quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Difícil de acreditar e de duvidar

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Américo Chaves

Na qualidade de cidadão brasileiro, com meus direitos políticos em pleno vigor, venho requerer aos Presidentes das Organizações Civis e Militares que promovam uma ação política com objetivo de barrar o prosseguimento junto ao Congresso,essa anomalia de Emenda à Constituição que a Senadora Marta Suplicy e a Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estão elaborando para o nosso País.

Nós possuímos a obrigação e o dever, como pessoas de bem, vida organizada, chefes de família, formadores de opinião, religião definida, zelosos, orgulhosos de nossas origens, e de nossos princípios, nos opor as doenças sociais, que nos querem impor, sem qualquer discriminação a terceiros pelo caminho que escolheram trilhar ao longo de suas vidas.

Respeitamos todos as suas opções. Mas, não podemos ficar congelados pela audácia daqueles que desejam mudar o caminho natural do que aprendemos e preservamos. A família é a base da nacionalidade.

Devemos, no meu entender, nos opor, democraticamente, as anomalias na interpretação de fatos que deixam a sociedade brasileira cadaverizada, congelada, face a arrogância de alguns, audácia de outros, e paralisação de muitos. Devemos lutar para mudar determinados princípios, que afrontam a sociedade de nosso país, como se fossem normais na prática da ótica perversa, do modernismo, e da tolerância.

DECÁLOGO:

1 - Combater, diuturnamente, a corrupção já instalada, em franca evolução em nosso país;

2 - Indignarmos, com o corporativismo, preservando A ÉTICA, banindo de seu próprio convívio, pessoas maledicentes;

3 - Inadimitir passivamente, indulgentemente, tolerantemente, atos e ações praticadas contra o bem-comum;

4 - Repelir,energicamente, todas as ações impatrióticas contra o Estado Brasileiro, e seu povo;

5 - Intolerância,com desvios de conduta de membros da própria organização social que pertence, para exemplo aos demais;

6 - Exigir,todos os dias, a igualdade de oportunidade a quem labuta;

7 - Expurgar privilégios, reconhecendo os méritos de cada um, com imparcialidade, probidade, fazendo justiça;

8 - Construir a juventude provendo-lhe educação e cultura;

9 - Preparar, culturalmente a infância com zelo, e meios disponíveis, em esforço máximo para o futuro;

10 Pregar, junto a sociedade, o amor, a dignidade,a ordem, a ética, e a moral, como meios próprios para o desenvolvimento nacional.

Se a Emenda à Constituição (PEC) elaborada pela OAB, apoiada pela Senadora Marta Suplicy, for aprovada, esta Nação estará condenada a fenecer em curto espaço de tempo, com a destruição da FAMÍLIA BRASILEIRA.

É CHEGADA A HORA DE REAGIR, CORRIGINDO RUMOS DE UMA AÇÃO POLÍTICA DESENCADEADA EM PREMISSAS E "MODERNISMOS INTOLERÁVEIS".

Américo Chaves, Advogado, é Presidente do CEPEN - CENTRO DE ESTUDOS DE POLITICAS E ESTRATÉGIAS NACIONAIS.

Nenhum comentário: