quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Dilma teme que denúncia contra General Enzo provoque crise de hegemonia no EB e afete seu governo

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A revista Carta Capital, que não perde uma chance associar as Forças Armadas ao Autoritarismo, agora também aproveita para ligá-la à Corrupção. A publicação deixou o Alto Comando do Exército irritado e em polvorosa com a informação de que o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, vacila em pedir o indiciamento do Comandante do Exército, General Enzo Martins Peri, mais sete generais, oito coronéis e outros 10 oficiais.

O desdobramento jurídico do escândalo é abafado e protelado há anos. Até o governo petista teme o estouro de uma “crise militar” capaz de afetar a estabilidade da gestão Dilma Rousseff. Na visão governista, se o General Enzo for enfraquecido, afetando a hegemonia dos engenheiros militares, quem ganha força é a ala dos combatentes – cujos integrantes, em maioria, são severos críticos dos petistas e suas provocações - como a “Comissão Nacional da Verdade” e a intenção de derrubar a Lei de Anistia.

Carta Capítal deixa clara a suspeita petista sobre o conflito dentro do EB: “O conflito chegou a um militar a quem se atribui a construção do meticuloso dossiê de denúncias de bandalheiras no Departamento de Engenharia e Cons¬trução (DEC) do Exército. Um vírus inoculado a partir do contato com o quase sempre suspeito Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), cujos casos recentes de corrupção levaram à queda do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.

A revista insiste que existe realmente um clima de guerra interna: “Neste momento, o suposto denunciante, segundo fontes militares, estaria recebendo pressão dos dois lados. Dos engenheiros, para que não insista com novas denúncias. Dos combatentes (artilharia, infantaria e cavalaria), para que denuncie mais e, se possível, entregue supostas gravações telefônicas em seu poder, de conversas comprometedoras entre os militares denunciados”.

O caso é grave e tende a sair do controle. Pelo menos 25 militares são suspeitos de integrar um esquema de fraudes em licitações, com pagamentos em duplicidade. O Ministério Público Militar denunciou que o sistema desviou pelo menos R$ 15 milhões dos cofres públicos, entre 2003 e 2009 – conforme números do Tribunal de Contas da União. Escrita pelos repórteres Mauricio Dias e Rodrigo Martins, só faltou a longa reportagem da Carta Capital (“Farra na Caserna”) ter recebido o título nada distintivo de “Mensalão do EB”.

A matéria da Carta Capital destaca que Gurgel terá de de tomar uma posição também sobre o foro privilegiado dos generais. Pela interpretação até agora em vigor, eles só podem ser julgados pelo Superior Tribunal Militar (STM), onde até agora um único general foi condenado, e posteriormente absolvido no Supremo Tribunal Federal (STF). Mas o Ministério público militar defende tese diferente: "Se um general comete um crime militar, é processado e julgado pelo STM. Se o crime é comum, o processo corre na Justiça Federal".

Sempre favorável aos governos petistas de Lula e Dilma, a Carta Capital joga pesado com o Procurador-Geral para, na verdade, atingir o Comandante do EB: “Diante da gravidade das denúncias de corrupção a envolver oficiais-generais do Exército, talvez Gurgel se anime a desengavetar o tema. Ou será o caso de se pensar ao contrário? Em razão disso é que tudo poderá permanecer deitado eternamente nesse berço esplêndido: a gaveta do senhor procurador-geral. Por trás da emersão dessas denúncias existe um problema imperceptível para a sociedade civil: um conflito latente entre os oficiais engenheiros e os oficiais combatentes”.

Carta Capital informa que uma auditoria do Tribunal de Contas da União, concluída no fim de junho, revela que o General Enzo Peri teria beneficiado empresas ligadas a militares e ex-militares com dispensas de licitação entre 2003 e 2007, quando ele chefiou o DEC - Departamento de Engenharia e Construção do EB. Cargo que Enzo só deixou ao assumir o Comando do Exército no governo do presidente Lula, sendo mantido na função por Dilma Rousseff. Aliás, a falta da tradicional rotatividade no comando da Força é uma das críticas dos oficiais “combatentes”.

A publicação anti-EB insiste: “Apenas no período em que o general Peri esteve à frente do DEC foram assi¬nados 27 acordos com a Fundação Ricardo Franco, que subcontratou ao menos 15 empresas ligadas a militares e ex-militares. Fundada em 1997, em apoio ao Instituto Militar de Engenharia (IME), a fundação que tem o nome do patrono da engenharia militar no Brasil recebeu R$ 85 milhões de reais em quatro anos. A administração da entidade está a cargo de oficiais da reserva, em especial daqueles originários do próprio IME. Inclusive por ex-comandantes do instituto, uma escola de excelência no setor que atrai alunos militares de todo o continente. As virtudes do IME podem ficar manchadas pela corrupção de alguns oficiais que não merecem proteção solidária do Exército”.

A revista acrescenta: “Em mais de cem páginas fica comprovado, de acordo com quatro técnicos daquele tribunal, o envolvimento de dezenas dc oficiais e civis numa amplitude de irregularidades jamais constatada em organismos militares”. E manda mais chumbo grosso: A análise de mais de 200 convênios firmados pelo DEC e pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) com o Dnit permitiu aos técnicos do TCU concluir que "houve fraude generalizada, mediante conluio entre militares e empresas de fachada".

Posando de boazinha e praticante de um jornalismo que ouve sempre os dois lados, a Carta Capital alega que solicitou, sem sucesso, en¬trevistas com os principais envolvidos no caso, incluindo o general Peri, além de tentar esclarecimentos no Centro de Comunicação Social do Exército, que não respondeu às indagações sob a justificativa de que "os fatos estão sendo apurados na esfera da Justiça Militar e, de acordo com a legislação em vigor, não cabe à Força emitir qualquer informação sobre o assunto".

