segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

A “bolsa” que afundou o País


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Fábio Figueiredo

Há cerca de 10 anos, 50 milhões de brasileiros vivem da bolsa família, medida que para José Dirceu traria 40 milhões de votos para o PT. Tem sido mostrado na imprensa os casos de famílias que tem mais filhos para aumentarem a renda, de garotas de 14 anos engravidando  e muitos outros casos semelhantes que receberiam bolsa família, sem precisar trabalhar.

O pior é que uma enorme quantidade de pessoas não precisou esforçar-se para estudar ou adquirir uma profissão. Segundo economistas esse tipo de plano deve servir de alavanca para aumentar o consumo, a produção e a educação e não permanente como “muleta” que mantém milhões ganhando “mesadas” sem trabalhar.

Com esse programa e com o abandono da educação de base pelo governo brasileiro, Lula prepara o ambiente para um avanço socialista. O contrario não teria êxito, pois seria impossível implantar esse regime num país com povo independente, educado e com operários bem qualificados.

Além disso, necessário se faz, para os planos do comandante do PT, reduzir a indústria à sua expressão mais simples, pouco atuante e com produtos de baixa tecnologia, como fizeram.

Se o petista quisesse manter o país democrata e capitalista teria adotado regime de educação de maior qualidade, reduzido gradativamente os impostos com o que a renda do brasileiro aumentaria e promovido reformas para a modernização do país.

Pobre Brasil, na mão de um partido mal intencionado e que infelizmente foi abandonado pelos membros honestos.


Fábio Figueiredo é cidadão.

Nenhum comentário: