sábado, 17 de novembro de 2012

O DNA Petista

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gil Cordeiro Dias Ferreira

Por seu teor, a execrável nota da direção do PT sobre o julgamento da Ação Penal 470 – ou “mensalão” – evidencia verem-se, os militantes petistas, como instância acima do Supremo Tribunal Federal, que tenta impingir à sociedade argumentos delirantes, repetindo-os à exaustão, na expectativa de que, ao melhor estilo do Dr Goebbels, acabem tornando-se verdade.

Todavia, tendo o partido se colocando na contramão da opinião pública brasileira, seu tiro saiu pela culatra: contam-se às centenas as manifestações de repúdio à nota, em editoriais, colunas e cartas de leitores. Raríssimas, entretanto, abordam um aspecto crucial: o DNA do PT.

Sim, como o fabular escorpião que pica mortalmente o sapo que o transporta para a outra margem do rio, e justifica-se dizendo “ser essa a sua natureza”, o partido de Lula traz em seu genoma os vieses autoritários, corporativistas, arrogantes e, principalmente, ideológicos, predominantes nas principais correntes que o fundaram em 1980; a esses vícios de origem, parecem ter-se juntado o nepotismo, o fisiologismo e a plutocracia.

Partidos ideológicos têm um projeto imutável – o de conquistarem o poder e nele se perenizarem, despindo-se, para tanto, de quaisquer escrúpulos na luta por sua causa, sob a visão leninista de que “os fins justificam os meios”; e negam, impassíveis, a realidade incontestável, como fica claro na citada nota.

Esse é o caminho que o PT continuará a trilhar, sem poder evitá-lo, pois “essa é a sua natureza”. Espera-se, ao menos, que parcela sensível da população reflita sobre tudo isso, antes de voltar a lhe outorgar seu voto.

Gil Cordeiro Dias Ferreira é Administrador.

Nenhum comentário: