quinta-feira, 31 de março de 2011

Santander é denunciado à CVM e diretores podem ser presos por zerar contas sem aviso

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

Diretores do Banco Santander correm o risco de receber ordem de prisão em flagrante, no próximo dia 25 de abril, durante a Assembléia Geral de Acionistas, na sede da instituição, em São Paulo. Serão acusados, formalmente, de crime de apropriação indébita. Centenas de correntistas denunciam que sofreram saques indevidos ou tiveram suas contas esvaziadas, sem aviso prévio. Agora, vão reagir administrativa e judicialmente. Também vão mandar cartas e telegramas de protesto ao presidente mundial do Santander, o espanhol Emilio Botin, e ao Embaixador da Espanha no Brasil, Dom Carlos Alonso Zaldívar.

O azar do Santander é que a medida arbitrária atingiu correntistas vips - que possuem ações ordinárias do banco. Os lesados resolveram formalizar uma queixa à Comissão de Valores Mobiliários. A CVM mandará um representante à próxima reunião de acionistas, quando a reclamação será reiterada. Os correntistas prejudicados também já preparam ações judiciais para pedir a prisão dos dirigentes do banco, por apropriação indébita. O pedido também tem base na resolução 3.695, do Conselho Monetário Nacional. São proibidos débitos ou saques em conta sem autorização do cliente.

Em sua maioria, os prejudicados tinham conta no Banco Real, assimilado pelo Santander, em 2007. Mês passado, após unificar as bases de dados de cientes de ambos os bancos, o Santander resolveu cobrar supostas dívidas, de mais de dez anos, dos clientes do Real. Os correntistas que sofreram a “limpeza” na conta garantem que não receberam avisos prévios de qualquer cobrança. O Santander fez os saques com base no contrato entre os bancos e os correntistas, no qual uma cláusula seria uma “autorização prévia” para cobranças que forem necessárias.

Advogados dos correntistas advertem que a cláusula alegada pelo banco não tem valor legal. O Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 42, deixa claro que “na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”. Os lesados já fizeram queixas à Ouvidoria do Santander e ao Banco Central. Agora, prometem acionar o Ministério Público e a CVM.

Os advogados dos correntistas lesados vão solicitar, judicialmente, de qual dos 53 membros da diretoria executiva do Santander partiu a ordem para os saques indevidos nas contas de pelo menos 342 clientes que se manifestaram até agora. O banco também tem um Comitê Executivo, composto de onze membros, que correm risco de responsabilidade no caso. São eles: Marcial Angel Portela Alvarez (presidente) e seus vices - José de Menezes Berenguer Neto, Angel Oscar Agallano, Carlos Alberto López Galán, Fernando Byington Egydio Martins, Gustavo José Costa Roxo da Fonseca, Ignácio Dominguez-Adame Bozzano, Lilian Maria Ferezim Guimarães, Marco Antonio Martins de Araújo Filho, Oscar Rodrigues Herrero e Pedro Paulo Longuini.

Desafio do Centavo

Um dos correntistas lesados, que possui ações do banco, adotou um procedimento inédito, depois que teve alguns milhares de reais sacados de sua conta, sem aviso prévio.

Pegou uma moedinha de um centavo e fez um depósito, na boca do caixa, em sua conta zerada.

Se o mísero centavo sumir de sua conta, entrará com uma ação específica por prática repetida de apropriação indébita.

Encontro marcado

A próxima Assembléia Geral anual de acionistas do Santander, em 25 de abril, será comandada pelo presidente do conselho de administração do banco, Fábio Colleti Barbosa – que é oriundo do Banco Real, do qual eram correntistas os agora acusados de débitos passados que tiveram suas contas “limpas”.

Da reunião, que terá presente um fiscal da CVM, a pedidos de acionistas minoritários, também participam outros nove membros do conselho:

Marcial Angel Portela Alvarez, José Antonio Alvarez Alvarez, José Manuel Tejón Borrajo, José de Menezes Berenguer Neto e José de Paiva Ferreira, além dos conselheiros independentes José Roberto Mendonça de Barros, Celso Clemente Giacometti e Viviane Senna Lalli.

Emprego em risco

Diante da repercussão negativa do caso, o Conselho de Administração pode até optar por “fazer uma limpeza” nos diretores responsáveis pela desastrada operação.

A tendência era pela manutenção da diretoria executiva para o próximo ano.

Agora, a equipe presidida pelo espanhol Marcial Angel Portela Alvarez, que é vice-presidente do Conselho de Administração, já fica com o emprego ameaçado.

Otimismo empresarial

O Índice de Confiança de Pequenos e Médios Negócios (IC-PMN) para o 2º trimestre de 2011 registrou ligeira queda em relação ao último indicador e ficou em 74,2 pontos, em uma escala de 0 a 100 pontos.

O indicador sinaliza que o empresário se mantém extremamente confiante no futuro da economia brasileira, embora haja uma redução no nível do otimismo.

Elaborado em parceria pelo Insper e Santander, o índice tem o objetivo de aprofundar o conhecimento das expectativas do segmento de pequenas e médias.

Anuário da Justiça

Sai hoje a quinta edição do Anuário Nacional da Justiça, elaborado pelo site Consultor Jurídico (ConJur), com o apoio da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

As 256 principais decisões proferidas pelo Supremo Tribunal Federal e pelos Tribunais Superiores são relatadas no Anuário, que traz também os perfis biográficos dos 94 ministros, a descrição de como funcionam e quais as tendências do pensamento jurídico predominantes em cada unidade de julgamento das cortes.

O lançamento será às 18h30, no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

Custo judiciário

O Ipea divulga nesta quinta-feira, às 10h, o Comunicado do Ipea n° 83 – Custo unitário do processo de execução fiscal na Justiça Federal.

Uma das principais constatações da pesquisa é que a União tem uma participação abaixo do esperado enquanto autora, direta ou indiretamente, de ações de execução fiscal na Justiça Federal.

O trabalho é resultado de um convênio, assinado em 2008, entre o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O lançamento será realizado em entrevista coletiva no auditório do subsolo na sede do Instituto em Brasília (SBS, Quadra 1, Bloco J, Ed. BNDES).

Bright Green Cities

O EUBRA - Conselho Euro-Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável realiza no período de 31 de maio a 3 de junho, o Bright Green Cities - BGC- Rio Global Green Business, nas dependências da Firjan – Federação das Indústrias do Rio de Janeiro.

Trata-se do primeiro evento de Economia Verde a reunir algumas das empresas e instituições mais influentes nas áreas de energia limpa e tecnologia, financiamento e investimento, comunidade e gestão pública.

A ideia é discutir as tendências mundiais e criar um ambiente de negócios, que promova e amplie o mercado para a indústria de tecnologia limpa, abrindo novas oportunidades e parcerias entre países.

Será o ponto de partida para colaboração entre todos os setores da economia, construindo um legado para a Conferência da ONU no Rio, em 2012.

Prêmio Conrado Wessel

Com o ensaio intitulado “TV P&B”, o fotógrafo gaúcho Luis Tadeu Vilani faturou R$ 114.285,74 com o primeiro lugar do Prêmio FCW de Artes, na categoria de Fotografia, promovido pela Fundação Conrado Wessel.

O segundo colocado foi Guilherme Mohallem com o ensaio “Drom, o caminho Cigano”, e o terceiro lugar ficou com o fotógrafo Denis Kenji Arimura, com o ensaio “Índios Contemporâneos” - ambos recebendo R$ 42.857,14.

Os ganhadores das outras categorias do Prêmio FCW foram divulgados em janeiro: o químico Jairton Dupont, categoria Ciência; o cineasta Nelson Pereira dos Santos, categoria Cultura; a médica Angelita Habr-Gama, categoria Medicina.

Além de ajudar entidades assistências, a FCW distribui anualmente cerca de R$ 2 milhões em prêmios, em parcerias com Fapesp, Capes, CNPq. SBPC, Academia Brasileira de Ciências, Academia Brasileira de Letras, DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial) e Conselho Nacional de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa.

Filme da Marina

A editora Mundo Cristão acaba fechar contrato com a Cineluz Produções, da cineasta Sandra Werneck, cedendo os direitos de filmagem do livro "Marina: A Vida por uma Causa".

Ainda sem previsão para o início das gravações, a biografia conta a história da ex-candidata à Presidência da República desde a infância no seringal, onde cresceu dependente da plantação de borracha.

A conversão à fé evangélica e o envenenamento por metais pesados, provavelmente causado pela superdosagem de remédios para o tratamento da leishmaniose--, último grande desafio à sua saúde, também são abordados.

Outras Cinematográficas

O filme inglês “Coisas Belas e Sujas” (Drama, 16 anos, 97 minutos), do diretor Stephen Frears, abre as exibições de abril do projeto Mundo do Cinema, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Durante este mês, o Cineclube Adamastor exibirá filmes europeus, em sessões gratuitas, aos sábados, sempre às 16h.

O Cineclube Adamastor fica na Avenida Monteiro Lobato, 734, Macedo, Guarulhos.

Filmes de abril

Além do “Coisas Belas e Sujas, o Cineclube Adamastor exibe em abril:

Dia 9 - 16h – Alemanha: Adeus, Lênin! (d. Wolfgang Becker)

Dia 16- 16h – Dinamarca: Dançando no Escuro (d. Lars von Trier)

Dia 23 - 16h – Rússia: Arca Russa (d. Aleksandr Sokurov).

Corpo e Mente
Continuam abertas as inscrições para o Projeto Corpo e Mente, gratuito, voltado para crianças de 10 a 14 anos, da Cidade Baixa, em Salvador.

O primeiro módulo consiste em aulas de natação e inglês durante três meses.

Como forma de pagamento pelo curso, a Ong Anjos do Mar pede aos pais doação de papel, papelão, garrafa pet, frascos de shampoo, e outros materiais recicláveis.

A ONG Anjos do Mar fica na Rua Polydoro Bittencourt, 02, transversal da Avenida Luiz Tarquínio, Boa Viagem (no prédio da antiga fábrica da Souza Cruz).

Festa Junina

O site Balão Livre acaba de soltar mais um texto cultural.

Leia “O Mito das Festas Juninas”, acessando www.balãolivre.blogspot.com

Sempre dê uma lida e ajude a divulgar a Cartilha do Balão: http://www.planetabalao.com/cartilha/cartilha.htm
O amor é lindo...

“A Arte da Paquera – Inspirações à realização afetiva”.

Eis o livro escrito por Thiago de Almeida e Daniel Madeira, indicando uma série de estratégias que aumentam a probabilidade da conquista amorosa e de um possível início de relacionamento.

A obra será lançada no dia 5 de abril na Livraria Saraiva do Shopping Paulista às 19h30, pela Editora Letras do Brasil.

A Imperatriz

Cacau Olivier manda avisar que a musa rubro-negra Joana Machado é capa da revista Interativa de Abril.

O ensaio foi realizado em São Paulo e traz uma entrevista exclusiva com a personal trainer de vips, como o Eike Batista.

