sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Barbosa fica PT da vida com bobagens ditas por Maia e deve mandar prender mensaleiros

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, comprovou que é mesmo um político sem noção republicana ou democrática. Na defesa dos parceiros mensaleiros, que podem ter a prisão decretada hoje pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Maia voltou a desafiar a Justiça. Admitiu ontem a hipótese absurda e fora da lei de dar abrigo aos parlamentares eventualmente presos. Maia insiste na tese errada de que eles têm imunidade parlamentar. Maia vai ganhar a Medalha da Ordem do Mérito Petralha.

A tese jurídica dele é uma gracinha. Joaquim Barbosa e demais ministros do STF devem estar morrendo de rir. Segundo Maia, como a Polícia Federal, em tese, não pode entrar no prédio do Congresso Nacional, o deputado que o Supremo mandar prender não vai para a cadeia. O criativo intérprete da Constituição prega que os companheiros mensaleiros com mandato só podem ser presos em flagrante delito ou quanto tiverem suas sentenças transitadas em julgado. Maia é tão arrogante e radicalóide que nem teme ser enquadrado em crime de prevaricação – por desrespeitar a lei e descumprir uma ordem da instância máxima do Judiciário.

Além de se autopromover – como fez ontem à noite aparecendo, de forma esdrúxula em cadeia nacional de rádio e televisão -, Maia parece apostar no caos institucional. Tanto que até debochou do decano do STF, Celso de Mello, com esta pérola: “Não acredito que nenhum ministro tenha a vontade de intimidar o presidente da Câmara com qualquer tipo de ameaça, até porque quem nomeia e cassa ministro do Supremo é o parlamento, o senado”. Com tais palavras, além de sem noção, Maia comprovou que é ignorante: Quem indica e nomeia o ministro do STF é o presidente da República. O Senado só pode não homologar o nome indicado ou afastá-lo.

Joaquim Barbosa ironizou as bobagens ditas pelo Maia – o Profeta do Fim do Mundo Petralha, com uma longa indagação: “ Condenar pessoas que tenham cometido crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e tirar as consequencias desta condenação é ingerência no Legislativo? As pessoas são eleitas para o parlamento para gozar de privilégios que não são extensíveis ao cidadão comum? Inclusive privilégios de natureza penal, consistentes em atacar o patrimônio público, violar de maneira grave todo o sistema de normas do País? Será que a Constituição do Brasil confere tal privilégio a quem quer que seja?”

Barbosa foi claro em seu recado: “Ao Executivo cabe executar as leis votadas pelo parlamento. E ao Judiciário cabe julgar, inclusive as ações daqueles cidadãos eleitos para cargos legislativos”. Se o Profeta Maia não for tão ignorante quanto parece, espera-se que tente ao menos interpretar a mensagem de Barbosa. O certo é que a petralhada espera o começo do fim do mundinho deles para logo mais. Tanto que o consultor José Dirceu até adiou, provisoriamente, a viagem que faria a casa de sua mãe para os festejos natalinos...

Barbosa já avisou que sua decisão monocrática sobre a prisão imediata dos mensaleiros será tomada com base na justificativa do Procurador-Geral e não em uma alegada urgência. A Polícia Federal já tem agentes vigiando os passos dos condenados para que não ocorra nenhuma fuga dos mensaleiros. Caso seja determinada a prisão, os mandados serão expedidos e executados imediatamente. Os petralhas já preparam o panetone para a cadeia...
A decisão de Barbosa deve atingir José Dirceu; Delúbio Soares, João Paulo Cunha, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Simone Vasconcelos, Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Vinicius Samarane e Henrique Pizzolato – todos condenados à prisão em regime fechado. Mas pode valer também para outros 12 punidos com regime semi-aberto: Pedro Corrêa, Rogério Tolentino, José Genoíno, Pedro Henry, João Claudio Genu, Breno Fischberg, Valdemar Costa Neto, Jacinto Lamas, Carlos Rodrigues, Roberto Jefferson, Romeu Queiroz e Enivaldo Quadrado.

De toda forma, os mensaleiros terão uma Natal e um Ano Novo inesquecíveis...

PS – Como estamos de férias de mentirinha, na paradisíaca Praia das Pedrinhas, pode ser que tenhamos dificuldades para atualizar o site e autorizar a postagem dos comentários enviados. Por isso, pedimos a santa paciência dos leitores amigos e dos inimigos. Quaisquer reclamações mais sérias devem ser encaminhadas ao Papai Noel...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Dezembro de 2012.

10 comentários:

Anônimo disse...

