segunda-feira, 8 de abril de 2013

Fogo amigo de tucanos esquerdistas contra Alckmin pode causar mudanças na Polícia Científica de SP


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão
serrao@alertatotal.net
Um fogo amigo entre tucanos que divergem ideologicamente pode levar o Governador de São Paulo Geraldo Alckmin a dar mais uma demonstração prática de que defende um avanço na política de direitos humanos – assunto que o torna alvo constante da oposição petista. Alckmin tem tudo para pedir ao seu secretário de Segurança Pública, o promotor Fernando Grella, que promova mudanças profundas na área de polícia científica.
O governo tende a promover novas mudanças em uma área que estava “imexível” há 15 anos. Este foi o tempo pelo qual o perito Celso Perióli ocupou o cargo de diretor da Polícia Técnico-Científica de São Paulo. No final de fevereiro, o até então poderoso Perióli foi substituído pelo médico e psiquiatra Paulo Argarate Vasquez. Também caiu o superintendente do Instituto Médico Legal, Roberto de Sousa Camargo, sendo trocado pelo médico-legista Ricardo Kirche Cristofi.
Agora, os próximos alvos da degola tendem a ser pessoas ligadas a Perióli. Uma delas é a perita Norma Sueli Bonaccorso – que recentemente foi nomeada para comandar o Instituto de Criminalística. Norma pode perder o cargo no IC porque responde, junto com Perióli, a um processo no Ministério Público Federal por “culpa concorrente” na demora em identificar restos mortais da famosa Vala do cemitério Dom Bosco, em Perus. Até hoje a militância de esquerda explora, ideologicamente, a descoberta, em 4 de setembro de 1990, de 1.049 ossadas com indigentes e pelo menos seis presos políticos.
O já afastado Celso Perióli e a recém-promovida, mas agora com cargo sob ameaça, Norma Bonaccorso, foram formalmente acusados, na página 21 da denúncia à Procuradoria da República, de terem ludibriado os familiares que pleiteavam a identificação dos mortos,  os movimentos de direitos humanos, bem como o Ministério Público Federal: “Ou prometera o que sabidamente não podia cumprir, ou desistiu da missão que assumira cumprir e pela qual era originária e administrativamente responsável”.
Celso Perióli e Norma Bonaccorso foram acusados de contradição perante o MPF e as famílias dos desparecidos. Em junho de 2002, afirmaram inicial e oficialmente que tinham tecnologia na Polícia Científica para realizar exames de DNA nas ossadas. Depois, alegaram que o Estado teria de comprar equipamentos para tal serviço. Perióli e Bonaccorso acabaram responsabilizados pela não conclusão da identificação nas ossadas de Perus, principalmente na identificação dos restos mortais de Flávio Carvalho Molina e Luiz José da Cunha. O caso é tocado pelos procuradores Eugênia Augusta Gonzaga Fávero e Marlon Alberto Weichert.
Norma Bonaccorso ficou com a cabeça ainda mais a prêmio por causa de um outro recente incidente no Palácio dos Bandeirantes. Semana passada, o advogado Ricardo Salles, fundador do Movimento Endireita Brasil e secretário particular do governador de São Paulo, foi alvo de polêmica com tucanos que se dizem de esquerda, principalmente o senador Aloysio Nunes Ferreira e Alberto Goldman, que pediram a cabeça dele. Como Alckmin não pretende afastar o amigo e colaborador de confiança, pode dar sua demonstração pública de compromisso com a defesa dos direitos humanos tornando sem efeito a nomeação da perita Norma – cujo filme já está queimado com o processo federal.
Geraldo Alckmin não quer correr risco de mais problemas na área de segurança, principalmente na véspera de ano eleitoral, quando os ataques do PT contra o PSDB se intensificam. Um dos calcanhares de aquiles do governo paulista é exatamente a área do Instituto de Criminalística. Laudos periciais que deveriam ser entregues em 10 dias só ficavam inexplicavelmente prontos quase um ano depois – inviabilizando muitas investigações que demandavam uma mínima urgência. Por isso, no Palácio dos Bandeirantes e na Secretaria de Segurança a orientação é pela melhora efetiva do serviço ou pela troca de quem não cumpre a missão com competência.
Espião
Os serviços de inteligência britânicos no Brasil já estão monitorando o o Honorável Doutor Michael Eugene Misick, de 51 anos.
Ex-premier, entre 2006 e 2009, de Turks & Caicos Islands, membro do Progressive National Party (PNP) daquelas ilhas caribenhas sob controle da Raínha Elisabeth, Misick é um maçom tido como ex-agente do MI-6 (um dos serviços secretos ingleses).
Saiba tudo sobre o caso relendo o artigo de ontem: A Lenda do Espião Maçom preso e solto pelo STF
Bolha Midiática
 Vazabras
Já que o baiano Duda Mendonça continua reinando na publicidade da Petrobrás, bem que ele podia indicar um bom pai de santo para a presidente Maria das Graças Foster.
Desde que a empresa anunciou ao mercado, no início de 2012, o lançamento de um plano de Vazamento Zero de combustíveis, tudo só aconteceu ao contrário.
No ano passado, foram derramados 387 mil litros de óleo no ambiente – com um crescimento de 65% nos vazamentos, principalmente por problemas na área de transporte de combustíveis.
Imponderável
Agora, a Petrobrás responsabiliza, novamente, o tal do “Imponderável” pelo recente vazamento no terminal da Transpetro, no litoral Norte de São Paulo, poluindo e contaminando (até agora) a orla de São Sebastião e Caraguatatuba.
A Petrobras também se mostra lenta na revelação sobre o volume de óleo derramado no mar no “acidente” de agora
Curiosamente, os problemas de vazamentos na Petrobrás aumentam no ano em que a empresa tem uma queda de 2% na produção diária.