Se a Joana voltar mesmo a namorar o Imperador Adriano, tem chances também de se tornar também a Imperatriz do Corinthians – que anda precisando de muita ajuda para sair da maré baixa...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Março de 2011.

Partidos Políticos e Cooptação

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Cesar Maia

Desde os anos 60 que o sociólogo Simon Schwartzman vem demonstrando que no Brasil não há partido de representação. Que, uma vez no poder, todos os partidos são de 'cooptação', ou seja, se parecem e passam a atrair seus competidores para a distribuição de poder. Ele dizia que uma razão do golpe de 64 era o risco que um partido de 'representação', como o PCB, empolgasse o poder.

A explosão de preços e juros, que antecederam a posse de Lula -ainda em 2002- deram razão a Schwartzman: vinha aí um partido de representação. Mas..., não veio. O PT no poder deu curso ao que se vê desde sempre na política brasileira: tornou-se um partido de 'cooptação'. E seus adversários, competidores e críticos de antes, passaram a conviver com ele no poder, de forma..., natural.

Se for assim, a recíproca é verdadeira. Ou seja, os partidos que perdem as eleições querem ser cooptados, querem usufruir do poder. Às vezes como partidos; às vezes como senadores, deputados federais, deputados estaduais, governadores, prefeitos e vereadores de partidos, antes adversários. E muito mais quando perdem eleições e não conseguem pensar em nada mais que estar na nova máquina para disputar, no futuro, novas eleições.

Certamente essa é a razão para que a oposição seja quase sempre frágil para enfrentar os governos, em todos os níveis. Mesmo quando esperneia, como foi o caso do PT, para depois, no governo, aderir à mesma lógica. Agora mesmo vemos isso ocorrer em nível federal, estaduais e municipais. "Com o PT transgenizado no poder, qual o melhor caminho para aderir?", pensam muitos. Vale, mesmo para aqueles que já estão na chamada base aliada, mas que querem estar nela com maior intimidade. E aí vem os 'jeitinhos': novos partidos, fusões... Antes era automático. Agora só dá mais um pouco de trabalho.

Claro que na hora de aderir, para não passarem vergonha, criam explicações e justificativas, e conflitos artificiais em partidos, e em todos os níveis. A mídia, na lógica universal da dramatização, destaca as explicações e críticas, e não as razões ocultas. E naqueles grupos ainda há os que não conseguem sobreviver à falta de crachá que, para esses, é sinônimo de recursos. Como dizia um deputado à espera de Obama no Theatro Municipal: "há 'deputados' que buscam recursos para fazer política; e há 'deputados' que buscam a política para fazer recursos". Uma pesquisa por evidências poderia medir as proporções.

Nos países onde o sistema partidário é de fato binário ou ternário (e quando quaternário a proximidade e convergência entre partidos é tradicional), a questão das coligações é de enorme simplicidade, ou quase compulsória. Nos EUA, o sistema é binário. Na Espanha, em nível nacional, também é binário. No Chile, os 5 grandes partidos se agrupam naturalmente entre centro-direita e centro-esquerda. Na Alemanha, os dois grandes partidos, CDU e SPD, formam coligações de governo, sempre ou quase, com FDP e Verdes, respectivamente.


Nos países com sistemas multipartidários, como o Brasil, as coligações são muito mais complexas e, em grande medida, heterogêneas. No Brasil, desde depois da eleição de 1986 para a Constituinte, que nunca mais nenhum partido obteve 20% dos deputados federais. No mundo todo, o que marca a força dos partidos políticos são suas bancadas de deputados federais. No regime parlamentarista, por óbvio, já que o governo se forma com a bancada majoritária, unida ou agregada. Nesse caso a agregação é quase sempre homogênea.

No Brasil, o PT, que tem a maior bancada, terá (com a decisão do STF sobre ficha-limpa) 16,3% dos deputados federais. Seguem o PMDB com 15%, o PSDB com 10%, o DEM com 8,5%, o PR e o PP com 8% cada. A diferença entre a maior bancada e a quinta e sexta bancadas é de 8 pontos. Num sistema binário seria considerada uma vantagem pequena. Por exemplo: o maior partido com 54% e o segundo com 46%.

Na câmara de deputados, nas assembleias legislativas e nas câmaras de vereadores das maiores cidades, a pulverização chega a 20 partidos ou mais. Com esta heterogeneidade, as coligações para fins eleitorais são de três tipos.

Coligações politicamente homogêneas (tipo 1), onde os partidos coligados têm convergência programática de origem. Coligações heterogêneas de governo (tipo 2), onde os partidos coligados foram atraídos pelo governo e dão base, maioria, e força eleitoral a eles. Esse tipo de coligação não é programática, é pragmática.

Coligações heterogêneas de oposição (tipo 3), onde os partidos se coligam por fazerem oposição ao governo mesmo que por razões distintas. Nesse caso, a coligação terá que ser feita em base programática detalhada, na medida em que uma vitória eleitoral exigirá o cumprimento dos compromissos pelo chefe do poder executivo (presidencialismo).

Em 2012 teremos eleições municipais. Em função do multipartidarismo, a montagem das coligações é um processo artesanal e exige que sejam gastos vários meses nessa costura, até se chegar ao acordo e a coligação, de tipo 1, de tipo 2 e de tipo 3. Em nível municipal, a coligação do tipo 3 é a que caracteriza na maior parte dos casos as forças de oposição. No Rio (2008 e 2010), as coligações do tipo 3 foram feitas sem compromisso programático formal e, com isso, o processo eleitoral para elas foi solvente. Aprendeu-se a lição para 2012.

Cesar Maia, Economista, foi Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Barbosa receberá tsunami de telegramas, dia 4 de abril, exigindo punição a mensaleiros

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/
Leia mais artigos no site Fique Alerta – http://www.fiquealerta.net/
Por Jorge Serrão

Os servidores que cuidam da correspondência oficial do Ministro Joaquim Barbosa, no Supremo Tribunal Federal, terão muito trabalho na próxima segunda-feira, 4 de abril. O relator do processo mensalão no STF receberá milhares de telegramas cobrando atitude e celeridade para que o caso não acabe em mais um triste exemplo de impunidade no Brasil.

A campanha batizada de "Passeata de Telegramas" é encabeçada pelo grupo de internautas Por Um Brasil Melhor. A tática é mobilizar o maior número de pessoas para que enviem um telegrama, no dia 3 de abril, para que o ministro os receba uma enxurrada de pedidos, de uma única vez, na segunda-feira. O texto do telegrama fica a critério de cada um.

O telegrama a Barbosa pode ser mandado via online, via telefone ou mesmo pela agência dos Correios mais próxima de sua casa (nesse caso, deve ser enviado no sábado, dia 02/04, porque as agências não abrem domingo). O endereço para envio é: Ministro Joaquim Barbosa - Supremo Tribunal Federal - Praça dos Três Poderes – CEP 70175-900.

O telegrama também pode ser enviado online: http://shopping.correios.com.br/wbm/store/script/wbm2400902p01.aspx?cd_company=ErZW8Dm9i54=&cd_department=p5TkKhm55lU=

Leia, abaixo, o artigo de Arlindo Montenegro: Carta aberta aos banqueiros.


No Fique Alerta (www.fiquealerta.net) leia o artigo de Eduardo Ferraz: Contratados pelo currículo, demitidos pela atitude.

Ditadura partidária

Tudo vai ficando prontinho para a oficialização da União das Repúblicas Socialistas do Brasil.

A Comissão de Reforma Política do Senado aprovou a adoção da lista fechada nas eleições proporcionais (deputados federais, deputados estaduais e vereadores).

A proposta mantém o atual sistema proporcional, mas adota a lista fechada - onde os partidos escolhem a lista de candidatos, e o eleitor apenas vota nessa lista.

Na prática, o PT venceu a batalha, derrotando a proposta do PMDB, o chamado "distritão" - onde os estados são transformados em distritos e são eleitos os mais votados.

Nome aos bois

Numa aliança inusitada, os senadores do PT e do DEM acabaram se unindo para derrotar o "distritão".

O líder do DEM, Demóstenes Torres (GO), votou a favor do sistema proporcional com lista fechada, ao lado do líder do PT, senador Humberto Costa (PE).

Os nove votos a favor da lista fechada foram: Humberto Costa, Demóstenes; Luiz Henrique (PMDB-SC), Roberto Requião (PMDB-PR), Jorge Viana (PT-AC), Wellington Dias (PT-PI), Ana Rita (PT-ES), Antônio Carlos Valadares (PSB-ES) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Lula globalitário

Ao receber ontem um prêmio do Conselho Europeu, em Lisboa, Lula defendeu a reforma da ONU.

Extalinácio alegou que as instituições internacionais hoje são "incapazes" de lidar com um mundo multipolar.

O companheiro dos globalitários defendeu que a ONU deve ser dirigida por um burocrata, e não por um político.

Tá de sacanagem...

O Brasil está estudando formas de ajudar Portugal a passar por sua crise de dívida.

A presidenta Dilma Rousseff explicou ao jornal português Diário Econômico como pretende “ajudar”:

“Uma das possibilidades é a compra de parte da dívida soberana portuguesa. Também examinamos outras alternativas, como a recompra antecipada de títulos brasileiros na posse do governo português".

Marx tinha razão?

A intenção de Dilma seria mais uma prova de que “a história se repete como farsa” – como pregou o ideólogo comunista Karl Marx.

Em 1823, para se tornar “independente”, o Império do Brasil “comprou” a dívida externa que Portugal tinha com os banqueiros Rothschild...

Agora, Dilma quer repetir a dose, para agradar a Oligarquia Financeira Transnacional que a sustenta no poder...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Março de 2011.

Carta aberta aos banqueiros

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

Caro amazônida Roberto Santiago, seu comentário e pedido num artigo do Alerta Total, me deixou inchado que nem sapo boi, azucrinado por um monte de crianças malvadas. Um inchaço da estrutura de plausibilidade, falando assim: "Pô, o que faço tem utilidade para outro!". É assim. A gente só sabe quando alguém comenta. Esta ferramenta do blog falha no vir a ser isto: leu, comentou. Aí a coisa se transformaria em diálogo, informação complementar.

Agora, Roberto, o seu pedido deveria ser dirigido a um economista que nem o Benayon. Eu estou no rol dos que pagam contas à vista e contam os tostões para chegar ao fim de cada mês. Sou daqueles que se deslocam a pé, de ônibus, trem e outrora no lombo de um burro que empacava quando pressentia que uma jararaca estava alí adiante, esperando pra dar o bote.

Por princípio, por não confiar em banqueiros, que nem o burro pressentindo a jararaca, no fim de cada mês saco os tostões e guardo embaixo do colchão, temendo que o governo progressista, de repente, a instância dos poderosos, corte os zeros e os 1000 Réis passem a valer 1, somente um, que só compra duas caixas de fósforos ou dois paezinhos.

