sábado, 27 de outubro de 2012

As Malaias Brasileiras

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Nei Silveira de Almeida

Com tantos problemas que nós temos no Brasil que não conseguimos resolver, inclusive as Malalas Brasileiras. Os sonhos de nossos jovens estão sendo destruídos por uma educação pública de baixíssima qualidade, enquanto vereadores, deputados estaduais, deputados federais, senadores, ministros, funcionários de gabinetes estão consumindo com o dinheiro público em altíssimos salários, verbas de gabinetes, ajuda de custo de moradia, cartões corporativos.

Enquanto estamos sendo roubados por ONG'S internacionais que estão contrabandeando o nosso nióbio, um metal importantíssimo, sem o qual não se fabricam turbinas, naves espaciais, aviões, mísseis, centrais elétricas, aparelhos de ressonância magnética usados na área da saúde e super aços; e que temo Brasil como o detentor de 98% das reservas mundiais, os outros 2% estão no Canadá

Esses 2% explorados através de procedimentos corretos de técnica e venda, permitem ao Canadá não cobrar IPI, não cobrar IOF e um ter ICM de apenas 5%, ofertando à sua população assistência médica de qualidade, educação de primeira e inúmeros serviços.

No Brasil, além do roubo existem os agravantes: O preço de mercado está sendo definido pela atravessadora Inglaterra com a conivência do Governo Brasileiro, e o que é pior, com membros da Funai participando desse contrabando.

Com um bando de ladrões ocupando o governo brassileiro, a área de saúde sucateada, louvo a atitude de Malaia, mas preferiria que a senhora estivesse circulando na Internet uma petição para equacionarmos nossos problemas que são imensos e ninguém se preocupa tanto.

Deixe para as comissões de direitos internacionais (que só defendem criminosos) e a ONU resolverem os problemas do Paquistão com o Talibã.

Nei Silveira de Almeida é Aposentado.

Um comentário:

Anônimo disse...

Impressionante ninguém comentar da importância do assunto, segue um vídeo do Dr. Enéas Carneiro de 2006.
http://www.youtube.com/watch?v=WQhR0Dvtnn8