Podem insistir nessa democracia por mais 200 anos, no fim, o único regime que pode oferecer paz e tranquilidade para a esmagadora maioria do povo brasileiro é o militar, até lá, vamos ter que aturar estrupícios que se denominam políticos, por causa dos politicos o povo esta afundando na m**** e ainda acreditando que esse regime é a salvação.
Alguns dizem que nossa democracia ainda está muito verde, que precisa de mais tempo e blablablabla, são bons enganadores, de minha parte digo logo, se fosse boa estaríanos bem e ponto final, dar mais 20 anos é completo masoquismo ou sadomasoquismo.
Mas nem tudo está perdido, venho encontrando cada vez mais pessoas que já se convenceram deste óbvio fato.

Anônimo disse...

Raciocinar nao eh coisa normal dentro do PT.

Entao, encontramos a razao de tantas besteiras.

Esse marco maia tinha q tomar uma surra.

Eles viram q nao conseguiram o q queriam. Entao, querem tocar o F___-SE.

Anônimo disse...

O presidente da câmara dos deputados, marco maia ao desafiar a justiça e o STF, só prova que è consumidor de crack há muito tempo, pois vive em um mundo petista irreal, onde julga que eles são deuses e ditam as leis, tal como a louca, o gilberto carvalho e o meior corupto em 500 anos de nossa desgraçada História, ainda por fazer, arredia da Democracia.

Quanto ás suas bem merecidas férias, goze-as com muita tranquilidade. Os comentários podem vir depois. Não há pressa. Já tem feito muito pelo Brasil e nós compreendemos.

Anônimo disse...

barbosa amarelou! E de que maneira! Será que a causa foi uma ligação do telefone encriptado que a louca lhe ofereceu para ambos se comunicarem? E ainda havia quem acreditasse no homem que por acaso sempre votou lula e depois dilma.

Diário Anápolis disse...

Já é o segundo fora que o Alerta Total dá.
Não só Cachoeira não disse nada (e ainda por cima sumiu das pautas) como Barbosa não condenou ninguém.

Esse profetismo jornalístico está condenado ao erro, uma vez que os escritores de notícias se baseiam mais nas suposições do que nos fatos.

Anônimo disse...

Jmv - Não ficou PT suficiente!

LUIZ CARLOS SOPRANO disse...

É tudo teatro! Se Barbosa, o presidente, mandasse prender os condenados, Lewandowisky, o vice, a quem compete em sede de habeas corpus decidir, mandaria soltá-los. Ninguém será preso, ninguém vai pagar nada e ainda vão se eleger e se estabelecer novamente. Duvido que sejam presos, duvido que paguem as multas. E os 153 milhões que desviaram (oficiosamente) nunca mais o povo verá!

Cesar Pinto Cel disse...

Caro amigo serrão, veja a minha postagem colocada pela manhâ, antes da decisão do Ministro Joaquim Barbosa.
averdadedasmentiras-unknown
FALANDO A VERDADE.
DECISÃO SOBRE A PRISÃO IMEDIATA DOS CONDENADOS DO PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO, CABERÁ UNICAMENTE AO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, MINISTRO JOAQUIM BARBOSA.
TODO POVO BRASILEIRO ESPERA QUE O MINISTRO QUE PAUTOU COM UMA CONDUTA IRREPREENSÍVEL DURANTE TODO O DESENROLAR DO PROCESSO, NÃO IRÁ DECLINAR AGORA DE SUA COMPETÊNCIA E DEVER COM NAÇÃO BRASILEIRA, PARA NÃO ACATAR A SOLICITAÇÃO DO PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA, POR QUE SE ASSIM O FIZER ESTARÁ ACEITANDO AS IMPOSIÇÕES DOS MNINISTRO PETISTAS, QUE TANTO BIOCOTARAM E CONTINUAM A BOICOTAR A SUA RELATORIA E QUESTIONAR A SUA PRESENÇA NA PRESIDÊNCIA DA MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA DO PAÍS.
JÁ TINHA FALADO SOBRE ISSO NUMA POSTAGEM ANTERIOR E ESTOU REPETINDO AGORA COM UMA CÓPIA PUBLICADA PELO EMINENTE JORNALISTA REINALDO AZEVEDO.

"Barbosa era o relator porque, na distribuição dos processos, coube-lhe essa tarefa. Pois é… Poderia ter sido Ricardo Lewandowski, né? Como diria Drummond num poema, a nação estaria hoje "malincônica, roubada em seu sonho e seu ardor…", mas é claro que outros tantos estariam felizes. Do mesmo modo, Barbosa é presidente, sabem?, não porque queira. É que há um costume no Supremo que prevê o rodízio na presidência a cada dois anos. E se faz uma eleição para referendar. A função fica a cargo do ministro mais antigo que ainda não a tenha ocupado. E Barbosa só será o plantonista durante o recesso porque essa é uma das atribuições do presidente".