Vou arriscar o que penso, com base no que tenho ouvido e lido. Poupar é bom. É uma disciplina propria para quem sabe o que quer, tem objetivos, planos para a futura compra de uma casa, casar, viajar, adquirir um bem mais durável que os descartáveis de "1.99". As economias somadas, para uma meta ou objetivo pessoal, afirmam a maturidade de uma economia nacional.

Se esta economia é bem administrada e responsavelmente investida, toda a nação ganha e a iniciativa do poupador acaba sendo melhor premiada, porque, servindo de exemplo, atrai outros poupadores, que não os desesperados e desconfiados que estão convencidos que a vida vai acabar loguinho, investindo assim em todos os prazeres, hoje, agora. Prá que poupar? O crédito bancário supre os desejos imediatos.

O princípio de confiabilidade do poupador está na certeza da boa administração dos governantes. Disto decorre também a confiança no futuro, a auto estima, a vontade de fazer, crescer, realizar os sonhos de vida, orgulhar-se por coexistir num ambiente social em que a certeza de continuidade está presente, apoiando a livre iniciativa das pessoas.

Poupança é ganho, isto é, a sobra dos gastos mensais obrigatórios. Se o governo capa 25% na boca do caixa e o cristão fica sujeito a oscilações nos preços da subsistência por conta da inflação, da chuva, do transporte, da mudança de embalagem, da gasolina, da conta de luz, água, telefone... O salário pode até variar anualmente, mas a sobrevida é diária, mensal, uma incógnita.

Daí a saída que os banqueiros inventaram: primeiro os empréstimos, depois os cheques especiais e por fim a popularização para a galerinha com os tais cartões de crédito. Que beleza meu Deus! Posso comprar a geladeira agora e pagar em 10 vezes, sem juros! Propaganda enganosa? Prove! Você não entende nada de economia.

E esta invenção maravilhosa pode ser utilizada pelas empresas, levando muitas para o buraco da inadimplência. Logo veio o tal de "nome sujo na praça" e aí o cristão ficou mais enrolado ainda, marcado que nem bandido. Trabalhe mais meu filho! Roube até, mas pague ao banco com juros, correção monetária, taxas de serviço ou então morra de fome, vá viver embaixo da ponte.

Pior é que a invenção veio lá do estrangeiro e o governo daqui adotou sem pensar nas consequências. Até no palácio usam cartões de crédito! E podem usar, que os trabalhadores produtivos desta nação pagam, mesmo sem saber (é tudo secreto!) Agora me diga, o que você pode fazer na hora que o governo decide e corta 3 zeros do valor da moeda corrente? Ou muda o nome sem revelar o lastro correspondente, melhor inexistente.

Me diga o que você pode fazer quando o governo diz assim: so pode comprar um carro, quem emprestar 30% do valor da transação ao governo, que vai devolver... nunca! Ou quando chega e diz assim: "Vou usar sua poupança e devolvo quando puder. Por enquanto você pode dizer adeusinho a ela e protelar seu objetivo.

O sistema financeiro, faz tempo, deixou de ser nacional, deixou de ser controlado pelas tais "autoridades" nacionais, que agora gastam quanto querem pendurando tudo no crédito do sistema financeiro internacional. Este sim decide quanto juro vai cobrar: seu sangue, sua alma até não sei quantas gerações futuras.

Assim caro amazônida Roberto, só Deus dá jeito. É preciso ficar de bem com Ele, falar com Ele, descobrir a presença dEle em cada um de nós e fazer um trato sério. Enquanto isto vai curtindo o tucupi com tacaca enquanto não desnacionalizam a mandioca, como já fizeram nas orópa e no Japão, patenteanto nomes que viraram marcas, que nós não podemos usar. Açaí, cupuassú, urucúm...

Ref. Comentário ao artigo "Encontro na Selva", publicado em 28/03/11

Arlindo Montenegro é Apicultor.

terça-feira, 29 de março de 2011

SBT pensa em dar aos militares o mesmo espaço dado à esquerda na novela Amor & Revolução

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/
Leia mais artigos no site Fique Alerta – http://www.fiquealerta.net/
Por Jorge Serrão

A diretoria da ONG Terrorismo Nunca Mais (Ternuma) terá uma reunião-almoço, na próxima quinta-feira, 31 de março, em Brasília, com uma das produtoras da novela “Amor & Revolução”, com estreia marcada para 5 de abril, 10 e meia da noite, no SBT. Os produtores do canal de Sílvio Santos já acenam com a possibilidade de conceder aos militares o mesmo espaço que será concedido à esquerda para retratar a estória ficcional.

Em 180 capítulos, “Amor & Revolução” deve exibir uns 70 depoimentos de personagens que se consideram “vítimas da ditadura” ou que “participaram da luta armada contra o regime militar”. Por esta perspectiva, o Alto Comando do Exército e oficiais da reserva temem que a obra seja mais uma peça de propaganda ideológica contra as Forças Armadas. A novela já rendeu polêmica até no meio empresarial.

Um acionista da Procter & Gamble, resolveu questionar oficialmente a empresa sobre o apoio a uma obra que vai denegrir a imagem dos militares. A P&G fechou com o SBT um contrato de R$ 8,9 milhões mensais para ser um dos quatro patrocinadores da novela. Em resposta ao questionamento do investidor, por telegrama, a direção da empresa prometeu “avaliar o caso”.

O Alerta Total já cansou de alertar aos membros do Exército, Marinha e Aeronáutica sobre a Guerra midiática de que são vítimas. Desde a década de 70, existe uma evidente intenção de desmoralizar as Forças Armadas no Brasil. O objetivo psicossocial é criar uma antipatia tão grande com as Legiões. Para que se chegue à “natural conclusão” de que o Brasil não precisa tanto de Forças Armadas – que são as guardiãs da soberania nacional, sempre ameaçada pelos esquemas globalitários.

Os inimigos das Legiões fazem o serviço sujo para a Oligarquia Financeira Transnacional. O pequeno grupo que controla os negócios globalitários deseja manter o Brasil como uma simples plataforma subdesenvolvida para exploração de recursos naturais, financeiros e humanos. Eles querem desmoralizar o Exército, Marinha e Aeronáutica porque sabem muito bem que a destinação institucional das Forças Armadas é a Defesa Incondicional da Pátria. Com uma defesa débil, a Pátria fica na mão dos parias que nos exploram – porque deixamos.

Leia, abaixo, o artigo de Arlindo Montenegro: Defesa? Só espiritual.


Confira também, no site Fique Alerta, o artigo de João Bosco Leal: O Envelhecimento.

Consumidor pessimista

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 2% neste mês, na comparação com fevereiro.

Foi a queda mais intensa desde novembro de 2008, auge da crise econômica mundial, quando o indicador despencou 3,9%.

A Fundação Getulio Vargas (FGV), que mede o indicador, avalia que a inflação em trajetória de alta e a disposição do governo de dar um aperto no crédito para conter o crescimento da economia afetaram as expectativas dos consumidores.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 29 de Março de 2011.

Defesa? Só espiritual!

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

A ordem que vem de cima é desarmar os cidadãos, afastar as forças armadas da política, reduzindo-as a "forças de paz" a serviço da Onu, manter a aparente luta contra as drogas sem treinar, remunerar e aparelhar as forças policiais. Enganar a galera fomentando a liberdade irresponsável. Adotar direitos especiais para as tais minorias de gênero: o G, o L, o B e o T, além do masculino/feminino. Devem ser gêneros mentais... sei lá! E aborto também, à vontade!

O visitante ilustre acertou com a anfitriã que os países – USA/BR - vão colaborar em defesa cerrada para proteger estes novos sexos híbridos, na letra da lei que a onu rotulou: "direitos humanos de minorias". Agenda de trabalho importante! Lá na matriz, já anunciaram que o presidente está orgulhoso com o trabalho diplomático que já convenceu 85 países.

Disseram que o diálogo é difícil. O Peru foi o único dos países da região que não entrou nesta canoa, porque "já é contra todo tipo de violência contra os direitos humanos, mas reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo e outras situações é incompatível com a Constituição Peruana." Curto e grosso, o Peru!

Nos estamos bem adiantados. Já temos cartilhas para as crianças, vídeos, aulas com bonecos, novelas e nesta semana a Rede Feminista de Saúde Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos em Porto Alegre apresentou à imprensa, no Sindicato dos Jornalistas, a cartilha guia para abordar a questão de modo politicamente correto. Versão em pdf : abortoemdebate.com.br/arquivos/Aborto_Guia_comunicacao.pdf

Próximo passo será sacramentar a admissão dos novos gêneros nas forças armadas, criar cotas nas universidades, castigar os pais contrários à lei e treinar a polícia para reprimir os machistas homófobos. Afinal é preciso controlar a explosão populacional e estas crenças religiosas que falam de pecado... Aqui os novos “casais”(?) vão adotar meninos de rua. Na Espanha já se manifestaram ficando pelados numa igreja católica. Se a moda pega... bom, a CNBB não liga.

Parece até que já temos uma entidade religiosa que nem a Igreja Ortodoxa Russa, que obedece à KGB, isto é ao estado que promove o "progresso democrático esquerdista". Um progresso que, no Brasil, comporta a fuga de cinco "presos presos de alta periculosidade", cerrando grades e pulando um muro com uma "tereza" (corda feita com lençóis...) - dá pra acreditar?

Os "meliantes" – narcotraficantes, assaltantes de bancos e homicidas – fugiram assim bem fácil, do setor de segurança máxima de uma penitenciária federal em Brasília. Mas estão "averiguando" como isto foi possível. Como averiguam quem deu três tiros na cara do jornalista do Rio de Janeiro que investigava o comprometimento de autoridades e ongueiros com o narcotráfico. Tudo é novidade velha e bem sabida, assimilada e calada, não é?

É nosso dever compartilhar a insanidade moral dos compromissos políticos em silêncio. É nosso dever deixar que decidam tudo, fazendo pose de justiceiros e preocupados com os direitos dos outros, enquanto negociam nossos bens materiais e espirituais com as ratazanas anglo-americanas, que deveriam estar bem trancafiadas em camisas de força numa instituição para doentes mentais de "alta periculosidade".

Caso contrário, Stalin, Hitler, Pol Pot e Calígula, vão ser tidos como anjos complacentes e a humanidade vai pagar um preço terrível. Somente a força espiritual, como já aconteceu em outras catástrofes pouco reveladas, poderá salvar a humanidade do extermínio seletivo. A ciência oficial, senhora da verdade, retem muita informação que faria cair o castelo de cartas que alicerça a ação dos psicopatas que nos governam.

O Brasil é uma nação pacífica e parceira, em tudo e por tudo. Já adotou os comportamentos dos filmes de Hollywood, os seriados de televisão, o som da pesada, os grandes shows, avança no uso de tudo quanto é droga, participa ativamente das campanhas de vacinação contra epidemias, pestes, gripes, utiliza cloro e flúor na água potável, utiliza muito agrotóxico nas lavouras e promove as ações da morte como se fosse natural.

