domingo, 7 de outubro de 2012

Vamos apostar no milionário cassino eletrônico-eleitoreiro?

Watch live streaming video from radiotvabc at livestream.com

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Um Peixe-Boi come uns seis quilos de capim verdinho por dia. Nossos milhares de políticos – a quem nosso voto compulsório garantirá quatro anos de emprego neste domingo eleitoral – comem muito mais (inclusive verdinhas) que o animal amazônico em risco de extinção. O processo democrático brasileiro parece mais frágil que o peixe-boi. A corrupção ativa e passiva é uma constante ameaça ao processo.

Hoje é dia de apostar no cassino eletrônico-eleitoreiro do Al Capone. Um jogo em que o cidadão-eleitor-contribuinte perde muito. Quase meio milhão de candidatos (exatos 481.446) disputarão o valioso voto de 138.544.348 eleitores. Graças ao veloz processo eletrônico de votação (que não tem impressão para auditoria), os nomes dos eleitos serão conhecidos antes das 20h. A totalidade dos votos será processada até as 22h pelo sistema do Tribunal Superior Eleitoral.

O triste é que o nosso voto obrigatório (um atraso democrático) paga a festa do sistema governamental do Crime Organizado. O processo é dispendioso. A eleição municipal para a escolha de prefeitos e vereadores em 5.568 municípios tem um custo de R$ 597,9 milhões. Saiu uns R$ 100 milhões mais caro que o pleito de 2008. Por eleitor, este ano, o valor médio gasto pelo TSE é de R$ 4 reais e 25 centavos. Na eleição passada, o custo era de R$ 3 reais e 75 centavos. Em 2014, certamente, passará dos R$ 5 reais por cabeça de cidadão-eleitor-contribuinte.

A eleição é um negócio fantástico – sobretudo para os corruptos. O dinheiro rola fácil, em torno de negócios eleitoral lícitos e, por debaixo dos panos, ajuda a financiar esquemas ilícitos. O site Congresso em Foco informa que PT, PMDB e PSB concentram 55% dos recursos destinados aos candidatos a prefeito nas capitais estaduais. O dinheiro viabiliza as mais criativas formas de “mensalões” – que jamais serão sequer julgados pelo Supremo...

Reportagem de O Globo revela que, embora tenham apenas 41 (21%) dos 192 candidatos nas capitais do País, PT, PMDB e PSB registraram 55% (R$ 67,5 milhões) dos R$ 122 milhões levantados por todas as candidaturas em disputa. A grana é alta. O PT lidera com R$ 24.298.197,07. PMDB vem pertinho com R$ 21.921.502,14. Quase o mesmo que o PSB (R$ 21.228.628,98). O PSDB recebeu R$ 18.995.212,18 em doações. O DEM faturou R$ 12.612.096,00.

Enquanto os bandidos na política festejam tanta grana, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral calcula que 2.100 candidatos fichas sujas concorrem sub judice. Em trabalho acelerado pela ministra-presidente Carmem Lúcia, o Tribunal Superior Eleitoral conseguiu barrar a candidatura de 1.000 fichas sujas. Os ministros do TSE ainda vão julgar outros 3.700 recursos a pedidos de impugnação. O tribunal precisa terminar o trabalho até 19 de dezembro, último dia para a diplomação dos eleitos.

Por desilusão com a politicagem, muita gente ameaça anular o voto (obrigatório). Muita gente também não confia totalmente no processo eleitoral. Até porque, como bem lembra o engenheiro Amilcar Brunazo Filho, do Movimento Voto Seguro, nosso sistema ainda peca nos aspectos de garantia da justa apuração e da inviolabilidade do voto. Ao contrário do que prega a propaganda do TSE, as urnas eletrônicas brasileiras ainda nem granjearam reconhecimento internacional e nem apresentam eficácia na apuração que possa ser avaliada tecnicamente.

Nesse cenário esquisito – com muita grana rolando para facilitar compras de votos e de insegurança técnica sobre o hiper-veloz resultado final da votação feita na base da dedada -, um único conselho de bom senso deve ser dado ao eleitor que deseja cumprir o dever cívico de escolher seus representantes: defina, direitinho, quem merece seu voto. Ou, se não estiver satisfeito com nenhum, anule o voto. É um direito individual seu.

Se vai votar, que o faça de modo responsável e consciente. Só não se iluda sobre os efeitos futuros de sua dedada...

