sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Marcos Valério usa Lula, Palocci e assassinato de Celso Daniel como "escudos" para pedir proteção de vida

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Exclusivo – Por ter sofrido uma ameaça concreta de morte semana passada, Marcos Valério Fernandes de Souza resolveu pedir proteção de vida ao Ministério Público Federal. Condenado a mais de 40 anos de prisão como operador do Mensalão, o publicitário decidiu tornar público seu pedido de delação premiada, numa clara tentativa de “chantagear” a petralhada – por quem teme ser “eliminado como um arquivo vivo sobre esquemas de corrupção”.

Respondendo a mais de 10 diferentes processos, além da famosa Ação Penal 470, Valério quer ser incluído no programa de proteção à testemunha não apenas para se livrar da quase certa cadeia. Mas por causa de um fato concreto, ainda em segredo. Semana passada, no trajeto de um restaurante para a casa da ex-mulher em Belo Horizonte, o táxi em que Valério estava foi interceptado por outro carro e Valério teria interpretado tal manobra como uma ameaça concreta de morte.

O incidente não foi registrado na Polícia - o que torna impossível saber se realmente aconteceu ou se é uma tática de Valério para mandar um recado àqueles que têm motivos para garantir seu silêncio perpétuo. Valério é a principal testemunha ocular e operacional da história do mensalão petista, do mensalão mineiro e de outros escândalos que sequer vieram ainda à tona neste corrupto e corrompido Brasil Capimunista.

Foi sintomático Valério ter deixado vazar ao Estadão que, em seu depoimento, dado “espontaneamente” em setembro à Procuradoria-Geral da República em Brasília, teria informações sobre o brutal sequestro, tortura e assassinato do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel. A petralhada se apavara com possíveis revelações sobre o bárbaro crime ocorrido em 2002 e até agora não esclarecido. O cadáver politicamente insepulto de Daniel volta a assombrar o PT por conta de Valério.

Não foi à toa que Valério jogou na fogueira do Ministério Público Federal os nomes do ex-Presidente Lula da Silva e do ex-ministro Antônio Palocci Filho (que, aliás, sucedeu Celso Daniel na gestão de negócios de campanha petistas). Até agora, ambos nunca tinham sido explicitamente citados em participações diretas nos esquemas ligados ao mensalão. Agora, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, é quem fica com o dilema de abrir ou não uma nova investigação para apurar os relatos bombásticos feitos pelo ameaçado Valério – condenado no STF pelos crimes de corrupção ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e peculato..

No embalo das supostas revelações de Valério, os partidos de ”oposição” prometem agir. Na terça-feira, PPS, PSDB e DEM pedirão a abertura de investigação para apurar a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no esquema do mensalão. Os presidentes dos três partidos, deputado Roberto Freire (PPS-SP), Alberto Goldman (PSDB) e o senador José Agripino Maia (DEM-RN), desejam que seja aplicado a Lula a mesma tese jurídica do "domínio do fato" que levou à condenação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha.

As supostas “novas revelações de Valério” sobre Lula não devem mudar o quadro de impunidade desenhado até agora. Lula não foi e nem será incluído em nenhuma investigação desdobrada do atual julgamento da Ação Penal 470. No entanto, no STF, já existe munição contra o ex-Presidente. Basta que o futuro presidente da Corte, Joaquim Barbosa mande retirar o estranho segredo de Justiça sobre o Processo Investigatório 2.474.

Como o Alerta Total publicou em 10 de outubro, os 77 volumes em sigilo apuram as supostas irregularidades no convênio entre o Banco BMG e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com a participação da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev), para a “operacionalização de crédito consignado a beneficiários e pensionistas”. O caso dormita “blindado”, desde 2007, no Supremo.