O sistema anglo-americano espremeu a riqueza da economia mundial, criando dívidas, pagamentos e submissões, para alimentar a demanda insaciável das estruturas financeiras de Londres e Nova York. Com o fim da guerra fria e queda do Muro de Berlim, abriu o jogo da velha associação com a Russia e China, inventando novos inimigos: primeiro o mundo árabe e na fila ficam a Índia que tem bomba atômica e o Brasil que só tem bombinha de São João.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Dilma autoriza etanol com até 1% de água, para agradar Obama e importar “álcool” dos EUA

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/
Leia mais artigos no site Fique Alerta – http://www.fiquealerta.net/
Por Jorge Serrão

Por decisão da Presidenta da República, o motor dos carros dos brasileiros terá um rendimento ainda pior. Dilma Rousseff deu sinal verde para que a Agência Nacional de Petróleo autorize que o etanol anidro (que no passado se chamava “álcool”) tenha 1% de água. Até sexta-feira passada, o teor máximo permitido era de 0,4%. Quem sofrerá mais desgaste é o veículo a gasolina – que já é misturada com 20% de álcool – agora com mais água.

A mudança no teor de água no etanol pode ter relação direta com a recente visita de Barack Obama. Antes não podia, mas agora Brasil agora pode importar, sem problemas, o “etanol” dos EUA – que tem maior teor de água. O governo e a ANP alegam que a intenção é conter os aumentos de preços nos combustíveis. A retórica oficial também propagandeia que, devido à alta internacional do petróleo, sairá mais barato para o Brasil importar álcool que gasolina.

A conversinha fiada do governo só não se sustenta com os fatos. Dia 15 de abril, chega ao Brasil um mega-carregamento de gasolina importada pela Petrobrás. O diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, alega que o combustível será armazenado para garantir o abastecimento no mercado interno – que ficou aquecido, com a alta do preço do etanol nas bombas dos postos.

O aumento do consumo de gasolina ocorre na entressafra da cana-de-açúcar, quando a disponibilidade de etanol é ainda menor e os preços sobem. No ano passado, a Petrobras importou 3 milhões de barris de gasolina de várias origens no início do ano, o que não fazia há cerca de 40 anos. As refinarias da Petrobrás trabalham a plena capacidade, produzindo 380 mil barris diários de gasolina, totalmente absorvidos pela demanda doméstica.

No final das contas, quem se dana é o consumidor. Continuará pagando uma fortuna por um combustível de qualidade questionável. Tudo para alegria das oficinas mecânicas, já que os carros têm mais desgaste com combustível mais cheio de água ainda.

Leia, abaixo, o artigo de Arlindo Montenegro: Encontro na Selva.

Golpe do carro caro, não!

O presidente-executivo do Instituto Aço Brasil (IABr), Marco Polo de Mello Lopes, adverte que o setor siderúrgico não quer ser o vilão da história, se o preço do Aço subir muito, e os fabricantes alegarem que precisam subir o preço de venda de veículos em função disto.

Marco Pólo adverte que, se houver um aumento de 10% nos preços do aço, o impacto seria de menos de 1% sobre os veículos comercializados no País.

O dirigente alega que o repasse da eventual alta do aço para os preços dos automóveis é um mero pretexto para alavancagem de preços...

Leia no site Fique Alerta (www.fiquealerta.net) artigo de Marli Gonçalves: Carros, adesivos e muito tempo que perdemos.
De Mentira

Do jurista católico Ives Gandra sobre a criação da Comissão da Verdade:

"Eles não querem resgatar a verdade, porque a verdade deles não existe, é uma mentira. Memória histórica tem que ser resgatada por historiadores, com imparcialidade. Essa comissão da verdade é uma comissão da vingança. A verdadeira intenção por trás da comissão é revogar a Lei de Anistia, mas duvidou que a tentativa tenha chances de prosperar...”.

O recado foi dado sexta-feira passada, no Clube Militar, no Rio de Janeiro, durante o painel "A Revolução de 31 de Março de 1964 - Com os Olhos no Futuro".

Impugnando

PT da vida com assédio aos políticos de seu partido, o presidente do PTB em São Paulo, deputado Campos Machado, promete entrar na Justiça contra a criação do Partido Social Democrático (PSD) pelo Prefeito Gilberto Kassab.

O PTB argumenta que incorporou o PSD em fevereiro de 2003:

"A incorporação deu-se em Convenção Nacional, dentro das normas e exigências legais, mas até hoje algumas questões relativas aos aspectos fiscais e contábeis não foram totalmente resolvidas e seguem pendentes".

Maçonaria

Edimo Muniz Pinho foi eleito o novo Grão-Mestre do Grande Oriente do

Brasil no Rio de Janeiro.

Seu Gão Mestre Adjunto será Archimedes João Fernandes Machado.

Edimo era da chapa da situação e promete continuidade ao trabalho do Grão Mestre Eduardo Gomes.

Nada de sujeira

Limpeza urbana e a reciclagem do lixo.

Estes são os focos principais do Sétimo Festival Internacional de Artistas de Rua, que acontece nos próximos dias 8, 9 e 10, na orla da Ribeira, em Salvador.

Depois da Bahia, o evento se repete Sobradinho, dia 12 de abril, e em Paulo Afonso , dias 14, 15 e 16.

Água pura para crianças

A Procter & Gamble Brasil aproveitou o Fórum Mundial de Sustentabilidade em Manaus, para apresentar, pela primeira vez, o Programa Água Pura para Crianças.

O “PUR” é um sachê de 4 gramas capaz de transformar 10 litros de água contaminada em 10 litros de água potável, livre de resíduos sólidos e impurezas e que atende às normas da Organização Mundial de Saúde

Inédito no País, o programa é uma iniciativa mundial, sem fins lucrativos, da P&G, que utiliza tecnologia de baixo custo para purificar água contaminada.

Quem se habilita?

O principal objetivo da P&G Brasil é encontrar uma ONG – Organização Não Governamental – disposta, comprometida e engajada para atuar como parceira no País na distribuição de PUR.

O PUR é distribuído gratuitamente em situações de emergência, como enchentes, e também para comunidades que sofrem com a falta de água potável em todo o mundo.

Mais de 60 países com populações carentes e em situação crítica de escassez de água receberam o PUR, incluindo as vítimas das catástrofes no Chile, Haiti e Paquistão, e, mais recentemente, no Japão.

Racismo e Políticas Públicas

O Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) em parceria com a Universidade de Brasília realiza, nesta quarta e quinta-feira, o “Seminário Racismo, Igualdade e Políticas Públicas”.

O evento contará com alguns dos principais especialistas da área e, além de tratar das desigualdades e do racismo enfrentado pelos brasileiros, tem como objetivo discutir temáticas como: cotas, ações afirmativas, Estatuto da Igualdade Racial, comunidades quilombolas, modelo de desenvolvimento e racismo institucional à luz de experiências internacionais e também da atuação do Estado brasileiro.

Apenas por mera coincidência, o evento tem o apoio da Fundação Ford, em parceria com a Articulação de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros e Negras, ONG Criola e Geledés – Instituto da Mulher Negra.

Ambiental

A Seven Idiomas - rede de franquias com mais de 24 anos de experiência no ensino de inglês e espanhol - promoverá no dia 8 de abril, o evento “7 x 7 – A sustentabilidade não é só verde”.

Será na sede da Brazilian Business School, que patrocina o evento, na Alameda Santos, 745 – (Próximo ao Metrô Trianon-Masp).

A Seven tem ações ambientais, já implantadas em sua unidade da Augusta, como o sistema “minhocário” – ferramenta utilizada para reaproveitar os alimentos descartados e servir como adubo e o paraciclo – para estimular as pessoas a utilizarem como meio de transporte a bicicleta.

Vamos cuidar da vida?

Com o tema “Vamos Cuidar da Vida”, o Instituto Ecofuturo lança o 7º Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso.

Cerca de 70 mil escolas, 6 mil bibliotecas públicas e comunitárias e 800 organizações sociais em todo o Brasil foram convidadas a ler, conversar e escrever sobre os cuidados com a vida, de forma alegre, leve e inteligente.

As inscrições estão abertas até 30 de junho e devem ser feitas pelo site www.ecofuturo/concursocultural
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Março de 2011.

Encontro na Selva

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

Vejam só! Não bastasse o beija mão ao administrador de plantão na matriz e seu séquito, ainda tivemos de hospedar um ex presidente americano, um ator político, um empresário inglês e um cineasta, ditando regras para o Brasil na reunião do Foro Mundial de Sustentabilidade, realizado em Manaus. Eles dizem literalmente que temos de "sustentar" o mundo deles.

O britânico Richard Branson determina que nossa frota de veículos seja abastecida somente com etanol e que exportemos todo o petróleo para eles. O sujeito elogiou o FHC dizendo que "foi a gestão dele que colocou o país no rumo que está hoje". E disse mais que se as taxas de desenvolvimento do Brasil, China e Japão continuarem no mesmo ritmo, logo vai faltar petróleo. Em outras palavras: freiem o desenvolvimento brasileiro.

O cineasta James Cameron é contrário à construção de Usina Hidrelétrica de Belo Monte. O monte de empresários estrangeiros e brasileiros participantes da festa, tinha os olhos e ouvidos bem abertos para as oportunidades de investimentos. Em defesa dos povos da mata, como diria o cineasta de "Avatar", que subliminarmente mostrou a força do exército e a raiva que os generais têm, dos humildes povos que não querem deixar derrubar a mata. Uma indireta? Ou bem direta?

Clinton, como Al Gore, defendendo a redução de emissões de carbono, mostrou como tem corrido o mundo inteiro com sua fundação, para fazer o bem da humanidade. Deu um exemplo: “Trabalhamos no Rio para trocar os semáforos por luzes de LED, que são mais caras, porém têm maior tempo de vida e emitem menos gases, além de reduzir a conta de energia das cidades”. Legal não é? Quem paga a conta? Que empresinha brasileira pode concorrer com um contrato de interesse do ex presidente americano?

E disse mais o bondoso esquerdinha: “Não se pode construir um futuro sustentável sozinho. É preciso convencer seus parceiros China e EUA, a trabalhar junto nisso”. Taí mais uma dica: a parceria do Brasil está decidida! É Com a China e com os EUA. Como os EUA estão em linha direta com a Inglaterra e Israel, já sabemos quem manda e desmanda no pedaço e podemos estar certos que vamos continuar pagando a "dívida" para sustentar as guerras deles, os grandes.

Os juros astronômincos que pagamos tendem a crescer. Como diz o economista Benayon, com as desculpas esfarrapadas de “reverter a aceleração da inflação este ano”, segundo os enganadores ministeriais, repetidos pelos jornalões. " Discretamente já estão subindo alguns preços e o imposto sobre a renda também. Vem mais!

A única voz dissonante do encontro de estrangeiros interferindo nos assuntos internos e ditando regras para o Brasil, foi da velha índia Macuxi, Avelina, a guardiã da Espada de Rondom, que entregou uma carta ao Schwarzeneger, covidando-o para combater "a coação, a injustiça, a violência com que demarcam terras indígenas só para atender a metas propostas e decididas em fórum como esse, sem consulta livre, prévia e informada das minorias que, em termos quantitativos, são a maioria desprovida dos direitos fundamentais."

