sábado, 29 de outubro de 2011

“Cacique” Lula e seu Comunista

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Maria Lucia Victor Barbosa

Na emblemática foto publicada pelo O Estado de S. Paulo (25/10/2011), um Lula eufórico, de cocar azul, se dirige à presidente- figurante, também de cocar, que ri com expressão de indizível felicidade diante do “cacique”. Afinal, Lula é superstar, sua política é a egopolítica e o resto é coadjuvante no espetáculo do poder.

Em pleno terceiro mandato e em campanha desenfreada para voltar em 2014, Lula foi inaugurar uma ponte sobre o Rio Negro e na viagem até Manaus, onde a foto foi tirada, decretou o bota-fora de Orlando Silva do PCdoB, então, ministro do Esporte, a quem chamava de “meu comunista”. Orlando foi triturado com “casco duro” e tudo.

Admirador dos piores déspotas mundiais Lula chegou a defender a permanência do ministro. Prontamente, Rousseff chamou o comunista crivado de denúncias de corrupção ao Palácio fazendo conhecer através da imprensa sua confiança no mesmo.

Semelhante comportamento foi dado aos cinco ministros que caíram, quatro por graves indícios de corrupção. Portanto, que se cuidem os ministros que continuam quando a presidente-figurante lhes hipotecar solidariedade.

Ressalve-se que apenas o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, foi defenestrado por Rousseff, o que lhe valeu a admiração popular e a alcunha de faxineira. Os demais, com exceção do ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim, foram demitidos por pressão da imprensa que apresentou documentação, declarações entrevistas indicando corrupção e outros crimes cometidos nos ministérios da Casa Civil, Agricultura, Turismo, então chefiados respectivamente por Antonio Palocci, Wagner Rossi e Pedro Novais.

Em países civilizados a queda de tantos ministros por motivos nada edificantes no mínimo causaria perplexidade ou desconfiança da população com relação ao governo. No Brasil, quando o sexto ministro segue para o olho da rua a presidente-figurante provavelmente será louvada por sua postura ética com ajuda, é claro, do marketing e da predisposição das pessoas para serem enganadas.

O mais estranho nessa queda constante de ministros é que todos estiveram nas gestões de Lula e por ordem dele continuaram no governo da sucessora. Não é possível, portanto, que depois de tanto tempo Lula não soubesse das falcatruas dos companheiros. Seria ele omisso, negligente moralmente ou sócio de seus principais auxiliares?

Quanto a presidente Rousseff, cujo trabalho anterior na Casa Civil era o de coordenar o trabalho dos demais ministérios, como Lula devia estar ciente do que se passava. Desse modo, se aceitou continuar com tais ministros foi também omissa, conivente ou completamente submissa ao “cacique”. Compete, então, aos brasileiros perguntar: Quem governa o país? Estamos sendo submetidos a uma farsa eleitoral?

Nas gestões de Lula ministros que tiveram de abandonar poder e privilégios não o fizeram porque o país é sério, mas para que a corrupção não respingasse no presidente superstar. Isso parece continuar. Com a diferença de que agora se preserva não um presidente, mas, dois: Lula e Rousseff.

E se não fosse a imprensa, que os petistas sempre quiseram censurar e que dá azia em Lula, a poderosa esquerda, que veio com a pretensão de não mais sair, continuaria a gozar as delícias da burguesia e se locupletar cada vez mais através de práticas que fariam corar os mais selvagens capitalistas.

Orlando Silva, enredado no cipoal de corrupção das ONGs ligadas a seu partido, parentes e agregados, não tem do que se queixar ou lamuriar. Todos os ministros e demais autoridades que perderam os cargos logo encontraram outros, sem o glamour da política, mas muitíssimos bem remunerados. E nenhuma investigação contra eles prosperou, pois todas foram arquivadas no país da impunidade.

De todo modo, mais esse episódio degradante do governo petista e dos seus seguidores mostrou que o PCdoB, que mantém o feudo do esporte com Aldo Rebelo, hoje se destaca por uma avassaladora sede de enriquecimento pessoal custe o que custar, um fazer politiqueiro que percorre de alto a baixo o partido que se dizia ideológico. Ideologia que cultuada pela esquerda brasileira imprimiu o terror, a opressão, o atraso, o crime aonde foi implantada.

Degradam-se, assim, os partidos políticos, as instituições, a economia, a vida nacional. Indiferente o povo aplaude os governantes corruptos que lhe surrupiam bilhões, os impostos escorchantes, os demagogos e seus discursos enganosos.

Com cocares azuis o “cacique” Lula e sua sombra presidencial morrem de rir. Será que continuarão rindo quando os benefícios trazidos pelo Plano Real, que acabou com a inflação, começarem a se esvair? O dragão da inflação está de volta e na medida em que o povo se der conta de que acabou o crédito fácil, o acesso desenfreado ao consumo, perceber que o salário não chega ao fim do mês e que nossas indústrias estão se deslocando para outros países levando daqui os empregos, não serão heroicos mil, dez mil, vinte cinco mil que sairão às ruas em passeata para protestar. Chegará a hora que mais gente irá gritar: “fora corruptos”.

Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga. mlucia@sercomtel.com.br www.maluvibar.blogspot.com

3 comentários:

Anônimo disse...

lulla tem câncer. Finalmente algo vai obrigá-lo a fechar a boca. Cala-te lulla! Pelo mal que fez ao Brasil, cujos efeitos serão permanentes, pelos crimes de lesa-pátria e alta traição, pela nova forma de governar, a corruptocracia, espero que o câncer cumpra com estoicidade sua honrosa missão!

Não pertenco ao grupo que quando um cabra malandro morre ou adoece gravemente, só lhe fazem elogios: "Era um bom homem lá no fundo!"

Não, não era nem è! È um safado que merece todo o mal que provocou soberania do Brasil! Um cabra safado que nunca respeitou leis e continua governando o Brasil através de uma fraca política! Um poste! Estão lembrando? "Eu até posso eleger um poste!" Conseguiu! Agora que pague a fatura!

Anônimo disse...

Curiosa essa famiglia do ministro aldo rebelo, todos militantes e dirigentes do PC do B.

Senão, vejamos:

Seu irmão renato, é o presidente nacional do PC do B e o outro irmão, apolinário, é o presidente estadual do PC do B atualmente a ser investigado por corrupção.

Logo, em quê aldo rebelo será diferente do ex-ministro orlando do PC do B, já que o PC do B se empenhou 100% para colocar aldo rebelo como ministro dos esportes?

Anônimo disse...

Interessante o comunismo - revolucionário, segundo a cartilha - financiado pelo Itaú, o MacDonalds, a Monsanto e a Coca-Cola, entre outros potentados do Grande Capital.

Não se trata de "comunismo", sequer de "esquerda", nesse ponto e em alguns outros, costumo discordar de articulistas e comentaristas desse blog, que leio com prazer por conta da capacidade do jornalista responsável em processar informações e a própria natureza das fontes documentais, visto que se é necessário lutar contra os mesmos inimigos (ou, ao menos, questionar essa verdade absolutista do "crescimento", alcançada pelo silenciamento das mídias e a cretinização dos meios de comunicação), é preciso estar informado por todos os lados, se trata no caso do PCdoB e dos Petistas, da mais absoluta falta de vergonha na cara, do mais absoluto descompromisso com a verdade, com o Povo que o elegeu (eu não) e com as leis do país que o permitiram chegar à presidência.

Parabéns, abs