Mas a revista não perdoa: “Certo é que o Exército tinha conhecimento de várias anormalidades há tempos, e muito certamente blindou o assunto, como faz costumeiramente em nome de um princípio danoso: preservar a imagem da instituição”. Citando o TCU, cujos técnicos criticaram que "a conduta omissiva do gestor proporcio-nou que funcionários, sob sua supervisão, praticassem atos desabonadores da função pública, propiciando a ocorrência de diversas irregularidades", a Carta Capital faz seu julgamento: “Em outras palavras, o atual comandante do Exército e os demais generais citados no processo devem ser responsabilizados ainda que não fique comprovado que as falcatruas os tenham favorecido”.

O Revanchismo continua

Seguindo os ditames de organismos internacionais que insistem em destruir a soberania nacional do Brasil, sempre desmoralizando as Forças Armadas, o ideologismo esquerdista no MPF insiste em rasgar a Lei de Anistia de 1979.

A Justiça Federal recebeu a denúncia contra o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra pelo suposto crime de sequestro qualificado contra o corretor de valores Edgar de Aquino Duarte, em junho de 1971.

Também são réus da ação os delegados Alcides Singillo e Carlos Alberto Augusto, ambos da Polícia Civil.

O Ministério Público Federal de São Paulo alega que Duarte ficou preso ilegalmente no DOI-Codi e no Deops (Departamento de Ordem Política e Social) até meados de 1973 e desapareceu.

Vai abrir o bico, Valério?

Até agora condenado a 11 anos e oito meses de prisão por vários crimes no Mensalão, será que o publicitário Marcos Valério vai cumprir a ameaça de lançar, na mídia, novidades sobre o esquema?

Em setembro, o operador do Mensalão usou a revista Veja para apontar Lula como o chefe do mensalão.

Portador de gravações-dossiês para serem usadas conforme a conveniência, Valério solta os boatos, e depois recua, de que sua próxima bomba será dada à Folha de S. Paulo...

Sem pena

Os ministros do STF não tiveram pena de Marcos Valério na hora da dosimetria de suas penas.

Tudo indica que a maioria dos demais 24 condenados no processo do mensalão receberão o mesmo tratamento.

Derrota para a tática petralha que apostava em penas mais leves...

Sem fim, ainda

Dificilmente, o STF cumprirá a milagrosa meta de terminar o longo julgamento do Mensalão nesta quinta-feira.

Como a maioria dos ministros discordou da ideia do relator em ler o seu voto por núcleos, e não por réus, Barbosa ainda reclamou:

"Dessa forma, vamos levar dias e dias porque serão mais de 200 votações".

Interesse no atraso

Nos bastidores do STF, comentava-se ontem à tarde que o ritmo inicialmente acelerado das votações teria sido diminuído depois de um suposto e-mail enviado pelo Palácio do Planalto, no meio da tarde.

A mensagem teria feito o ministro Ayres Britto conceder um providencial intervalo em meio a mais um tradicional bate boca entre o relator Joaquim Barbosa e o revisor Ricardo Lewandowski.

O governo não queria que o julgamento terminasse antes do segundo turno, e parece que conseguirá o seu intento...

Mas a perguntinha idiota fica: O que será que a presidenta Dilma Rousseff queria com o presidente do STF, Ayres Britto, para lhe mandar um e-mail urgente?

Pequena derrota

Dias Toffoli saiu ontem novamente derrotado no plenário do STF.

Ele queria que todos os ministros participassem da disimetria das penas aos mensaleiros.

Mas a maioria do STF decidiu que só participariam dos cálculos das penas dos réus no processo do mensalão quem votou pelas condenações dos acusados.

Problema é a dose

Como de costume, relator e revisor se degladiaram verbalmente – agora sobre a intensidade da pena aplicável a Marcos Valério.

Barbosa pediu 4 anos e 8 meses reclusão, além de 210 dias-multa (R$ 504 mil).

Lewandowski pediu a aplicação de 3 anos, 1 mês e 10 dias, acrescidos de 30 dias-multa.

Barateando a corrupção

Lewandowski pregou: "A ideia é a de que o réu vai preso para ressocializar-se. Portanto, a dosimetria tal como um remédio qualquer, tal como a radioterapia ou a quimioterapia, tem que ser dosada. Ela tem que ser necessária para prevenir que outros crimes sejam evitados. Nós temos que seguir uma técnica tal como os farmacêuticos".

Barbosa respondeu, com ironia: "O eminente revisor barateia demais o crime de corrupção ao impor pena mínima".

Como Ayres Britto alegou que ele usava de um “juizo de valor”, Barbosa deixou claro que fixava a pena por corrupção a Valério em 4 anos, o que é metade do que poderia ser na legislação anterior.

Terminou mal

Até novembro de 2003, a lei previa pena de 1 a 8 anos por corrupção.

Pela lei atualmente em vigor, a pena passou para 2 a 12 anos.

Barbosa defende a aplicação da norma atual e Lewandowski defendeu a aplicação da lei antiga.

Por causa do impasse, o presidente Ayres Britto achou melhor encerrar a sessão antes que o plenário do STF se transformasse em um octógono de UFC...

Globo batendo

Belo vídeo do Ricardo Noblat colocando $talinácio em seu devido lugar: o lixo da história.

http://oglobo.globo.com/videos/t/todos-os-videos/v/a-culpa-toda-e-da-rita/2194396/
O Palhaço do Planalto ficou sem graça com o duríssimo ataque vindo dos lados das Organizações Globo...

