sábado, 23 de março de 2013

Carta aberta à Comissão da Verdade


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Alberto Forrer Garcia

Tendo tomado conhecimento, em 5 de Março de 2013, da pauta de trabalho de um grupo de estudos da Comissão Nacional da Verdade coordenado pela Sra. Dra. Rosa Maria Cardoso da Cunha, integrante daquela comissão, escrevi-lhe a carta que segue, datada de 10 Mar 13. Não tendo obtido qualquer resposta até esse momento, resolvi compartilhá-la com os amigos:

Sra. Dra. Rosa Maria Cardoso da Cunha, receba minhas cordiais saudações.

Sei lá por quais desígnios de Deus, um documento relativo ao grupo de trabalho da Comissão da Verdade por V. Sa. coordenado, denominado “Contextualização do Golpe civil militar de 1964”, veio ter à minha caixa de entrada no dia 05 de março de 2013.

Recebi-o sem pedir, penso que posso comentar, também sem que me peçam.

Sou oficial reformado do Exército, mas – acima de tudo - sou também cidadão, pois, como dizia o General Osório: “a farda não abafa o cidadão no peito do soldado”. Assim, é um cidadão que faz comentários sobre um texto por V. Sa. chancelado.

A fim de cooperar com o trabalho do grupo, queria dizer que o mais correto é chamar de Contrarrevolução de 31 de março de 1964. E lhe digo por quê.

Se antes de 1964 o Brasil vinha de governos ditos trabalhistas, com forte protagonismo dos sindicatos, não é possível negar, à luz da História, que marchávamos para o Comunismo. Nisso, creio em sua concordância, pois sei tratar-se de pessoa culta e lúcida.

Caso fôssemos mudar – por qualquer meio e forma - de uma doutrina trabalhista-sindicalista para a doutrina comunista é de se supor, haja vista o agravamento da desordem na vida social do Brasil à época, que o País viveria uma revolução, ou seja, uma troca de ideologia por outra, à revelia da vontade do povo, e essa substituição, de uma ideologia por outra, é uma das principais causas, senão a principal, de um movimento revolucionário, como aquele que já estava em andamento no Brasil. Outra causa que contribui em muito para a desorganização de um País é a quebra da disciplina e da hierarquia nas Forças Armadas, o que vinha acontecendo naquela época, e com o aval e a leniência de autoridades constituídas...

As pessoas e instituições tidas pela Senhora como “golpistas” nada mais fizeram do que, com o Comunismo espalhando-se a olhos vistos e já infiltrado no governo (lembre-se do que, nessa época, dizia Luís Carlos Prestes...) aquelas pessoas e instituições anteciparam-se, oferecendo ao Brasil uma contrarrevolução. A Senhora entendeu, não é? Revolução comunista de um lado, contrarrevolução democrática do outro. Uma firula militar que nem todas as pessoas conhecem é que a “contrarrevolução” (contra-ataque) se dá em momento anterior ao da “revolução” (ao do ataque). Por isso, então, contrarrevolução de 31 de março de 1964. Ou seja, o momento em que o Comunismo foi dissuadido – outra vez - de se instalar no Brasil.

O texto diz que o grupo de trabalho tomará como foco da investigação o período que se inicia com a Contrarrevolução de 31 de março de 1964 e estende-se até maio de 1967. Ou seja, o período abordado cobre eventos relacionados ao momento da ruptura com o regime pró-Comunismo anterior e “sua institucionalização a partir de abril de 1964, incluindo a assinatura do Ato Institucional n.01, e prosseguindo até a criação do Centro de Informações do Exército – CIE –, um ano e dois meses depois”.

Sra. Dra. Rosa, em vista de sua elevada posição na Comissão Nacional da Verdade – destaco: “Verdade”- e como coordenadora do GT em questão, creio que V. Sa. poderia aceitar uma sugestão e mandar estudar a história da Contrarrevolução não só a partir de 31 de março de 1964 e sim um certo tempo antes, pois, como a Senhora sabe, fatos históricos devem ser estudados a partir de seus primórdios, sem esquecer de estudar suas causas, tanto as remotas como as causas. Desse modo, e somente desse modo, poder-se-á dizer que realmente houve uma contextualização.

