terça-feira, 1 de novembro de 2011

Má gestão de Haddad no MEC atrasa faculdade do hospital modelo que trataria câncer de Lula no SUS

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

A incompetência gerencial de Fernando Haddad, preferido de Lula da Silva para ser candidato a Prefeito de São Paulo em 2012, vêm à tona no momento em que as redes sociais na Internet viram palco da polêmica para que o ex-presidente tratasse de seu câncer na laringe em uma unidade do Sistema Único de Saúde. Há dois anos, a insensibilidade burocrática do Ministério da Educação não autoriza a abertura da Faculdade de Medicina no complexo hospitalar da Fundação Pio XII, em Barretos, cidade do interior paulista famosa por seus rodeios e menos famosa pelo que lá se faz de melhor: tratamento de câncer para os pobres, usando, sem corrupção e com competência, os recursos do SUS.

Há quatro anos, a Fundação Pio XII tenta abrir seu centro de ensino, pesquisa e extensão – uma faculdade de R$ 18 milhões. Mas não conta com a ajuda e rapidez do MEC - onde Haddad nem consegue realizar uma simples prova de Enem sem ter problemas todos os anos. A Pio XII financiou 50% do projeto no BNDES e investiu 50% de recursos próprios. Mas a escola de Medicina, pronta há dois anos, está fechada porque não recebeu autorização dos burrocratas comandados por Haddad. A unidade já está aprovada, desde julho, pelo Conselho Federal de Medicina, para formar 180 alunos por ano: 60 de Medicina e 120 de Biomedicina.

Com um custo mensal de R$ 9,5 milhões para o SUS, a Fundação Pio XII atende a 20 mil novos pacientes por ano - em sua absoluta maioria, pacientes pobres, vindos de outros estados. O complexo hospitalar ocupa uma área de 90 mil m2, com 50 mil de área construída. São US$ 30 milhões em equipamentos, o que tem de melhor no mundo, e mais R$ 150 milhões em edificações. Gerido pelo fazendeiro Henrique Duarte Prata, de 58 anos, o sistema exemplar de Barretos fornece, de graça, um tratamento só encontrado em grandes hospitais como o Albert Einstein e o Sírio-Libanês, em São Paulo.

Henrique Prata não se conforma com a lentidão do MEC: “O protocolo seguiu para o MEC, para ver se podemos funcionar, provavelmente, no ano que vem. Eu investi na educação e estou pagando um preço muito alto. Estou esgotando meus recursos financeiros por um projeto de interesse do País. Nunca pensei que eu iria pagar o preço que paguei, ficar com um elefante branco, um centro de altíssima performance de excelência e fechado”.

Uma prova da eficiência da gestão privada da coisa pública. O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), criado para ser o maior hospital da América Latina, custa R$ 27 milhões por mês e produz um terço de atendimentos da Fundação Pio XII de Barretos. O ICESP fez um milhão de procedimentos em 2010. O Hospital de Barretos, 1.270 milhão, 27% a mais. Na verdade, segundo o fazendeiro Prata, cuja boa gestão vale ouro, custo total é de R$ 15 milhões por mês: “Mas o restante nós vamos buscar na sociedade, não é custo do estado. Estou falando isso sem querer criticar os outros, só mostrando a diferença que a gestão pode fazer”.

O caso de gestão exemplar do SUS em Barretos traz várias ironias relacionadas a Lula, que ontem começou uma complicada e caríssima quimioterapia. Primeiro, o candidato dele à Prefeitura de São Paulo, por incompetência gerencial, atrasa um projeto estratégico para formar especialistas em oncologia no País em que o câncer atinge recordes. Segundo, porque Lula (que sempre foi um dos apoiadores do Hospital de Barretos) até podia se tratar lá, para dar exemplo como homem público e confirmar sua tese de que “o SUS foi uma das melhores coisas de seu governo”. Terceiro, porque a melhor reportagem sobre o completo de Barretos, publicada em outubro na revista “Brasileiros”, foi assinada pelo brilhante repórter Ricardo Kotscho – que foi assessor de imprensa de Lula no primeiro governo.