Imprensa que eu não gosto...
O governo Dilma está PT da vida com a ONG RSF (Repórteres Sem Fronteiras).
No mapa acima, o Brasil aparece na desonrosa 108ª colocação no ranking mundial da liberdade de imprensa.
O Brasil ficou mal na fita no recente 2013 Press Freedom Index por causa do assassinato de 5 jornalistas em 2012 e pelos persistentes problemas que afetam a falta de pluralismo.
Mercado Gay


Redirecionando os mísseis
A população de Brasília, nossa Ilha da Fantasia, já está apavorada com a nova ameaça oculta vinda da perigosa Coréia do Norte – comandada por aquele gordinho simpático que adora e age como o Pateta da Disneylândia...
Tomara que o Itamaraty, que não consegue nem soltar torcedores do Corinthians na Bolívia – nos proteja desta...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.
O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Abril de 2013.

5 comentários:

glauco disse...

“Em vários dos nossos países da América Latina conseguimos reafirmar o Estado como um polo de desenvolvimento. Conseguimos acabar com a ideia que o Estado não servia, não prestava, e que o mercado, que só atua onde tem lucro, é quem tinha as soluções. Mas o que vimos na Europa é que o deus mercado faliu e quem teve de socorrer foi o pobre diabo do Estado” - Lula.

Anônimo disse...

Assistam o vídeo na íntegra

IMPORTANTE



http://jorgeroriz.wordpress.com/2013/04/08/oucam-na-integra-e-muito-importante/

Anônimo disse...

Mercado Gay è bom para a vaca bulgara com o seu lesbianismo envergonhado!

Jayme Guedes disse...

O imponderável está sempre na razão inversa da competência. Quanto menor a competência maior o imponderável e vice-versa. Significa dizer que nesses tempos de PT o imponderável está em fortíssima alta no Brasil. Sobre a frase do Lula, transcrita pelo Glauco, eu pergunto: e o que vimos na URSS, nas duas Alemanhas, nas duas Coréias, em Cuba e em outros desastres proporcionados pelo "pobre diabo do Estado"?

Anônimo disse...

Bela barrigada. Norma continua firme no cargo e ainda fez uma limpa no IC