Suprema Piadinha Olímpica

A equipe de atletismo brasileira pode ganhar um reforço inusitado para a próxima competição.

Depois do recorde de voto em 18seg, para inocentar José Dirceu por formação de quadrilha (o que não deu certo), por que não se convoca o atleta Dias Toffoli para a Rio 2016?

Rápido assim, ele só não ganhará o ouro se os mensaleiros roubarem...

Piada eleiroral

Só $talinácio e a petralhada acharão graça dessa piada sem graça:

Se o incomPTente Fernando Haddad vencer Serra no domingo, a cidade muda de nome.

Vai se chamar São Paulo Maluf...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Outubro de 2012.

18 comentários:

Anônimo disse...

Serrão,

Se configurarem-se os fatos do texto principal, que pena(!!!), esvair-se-á a última gota impoluta que resta da esperança do povo brasileiro para que o Brasil saia desta espiral de corrupção que, há séculos, fecha o cerco sobre a nação.

O simples publicar na Internet já lança um chapisco de desilusão. Porém não devemos esquecer que a calúnia se compara às folhas mortas, que um vento mais forte espalha no solo da floresta. Mesmo que ao cessar o vento se tente juntar todas aquelas folhas espalhadas no chão, sempre restará uma ou duas, que foi parar mais longe, e não se conseguirá resgatar. E lá onde estiver irá fermentar miasmas.

Com um fraterno abraço deste seu amigo amazônida,

Roberto Santiago

Anônimo disse...

valério vai ser a puta da cadeia. Se abrir a boca, vai ter de fazer sexo oral enquanto lulla viola tranquilamente cabras e jumentas (cadê do elo mais fraco da bestialidade, as galinhas e as cadelas?)!

Quanto aos militares, olha Jorge, corrupto è corrupto, não interessa se è civil ou militar. Tem de ser julgado! E a Engenharia se fez um pacto com lulla para fazer obras, já sabia que iam "comer" e bem, muita propina! Mas se meteu Dnit, ainda pior, a lambança foi fenomenal. Têm de ser julgados!

E enzo peri, comissário vermelho soviético que não gosta de seus camaradas de armas. Aliás, ele e não só, já está há muito tempo nesse cargo. Chegou a hora de pular e ceder o lugar a um combatente! Estou 100% do lado deles!

Eles que façam a limpeza entre os seus! Corruptos militares são traidores! Todos sabem!

E 25 militares são suspeitos de integrar um esquema de fraudes em licitações, com pagamentos em duplicidade. O Ministério Público Militar denunciou que o sistema desviou pelo menos R$ 15 milhões dos cofres públicos, entre 2003 e 2009! Como è? Uns militares vivem melhor que os restantes, mas sujam o nome da corporação, levando todos à frente? Não pode! E general não è nenhum "Deus"! "General" corrupto, è merda!

Expulsão das FA! Seja peri ou não!

"Apenas no período em que o general Peri esteve à frente do DEC foram assinados 27 acordos com a Fundação Ricardo Franco, que subcontratou ao menos 15 empresas ligadas a militares e ex-militares. Fundada em 1997, em apoio ao Instituto Militar de Engenharia (IME), a fundação que tem o nome do patrono da engenharia militar no Brasil recebeu R$ 85 milhões de reais em quatro anos."

Isto è vetgonhoso!

Quero lá saber se a denúncia vem da Carta Capital! Corrupção è corrupção!

Anônimo disse...

« URNAS NÃO ABSOLVEM MARGINAIS
BRASIL X LULUPETISTAS
BRASILEIROS ESTAMOS EM GUERRA. PRECISAMOS NOSSO PAÍS. NOSSO POVO É HONESTO E TRABALHADOR. NOSSA BANDEIRA NÃO É VERMELHA. NOSSO SÍMBOLO NÃO É ESTRELA, FOICE E MARTELO. NOSSA ÉTICA NÃO É ROUBAR. ENGANA-SE OS QUE PENSAM QUE A SOCIEDADE ESTÁ CORROMPIDA. A GRANDE MAIORIA DOS BRASILEIROS SÃO PESSOAS DE BEM. NÃO AO ABORTO, NÃO A DESTRUIÇÃO DA FAMÍLIA,NÃO AOS CANALHAS QUE MONTARAM UMA QUADRILHA PARA COMPRAR PARLAMENTARES E SE PERPETUAR NO PODER. NÃO AOS QUE PENSAM SER DONOS DO PAÍS E USA A IGNORÂNCIA POPULAR PARA IMPOR CANDIDATOS INCOMPETENTES. VERDADEIROS BONECOS, MARIONETES NAS MÃOS DO CHEFE DO CHEFE DO MENSALÃO. QUEREMOS CADEIA PARA LULA. ELE FOI O MAIOR BENEFICIADO COM A COMPRA DE VOTOS DO MENSALÃO. SOMENTE NA DITADURA UM GOVERNO UM PARTIDO UMA IDEOLOGIA É ETERNA NO PODER. A ALTERNÂNCIA DOS PODERES É ESSENCIAL A DEMOCRACIA. VOTOS NÃO ABSOLVEM MARGINAIS.
HADDAD CONFESSOU QUE POSSUI UM PROJETO DE PODER. ELE NÃO QUER GOVERNAR SÃO PAULO. QUER DOMINAR SÃO PAULO PARA FACILITAR A VITÓRIA DO PT NAS ELEIÇÕES DE 2014.
NA BAHIA O PELEGO CANDIDATO PETISTA É INCOMPETENTE, DESPREPARADO. ISSO FICOU VISIVELMENTE COMPROVADO NOS DIVERSOS DEBATES.
Jorge Roriz.

