sábado, 13 de agosto de 2011

Pena de morte no Brasil? Existe!

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Cláudio Falcão

O que assistimos todos os dias na televisão ou ouvimos pelas emissoras de rádio que noticiam crimes contra a população é a tal de PENA DE MORTE sendo amplamente aplicada pelos vagabundos, pela corja de bandidos que massacram a nossa população. Enquanto isso, alguns políticos, preocupados com a economia pessoal, não tem tempo e nem fazem questão de se envolver e se empenhar em mudar as leis, para quem sabe, reverter esta caótica e inevitável situação.

Certo é que alguns bons políticos estão preocupados com a população, mas nada conseguem por serem em menor número. O que não se pode esquecer é que seus eleitores são os pobres infernizados pela corja maligna do mal, bandidos de todas as estirpes, que acabam com suas famílias e seus anseios de vida, destroem seus sonhos mais simples de viver em paz e com a família.

O que mais chama atenção é a inversão de valores gritante que vem se acentuando dia a dia. Os bandidos decretam a morte de cidadãos do bem e de bem, de trabalhadores e servidores públicos que tentam se empenhar em viver corretamente, agindo com honestidade. Parece que o “rabo balança o cão” e a “mortadela corta a máquina”, está tudo às avessas. Eles, os maus, decretam através de listas a morte das pessoas do bem e de bem, como se isso fosse uma coisa normal, é o descaso, a banalização da vida.

A lamentável e inaceitável morte da Juíza PATRÍCIA LOURIVAL ACIOLI, 47 anos de idade, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, RJ, em Niterói, ontem, é um exemplo gritante da inversão de valores e do descaso total por quem tem que elaborar leis e fazer valer o bem estar e a segurança das pessoas do bem e de bem.

Agora, é tarde. A pedido do presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou à Polícia Federal a imediata e rigorosa apuração dos fatos envolvendo a morte da juíza da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, Patrícia Acioli, na madrugada desta sexta-feira em Niterói (RJ). A investigação será conduzida pela Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro.

O triste é: A PENA DE MORTE, POR AQUI, EXISTE SIM! Aplicada contra os cidadãos de bem, indefesos diante do crime organizado.

Aí está a verdade escancarada. Só não enxerga quem não quer.

Claudio Falcão é Radialista.

Nenhum comentário: