sábado, 31 de março de 2012

MILITARES (EX?) ACUADOS

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Valmir Fonseca

Sim, um dia foi um peteleco na orelha, no outro um beliscão no braço, mais adiante um chute no traseiro, em seguida uma cusparada na cara, finalmente...

Ao que tudo indica nunca chegaremos ao finalmente, pois sempre haverá espaço para mais um achincalhe, uma desdita, uma agressão, uma ofensa, uma degradação.

Vivemos em estado de sadomasoquismo em marcha, eles são os sádicos e nós os masoquistas.

Mas, “quem cala consente”, diz o ditado.

De um lado uma marginália velha conhecida; no oposto (?), camuflados cidadãos. Tão camuflados que se confundem com a paisagem, tão bem escondidos, que não se escuta nem a sua respiração. Estarão escondidos? Com medo?

Sim, é um escárnio por dia, e a cada, mais certeiro e mais desmoralizante.

O alvo é fraco e inerme, afirmam os estribados subversivos. “Vai que o leão é manso” brada o marginal.

É, de fato, nem leão é. É um gatinho de madame, daqueles que tem medo até de camundongo.

Bastou um leve clamor rebarbativo através de um modesto manifesto para em massa destrutiva, se aliarem as esquerdas brasileiras para demolir o que restava de um outrora impávido colosso.

No natalício do tremendo PC do B, todos os diletos filhos do marxismo - leninismo, do maoísmo, do fidelismo, e congêneres, foram irmanados pela sedenta insânia e, em bloco, com jovens, com cretinos juristas, com correligionários, sem eira nem beira, desencadearam, sob os complacentes olhos das autoridades coniventes, e quiçá incentivadoras, uma onda de ataques e pichações.

O Clube Militar do Exército, no RJ, no dia 29 de março, que o diga.

Agigantam-se os comunas em todos os rincões nacionais.

A ação em frente ao Clube Militar nos dá uma pálida ideia do que nos aguarda deitados em berço esplêndido, esperando que o bem vença o mal, e que a verdade surja das trevas em socorro.

“O que vem de baixo não me atinge” declarou o incauto na UTI, entre a vida e a morte (depois morreu), com tubos por todo o corpo, após ser chutado, esbofeteado, massacrado e trucidado por um bando de marginais; que fizeram gato e sapato de sua dignidade, que lhe cuspiram no rosto, e o agrediram física e verbalmente. Tudo, simplesmente por declarar - se um convicto “democrata”.

É visível que se impõe uma postura firme. Inútil escudar-se por detrás de um altruísmo degradante, à espera que do céu desça uma força divina para resgatar a verdade, punir os culpados e abençoar os inocentes. Nem nas novelas cristãs é assim.

É, meus preclaros, na impossibilidade de punir os militares da reserva, de proibi-los de comemorar datas como o 31 de março, o comunismo nacional em marcha aciona os seus asseclas para demonstrar a sua força, e que é capaz, pela agressão, pelo tumulto e pela pressão, de calar a todos os que se opõem aos seus desígnios.

E nós, disciplinados, ainda desfilaremos em continência a uma bandeira vermelha, onde estarão desenhados a foice e o martelo.

Quem viver, e ficar esperando pelo socorro divino, verá.

Valmir Fonseca Azevedo Pereira, Presidente do Ternuma, é General de Brigada Reformado.

15 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente, o quadro que se apresenta é desalentador. O nosso tão querido Brasil, com suas instituições rolando ladeira abaixo, capitaneadas pelo que existe de mais ignorante, inspirado em uma ideologia ultrapassada e que tanta infelicidade já espalhou pelo mundo. O que gloriosamente foi evitado há 48 anos, graças a intervenção oportuna das nossas FFAA, está sendo perdido através de uma política rancorosa alimentada pela frustração. Dessa forma, vivemos uma situação que, com os poderes legislativo e judiciário à mercê do autoritarismo do executivo, entrelaçados pela corrupção e atropelando diáriamente a Constituição com interpretações escandalosas, perdem a sua personalidade e o verdadeiro conceito de democracia. Cagliostro

Anônimo disse...

Em 1963, o alegretense Sergio Faraco pertencia ao Partido Comunista Brasileiro. No final daquele ano, recebeu um convite para estudar em Moscou. A partir daí, ele embarcou em uma aventura enriquecedora, amarga e perigosa. Depois de uma série de conflitos com chefetes políticos ligados aos partidos brasileiros e soviéticos, Faraco foi internado em regime de reclusão, sob pesada bateria de medicamentos, numa clínica de "reeducação" russa. O relato desse período, que durou pouco mais de um ano (mas que marcaria para sempre o escritor), deu origem ao livro "Lágrimas na chuva".



Amanhã dia 31, às 21 horas, a Globo News, vai apresentar um especial com o escritor alegretense Sergio Faraco, relatando sua estada na Rússia Comunista.

Luciano disse...

Essa foi uma das agressões mais covardes que já vi até hoje. Bater em velhinhos é fácil, gostaria de ver os valentes tentando fazer isso com uma tropa da Polícia do Exército. Estamos chegando a um ponto perigoso de não-retorno e só um de dois grupos continuará existindo e se imporá no comando do país: seremos nós, os democratas, ou eles, os radicais.

Martim Berto Fuchs disse...