Anônimo disse...

Se habad vencer através de urnas comprovadamente 100% manipuláveis, a pedofilia e a homosessualidade infantil vão absurdamente crescer em S.Paulo

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CARO AMIGO SERRÃO:
VAMOS POSTA UM COMENTÁRIO SOBRE O

Interesse no atraso

Nos bastidores do STF, comentava-se ontem à tarde que o ritmo inicialmente acelerado das votações teria sido diminuído depois de um suposto e-mail enviado pelo Palácio do Planalto, no meio da tarde.

A mensagem teria feito o ministro Ayres Britto conceder um providencial intervalo em meio a mais um tradicional bate boca entre o relator Joaquim Barbosa e o revisor Ricardo Lewandowski.

O governo não queria que o julgamento terminasse antes do segundo turno, e parece que conseguirá o seu intento...

Mas a perguntinha idiota fica: O que será que a presidenta Dilma Rousseff queria com o presidente do STF, Ayres Britto, para lhe mandar um e-mail urgente?

VEJAM A POSTAGEM:
TÍTULO: PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO - 15a PARTE - TENTATIVA DE FORMAÇÃO QUADRILHA PELO PT NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

NA POSTAGEN ANTERIOR Nº 14º PARTE.

FALAMOS SOBRE O PROJETO DE 20 ANOS OU MAIS, EM ANDAMENTO E IDEALIZADO PELO PARTIDO DOS TRABALHADORES E SEUS PARTIDOS ALIADOS. SEM ENVOLVER O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

NÃO ACREDITAVAMOS E NEM PASSOU PELAS NOSSA IMAGINAÇÃO QUE O SR. LULA, O PT E SEUS PARTIDOS ALIADOS, PUDESSEM CHEGAR TÃO ALTO COM O SEU DESESPERO, TENTANDO ENVOLVER O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E SEUS MINISTROS, COM A FINALIDADE DE MELAR O MENSALÃO.


ISTO SÓ FICOU EVIDENCIADO, AGORA COM O JULGAMENTO E ANÁLISE DO ITEM 2 DA ACUSAÇÃO, LIDO PELO MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA. O QUAL FALA SOBRE A CRIAÇÃO DE QUADRILHA, PELOS RÉUS DO MENSALÃO.



DURANTE OITO (8) ANOS DE GOVERNO DO SR. LULA, CONSEGUIU COLOCAR NO SUPREMOS OS SEGUINTES MINISTROS:


 
FORAM NOMEADOS PARA O SUPREMO (NO SEU PRIMEIRO MANDATO TRES MINISTROS E NO SEGUNDOMAIS TRES), OS SEGUINTES MINISTROS:



EM 2003 - AIRES BRITTO;" - JOAQUIM BARBOSA;
" - CESAR PELLUSO;( APOSENTADO MAIS JÁ VOTOU NO MENSALÃO ).

EM 2006 - RICARDO LEWANDOWSKI;
EM " - CARMEN LUCIA;

EM 2009 - DIAS TOFFOLI - TODOS INDICADOS PELO EX-PRESIDENTE LUIZ INACIO LULA DA SILVA;
E MAIS DOIS NOMEADOS PELA ATUAL PRESIDENTE:
EM 2011 - ROSA WEBER; E
EM " - LUIZ FUX - PELA ATUAL PRESIDENTE DO BRASIL DILMA ROUSSEFF.

SÃO 6 MINISTROS INDICADOS PELO EX E 2 PELA ATUAL PRESIDENTE DA REPUBLICA DO PT.

COM BASE NESTAS NOMEAÇÕES O PT TEM MAIORIA DE MINISTROS NO STF, NUM TOTAL DE 11 MINISTROS.



ENQUANTO AGUARDAVA O INICIO DO JULGAMENTO NO SUPREMO ESTAVA ASSISTINDO O FILME ABAIXO.

LEGALMENTE LOIRA 2

Sinopse;

Depois de se formar em Harvard, Elle Woods (Reese Whiterspoon) é agora uma jovem advogada, que conseguiu seu primeiro emprego em um grande escritório e divide seu tempo entre a carreira e os preparativos para o casamento com Emmett Richmond (Luke Wilson). Ao descobrir que a mãe do seu adorado chihuahua, Bruiser, está sendo usada como cobaia em testes com cosméticos por um dos clientes do escritório em que trabalha, Elle resolve defender os direitos dos animais e é imediatamente despedida. Ela fica arrasada, mas sem deixar de ser otimista vai para Washington, para trabalha com a congressista Victoria Rudd (Sally Field) e resolver as coisas do seu jeito. Ao tentar entender como as decisões são tomadas e conquistar a simpatia de políticos, visando seus interesses pessoais, Elle enfrentará um grande desafio e logo é chamada de "Barbie do Capitólio", pois em meio a tantas cores sóbrias seu visual cor-de-rosa se sobressai. Isto faz com que os políticos não se simpatizem com Elle inicialmente e Washington D.C. não é um lugar fácil para uma mulher ligada com as últimas tendências da moda, mas com determinação Elle enfrenta o sistema ao estilo Woods. Elle ergue a voz em defesa não só por Bruiser, pois também quer criar uma lei que proteja todos os animais.
CONTINUA:

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CONTINUAÇÃO:
"UMA HORA ANTES DE RECOMEÇAR NO TRIBUNAL O JULGAMENTO DO MENSALÃO NÓS ESTAVAMOS ASSISTINDO O FILME "LEGALMENTE LOIRA 2" QUE CONTA A HISTÓRIA DE UMA ADVOGADA ELLE WOODS, QUE VAI PARA WASHINGTON (E COM A AJUDA DE UMA CONGRESSISTA DEPUTADA VICTORIA RUDD), APRESENTAR O PROJETO BRUISER A PARLAMENTARES.