"Engano pensar que sou uma pessoa que tem dificuldade de relacionamento, uma pessoa difícil. Eu sou uma pessoa altiva, independente e que diz tudo que quer. Se enganaram os que pensavam que, com a minha chegada ao Supremo Tribunal Federal, a Corte iria ter um negro submisso. Isso eu não sou e nunca fui desde a mais tenra idade. E tenho certeza de que é isso que desagrada a tanta gente. No Brasil, o que as pessoas esperam de um negro é exatamente esse comportamento subserviente, submisso. Isso eu combato com todas as armas."

Por Laryssa Borges, na VEJA.com:
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminhou na noite desta quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de prisão imediata dos políticos, empresários e banqueiros condenados no julgamento do mensalão

"Não podemos ficar aguardando a sucessão de embargos declaratórios. Haverá certamente a tentativa dos incabíveis embargos infringentes. E o certo é que o tempo irá passando sem que a decisão tenha a necessária efetividade", disse Roberto Gurgel.
A grande urgência que existe é de dar efetividade à decisão do Supremo. Esse esforço magnífico que foi feito pelo STF no sentido de prestigiar de forma importantíssima os valores republicanos não pode agora ser relegado à ineficiência", disse o procurador-geral pela manhã.
Agora vem o susto: "Barbosa vai decidir sozinho!!!". Vai, sim! É a Constituição e o Regimento Interno do Supremo que lhe facultam tal possibilidade.
VEJAM O QUE FALAM OS PETISTAS PARTIDÁRIOS ELEITOS DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA.
Inconformado com a atuação do ministro Joaquim Barbosa, que assumiu nesta quinta a presidência do STF, Cunha mandou ver: [Barbosa] Chegou [ao Supremo] porque era compromisso nosso, do PT e do Lula, de reparar um pedaço da injustiça histórica com os negros.

averdadedasmentiras-unknown disse...

Continuação:
Pensemos na enormidade da fala de João Paulo, que representa o pensamento da ampla maioria do PT e de Lula que também já andou cochichando essa ignomínia por aí em versos, trovas e palavrões, como é de seu hábito.
Na formulação petista, Joaquim Barbosa não chegou ao Supremo por seus méritos, mas porque é preto.
Lula, o PT e os petistas esperavam um negro grato, de joelhos, beijando a mãos dos nhonhôs.
Em vez disso, o que se tem, na visão dos petistas, é um negro ingrato, que decidiu olhar a lei, não quem o nomeou; que decidiu se ater aos crimes cometidos pelos réus, não à cor de sua própria pele; que decidiu seguir as regras do estado democrático e de direito, não o projeto de poder de um partido.

Negro filho da mãe!

Negro traidor!
Negro que não carrega bandeira!
Negro vira-casaca!
Negro ingrato!
Negro negro!

O país do PT não é aquele dos homens livres. O partido só entende a linguagem da ordem e do pau-mandado, como sabe o relator da CPI do Cachoeira, Odair Cunha (PT-SP), que entrega a redação do relatório ao comando de seu partido para que tente as suas vendetas.

João Paulo disse aquela enormidade numa "plenária" feita em Osasco para satanizar o STF e declarar a inocência dos mensaleiros, a que compareceram José Dirceu e José Genoino. Rui Falcão, presidente do PT, e os deputados Jilmar Tatto (SP), líder do PT na Câmara, e Arlindo Chinaglia (SP), líder do governo na Casa, faltaram.

Dirceu deixou claro que não aceita as decisões da Justiça de seu país. Conclamou: "É preciso ir as ruas, discutir, debater o que esta acontecendo. Não aceitamos. Estamos revoltados e indignados e somos vítimas de um julgamento injusto". É evidente que o homem ultrapassou a linha da crítica e do direito a manifestações. Está pregando abertamente a resistência a uma decisão da Justiça. E isso, como sabem, é crime!

LULA E OS VAGABUNDOS:

Aquele mesmo que foi à TV satanizar seus adversários em recente campanha eleitoral voltou a mostrar as garras. Afirmou: "Só existe uma possibilidade de eles me derrotarem: é trabalhar mais do que eu. Mas, se ficar um vagabundo em uma sala com ar-condicionado falando mal de mim, vai perder".

parte das reuniões que figuram como capítulos do escândalo foi realizada no Palácio do Planalto. Com ar-condicionado, sim, senhores. E INDUBITAVELMENTE COM A PRESENÇA DE VAGABUNDOS. Alguns dos vagabundos vão para a cadeia.