Uma voz brasileira, diferente dos empresários que ali estavam. Os índios da Raposa Serra do Sol, denunciavam a demarcação que se arrastou durante anos, com a invasão da Polícia Federal, separação de familias mestiças, expulsão de rizicultores que estavam há decênios produzindo em fazendas tituladas e empregando os mesmos índios. Perdas totaís. Ganhos para o Conselho Mundial de Igrejas, dirigido pela rainha da Inglaterra. Benefícios para o príncipe Charles e para os que declaram que "a Amazônia é patrimônio da humanidade e não território de nações que dizem ter a soberania".

É bem assim, eles chegam, dão o recado e os vassalos obedecem ao pé da letra. Alguém viu esta notícia nos jornalões?

Arlindo Montenegro é Apicultor.

domingo, 27 de março de 2011

A Síndrome do Frango Congelado



Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

O mestre do jornalismo-humorismo, José Simão, cansa de proclamar que “o Brasil é o País da Piada-Pronta”. O conceito é verdadeiro. Por isso, torna-se interessante recorrer a uma piada, por mais chula que seja, para retratar situações e comportamentos nada engraçados no País da sacanagem séria. Leia atentamente. Depois diga se, no fim das contas, a piada do "Papagaio Comedor” não serve de justa e perfeita alegoria do comportamento anti-cidadão tupiniquim.

Ria com moderação! Era uma vez um papagaio, que vivia numa fazendinha do interior, e tinha um comportamento sexual que superava o José Mayer. O pequeno falastrão comia todas as aves que via. Era o garanhão do pedaço. Além das papagaias que namorava, não perdoava as periquitas. Traçava todas as penosas. Sequer poupava os franguinhos gays do pedaço. Diante dele, os galos voltavam as costas para a parede, por proteção.

Um dia, o safado do papagaio devorou a galinha da dona da fazenda. Aí deu m... – como diria o Capitão Nascimento. O sistema não o perdoou. Quando o fazendeiro ficou sabendo, resolveu puni-lo exemplarmente. Apertou o pescoço do bichinho tarado e o jogou no congelador frigorífico. O patrão avisou que a ave tarada ficaria lá por uma hora. Seria um tempo “para esfriar os ímpetos canibalescos”. Se sobrevivesse ao inverno sexual forçado, o papagaio comedor aprenderia a lição e se tornaria uma ave em dieta sexual.

O problema foi que o fazendeiro, muito atarefado, esqueceu do papagaio. Só se lembrou quando a fiel patroa, no dia seguinte, lhe perguntou: “Cadê o meu lourinho?”. Desesperado, o torturador correu até sua mega geladeira. Quando abriu, para surpresa geral, deu de cara com o papagaio. O safado estava ofegante e esfregava a asa na testa, para secar o suor em pleno círculo polar do congelador. O tarado incorrigível reclamou com o fazendeiro: “PQP... Este frango que você deixou aqui comigo está me dando o maior trabalho... Tem um buraquinho muito duro...”.

Entendeu a piada? Deu para rir ou chorar? Não importa! O Importante é deixar bem claro. O imoral da história não é o papagaio safado. E nem o fazendeiro que corre o risco de ser julgado pela Comissão da Verdade dos petralhas. Na verdade, o predador sexual e o fazendeiro se parecem muito com o nosso governo, com os nossos políticos e com os controladores globalitários. Estes sujeitos estão sempre prontos a “violentar” nosso País, nosso patrimônio público, nossa soberania nacional e por aí vai...

No fundo, o pior personagem da piada é aquele que parece “vítima” – quando não é. Quem aceita o papel passivo de frango no congelador merece o quê? Esta é uma das mais graves síndromes dos brasileiros e das brasileiras. Sistematicamente violentados, aceitam tudo, sem nada questionar. Os papagaios fazem a festa. E os idiotas choram com a piada sem graça. A sorte é que o buraco parece duramente congelado. Senão a dor moral seria ainda maior.

Vamos apenas de algumas violências contra os franguinhos congelados que topam qualquer sacrifício. Exploração estatal sem limites. Corrupção generalizada. Militantes que agem como meliantes. Políticos que só legislam em causa própria. Leis injustas. Justiça que não funciona Direito. Impostos abusivos. Multas imperdoáveis. Juros exorbitantes. Desrespeito à produção e ao trabalho. Aumentos especulativos de preços – que geram carestia e inflação. Forças Armadas, amadas, porém desarmadas. Patriotismo só em evento esportivo! Falta de valores éticos no relacionamento humano. E por aí vai... A lista caberia em um livro sem fim...

A situação dos franguinhos congelados só não ficará pior porque existem fortes e objetivos indícios de que o mundo está acabando. Sandy virou Devassa. Faustão emagreceu. Sílvio Santos empobreceu. Tiririca é sério membro da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. E, para tornar o cenário definitivamente apocalíptico, o companheiro Luiz Inácio Lula da Silva vai receber o nobre e sagrado título de Doutor Honoris Causa na Universidade de Coimbra, em Portugal.

Não é piada de português. É de brasileiro! Que o papagaio nos seja leve... Enquanto Deus não reforma o congelador... Sairemos desta fria? É preciso...

PS - Aproveite e veja, acima, o premiado documentário Chicken a la carte - curta metragem de Ferdinand Dimadura - eleito como melhor no festival de Berlim, em 2005.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Março de 2011.

sábado, 26 de março de 2011

A Verdade Manipulada

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

É cada dia mais importante identificar fontes de informação honestas e independentes. A mídia invade cada espaço das nossas vidas e descarrega um tsunami de informações aterrorizantes. É notável a semelhança entre as pautas dos veículos formadores de opinião pública, no mundo inteiro. Mesmo assunto, diferentes versões.

Política, economia, notícias, tudo quanto é repetido pela grande mídia, é manipulado mesmas fontes, todas de propriedade de grandes corporações e dirigidas por agentes da elite globalitária e seu complexo industrial militar, com assessoria direta de acadêmicos, serviços de inteligência e Fundações.

Três agências aparecem todos os dias em nossos jornais, radios, televisões: New York Times, CNN e Whasington Post. Todas estão relacionadas com indústrias Farmacêuticas, Financeiras, Xerox, IBM, Ford, Phillip Morris, Fundação Rockfeller, Fundação McArthur, CFR, FMI... e muito mais, que indicam os membros dos conselhos de administração das empresas que alimentam o mundo com notícias.

Notícias manipuladas para homogenizar a opinião pública sobre assuntos de interesse mundial. A imprensa "imparcial"!! A serviço da Coca Cola, Johnson & Johnson, Rand, GM e até de Universidades cujos Presidentes do Conselho são também ligados ao Federal Reserve.

E o governo? Para maquiar, distorcer, esconder as facaltruas governamentais, utiliza-se jornalistas simpáticos, bem pagos como consultores ou assessores de alguma instituição governamental, ou agentes infiltrados, como aconteceu no Wattergate, quando se revelou que 400 jornalistas trabalhavam para a CIA. E os jornalistas também se alimentam da citação de "analistas militares", que defendem as políticas do governo.

As mídias alternativas, frequentemete são financiadas por Ongs, mantidas por Fundações "filantrópicas", com a mesma finalidade, como disse George Bundy, quando presidente da Fundação Ford: "Tudo o que a Fundação faz é tornar o mundo seguro para o capitalismo." Estava dizendo que isto era feito, induzindo cobertura jornalística, orientando a interpretação e a análise crítica.

Esta mesma estrutura de pesos pesados, exporta e determina a pauta de jornais e programação de televisão. É a fonte dos seriados policiais e de costumes que popularizam o sexo, drogas e violência. E programas para dementes como o big brother. E tudo é copiado para o exercício das "relações sociais"...

Os assuntos tabus são tratados com um sumiço ou umas balas na cara, como fizeram recentemente com o advogado blogueiro do Rio de Janeiro, Ricardo Gama, que denunciava uma linha de conduta que o mesmo ministro da Justiça reconheceu recentemente: a associação de governantes com os narcotraficantes. Pior ainda quando as ferramentas de manutenção da indigência mental são controladas por psicopatas.

Salvo raros momentos de exceção, os governantes têm condenado este País ao atraso, em decorrência de seus equívocos hegemônicos ou ideológicos, sempre na dependência de modelos importados e extemporâneos. A indigência de idéias e a pobreza da escola mantêm o campo aberto para as aventuras personalistas e amorais.

O País se desenvolve lentamente, conforme admite mais investidores estrangeiros, promovendo fusões e venda de empresas que não vão subsistir à competição dos gigantes internacionais, que acorrem com mala e cuia para garantir os ganhos de bilhões em dividendos, lucros, juros no domínio da agroindústria, mineração, metalurgia, infra estrutura, sem transferência de tecnologia, sem restrições ambientais.

Tudo isto assegura o tal "pibão" que garante o pagamento da dívida pública e reservas para que os investidores remetam seus lucros em moeda forte para a matriz. Estes governos fornecem proteção política sem precedentes para os estrangeiros. Mas quando se trata das garantias e direitos da propriedade privada dos nacionais, no campo ou na cidade, o papo é outro.

Após o domínio econômico, virá o domínio político totalitário do governo mundial, cujo projeto caminha a passos largos. Carecemos fundamentar nossas escolhas e decisões em valores e princípios, em vez de obedecer normas internacionais e doutrinação ideológica. Assim poderemos contribuir para mudar o jogo do poder. Para isto, precisamos de verdades verdadeiras e não de inverdades manipuladas.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Carta ao Guerreiro Arnold Schwarzenegger

Documento no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Índia Avelina

Guerreiro Americano, que vive na América como nós, Saudações.

Milhões cresceram vendo você vencer sozinho quadrilhas poderosas e políticas injustas em seu país.

E agora o vemos dedicando tempo e trabalho à causa amazônica.

É por isso que admiramos você:

Essas ações inspiram em nós o desejo de lutar pelo que é certo e justo.

Ficamos felizes e vimos saudá-lo, porque somos de paz.

A espada que Rondon deixou em Roraima representa amizade, união e solidariedade;

jamais a beligerância e a intransigência étnica.

Além disso, a presença do grande desbravador entre nós marca a época em que muitos do meu povo vestiram roupas pela primeira vez e podemos nos proteger do frio e das picadas de insetos.

Vivíamos em paz: índios, caboclos, colonos, viajantes.

Até que determinados religiosos decidiram implantar a discórdia e o racismo em nome de Deus e de Jesus Cristo.

Na Raposa/Serra do Sol, na Missão do Surumu, índios do meu povo foram doutrinados para praticar a injustiça a fim de expulsar muitos cidadãos brasileiros que lá viviam.

E, com a conivência de instituições brasileiras, usaram a polícia para

separar famílias em índios e não índios, desprezando a relação ancestral de parentesco entre índios e não índios, ribeirinhos, mestiços em geral, não só em Roraima, mas em todo o Brasil;

usando apenas o olhar da discriminação;

sem nenhum critério científico para distinguir índio de não índio.