Sobre o Ato Institucional n° 1, que institucionalizou a Contrarrevolução, seus alunos podem estudar o que quiserem sobre ele, mas não poderão depois dizer que, do ponto de vista dos contrarrevolucionários, tal ato era de suma importância, pois devemos considerar que os revolucionários pró-comunismo poderiam perder o “fair-play” (se não tivessem fugido do País...) e prosseguirem com sua revolução, não obstante o fato de a Contrarrevolução de 31 de março de 1964 ter sido vitoriosa no que se propôs: deter o Comunismo em sua segunda tentativa de tomada do poder no Brasil. A primeira foi em 1935, como a Senhora bem sabe.

Fico contente que o GT sob sua coordenação vá estender o período de seus estudos até 2 de maio de 1967, data de criação do Centro de Inteligência do Exército (CIE). Certamente que o GT encontrará dificuldades de fontes de consulta para essa parte do estudo. À parte de poucas obras escritas por militares sobre o CIE, por serem militares, esses autores poderiam parecer não adequados pelos estudantes. Por isso, sugiro que procurem a obra Ministério do Silêncio, do jornalista Lucas Figueiredo, de Minas Gerais. Uma pessoa que se supõe isenta dada sua profissão. Na obra citada, os integrantes de seu grupo de trabalho poderão obter muitas informações sobre o CIE e, principalmente, o reconhecimento pelo autor de que foi o CIE, com seu modo de agir, que deu um basta às ações deletérias dos comunistas e pró-comunistas inconformados com a vitória da Contrarrevolução de 31 de março de 1964. Quer dizer, foi o CIE – com o apoio de muitas outras instituições nacionais - que venceu – repito por importante que é: venceu - a dita “Luta Armada”.

Assim, Senhora Dra. Rosa, da leitura do texto que chegou ao meu conhecimento, é possível se inferir que o objetivo intermediário é reescrever a História do Brasil, retirando dela o que incomoda a certos setores nacionais da atualidade.

No geral, a impressão que o trabalho a ser realizado pelo grupo me deixou foi a mesma que trago desde quando estudei Lênin que, não satisfeito com a forma de pensar e atuar de Trotsky, mandou apagar a imagem deste numa fotografia em que apareciam juntos. Lênin, ainda não satisfeito, mandou retirar o verbete “Trotsky” da enciclopédia russo-soviética, e, depois ainda,...bem, a Senhora sabe como essa história continuou, no México.

Salvo minha limitada capacidade de análise, julgo não ser necessário muito esforço para inferir-se a ideia de que – num primeiro momento – o objetivo é reescrever a História do Brasil nos moldes de Lênin, depurando-a conforme as conveniências, trabalho este, ressalte-se, muito facilitado, pois os membros da CNV decidiram, de maneira ilegal e injusta, que só um lado da história seria investigado.

Tenho para mim que, num segundo momento, depois de tornar públicos, vilipendiar e escrachar os nomes de pessoas de verdade – agora genericamente alcunhadas por essa comissão de “agentes do Estado” - e que foram jogadas numa guerra sem que pedissem, dar-se-á então o assalto final: um novo ataque à Lei de Anistia, agora com tudo “amaciado” por uma “novistória” convenientemente reescrita. Qual a sua opinião a respeito Sra. Dra. Rosa?

Jorge Alberto Forrer Garcia é Coronel Reformado do Exército.

22 comentários:

Maurício Carvalho disse...