ESTE PROJETO TRATA DA PROIBIÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS NOS LABORATÓRIOS DE PESQUIZA, PARA CRIAÇÃO DE COSMESTICOS.

A CONGRESSITA APOIOU A APRESENTADORA DO PROJETO AO COLEGIADO E ENQUANTO ELLE WOODS, FAZIA A SUA EXPLANAÇÃO NO CONGRESSO A DEPUTADA RECEBEU O TELEFONEMA DE UM EMPRESÁRIO DE NOME BOB, E RESPONDEU QUE PODIA DEIXAR QUE ELA RESOLVERIA O PROBLEMA.

ESTA RETORNOU RÁPIDAMENTE AO PLENÁRIO, QUE APLAUDIA A APRESENTADORA E FALOU AO PRESIDENTE DA MESA QUE NAQUELE MOMENTO ESTAVA RETIRANDO A SUA REPRESENTAÇÃO AO PROJETO."

NAQUELE MOMENTO FICOU EVIDENCIADO UMA NEGOCIATA EM TROCA DE FAVORES ESCUSOS.

NÃO É O QUE O POVO QUER DE SEU REPRESENTANTE NO CONGRESSO.

NESTE MOMENTO NOS PENSAMOS NO MENSALÃO, NO NOSSO CONGRESSO NACIONAL QUE SÃO REPRESENTANTES DO POVO E TAMBEM NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. CUJO COLEGIADO É A REPRESENTAÇÃO MÁXIMA DA JUSTIÇA BRASILEIRA.
VOLTANDO AO JULGAMENTO QUE JÁ ESTAVA SE INICIANDO, VERIFICAMOS QUE A CONTAGEM DE VOTOS PROFERIDOS ATÉ AQUELE MOMENTO SOBRE A ACUSAÇÃO DE QUADRILHA FORMADA PELOS RÉUS DO MENSALÃO ESTAVA 4 A 2PELA ABSOLVIÇÃO.

O MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI, REVISOR CONSEGUIU LEVAR A VOTAR CONSIGO OS MINISTROS ROSA WEBBER, DIAS TOFFOLI E A MINISTRA CARMEN LUCIA, TODOS DO GRUPO INDICADO PELO SR.LULA E PELO PT

SERÁ POSSÍVEL QUE O SR. LULA , O PT E SEUS PARTIDOS ALIADOS CONSEGUIRAM MONTAR UMA QUADRILHA NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, SENÃO VEJAMOS:

Do crime de quadrilha ou bando

O dolo genérico é o elemento subjetivo do crime de quadrilha ou bando. Ou seja, é a vontade livre e consciente de querer se associar a outras pessoas com a finalidade de cometer crimes.

O QUE FOI PROVADO PELO RELATOR DO PROCESSO Nª 470 - MENSALÃO, MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, FOI REPROVADO PELO MINISTRO RELATOR RICARDO LEWANDOWSKI, LIDER DO GRUPO REPRESENTANTE DO SR. LULA, DO PT E DOS PARTIDOS ALIADOS.

TUDO INDICAVA QUE O DESFECHO FINAL BENEFICIARIA OS RÉUS COM A ABSOLVIÇÃO.

PARECIA QUE ESTAVA FORMADA UMA QUADRILHA NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, COMANDADA PELO MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI E OS MINISTROS DIAS TOFFOLI, ROSA WEBBER E CARMEN LÚCIA TODOS DO NÚCLEO DO SR. LULA E DO PT.

MAS OS DEMAIS MINISTROS COMPONENTES DA CORTE SUPREMA, MOSTRARAM QUE NINGUEM ESTÁ ACIMA DA LEI E QUE A CORTE NÃO SE SUJEITARIA A AQUELES QUE DIVERGIRAM FRONTALMENTE DO VOTO DO MINISTRO RELATOR E DA SUA ANÁLISE CORRETA SOBRE O ENQUADRAMENTO DADO AO CRIME DE QUADRILHA.

E DERRUBARAM POR VEZ A TESE DOS MINISTROS DO SR. LULA E DO PT, DISCORDANTES DO RELATOR.

PROVARAM AO POVO BRASILEIRO E AO MUNDO QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, NÃO ADMITE QUALQUER INTERFERÊNCIA EXTERNA, TENTANDO INFLUIECIAR NAS SUA DECISÕES QUE SÃO SOBERANAS E INDISCUTÍVEIS NOS JULGAMENTOS DOS PROCESSO A ELES SUBMETIDOS PELOS DIFERENTES TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRSSIL.


O SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL MOSTROU A TODOS, QUE RESPEITAM A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA E O BRASIL ACIMA DE TUDO.

MAS ESTES NÃO DESISTIRAM E VÃO TENTAR DIMINUIR TANTO QUANTO POSSÍVEL A DOSIMETRIA DAS PENAS E ATRAZAR O PROCESSO ATÉ O ANO DE 2014,APÓS A ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS.