PS 1 – A capa da revista Veja, com a foto do Super Joaquim Barbosa quando era criança, está perfeita para comemorar Dia 12 de Outubro... Parece, também, aquele teaser preparatório de uma futura campanha eleitoral... O pessoal da Veja, realmente, tem visão...

Muito mal comparando – mas é preciso recordar -, parece o mesmo esquema que, no final da década de 80, catapultou o famoso “Caçador de Marajás” Fernando Collor de Mello.

Justiça seja (literalmente) feita: Barbosa é muito diferente. Nunca foi político... Mas tem o perfil perfeito para ser picado pela mosquinha azul do poder que o transportaria do Judiciário para o Executivo, em escala que pode ser a grande surpresa da eleição presidencial de 2014.

PS 2 – Neste domingão eleitoral, a partir das 9h da manhã, e depois das 17h até o resultado eleitoral, o editor-chefe deste Alerta Total será um dos apresentadores da cobertura ao vivo, via internet, das eleições no ABC paulista.

Estudantes dos cursos de Produção Audiovisual, Publicidade e Propaganda e Marketing estarão realizando a cobertura das eleições a partir dos estúdios de rádio e TV da Anhanguera Uniban ABC.

A cobertura poderá ser acompanhada pelo endereço http://tvunibanabc.blogspot.com  e pelo www.twitter.com/eleicoesabc.

Interações virtuais serão bem vindas através do e-mail: tvunibanabc@gmail.com

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Outubro de 2012.

8 comentários:

Wagner disse...


“Que neste 7 de outubro deixemos de ser 12 de outubro e sejamos mais 7 de setembro, pois só com muito 1º de maio o Brasil não será um eterno 1º de abril.”

Anônimo disse...

Os bois podem engordar, mas não com o meu voto pois não voto!

Não sou idiota útil para políticos fdp.

Fabio Barreto disse...

Papai Noel, sereia, saci, chupa-cabra, segurança da urna eletrônica, pesquisas de intenção de voto, todos são lendas da cultura de Bananaquistão, país do leste europeu. Lá, os bananaquistaneses, só entende de cerveja, de BBB e de campeonato de bananol (esporte local). Coitados, eles não “se ligaram” que, como em um filme de Avatar, tudo em informática é possível. Na pesquisa de intenção de voto ganha quem for de interesse da “grande mídia”, de forma a se induzir ao candidato MARCADO para ganhar; na votação eletrônica, ganha quem for o “dono” da máquina de apuração. Lá, também todas as cervejas são a melhor e até o BBB (deles é claro) ganha quem é “empurrado” pelos comerciais. Qualquer coincidência, daqui com acolá, poderá ter sido causado por um vírus no seu PC.

Anônimo disse...

POVO DO RIO DE JANEIRO



http://sanatoriodanoticia.blogspot.com.br

Manoel Vigas disse...



Saudações.


Super Joaquim Barbosa ....

para presidente ?

SEM CHANCE ! ! !

( só terá o seu e o meu voto )


ELE ESTÁ SÓ.

NÃO TEM APOIO POPULAR,

MILITARE E ... PRINCIPALMENTE

APOIO DOS DITOS “INDIGNADOS”.



DESTA TRISTE CONSTATAÇÃO

..... INFERIMOS:

*********************


“O PROBLEMA DO CIRCO SE INICIA QUANDO O TRAPEZISTA COMEÇA A PENSAR QUE VOA.”


Do meu saudoso amigo

MÁRIO HENRIQUE SIMONSEN


*********************

Atenciosamente.
Manoel Vigas

Anônimo disse...

Manoel Vigas 10:57 AM

Meu voto ele terá se for candidato. Creio que os negros, pardos, orientais e muito caucasiano, votará nele. SUa imagem representa Honestidade, coisa que nenhum focinho de qualquer politico e governante tem ou terá. Todos têm focinho de fdp.

E as legendas políticas, ficarão borradas de medo se não o apoiarem, por que futuramente os eleitores não votarão neles.

Anônimo disse...

Rapaz, o Ary da Maninha está certo: deram um camone boy no meu voto, ao menos no de vereador, pois ele obteve ZERO votos!

Ary é personagem na coluna de João Ubaldo Ribeiro na coluna desse domingo no Estadão.

E não vai adiantar eu reclamar com o bispo, digo, o arcebispo que é petista!

Anônimo disse...

Caro Jorge Serrão, eu faço aqui a reparação sobre Zero votos para vereador: meu candidato foi impugnado por alguma falta, e mesmo recorrendo à justiça eleitoral, diferentemente de candidato a prefeito, não consta os votos.

Paciência, muita paciência!