Lula só pode e deve ser investigado sobre tal fato concreto e cristalino. O resto são ilações da oposição que não julgou conveniente ter agido politicamente contra Lula quando o escândalo do mensalão veio à tona. Quem reclama agora já perdeu a oportunidade histórica antes. E Lula só será atingido e afetado por alguma ação judicial se sua desgraça política for interessante e conveniente aos esquemas de poder real que fazem de qualquer Presidente da República um mero fantoche.

Como não existem sinais concretos e objetivos de que chegou a hora de trocar os seis do PT por outra meia dúzia menos ou mais votada, Lula continuará inatingível e blindado como sempre. Da mesma forma como permanecerão operando normalmente os esquemas de corrupção político-empresariais nos moldes mais ou menos sofisticados do famoso Mensalão que o STF longamente julga.

Assim funciona o Brasil Capimunista, até que surja um povo que se insurja contra o Estado Errado das Coisas e coloque o País no eixo. Talvez isto aconteça no dia 30 de fevereiro de um novo século sempre bem próximo.

Decisão óbvia ululante

A Presidenta Dilma Rousseff e o governador Geraldo Alckmin tomaram a única decisão possível para tentar debelar o estado de guerra em que se encontra São Paulo.

A colaboração entre União e Estado é a alternativa óbvia quando uma facção criminosa – movida por intenções políticas próprias ou manipuladas por terceiros interessados – resolve promover uma afronta contra a Lei, a Ordem e o Estado Democrático de Direito, assassinando policiais para exibir a inversão social como “troféu”.

Como o combate ao terrorismo, ao tráfico de drogas e de armas é uma atribuição federal – e estas são as atividades principais da facção criminosa que afronta as instituições policiais de São Paulo -, o governo federal tem a obrigação de agir e formar uma parceria com o governo paulista, assegurando o mínimo princípio federativo.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 2 de Novembro de 2012.

4 comentários:

Anônimo disse...

O procurador-geral da República, roberto gurgel não decidir porra alguma para investigar lulla e paloci. Primeiro por que è um deles do “sistema” e, quando teve oportunidade de incluir lulla no mensalão, não o fez.

Logo, por que o faria agora?

Depois por que è maçom e, a maçonaria brasileira protege sempre os deles mesmo que sejam criminosos ou corruptos.

Para finalizar, se essa porralouca do canceroso fosse indiciado criminalmente ou mesmo por corrupção, haveria efeito domino sobre todos políticos deste "paiz"! Estaria aberto um precedente.

E isso jamais poderá acontecer!

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=chrxeZh5j04

Anônimo disse...

Ninguém melhor para falar sobre o operário que nunca foi padrão e hoje é O CHEFE do maior esquema de corrupção do Brasil…
Este vídeo tem que ser visto e compartilhado por todos os BRASILEIROS DE BEM, que lutam e trabalham para sobreviver em um país onde o crime compensa e o FASCISMO É FASCINANTE QUE DEIXA GENTE IGNORANTE FASCINADA…
O jurista e ex-partidário e político do PT, Dr. Hélio Bicudo, revela que o programa da Bolsa Família é a MAIOR COMPRA DE VOTOS deste país, assim como fala sobre os motivos que o levaram a sair do PT e a VOLTA DA CENSURA NO BRASIL DO PT, ele também fala sobre a luta do que é direita e esquerda no Brasil…
ASSISTA, COMPARTILHE-O E REVOLTE-SE, POIS O BRASIL AGRADECERÁ IMENSAMENTE QUANDO NOS LIVRARMOS DESTA QUADRILHA QUE ESTÁ NO PODER…
http://www.youtube.com/watch?v=kgc3EOjLaAM

Anônimo disse...

Se os Petistas já foram julgados pelo Mensalão do Valério, quem será que ele tem na caderneta para denunciar senão os criadores de seu sistema lá em Minas Gerais, quando ele e Azeredo inventaram esse bom negócio de usar dinheiro público para pagar dividas pessoais.
A Tucanalhada está em polvorosa e a vida de Valério nesse momento não está valendo nem uma pena de tucano, quanto mais um bom bico colorido.