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CONTINUAÇÃO:
"UMA HORA ANTES DE RECOMEÇAR NO TRIBUNAL O JULGAMENTO DO MENSALÃO NÓS ESTAVAMOS ASSISTINDO O FILME "LEGALMENTE LOIRA 2" QUE CONTA A HISTÓRIA DE UMA ADVOGADA ELLE WOODS, QUE VAI PARA WASHINGTON (E COM A AJUDA DE UMA CONGRESSISTA DEPUTADA VICTORIA RUDD), APRESENTAR O PROJETO BRUISER A PARLAMENTARES.

ESTE PROJETO TRATA DA PROIBIÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS NOS LABORATÓRIOS DE PESQUIZA, PARA CRIAÇÃO DE COSMESTICOS.

A CONGRESSITA APOIOU A APRESENTADORA DO PROJETO AO COLEGIADO E ENQUANTO ELLE WOODS, FAZIA A SUA EXPLANAÇÃO NO CONGRESSO A DEPUTADA RECEBEU O TELEFONEMA DE UM EMPRESÁRIO DE NOME BOB, E RESPONDEU QUE PODIA DEIXAR QUE ELA RESOLVERIA O PROBLEMA.

ESTA RETORNOU RÁPIDAMENTE AO PLENÁRIO, QUE APLAUDIA A APRESENTADORA E FALOU AO PRESIDENTE DA MESA QUE NAQUELE MOMENTO ESTAVA RETIRANDO A SUA REPRESENTAÇÃO AO PROJETO."

NAQUELE MOMENTO FICOU EVIDENCIADO UMA NEGOCIATA EM TROCA DE FAVORES ESCUSOS.

NÃO É O QUE O POVO QUER DE SEU REPRESENTANTE NO CONGRESSO.

NESTE MOMENTO NOS PENSAMOS NO MENSALÃO, NO NOSSO CONGRESSO NACIONAL QUE SÃO REPRESENTANTES DO POVO E TAMBEM NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. CUJO COLEGIADO É A REPRESENTAÇÃO MÁXIMA DA JUSTIÇA BRASILEIRA.
VOLTANDO AO JULGAMENTO QUE JÁ ESTAVA SE INICIANDO, VERIFICAMOS QUE A CONTAGEM DE VOTOS PROFERIDOS ATÉ AQUELE MOMENTO SOBRE A ACUSAÇÃO DE QUADRILHA FORMADA PELOS RÉUS DO MENSALÃO ESTAVA 4 A 2PELA ABSOLVIÇÃO.

O MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI, REVISOR CONSEGUIU LEVAR A VOTAR CONSIGO OS MINISTROS ROSA WEBBER, DIAS TOFFOLI E A MINISTRA CARMEN LUCIA, TODOS DO GRUPO INDICADO PELO SR.LULA E PELO PT

SERÁ POSSÍVEL QUE O SR. LULA , O PT E SEUS PARTIDOS ALIADOS CONSEGUIRAM MONTAR UMA QUADRILHA NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, SENÃO VEJAMOS:

Do crime de quadrilha ou bando

O dolo genérico é o elemento subjetivo do crime de quadrilha ou bando. Ou seja, é a vontade livre e consciente de querer se associar a outras pessoas com a finalidade de cometer crimes.

O QUE FOI PROVADO PELO RELATOR DO PROCESSO Nª 470 - MENSALÃO, MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, FOI REPROVADO PELO MINISTRO RELATOR RICARDO LEWANDOWSKI, LIDER DO GRUPO REPRESENTANTE DO SR. LULA, DO PT E DOS PARTIDOS ALIADOS.

TUDO INDICAVA QUE O DESFECHO FINAL BENEFICIARIA OS RÉUS COM A ABSOLVIÇÃO.

PARECIA QUE ESTAVA FORMADA UMA QUADRILHA NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, COMANDADA PELO MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI E OS MINISTROS DIAS TOFFOLI, ROSA WEBBER E CARMEN LÚCIA TODOS DO NÚCLEO DO SR. LULA E DO PT.

MAS OS DEMAIS MINISTROS COMPONENTES DA CORTE SUPREMA, MOSTRARAM QUE NINGUEM ESTÁ ACIMA DA LEI E QUE A CORTE NÃO SE SUJEITARIA A AQUELES QUE DIVERGIRAM FRONTALMENTE DO VOTO DO MINISTRO RELATOR E DA SUA ANÁLISE CORRETA SOBRE O ENQUADRAMENTO DADO AO CRIME DE QUADRILHA.

E DERRUBARAM POR VEZ A TESE DOS MINISTROS DO SR. LULA E DO PT, DISCORDANTES DO RELATOR.

PROVARAM AO POVO BRASILEIRO E AO MUNDO QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, NÃO ADMITE QUALQUER INTERFERÊNCIA EXTERNA, TENTANDO INFLUIECIAR NAS SUA DECISÕES QUE SÃO SOBERANAS E INDISCUTÍVEIS NOS JULGAMENTOS DOS PROCESSO A ELES SUBMETIDOS PELOS DIFERENTES TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRSSIL.


O SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL MOSTROU A TODOS, QUE RESPEITAM A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA E O BRASIL ACIMA DE TUDO.

MAS ESTES NÃO DESISTIRAM E VÃO TENTAR DIMINUIR TANTO QUANTO POSSÍVEL A DOSIMETRIA DAS PENAS E ATRAZAR O PROCESSO ATÉ O ANO DE 2014,APÓS A ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS.

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CONTINUAÇÃO:
"UMA HORA ANTES DE RECOMEÇAR NO TRIBUNAL O JULGAMENTO DO MENSALÃO NÓS ESTAVAMOS ASSISTINDO O FILME "LEGALMENTE LOIRA 2" QUE CONTA A HISTÓRIA DE UMA ADVOGADA ELLE WOODS, QUE VAI PARA WASHINGTON (E COM A AJUDA DE UMA CONGRESSISTA DEPUTADA VICTORIA RUDD), APRESENTAR O PROJETO BRUISER A PARLAMENTARES.