Destruíram casamentos, separaram maridos de suas mulheres e de seus filhos, criando feridas que jamais serão saradas, num dantesco gesto de desumanidade.

O Deus do ocidente prega o amor, a união,não o ódio nem a separação de povos.

Por isso, vimos nos unir a você, Guerreiro,

Para, juntos, combatermos a coação, a injustiça,a violência com que

demarcam terras indígenas só para atender a metas propostas e decididas em fórum como esse, sem consulta livre, prévia e informada das minorias que, em termos quantitativos, são a maioria desprovida dos direitos fundamentais.

Somos humanos, somos irmãos, somos parentes.

Temos inteligência, emoção e vontade própria.

Por que impor aos índios uma vida diferente e precária, se há décadas organizações pedem dinheiro e realizam convênios em nome de acabar com essa miséria e abandono?

Por trás disso, está a ambição, não a preservação das nossas culturas.

É impossível preservar tradições quando juntam etnias diferentes para justificar a demarcação de territórios maiores?

Será coincidência o interesse das mineradoras estrangeiras nessas mesmas áreas?

Será coincidência estarem discutindo a exploração mineral em terras Indígenas e reformulando o estatuto do índio?

Escolhemos o Guerreiro Americano para levar nossa mensagem, na esperança de que as organizações nacionais e estrangeiras reflitam sobre o que é imposto aos povos indígenas, aos amazônidas em geral e ao país onde vivem nossos compatriotas, a partir de eventos mundiais como esse aqui.

Finalmente, por meio destas singelas palavras, manifestamos nossas aspirações, dizendo que queremos:

desfrutar os direitos à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança, à propriedade;

desenvolver boa educação, boa saúde, boa economia, boa cidadania, bons trabalhos;

dispor de boa alimentação, boas casas, boas estradas, bons transportes e de energia elétrica confiável; direitos cívicos como todos que desejam ter desenvolvimento e liberdade.

Nós queremos gozar os direitos fundamentais e os direitos humanos, assegurados na Constituição Federal e nos diversos diplomas internacionais dos quais o Brasil é signatário.

Grande guerreiro americano, nós precisamos e nós acreditamos em você...

Talvez você possa vir a ser nosso ?agente? para conseguir fomento para suprir nossas necessidades nas áreas de educação e na segurança alimentar, prover financiamento para compra de máquinas e equipamentos, para execução dos nossos projetos sustentáveis.

A índia Avelina, Macuxi de 90 anos, é guardiã da Espada de Rondom. A carta foi entregue ontem ao ator e ex-governador da Califórnia (EUA) Arnold Schwarzenegger. O documento contém denúncias e desejos dos índios da Raposa Serra do Sol, a demarcação mais polêmica dos últimos anos e que gerou anos de conflitos.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Quem somos nós?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

Os povos da América Latina estão entre os mais atrasados do mundo. Palco das civilizações Inca, Maia e Azteca, nossos países congregam povos mantidos na ignorância, por governantes que insistem em praticar as políticas caricatas e inconsequentes, de obediência aos padrões ditados por parceiros mais fortes, militar e economicamente. Parceiros que buscam a dominação de toda a riqueza única, ainda preservada nestes territórios que sofrem a mais bestial expoliação.

Cultiva-se uma espécie de respeito, credulidade, veneração até, por tudo quanto vem do norte, da Europa ou dos Estados Unidos. Americanos do norte, ingleses, franceses, alemães, japoneses, judeus, russos aparecem como detentores do saber científico mais avançado, com o maior número de patentes registradas, universidades em tempo integral, com suas ogivas nucleares e seus exércitos prontos para impor suas formas de governo onde quer que seja.

O clube de poderosos que agora inclui a China, marca sua vontade com autoridade suprema sob a ameaça de terrorismo ou ações bélicas, assassinatos políticos e agora com a secreta e velada ameaça da diabólica arma de destruição massiva e seletiva do Projeto HARRP, originário dos estudos de um cara que só desejava o benefício da humanidade.

Nicola Tesla inventou a tecnologia para distribuição de energia e comunicação sem fio, em tempo real, quase gratuita para uso de todas as nações. Morreu e o FBI sumiu com suas anotações. Hoje estamos diante da arma nas mãos do complexo militar industrial, alimentado pelos globalistas. Toda a farsa do aquecimento antropogênico e mudanças climáticas, estava apoiada nesta arma, que já tem sido utilizada seletivamente, causando terremotos, tsunâmis, tempestades...

Os caras lá fora pensam por nós, vem aqui, vendem seu peixe e nós passamos a defender e aplicar verdades que não são nossas. Temos sido incapazes de olhar o proprio umbigo, de superar a ignorância. Ao invés de, humildemente admitirmos a própria e característica insuficiênia, alardeamos a esperteza, o "jeitinho brasileiro", isto é, a capacidade de enrolar, mentir e enganar os outros, enganando-nos a nós mesmos e fazendo disso uma crença de talento.

Mandela passou 30 anos num cubículo como prisioneiro do regime racista. Solto, soube perdoar os ideólogos do regime que o manteve no cárcere. E reuniu os sul africanos brancos e negros, acabando com o racismo, para que a nação pudesse superar suas deficiencias e limitações. Aqui os que passaram 3 meses ou três anos na prisão, não toleram o perdão da anistia e promovem um castigo vingativo, deturpando a memória histórica.

Nossos problemas são sistêmicos e uma das soluções para sobreviver com dignidade e superar deficiências é refletir sobre a experiência de outros povos, mais avançados, pacíficos, ricos e respeitados no consenso entre nações. África do Sul, Nova Zelandia, nosso vizinho Chile, entre outras nações não estelares, têm exemplos saudáveis.

A questão passa distante de ideologias. O Chile avançou econômica e socialmente com o governo de esquerda da senhora Bachelet e está superando em curto espaço de tempo as feridas de um violento terremoto, desta vez sob um governo de direita. Os chilenos são humildes, cumprem as leis, tem escolas que que estão entre as melhores do continente.

A profunda decadência política que estamos vivendo, só poderá ser superada com uma profunda reflexão moral, com uma prática distanciada dos personalismos carismáticos e fundada na reunião e aplicação de conhecimentos científicos e tecnológicos dispersos e vetados pelos globalistas. O tema da religiosidade está na ordem do dia, por seu conteúdo ético e moral.

Em vez da aviltante obediência aos padrões culturais da Onu e interesses globalitários, carecemos de uma agenda sob o título: "Em nossa casa, mandamos nós". Em vez de dizer amem ao Banco Mundial e ao FMI ou ao sinistro herdeiro do trono inglês ou aos Rockfeller e Rothschild, podemos negar-nos a pagar quase a metade do PIB somente em juros da dívida impagável, imposta pela rapina deste sistema financeiro, pirata dos sete mares.

Precisamos conhecer quem somos e seguir metódica, disciplinada e racionalmente, regras claras, previsíveis, justas e de aplicação imediata, sem ter que ficar subordinados à eterna disputa irresponsável de políticos corruptos, driblando dificuldades burocráticas para sobreviver. Precisamos saber, promover o mérito e aposentar a preguiça mental.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Quem reage não rasteja!



Edição de vídeos no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

Merece uma profunda análise histórica esta reportagem norte-americana. Retrata a súbita fama de um menino de 12 anos, Casey Haynes, que reagiu, depois de ficar cansado de ser vítima de bulling (assédio moral violento). Tal reportagem não poderia passar, integralmente, no Brasil. Aqui temos em vigor o nada democrático Estatuto da Criança e do Adolescente que proíbe que seja mostrada a imagem de uma criança, sem aquela ridícula e censória tarjinha preta.

Quando será que os brasileiros agirão como o Casey, espantando (e não necessariamente, espancando) para sempre aqueles que nos violentam cotidianamente? Enquanto a reação não acontece, fica a lição de um slogan do famoso programa policial da Super Rádio Tupi do Rio de Janeiro, a Patrulha da Cidade: “Quem não reage rasteja...”.

Congresso não vota MP e contribuintes ficam sem proteção contra invasão de informações

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/
Leia mais artigos no site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

Todos os procedimentos legais criados no ano passado para proteger informações dos contribuintes deixam de valer no Brasil. Não haverá mais punições severas para servidores da Receita Federal que fizessem acessos imotivados a dados de contribuintes. E também fica adiado o funcionamento de um sistema de alerta para detectar tentativas suspeitas de analisar informações cadastrais ou fiscais de pessoas físicas e jurídicas.

O contribuinte corre o risco de ter sua privacidade invadida por culpa da incompetência dos nossos políticos. Eles deixaram caducar, no processo legislativo, a medida provisória (MP) 507, que regulamentava o acesso a informações protegidas por sigilo fiscal. O secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, foi obrigado a dar ontem uma entrevista para explicar porque o governo teve de revogar a portaria 2.166 – que cuidava do assunto.

Não é possível editar uma nova medida provisória sobre este mesmo assunto. Se o governo não enviar um projeto de lei ao Congresso, os contribuintes continuam com suas informações sob risco. O curioso é indagar por que o governo Dilma não botou sua base aliada para votar, com prioridade, um tema tão importante.

Para Lamentar

Integrantes do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), composto por 50 entidades, lamentaram a decisão do Supremo Tribunal de Federal de só considerar válida a Lei da Ficha Limpa a partir da eleição de 2012.

O juiz Márlon Reis, membro do MCCE, foi direto:

“Todos os membros do movimento estão extremamente tristes. Não tem como não lamentar o ingresso no Parlamento de pessoas que não possuem ética. É lamentável que tenha havido sobrevida pública para essas pessoas”.

STF mal na fita

Hoje, dia 24 de março, completam-se dois anos desde quando a ministra Carmen Lúcia retirou da pauta o julgamento do STF sobre a dívida da União com a Varig, dando 60 dias para que as partes chegassem a um acordo.

A Varig deve a metade do que receberia ao Aerus, o fundo de pensão dos seus empregados, que passam necessidade desde 2006, quando da estranha decisão de um juiz da Vara Empresarial do Rio de Janeiro pelo seu leilão, em nome da Lei 11.101/05 (a nova lei de falências), livrando a empresa de todos as obrigações trabalhistas, inclusive o pagamento dos salários atrasados.

Leia, no Fique Alerta (www.fiquealerta.net), artigo de Pedro Porfírio.

Pediu pra sair?

A “presidenta” da Caixa jogou a toalha.

Maria Fernando Coelho “pediu para sair” alegando “motivos pessoais”.

Tudo depois de uma conversa com Guido Mantega – que está com meio corpo fora do governo Dilma.

Exterminando os críticos?

Será nada fácil descobrir quem cometeu ontem o atentado contra o blogueiro Ricardo Gama, conhecido por suas críticas à banda podre da polícia e aos governos Sérgio Cabral e Eduardo Paes.

Gama levou dois tiros no rosto e um no tórax, disparados por um homem que o abordou em um carro prata.

Está internado em estado grave no hospital Copa D'Or, onde foi submetido a uma cirurgia.

Aposentando

BG Group anunciou ontem que Lord Sharman se aposenta da empresa em 12 de maio.