Narciso

Nunca antes na história destepaiz houve alguém que se amasse tanto. Já especulei aqui que o Lula de verdade deve sentir certo ciúme do Lula da sua própria imaginação. Ele disse mais: "Como eles previam o meu fracasso, eu era o próprio Titanic, mas sem Romeu e Julieta, só eu e o povo. Eles não perceberam a construção que nós fizemos". RESPONDO:

"E QUE CONSEGUIRAM DESTRUIR APÓS 8 ANOS DE GOVERNO COM VÁRIOS PROCESSO DE CORRUPÇÃO, JAMAIS VISTO NESTE PAÍS".

EXEMPLOS:

O PROCESSO DOS CORREIOS, O PROCESSO DO MENSALÃO, NO GOVERNO LULA, QUE FICARAM SEM SOLUÇÃO DURANTE TODOS ESTES ANOS E TENTARAM DAR CONTINUIDADE NO GOVERNO DA PRESIDENTE DILMA, MAS NÃO ESTÃO TENDO GUARITA, POIS OUTROS ESCÂNDALOS ESTÃO APARECENDO, TAIS COMO: A OPERAÇÃO PORTO SEGURO, O PROCESSO DO CACHOEIRA, A OPERAÇÃO DUKHEIM E OUTRO QUE ESTA POR PIPOCAR A "GEMINI E A PETROBRAS".

O PRESIDENTE DA CÂMARA FEDERAL, PELA POSIÇÃO QUE OCUPA NO CENÁRIO POLÍTICO DE UM PAIS, ANTES DE FALAR A IMPRENSA, TEM QUE MEDIR SUAS PALAVRAS PARA NÃO DIZER BESTEIRAS E TENTAR ENGANAR A OPINIÃO PÚBLICA. AQUELE QUE DETÉM O PODER DE DECISÃO DE CARGO PÚBLICO, NÃO PODE PERDER AUTORIDADE DENTRO DAQUILO QUE LHE CONFERE A CONSTITUIÇÃO DE UMA NAÇÃO, PARA NÃO DEIXAR DÚVIDAS AOS SEUS ELEITORES. DANDO MARGEM PARA SERVIR DE CHACOTA E QUESTIONAMENTOS SOBRE A VERACIDADE DE SEU PRONUNCIAMENTO E A EFICÁCIA NO SEU CUMPRIMENTO E NO DESENROLAR DOS ACONTECIMENTOS FUTUROS QUE PODERÃO ADVIR. POR EXEMPLO:

averdadedasmentiras-unknown disse...

Contnua;
DECLARAÇÕES DO DEPUTADO MARCO MAIA, SERVEM DE ANÁLISE PELA IMPRENSA;


É… A maldição maia o pegou de jeito.


Resolveu ameaçar os ministros do Supremo com o impeachment: "Não acredito que nenhum ministro tenha a vontade de intimidar o presidente da Câmara com qualquer tipo de ameaça, até porque quem nomeia e cassa ministro do Supremo é o Parlamento, o Senado".



Referia-se ao decano do Supremo, Celso de Mello, que lembrou o óbvio: a autoridade que não cumpre uma decisão judicial prevarica.


Não podemos deixar que a Maldição Maia atrapalhe a rotina dos dias.


Nesta quinta-feira,

o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que tem dado sucessivas declarações sugerindo que a Casa deve partir para o enfrentamento com a Suprema corte, não descartou a possibilidade de abrir os portões da Câmara para abrigar os mensaleiros, já que a Polícia Federal não poderia entrar no Congresso para prendê-los


Barbosa reagiu: "O deputado Marco Maia não será a autoridade do Poder Legislativo que terá a incumbência de dar cumprimento à decisão do STF.


O presidente do Supremo novamente esclareceu o papel de cada Poder da República e disse que a postura de Maia, inclusive de afirmar que é o Congresso quem escolhe os ministros da mais alta corte do país, é reflexo de "desconhecimento puro do funcionamento das instituições políticas brasileiras".


Os ministros do STF são indicados pelo presidente da República, sabatinados na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e têm os nomes levados a voto dos senadores em plenário. "Não é o Parlamento quem nomeia ministro do Supremo. Quem nomeia é presidente da republica, que ouve o Senado. A utilização pelo juiz dos poderes que lhes são atribuídos pela Constituição Federal em nenhum momento tem a mínima chance de configurar ações suscetíveis de caracterizar um impeachment. Há erro grosseiro de análise das instituições brasileiras", disse Barbosa. "Desse processo (de escolha dos ministros do STF), aliás, não participa o presidente da Câmara dos Deputados."

TERMINO DIZENDO, VAMOS AGUARDAR OS ACONTECIMENTOS.