Leitura obrigatória

Vale a pena ler a matéria: “Um hospital de rico para os pobres: a saga da família Prata”.

Revista Brasileiros, Edição 51 (outubro de 2011)

Fonte: http://www.revistabrasileiros.com.br/edicoes/51/textos/1762/

Leia também, no site Fique Alerta: O Câncer e o futuro de Lula - http://www.fiquealerta.net/2011/11/o-cancer-na-laringe-e-o-futuro-de-lula.html

Depoimento exemplar

Na reportagem, Prata coloca o dedo na ferida da má gestão da saúde e da educação no Brasil:

Minha visão é um pouco crítica em relação à forma como são tratadas as coisas da saúde pública, em que tem muito cacique e pouca disposição para enfrentar o problema. Como instituição filantrópica, temos isenção de impostos e o direito de fazer campanhas de arrecadação. Todo mundo esquece desse direito e fica parado, não vai à luta. As pessoas só querem ter isenção de impostos do governo e que ele financie o restante. Reclamam que a tabela do SUS não cobre o custo e se esquecem de que, como entidade filantrópica, já se beneficiaram por não ter tantos encargos como a medicina privada. Se não tiverem credibilidade perante a sociedade, não conseguem fazer campanhas para levantar recursos privados. O problema é que, no mesmo ambiente, eles colocam gestão de medicina privada, de medicina de plano de saúde e de SUS. De cara, qualquer um percebe que existem três formas de tratar as pessoas dentro de uma mesma instituição. E o povo é muito sábio. O povo distingue isso com uma facilidade imensa e aí não acredita na proposta daquela instituição”.

Prata defende que o SUS não tem recursos para pagar mais, nem deve:

Mesmo assim, para mim, o SUS é o melhor plano de saúde pública do mundo. Eu conheço a medicina pública de 21 países, estudei sobre medicina pública, sou especialista em gestão de saúde. Não conheço nada que seja tão completo e democrático quanto o SUS. Com carteira de identidade, você é atendido em qualquer parte deste País”.

Luana versus Lula

A petralhada ficou PT da vida com a sempre polêmica atriz Luana Piovani.

Ao ser questionada ontem, por um seguidor no Twitter, se já tinha lido alguma notícia relevante, a moça detonou Lula:

"Hoje até que não, mas o Lula com câncer devia se tratar no SUS (Sistema Único de Saúde)!! Ah, isso devia!! Fica sempre se gabando que a saúde aqui melhorou, pode?!?"

Se o companheiro Extalinácio fosse para o Hospital em Barretos, seria muito bem atendido pelo SUS, querida Luana...

Nota zero

No programa Roda Viva de ontem, ninguém questionou o ministro da Educação Fernando Haddad porque o MEC não aprova, para ontem, a faculdade de medicina do Hospital do Câncer de Barretos.

O “amigo” de Lula, que deseja inventá-lo como candidato a Prefeito de São Paulo, só aproveitou o espaço televisivo na TV Cultura para falar de suas chances em uma eventual campanha:

"Ah, eu não sei te dizer. É a primeira eleição da qual eu participo, tirando a do centro acadêmico XI de Agosto. Se eu for levar em conta minha experiência pregressa em eleições, é dez".

Quando era estudante universitário, Haddad presidiu o centro acadêmico da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) - única eleição que disputou até hoje.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 1º de Novembro de 2011.

11 comentários:

Anônimo disse...

Henrique Prata não é bem o samaritano que parece nessa reportagem,o seu pai foi.Moradores de Barretos falam que Henrique é um salafrário.

Anônimo disse...

Vale a leitura:

MALÍCIA, IRRESPONSABILIDADE E INGENUIDADE



Aqui:

http://www.puggina.org/

Anônimo disse...

Agora, o lulla,como bom "crisão" que é, já deve estar se aproveitando das isenções tributárias para os portadores de câncer, a fim de receber sem impostos e sem justificativas, as "PROPINAS" de R$300.000,00 disfarçadas de pagamentos pelas bobagens que falava em "palestras de fachada" para justificar o recebimento de dinheiro por vender o Brasil.