Coronel Jorge Alberto, a sua carta aberta é exatamente a narrativa dos fatos. Na época, nós, o povo ordeiro e amante deste nosso Brasil, saímos para as ruas e exigimos a tomada de providências, pois não queríamos, como não queremos, o comunismo. As FFAA fizeram o que era seu dever fazer: defender a Pátria, por exigência do povo. Então, fez a contrarrevolução. Os comunistas, assassinos e impiedosos, bem que tentaram iniciar uma guerra de guerrilhas. Mas, nós, o povo, mais uma vez acabamos com as pretensões desses bandidos. Mas eles não desistiram. Aproveitaram-se da Lei da Anistia para voltarem e darem seguimento ao seu projeto. Essa Comissão da Mentira é um procedimento dentro dessa linha revanchista e, ao mesmo tempo, de tentativa de retomada do seu eterno plano de implantar o comunismo no Brasil, conforme muito bem documenta o conhecido Foro de São Paulo. Não podemos continuar confiando na justiça divina, que já levou um dos seus expoentes (Hugo Chávez) e brevemente levará outro (Lula). Não podemos permitir que esse grupelho venha botar a manguinhas de fora achando que agora, em plena Era do Conhecimento, será possível fazer do Brasil uma Cuba, ou uma Coréia do Norte, ou uma Venezuela. Precisamos de uma outra Contrarrevolução, mas que desta vez resolva de vez esse problema.

Quirino de Araujo Carvalho Neto disse...

Excelente e esclarecedor o texto publicado. Também concordo coma colocação de que de fato aconteceu foi uma contra-revolução por estar em curso a tentativa de implantação de um novo regime de governo e, bem colocado, à revelia da maioria da população brasileira. Tanto é verdade este fato que haveria mudança de regime, que as pessoas ou grupos que lutavam pela "democracia" tinham como espelho figuras ou países onde o regime era de cerceamento a liberdade, confisco de propriedades privadas, presos políticos, sem liberdade de imprensa, etc.
A contraposição ao governo pós 64 por parte destes grupos, acredito, que confirma a tese de contra-revolução. Se não houvesse algo em curso não haveria a formação de grupos armados, teríamos, como tivemos, um controle mais rígido pelo estados e retorno a normalidade com o passar do tempo,não demoraríamos 20 anos.

Quirino de Araujo Carvalho Neto disse...

Acho que a postagem da charge do Radicci diz muito do comportamento dos "revolucionários do povo", que pode ser postado após o comentário de Maurício Carvalho.

Anônimo disse...

Resta-nos saber se a Dra. Rosa e os outros membros dessa cnv, não leram ou não conseguiram ler o texto culto do Cel. Jorge Alberto. Provavelmente, a ausência de resposta à carta do Coronel, foi devida à cegueira ideológica que os motiva. Cagliostro

Quirino de Araujo Carvalho Neto disse...

Link para a charge do Radicci

https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-snc7/484199_532814990095092_127130120_n.jpg

Anônimo disse...

As FFAA não fizeram o que era seu dever fazer: defender a Pátria, por exigência do povo. Então, se fez a contra-revolução. Os comunistas, assassinos e impiedosos, bem que tentaram iniciar uma guerra de guerrilhas. Foram putefilamente impedidos. Bastardamente impedidos e quando os generais viram que os militares verdadeiros dominaram e dominaram a situação, entregaram o Poder aos FDP dos políticos civis corruptos como a put@ que os pariu!

Jamais numa guerra contra revolucionária, os soviéticos poderiam continuar vivos! Está na sua cartilha revolucionária em que o adversário político deve ser linear e sumariamente abatido até à 4ª geração. Que apareça algum FDP soviético que me desminta!

Mas os nossos generais da porra, não o fizeram... por que eram soviéticos! Soviéticos infiltrados nas FFAA.

Se TODOS que quiseram colocar-nos na orbita soviética e debaixo das patas do Komiterm soviético instalado no Kremlin cujo agente de confiança era precisamente luís carlos prestes tivessem sido abatidos como cachorros que são, Brasil seria uma potência mundial na America do Sul com todas suas contradições características da cultura doentia e podre Ibero européia, bem no oposto da cultura anglo saxônica!

Só isso!

A contra-revolução de 1964,estava inquinada, contaminada desde seu inicio. Por isso, falhou. Numa contra-revolução, o inimigo tem de ser abatido por quebrar a ordem vigente!

