sábado, 18 de maio de 2013

A Medicina Humilhada


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Simon Pires

Durante toda a última semana a mídia inteira tem se preocupado com o tema dos médicos cubanos. É um desses raros momentos em que se percebe aquela que, em texto anterior, defini como uma das maiores características do brasileiro – a arte de falar sobre o que não sabe. Senão; vejamos: apresentadoras loiras de programas de TV, comentaristas de futebol, prefeitos..Não importa quem você seja mas basta invocar o “sofrimento do povo” para ter o direito de enfurecer-se com a situação de saúde no Brasil. 

Houve um tempo em que os medíocres sabiam (mesmo na sua mediocridade) permanecer em silêncio. Reconhecia-se a história das pessoas, seu esforço, e seu trabalho. Não ensinava-se uma sociedade inteira a pensar que pobreza e miséria eram reflexo de uma luta de classes e nós vivíamos muito mais próximos da ideia de que colhemos o que plantamos.

Alguns dias atrás escrevi sobre a responsabilidade de certos colegas na ideia de trazer os cubanos para o Brasil. Mostrei quem eram estas pessoas dentro das faculdades de medicina. Estabeleci o “perfil”, como gostam de dizer os psicólogos, deste tipo de gente e desmascarei a hipocrisia da “new left brasileira”.

Hoje o recado é mais curto: abrindo uma destas coleções de anúncios comerciais, reportagens sobre o aquecimento global e apologia do homossexualismo que são os jornais brasileiros me deparei com o “comentário perfeito” sobre a vinda dos cubanos ao país – um sujeito aqui de Porto Alegre que é apresentado como “formador de opinião” foi o seu autor. Disse esse cidadão aquilo que considero uma “pérola” do lugar comum em termos de manifestação sobre o tema – ...  Mas tem de haver médicos em todos os locais, até nos indesejados pelos médicos brasileiros. Entonces, que vengan los cubanos! Porque o que importa é a Saúde.

Querem saber por que uma frase assim é capaz de fazer tanto sucesso? Explico: é por que quem a pronuncia afirma, aos brados e cheio de razão, que qualquer atendimento é melhor do que nenhum!Vocês, que gastaram seu tempo me lendo até aqui, têm dúvida de que isso é verdade? Faço uma proposta para tirar a teima: imaginem que vocês estão às 2h da manhã de um dia de semana, esperando quase 12 horas para serem atendidos numa dessas espeluncas chamadas pronto-atendimentos e com um filho doente nos braços.

Pergunto a cada um de vocês – vocês acham que seu filho, pai ou mãe (só para não citar vocês mesmos) ficariam conformados com
“qualquer atendimento” ou buscariam aquilo que há de melhor na medicina local? Aí está a resposta – “qualquer atendimento” é melhor do que nada para os “outros”; jamais para nós e nossas famílias, né? Até onde eu sei, para nós mesmos e para aqueles que amamos queremos sempre o melhor possível. 

Jamais esqueçam disso quando lerem a escória da imprensa brasileira defendendo, ao lado dos seus patrões federais, a vinda dos médicos de Cuba. Não tenham também a tentação de cair na armadilha daqueles que afirmam – mas meu amigo, nem toda população pode ter o que há de melhor na Medicina a seu dispor. Esse tipo de gente não tem o compromisso de dizer onde está o “melhor” e quando esse “melhor” vai fazer a diferença.

A corja que defende a importação de médicos não tem o mínimo interesse na vida das pessoas doentes. É aos próprios doentes e aos médicos brasileiros que essa questão diz respeito. Imploro como médico formado há quase 20 anos: não fiquem contra nós! Vocês não precisam do “papai Lula” e da “mamãe Dilma” para cuidar do vocês quando ficarem “dodói”.

Tudo isso é mentira e desespero político de gente que viu que, no seu delírio comunista, acabou com a estrutura hospitalar do país, que não pode mais esconder que as pessoas estão morrendo e que nós médicos temos MEDO de trabalhar fora das grandes cidades. Foi  provavelmente um médico brasileiro quem primeiro olhou para vocês quando nasceram e quem, se Deus quiser, vai estar com vocês na hora da morte.

Não aceitem a mentira do Governo e dos prefeitos mesmo que estejam esperando atendimento há anos. Trazendo os cubanos  vocês NÃO VÃO ter seus problemas atendidos e a nossa medicina vai ser humilhada perante todo o resto do mundo...

Milton Simon Pires é Médico.

12 comentários:

Anônimo disse...

Sr Milton Simões Pires, muito bom seu artigo, retratando de maneira clara e precisa aquilo que o desgoverno tipinuquim tenta implantar em nosso país, ou seja, um regime de exceção, onde eles (PT) são o topo da pirâmide e estarão prontos para a qualquer momente deferirem o duro e cruel golpe, ou seja, o socialismos. Quem viver verá. Será?

Anônimo disse...

Tânia SP
Eu sei q td oq este desgoverna fala é mentira, entendi perfeitamente oq o Dr. relatou aqui e concordo, mas e o povo lá dos grotões do Brasil?
Quem deveria estar levando este recado p/ o povo seria a Oposição e prq não os Militares, tbm?
Façam como esta corja faz, infiltre-se lá, não é assim q eles agem? e dêem o recado p/ o povão, né não?

Luciano (Sampa) disse...

