidato a Prefeito de São Paulo (ou vice, em composição do Gabriel Chalita, do PMDB.

O lixo preparado pelo MEC – segundo os modelos desinformantes de Engenharia Social e repleto de conceitos desviantes – prega que se mostre os “mitos e estereótipos” mais comuns que envolvem gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. O livro sugere um exercício, a partir de afirmações que devem ser completadas pelos alunos: “Meninos que brincam de boneca e de casinha são…”; “Mulheres que dirigem caminhão são…”; “A pior coisa num gay é…”; “Garotas que partem para a briga são…”.

O boletim do MEC, barrado por Dilma depois de muita pressão social, traz brincadeiras de “o que é o que é”, com conceitos de parada do orgulho LGBT, homofobia, diversidade sexual, entre outros. Na brincadeira de caça-palavras, os alunos têm que decifrar 16 palavras correspondentes a definições como: “pessoa que sente desconforto com seu órgão sexual (transexual)”, “nome da ilha que deu origem à palavra lésbica (Lesbos)”, “órgão sexual que é associado ao ser homem (pênis)”.

Desmartamento

Calma! O neologismo não vem do Dicionário do Lula e nem da cartilha do MEC para escrita errada da Língua Portiguesa.

Desmartamento é o risco que a sexóloga e senadora petista Marta Suplicy corre de ser proibida, judicialmente, de concorrer à Prefeitura de São Paulo, em 2012.

O Tribunal de Justiça de São Paulo tem tudo para confirmar a condenação dela, em segunda instância, por conflito de interesses na contratação, quando foi Prefeita, de uma ONG especializada em educação sexual.

Se Marta cair na Lei da Ficha Limpa, só poderá concorrer apelando ao Supremo Tribunal Federal – o que vai dificultar muito a aprovação de seu nome pela cúpula petista...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Maio de 2011.

6 comentários:

Anônimo disse...

“A Nação que confia mais nos seus direitos do que em seus soldados, engana a si mesma e cava sua ruína”

Rui Barbosa

Anônimo disse...

tom gostaria de fazer uma denuncia,moro na california na rua nova.tenho uma vizinha idosa ela é cega e mora com seu filho q abusa sexualmente dela todos os dias.ela mora de aluguel numa avenida N 313 california rua nova, e ninguem faz nada obviamente deve ser medo.mas me comovir com a situaçao e gostaria q alguem fizessem alguma coisa pois,essa senhora grita..grita muito,chora clamando por socorro.seu filho bate nela abusa dela e fiquei triste ao ver a cena,e ela dizia o seguinte: meu deus me ajude..socorro..para filho para filho ta doendo..eu vou morrer.alguém me ajude por favor, meu filho é louco.eu fiquei indignada e falei q iria chamar a policia e mesmo assim ele nao parou,mandou a mae calar a boca que ele estava gostanto, e bateu a cabeça dela na parede.Tom eu nao aguento mais a dona da casa nao faz nada.essa senhora precisa de assistencia medica e seu filho de tratamento.por favor conto com sua ajuda e das autoridades.

RINALDO disse...

Copiei algumas de suas reportagens e olei no meu blog. http://www.amordacagay.blogspot.com
Essa ultima foi hoje dia 30 de maio

Anônimo disse...

interessante como as loucas leis vão longe nesse governo.As idéias mais estapafurdias,são aplaudidas e implementadas.Esse tal kit gay afronta a educação,afronta as leis,afronta o bom senso....mas o governo não esta nem ai,é isso que ele acha,é isso que ele quer e acabou,sem discussão.
Vivemos uma ditadura,sem duvida,e os ditadores são muito burros ainda por cima....
ABRAÇOS FRATERNOS

Anônimo disse...

Daí seu empenho desvairado pelo trem-bala...

GRIFAO disse...

Haddad por acaso, não é veado? Talvez mais elegante dizer 'gay' pois nos dias de hoje se busca mais a elegância do que a verdade. Mas homem homossexual veado, é veado mesmo.

E a essa denúncia de mãe que é estuprada pelo filho (sabia de fatos assim), o denunciante poderia dar mais detalhes do endereço, nomes, etc.?