Só isso! E não sou reacionário! Apenas me interessam estes assuntos. Conhece teu inimigo como a ti mesmo se o queres derrotar!

Anônimo disse...

E o Rio de Janeiro Continua a Mesma Merda que Sempre Foi
O carioca é aquele povo simpático que tem horror ao trabalho, que considera a falta de seriedade um mérito e se regozija de morar numa cidade imunda e caótica que ele considera linda. Para representá-lo ele escolhe a dedo os candidatos mais corruptos e irresponsáveis. Seu governador vive em Paris como rei momo das empreiteiras, seu candidato natural a sucessão atende pelo cativante apelido de Pezão. Seu opositor, dono de uma folha corrida invejável, milita na organização criminal chamada PT.

http://selvabrasilis.blogspot.com.br/

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Senhor Jorge Alberto Forrer Garcia: Convido-o a entrar em contato via o email que está abaixo, por acreditar ser oportuno.

Aproveito para mencionar do silêncio quase total daquela mídia pelo Bem Comum, pelo Progresso com Ordem, sobre a situação do Ternuma, que já não pode ser acessado.

celere_1968@yahoo.com.br

José de Araújo Madeiro disse...

Em 1964, não houve um Golpe de Estado, mas uma Contra-Revolução com base na Constituição de 1946, vigente no País e que determinava a ação das FFAA para preservar as Instituições, à Ordem e Restaura a Disciplina e o respeito à Hierarquia dentro das FFAA.

Todavia, devemos sempre ter cautela no nosso país, para não se provovar uma Guerra Civil e Fratricida, o que teria ocorrido, com graves sequelas para nosso povo.

Os comunistas no Brasil são sempre assim.Sempre querendo o morticíneo de brasileiros, divisão, ódio, revanchismos. Querem o Poder na Marra e não aceitam uma convivência pacifíca, soluções pelo diálogo, pelo consenso, pela via democrática de fato e com convém a uma democracia. E nós não devemos permitir que esses insanos consigam submeter-nos a esses vexames. E, por isto, devemos reagir aos propósitos da Senhora Dilma Rousseff e demais filhotes de Fidel Castro a infernizar a nossa vida de brasileiros.

Abs, Madeiro.

tiu disse...

A ARCA DE NOÉ - (brasileira)

Um dia, o Senhor chamou Noé, que morava no Brasil e ordenou-lhe:
- ANTES DE 21.12.2013 , 6 meses antes ,(NOVO FIM DO MUNDO) farei chover ininterruptamente durante 40 dias e 40 noites, até que o Brasil seja coberto pelas águas.

Os maus serão destruídos, mas quero salvar os justos e um casal de cada espécie animal. Vai e constrói uma arca de madeira.
No tempo certo, os trovões deram o aviso e os relâmpagos cruzaram o céu.

Noé chorava, ajoelhado no quintal de sua casa, quando ouviu a voz do Senhor soar furiosa, entre as nuvens:
- Onde está a arca, Noé?
- Perdoe-me, Senhor suplicou o homem.
Fiz o que pude, mas encontrei dificuldades imensas:
Primeiro tentei obter uma licença da Prefeitura, mas para isto, além das altas taxas para obter o alvará,
me pediram ainda uma contribuição para a campanha de eleição do prefeito.

Precisando de dinheiro, fui aos bancos e não consegui empréstimo, mesmo aceitando aquelas taxas de juros ...
O Corpo de Bombeiros exigiu um sistema de prevenção de incêndio.

Começaram então os problemas com o IBAMA e a FEPAM para a extração da madeira.
Eu disse que eram ordens SUAS, mas eles só queriam saber se eu tinha um "Projeto de Reflorestamento "
e um tal de "Plano de Manejo".

Neste meio tempo ELES descobriram também uns casais de animais guardados em meu quintal..

Além da pesada multa, o fiscal falou em "prisão inafiançável " e eu acabei tendo que matar o fiscal porque,
para este crime, a lei é mais branda.

