quarta-feira, 22 de maio de 2013

Joaquim e o Congresso


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Luiz Sérgio Silveira Costa

As suas excelências congressistas ficaram amuadas e reagiram, com deselegância, às palavras do ministro Joaquim Barbosa, criticando o Legislativo brasileiro. Disse apenas a verdade, o que todos dizemos nas colunas de leitores nos jornais e revistas, ou nas conversas familiares e entre amigos.

O Congresso e os políticos brasileiros são uma vergonha! A grande maioria está respondendo a algum processo na Justiça; coloca seus interesses muito à frente das necessidades do país; há um abaixo-assinado de milhões de brasileiros para que o notório presidente do Senado saia, e nada acontece.

Não passa um dia em que não apareça um escândalo: são os atos secretos, senador suplente sem voto, dinheiro nas cuecas, aloprados, sanguessugas, mensaleiros, funcionários fantasmas, a farra das passagens aéreas, voto secreto, 20 mil funcionários com salários nababescos, especialmente os garçons, verbas indenizatórias e de gabinete, plano de saúde vitalício para senadores, ex-senadores e seus familiares, mesmo que tenham exercido o cargo por poucos dias; João Paulo Cunha e José Genoino, condenados na Justiça, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara; pagamento de horas extras não trabalhadas a funcionários; partidos de aluguel, uso de verbas de representação em despesas pessoais; trabalho só em meia semana, aposentadorias por invalidez de quem continua a trabalhar, as PECs da discórdia...

Houvesse um plebiscito, o Congresso fecharia. É a prova de que o ministro Joaquim está coberto de razões. Mas não disse nada que não se saiba.

Luiz Sérgio Silveira Costa é Almirante Reformado.

2 comentários:

Anônimo disse...

Um AI5 coloca um ponto final e bola pra frente, nossa única saída, não aguento mais eleições, que porre da porra, quero trabalhar, ganhar dinheiro honestamente e cuidar da minha vida, acho que só numa próxima encarnação, essa já deu o que tinha que dar.
Um, apenas um GENERAL!! não há?
É preciso reconhecer a realidade como ela é, não podemos ter essa liberdade toda, vira uma sodoma e gomorra, linha dura brother, escreveu não leu é cana dura na certa, em 10 anos estaremos em um lugar bem melhor, feliz de quem viveu os anos dourados, o resto, não passa disso mesmo, apenas resto.

Anônimo disse...

Até que Joaquim Barbosa foi comedido. A maior parte nosso legislativo (assim mesmo) comporta-se apenas como um covil repleto de maus elementos, escudados em leis que eles próprios elaboraram, visando seus próprios interesses. O país vive uma situação de violência, de corrupção, e de uma roubalheira geral como nunca dantes, graças à indiferença daqueles parlamentares que se esquivam a mudar leis ultrapassadas de quase 70 anos.