ESTE PROJETO TRATA DA PROIBIÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS NOS LABORATÓRIOS DE PESQUIZA, PARA CRIAÇÃO DE COSMESTICOS.

A CONGRESSITA APOIOU A APRESENTADORA DO PROJETO AO COLEGIADO E ENQUANTO ELLE WOODS, FAZIA A SUA EXPLANAÇÃO NO CONGRESSO A DEPUTADA RECEBEU O TELEFONEMA DE UM EMPRESÁRIO DE NOME BOB, E RESPONDEU QUE PODIA DEIXAR QUE ELA RESOLVERIA O PROBLEMA.

ESTA RETORNOU RÁPIDAMENTE AO PLENÁRIO, QUE APLAUDIA A APRESENTADORA E FALOU AO PRESIDENTE DA MESA QUE NAQUELE MOMENTO ESTAVA RETIRANDO A SUA REPRESENTAÇÃO AO PROJETO."

NAQUELE MOMENTO FICOU EVIDENCIADO UMA NEGOCIATA EM TROCA DE FAVORES ESCUSOS.

NÃO É O QUE O POVO QUER DE SEU REPRESENTANTE NO CONGRESSO.

NESTE MOMENTO NOS PENSAMOS NO MENSALÃO, NO NOSSO CONGRESSO NACIONAL QUE SÃO REPRESENTANTES DO POVO E TAMBEM NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. CUJO COLEGIADO É A REPRESENTAÇÃO MÁXIMA DA JUSTIÇA BRASILEIRA.
VOLTANDO AO JULGAMENTO QUE JÁ ESTAVA SE INICIANDO, VERIFICAMOS QUE A CONTAGEM DE VOTOS PROFERIDOS ATÉ AQUELE MOMENTO SOBRE A ACUSAÇÃO DE QUADRILHA FORMADA PELOS RÉUS DO MENSALÃO ESTAVA 4 A 2PELA ABSOLVIÇÃO.

O MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI, REVISOR CONSEGUIU LEVAR A VOTAR CONSIGO OS MINISTROS ROSA WEBBER, DIAS TOFFOLI E A MINISTRA CARMEN LUCIA, TODOS DO GRUPO INDICADO PELO SR.LULA E PELO PT

SERÁ POSSÍVEL QUE O SR. LULA , O PT E SEUS PARTIDOS ALIADOS CONSEGUIRAM MONTAR UMA QUADRILHA NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, SENÃO VEJAMOS:

Do crime de quadrilha ou bando

O dolo genérico é o elemento subjetivo do crime de quadrilha ou bando. Ou seja, é a vontade livre e consciente de querer se associar a outras pessoas com a finalidade de cometer crimes.

O QUE FOI PROVADO PELO RELATOR DO PROCESSO Nª 470 - MENSALÃO, MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, FOI REPROVADO PELO MINISTRO RELATOR RICARDO LEWANDOWSKI, LIDER DO GRUPO REPRESENTANTE DO SR. LULA, DO PT E DOS PARTIDOS ALIADOS.

TUDO INDICAVA QUE O DESFECHO FINAL BENEFICIARIA OS RÉUS COM A ABSOLVIÇÃO.

PARECIA QUE ESTAVA FORMADA UMA QUADRILHA NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, COMANDADA PELO MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI E OS MINISTROS DIAS TOFFOLI, ROSA WEBBER E CARMEN LÚCIA TODOS DO NÚCLEO DO SR. LULA E DO PT.

MAS OS DEMAIS MINISTROS COMPONENTES DA CORTE SUPREMA, MOSTRARAM QUE NINGUEM ESTÁ ACIMA DA LEI E QUE A CORTE NÃO SE SUJEITARIA A AQUELES QUE DIVERGIRAM FRONTALMENTE DO VOTO DO MINISTRO RELATOR E DA SUA ANÁLISE CORRETA SOBRE O ENQUADRAMENTO DADO AO CRIME DE QUADRILHA.

E DERRUBARAM POR VEZ A TESE DOS MINISTROS DO SR. LULA E DO PT, DISCORDANTES DO RELATOR.

PROVARAM AO POVO BRASILEIRO E AO MUNDO QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, NÃO ADMITE QUALQUER INTERFERÊNCIA EXTERNA, TENTANDO INFLUIECIAR NAS SUA DECISÕES QUE SÃO SOBERANAS E INDISCUTÍVEIS NOS JULGAMENTOS DOS PROCESSO A ELES SUBMETIDOS PELOS DIFERENTES TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRSSIL.


O SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL MOSTROU A TODOS, QUE RESPEITAM A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA E O BRASIL ACIMA DE TUDO.

MAS ESTES NÃO DESISTIRAM E VÃO TENTAR DIMINUIR TANTO QUANTO POSSÍVEL A DOSIMETRIA DAS PENAS E ATRAZAR O PROCESSO ATÉ O ANO DE 2014,APÓS A ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS.

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Signore Jorge Serrão,informo que tomei a liberdade de copiar na íntegra seu texto, abaixo do qual ora comento, transcrevendo-o no Portal Militar conforme o laço abaixo. Aproveito para lembra-lo que havia oferecido informações para publicação em seu blog sobre mais esse assalto à nossa Nação, dessa vez por militares das FFAA, que solenemente ignorou; aliás nem mesmo deu qualquer resposta que fosse, mínima até (e quem me enviou tais documentos baixou o sarrafo, chamando-me de covarde -na época eu não tinha blog-). Mas c'est la vie, não é mesmo?

