sábado, 7 de maio de 2011

Direitos Individuais Engangados

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

Para entender tantas leis, normas, regulamentos, decretos desvairados da Onu, logo aceitos por nações governadas por comunistas, para controlar, amedrontar e calar as pessoas abismadas com a desconstrução da realidade, pode-se refletir sobre uma verdade cristalina, proferida pelo checo Vacklav Havel: “Culturas existem muitas, mas civilização só há uma e está onde os direitos individuais são respeitados.”

A Republica Checa, a Polônia, a Ucrânia, tomaram iniciativas para ver julgados os crimes dos comunistas, que nunca respeitaram direitos individuais e sofreram conseqüências que um dia talvez, sejam expostas, mas por enquanto permanecem como segredo de estado(s). Muitos países estão sentindo a mão pesada da ex-patria mãe Rússia, o dedo longo de Putin e sua KGB, que pretendem restabelecer o domínio nas fronteiras políticas perdidas com a queda do muro de Berlim. A União Européia, fica caladinha.

No fim de abril, a Hungria onde se produz a essência de rosas que a França utiliza em seus perfumes, aprovou uma nova constituição, que afronta as diretrizes da ONU: um dos artigos protege a vida desde a concepção e define o casamento como união entre um homem e uma mulher. O partido comunista, minoritário, retirou-se do Parlamento, sem votar.

A Onu e o Conselho da Europa, e as ongs carimbadas, começaram a pixar e fazer pressão contra a Hungria. Até a Anistia internacional já está fazendo campanha. Os poderosos não respeitam a vontade de um povo que declara proteger a vida desde a concepção. A turma dos direitos homossexuais critica o entendimento de casamento entre um homem e uma mulher, reivindicando o padrão europeu onde vale tudo.

O governo húngaro, se mantém firme declarando que a nova constituição que entrará em vigor a partir de Janeiro de 2012 era necessária para substituir o obsoleto documento estalinista de 1949. Aqueles países que eram apêndices da União Soviética, agora estão sob a mira da União Européia, uma organização produzida pela Nova Ordem Mundial, para fazer do mundo um quintal de corporações gigantescas e banqueiros vorazes. E a Rússia trabalhando na surdina.

No Brasil, como na América Latina, a ordem é ouvir e executar as normas da ONU, contra a Constituição, contra os direitos individuais, contra a cultura tradicional. Depois da invencionice da gripe suína, já estão elaborando outra campanha milionária de vacinas, desta vez o alvo é o VPH, (vírus papiloma humano) uma enfermidade sexualmente transmitida e o custo unitário projetado seria de 300 dólares por pessoa. Somente para vacinar os brasileiros a modesta quantia poderia ascender a 50 bilhões de dólares.

Sossegue. O laboratório fabricante da vacina que será aplicada em 3 doses iniciais, durante 6 meses, com validade por cinco anos, em combinação com o Fundo de (redução da) População da ONU e a American Cancer Societ, quer que as nações paguem 42 dólares pelas 3 primeiras doses, já que serão necessários 7 séries da vacina, para garantir a “vida reprodutiva” de cada mulher. Isto cheira a esterilização massiva!

Bom, diante de tantas autoridades científicas, os dignatários da Onu nem abriram o bico. Dizem que o tal vírus é responsável pelo câncer cervical. Mas nos EUA as famílias organizadas protestaram quando o governo tentou exigir a vacinação de meninas em idade escolar. A vitrine da Onu sobre os comportamentos sexuais é bestial! E o tanto de dinheiro que exige dos países membros para suas elocubrações, daria para matar a fome de muita gente.

A Onu é agressiva quando trata dos “direitos sexuais” das crianças, mas esquece dos direitos dos pais para decidir sobre decisões médicas. O assunto será debatido em Setembro na reunião de alto nível sobre Enfermidades não Transmissíveis! Preparem o bolso, contribuintes! As manobras políticas da morte silenciosa, disfarçada de direitos está em fase de lua cheia, gerando sandices tão terroristas como homens bomba.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: