domingo, 5 de maio de 2013

Lembrai-vos do Discurso de Gettysburg



Pode-se enganar a todos por algum tempo;
pode-se enganar alguns por todo o tempo;
mas não se pode enganar a todos por todo tempo.
(Abraham Lincoln - a quem o nosso Lula ousou se comparar...)

Documento no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Abraham Lincoln

Há 87 anos, os nossos pais deram origem neste continente a uma nova Nação, concebida na Liberdade e consagrada ao princípio de que todos os homens nascem iguais. Encontramo-nos atualmente empenhados numa grande guerra civil, pondo à prova se essa Nação, ou qualquer outra Nação assim concebida e consagrada, poderá perdurar. Eis-nos num grande campo de batalha dessa guerra.

Eis-nos reunidos para dedicar uma parte desse campo ao derradeiro repouso daqueles que, aqui, deram a sua vida para que essa Nação possa sobreviver. É perfeitamente conveniente e justo que o façamos.

Mas, numa visão mais ampla, não podemos dedicar, não podemos consagrar, não podemos santificar este local. Os valentes homens, vivos e mortos, que aqui combateram já o consagraram, muito além do que nós jamais poderíamos acrescentar ou diminuir com os nossos fracos poderes.

O mundo muito pouco atentará, e muito pouco recordará o que aqui dissermos, mas não poderá jamais esquecer o que eles aqui fizeram. Cumpre-nos, antes, a nós os vivos, dedicarmo-nos hoje à obra inacabada até este ponto tão insigne mente adiantada pelos que aqui combateram.

Antes, cumpre-nos a nós os presentes, dedicarmo-nos à importante tarefa que temos pela frente - que estes mortos veneráveis nos inspirem maior devoção à causa pela qual deram a última medida transbordante de devoção - que todos nós aqui presentes solenemente admitamos que esses homens não morreram em vão, que esta Nação com a graça de Deus venha gerar uma nova Liberdade, e que o governo do povo, pelo povo e para o povo jamais desaparecerá da face da terra.

Abraham Lincoln foi presidente dos EUA. Morreu assassinado. Discurso em 19 de novembro de 1863. Discurso de apenas 289 palavras, ditas em menos de dois minutos, é um dos mais famosos de Lincoln.

2 comentários:

Anônimo disse...

Uma das mais famosas referências a esse discurso é a cena do clássico "Vamos à América" (Ruggles of Red Gap), com o inglês Charles Laughton recitando-o na íntegra...

Anônimo disse...

O "nosso Lula" ao se comparar com este grande político e grande Homem, só pode ser indubitavelmente ou para quem não entenda, sobre que não pode haver dúvida, com o que Abraham Lincoln depositava na sanita do banheiro para se aliviar da tripa!

Isso! È isso que quero dizer, Lula só se pode comparar ao produto defecado por Abraham Lincoln na sanita.