Anônimo disse...

Esse soviético e como tal, traidor, fernando haddad do PCdoB, não deu o aval e não autoriza a abertura da Faculdade de Medicina no complexo hospitalar da Fundação Pio XII, em Barretos, porque è iniciativa privada.

Ele sabe que tem sempre garantida a sua hospitalização e de sua familia, no Hospital Sirio-Libanês.

Soviético è sempre canalha! Para eles a Nomenklatura os livra de todas as falhas na Saude!

Anônimo disse...

Notícia quentinha!!!
HUM.... Aquí :http://www.tribunadaimprensa.com.br/
Cadáver da Operação Shaolin assombra Palácio do Planalto e Governador do DF Agnelo Queiroz.
Vai ver esse tão propalado Cânc... do lulla seja uma cortina de fumaça para desviar tantos escândalos. Eles são bons nisso. Já ouviram falar do Tavistock Institute?
O povo latino - especialmente o brasileiro - é altamente sentimental.
Vejamos: Fdel, Lugo, Chaves, Dilma e Lulla...= cancer.
Nada de cirrose, hepatite ou qualquer outro mal.

Sheila disse...

Pouco importa Sr.Anonimo o que quase ngm diz sobre o Henrique... O q vale ressaltar é q foi durante a gestão dele que o hospital cresceu e conseguiu todos os recursos que hj permite o tratamento de milhares de pessoas por ano. Eu conheço o hospital e posso dizer q não existe nesse país lugar onde se exerce uma medicina inteiramente humanizada como a praticada por lá... Assim como o projeto da Faculdade de Ciências da Saúde Dr Paulo Prata propõe a prática da saúde humananizada e prevê um currículo que não deixa a desejar comparada as melhores universidades do país. E isso tudo só está saindo do papel, ainda que devagar, pela luta do Henrique Prata e equipe que o cerca. Eu sou uma que apesar da universidadefederal em que me encontro, aguardo ansiosa o primeiro vestibular da bendita faculdade de medicina do HC de Barretos.

Razumikhin disse...

Ha'uma boa noticia nisso tudo. Receitaram silencio ao Mula. Nossos ouvidos agradecem!

Anônimo disse...

Asquero o pequeno vídeo do sociopata lulla gravado por um celular, onde ele se faz de vítima, possivelmente se dirigindo aos da Bolsa Familia, esquerdopatas, petralhas, corruptos, FARC, MST, Via Campesina e outros malandros!

Oxalá que fique mudo! Só mesmo um louco faz da desgraça pessoal, propaganda política!

Anônimo disse...

Desde quando Brasil è sinônimo de lulla?

Já somos a Coreia do Norte?

Até onde vai a midia amestrada e aqui, refiro-me ás putativas televisões?

Anônimo disse...

Como ter pena de uma personagem política que tanto mal fez ao Brsil?

"....Mas, há que se lembrar que seu governo deixou mágoas. Criou e alicerçou preconceitos, invejas e ódios entre nativos, financiou e estimulou conflitos, ensaios de guerrilha urbana e rural, corrompeu cidadãos e políticos, foi leniente com a evolução do crime organizado e o narcotráfico, fragilizou a defesa nacional, favoreceu a impunidade ao enriquecimento ilícito, aparelhou e desvirtuou a conduta do Estado, cinicamente albergou criminosos estrangeiros, fortaleceu o ego da legião de veteranos terroristas anistiados, hoje, governantes e empolgados na elaboração da grande lorota nacional, a "Comissão da Verdade".

O mais grave foi o endosso à luta ideológica nos povos da América Latina, em favor das FARC e do Foro São Paulo..."

http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=11472&Itemid=140

Anônimo disse...

Acho que este câncer é uma cortina de fumaçã encontrada pelo sapo barbudo para desvia-lo do esquema da maior corrupção já montada pelo pt e partidos alugados para roubar o país e jula junto e aprova tudo:

http://www.quidnovi.com.br/novo/noticia/detalhe.asp?c=6007&t=P


http://www.quidnovi.com.br/novo/home/