O Partido dos Trabalhadores brasileiros nada mais é do que cópia do Partido dos Trabalhadores alemães, nazi-petismo, inclusive no uso dos camisas pardas para amedrontar os que teimam em enfrentá-los.
O programa é o mesmo, nacional-socialismo, as idéias são as mesmas e os métodos igualmente. Sempre terão às suas ordens um bando de abestalhados para fazer o trabalho sujo.

http://capitalismo-social.blogspot.com/

Anônimo disse...

As universidades atuais não ensinam nada. Elas são foco de doutrinação ideológica de esquerda. Como a maioria dos estudantes tem cabeça fraca se deixa levar pelo discurso esquerdopatas do professores.
Falar mal dos EUA, do capitalismo hoje nas universidades é lei. Intervenção do Estado na Econômia e no Mercado é valorizadda. Se você cita Ronald Reagan e Margareth Thatcher como exemplos de sucesso da filosofia neoliberal e vitória do sistema capitalista sobre o comunismo os esquerdopatas pedem as estribeiras pois nao tem argumentos.
Enfim...o Brasil só volta aos trilhos se for feita outra revolução redentora como há ocorrida a 48 anos.
VIVA 31 DE MARÇO, 1964!!!
A PAZ QUEREMOS COM FERVOR
A GUERRA SÓ NOS CAUSA DOR
PORÉM SE A PATRIA AMADA
FOR UM DIA ULTRAJADA
LUTAREMOS SEM TEMOR.

Anônimo disse...

DIVULGUEM O ABSURDO
http://www.youtube.com/watch?v=_x8-kNa1UuU&feature=youtu.be

Anônimo disse...

Os generais e coroneis no ativo não têm sequer pelos para aquecer seus testiculos, quanto mais socorrerem seus pares sitiuados no Clube Militar ou mesmo defender com Honra a nossa soberania!

São os enucos deste governo marxista.

Anônimo disse...

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), alexandre camanho, È o "pai" da perseguição aos militares de 64!

Tem foto!

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/manchetes-anteriores/procuradores-querem-punicao-para-crimes-da-ditadura/

Anônimo disse...

VÚiva o comunismo Abaixo a Ditadura!!!!

Anônimo disse...

Generais e coronéis da ativa atual um dia passarão para a inatividade, se associarão aos respectivos Clubes Militares e, aí sim, mostrarão toda sua indignação, do mesmo jeito que o fazem os atuais inativos.

Anônimo disse...

IMPORTANTE VISITE ESTE LINK...

http://policialbr.ning.com/profiles/blogs/manifesto-da-associa-o-dos-oficiais-da-pol-cia-militar-de-s-o?xg_source=msg_com_blogpost&xg_mode=digest

Anônimo disse...

Anônimo 10:06 PM

Acorda rapá, a Democracia militar já se foi, agora vivemos a ditadura soviética!

Tem de tudo: Numemklatura, Gulags, repressão intelectual, reeducação, censura, combate à Liberdade de Expressão e de Opinião, corrupção!

Então rapá, para quê estar aí berrando como um cabrito?

Tá doidão, è? Maconha era erva para gado?

Skorpio disse...

Fosse eu filho ou neto de um daqueles senhores que, como lhes assegura a Democracia, estavam celebrando uma data para eles significativa(diga-se, em ambiente fechado, privado), estaria lá para defende-lo. Ai qualquer um daqueles vagabundos que ousasse encostar a mão em um fio de cabelo de meu pai ou avô. Levaria porrada, muita porrada. Onde estão os filhos desses senhores, que não caminham ao lado de seus pais, homens honrados que durante a maior parte de suas vidas se dedicaram ao exercício do dever?
Será que já não se fazem filhos e netos como antigamente? Nem isso? Esse país já era, realmente já era!
Observando as fotos da baderna promovida pelos vagabndos, notei até jovens de 15 ou 17 anos aproximadamente. Havia um babaca por lá, até de boa aparência, bem trajado, que estava acompanhado da filha, com a mão em seu ombro. Uma jovenzinha de no máximo 15 aninhos. Essa gente não tem escrupulos. Para atingir seus reprováveis objetivos, fazem qualquer coisa. Contratar figurantes, vagabundos de plantão, estudantes alienados,e até mesmo levar a própria filha para expo-la aos perigos dessas manifestações violentas.
E pelo o que viu, as estatísticas foram infladas. Não chegaram a 300 ou 350 como se afirmou na mídia. Não foi o que percebi nas fotos que vi.
Estou preparado.Não passarão!

Ignácio disse...

General, para refletir meu sentimento e minha disposição, faço uso da letra dessa nobre canção:

Se a Pátria querida for envolvida
pelo inimigo, na paz ou na guerra
defende a terra contra o PERIGO

Com ânimo forte se for preciso
enfrento a morte
Afronta, SE LAVA com fibra de herói
de gente brava

Bandeira do Brasil
Ninguém te manchará
Teu povo varonil
Isso não consentirá

Bandeira idolatrada
Altiva a tremular
Onde a liberdade
É mais uma estrela
A brilhar

Em P.'.O.'. General.

Ignácio disse...

General, para refletir meu sentimento e minha disposição, faço uso da letra dessa nobre canção:

Se a Pátria querida for envolvida
pelo inimigo, na paz ou na guerra
defende a terra contra o PERIGO

Com ânimo forte se for preciso
enfrento a morte
Afronta, SE LAVA com fibra de herói
de gente brava

Bandeira do Brasil
Ninguém te manchará
Teu povo varonil
Isso não consentirá

Bandeira idolatrada
Altiva a tremular
Onde a liberdade
É mais uma estrela
A brilhar

Em P.'.O.'. General.