domingo, 29 de maio de 2011

Tudo a Temer com os Inimigos Íntimos


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

A corda já arrebentou, mas antes enforcou a vítima, que se achava o lado mais forte. Eis o enredo do filme de terror vivido por Antônio Palocci Filho. A situação dele é insustentável na Casa Civil. Não tem mais condições de fazer o meio campo do governo Dilma. Sobretudo com os “inimigos íntimos” – como deveriam ser chamados os “parceiros” do PMDB. Palocci é suspeito de tráfico de influência. Abafar o escândalo sempre é possível no governo dos companheiros. O custo disto é que pode ser muito alto ou fatal ao esquema petralha.

O maçom Palocci ganhou o ódio de ninguém menos que seu “irmão” de Ordem, o também maçom Michel Temer. O Globo reproduziu uma conversa telefônica feita por Palocci, para Temer, tentando se desculpar pela grosseria praticada durante a discussão anterior à votação do Código Florestal – na qual o governo saiu derrotado. Palocci tentou ser humilde: “Desculpe pelo telefonema anterior. A tensão está grande, mas sempre fomos amigos”. Temer retrucou, na lata: “Não, Palocci. Nunca fomos amigos íntimos”. O vice ficou PT da vida com o subalterno.

O bicho vai pegar. Temer reúne os caciques do PMDB, segunda-feira, para definir os rumos. José Sarney deve tentar apaziguar, em favor do governo. Quem ficou péssima na briga é Dilma Rousseff. A relação dela com Temer, que já era temerária, torna-se ainda mais assustadora. Intimamente, Michel sonha, morbidamente, sentar na cadeira dela. Está nas mãos de Deus decidir se Dilma sobreviverá à praga do PMDB. Eternamente governista, o partido parece mil vezes mais letal que um linfoma. Dilma encontrará Temer e a bancada peemedebista no Senado, quarta-feira que vem. Haja fígado!

Palocci terá de tomar litros do velho Hepatovis B12. Aquele remedinho com slogan: “É amargo, mas resolve”. O procurador da República Paulo José Rocha Júnior, que atua na primeira instância da Justiça Federal, já abriu uma investigação para apurar as suspeitas de enriquecimento ilícito. A Receita federal foi acionada a fornecer as informações fiscais da consultoria Projeto.

Palocci insiste em não fornecer a lista das empresas que o contrataram. Alega que assinou contratos com cláusula de confidencialidade e que, por isso, não pode revelar os nomes, nem os detalhes dos serviços que prestou para as empresas. A Procuradoria quer documentos que possam comprovar a prestação de serviço de consultoria pela empresa. O Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, é quem terá de decidir se pede abertura de inquérito civel ou penal contra Palocci. A operação abafa está em andamento.

Deputados contrariados vazaram e o Alerta Total veiculou uma lista de empresas que teriam contratado os serviços de Palocci. Foram cotadas pelos parlamentares inconfidentes: Itaú-Unibanco, Pão de Açúcar, Organizações Globo, Íbis, LG, Samsung, Claro-Embratel, TIM, Oi, Sadia Holding, Embraer Holding, Dafra, Hyundai Naval, Halliburton, Volkswagen, Gol, Toyota, Azul, Vinícola Aurora, Siemens, Royal (transatlânticos). Também falaram de Souza Cruz e OAS, entre outras empreiteiras. A Projeto Consultoria, Planejamento e Eventos Ltda arrecadou – pelo menos oficialmente - R$ 7,4 milhões, desde 2006.

Os parlamentares inconfidentes insistem que Palocci pode não ter ficado com a grana para si. Exigem uma investigação para verificar se as “consultorias” serviram para esquentar dinheiro de caixa dois da última campanha presidencial. Se tal hipótese for verdadeira, o escândalo do Mensalão parecerá trabalho de amador.

A permanência de Palocci na Casa Civil só agrava o problema. E ele já perdeu o timming para jogar a toalha. De nada adiantará o advogado dele alegar que a investigação é ilegal. Os petralhas devem tomar cuidado com seus inimigos íntimos. Eles ameaçam tornar o escândalo ainda mais escatológico. Os petistas tem muito a Temer – literalmente falando, sem trocadilho do Agamenon Mendes Pedreira...

O mais triste de tudo é assistir a tanta bandalheira, currupção e tráfico de influência, em um País que se desindustrializa, não investe em educação como deveria e que aceita ser uma mera colônia de exploração e exportação a serviço da Oligarquia Financeira Transnacional. Os controladores se locupletam. E a maioria de brasileiros idiotizados sequer consegue reconhecer quem são seus verdadeiros inimigos íntimos.

Em síntese: Palocci está indo... O Brasil já era... Está alugado pelo Governo do Crime Organizado... Ou não? O Raul tá errado? Socorro, Velho Guerreiro...

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Maio de 2011.

3 comentários:

PERIGO disse...

Os perigos de votar em comunista


Sempre ouvimos histórias de povos que tentam subjugar um ao outro, seja através de guerras ou por tomada de poder legítima. Por parte de governos, vemos ditaduras que perduram por décadas impondo ao seu povo um regime contra a liberdade de expressão, liberdade religiosa e vigilância constante. Isso sem falar nos apuros econômicos que esses países passam. Vejam exemplos de Cuba, Venezuela e Coréia do Norte, todos países socialistas ou comunistas, a beira de um colapso financeiro e que cerceam a liberdade coletiva e individual.

Os diferentes regimes políticos têm suas vantagens e desvantagens. Tampouco o capitalismo é santo. Mas o que se discute aqui é algo muito perigoso, que não está explícito e que tem uma roupagem diferente do que parece. O Comunismo.







http://obrasilcorrupto.wordpress.com/

José disse...

Suas sábias palavras que definem como se encontra nossa Nação e que reproduzo:

"O mais triste de tudo é assistir a tanta bandalheira, currupção e tráfico de influência, em um País que se desindustrializa, não investe em educação como deveria e que aceita ser uma mera colônia de exploração e exportação a serviço da Oligarquia Financeira Transnacional."

Só faltou falar na Saude...mas o melhor è mesmo nem falar do que não existe!

Anônimo disse...

Serrão;

Sabe-se, há muito, que até os dedos de uma mesma mão não são iguais. Os gêmeos, mesmo os univitelinos, também têm diferenças, mas... será que o outro "mano", aquele que é diretor de uma certa estatal de energia elétrica, não "copia" os, digamos, eventuais possíveis deslizes do mano político? Eles até são parecidos, fisicamente, bem entendido, e há um programa televisivo que afirma que "Tudo é possível".

Para ter a resposta, só investigando, e pode ser Temerário o fazer... portanto, deixa prá lá, isso é briga de cachorro grande.

Um fraterno abraço deste seu amigo amazônida,

Roberto Santiago