Aos 68 anos, Lord Sharman atuava como Chairman do Comitê de Auditoria.

Presidida mundialmente por Sir Robert Wilson, no Brasil, a British Gás controla, entre outros grandes negócios, o gasoduto Brasil-Bolívia e a Comgas.

Carro sobrando

Em todo o Estado de São Paulo existem 105 mil veículos apreendidos em investigações criminais.

Somente na Capital são 30 mil veículos nessa situação, sendo que 16 mil estão no Pátio Santo Amaro.

A Secretaria da Segurança Pública criou um grupo de trabalho para implantar uma política estadual de destinação dos veículos apreendidos em investigações criminais durante a atividade de Polícia Judiciária.

Assim que os juízes das Varas Criminais autorizarem, os veículos recolhidos ou guardados nos pátios, e que ainda tenham condições de circular, serão leiloados.

Justiça necessária

O desembargador Antonio Siqueira, presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), defende a Proposta de Emenda Constitucional do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, para que processos sejam finalizados e executados após decisão da segunda instância.

Siqueira diz que a proposta vai dar mais celeridade e efetividade às decisões judiciais, resgatando a importância e o prestígio das Cortes estaduais e Federais Regionais:

“Executivo precisa se comprometer a cumprir as leis, pois hoje o maior cliente do Judiciário é o Executivo em todas as suas esferas”.

Costeando o alambrado

Depois de almoçar com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o ex-deputado federal Indio da Costa, vice na chapa de José Serra na disputa presidencial do ano passado, deu a atender que vai deixar o DEM:

Cheguei à conclusão de que existe um espaço enorme para o PSD ser um partido nacional e de muita relevância”.

Cheio de vontade de disputar a Prefeitura carioca no ano que vem, Índio acusou o ex-prefeito Cesar Maia de ter feito uma "intervenção" no Diretório Municipal do partido no Rio de Janeiro.

Lusitana

A Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil – São Paulo promove hoje, no Grand Hyatt São Paulo, um almoço–palestra com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

O dissidente do DEM falará sobre “Os Desafios e Oportunidades de uma das 10 maiores Metrópoles do Mundo – São Paulo”.

Serão abordados temas como: investimentos no âmbito das parcerias público-privadas, bem como uma análise do crescimento e das melhorias ocorridas na Cidade durante a sua gestão, apontando também as maiores dificuldades de uma grande metrópole como São Paulo e os grandes números que envolvem uma cidade como esta.

Itaú em todas

A Revista Banco Hoje promove nesta sexta-feira um almoço para a Diplomação do Banco Itaú como instituição vencedora do Prêmio Qualidade em Bancos, 2011.

O Presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, fará a entrega do diploma ao Presidente do Banco Itaú, Roberto Setúbal.

Será a partir de meio-dia no Espaço Rosa Rosarum (Rua Francisco Leitão, 416 – Pinheiros - São Paulo).

Dom Cabral

A Fundação Dom Cabral, classificada como a 6ª melhor escola de negócios do mundo no Ranking de Educação Executiva do jornal Financial Times, terá novo comando.

Wagner Veloso assume, em abril, a função de presidente da Diretoria Executiva

O professor Emerson de Almeida, atual presidente executivo, assumirá a presidência de uma nova instância de governança, a “Diretoria Estatutária”.

Fechando a biblioteca virtual

O magistrado Denny Chin, da corte distrital de Nova York, marcou para 25 de abril uma nova reunião para decidir como fica o acordo com editores para criar o Google Books.

O juiz cancelou um acordo feito em 2008 com a Authors Guild e a Association of American Publishers, permitindo ao Google escanear quaisquer livros desejasse e indexar seu conteúdo on-line, dando origem à maior biblioteca virtual do mundo

Em sua sentença, o juiz reconheceu o valor da digitalização, mas avaliou que o acordo daria ao Google uma significativa vantagem sobre seus competidores, beneficiando-se da iniciativa de sair loucamente digitalizando a esmo livros protegidos por direitos autorais, e, paralelamente, empreendendo contendas jurídicas para embasar seu procedimento intencionalmente atabalhoado e veloz.

Fecharam o Amarelinho

O que nem o Presidente Obama e prefeito Eduardo Paes conseguiram virou ontem realidade.

O restaurante Amarelinho, na Cinelândia, foi interditado pela primeira vez na sua história, e só será reaberto quando forem cumpridas as exigências da Vigilância quanto à limpeza do local e acondicionamento correto dos alimentos.

Policiais civis da Delegacia do Consumidor (Decon) encontraram 230 quilos de gêneros alimentícios fora do prazo de validade, sem embalagens e alguns deteriorados, como carne bovina, frango e batata frita.

 Casa do Saber

O advogado Antonio Meyer, sócio-fundador do escritório Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados, participa hoje, às 20 horas, da série Grandes Advogados, promovido pela Casa do Saber.

Meyer foi árbitro da Câmara de Mediação e Arbitragem de São Paulo, do Ciesp – Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – e membro do Centro de Arbitragem da Câmara Americana de Comércio (Amcham Brasil), assim como Secretário da Justiça e Segurança Pública do Estado de São Paulo São Paulo, presidente da AASP - Associação dos Advogados de São Paulo e do CESA – Centro de Estudos das Sociedades de Advogados.

A Casa do Saber Unidade Jardins fica na Rua Dr. Mário Ferraz, 414 - Jardim Paulistano.

Oscar dos recursos humanos

A Escola de Marketing Industrial vai homenagear um dos maiores especialistas em executive search do País.

Carlos de Queirós Cabrera, que é professor da escola, acaba de receber o prêmio Gardener W. Heidrick Award 2011, durante a Conferência das Américas 2011, promovida pela Association of Executive Search Consultants (AESC), em Nova York.

A premiação é reconhecida como o “Oscar” de quem atua na área de searching e recursos humanos.

Gestão estratégica

Será lançado hoje o livro "Gestão Estratégica para Resultados - A busca pela maior EFETIVIDADE na utilização dos Recursos Públicos".

O livro tem o prefácio do empresário Jorge Gerdau e apresentações de Erick Camarano, do Movimento Brasil Competitivo, e de Luiz Ildebrando Pierry, secretário executivo do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade.

Os autores Rogério Caiuby, Paulo Evangelista, Luis Cláudio Pinho, Edson Erial L. Haro, Selma Rodrigues, André Coutinho estarão na noite de autógrafos, a partir das 19 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista 2073 - esquina R. Augusta - São Paulo/SP).

Cinemas Unibanco

O site das salas de cinema do Unibanco (www.cinemasunibanco.com.br) está de cara nova.

Além de conferir a programação, agora o internauta tem acesso a notícias do mundo do cinema, críticas dos filmes que estão em cartaz na rede e também fica sabendo das promoções realizadas pelos cinemas em São Paulo, Rio de Janeiro, Santos, Salvador, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre.

Também é possível compartilhar informações através do Facebook (facebook.com/cinemasunibanco) e Twitter (twitter.com/cineunibanco) no próprio site dos cinemas Unibanco.

Trailers e fotos de filmes podem ser acessados no Youtube (youtube.com/cinemasunibanco) e no Flickr (flickr.com/cinemasunibanco).

Talentos na pista

Nesta quinta-feira, a cidade de Piracicaba, interior de SP, receberá 67 carros off road, projetados e construídos por cerca de 1,2 mil futuros engenheiros, de 59 instituições de ensino, de 14 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

Os Baja SAE irão disputar até domingo, 27, a 17ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA).

Ao final da competição, as equipes das três instituições representadas que alcançarem as melhores pontuações, na soma geral das provas estáticas e dinâmicas, ganham o direito de representar o Brasil na Baja SAE Kansas, de 26 a 29 de maio deste ano, em Pittsburg, Kansas, EUA, onde participam mais de 90 equipes de vários países.

O Brasil é tetracampeão na competição internacional.

Nova multifuncional

Para marcar as festividades dos 20 anos de fundação, a Lexmark International do Brasil recebe a imprensa hoje, às 11hs, em suas dependências (Rua do Rocio, 430 – 1° andar - Vila Olímpia, SP), para o lançamento da Genesys no mercado brasileiro.

Trata-se de uma multifuncional jato de tinta com design revolucionário e múltiplas funções.

Carlos Bretos, diretor geral da empresa no Brasil e Fernando Vallocci, diretor de canais, apresentarão aos jornalistas as inovações na área de impressão, a nova estratégia da empresa, evolução, crescimento e perspectivas para os próximos anos.

Balão neles

Pela Descriminalização e Regulamentação do balão junino.

Confira as novas postagem do BALÃO LIVRE, sob os títulos: SOLIDARIEDADE e TOLERÂNCIA.

Veja também a Cartilha do Balão: http://www.planetabalao.com/cartilha/cartilha.htm
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Março de 2011.

É bom Saber...

Artigo noAlerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

Numa reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência realizada em Natal, RN, em Julho de 2010, os participantes ficaram entusiasmados com as promessas oficiais, incluindo a fala da atual presidente do país, que na ocasião destacou a prioridade da educação, ciência e tecnologia para o desenvolvimento.

Atualmente o papo que rola é sobre a Política de Desenvolvimento Produtivo e os faladores do governo repetem uma espécie de palavra de ordem: "a inovação terá prioridade na política industrial." Também gastam saliva sobre um Plano de Ação para a Ciência, Tecnologia e Inovação a ser desenvolvido nestes 4 anos.

Mas olhe bem e ouça: os resultados oficiais sobre o desempenho da escola básica indicam regressão no aprendizado da meninada. A coisa está embolada no meio de campo, com muita doutrinação política e muita "aula de safadeza". Existem alguns que se salvam. Igor está na escola básica. É filho de um guarda civil, sabe que a escola está ensinando história mentirosa e que a teoria da evolução é insustentável. Ele sabe porque estuda como pai. Foi o que disse.

Os governantes, confirmando o compromisso doutrinário de manutenção da ignorância, contrário ao discurso que salivam, acabam de anunciar um corte de 1 bilhão e setecentos milhões no Orçamento do Ministério da Ciência e Tecnologia para este ano. Com as deficiências da educação básica, a turminha que vai entrar nas faculdades estará basicamente despreparada. Sem a necessária qualificação, a anunciada prioridade sobre a inovação na política industrial vai ser arquivada.

Pior é este congresso "renovado" onde a gente fica fazendo pose e dando entrevista (salvam-se uns poucos), onde a Comissão de Ética abriga 6 parlamentares que respondem a 19 processos no STF. E todos estão tranquilos, porque a "ficha suja" vai ser chutada para valer somente nas próximas eleições. Daqui prá lá, muita água vai rolar, dá tempo de aliviar...

Ser Deputado ou Senador, dá muito trabalho! Mesmo assim uma turminha do Rio Grande do Sul, - onde agitam construir um Memorial das Ditaduras do Cone Sul, monumento internacional! - entrou com um processo contra a vida mansa dos senadores, que gastam sem limite e pagaram horas extra prá 3.883 servidores quem estavam em casa, numa boa!

