domingo, 30 de outubro de 2011

Semelhanças, Coincidências...

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

Na Europa, mais precisamente em Portugal, em Julho de 1986, um documento significativo, datado de 1979, foi encontrado na memória de uma fotocopiadora IBM, adquirida num leilão militar. Trata de engenharia social, abordando em resumo a receita de ações governamentais para alcançar o bolo social passivo, abúlico, trabalhador e pagador de impostos sem chiar.

O texto destaca algumas citações de gente fina:

“O mundo divide-se em três categorias de pessoas: um reduzido número que produz acontecimentos, um grupo maior que assegura a execução e acompanha os resultados, e por fim uma ampla maioriade pessoas que nunca sabem o que ocorre na vida real " Nicholas Murray ButlerPresidente da Pilgrim Society, membro da Fundação Carnegie, membro do CFR (Conselho de Relações Exteriores).

"Dai-me o controle sobre a moeda de uma nação,e não terei por que me preocupar daqueles que fazem suas leis." Mayer Amshel Rothschild (1743-1812).

Uma “intodução histórica” se refere à metodologia estratégica e tática da Inglaterra, desenvolvida pelo estado maior militar durante a segunda guerra mundial, contra os estrangeiros inimigos. Traduzindo: um trabalho dos cérebros do Instituto Tavistock, analisando “dados econômicos variáveis”, para gerar políticas e facilitar a previsão dos efeitos e capitulação, submissão da sociedade.

As invenções das calculadoras, transistores e mais tarde os computadores e programas específicos, facilitaram aos poderosos o controle do mundo. No final da segunda guerra, a Fundação Rockfeller “financiou um ciclo de estudos de 4 anos na Universidade de Harvard, criando o “Projeto de Pesquisa Econômica” para estudar a estrutura da economia americana... em 1949, a Força Aérea Americana juntou-se ao projeto...

Em 1952, foi realizado um encontro de alto nível da Elite, para determinar a fase seguinte de investigações em operações sociais.” Em 1954, os Bilderberger, na liderança do poder mundial, declararam a Terceira Guerra Mundial, operando com as armas silenciosas.("Studies in the Structure of American Economy" por de Vassili Leontief diretor of Harvard Economic Research Project), 1953, International Science Press Inc., White Plains, New York.)

O Instituto Tavistock, espalhou-se pelo mundo, financiado pelas corporações Bilderberger e Fundações – Ford, Rockfeller, Carnegie e outras – criando e difundindo a metodologia mais simples para alcançar o controle das nações, mantendo a ignorância e desinformação sobre os aspectos essenciais dos sistemas de poder. A metodologia inclui o fomento da confusão, desorganização e distração das pessoas sobre temas sem importância real.

Modo de fazer: implantando educação de baixa qualidade em “matemática, lógica, economia, desenho de sistema...” desmotivando a criatividade, para comprometer as atividades mentais e o espírito, fomentando o prazer com atividades emocionais e físicas. Esportes, academias, baladas... Ao mesmo tempo, ensina o documento, multiplicar os ataques mentais e emocionais facilitando o ambiente de violência constante, “de guerra, de sexo nos meios de comunicação social - em particular a TV e os jornais, fornecendo - em excesso – lixo para alimentar o espírito”...Vai para a espiral do silêncio o que realmente interessa.

“Quando o governo é capaz de arrecadar os impostos e de dimensionar a propriedade privada sem justa compensação, o publico esta maduro para render-se e consentir na submissão legal”. Tecnologia indicada e aplicada por Mayer Amshel Rothschild. Outro aspecto fundamental indicado, é “reescrever a vendo a história e a lei, e submeter o publico a prioridades externas altamente fabricadas (artificiais).”

Alguns números para reflexão: Relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) informa que os 3 mais ricos do mundo somam posses iguais aos 48 países mais pobres; as 84 pessoas mais ricas somam posses que superam o PIB da China. A soma da fortuna do 225 mais ricos “equivale ao rendimento anual acumulado por 47% da população mais pobre do planeta”, o que em números é igual a Mil bilhões de dólares”, o que seria suficiente para suprir saúde, educação e alimentação dos habitantes da terra. (Informe ONU - PNUD 1998)

Em 2002, George W. Bush decidiu aumentar os gastos militares de 40 bilhões de dólares. Segundo estimativas da ONU, exatamente a quantidade de dinheiro necessário para resolver definitivamente o problema da fome no mundo.

Fonte: http://perso.wanadoo.fr/metasystems/ES/Topics.html


Nota: Agradecimentos a Rubens, Paulo Figueiredo e Marcio “Piá”.


Arlindo Montenegro é Apicultor.

Um comentário:

Anônimo disse...

Boa dia Arlindo Montenegro,
Parabéns por mais um excelente artigo sobre esse monstro que efetiva domina e comanda o mundo, mas que permanece totalmente desconhecido para 99,99% da população mundial.
Sugiro que você analise a atuação - errática ou precisa, cirúrgica ou acidental - do Julian Assange e dos seus wikileaks, no que se refere à invasão dos arquivos confidenciais dos governos imperiais e sua divulgação seletiva e, até certo ponto, mercenária.
Será que ele é apenas um ladrão de túmulos, que se deparou com um tesouro inesperado e que tenta faturar em cima disso, sem se dar conta da importância social desses documentos?
Ou será que ele é um desbravador investigativo, que tinha noção da existência dos senhores do mundo e procurava evidências e provas dessa existência?
Ou será, ainda, que é tudo isso, mas os documentos não têm comprovantes idôneos da existência e da atuação global do clube dos 300? Talvez, ele ainda não tenha tido condições de analisar a totalidade dos documentos a que teve acesso?
Fica a minha sugestão.
Abraços e continue nesse bom trabalho.