domingo, 24 de julho de 2011

A Faxineira e seu Lixo Autoritário

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

Quase sujou! Pilotando uma Honda vermelha CG 125, um motoqueiro tentou invadir o Palácio do Planalto na tarde da última sexta-feira, dia 22. O terrorista chegou a subir pela rampa monumental. Mas os seguranças o pegaram antes de chegar ao topo. A moto acabou caindo no espelho d´água. O Selvagem da Motocicleta, que acabou detido, se chama Jadilson Pereira Gaudênio. Um ex-presidiário e atual desempregado, de 32 anos, natural de Campina Grande (PB) e morador do Paranoá, na periferia da Ilha da Fantasia Brasiliense.

Quase sujou! Mas a Faxineira da República não estava lá. Dilma Rousseff cuidava da “faxina”, no Palácio da Alvorada. Passou a tarde inteira varrendo burocracias com seus auxiliares de limpeza: os ministros Miriam Belchior (Planejamento), Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), Alexandre Padilha (Saúde), Helena Chagas (Comunicação Social), Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e José Eduardo Cardozo (Justiça). Este último produziu, na quinta-feira, via portaria, uma das maiores porcarias institucionais da gestão da Faxineira-Mor da República Sindicalista.

Cardozo concedeu a um grupo de familiares de desaparecidos políticos acesso irrestrito aos documentos produzidos pela chamada dita-dura militar e que hoje estão guardados no Arquivo Nacional. A liberação dos papéis é para subsidiar a atuação do grupo na Comissão da Verdade, que deve ser criada ainda este ano pelo Congresso Nacional. Cardozo alegou colaborar com aqueles que "buscam identificar registros documentais que serviam como elementos de prova e informação para subsidiar defesa de direitos e que viabilizem a identificação de agentes públicos que tenham sido mandantes ou autores de atos lesivos aos direitos humanos".

Sem dúvida, por portaria, Cardozo instituiu o revanchismo de Estado. Que porcaria! E o mais grave: sua superior, a atual Comandante-em-Chefe da Faxina, só pode estar conivente com seu ato autorizando uma radical remexida no obscuro e mal contado passado da história do Brasil, pós-1964. O curioso é Cardoso autorizar a devassa nos documentos, no momento em que a faxineira concede uma entrevista exclusiva ao Jorge Bastos Moreno, de O Globo, para proclamar que já foram destruídos todos os documentos comprometedores dos tempos do Regime Militar. Assim falou Dilma Rousseff:

"Na Casa Civil enviei ofício para todos os arquivos do governo pedindo informações sobre o período da ditadura. Recebi muita coisa. Mas fui informada também, por muitos órgãos, que os documentos tinham sido queimados. Então, pedi a prova. O auto de infração, onde dizia quem deu a ordem, quem executou e em que data. Os documentos não eram sigilosos e foram queimados todos. Fiquei cinco anos atrás desses documentos. Minha impressão é a de que eles não foram destruídos agora (no governo Lula) nem no do presidente FHC. Foram destruídos antes".

Se Dilma falou a verdade, então por que seu ministro da Justiça resolveu agir como um “Selvagem do Revanchismo”? Por que Cardozo e outros radicais ideológicos insistem em afrontar o Supremo Tribunal Federal – cujos ministros já reafirmaram a constitucionalidade da Lei de Anistia de 1979? Por que os revanchistas só falam em “fazer justiça” com os militares e policiais (agentes do Estado) eternamente acusados de tortura, mas não falam em praticar a mesma “justiça” com aqueles que afrontaram, com terror e violência ideológica, o poder de Estado vigente entre 1964 e 1985?

A faxineira vai ficar calada? Ou será totalmente conivente com tal cagada? Revisão unilateral da História, por motivação ideológica, é o mais puro lixo autoritário. Que limpeza Dilma e seus lixeiros pretendem promover? Até quando a turma com sangue de barata vai ser conivente (ou conveniente) com a ação dos lixeiros ilusionistas?

O certo é que, enquanto os ideólogos preparam a Comissão da Verdade, o governo do crime organizado continua promovendo a “comessão de verdade”. Os ratos da República Sindicalista engordam, enquanto os militares passam fome nos quartéis, aguardando a reengenharia. Imagem perfeita para um filme de terror ideológico.

Vamos aguardar, serenamente, para ver se o Braziliam Film será tão ou mais escroto que o “Serbian Film – o terror sem limites” – agora censurado no Brasil. VDM? Já deu... E não corra! Porque a lixeira já está aqui...

PS – Já se sabe o motivo pelo qual a Presidenta Dilma deu ordens para que o Ministério da Educação, Fernando Haddad, contrate, em regime temporário, por cinco anos renováveis por mais cinco, milhares de engenheiros desempregados pela Nasa norte-americana:

O projeto da Faxineira Dilma, de âmbito universal, é pensar um jeito de limpar todo o lixo espacial em torno da Terra.

Enquanto ela e seu time empurram, para debaixo do tapete da História, toda a sujeira produzida pela República Sindicalista.

Que a Vassoura lhe seja leve, Presidenta-Faxineira!

Só tome cuidado porque as baratas parecem tão eternas quanto os diamantes de Angola, e não costumam deixar barato quando podem reagir...

Em tempo: Leia no site Fique Alerta (www.fiquealerta.net) o nosso artigo: Drogas e Lixos Mortais da Engenharia Social

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


© Jorge Serrão 2006-2011. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Julho de 2011. A transcrição ou copia deste texto é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

Nenhum comentário: