quinta-feira, 30 de maio de 2013

A Hora do Lobo

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Simon Pires

Terminei ontem o Manifesto do Nada na Terra do Nunca, do cantor de rock, escritor, e de agora em diante para mim, pelo menos para mim, pensador brasileiro – João Luiz Woerdenbag, o Lobão. São duzentas e quarenta páginas duma leitura de “lavar a alma”. Muito daquilo que está escrito ali eu mesmo queria colocar no papel.

Partindo de uma bibliografia que  conta com Edgar Morin, Olavo de Carvalho, David Horowitz e tantos outros capazes de (não me perguntem como)  manter um pensamento original, Lobão vem para, literalmente, não deixar “pedra sobre pedra”. Tendo como base a Semana de Arte Moderna e o Manifesto Antropofágico de 1922, Lobão diverte, comove, convence e cativa numa prosa alucinada e permeada por uma honestidade intelectual que há muito, mas muito tempo mesmo, deixou de existir no Brasil.

Em sete capítulos que tratam de arte, cultura, música, viagem e também, com muito senso de humor, de si mesmo, ele mostra a podridão da chamada intelectualidade brasileira atual. Seu recado para escória que infesta a universidade, a música, a literatura..enfim, para o próprio pensamento brasileiro atual é um só – “sejam originais, pô!” Chega de coitadismo, de indianismo, de multiculturalismo misturados com autopiedade e com essa complacência com a falta de caráter de um povo que fez de Macunaíma seu herói e das ONGS as suas novas Igrejas.

Lobão não tem pudor algum em mostrar que para ser intelectual politicamente correto no Brasil petista basta ter escrito algum samba durante a Ditadura Militar, algum romance que se passa no leste Europeu, ou ter passado uma noite numa delegacia qualquer nos anos 70. Ele desmascara a Lei Rouanet e os privilégios de um certo tipo de artista que toca violão como se estivesse “tomando cafezinho com nojo”.

Demonstra o porquê da falta de espaço para o verdadeiro rock na mídia brasileira, mostra a hipocrisia daquilo que chama de “Omissão” em vez de “Comissão” da verdade e deixa uma dura lição para todos os estudantezinhos dessa Universidade do B – a lição de que quem se vendeu, quem se tornou decadente, quem não tem mais peito nem coragem alguma para sair à rua são eles!

Bem vindo, Lobão, ao grupo daqueles poucos que merecem, de verdade, o título de intelectual. Uma pequena fração de brasileiros capazes de manter uma razão livre de fanatismos e que não está nem aí para esse Partido-Religião que está acabando com a cultura do Brasil.

Definitivamente, chegou a Hora do Lobo.


Milton Simon Pires é Médico.

10 comentários:

Anônimo disse...

"ele mostra a podridão da chamada intelectualidade brasileira atual."

Esta tal intelectualidade brasileira, não passa de uns espertalhões que fazem a maioria do povo brasileiro de BOBO pra se dar bem.

Filipe disse...

O livro é sensacional, um sopro de ar puro na demência esquerdopata que hj domina a mente de muitos brasileiros! Parabéns Grande Lobo!

Anônimo disse...

Vou comprar o livro. Ví a entrevista do Lobão no Agora é Tarde e adorei. Ele fala mesmo tudo o que tem de ser dito. Homem corajoso e lúcido que não se deixa levar nem impressionar com esses pseudos intelectuais que distorcem a verdade.
Esther

Anônimo disse...

Vou comprar o livro. Ví a entrevista do Lobão no Agora é Tarde e adorei. Ele fala mesmo tudo o que tem de ser dito. Homem corajoso e lúcido que não se deixa levar nem impressionar com esses pseudos intelectuais que distorcem a verdade.
Esther

Gajjjego disse...

Ateh que enfim uma voz no deserto...ACORDA BRASIL!!!!

suede santos disse...

Tive a mesmíssima opinião depois de ler.

Anônimo disse...

QUERO LOBÃO PRA PRESIDENTE! E VOCÊ?

http://www.facebook.com/PresidenteLobao

Anônimo disse...

Bacana, vc "leu" tudo e sacou
abs
Byra Dorneles

Anônimo disse...

Livro fenomenal! Discordando ou concordando, o importante é pensar e abrir a cabeça. Lobão foi sempre a voz de mtos q andam calados, vamo pra cima, tá na hora de se mover de verdade...
By @rgapires

Anônimo disse...

Os estudantes que saíram às ruas, ainda em 2013, para protestar por um país melhor, calaram a boca do Lobão e a sua, não é mesmo, "doutor" Milton Simon Pires?