Com perdão dos termos, o pessoal da engenharia militar transformou nossa Nação num puteiro, sendo eles os cafetões. Há de se lembrar que justamente o lado da engenharia militar é que compactuou com lullamulla (Golbery,Geisel, Passarinho, Andreazza & curriola), passando a perna nos operacionais, os combatentes.

E espantoso que ainda muitos derivem para tentativas de politização, melhoria de soldos, etc. navegando na maionese; esquecendo que nunquinha os engenheiro & canalhas no poder haverão de entregar a rapadura.

A coisa tem que ser no braço mesmo!!!
Cordialmente a. JOSÉ GRIFAO

http://www.militar.com.br/blog22552-EIS-AI-O-MOTIVO-PELO-QUAL-GENERAIS-DEFENDEM-DILMA-&-PT#.UIg3TBfybvk

Anônimo disse...

Anônimo disse...
È verdade ,pode espalhar.


Se o Lula não sabe, o filho dele sabe muito bem.
Consta que antes de indicar Ricardo Lewandowski para ministro do supremo, Lula recebeu como presente de D. Carla Lewandowski um imóvel no condomínio. Sendo verdadeira a informação, resta ao ministério público agir.
A mansão de Lulinha está localizada no “Swiss Park”, ao lado da fábrica da Volkswagen do Brasil, em São Bernardo do Campo. De uma antiga chácara sobrou no centro do condominio um imenso castelo estilo europeu onde morava a matriarca dona Karolina Zofia Lewandowski, conhecida como Dona Carla, amiga de dona Marisa e de Lula e mãe do novo ministro do STF, Enrique Ricardo Lewandowski. A mansão de Lulinha é a de número 737, como está na foto.
Isso de que o Lewandowski foi indicado por dona Marisa é mentira.
Ricardo Lewandowski foi indicado pela mãe D. Karolina Zofia Lewandowski e em troca Lula recebeu como presente de D. Karolina Zofia Lewandowski um imóvel no condomínio no “Swiss Park”.
Este cara tem que sentar nos bancos dos réus do mensalão e explicar como obteve os imóveis que possui. — com Vic Espalhai.
24 de outubro de 2012 14:29

Anônimo disse...

Esse ramo podre das FFAA, o lado da engenharia militar é que compactuou com lullamulla (Golbery,Geisel, Passarinho, Andreazza & curriola), tem de responder pelas putaria que faz e fez no passado.

São soviéticos!

Anônimo disse...

Ricardo Noblat, coloca lulla em sentido e boca fechada!

http://oglobo.globo.com/videos/t/todos-os-videos/v/a-culpa-toda-e-da-rita/2194396/

Anônimo disse...

Quer dizer, não existe dinheiro para as FA comprarem munições sabendo que em caso de invasão, só temos munição para 1 hora, 60 minutos, mas os da Engenharia estão com os bolsos cheios!

E os estadios não param de crescer como cogumelos!

Os combatentes vão combater com quê? Batatas? Cebolas? Tomates? Ovos?

Porra, calma aí, seus corruptos!

Anônimo disse...

Serrão,

Volto a postar sobre o mesmo tema. Acontece que, pelo "andar da carruagem" em relação ao assunto principal, ora (ainda) em pauta, a "batata está assando"! Lentamente, às vezes em "banho-maria", mas está assando! E a coisa está parecendo uma espécie de "gatilho" que, somado aos 40 anos de cadeia que o "carequinha" está condenado a "puxar", sem esquecermos dos outros, aqueles, digamos, "coordenadores do mensalão", isto para sermos mais suaves, pois "coordenadores" não é exatamente sinônimo de "chefes", irão "balançar a roseira" da "Madame" (se é que entende quem é), e quiçá da Nação como um todo. Tenho a impressão que o "carequinha", quando se ver "no mato sem cachorro", irá, finalmente, "abrir o bico", e "cantará" todas as "melodias" que sabe, dando o nome EXATO dos "Bois", digo, dos seus "compositores". Aí sim, "a cobra vai fumar"! "Vai sobrar" para muitos, até para quem nós, simples mortais, nem sequer imaginamos.
Mas, "cobra" lembra "selva" (Não é?), e "selva" lembra "combatente" (pelo menos lembra aqui no Norte!), assim, como o melhor remédio para todos os males é o "velho" tempo... vamos aguardar "deitados em berço explêndido", para ver se o "colosso" ACORDA. Será que desta vez vai? Até agora não acordou! Nem quando o insígne General Heleno fez tanto "barulho" lá na selva, e onde "SELVA!" é também um brado bastante alto.

Com um fraterno abraço deste seu amigo amazônida,

Roberto Santiago

Anônimo disse...

Valério é chantagista, não vai abrir a boca. Enquanto isso, MensaLulão continua mandando e desmandando, rumo à venezuelização "destepaiz"...

Anônimo disse...

Os militares dividem-se em 2 categorias bem distintas, a saber:

Os combatentes e os bundões!

A engenharia è bundão!

Tudo o resto è conversa para boi dormir!

Anônimo disse...

Sou militar e se é verdade o que esse panfleto da esquerda (carta capital) publicou, eu tenho vergonha da minha profissão. E já era de esperar que esse casamento dos não-combatentes com o govenro mais corrupto da nossa história terminasse nisso. Cadeia neles!!

Martim Berto Fuchs disse...

À se confirmar a notícia, é lamentável sob todos aspectos. Só vem a demonstrar, que quem participa de um governo podre, acaba se contaminando.