"Os advogados gaúchos Irani Mariani e Marco Pollo Giordani ajuizaram, na Justiça Federal, uma ação que pretende discutir as horas extras pagas e não trabalhadas, no Senado, e outras irregularidades que estão sendo cometidas naquela Casa. A ação tramita na 5a. Vara da Justiça Federal de Porto Alegre e tem como réus a União, os senadores Garibaldi Alves e Efraim Morais e "todos os 3.883 funcionários do Senado Federal, cuja nominata, para serem citados, posterior-mente, deverá ser fornecida pelo atual presidente do Senado Federal, senador José Sarney".

"O ponto nuclear da ação é que durante o recesso de janeiro deste ano, em que nenhum senador esteve em Brasília, 3,8 mil servidores do Senado,sem exceção, receberam, juntos, R$ 6,2 milhões em horas extras não tra-balhadas - segundo a petição inicial."

A mesma ação quer a revisão do custo/senador, que atualmente é de R$ 418.000 (Quatrocentos e dezoito mil Reais, quase meio milhão, por mês! Para cada senador. Ou seja um senador come a merenda de uns 700 trabalhadores de salário mínimo. Taí a diferença entre a barriga de quem manda e a magrelice atlética de quem pega no mais pesado.

Numa coisa vamos melhor que a India, que foi forçada em 1990, pelo Banco Mundial a usar as sementes de milho geneticamente modificado da Monsanto. O governo chiou e proibiu. Mas uma permissão saiu em segredo para alguns estados. Resultado o setor agrícola começou a declinar... e 25 anos depois, sem grana prá comprar sementes, adubos e pesticidas, mais de 200 mil pequenos agricultores se suicidaram.

Aqui, a coisa corre solta, a Lei é mansa e a Monsanto manda, não pede. A Monsanto e a Syngenta já convenceram sobre os rendimentos incríveis e o custo baixo (basta ter um empréstimo prá comprar as sementes, adubos e agrotóxicos que eles chamam de "defensivos"). Esperam-se os lucros altos, para pagar os empréstimos, se chover na hora certa e o sol brilhar na hora da colheita e se o mercado lá no estrangeiro pagar um bom preço, o que nem sempre acontece.

A desconstrução é total. São tempos difíceis para os países "em desenvolvimento". É preciso manter a galera na ignorância! E divulgar boas notícias: "Um recente estudo da UniFeSP, demonstrou que cada brasileiro caminha 1.440 km por ano. Outro estudo da Associação Médica Brasileira informa que o brasileiro consome 86 litros de cerveja por ano. Conclusão: o brasileiro faz 16.7 km por litro." É bom saber!

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Por que mexer com as Forças Armadas?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Newton

Por que mexer com as Forças Armadas, a essa altura do campeonato, quando o país é governado por uma ex-guerrilheira e está tudo bem, em condições ideais de temperatura e pressão? Por que essa ânsia de demonstrar que no Brasil de hoje quem manda é o governo do PT, e os outros poderes são meros coadjuvantes, embora independentes entre si?

Na verdade, os poderes (o que inclui também o poder militar, que jamais deve ser menosprezado) precisam ser harmônicos e se respeitar. Não pode haver confrontos entre eles. Isso é tão óbvio que nem precisaria estar sendo escrito ou lembrado. Mas é que os ânimos estão esquentando, desnecessariamente, em função da falta de habilidade e da prepotência de determinados atores da cena política, que se sentem na condição de protagonistas.

Primeiro, no governo Lula, em dezembro de 2009 foi lançado o desastrado Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH). Algumas propostas do programa, formado por 27 projetos de lei, geraram fortes reações, como a que defendia a descriminalização do aborto, a que proibia a utilização de símbolos religiosos em locais públicos e a que dificultava a desocupação de terras invadidas.

Logo no mês seguinte, janeiro de 2010, os comandantes das Forças Armadas, descontentes com a possibilidade de militares serem investigados e punidos por crimes cometidos durante a ditadura, chegaram a ameaçar uma renúncia coletiva. O ministro da Defesa, Nelson Jobim também teria cogitado deixar o cargo se o projeto não fosse alterado.

Armou-se a confusão e o então secretário nacional de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, anunciou que poderia renunciar ao cargo, devido às críticas ao programa, concebido em sua pasta. Vannuchi discordava da possibilidade de militantes da esquerda armada durante a ditadura militar também serem investigados, como exigiam o ministro Nelson Jobim e as Forças Armadas.

Em fevereiro, novo capítulo: o general de quatro estrelas Maynard Marques de Santa Rosa foi exonerado da chefia do Departamento Geral de Pessoal, depois de ter criticado o projeto, por meio de uma carta que circulou na internet. O pedido de exoneração foi feito pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim. E a pressão nos bastidores acabou fazendo Lula voltar atrás e desistir do Plano.

Mas em maio de 2010, Lula mudou de ideia novamente, mas enviou ao Congresso apenas a parte do Plano Nacional de Direitos Humanos que cria a Comissão da Verdade, para “promover o esclarecimento circunstanciado dos casos de torturas, mortes, desaparecimentos forçados, ocultação de cadáveres e sua autoria, ainda que ocorridos no exterior”.

Na época, Dilma Rousseff já era candidata, mais uma vez houve forte reação nas Forças Armadas, somente agora revelada na imprensa. O governo Lula então decidiu não pressionar pela aprovação do projeto, vieram as eleições, tudo aparentemente serenou.

Mas logo no início do governo Dilma Rousseff, ao assumir no dia 3 de janeiro a Secretaria Nacional de Direitos Humanos substituindo Vannuchi, a ministra Maria do Rosário prometeu avançar no processo de reconhecimento das violações contra os direitos humanos no período do regime militar. Durante discurso na cerimônia de posse, ela pediu que o Congresso aprovasse logo a criação da Comissão da Verdade sobre os mortos e desaparecidos durante a ditadura. E começou tudo de novo.

Agora, surgiu um documento dos três comandantes militares, endereçado ao ministro da Defesa, com críticas severas à possibilidade de criação da Comissão da Verdade, para apurar exclusivamente os crimes dos militares, sem investigar o fato de determinados participantes da luta armada também terem cometidos muitos crimes, inclusive fazendo vítimas civis.

A presidente Dilma Rousseff não gostou da reação dos militares e convocou a palácio o ministro da Defesa. Ele então explicou que se tratava de coisas do passado, porque o documento teria sido redigido no ano passado, ainda no governo Lula. Mas acontece que o jornal O Globo, que trouxe a público o documento, garante que está datado de fevereiro deste ano.

Em meio a essa crise, surge a nomeação do ex-presidente do PT José Genoino para o cargo de assessor especial do ministro da Defesa, como uma compensação pelo fato de o parlamentar por não ter se elegido no ano passado. Os militares também não gostaram de engolir essa nomeação, que criou uma espécie de estranho no ninho deles.

Como se sabe, em 1970 Genoino participou da preparação e combate na guerrilha do Araguaia, que tinha como um de seus principais líderes o comunista Maurício Grabois. E Genoino foi um dos primeiros guerrilheiros que “caíram” na luta contra os militares, como se dizia no jargão dos clandestinos.

Segundo o deputado radical Jair Bolsanaro, que é porta-voz da linha dura dos militares, Genoino diz que foi torturado, mas na verdade nem precisou, porque logo ao ser preso ele teria delatado os companheiros. Para provar essa tese, em 2005 Bolsanaro levou à Câmara o coronel Lício Augusto Ribeiro Maciel, que participou da prisão de Genoino em 1970. Houve uma grande confusão na CPI do Mensalão, quando Genoino, um dos principais acusados, ia prestar depoimento, e o coronel estava presente. Genoino protestou e o coronel foi expulso da sala da CPI.

Uma agravante é que todos sabem que Genoino é um dos réus do Mensalão no Supremo. Ele foi apontado na denúncia do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, como um dos cabeças do esquema. Seu irmão, o hoje deputado federal José Guimarães (PT-CE) ficou famoso na época, porque um de seus assessores foi preso pela Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas com 100 mil dólares na cueca e mais 200 mil reais numa maleta.

Com esse currículo, Genoíno é agora nomeado assessor direto do ministro Nelson Jobim. Por que esta nomeação? Não podem nem alegar que Genoino não tenha condições financeiras de se manter, já que ele completou 30 anos como deputado federal e faz juz a mais de 20 mil reais de aposentadoria na Câmara Federal. Será que abriu mão?

A exemplo do que já ocorrera com a indicação do mensaleiro João Paulo Cunha para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, a nomeação de José Genoino no Ministério da Defesa também significa uma afronta à cidadania e uma humilhação aos homens de bem. Demonstra cabalmente que um dos principais réus do mensalão, apesar de processado no Supremo, goza de total confiança do ministro da Defesa, que por sinal é ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, vejam que ironia.

Por que o governo do PT está agindo assim, abrindo áreas de atrito com as Forças Armadas e com os cidadãos em geral, sem a menor necessidade? Por que essa volúpia do PT em prestigiar os réus do mensalão, incessando José Dirceu, que hoje é quem manda no partido, e reabilitando figuras como Delubio Soares e Silvinho Pereira? E justamente agora, quando o Supremo ordena a quebra do sigilo fiscal de todos os 38 réus do processo do mensalão.

O ministro Joaquim Barbosa, relator do processo no STF, semana passada, determinou o envio de ofício à Receita Federal pedindo cópia da última declaração do Imposto de Renda dos denunciados. Barbosa acolheu solicitação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que requisitou a quebra do sigilo para que o Supremo já calcule possíveis multas, em caso de condenação dos acusados.

Diante dessa situação, sob qualquer ponto de vista que se analise essa estratégia do PT e do próprio governo Dilma Rousseff, a conclusão é uma só: trata-se de uma política errada e infantil. E perigosa, não há dúvida. Porque não leva a nada e arrisca tudo.

Imaginem, por exemplo, se as Forças Armadas vão permitir uma Comissão da Verdade que investigue as torturas e atrocidades cometidas pelos militares, mas jogue no buraco negro do esquecimento os crimes cometidos pelos guerrilheiros que enfrentavam a ditadura, como o caso do atentado a bomba em São Paulo, ocorrido em 1968 e que feriu gravemente um morador das proximidades, que teve uma perna amputada.

Segundo o jornalista Elio Gaspari, participou dessa ação terrorista a então jovem Dilma Rousseff. E o pior, o líder do atentado recebe hoje uma Bolsa-ditadura muito mais elevada do que a pensão paga ao inocente morador que foi mutilado. Além disso, a gravidade dessa ação terrorista foi um dos motivos alegados pelo regime militar para o retrocesso do Ato Institucional nº 5, no final de 1968.

E dá para entender a situação atual? Ah, Francelino Pereira, que país é esse? Quando você perguntou isso, na época em que era um dos parlamentares que serviam à ditadura, todo mundo levou na brincadeira. Mas na verdade é preciso perguntar sempre: Que país é esse?

Carlos Newton é Jornalista. Originalnalmente publicado no site da Tribuna da Imprensa.