Quando resolvi começar a obra, na raça,apareceu o CREA e me multou porque eu não tinha um engenheiro naval
responsável pela construção.

Depois apareceu o sindicato exigindo que eu contratasse seus marceneiros com garantia de emprego por um ano.
Veio em seguida a Receita Federal, falando em "sinais exteriores de riqueza" e também me multou.
Finalmente, quando a Secretaria Municipal do Meio Ambiente pediu o "Relatório de Impacto Ambiental " sobre a zona a ser inundada, mostrei o mapa do Brasil.

Aí, quiseram me internar num Hospital Psiquiátrico!
Sorte que o INSS estava de greve...

Noé terminou o relato chorando, mas notando que o céu clareava perguntou:

- Senhor, então não irás mais destruir o Brasil?
- Não! - respondeu a voz entre as nuvens
- Pelo que ouvi de ti, Noé, cheguei tarde!

O governo já se encarregou de fazer isso!

Douglas disse...

Importante observar que Dra Rosa Maria Cardoso da Cunha foi a advogada de Dilma . A comissão foi escolhida a dedo para a tarefa de reescrever a historia . A analise de possiveis arbitrios dos agentes e não dos terroristas dá o tom da missão .

O Libertário disse...

Só um reparo. Quem apagou Trotsky da lembrança dos soviéticos foi Stalin e não Lenin. Este já estava morto.

Ronald disse...

Boa noite Jorge,

Anônimo das 3:35 PM,

Seu depoimento é sensacional, perfeito e exato.

Nascido nesta merda, me dou o direito de dizer isso todos os dias ao meus pares e, portanto, passo por maluco !!!


Mas o que você disse é absolutamente verdadeiro e com sua prévia autorização estarei divulgando este brilhante comentário para a minha lista de endereços.
Iludidamente até agora, seguirei mantendo minha esperança de que a próxima faxina seja feita de maneira eficaz e irreversível. Mesmo como civil penso até em ajudar onde puder.


Tudo pela extinção definitiva dos comunistas filhos de puta e de seus seguidores em nossas terras.


Sds

Anônimo disse...

Como podem existir militares tão podres como vocês? Ditadura de Esquerda ou de Direita (como a de vocês) NUNCA SERÁ A SOLUÇÃO

Thomaz Magalhãed disse...

É perder tempo, falar aos ventos, a gente como essa advogada da dona Dilma. Basta reparar no relato que fazem ao citar os comunistas "perseguidos", sempre dando o aparelho a que pertenciam, Var-Palmares,ALN, todos grupos armados, dizendodepois poeticamente que então "entraram na clandestinidade", como se passassem a ler poemas, e não matassem vigias de bancos, caixas, conscritos desarmados ou desmuniciados em turnos de sentinela, para "expropriar" bens alheios pela "revolução"comunista. Essa gente não está mais que fazendo expediente para alcançar, na sequência, ações penais à revelia ou libertos da Lei da Anistia.

Tarzan disse...

A democracia atual imposta através do "bolsismo" e "cotisamo" levará o Brasil a uma nova revolução pois não aguentamos mais pagar a conta da quantidade de vagabundos a espera de salário no fim do mês. Salve a contrarrevolução de 64. Salve o militarismo como disse João Figuredo: " Vocês ainda vão sentir saudades de mim". Quanta saudade do Figueredo.

Anônimo disse...

Eu quero o meu Brasil de volta. Este País da MENTIRA, DA FALSIDADE, DA INVEJA e do ÓDIO, não é o meu. Quanta saudade dos militares!

Anônimo disse...