Infelizmente, o povo que vive lá pelos grotões do Brasil já foi aprisionado pelo estado com as bolsas, os vales e as cotas, e é extremamente vulnerável a esse tipo de demagogia populista, que não coloca a liberdade como o fundamento mais importante da democracia. Para os atuais donos do poder, esquerdistas no governo e na "opinião pública", vale tudo para atingir o "bem comum" e a "função social" das coisas. Como comunistas não tem competência para nada, exceto perseguir quem se opõe a eles, não fazem nem uma coisa nem outra, ficando apenas no vale tudo. O resultado é esse lixão moral em que encontramos.

Anônimo disse...

infelizmente, estamos nos acostumando com o que ha de pior e com a baixa qualidade que reina aqui no Brasil.
O brasileito esta cada vez menos exigente.

Anônimo disse...

Perfeito Dr, em todos estados existem uma concorrência acima de 30 para 1, para passar nas públicas de medicina. Com os cotistas garantidos com 50% das vagas. Por que ao invés de farra da copa não se constrói ou ampliam os hospitais escola para triplicar as vagas ?
Classe média - minoria sem direito algum.

Anônimo disse...

Perfeito Dr, em todos estados existem uma concorrência acima de 30 para 1, para passar nas públicas de medicina. Com os cotistas garantidos com 50% das vagas. Por que ao invés de farra da copa não se constrói ou ampliam os hospitais escola para triplicar as vagas ?
Classe média - minoria sem direito algum.

Anônimo disse...

Concordo com o senhor no que se refere a esta corja de vigaristas que tomou conta do governo federal. Creio que o povo está como que anestesiado pelas mentiras que divulgam. Em relação à medicina, ouso discordar da sua opinião, como usuário da unimed no estado de São Paulo(olhe que numa região onde dizem não haver carência)vejo um serviço precário, com dificuldade de conseguir consultas(quando se aceita pagar consulta, atendem até no mesmo dia) e médicos já querendo um plus para fazer uma cirurgia que é coberta pelo plano de saúde. Além do mais, há como que uma reserva de mercado para a entrada de novos médicos na cidade.

Anônimo disse...

Na Bolívia vendem diploma de medicina para brasileiros. A venda é feita por algumas universidades.
Por ex. A UNITEPC em Cochabamba/Bolivía vende por 4.000 reais o histórico escolar e o diploma. Depois é só convalidar no Brasil, inclusive não é exigido por lei que se passe na prova de revalidação. Por ex. na Universidade Federal de Medicina de Natal/RN mesmo reprovando na prova os pseudos médicos tem direito de revalidar o diploma e o histórico escolar. Na UNITEPC de Cochabamba/Bolívia esses diplomas comprados ficam em um "Registro Paralelo" e quando consultados para constatar a veracidade dos documentos os funcionários vendedores de diplomas, confirmam a veracidade como se fossem verdadeiros. Há que se fazer uma investigação para desmacarar muitos "médicos" que atuam no Brasil com diplomas comprados na Bolívia

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Concordo com o senhor no que se refere a esta corja de vigaristas que tomou conta do governo federal. Creio que o povo está como que anestesiado pelas mentiras que divulgam. Em relação à medicina, ouso discordar da sua opinião, como usuário da unimed no estado de São Paulo(olhe que numa região onde dizem não haver carência)vejo um serviço precário, com dificuldade de conseguir consultas(quando se aceita pagar consulta, atendem até no mesmo dia) e médicos já querendo um plus para fazer uma cirurgia que é coberta pelo plano de saúde. Além do mais, há como que uma reserva de mercado para a entrada de novos médicos na cidade.

Anônimo disse...

concordo com a ultima oração do seu texto todo: a nossa medicina vai ser humilhada perante todo o resto do mundo. Será humilhada mesmo, no sentido de que a medicina brasileira esta defasada, médicos sem condição nenhuma para atuarem estão formando-se. Vocês médicos brasileiros estão com medo de serem humilhados pelos médicos cubanos e por isso evitam tanto que estes adentrem no nosso Brasil. Mas o maior medo de vocês é que aumentando a oferta, seus salários irão obrigatoriamente deixar de ser tão atrativos, é a lei da oferta e da procura e é isso que mais amedronta toda a sua classe. Não estão preocupados com a saúde do povo que você quer tanto proclamar nesse seu desabafozinho, e sim com a concorrência tanto ou melhor do que vocês. Se a medicina brasileira é tão melhor assim, deixa que os cubanos venham e mostrem sua incompetência então. Afinal quem não deve não teme não é mesmo?

Anônimo disse...

Mesmo morando em grotões estas pessoas são dignas como qualquer outra de ter atendimento bom e hospitais bem aparelhados, dinheiro para construir estadios tem e tantas outras roubalheiras do dinheiro público. Médicos tbm tem familia e tbm tem que estarem se atualizando portanto precisam ganhar bem. Mas como é Brasil educação, saúde e segurança publica não interessa aos governantes onde compram votos c/ tanto assistencialismo e bolsas vagabundagem! É trabalhando que teremos dignidade!

Anônimo disse...

Até que enfim um governo tomou uma decIsão sábia (acho que a unica, mas tudo bem). Mexeram com a "MÁFIA BRANCA". Vamos seus mafiosos de branco..vamos trabalhar ..irem essa b.... branca de seus consultorios mantidos à consulta de R$ 350,00/400,00 (consulta de 10 minutos). Estudam de graça em faculdades do governo e ainda vem falar mal.!! Boa Dilma . Vamos entupir esse pais de medicos estrangeiros!!!. Vamo botar esse povo de branco pra trabalhar.!!