NUNCA LI TANTAS BOBAGENS EM TODA A MINHA VIDA...SERÁ DIFÍCIL COMVENCER AS MÃES QUE PERDERAM OS SEUS FILHOS NOS PORÕES ESCUROS, TORTURADOS, ESTUPRADOS, COM PARTES DO CORPO AMPUTADAS A SANGUE FRIO E HUMILHADOS A SANGUE FRIO. PORTANTO, SR. ALERTA TOTAL, ESTÁ NA HORA DE DESPIR-SE DESTE MILITARISMO BURRO E TACANHO, PARAR DE PENSAR NOS OUTROS PAÍSES OU REGIMES, E VOLTAR OS OLHOS PARA AS INJUSTIÇAS QUE OCORREM DEBAIXO DE NOSSOS OLHOS. E JÁ QUE EU TENHO TANTA LIBERDADE DE EXPRESSÃO QUANTO VÓS, UMA VEZ QUE O TEU GLORIOSO REGIME FORA VARRIDO DA HISTORIA DESTE PAÍS, SUPORTE AGORA O PESO DA MINHA CRITICA DE REPUDIO A SUA FALTA DE VERDADE E SENSIBILIDADE PARA COM OS ESCRAVOS DOS RICOS E PODEROSOS.

Diego Cipriano disse...

NUNCA LI TANTAS BOBAGENS EM TODA A MINHA VIDA...SERÁ DIFÍCIL COMVENCER AS MÃES QUE PERDERAM OS SEUS FILHOS NOS PORÕES ESCUROS, TORTURADOS, ESTUPRADOS, COM PARTES DO CORPO AMPUTADAS A SANGUE FRIO E HUMILHADOS A SANGUE FRIO. PORTANTO, SR. ALERTA TOTAL, ESTÁ NA HORA DE DESPIR-SE DESTE MILITARISMO BURRO E TACANHO, PARAR DE PENSAR NOS OUTROS PAÍSES OU REGIMES, E VOLTAR OS OLHOS PARA AS INJUSTIÇAS QUE OCORREM DEBAIXO DE NOSSOS OLHOS. E JÁ QUE EU TENHO TANTA LIBERDADE DE EXPRESSÃO QUANTO VÓS, UMA VEZ QUE O TEU GLORIOSO REGIME FORA VARRIDO DA HISTORIA DESTE PAÍS, SUPORTE AGORA O PESO DA MINHA CRITICA DE REPUDIO A SUA FALTA DE VERDADE E SENSIBILIDADE PARA COM OS ESCRAVOS DOS RICOS E PODEROSOS.

Diego Cipriano disse...

NUNCA LI TANTAS BOBAGENS EM TODA A MINHA VIDA...SERÁ DIFÍCIL COMVENCER AS MÃES QUE PERDERAM OS SEUS FILHOS NOS PORÕES ESCUROS, TORTURADOS, ESTUPRADOS, COM PARTES DO CORPO AMPUTADAS A SANGUE FRIO E HUMILHADOS A SANGUE FRIO. PORTANTO, SR. ALERTA TOTAL, ESTÁ NA HORA DE DESPIR-SE DESTE MILITARISMO BURRO E TACANHO, PARAR DE PENSAR NOS OUTROS PAÍSES OU REGIMES, E VOLTAR OS OLHOS PARA AS INJUSTIÇAS QUE OCORREM DEBAIXO DE NOSSOS OLHOS. E JÁ QUE EU TENHO TANTA LIBERDADE DE EXPRESSÃO QUANTO VÓS, UMA VEZ QUE O TEU GLORIOSO REGIME FORA VARRIDO DA HISTORIA DESTE PAÍS, SUPORTE AGORA O PESO DA MINHA CRITICA DE REPUDIO A SUA FALTA DE VERDADE E SENSIBILIDADE PARA COM OS ESCRAVOS DOS RICOS E PODEROSOS.

Francisco disse...

Para que lado devemos ir? Veja a imagem que traduz esta pergunta: http://comvir.org/phpbb3/viewtopic.php?p=10654#p10654 . Esta discussão, entre os amantes de uma ditadura comunista e os amantes da liberdade individual, está exaurindo as forças do Brasil. Enquanto discutem, os políticos estão depenando o país. Os políticos são pagos para nos administrar, e não administram. Só roubam. Isto tem que acabar. Francisco

Francisco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.